Вы находитесь на странице: 1из 102

Curso Básico de

Introdução à Astrologia
Com ênfase nos relacionamentos e elementos de
interpretação
Antonio Carlos Jorge
http://ouniversoculto.wix.com/meusitio

0
Curso Básico de Introdução à Astrologia
Com ênfase nos relacionamentos e elementos de interpretação
Antonio Carlos Jorge

Sumário Pag
1. O Objetivo da astrologia e suas bases ........................................................................................... 3
- Objetivo da astrologia ..................................................................................................................... 3
- A base da astrologia ....................................................................................................................... 4
- O mapa astral .................................................................................................................................. 5
2. Uma pequena história da astrologia .............................................................................................. 6
3. O Sistema Solar e Movimentação dos Planetas ....................................................................... 8
4. O Planeta Terra e seus movimentos ....................................................................................... 10
5. A constituição dos signos e planetas regentes. ............................................................................. 13
6. Comportamentos e temperamentos e significados dos signos ..................................................... 17
- Comportamentos e temperamentos ............................................................................................... 18
- O significado dos signos. .................................................................................................................. 19
7. O significado dos planetas. ............................................................................................................ 21
8. As Casas terrestres e aspectos angulares entre planeta. .............................................................. 25
9. Aprofundando os conceitos de casas . .......................................................................................... 27
- Polaridades entre as casas ............................................................................................................... 27
- Triplicidades entre as casas. ............................................................................................... ............. 29
- Quadruplicidade das casas. ....................................................................................................... ...... 30
- Um pouco mais sobre o Ascendente ............................................................................................... 31
10. Aspectos entre planetas, casas e signos ...................................................................................... 33
11. Fundamentos que determinam as afinidades ou dissonâncias dos elementos. ......................... 35
- Afinidades e dissonâncias entre os elementos. ............................................................................... 35
- Afinidades e dissonâncias nos mapas individuais. ........................................................................... 36
12. Posição cósmica e comportamento dos planetas. ....................................................................... 38
- Regência .................................................................................................................... ...................... 38
- Planeta sem aspectos ........................................................................................................... ........... 38
- Planeta fora de curso ............................................................................................... ........................ 38
- Casa sem planeta ............................................................................................................................. 38
- Planeta retrógrado .......................................................................................................................... 39
13. Os planetas pessoais – SOL e LUA. ............................................................................................... 41
- A Lua pelos Signos e pelas Casas. .................................................................................................... 41
- Aspectos da Lua com demais planetas. ........................................................................................... 42
14. Vênus nos signos. ........................................................................................................................ 44

1
15. Marte nos signos. ........................................................................................................................ 47
16. Considerações adicionais sobre Vênus e Marte . ........................................................................ 50
17. Os planetas sociais - Júpiter e Saturno e os geracionais – Urano, Netuno e Plutão. ................... 53
18. Exercícios orientados para Análise Preliminar de um Mapa. ...................................................... 56
- Diretrizes gerais ............................................................................................................................... 56
- Exercício 1 (mapa hipotético) .......................................................................................................... 56
- Exercício 2 (mapa do aluno) ............................................................................................................ 57
Bibliografia ................................................................................................................................ ........ 58
Apêndice 1 - Tabela de Correlações entre Signos, Casas e Planetas ................................................. 59
Apêndice 2 - Natureza dos planetas e harmonia planetária ............................................................. 60
Apêndice 3 - Correlações de Aspectos entre Planetas. ..................................................................... 61
Apêndice 4 - Os Planetas e Seus Significados (detalhamentos) ....................................................... 71
Apêndice 5 - Mais Informações sobre as Casas e seus Significados ................................................. 75
Apêndice 6 - Roda da Fortuna .......................................................................................................... 80
Apêndice 7 - Nódulos Lunares ........................................................................................................... 82
Apêndice 8 – Configurações de Mapas (formatos, formações planetárias, stellium, hemisférios,
elementos e modos)..................................................... ..................................................... ................ 84
Apêndice 9 – Exercício para cálculo de mapa . .................................................................................. 87
Com tabelas de horário de verão no Brasil, Fusos horários, efemérides, tábua de logaritmos,
formulário de mapa, tabela de correção de tempo, tábua de casas, parâmetros de orbes

2
1. O Objetivo da astrologia e suas bases
Objetivo da astrologia:
Na realidade somos seres que desconhecemos nossa verdadeira origem e desse desconhecimento ou erros
de percepção de nossa própria imagem, encontramos muitas dificuldades para lidarmos com os problemas
e se não lidamos de forma construtiva, teremos problemas nos relacionamentos.
Quando falamos de relacionamento estamos falando da própria vida. O ser humano não se desenvolve sem
as relações, pois sempre depende do outro como estímulo para buscar a superação de suas dificuldades.
O relacionamento envolve diferentes aspectos:
 Eu e o outro;
 Meus valores e os valores do outro, não somente os relacionados às crenças, mas também às posses
materiais;
 Minha relação prática com as coisas e como lido com os ideais superiores;
 O local e o exterior;
 O passado e o futuro;
 O lar e a carreira;
 O poder centrado no ego e a força libertadora do coletivo; assim como,
 O senso do utilitarismo do trabalho pragmático e o serviço altruísta, alimentado simplesmente pela
percepção da unicidade.

Estas são algumas dicotomias que nos deparamos no dia-a-dia.


Naturalmente quando falamos em relacionamentos, vêm logo em nossa mente, as situações das relações
interpessoais. Situações onde nos afinamos ou conflitamos com determinadas pessoas. Simpatizamos ou
não com alguém. Aquilo que nos atrai ou que causa rejeição. O que procuramos no outro. Como nós nos
apaixonamos e idealizamos; nossas fantasias e desapontamentos; nossas desilusões, conflitos, separações
e muitas outras.
Será que as situações adversas são criadas pelo outro ou são fruto de nossas próprias escolhas
equivocadas?
É certo que se formos mais conscientes, sem dúvida tomaremos decisões mais construtivas.
Na Grécia, há milênios, dizia-se “Homem! Conheça-te a ti mesmo!”.
No cristianismo Paulo diz “Desperta, tu que dormes. Levanta-te entre os mortos”, sendo o mesmo ideal no
budismo que é a Iluminação.
Aliás, em grego a palavra para verdade ou estar desperto é a mesma (Aletéia). Então, conforme João
“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”.
Em verdade, se não conhecemos a nossa real natureza, estamos em dormência e neste estado as nossas
percepções estarão comprometidas e não nos conduzirão a tomar decisões amadurecidas e consistentes.
Assim, nos parece que a chave para compreendermos como somos, passa inevitavelmente pelo processo
de autoconhecimento, sem o qual continuaremos a repetir padrões de comportamento condicionado que
não nos levarão à construção de relacionamentos sadios, que são a base para o nosso próprio
desenvolvimento.
Existem diferentes meios de busca do autodesenvolvimento e a astrologia é um desses meios.
A Astrologia, que é uma ciência milenar, tendo sua origem perdida nas noites dos tempos, é uma
ferramenta que pode nos auxiliar na busca do equilíbrio necessário, para que nos tornemos mais
integrados com nós mesmos, assim como com as pessoas e as coisas que nos rodeiam.
Podemos ser artífices de nossos destinos e auxiliar outros a também serem pessoas melhores, na medida
em que melhorarmos nossos relacionamentos com todos os que cruzam nossa caminhada.

3
Assim, nosso mapa astrológico é um retrato fiel de nossa estrutura psicológica, capaz de demonstrar como
nós somos, os nossos talentos, potenciais, fraquezas, medos, que muitas vezes não são percebidos.
O objetivo deste curso é possibilitar ao estudante decifrar os códigos que podem revelar novos caminhos
com reais possibilidades de se reintegrar com a verdadeira natureza de cada um.
A ciência da astrologia, por ser humana, é complexa em sua abordagem, não existindo fórmulas
matemáticas que indicam com exatidão o fluxo de acontecimentos, mas demonstra possibilidades, pois
depende da forma e do nível de maturidade com que cada um lida com seus problemas.
Desta forma, o conhecimento apresentado a partir de agora visa disponibilizar ao estudante elementos que
podem ser úteis a compreender a sua estrutura psicológica e a do outro, possibilitando revelar os pontos
que podem ser trabalhados na construção de novos comportamentos.

A base da astrologia
Toda a vida, desde o macrocosmo até o microcosmo, segue a um mesmo padrão de estrutura e como
estamos inseridos nesta mesma teia, seguimos o mesmo modelo.
Esse padrão é demonstrado por sete princípios que apresentamos a
seguir:
O primeiro é Mentalismo, que diz: “O Todo é mente”. “O Universo é
mental” e “Enquanto o Tudo está no Todo, é também verdade que
o Todo está em Tudo”, que é o princípio da imanência.
Podemos representar esse princípio como o Tao, onde temos Yin e
Yang. Yin é o imanifestado, ou o nada, com o potencial do vir a SER.
Yang e o manifestado, ou seja, o TUDO. O imanifestado e o
manifestado formam o TODO.
O princípio da Correspondência diz: “O que está em cima é como o
que está embaixo e o que está embaixo é como o que está em cima”, referindo-se quanto à manifestação
da tríade superior relacionada ao quaternário inferior.
O terceiro princípio diz: “Nada está parado. Tudo move. Tudo vibra”, uma alusão ao estado da
impermanência. (como comprova a moderna física, mesmo o átomo é
divisível e se mantém em vibração onde elétrons circundam
continuamente o núcleo, composto por nêutron e prótons).
O princípio da polaridade diz: “Tudo é duplo. Tudo tem dois polos. Tudo
tem o seu oposto. O igual e o desigual são a mesma coisa. Os opostos
são idênticos em natureza, mas diferentes em grau. Os extremos se
tocam. Todas as verdades são meias-verdades. Todos os paradoxos
podem ser reconciliados”.
O ritmo é o quinto princípio e diz: “Tudo tem fluxo e refluxo. Tudo tem
suas marés. Tudo sobe e tudo desce. Tudo se manifesta por oscilações
compensadas. A medida do movimento à direita é a medida do
movimento à esquerda. O ritmo é a compensação”.
O sexto princípio, da causalidade, está relacionado com os axiomas anteriores. Diz que “Toda causa tem o
seu efeito. Todo efeito tem sua causa. Tudo acontece de acordo com a lei. O acaso é simplesmente um
nome dado a uma lei não conhecida. Há muitos planos de causalidade, porém nada escapa à lei”.
Finalmente, “O gênero está em tudo. Tudo tem o seu princípio masculino e o seu princípio feminino. O
gênero se manifesta em todos os planos. Todo o princípio macho tem o seu lado fêmea e todo princípio
fêmea tem o seu lado macho”.

O estudo e compreensão destes princípios é elemento chave, pois constituem na base da ciência da
Astrologia.

4
O mapa astral
O Mapa Astral é o horóscopo de um indivíduo, desenhado com a posição de cada planeta do planisfério,
diante dos signos e das casas terrestres, assim como o indicativo dos diferentes aspectos formados.
Ele demonstra os elementos simbólicos astrológicos para serem traduzidos e interpretados em linguagem a
ser entendida pelas pessoas.
Esses elementos simbólicos descrevem os potenciais e os desafios de uma pessoa, assim como a síntese da
experiência a ser vivida.
A elaboração de um mapa de nascimento é tarefa razoavelmente simples, principalmente se considerarmos
a introdução de programas computacionais que hoje estão ao acesso de todos.
A elaboração de um mapa é fácil, mas a sua interpretação exige capacidade analítica, poder de síntese,
discernimento e dedução, além da existência de espírito investigativo e desbravador. Embora estes
atributos nem sempre sejam encontrados no estudante, havendo dedicação séria aos estudos da
Astrologia, com afinco e determinação, sem dúvida, conquistarão este saber.
Este saber possibilita capacitar às pessoas, dotando-as de mais discernimento, tolerância e compreensão,
não somente em relação aos fatos ocorridos em suas próprias vidas, mas à aceitação dos seus semelhantes,
pois desvenda os mistérios que fazem a vida aflorar em toda a sua diversidade e esplendor.
Aquele que domina a ciência da Astrologia seguramente pode ser “diferente”, pois passou a compreender a
Alma Humana, respeitando os indivíduos como seres únicos, porém dotados do mesmo princípio divino que
nos unem na fraternidade universal.

Estudos complementares e exercícios de fixação

Os exercícios têm por objetivo possibilitar aos estudantes a fixação dos conceitos tratados no texto da
apostila e os comentados nos encontros presenciais, assim como por meio de textos complementares que
permitem o aprofundamento às questões.

Assim os mesmos se destinam ao aprimoramento, reflexões e autoavaliação, não sendo objetos de


correções e avaliações objetivas por parte do instrutor.

a) Recomenda-se que se leia o texto no link: http://ouniversoculto.wix.com/meusitio#!Os-Sete-Princípios-


de-Hermes/cmbz/577fe7810cf2226bda9b7e8e
b) Descreva cada um dos sete princípios, fazendo, na sua visão, as associações de como esses princípios se
aplicam ao estudo da astrologia.

5
2. Uma pequena história da Astrologia
O homem da antiguidade vislumbrava o céu associando os fenômenos observados ao universo da
divindade, atribuindo a ela plenos poderes a determinar seus destinos e sortes.
Com seu desenvolvimento intelectual, o homem continuou a observar os fenômenos celestes e, intrigado
diante da imensidão do firmamento, passou a questionar a sua própria origem e a razão de sua existência e
desta observação originou-se a Astrologia.
Blavatsky, na Doutrina Secreta, nos dá conta de Asuramaya, primeiro astrônomo, que viveu há mais de 100
mil anos e estabeleceu o calendário Tamil (que divide as eras em yugas), dando origem à Astrologia Védica.
Segundo as tradições, Asuramaya, através de uma obra secreta denominada “O Espelho do Futuro”, tinha a
chave de todas as eras passadas e futuras, pelo conhecimento dos astros e de suas influências.
O conhecimento astrológico no decorrer dos milênios foi se perdendo, permanecendo apenas
reminiscências desta época dourada.
Há registros de que o zodíaco (1) já era conhecido há milhares de anos, como inscrições com datação
estimada de 10 mil anos aC, encontradas em escavações no vale do Rio Susfana, no noroeste da África.
As próprias pirâmides construídas no Egito têm medidas astronômicas e se baseiam na constelação de
Orion. Os egípcios tinham o Zodíaco de Denderah com os doze signos e estabeleceram um calendário com
o ano de 365 dias.
Devemos nos lembrar na importância do legado de Hermes Trismegistos (Thot), o grande Hierofante,
considerado o pai da Astrologia, autor de grande acervo de obras, incluindo o “Caibalion”, importante obra
que fundamenta o estudo da filosofia hermética e lança as bases da própria Astrologia através dos sete
princípios (ver item seguinte “a base da astrologia”).
A Astrologia, que iremos estudar, legado desse antigo saber, desenvolveu-se na Mesopotâmia, junto aos
Caldeus, havendo registros históricos de efemérides (2) escritas no século VII aC, no reinado de
Assurbanipal, rei assírio que fundou a primeira biblioteca astrológica.
Era um conhecimento restrito a membros de uma classe sacerdotal, denominados Magos (3), sendo que esta
ciência foi também exercida pelos iniciados nas escolas de mistérios que afloraram no Oriente Próximo,
Egito e Grécia.
No início do VI aC um sacerdote de nome Beroso fundou na Ilha de Cós a primeira escola de Astrologia
conhecida, introduzindo esta ciência na Grécia. A astrologia passa a ser tratada dentro da lógica grega com
sistemas exatos, fundamentando-se a Astrologia Individual. Nesta época surgem os primeiros Horóscopos (4)
e determinou-se pela primeira vez o grau do Ascendente, ou seja, o grau que surge no horizonte leste no
momento do nascimento.
Embora o mundo fosse bastante conhecido nos séculos que antecederam ao ano zero, pois Aristarco de
Samos já havia descoberto o sistema heliocêntrico (310-230 aC), Eratóstenes calculado as medidas da Terra
e comprovado a sua esfericidade (276-194) e Hiparco descoberto a precessão dos equinócios (190-120 aC),
a Astrologia permaneceu fundamentada em signos fixos, pois houve a “perda” deste conhecimento ao
longo dos primeiros séculos de nossa era.
____________________________
(1) O Zodía co (roda dos animais) é uma faixa celeste de 16º onde se encontra m os s i gnos a s trol ógi cos e o Sol a pa rentemente
ca mi nha ao redor da Terra. Os signos são as divisões do espa ço de 360º em 12 pa rtes de 30º do círcul o denomi na do Ecl ípti ca .
(2) Efemérides são tábuas que contém a localização de cada planeta em relação ao s igno, considerando o horá ri o de Greenwi ch e
s ã o funda menta i s pa ra a el a bora çã o de um ma pa .
(3) Ma go ou Ma gi, plural da palavra Persa a ntiga magus, significando tanto i magem quanto "um homem sábio", que vem do verbo
cuja ra iz é "meh", significando grande, e em sânscrito, "maha". Os Magi originais eram a ca sta s acerdotal da Pérsia S assânica ; a l ém
de quími cos era m a s tról ogos .
(4) A pa lavra Horóscopo s ignifica “mostrador de horas” e é um diagrama dos céus com a finalidade de determina r os potenci a i s e
ca ra cterísticas de uma pessoa nascida numa época e l ugar específicos sobre a Terra. Este diagrama é também denomi na do Ma pa
Na ta l , Ma pa As tra l ou Ca rta As trol ógi ca .

6
A Astrologia teve impulso no século II dC através de Cláudio Ptolomeu (100-178dC), autor da obra
“Tetrabiblos”, tendo ele criado o sistema que prevalece até os nossos dias, no qual considera o ponto vernal
(inicial do Zodíaco), como sendo Áries (embora naquela época o ponto vernal já apontasse para os
primeiros graus da constelação de Peixes), assim como sete planetas (Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte,
Júpiter, Saturno) (5).
Com a expansão da Igreja Católica e a fixação de dogmas que foram se consolidando por meio dos
Concílios, calcados no interesse de domínio religioso, a Astrologia passa a ser perseguida.
Como todo o conhecimento humano, a Astrologia cai no obscurantismo da idade média e se mantém viva
dentro de círculos restritos de ocultistas.
No entanto, entre os séculos IX a XI, no universo árabe, a Astrologia foi enaltecida. Destacam -se nomes
como Abu' Ali al-Khayyat, autor do Julgamento das Natividades, Al-Farghani (Alfarganus) e Al-Kindi,, Abu
Mashar (Albumassar), um dos mais importantes autores árabes, Al -biruni, que escreveu o Livro da Instrução
nos Elementos da Arte da Astrologia, assim como Ali ibn abi r-Rijal, (Haly Abenragel), um dos mais
influentes astrólogos da Era árabe, tendo escrito um grande tratado sobre astrologia.
A Renascença fez surgir novos nomes como Regiomontanus (1436-1476), Paracelso (1490-1541), Jeronimo
Cardan (1501-1576), Nostradamus (1502-1566), Plácido de Tito (1555-1617), Morin (1583-1656), além de
Nicolau Copérnico, Galileu Galilei e Johannes Kepler, que foi fundamental para o avanço da astronomia e
astrologia. Até mesmo Isaac Newton foi astrólogo.
Destaca-se também o astrólogo William Lilly (1602-1681), considerado o mestre da Astrologia Mundana e
horária.
Em 1666, com a fundação da Academia de Ciências na França alinhada a visão mecanicista do universo
(legado de Descartes), a astrologia novamente é proscrita, caindo no ostracismo. Em 1841 ela foi declarada
ilegal na Inglaterra. Porém no final do século XIX, com o surgimento dos movimentos espiritualistas, mais
detidamente com a fundação da Sociedade Teosófica, em 1875, a Astrologia começou a ganhar interesse e
ser reformulada, incorporando os novos conceitos com os planetas recém-descobertos (Urano, Netuno e
posteriormente Plutão).
Na era moderna, destacam-se os teósofos Alan Leo (1870-1915), Sepharial ou Walter Gorn-Old (1864-1929)
Llewellyn George (1876-1954), que funda a primeira escola de Astrologia nos EUA, assim como Howard
Sasportas (1948-1992), Dane Rudhyar (1895-1985), Stephen Arroyo, Liz Greene, e tantos outros que se
empenham para demonstrar à humanidade a importância desta ciência da antiguidade, do presente e do
futuro.
O dia em que os homens entenderem sobre o seu funcionamento poderão melhor compreender as origens
da diversidade e aí estaremos consolidando o mundo fraterno, aspiração de todos aqueles que buscam,
verdadeiramente, a alta espiritualidade.

Estudos complementares e exercícios de fixação

c) Para quem desejar se aprofundar no estudo da história, recomenda-se visita no e-book abaixo (História
da Astrologia de Kocku von Stuckrad), disponíveis 131 páginas de 451, clicando aqui para acesso ao
livro.
d) Faça uma reflexão de como o conhecimento da astrologia pode ser conciliado com a ciência moderna, ou
se você tem a opinião de que as mesmas nunca se convergirão (pesquise a obra do psicólogo e
estatístico francês Michel Gauquelin). Ver link sobre a obra de Gauquelin, clicando aqui.
_________________________
(5) Os gregos, por cálculos, sabiam da existência de Ura no e Netuno, mas somente eles foram des cobertos res pecti va mente em
1.781 e 1.846. Pl utã o foi em 1.930. O Sol na astrologia é considerado como planeta, uma vez que, pela concepção da época, a T erra
era ti da como o centro do Uni vers o.

7
3. O Sistema Solar e Movimentação dos Planetas
Como vimos o Sistema Solar já era conhecido na Grécia Antiga, havendo já naquela época o conceito da
heliocentricidade, entretanto Cláudio Ptolomeu (astrônomo, matemático, geógrafo e astrólogo), concebeu
um sistema alicerçado dentro da concepção cristã de que a Terra era o centro do universo, pois se o
homem foi criado à imagem e semelhança de Deus a Terra era no centro da criação.
Desta forma, a Terra estaria no centro, imóvel,
enquanto que os planetas até então conhecidos,
girariam ao seu redor, dentro de um círculo perfeito
que é a visão geocêntrica.
O Sistema Ptolomaico permaneceu até a renascença,
quando Nicolau Copérnico (1473-1543), um cânone
da Igreja, matemático, astrônomo e astrólogo
polonês, desenvolveu a teoria heliocêntrica.
Sua teoria (Heliocentrismo) colocou o Sol como o
centro do Sistema Solar, contrariando a então
vigente teoria geocêntrica.
Este evento é considerado uma das mais
importantes descobertas de todos os tempos, sendo Si s tema Ptol oma i co
o ponto de partida da astronomia moderna, tendo
influenciado vários outros aspectos da ciência e do
desenvolvimento da humanidade, permitindo a
emancipação da cosmologia em relação à teologia
cristã.
Destacam-se também nomes como Galileu Galilei
(1564-1642) que defendeu esta teoria, tendo sido
brutalmente perseguido pela Igreja e forçado a
negar a sua convicção, sob o risco de vir a ser
executado.
Johannes Kepler (1571-1630), que revolucionou o
pensamento humano pela sua genialidade, formulou
as três leis fundamentais da mecânica celeste (6),
dando origem à astronomia e astrofísica. Si s tema Pl a netá ri o de Copérni co

A astrologia e a astronomia eram, de início, um


mesmo estudo.
Kepler, além de matemático foi astrólogo
assistente de Tycho Brahe (médico de astrólogo do
Rei da Dinamarca que tinha detalhadas
observações dos movimentos planetários), o qual
forneceu as bases para que Kepler pudesse
fundamentar suas teorias, incluindo “Concerning
the more certain fundamentals of astrology
(1602)”, onde expõe como o Sol, a Lua e os
planetas influenciam os acontecimentos na Terra.

_____________________
(6) Os pl anetas descrevem órbitas elípticas, com o Sol num dos focos; O ra i o vetor que liga um planeta ao Sol descreve á reas i guai s
em tempos i guais; Os quadrados dos períodos de revolução são proporcionais a os cubos das distâncias médias do Sol aos planeta s .

8
Segundo Kepler Todos os planetas giram
em torno do Sol em elipse, em movimento
anti-horário e em distâncias e ritmos
próprios. Periélio Afélio
Um planeta tem velocidades diferentes,
variando conforme a posição onde ele se
encontra em relação ao Sol (periélio e
afélio).
Os planetas são mais velozes ao se
aproximarem do Sol e desaceleram ao
distanciar-se deste.
O movimento de cada planeta em torno do Sol é
denominado translação ou revolução e demanda
tempos diferentes para cada planeta, conforme
tabela abaixo:
Mercúrio = 0,24 (88 dias terrestres)
Vênus = 0,62 (226 dias terrestres)
Terra = 1,00
Marte = 1,88
Júpiter = 11,86
Saturno = 29,46
Urano = 84,01
Netuno = 164,80
Plutão = 248,53
Si s tema Sol a r (Il us tra ti vo)

Estudos complementares e exercícios de fixação

e) Para conhecimento e leitura a quem interessar recomenda-se o texto de Kepler (em inglês), acessando o
link abaixo:
http://www.hermetics.org/pdf/astrology/Johannes_Kepler_-
_Concerning_The_More_Certain_Fundamentals_of_Astrology.pdf

f) Para efeito da astrologia, o indivíduo é o centro de seu universo. Assim sendo, assinale a alternativa que
apresenta a correta ordem dos planetas dentro do conceito astrológico:
I. Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão.
II. Sol, Lua, Terra, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão.
III. Sol, Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão.
IV. Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão.

9
4. O Planeta Terra e seus movimentos
A Terra, 3o Planeta do Sistema Solar, tem seu eixo inclinado 23o 27´ em relação ao plano da eclíptica.
Os hemisférios divididos por linhas imaginárias (no sentido horizontal: latitude e no se ntido vertical,
longitude).
O Planeta Terra tem três movimentos: de rotação, translação e precessão.
O Movimento de Rotação, em sentido anti-
horário, demanda 24 horas para completar
um giro - dia solar (7), convencionando-se
como longitude 00o00´ a linha denominada
Greenwich, que passa sobre a cidade de
Londres.
A Latitude é composta por linhas paralelas,
sendo as principais o equador, os trópicos
e os círculos polares, as quais são formadas
em razão da inclinação do eixo da Terra em
23º 27.
A Longitude é composta pela subdivisão da
esfera (360º) em 24 linhas com
espaçamentos de 15º, correspondendo
cada um deles à uma hora. A hora 0 é
posicionada na Longitude 00º00´
(Greenwich).

O Movimento de Translação e a inclinação do eixo


determinam as estações do ano, sendo denominado
Ponto Vernal o início da Primavera (Equinócio de
Primavera no Hemisfério Norte).
O Terceiro é o Movimento de Precessão dos
Equinócios, ou o Grande Ano de Platão, ou ainda o
Ano Sideral, determinando um giro de 360o, no
sentido anti-horário, no próprio eixo, como um
movimento de peão.

__________________________________

(7) É o i ntervalo de tempo decorrido entre duas passagens sucessivas do Sol pelo meridiano do l ugar. É 3 m56s ma is l ongo do que o
di a sideral. Essa diferença é devida a o movimento de tra nslação da Terra em torno do Sol, de aproximadamente 1 gra u (4 minutos )
por di a (360°/a no=0,986°/di a ).

10
O Movimento de Precessão demanda 25.920
anos e determina as Eras Astrológicas.
Dividindo 25.920 por 360o temos 72 anos para
cada grau, ou 2.160 anos para cada
espaçamento de 30o, correspondendo a cada
signo do Zodíaco.
O Ponto Vernal atual não aponta para Áries,
mas sim para 2o de Peixes, se tomarmos por
base a posição do ponto vernal a 30o de Peixes
da de Áries no início da Era Cristã (ano zero).
Assim, pela Precessão dos Equinócios, o ponto
vernal vai se deslocando (razão de 50´´26´´´) ao
ano e se posiciona a cada 2.160, no grau 30o de
um determinado signo, inaugurando uma Era
Astrológica.
A presente Era é a de Peixes, tendo ainda alguns
anos a serem percorridos para entrarmos
efetivamente na Era de Aquários, embora já nos
encontremos sob a influência da mesma.
Cada Era é determinada pelas características
associadas ao arquétipo do Signo Zodiacal em
que está posicionada. Essas características
matizam o comportamento das civilizações
humanas.

Desta forma, temos os seguintes períodos:

Era Do Ano de Até o Ano de


Capricórnio 21.600 aC 19.440 dC
Sagitário 19.440 aC 17.280 dC
Escorpião 17.280 aC 15.120 dC
Libra 15.120 aC 12.960 dC
Virgem 12.960 aC 10.800 dC
Leão 10.800 aC 8.640 dC
Câncer 8.640 aC 6.480 dC
Gêmeos 6.480 aC 4.320 dC
Touro 4.320 aC 2.160 dC
Aries 2.160 aC 0
Peixes 0 2.160 dC
Aquários 2.160 dC 4.320 dC

Cada Era tem seu correspondente símbolo associado aos movimentos sociais e religiosos
correspondentes, tais como o Touro, associado com divindades como Mitra e Krishna (4.000 aC), ao
Carneiro (Áries), associado ao cordeiro das tradições judaicas e a Abraão (2.000 aC) e ao Peixe, associado a
Jesus e ao cristianismo, lembrando que o símbolo do peixe é uma marca do cristianismo
primitivo, estando presente nas mitras papais e episcopais, que têm o formato de peixe .

11
Estudos complementares e exercícios de fixação

g) As estações do ano são determinadas:


I. Pelo movimento de revolução da Terra em torno do Sol.
II. Pela inclinação da Terra em seu eixo.
III. Pelo movimento de rotação.
IV. Pelo movimento de Precessão.

h) Assinale os conceitos corretos:

I. São dois equinócios (Primavera e Outono) e dois solstícios (Verão e Inverno), que marcam o início das
estações, as quais variam em função dos dois hemisférios do Planeta.
II. O movimento de precessão determina o deslocamento gradual do Planeta frente às constelações,
determinando as eras astrológicas.

12
5. A constituição dos signos e planetas regentes
Tudo na natureza é estruturado por três atributos primários, denominados gunas , que são impulsos
naturais e toda a matéria está condicionada a estes princípios.
Estes atributos se manifestam como Cardinal
(energia, turbulência, impulsividade), como Fixo
(inércia, densidade, resistência) e Mutável (fluidez,
suavidade e harmonia).

Podemos fazer uma analogia do comportamento


das gunas se manifestando como uma onda, onde o
Mutável equilibra uma ação, Fixos mantém esta
ação e Cardinal a desequilibra e muda o status e
gera as condições para uma nova iniciativa de
equilíbrio.

Existe também outro princípio que rege a manifestação da vida que é o da


polaridade conforme já comentado. Segundo este princípio, duas forças
complementares compõem tudo que existe e desse equilíbrio dinâmico surge todo
movimento e mutação. Estas forças são compostas por dois elementos: 1º. -
passivo, feminino, noturno, escuro, frio, tendo caráter negativo, também
denominado Yin e 2º. - ativo, masculino, diurno, luminoso, quente, de caráter
positivo, também denominado Yang.

Estes elementos duais, na realidade são complementares, não existindo qualquer hierarquia entre os
mesmos. Na eletricidade o positivo e o negativo são necessários para a produção da energia e, portanto, da
luz.
Partindo-se destes dois princípios (Gunas e Polaridades) e através da combinação entre os diferentes
fatores, o resultado é a manifestação dos 12 arquétipos.
Então temos: Do um (a Divindade) se faz o dois (Polaridade) e este se manifesta no três (Trindade ).
Da combinação dos três princípios, que é a Trindade (Gunas), se faz os quatros elementos, conforme é
observado na figura:

Observem que temos o ternário, que é o espírito, assentado no quaternário, que são os elementos
materiais.
Da combinação do número 3 e do número 4 (três vezes quatro) teremos 12 combinações, conforme
podemos ver no esquema apresentado na página seguinte.
Observem que temos a matéria manifestada em ativa e receptiva, sendo que os elementos Fogo e Ar são
ativos, expansivos (Yang) e Água e Terra são receptivos, contráteis (Yin).

13
Cada um dos elementos se comporta de três formas distintas, o que resulta nos 12 tipos diferentes que são
os signos.

Como já vimos o planeta Terra, cuja inclinação é de 23º, 27´, movimenta-se em torno do Sol ao longo do
ano e, conforme a posição em relação ao Sol, nós temos dois equinócios (Primavera e Outono) e dois
Solstícios (Verão e Inverno).

Lembramos que nos Equinócios a luz do Sol é projetada igualmente nos dois hemisférios e nos Solstícios
um hemisfério recebe mais luz do que o outro, conforme observamos na figura.

No equinócio de primavera (no hemisfério norte), chamado Ponto Vernal, inicia-se o ano astrológico,
correspondendo ao primeiro signo que é Áries, conforme demonstrado abaixo.

Assim temos cada estação do ano contendo três meses, que correspondem às três modulações: Cardinal,
Fixo e Mutável.

14
Desta forma temos a roda zodiacal com os doze signos e seus respectivos planetas regentes e as doze casas
zodiacais.

Cada estação do ano nós vimos que corresponde a um signo, ou seja, 360º dividido por 12 temos 30º para
cada signo. Considerando que a mandala é também um mostrador de horas, temos para as 24 horas do dia,
uma divisão em 12 casas, correspondendo cada uma a um período de 2 horas.

As casas são similares aos signos a que correspondem, sendo que a:

Casa 1 se relaciona ao signo de Áries,


Casa 2 a Touro,
Casa 3 a Gêmeos,
Casa 4 a Câncer,
Casa 5 a Leão,
Casa 6 a Virgem,
Casa 7 a Libra,
Casa 8 a Escorpião,
Casa 9 a Sagitário,
Casa 10 a Capricórnio,
Casa 11 a Aquário,
Casa 12 a Peixes.

A primeira casa corresponde à posição em que o Sol está nascendo, ou seja, envolve o período das 6:00
horas às 8:00 horas da manhã e é denominado Ascendente.

Cada signo é regido por um Planeta clássico e com a descoberta dos planetas modernos, os mesmos foram
correlacionados pelas similaridades com seus signos
correspondentes.

Assim temos para:


 Áries, regido por Marte,
 Touro, por Vênus,
 Gêmeos, por Mercúrio,
 Câncer, pela Lua,
 Leão, pelo Sol,
 Virgem, por Mercúrio,
 Libra, por Vênus,
 Escorpião, por Marte e por Plutão (corregente),
 Sagitário, por Júpiter,
 Capricórnio, por Saturno,
 Aquário, por Saturno e por Urano (corregente),
 Peixes, por Júpiter e por Netuno (corregente).

Desta forma, são três fatores a serem considerados em um mapa: Signos, Planetas e Casas. Podemos fazer
a seguinte analogia com a apresentação de uma peça teatral. Os signos são papéis desempenhados, (os
scripts) seguidos pelos atores, que são os planetas, e as casas são as situações, os cenários, onde a trama
de desenvolve.

15
Estudos complementares e exercícios de fixação

i) Correlacione os símbolos com os corretos signos, seus modos de comportamento (C -Cardinal, F-Fixo e M-
Mutável), assim como os elementos (Fo-Fogo, Te-Terra, Ar –Ar e Ag-Água):

Símbolos Signo C-F-M Fo–Te-Ar-Ag

1 G A – Áries

2 B B – Gêmeos
3 L C – Touro
4 D D – Leão
5 E E – Câncer
6 H F – Libra
7 A G – Virgem
8 F H – Capricórnio
9 I I – Sagitário
10 J J – Peixes
11 K K – Aquário
12 C L – Escorpião

1 = F – Libra – Cardinal - Ara – Cardinal - Ar


2 = ____________________________C – Touro – Fixo - Terra
3 = ____________________________J – Peixes – Mutável - Água
4 = ____________________________E – Câncer – Cardinal - Água
5 = ____________________________D – Leão – Fixo - Fogo
6 = ____________________________L – Escorpião – Fixo - Água
7 = ____________________________A – Áries – Cardinal - Fogo
8 = ____________________________G – Virgem – Mutável - Terra
9 = ____________________________I – Sagitário – Mutável - Fogo
10 = ____________________________H – Capricórnio – Cardinal - Terra
11 = ____________________________K – Aquário – Fixo - Fogo
12 = ____________________________B – Gêmeos – Mutável - Ar

16
6. Comportamentos e temperamentos e significados dos signos
Comportamentos e temperamentos
Como vimos os signos se manifestam quanto ao seu comportamento como cardinal, fixo e mutável e
quanto ao temperamento em fogo, terra, ar e água. Assim teremos um mesmo elemento manifestando o
seu comportamento de três formas distintas, como podemos ver na figura.

Os signos cardinais, independente do seu


elemento, estão ligados à Alma e iniciam a
ação, sendo automotivados, ativos e
concentrados no momento presente.
Geralmente são ambiciosos, independentes,
dotados de mente ágil.
Se usados negativamente, podem ser
apressados, egocêntricos, obstinados,
imprudentes e dominadores, além de
poderem abandonar aquilo que começaram.

Já os signos fixos são associados ao corpo, buscando estabilizar o que foi iniciado, sendo est áveis,
persistentes, pacientes, econômicos, com comportamento sólido e seguro, com capacidade de
concentração, mente penetrante, determinados, com boa memória. A manifestação negativa pode resultar
em teimosia, egoísmo, pré-conceitos em relação às idéias, assim como levar à intolerância, à inércia, ao
orgulho, ao rancor, à rigidez.
Os signos mutáveis estão associados ao espírito e alteram o que foi estabilizado, tendendo à versatilidade.
São simpáticos e intuitivos, com mente engenhosa e flexível. Negativamente, podem ser superficiais,
indecisos, inconstantes, nervosos e inquietos, irritados, críticos, utópicos, de comportamento indiscreto,
com dificuldade de se estruturarem.
Quanto ao temperamento os signos de fogo se associam à vontade e à intuição, assim como à Motivação,
sendo que os mesmos possuem uma capacidade de captar as coisas de forma inconsciente. Há tendência
de serem ardentes, espontâneos, autosuficientes e românticos, sendo que o importante é SER, sendo
sempre necessário estarem automotivados. Esta energia, se mal empregada ou empregada de forma
excessiva, leva a inquietação, impulsividade, irritabilidade e egocentrismo.
O temperamento ditado pela terra corresponde à percepção, sendo atribuída a esses signos a capacidade
de captar as coisas de forma sensorial. Tendem a serem práticos, realistas, prudentes, conservadores e
sensuais, gostando do conforto material, sendo o que importa é o REALIZAR. Esta energia, se mal
empregada ou empregada de forma excessiva, pode levar à insensibilidade, ao apego material e à avareza,
ao utilitarismo, à obsessão, à teimosia, à crítica.
Os signos de elemento ar estão associados ao pensamento. Isso os capacita em dar sentido a todas as
coisas dentro de uma estrutura lógica. Tendem ser comunicativos, capazes de lidar com o raciocínio lógico
e abstrato, dentro de um ambiente sem preconceitos, com objetividade, sendo importante o PENSAR. Se
esta energia for mal direcionada ou exercida em excesso, pode levar ao autoritarismo, superficialidade,
exaustão física, subjetividade e abstracionismo.
Finalmente, o elemento água está associado à emoção. Isso atribui a esses signos muita sensibilidade e
intuição. No entanto podem apresentar variações de humor e serem influenciados pelo ambiente, assim
como de serem ambíguos, irracionais. Apesar disso são mágicos, pois o importante, neste caso, é o SENTIR.
A energia da emoção empregada de maneira errônea pode levar à autoindulgência, autopiedade,
indecisão, ao sensacionalismo, à sensibilidade extremada e descontrolada, à carência, ao escapismo.

17
Naturalmente a nossa constituição não está circunscrita a simples associações entre modos e
temperamentos, sendo na realidade resultante da soma de outros fatores (ascendente, meio do céu,
posição dos planetas e seus aspectos angulares, entre outros), que tecem a nossa personalidade como
seres únicos.
Esta simples visão, ainda que geral, nos revela como somos e servem para nos estimular no
aprofundamento do conhecimento da astrologia, que é muito importante a todo estudante de teosofia,
pois isso permite a compreender o nosso verdadeiro papel a ser assumido, a mostrar as nossas habilidades
naturais e as prováveis dificuldades que encontraremos em nossa existência, norteando -nos
construtivamente diante da jornada rumo à plenitude da vida e auxili ando para que tornemos artífices de
nossos próprios destinos.

O significado dos signos


Estaremos falando sobre características arquetípicas, isto é, as características padronizadas e não das
pessoais, que são matizadas por tons e subtons. Em razão desses matizes ou variações, os arianos, taurinos,
geminianos etc., apesar de terem certas características comuns, não são iguais em seus comportamentos.
Sendo este curso básico com ênfase voltada para os relacionamentos, podemos ir analisando desde já os
possíveis significados desses comportamentos no dia a dia.
Já vamos destacando também que cada signo tem aspectos positivos e negativos, sendo de imaginar que,
na medida em que a pessoa evolui, os aspectos positivos se sobressaem, diminuindo a força dos negativos .

Começando com Áries, o signo que inicia o Zodíaco, vemos que é um signo de elemento fogo
(Yang) e modo cardinal, regido por Marte. O fogo tem por característica o entusiasmo e, sendo
cardinal, tem ímpeto a dar início às coisas. É pioneiro, competitivo, animado, corajoso,
entusiasmado, independente, dinâmico, ágil. O lado não construtivo é ser dominador, irascível,
violento, intolerante, apressado, arrogante, egoísta, brusco, sem persistência.

Touro é terra (Yin) e fixo, regido por Vênus. Terra é o mais denso dos elementos e combinando
com o modo fixo, compreendemos que este signo tem necessidades mais materiais que os
outros. É paciente, persistente, conservador, tendo memória concreta, doméstico, sensual,
romântico, prático, artístico, leal. São características não construtivas a autoindulgência, a
teimosia, o ciúme, a lentidão, a gula, o materialismo, a preguiça, podendo ser irascível e
possessivo.

Gêmeos é ar (Yang) e mutável, regido por Mercúrio. Ar está relacionado ao pensamento e como é
mutável, logo teremos uma combinação que leva a uma natureza muito mental, onde são
consideradas possibilidades a serem analisadas, que se por um lado abarca uma dimensão ampla
de análise, pode ter dificuldades na manutenção de um foco mais definido. É agradável, curioso,
adaptável, expressivo, perspicaz, literário, inventivo, inteligente, criativo, gregário. Mutável,
ingrato, imprudente, inquieto, intrigante, instável, desconcentrado, contraditório, são as
características não construtivas.

Câncer é água (Yin) e cardinal, regido pela Lua. A água é a emoção. A água pode ser encontrada
nos estados líquido, sólido e gasoso e aqui ela se apresenta líquida, como o líquido amniótico que
gera a vida, tratando-se do seio maternal que dá origem aos seres. Está relacionado à mãe, à
origem e ao passado. É tenaz, intuitivo, maternal, doméstico, sensível, altruísta, emocional,
tradicional, boa memória. Como característica não construtiva pode ser melindroso, pessimista,
manipulador, cauteloso, preguiçoso, egoísta, instável, chantagista emocional.

18
Leão é fogo (Yang) e fixo, regido pelo Sol. O fogo aqui já não tem aquela característica indômita
que é atributo de Áries, mas sim é um fogo estável que tem a capacidade de iluminar o ambiente,
possibilitando iluminar a criação e a si próprio. Todos os signos de fogo são autocentrados e no
caso de leão é mais intenso, pois é fixo. Leão é idealista, ambicioso, criativo, indulgente,
majestoso, romântico, generoso, autoconfiante, otimista, nobre. Porém pode ser vaidoso,
orgulhoso, dramático, arrogante, tem medo do ridículo, cruel, exibicionista, pretensioso,
egocêntrico.

Virgem é terra (Yin) e mutável. Por ser regido por Mercúrio, dá uma característica mental voltada
ao lado pragmático das coisas. Então, tudo é visto sob o ponto de vista utilitário, do serviço, da
razão lógica da existência. Virgem é diligente, estudioso, prático, científico, discriminativo,
metódico, pesquisador, exigente, asseado, detalhista. Porém, quanto ao lado não construtivo, é
crítico, mesquinho, egocêntrico, detalhista ao exagero, melancólico, pedante, cético,
hipocondríaco, obsessivo.

Libra é ar (Yang) e cardinal, sendo regido também por Vênus. É cooperativo, persuasivo,
amistoso, pacífico, refinado, imparcial, artístico, diplomata, sociável, sensível, mas pode ser
inconstante, apático, intrigante, rabugento, indeciso, fútil, dependente, necessitando de
admiração.

Escorpião é água (Yin) e fixo, sendo regido por Marte e Plutão. A água aqui está em estado sólido,
portanto, a emoção é controlada e introjectada. Embora seja fixo, escorpião é ativo e tem
necessidade de controlar. É passional, consciente, transformador, profundo, intuitivo,
estrategista, autocontrolado, investigativo. O lado não construtivo: ser vingativo, obcecado,
mórbido, arrogante, violento, sarcástico, desconfiado, ciumento, intolerante, sádico,
manipulador.

Sagitário é fogo (Yang) e mutável, com regência de Júpiter. O fogo aqui é um fogo interior,
relacionado mais aos aspectos externos do que ao próprio indivíduo. Sagitário é Idealista, ama a
liberdade, sendo generoso, otimista, justo, religioso, estudioso, entusiástico, franco. Pode ser
inclinado a discussões, exagerado, ser tagarela, brusco, autoindulgente, impaciente, intrometido,
irascível, pessimista.

Capricórnio é terra (Yin) e cardinal, sendo regido por Saturno. É cauteloso, responsável,
escrupuloso, convencional, profissional, perfeccionista, planejador, tradicional, prático,
econômico, sério, ambicioso. O lado não construtivo é ser egoísta, teimoso, inibido, frio,
dominador, cobrador, pessimista.

Aquário é independente, inventivo, tolerante, progressista, artístico, científico, lógico, humano,


intelectual, altruísta, libertário. Pode expressar frieza, individualismo, timidez, radicalismo,
excentricidade, impessoalidade, rebeldia, assim como ser temperamental, ditatorial, impaciente
com detalhes, ter opinião fixa.

Peixes é água (Yin) e mutável, sendo regido por Júpiter e Netuno. A água aqui é gasosa, estando
difuso os seus contornos, o que dificulta a compreensão das coisas pelos sentidos convencionais.
Por outro possibilita o desenvolvimento de percepção aprofundada, abrindo-se possibilidades de
penetrar na natureza sutil dos seres. Isso dá um caráter compassivo, caridoso, simpático,
emotivo, introspectivo, intuitivo, musical, artístico, altruísta, humilde, romântico. O lado não
construtivo pode resultar em ser Impressionável, evasivo, escapista, pessimista, melancólico,
fantasioso, tímido, emocionalmente inibido, sentir-se incompreendido, com autossacrifício
demonstrado.

19
Estudos complementares e exercícios de fixação

j. Desenhe ao lado o símbolo do Signo a que corresponde a cada conceito dado:

Conceitos Signo
Entusiasmado, impetuoso, competitivo, independente e dinâmico.

Curioso, adaptável, expressivo, perspicaz e inventivo.

Tradicional, intuitivo, maternal, doméstico e sensível e altruísta.

Transformador, profundo, intuitivo, estrategista e investigativo

Paciente, persistente, conservador, prático e estável.

Idealista, Justo, religioso, estudioso, entusiástico e franco.

Compassivo, caridoso, simpático, emotivo, introspectivo e intuitivo.

Diligente, prático, científico, discriminativo e metódico.

Cooperativo, amistoso, pacífico, refinado e imparcial.

Idealista, criativo, majestoso, romântico e autoconfiante.

Independente, inventivo, progressista, lógico, humano e libertário.

Cauteloso, responsável, escrupuloso, planejador e estruturador.

20
7. O significado dos planetas
Se os signos significam os papéis a serem desempenhados, são os planetas que dão a tônica, como atores a
desempenharem esses papéis estabelecidos, conforme já comentado.
Os planetas, assim, exercem importantes influências, a depender de sua posição frente à roda zodiacal.

Os planetas matizam o nosso comportamento. São como atores que desempenham determinados papéi s,
cujos assuntos estão relacionados aos signos.

Além do Sol e da Lua (na realidade são Luminares), temos Mercúrio, Vênus e Marte denominados planetas
pessoais, Júpiter e Saturno são planetas sociais, e Urano, Netuno e Plutão, são os planetas geracionais ,
pois pela sua lentidão, envolvem gerações.

Os planetas mais rápidos (pessoais) são relevantes, pois determinam características detalhadas sobre a
personalidade.

Por essa razão, podemos perceber tais características com mais facilidade em nós mesmos.

Os planetas têm correlação arquetípica com os signos, ou seja, têm naturezas similares.

Podem ser observados comportamentos favoráveis ou não, a depender da posição cósmica de cada planeta
junto aos signos (domicílio, exílio, exaltação e queda – ver capítulo 5), bem como dos aspectos angulares
formados entre os mesmos (conjunção, trígono, sextil, quadratura e oposição – ver capítulo 7).

Os planetas estão associados a nossa estrutura psicológica e podemos fazer uma correlação aos atributos
expostos pela Teosofia, onde temos a tríade superior (que é nossa essência e individualidade espiritual) e o
nosso quaternário inferior (nossa personalidade perecível e transitória).

Na fígura apresentada podemos identificar o símile existente entre os planetas e atributos que co mpõem o
ser humano.

21
O Sol representa o Ser Interior, ou seja, a vontade do espírito querendo manifestar na vida as
suas aspirações. Assim indica a própria pessoa. Representa também o pai, o impulso de poder, a
personalidade, o ego. Expressa positivamente a realeza, sucesso, generosidade, honra,
autosuficiência, vigor, criatividade, fama, dignidade, heroísmo, luz. Expressa negativamente a
luxúria, orgulho, ostentação, despotismo, crueldade, arrogância.

A Lua está associada às emoções e ao inconsciênte, à mãe, à proteção, ao passado e origem,


transcentralidade, à segurança, família, lar, memória, mudanças. Expressa positivamente a
inspiração, emoção, sensibilidade, popularidade, imaginação, instinto, intuição, sonhos. São
expressões negativas da lua a inconstância, emotividade, instabilidade.

Mercúrio rege o raciocínio, o intelecto, a comunicação, o aprendizado e uso cognitivo do


conhecimento racional, à análise e crítica. Diz respeito também ao comércio, deslocamentos.
Tem como expressões positivas a adaptabilidade, agilidade, jovialidade, habilidades manuais,
capacidade de comunicação. E negativamente a pressa, dissimulação, roubo, mentira,
desonestidade, calúnia, intriga, nervosismo.

Vênus está associado à afeição, união, relacionamento, conforto, ornamentos, felicidade.


Expressa positivamente a beleza, sorte, harmonia, afeto, sociabilidade, ternura, amor, elegância,
sensibilidade. Tem como expressões negativas a futilidade, comodismo, vaidade, sensualidade.

Marte se relaciona com a energia, luta, esporte, competição, audácia, coragem, força, desejo,
sexualidade. São expressões positivas de Marte a coragem, iniciativa, empreendedorismo, força,
vitória. E expressões negativas são os acidentes, perigo, cirurgias, raiva, desejos, competitividade
agressiva e a violência.

Júpiter está relacionado à expansão, filosofia, viagens e exterior, religião, estudos superiores,
justiça. Expressa positivamente a generosidade, confiança, grandeza, legalidade, filantropia,
otimismo, sorte, indulgência. Expressa, negativamente, o exagero, ostentação, ilicitude,
ilegalidade, presunção, dogmatismo.

Saturno está associado ao tempo, dever, austeridade, responsabilidade, estrutura, objetividade,


trabalho. Expressa positivamente o amadurecimento, estabilidade, sapiência, realização,
liderança, autoridade. E negativamente a vareza, ambição, amargura, isolamento, severidade,
apatia, rigidez, frieza, autoritarismo.

Urano associa-se às habilidades técnicas, mudanças bruscas, amizades, liberdade, criatividade,


originalidade. Expressa positivamente a inovação, originalidade, independência, liberdade,
intuição, amizades, progresso. São expressões negativas a individualidade, revolta, revolução,
rebeldia, separação, rompimento, anarquia.

Netuno se relaciona com a intuição, o mar, drogas, artes, poesia, magia, ilusão, inconsciência,
psiquismo. Tem como expressões positivas a sensibilidade, artes, romantismo, compreensão,
imaginação, inspiração e como expressões negativas têm os vícios, fantasia, traição, morbidez,
perversidade, ilusão, utopia.

Plutão se associa à transformação, reprodução, sexo, submundo, morte, mistérios, reencarnação,


fim de ciclo. Tem como expressões positivas o poder, força, coragem destemida, poder oculto,
iluminação superior e expressões negativas são: o medo, pavor, manipulação, corrupção, luxúria,
vingança, sadismo, vício, obsessão.

22
Estudos complementares e exercícios de fixação

k. os planetas com os significados:

Símbolos Planetas

1
a A – Sol
2
b B – Lua
3
c C – Plutão
4
e D – Marte
5
d E – Vênus
6
f F – Saturno
7
g G – Júpiter
8
i H – Urano
9
h I – Netuno
10
j J – Mercúrio
1-A
2-
3-
4-
5-
6-
7-
8-
9-
10 –

l. Desenhe os símbolos dos planetas pela ordem de órbita ao Sol.

1º _______________
2º _______________
3º _______________
4º _______________
5º _______________
6º _______________
7º _______________
8º _______________
9º _______________

23
m. Correlacione os planetas com os significados:

Planetas Significados
1 – Sol A – Inspiração
2 – Lua B – Crítica
3 – Mercúrio C – Vontade
4 – Vênus D – Sexo
5 – Marte E – Restrição
6 – Júpiter F – Expansão
7 – Saturno G – Transformação
8 – Urano H – Amor
9 – Netuno I – Liberdade
10 – Plutão J – Emoção

1-
2-
3-
4-
5-
6-
7-
8-
9-
10 -

24
8. As casas terrestres e aspectos angulares entre planetas
Vimos que os signos representam os papéis desempenhados pelos atores planetários.
As casas, por sua vez, associadas aos planetas e signos, nos revelam os setores da vida e os assuntos que
estão sendo tratados, dando-nos referência de como lidamos com os mesmos, sendo importante fator a
ser considerado na interpretação de um mapa.
As Casas são subdivisões similares ao zodíaco. Partindo-se do movimento de rotação, divide-se as 24 horas
em 12 setores de 2 horas, sendo que cada um desses setores corresponde a um signo e representam áreas
onde desenvolvemos nossas experiências de vida.
A Casa 1 relaciona-se à Áries e Marte e indica como a pessoa expressa sua individualidade e a forma como
as pessoas a veem. Representa o corpo físico, o nascimento e os primeiros anos. Mostra a abordagem da
vida, assim como o começo dos empreendimentos. Esta casa é chamada de Ascendente. (veja o item “um
pouco mais sobre o Ascendente”).
A Casa 2 tem similaridade à Touro e Vênus. Indica os assuntos financeiros. É o local e a forma como se lida
com as posses e valores. Indica também vocações, necessidades de realização e o senso de autoestima.
Portanto tem ligação com aspectos materiais do mundo.
A Casa 3, análoga a Gêmeos e Marte , indica a capacidade mental e a forma do aprendizado (formação
fundamental) e da comunicação. Corresponde ao ambiente em que se vive e aos irmãos. São também os
meios de transportes, pequenas viagens, descolamentos, comércio local. São as concepções objetivas da
mente (Mente Concreta).
A Casa 4, similar à Câncer e Lua, indica as origens, as tradições, o lar, a família, a mãe. Revela a
ancestralidade, assim como as raízes psicológicas e a vida privada. Indica a vida após os 40 anos e a
finalização de todos os assuntos. Revela o ser subjetivo e a relação de dependência da família.
A Casa 5 relaciona-se a Leão e ao Sol. Representa os prazeres, os romances, o lazer, os jogos e
especulações. Indica a originalidade e as formas de expressão criativa, a capacidade dramática, literária e
artística. Revela a atitude emocional e o amor que se dá. Ela corresponde também à gravidez, filhos e
educação de jovens.
A Casa 6, correlata à Virgem e Mercúrio , indica as relações do indivíduo com o cotidiano, ao ambiente de
trabalho, as tarefas, deveres e o senso de servir. Mostra o tipo de trabalho e como são mantidas as relações
com ele. Corresponde também à saúde e preocupações com as funções corporais.
A Casa 7 está associada à Libra e Vênus. Ela indica os relacionamentos com outras pessoas, as parcerias
comerciais e conjugais, as separações, os contratos e os acordos. É o que a pessoa procura no outro e
muitas vezes não é percebido nela própria.
A Casa 8 correlacionada com Escorpião, Marte e Plutão, indica o local onde somos confrontados com as
emoções profundas, reprimidas ou não percebidas, aos traumas e ansiedades. Mostra, portanto, questões
ocultas, o sono, a pesquisa profunda, a investigação. Envolve assuntos relacionados aos medos, à
espiritualidade, ao ocultismo, ao sexo, à morte, a degeneração e regeneração, a transformação (espiritual,
psicológica e física). Ela está relacionada também às heranças, custódias, seguros, pensões, aposentadorias
e tributos. Relaciona-se também com os valores de terceiros (da empresa, do outro, do cônjuge, do sócio).
A Casa 9 corresponde a Sagitário e Júpiter e indica educação superior e estudos profundos, a religião, a fé, a
filosofia, as leis, a ética, os sonhos e as visões. Diz respeito às viagens longas, aos locais do exterior, às
coisas estrangeiras. A divulgação e publicações. São todas as vivências superiores que aprendemos e se
incorporam aos nossos valores. São as concepções subjetivas da mente (Mente Abstrata).
A Casa 10 está ligada a Capricórnio e Saturno e corresponde aos objetivos profissionais a serem
conquistados, a vocação, a carreira, a profissão, a ambição, o status, assim como a forma de
reconhecimento. Relaciona-se ao pai e ao exercício da autoridade. Indica a forma como a pessoa
empreende as coisas e como as avalia.

25
A Casa 11, análoga à Aquário, Saturno e Urano, indica a capacidade de integração social e desenvolvimento
de amizades e de como a pessoa se relaciona com os mesmos. Envolve todos os relacionamentos não
emocionais e também está relacionada aos ideais maiores, aos sonhos e objeti vos sociais. Ela indica as
pequenas e grandes organizações, as entidades, os clubes, grupos, associações, sindicatos, grêmios , assim
como os filhos adotivos e enteados.
A Casa 12, que se relaciona a Peixes, a Júpiter e Netuno, expressa as forças e as fraquezas desconhecidas ou
ocultas, aos estados depressivos, às frustrações, sofrimentos, limitações, inibições, isolamentos, segredos,
autodestruição. Relaciona-se à mente subconsciente ou inconsciente e corresponde aos débitos espirituais
ou carma. Mas também indica a capacidade de fusão com o universo, a espiritualidade, simpatia, caridade,
serviço à humanidade, desprendimento.

Estudos complementares e exercícios de fixação

n. Indique as casas correspondentes às situações abaixo:

Significados Casas
Meus valores e os valores do outro

O senso do utilitarismo do trabalho pragmático e o serviço altruísta, com a


percepção da unicidade.
O lar e a carreira e o passado e o futuro

O poder centrado no ego e a força libertadora do coletivo

Eu e o outro; Independência e dependência

Como uso minha mente cognitiva e como lido com os ideais superiores; O local
e o exterior.

26
9. Aprofundando os conceitos de casas
Polaridades entre as Casas

Vimos os conceitos de casas e aqui nós aprofundaremos um pouco mais a sua compreensão. Para o cálculo
das casas considera-se a hora que a pessoa nasce, sendo que a Casa 1 é determinada pelo local onde o Sol
está ascendendo naquele momento. A Casa 1 envolve o período entre as 4:00 hs até as 6:00 hs da manhã
(momento em que o Sol está nascendo).
A Casa 2 corresponde a um período de 2 horas também, ou seja, envolve das 2:00 hs às 4:00 hs da
madrugada e assim sucessivamente com as demais casas, que tem igual espaço de tempo também, com
apresentado na imagem, na página seguinte.
Vamos agora analisar a Casas pela formação dos eixos: 17, 28, 39, 410, 511 e 612.
A Posição da Casa 1 (Análoga a Áries) é muito importante, pois se constitui no chamado ASCENDENTE,
como já mencionamos. A Casa 7 (Análoga à Libra) é denominada Descendente.
A Casa 1 (Ascendente – ASC), como já vimos, está relacionada à persona, lembrando que persona em grego
significa máscara. Assim a casa 1 representa a forma como nós nos mostramos ao mundo. Na realidade é a
nossa individualidade, onde nós expressamos a nossa liberdade.
Se a Casa 1 somos nós mesmos e nossos desejos de individualidade, a casa 7 corresponde ao outro, ou seja
o que buscamos no outro, no parceiro, no cônjuge, suas características, seu comportamento e
temperamento.
Psicologicamente buscamos no outro aquilo que nós somos, mas não reconhecemos em nós mesmos. Na
realidade é uma projeção. Então, o que está na casa 7, somos nós também, mas não é evidenciado pelo
consciente.
A vida centrada, por sua vez, na Casa 7, se não for construtiva, pode vir a determinar o distanciamento do
que necessitamos para a preservação da própria individualidade, o que não é recomendável.
Então estas duas casas são muito importantes para questões de relacionamento. O que eu quero para mim
e o que eu busco no outro podem eventualmente ser conflitantes, mesmo porque estas casas estão em
oposição. O que vou oferecer ao outro e o que ele vai solicitar de mim já podem ser confliantes.
A Casa 2 (Análoga a Touro) está relacionada aos meus valores, minhas posses, bem como envolve a forma
como relaciono com o mundo das coisas, havendo uma relação sensorial com essas questões.
A Casa 2 se contrapõe à Casa 8 (Análoga a Escorpião), que corresponde aos bens coletivos, as posses dos
outros, as heranças, assim como tudo que envolve uma relação com o mundo das profund ezas, sub ou
supra-humano, do inconsciente, da espiritualidade.
Desta forma, estabelece-se também uma dicotomia que tem que ser resolvida. Como posso partilhar
minhas posses com o coletivo. Como posso ter uma relação construtiva com o mundo sensorial sem perder
a noção do significado espiritual das coisas. Mais uma vez a questão da individualidade se confronta com o
coletivo.
Por outo lado também a vida focada na Casa 8, se estiver alheia às necessidades da matéria pode vir a
neglicenciar o próprio provimento ou se perder nos descaminhos do psiquismo e deixar de expressar o que
é de mais sublime nestas questões.
A Casa 3 (Análoga a Gêmeos) se relaciona à mente cognitiva, ao aprendizado fundamental, às
generalidades, ao locais circunscritos ao cotidiano, à vizinhança, à racionalidade. Ela se contrapões à Casa 9
(Análoga a Sagitário), que rege questões superiores, ao aprofundamento do conhecimento, o saber
elevado, aos locais não locais, ao exterior, ao universo, à religião e à filosofia, que são questões ab stratas.
Como o abstrato pode ser compreendido pela mente concreta? Como ter o cuidado em não permitir que a
abstração leve à perda da referência concreta que devemos ter em relação ao mundo e se lançar em
devaneios, em dogmatismos ou na cegueira da fé equivocada.

27
A Casa 4 (Análoga à Câncer) é uma casa importante. Aliás todas as Casas angulares são importantes e deve
sempre merecer atenção especial nas análises de mapas.
São angulares as Casas 1, 4, 7 e 10. As Casas 2,5,8 e 11 são sucedentes e as Casas 3, 6, 9 e 12 são cadentes.
São similares ao Cardinal, Fixo e Mutável.
Agora estamos no FUNDO DO CÉU (FD), ponto axial da mandala, o ponto mais profundo do inconsciente.
Como já mencionado a Casa 4 está relacionada à nossa ancentralidade e ao passado, à mãe, às tradições, à
segurança e ao lar e família.
Oposta à Casa 4 temos a Casa 10 (Análoga a Capricórnio), denominado MEIO DO CÉU (MC) associada ao
futuro, ao pai, à autoridade, à carreira, ao reconhecimento social.

Ou temos a segurança do lar e da mãe ou vamos à luta, expostos aos destinos do futuro, que requer
autodisciplina e autoridade. Aqui temos um conflito, principalmente quando se tem responsabilidades para
com a família, que pode interferir no desenvolvimento da carreira e vice -versa.
A Casa 5 (Análoga a Leão), está relacionada à autoconfiança, aos romances, a expressão criativa, das artes
cênicas, correspondendo também à gravidez e aos filhos, que são também expressões criativas. Está
relacionada também ao poder exercido pela pessoa.
A Casa 11 (Análoga a Aquário) corresponde também com a criatividade e ao poder, porém emanados do
coletivo. Diz respeito também aos filhos adotados ou enteados.
Relaciona-se também aos grupos e à busca da liberdade e igualdade. O poder aqui é o coletivo em
detrimento da autoridade única do monarca (Leão).
Neste eixo é que ocorrem os conflitos de poder. As revoluções onde o Rei é deposto em nome da
liberdade. Revoluções como a francesa, a russa e a cubana são exemplos. Paradoxalmente, uma vez
consumada a revolta, estabelece-se um padrão similar ao ideal promovido. Haja vista, para os casos
citados, Napoleão sendo autoproclamado imperador e os regimes de cerceamento da liberdade na antiga
União Soviética e Cuba.
A Casa 6 (Análoga a Virgem), corresponde a todos os assuntos rel acionados à praticidade, ao trabalho, ao
senso de servir com um sentido utilitário, o que está em oposição à Casa 12 (Análoga a Peixes), que
também se relaciona ao serviço, mas ao serviço altruísta.
Esta oposição demonstra que os assuntos da Casa 6 se forem subordinados ao interesse material, sem
observar as motivações humanas, de nada valerão, assim como se o mesmo for realizado sem um sentido
de levar a algum efeito prático, não terão sentido.
A figura seguinte apresenta uma síntese das casas, os signos e planetas correspondentes e suas
polaridades.

28
Triplicidades entre as Casas
As casas do mesmo elemento formam triangulações que demonstram como lidamos com as diferentes
situações da vida, como por exemplo:
Casas do elemento Fogo - Triângulo da Vida
indicam como nos postamos em relação à iniciativa, à criatividade e ao entusiamos, que são de natureza
espiritual, envolvendo as Casas I, V e IX. Esse é o chamado Triângulo da Vida. Existe uma estrutura de
compatilização de energia nestas questões, ocorrendo uma potencialização. Ora, para ser criativo (Casa V)
há a necessidade de ter iniciativa (Casa I) e daí vem o entusiasmo (Casa IX), sendo que a energia de uma
Casa retroalimenta a outra, tornando-se um processo dinâmico e virtuoso.
Casas do elemento Terra – Triângulo da Matéria
Os assuntos materiais, igualmente importantes, são dinamizados pelas Casas de terra, ou sejam, a II, VI e X,
tornando-se igualmente complementares e consonantes. Precisamos ter a valorização das questões
materiais e a sua manutenção (Casa II) advindas do trabalho e esforço necessário e senso de utilidades do
universo material (Casa VI), conquistadas de forma estruturada e disciplinada (Casa X).
Casas do elemento Ar – Triângulo dos Relacionamentos
Os temas que regem os relacionamentos pessoais são determinados pela fluidez mental relacionada com as
casas de elemento ar, englobando a III, VII e XI. Necessitamos da comunicação e expressão, assim como
conhecimento cognitivo (Casa III), para nos relacionarmos com respeito e harmonia com o o utro ou os
outros (Casa VII), para compreendermos que as relações somente podem ser construtivas quando
percebermos a importância dos valores humanos e coletivos (Casa XI).
Casas do elemento Água – Triângulo do Destino
As questões da alma, que extrapolam as necessidades materiais e mentais, tão complexas de se
compreender na natureza humana, estão matizadas pelas casas de água, que diz respeiro às emoções. São
casas genuinamente psíquicas, que se bem construídas com aspectos favoráveis, pode nos capacitar d e
instrumental valioso para a compreensão dos mistérios da vida. São as Casas IV, VIII e XII. Se somos dotados

29
dos valores que transcendem a nossa personalidade atual dando-nos uma estrutura emocional fortalecida
(Casa IV), seremos capazes de compreender as motivações profundas da alma humana, controlando nossas
ânsias, desejos e temores (Casa VIII), para nos sentirmos unos com a humanidade não só planetária como a
vida universal, livres das amarras que nos prendem às esferas da personalidade (Casa XII).

Quadruplicidade das Casas

Se os trígonos entre as casas demonstra uma estrutura harmônica e de intercâmbio dos assuntos levando a
uma estruturação ordenada, as quadraduplicidades impõem dissonâncias entre os temas.
Temos 3 possibilidades de quadraturas, as cardinais (angulares), as fixas (sucedentes) e as mutáveis
(cadentes).
As angulares são as que correspondem às Casas I (fogo), IV (água), VII (ar) e X (terra). Percebam que estão
envolvidos elementos dissonantes (ver capítulo 9).
Estas situações estabelecem dilemas entre os assuntos. Por exemplo:
 Como se pode conciliar o desejo de afirmação e liberdade da pessoa (Casa I) com as responsabilidades
de provimento da família e do lar (Casa IV)?
 Como conciliar o vínculo emocional com a mãe ou sua própria origem (Casa IV), com a projeção dos
anseios em compartilhar com o outro a sua própria vida, envolvendo os compromissos do casamento,
caracterizados, entre outros fatores, como conflitos entre Sogra e noras ou genros (Casa VII)?
 Como harmonizar o atendimento às necessidades das relações compartilhadas (Casa VII) com a entrega
às responsabilidades da carreira e compromissos assumidos em obediência às estruturas e hierarquias
(Casa X)?
 E finalmente, como pode estabelecer uma relação de diágolo entre a necessári a submissão às
autoridades e responsabilidades (Casa X) com o desejo de libertação e autoafirmação (Casa I)?
As quadruplicidades sucedentes envolvem as Casas II (terra), V (fogo), VIII (água) e XI (ar). Novamente
temos dicotomias entre os interesses. Por exemplo:
 Como harmonizar a necessidade do provimento da vida material, que r por meio de acúmulo de bens e
recursos ou manutenção dos meios físicos (Casa II) com o anseio centrado no poder criativo das artes ou
geração dos filhos, que uma vez criados já não pertencem mais a quem os criou (Casa V)?
 Como conciliar a vida buscada pelo brilho da luz da criação, da alegria, da pureza do romance (Casa V)
com o lado sombrio, intenso, profundo e destrutivo que leva à crise do confronto das forças psíquicas,
violência do sexo e da morte (Casa VIII)?
 Como mediar a natureza intensa e complexa das emoções e das profundezas da individualidade (Casa
VIII) com o poder dos relacionamentos da amizade e liberdade, que exigem habilidades conciliadoras
(Casa XI)?
 E, por último, fazermos os ajustes entre os interesses da sociedade, tornando-a mais justa, fraterna e
dristributiva (Casa XI), com os interesses materiais e financeiros centrados no indivíduo (Casa II)?
Por fim, temos as quadruplicidades das Casas cadentes, que envolvem a III (ar), VI (terra), IX (fogo) e XII
(água). Mais uma vez os paradóxos se fazem presentes. Por exemplo:
 Como ajustar a natureza da mente racional e lógica em saber de tudo um pouco, com ênfase às
generalidades com dinamicidade (Casa III) com a mente também lógica e racional em saber o máximo
de poucas coisas, com ênfase na especialização (Casa VI)?
 Como conjugar os assuntos mundanos, pragmáticos e de visão utilitária e racional (Casa VI) com o
idealismo e busca da compreensão da verdade baseados na fé e na abstração da mente (Casa IX)?
 Como fazer a conciliação de duas energias, embora de natureza similar considerando ideais sem
fronteiras e sem limitações, porém antagônicas na base de sua expressão, pois a Casa IX se lança ao
universo com fé baseada no entendimento e compreensão por princípios maiores da religião e filosofia,

30
enquanto a Casa XII corresponde à entrega incondicional à desolução da personalidade e sua fusão com
o universo?
Como fazer a síntese da mente inconsciente e de tudo que está invisível e submerso (Casa XII) com a mente
cognitiva que percebe o mundo através das lentes daquilo que está disponível e é apreciada pelo valor
nominal e objetivo que possui (Casa III)?
Naturalmente todas as dificuldades impostas por essas situaçõe s são provas que se aprentam para que
possamos aprender as lições ainda não assimiladas e nos tornemos hábeis construtores de nossos
caráteres.
A figura ao lado apresenta uma síntese correlacionando os elementos, as modalidades (Cardinal, Fixo e
Mutável), os signos e as casas correspondentes.

As figuras na página seguinte demonstram as triplicidades e quadruplicidades:

Um pouco mais sobre a Casa 1 (o Ascendente)


Se o SOL representa a vontade de manifestação do Espírito (Atma) e a Lua significa nossa inconsciência e
emoções que em geral são desconhecidas, o ASC envolve as características que utilizamos para nos
relacionarmos com a vida.
De certa forma o Ascendente pode esconder o verdadeiro caráter da pessoa, pois ele nos remete ao
conceito da persona, ou seja, a máscara usada pelos atores no teatro na Grécia antiga, que representavam
personagens que na realidade não correspondem ao espírito do próprio ator.
O Ascendente, no entanto, é um mecanismo que se projeta sem a intenção consciente da pessoa, send o
impossível alguém se relacionar sem a sua intermediação. Assim, ele opera como o portal dos
relacionamentos como o mundo exterior.
As características do Ascendente são mais visíveis quando mais houver harmonização com todo o mapa.
O Ascendente deve ser analisado sempre associado aos seguintes fatores: Regente do Ascendente (Regente
do signo que está no ASC), Elemento do Ascendente, Os Aspectos formados com Ascendente, que
fornecerão os subtons do Ascendente. Deve-se também analisar a combinação dos elementos do
Ascendente com o Sol e a Lua.
O Regente do Ascendente é muito importante na interpretação, pois sua posição por signo e casa, assim
como os aspectos formados com ele, indicam como a pessoa encara a vida, como ele se sente mais

31
motivado e seguro para a sua expressão, tanto é que ele também chamado o Regente do Mapa ou Planeta
Regente do Mapa Natal.
Nos casos de signos com dois regentes devem ser sempre interpretados os dois, tanto o clássico, como o
moderno, sendo que o clássico tende a ser mais forte na sua expressão.
A posição do Regente do Ascendente por signo indica uma sintonização de energias e qualidades
acentuadas, podendo ser predominantes, revelando o que e como são motivados os atos e a expressão do
indivíduo.
A posição do Regente do Ascendente por casa indica a área de experiência e os assuntos manifestados,
exigindo para essas questões esforços da pessoa claramente relevantes. Na posição em que se encontra, a
pessoa deve ser ativa, possibilitando estimular as energias e fazer realizar suas capacidades potenciais.
Já o elemento do Ascendente determina a qualidade da energia que vitaliza o corpo físico, matizando a
abordagem da vida, sendo que signos de ar e fogo, normalmente, imprimem energia e expansão, enquanto
signos de terra e água conservam e contém as energias.
Signos de fogo no Ascendente dão muita vitalidade física, otimismo, confiança, estando orientados para a
ação. Se for excessiva, pode levar a desperdícios e falta de percepção de suas necessidades e a dos outros.
Signos de ar no Ascendente imprimem inteligência, agilidade e atividade mental, sociabilidade,
amabilidade, comunicabilidade. O uso excessivo pode levar ao racionalismo e às discussões intelectivas,
sem a necessária ação, pois tendem a viver no mundo dos conceitos.
Signos de terra no Ascendente determinam uma perspectiva realista da vida, ao material e atitudes
conservadoras, havendo confiabilidade, paciência e praticidade. A abordagem sistemática, no entanto, se
exacerbada, pode levar a limitações da expressão e à materialidade.
Signos de água no Ascendente fazem com que haja sensibilidade, emotividade, solidariedade, compaixão,
empatia, mas que, por outro lado, podem indicar certo sentimento de vulnerabilidade, deixando-se
influenciar pelas opiniões e pelo ambiente, sentimentos de mágoa, reserva e mal humor.

Estudos complementares e exercícios de fixação

32
10. Aspectos entre planetas, casas e signos
Aspectos são distâncias angulares estabelecidas entre dois ou mais planetas e destes em relação às
cúspides (pontas) das casas 1 e 10 (Ascendente e Meio do Céu).

Os ângulos formados estão correlacionados com a fluidez de energia dentro de um ambiente, considerando
fatores harmônicos e desarmônicos constituídos, como demonstrados na figura abaixo.

Observe que os fluxos de energia das figuras A e B interagem com todos os lados, enquanto que a C é
interrompida ou a D polarizada.

As estruturas mais resistentes são as do formato A e B, onde o fluxo de energia flui naturalmente. Esses
aspectos harmônicos são formados por ângulos de 60º e 120º respectivamente, sendo denominados sextil
e trígono. Um exemplo do caráter construtivo dessas estruturas são os alvéolos de colméias e as próprias
pirâmides, sendo formas menos suscetíveis a desgastes estruturais, além de conservarem e
potencializarem a energia.
Já as estruturas C e D interrompem o fluxo de energia, dificultando sua fluidez e, portanto, são
desarmônicos. Formam ângulos de 90º e 180º, denominados quadratura e oposição respectivamente.
Existem ainda as conjunções que correspondem a posições similares entre dois planetas.
Quanto mais exatos forem os ângulos dos aspectos, mais intensos são os resultados, no entanto são
levados em conta orbes de tolerância de aproximação ou distanciamento para cada tipo de aspecto.

As conjunções (0º com orbe de 10º), indicam intensas fusões entre duas energias. Estas conjunções
caracterizam modos de fluxo de energia e expressão pessoal particularmente significante, conforme o
planeta e o signo envolvidos, assim como ênfases predominantes na vida da pessoa, de acordo com a casa.

Os sextis (60º com orbe de 5º), simbolizam o potencial e habilidades para o novo o que leva a um
aprendizado. Este aspecto envolve elementos e signos harmônicos, mostrando as áreas na vida na qual a
pessoa pode cultivar um novo nível de compreensão e maior grau de objetividade, o que é produtivo.

As quadraturas (90º com orbe de 6º) envolvem Planetas em elementos desarmônicos e representam os
maiores desafios para a vida. Indicam os locais onde será necessária à adoção de ações que permitam a
construção de uma nova estrutura, podendo estar ter relações com os medos dos desafios o que restringe
a energia disponível para enfrentar a situação. Embora esse seja um aspecto de dificuldade, quando o
mesmo é enfrentado, é bastante produtivo, mas há a necessidade de que seja percebido pela pessoa.

Os trígonos (120º com orbe de 7º, possibilitam o fluxo de energia fluir sem obstáculos, favorecendo a
expressão, sendo desnecessária a adoção de qualquer ajuste. Este aspecto envolve signos do mesmo
elemento e indica a forma da pessoa em ser e não de fazer, o que nem sempre é percebido, pois as pessoas
muitas vezes não dão muita atenção para que realmente são, estando mais centradas em estar e terem.
Embora seja um grande aspecto produtivo o mesmo por ser passivo, pode vir a ser negligenciado.

33
As oposições (180º com orbe de 9º), apesar de envolverem planetas em elementos harmônicos, indicam
duas tendências antagônicas, impondo um constante desafio à pessoa na área dos relacionamentos
indicados pelas casas envolvidas. Mostram onde se devem efetuar os acordos para que possa ser bem
vividas as situações. Se essas tendências opostas forem compreendidas, as mesmas podem se
complementar. Este aspecto tende a não ser percebida pela pessoa, se constituindo também em
incômodo.

Quanto mais for preciso o ângulo de um aspecto, mais ele será importante, podendo ser considerado
exato, aplicativo (os planetas se aproximando) ou separativo (os planetas se distanciando), sendo que o
planeta mais rápido é o que determina a influência sobre o mais lento.
As interrelações entre os significados dos signos, planetas, casas e aspectos, em um mapa natal, indicam
potencialidades e desafios que podem ser impostos em nossas vidas. A não percepção de um determinado
desafio indica o que se denomina "destino", que normalmente se cumpre. O livre-arbítrio, no caso, é a
faculdade de se estar desperto a essas questões, podendo dar um novo significado construtivo ao
"destino". Como Jung diz que "o livre-arbítrio é a capacidade de fazer com alegria aquilo que deve ser
feito".
Os aspectos nunca devem ser analisados isoladamente, mas sim considerando toda a dinâmica
apresentada. Os aspectos envolvendo planetas pessoais (Sol, Lua, Mercúrio, Vênus e Marte), assim como os
sociais (Júpiter e Saturno) são os mais percebidos pela pessoa, enquanto que os geracionais (Urano, Netuno
e Plutão), por serem mais lentos estão ligados mais aos aspectos do inconsciente.

34
11. Fundamentos que determinam as afinidades ou dissonâncias dos elementos
Aqui nós abordaremos, na ótica da astrologia, os fundamentos dos relacionamentos, considerando os
elementos afins ou dissonantes.

Afinidades e dissonâncias entre os elementos


Vimos que são quatro os elementos, sendo que fogo e ar são yang, ativos e expansivos, e água e terra são
yin, receptivos e contráteis.

Em uma primeira análise yang e yin, embora


complementares, são incompatíveis. Ora se uma
pessoa é muito ativa, naturalmente terá
dificuldades de se relacionar com quem é muito
passivo e vice-versa.
Poderíamos fazer o seguinte exercício associativo.
O FOGO se alimenta do AR e este (o oxigênio) é
resultado de reações onde o fogo é determinante
em sua formação, portanto, os dois elementos se
afinam.
O mesmo pode ser dito do elemento ÁGUA e
TERRA, pois se a água brota da terra, esta para ser
fértil necessita da umidade da água.
O FOGO e a ÁGUA, aparentemente são
incompatíveis, pois a água apaga a fogo e este a
ferve, assim como a Terra sufoca o Fogo e este a
torna ígnea, fazendo perder suas características
naturais.
Ou seja, alguém que tenha uma natureza predominantemente expansiva (FOGO), pode ter dificuldades
com quem é de natureza fortemente emocional e introspectiva (ÁGUA).

O mesmo pode-se de dizer daquele que é expansivo (FOGO) com quem necessita de uma estrutura
material (TERRA).

Imaginemos uma pessoa extritamente mental e racional (AR) se relacionando com outra excessivamente
emocional (ÁGUA). Naturalmente terão dificuldades, pois os interesses são antagônicos.

O mesmo pode se dizer do mental e racional (AR) com aquele extritamente material (TERRA).

No entanto, mesmo com elementos antagônicos, podemos ter algumas condições de afinidades entre os
mesmos.
Vamos considerar as seguintes associações, demonstradas na figura apresentada.

O FOGO está relacionado ao espírito, sendo que este elemento por ser mais sutil proporciona a INTUIÇÃO.

A ÁGUA está relacionada à alma, sendo associada à EMOÇÃO.

Ora, emoção e intuição são compatíveis, pois a primeira, se bem estruturada, desenvolve a segunda e a
intuição proporciona uma melhor expressão da emoção.

Então, FOGO e ÁGUA, podem resultar em uma relação construtiva, pois se baseiam em uma estrutura mais
espiritual do que material.

Vamos ver então, AR e TERRA.

35
O elemeto AR, como vimos é mental e racional, dependendo de uma relação mai s voltada ao mundo
cognitivo e portanto mais próximo da natureza humana.

A TERRA, o mais sólido dos elementos, tem uma relação sensorial com o mundo dos fenômenos.

Assim estes elementos, embora de natureza aparentemente antagônicas, tem afinidades, na medi da em
que tem uma tendência mais empírica nas relações com o mundo.

Agora, FOGO e TERRA tem uma dificuldade maior, pois partem de uma abordagem diferente de percepção
do mundo, assim como AR e ÁGUA.

Como podemos associar pessoas que tenham uma relação emocional (ÁGUA) ou intuicional (FOGO), que
pautam sua vida pela percepção subjetiva das coisas, daqueles que necessitam de que as respostas sejam
dadas pela razão (AR) ou de resultados sensoriais (TERRA).

Afinidades e dissonâncias nos mapas individuais

Nós não somos apenas um signo, um elemento, um temperamento, um comportamento, mas sim temos
em nossa estrutura psicológica uma soma de fatores que nos tornam únicos em nossa expressão.

Na realidade temos em nossa estrutura grandes paradóxos que se constituem d esafios que devem ser
superados para que possamos nos tornar mestres na arte da vida.

Então, quando nós falamos de afinidades e dissonâncias, são tendências favoráveis e desfavoráveis que
temos na vida.

Naturalmente, temos grandes desafios na superação de nossas adversidades internas e quando falamos em
relacionamentos, temos que ter em mente que partimos antes de qualquer coisa de como nos
relacionamos conosco, como enfrentamos nossas dicotomias e conflitos.

Na realidade o relacionamento com os outros somente poderá ser bem sucedido se nós nos conhecermos
mais profundamente, pois aí poderemos estar melhor dotados de ferramentas para lidar melhor com as
situações.

É claro que se buscamos no outro, principalmente aquele que escolhemos como parceiro ou parceira em
uma jornada, temos que nos atentar para que sejam pessoas que possam nos auxiliar nessa caminhada,
assim como possamos igualmente apoiá-los também.

Dentro dessa visão, quem na realidade somos nós?

Podemos ter um signo de ar, mas de fato sermos extremamente emocionais.

Racionalizamos essa emoção ou ela se manifesta de forma desequilibrada a ponto de não podermos
raciocinar a contento sobre as questões quando elas são colocadas abruptamente?

Assim temos que fazer essa busca em conhecermos a nossa real motivação e a análise do mapa é
fundamental, para que possamos compreender as motivações do outro.

Uma primeira visão que devemos é a de conhecermos quantos elementos temos e para tanto basta termos
o nosso mapa em mãos e contar a posição de cada planeta e m que signo se encontra, sendo que
Ascendente, Meio do Céu, Sol e Lua contam dois pontos e os demais planetas contam 1 ponto. Assim
temos um total de 16 pontos que podem estar distribuídos nos quatro elementos.

De forma similar podemos contar quantos modos (Cardinal, Fixo e Mutável) nós temos.

Desta forma, além do nosso Signo Solar, Signo Lunar (Onde a nossa lua está) e o Ascendente, teremos mais
informações .

O exemplo abaixo demonstra como isso se configura.

36
Observem que a pessoa é emocional e tem também uma natureza intuitiva (6 pontos em água e 5 pontos
em fogo). Note que a natureza mental tem somente 1 ponto, podendo indicar em um primeiro momento
tratar-se de uma pessoa que poderia vir a nigligeciar as coisas da mente . Porém este mapa é de Albert
Einstein.

A inteligência aqui deve ser encarada sob a ótica de não ser convencional, pois somente uma mente
brilhante como de Einstein poderia conceber idéias que aproximam a física da espiritualidade, tendo sido
ele um dos precursores da física quântica e de uma nova forma de entender o Universo que se aproxima
dos místicos.

Isto demonstra que os desfios existem e devem ser interpretados como oportunidades de aprendizado e
com perseverança podemos fazer a reconciliação de qualquer paradoxo.

Estudos complementares e exercícios de fixação

37
12. Posição cósmica e comportamento dos planetas
Regência

Os planetas regem os signos e nesta condição eles estão na melhor posição de sua expressão. Exemplo:
Marte rege Áries (A energia impetuosa de Marte fundida com a natureza aguerrida de Áries potencializ a as
características).
Quando estão no signo oposto da sua regência, o que é denominado exílio, eles perdem a sua natureza
original, pois será matizado pela energia do signo que não é compatível com a sua essência. Por exemplo:
Marte em Libra (A energia impetuosa de Marte associada com a natureza conciliadora de Libra vai impor
dificuldades na expressão conciliatória libriana).
Existe a posição de exaltação quando um planeta está em um signo diferente de sua regência, mas que
coaduna com sua natureza, que também favorece a sua expressão. Exemplo: Marte em Capricórnio (A
energia de Marte ligada ao desejo de realização capricorniana adiciona mais determinação).
Porém, quando o planeta está em signo oposto à sua exaltação, é denominado queda, que é a posição ma is
desconfortável à expressão do planeta. Exemplo: Marte em Câncer (A impulsividade de Marte, diluida na
natureza inconsciente de câncer, vai conferir perda de assertividade).
Assim temos as seguintes disposições dos planetas em relação aos signos e às casas:

Planeta Domicílio Exílio Exaltação Queda


Sol V – Leã o XI-Aquá ri o I-Ári es VII-Li bra
Lua IV – Câ ncer X-Ca pri córni o II-Touro VIII-Es corpi ã o
Mercúri o III – Gêmeos /VI-Vi rgem IX-Sa gi tá ri o/XII-Pei xes XI-Aquá ri o V-Leã o
Vênus II-Touro/VII-Li bra VIII-Es corpi ã o/I-Ári es XII-Pei xes VI-Vi rgem
Ma rte I-Ári es /VIII-Es corpi ã o VII-Li bra /II-Touro X-Ca pri córni o IV-Câ ncer
Júpi ter IX-Sa gi tá ri o/XII-Pei xes III-Gêmeos /VI-Vi rgem IV-Câ ncer X-Ca pri córni o
Sa turno X-Ca pri córnio/XI-Aquári o IV-Câ ncer/V-Leã o VII-Li bra I-Ári es
Ura no XI-Aquá ri o V-Leã o VIII-Es corpi ã o II-Touro
Netuno XII-Pei xes VI-Vi rgem IV-Câ ncer X-Ca pri córni o
Pl utã o VIII-Es corpi ã o II-Touro V-Leã o XI-Aquá ri o

As análises são efetuadas tanto dos planetas nos signos, como nas casas onde os mesmos estiverem
locados. Quanto se tratar de casas, denomina-se “acidental” (domicílio acidental, exílio acidental, etc).

Planeta sem aspecto


Um planeta não-aspectado (inclusive sem semi-sextil e quincúncio) representa uma energia pura e
autêntica, expressando de forma abundante e livre, entretanto, está propenso a excessos incontroláveis. O
planeta não se integra aos demais e fica isolado, dificultando o uso controlado de sua energia. Isso
representa um ponto de incômodo para a pessoa. Por exemplo: Marte sem aspecto pode representa r
grande energia e coragem, porém exercida de forma abusiva e descontrolada, inclinando -se ao uso da
violência.
Planeta fora de curso
Quando um planeta se encontra no último grau de um signo (29º) representa situações críticas na vida da
pessoa, sendo que como algo estivesse se acabando e pouco tempo restasse para tomar uma decisão,
podendo indicar lições cármicas a serem aprendidas.

Casa sem Planeta (Vazia)

Cada casa astrológica se associada a um campo de experiência que se associa às características do signo
que governa a casa. Como os planetas representam planos emocionais e quando não ocupam uma casa, há
pouca emoção quanto às experiências daquela casa.
Assim, as casas vazias indicam que o campo de experiência não é prioridade para a pessoa, porém isso não
significa que a mesma não tem importância nenhuma na vida e passará despercebida.
38
Simplesmente pode não ser o foco principal.
Para se conhecer como os assuntos de uma dessas casas se desenvolvem, deve-se considerar o regente do
signo da mesma. Por exemplo: Se a casa II está vazia e não tem planeta, mas a mesma abre em Áries. Deve -
se verificar o local em que o regente de Áries se encontra que é Marte. Digamos que Marte esteja em Libra.
Então, os assuntos da Casa II serão matizados pela energia de Marte em Libra.
Planeta retrógrado

Excetuando o Sol e a Lua, todos os planetas podem apresentar


movimento retrógrado, lembrando que a retrogradação é um
fenômeno observado da Terra, em razão das diferenças dos
movimentos de revolução que os planetas perfazem em torno do Sol.
O planeta que se encontra neste processo vai se “desacelerando”
lentamente até “retomar” o seu movimento normal (Movimento
Direto). Naturalmente, sob o ponto de vista astronômico não há
alteração em sua trajetória, mas para a astrologia existem
dificuldades impostas, por essa situação.
Os planetas na condição de retrógrados ficam mais próximos da Terra
e tem conotação esotérica, indicando um aspecto cármico, sendo já
conhecido inconscientemente pela pessoa, como se ela regressasse a
uma situação anteriormente vivida e que necessita ser novamente
experimentada no sentido de ocorrer o aprendizado de algo que não
foi resolvido. A pessoa pode repetir as situações envolvidas pelo
planeta. A origem é sempre cármica e pode ser que a característica
do planeta ou foi adquirida em outra vida ou foi mal empregada e
agora deve ser resgatada. Pode representar agora a chance de
resolver, sendo um aprendizado mais dificultoso.
O planeta retrógrado atua como um aspecto crítico, atribuindo
desafio e estímulo para a realização da solução.

Quanto ao período de retrogração é variável e representam as seguintes dificuldades:


Planeta Dificuldades
Mercúrio – Até 20 Nervosismo. Dificuldade de comunicação. Perfeccionismo. Redundância. Necessita de refl exão
ou 24 dias antes de se comunicar. Necessita aprender a aprender.
Vênus – até 40 ou Vaidade. Negligência com valores, posses, afetos. Exageros financeiros e sensuais. Necessita
43 dias aprender a valorizar o potencial nos relacionamentos e a lidar com os assunto s materiais.
Marte – até 58 ou Agressividade. Atitudes provocadoras. Propenso a acidentes. Esforços rejeitados ou mal
81 dias empregados. Necessita agir com cautela e direcionar a ação de forma construtiva.
Júpiter – até 4 Desperdício da vida. Difi culdade de desenvolver-se. Importância demasiada da vida social.
meses Preconceitos. Necessita assimilar e usar o que aprende e a direcionar os seus valores de forma
construtiva.
Saturno – até 4 Dificuldade em aceitar responsabilidades e assumir seus atos. Vive as situações criadas e acha
meses e 15 dias a vida injusta. Amargura e medo. Necessita de postura humilde e aprender a aceitar a vida.

Urano – até 5 Dificuldade de adaptação e de mudanças. Sente-se preso. Mau uso da mente superior.
meses Necessita mudar para desenvolver-se espiritualmente.

Netuno – até 5 Escapismo. Dificuldade em aceitar a realidade. Uso de fantasia para não ter que enfrentar os
meses problemas. Suscetível a práticas de baixo espiritismo e psiquismo. Necessita desenvolver a alta
espiritualidade de forma construtiva.
Plutão – até 6 Abuso de poder. Sensação de que está sendo usado e controlado. No entanto confere
meses potencial para usar bem o poder e força, desde que se transforme, controle o seu desejo de
controlar.

39
Estudos complementares e exercícios de fixação

O. Indique a condição (V) verdadeira ou (F) para as afirmações e em caso de (F) dê a correta resposta:
1. Câncer é regido por Mercúrio (V) ou (F) _______________________
2. Gêmeos é regido por Mercúrio (V) ou (F) _______________________
3. Mercúrio rege Virgem (V) ou (F) _______________________
4. O Sol rege todos os signos (V) ou (F) _______________________
5. Marte rege Áries (V) ou (F) _______________________
6. Marte rege Escorpião (V) ou (F) _______________________
7. Escorpião é regido por Plutão (V) ou (F) _______________________
8. Netuno rege junto com Júpiter Sagitário (V) ou (F) _______________________
9. Júpiter rege Sagitário (V) ou (F) _______________________
10. Júpiter rege Peixes (V) ou (F) _______________________
11. Saturno rege Aquário (V) ou (F) _______________________
12. Urano rege Capricórnio (V) ou (F) _______________________
13. Saturno rege Capricórnio (V) ou (F) _______________________
14. Vênus rege Câncer (V) ou (F) _______________________

40
13. Os planetas pessoais – SOL e LUA
Os planetas nos signos demonstram quais são os impulsos para expressar as necessidades de
autorealização.
Indicam a trama do grande drama da vida e qual a forma que se irá satisfazer essas necessidades e
impulsos.
O Sol nos signos já foi comentado e indica o desejo da pessoa, o seu impulso de poder e o caminho onde se
quer realizar a individualidade. Representa o pai e a figura masculina e no caso de mulheres indica também
o arquétipo de parceiro que ela busca.
Já a Lua tem relação com a mãe em qualquer mapa. Para as mulheres é como ela vê a mãe, assim como a
forma como que ela exerce a maternidade e nos mapas de homens, além da figura materna, indica
também a figura da esposa.
Assim, o Sol está relacionado com o arquétipo masculino (pai, marido), e a Lua com o arquétipo feminino
(mãe, esposa).
A Lua tem grande importância, pois há uma vibração com a qual nós estamos permanentemente
sintonizados sendo que o local onde ela se encontra é como manifestamos o nosso comportamento
inconsciente.
Ele indica a necessidade de proteção familiar e de segurança, assim como a pessoa reage com base na
predisposição inconsciente e o tipo de reação emocional imediata. Nas casas onde ela se posicionar, indica
como a pessoa se sente segura e, paradoxalmente, onde está sujeita a instabilidades.

A Lua pelos Signos e pelas Casas


Faremos uma breve síntese de como a Lua se comporta pelos signos e nas casas:
 Em Áries ou casa 1, tende a reagir com agressividade, impaciência e energia direta e competitiva,
podendo haver alterações de humor. A coragem pode misturar-se com imprudência, pois as ações
podem ser tomadas pelo uso das emoções. Pode não desejar vida doméstica, não criando vínculos, pois
procura a liberdade.
 Em Touro ou casa 2, tende a reagir firme e vagarosamente, com estabilidade e compostura diante das
situações, sendo que as emoções são direcionadas para o conforto e posses, sendo fiel, sentimental,
afetuoso, mas também possessivo. Os relacionamentos assim tendem a ser duradouros, com
sentimentos de posse.
 Em gêmeos ou casa 3, há tendência em verbalizar as emoções, mas pode haver superficialidade de
sentimentos, racionalizando as emoções. Pode não desejar vida doméstica, não criando vínculos, pois
procura a liberdade.
 Em Câncer ou casa 4, reage com sensibilidade, com instinto protetor para com os outros e a si mesmo,
tendendo a ser maternal e a confiar nos próprios sentimentos. Pode vir a ocultar suas emoções.
 Em Leão ou casa 5, reage de forma calorosa, romântica, sentindo-se seguro através da autoconfiança
emocional, porém pode tender ao egocentrismo e a necessidade de ser admirado. Pode ser maternal
nos relacionamentos amorosos.
 Em Virgem ou casa 6, reage pela adaptação pragmática a todos os estímulos, respondendo
analiticamente às experiências, podendo ter dificuldades em compreender os sentimentos alheios.
 Em Libra ou casa 7, reage com o meio ambiente de forma objetiva, com senso de equidade, mas que
pode levar à indecisão. Tende a partilhar as emoções sendo que a aprovação dos outros é importante
para o seu bem-estar. Pode a vir a ter facilidade nas uniões.
 Em Escorpião ou casa 8, reage intensa e apaixonadamente, com controle emocional evidenciado, medo
da vulnerabilidade, levando à repressão emocional. Tende a ter emoções intensas, como impaciência e
ciúme com necessidade de dominação emocional.
41
 Em Sagitário ou casa 9, reage com entusiasmo e idealismo, sendo independente e necessitando de
liberdade emocional, tendo como consequência a viver mudanças frequentes. Pode não desejar vida
doméstica, não criando vínculos, pois procura a liberdade.
 Em Capricórnio ou casa 10, reage com autocontrole e determinação, tendendo à sensibilidade
controlada, à reserva e frieza, cautela, melancolia e austeridade.
 Em Aquário ou casa 11, reage de forma imprevisível com desapego, tendendo à impessoalidade e a
manter distância, pois valoriza a independência emocional. Isso pode levar à solidão e dificuldades nas
ligações emocionais. Assim pode nutrir a amizade com ação calorosa, mas sem intimidade. Pode não
desejar vida doméstica, não criando vínculos, pois procura a liberdade.
 Em Peixes ou casa 12, reage sensivelmente às situações externas, tendendo a ser calmo e introvertido, e
por ingenuidade e romantismo ser levado a enganar-se e magoar-se, podendo gerar depressão e
oscilação de humores.

Aspectos da Lua com demais planetas


A Lua projeta o que se busca em relação a conforto e proteção, portanto está associada às necessidades
domésticas, ou o tipo de pessoa que gostaríamos de ter em casa, mas os aspectos formados com outros
planetas determinam alterações nos comportamentos.
Por exemplo, um aspecto de Lua com Urano confere sempre uma condição de originalidade e desejo de
liberdade, mesmo com a Lua posicionada em um signo onde são criados vínculos (Lua em Touro). Assim
deve-se analisar a posição por signo, casa e aspectos formados.
Na Tabela 2 são apresentados os significados dos diferentes aspectos da Lua com os demais planetas, no
entanto, acrescentamos abaixo algumas considerações.
A Lua em qualquer outro signo, mas com aspecto tenso com Saturno, incluindo -se aí a conjunção,
proporcionará também as mesmas condições, havendo uma grande necessidade de segurança íntima,
autoridade, reconhecimento público, fazendo com que a pessoa leve as coisas muito a sério, incluindo as
relações, como parcerias, casamento, associações gerais. A pessoa tende a ser muito sensível, podendo
haver tendência a ver o lado negativo das coisas.
Os aspectos da Lua com o Sol são também importantes, quando se liga ao sexo oposto, principalmente as
quadraturas, havendo uma espécie de desajuste íntimo entre as necessidades inconscientes (Lua) com o
consciente (Sol), com conflitos entre passivo e o ativo.
A Lua também está intimamente relacionada com o amor, assim como Vênus e Netuno. No caso, a Lua
indica como nós queremos ser amados (principalmente nos casos de homens).
Assim quando queremos saber as questões do amor, teremos que analisar não só a Lua como também a
Vênus e Netuno.
No mapa de homens a Lua está relacionada ao tipo de atitude perante a companheira e os aspectos tensos
indicam as dificuldades que se tem para expressar os sentimentos para com a mesma, principalmente se
estiverem envolvidos Vênus ou Marte. Com Vênus a dificuldade é emocional e com Marte envolve a
dificuldade em manifestar seus propósitos e mesmo a sexualidade, o que leva a um quadro de irritação.
Se a Lua estiver em aspectos com Netuno (mesmo nos trânsitos), pode haver uma grande tendência a viver
a imaginação, muito romantismo, mas também ilusões, fantasias e alguma espécie de fuga. Nos
relacionamentos a pessoa tem a sensação constante de haver algo indefinido, confuso, levando a um
desconforto e ao desejo de se livrar destas sensações, por alguma forma de escapismo. O relacionamento,
nestas condições, estará incerto havendo a necessidade de sair dele.
Netuno, no caso, determina uma insatisfação, pois projeta sobre o outro, uma série de idealizações que
não correspondem à realidade. A fuga, entretanto, pode ou não ser construtiva. Pode -se escapar pelo uso
de drogas ou da meditação ou qualquer forma de transcender as dificuldades pela sublimação. A escolha é
sempre individual.

42
Estudos complementares e exercícios de fixação

43
14. Vênus nos signos
Lembramos que os planetas são como atores que desempenham determinados papéis, cujos assuntos
estão relacionados aos signos. Como já vimos, Vênus diz respeito às necessidades emocionais, indicando
tudo que deixa a pessoa bem consigo mesma, envolvendo afeição, união, relacionamento, conforto,
felicidade, indicando a forma que se dá e recebe afetos.
Para os homens Vênus indica a mulher desejada e para as mulheres mostra como as mesmas procuram
atrair o outro.
Assim, vamos associar Vênus a cada signo e fornecer dados mais aprofundados sobre as diferentes
expressões a serem consideradas nos relacionamentos.
Comecemos com Vênus em Áries. Esse posicionamento associa o amor de Vênus à impulsividade de Áries.
Há tendência a serem muito diretos e agressivos nas abordagens, expressando o que sentem. Essas pessoas
procuram independência no amor, tanto para si como para o outro. Vênus, nos mapas de homem, como já
vimos, indica o tipo da mulher idealizada. Naturalmente ele procurará uma mulher com características
arianas, ou seja, independente, empreendedora, corajosa. Igualmente, no mapa das mulheres, irá
demonstrar como ela procurada atrair o outro e também há a tendência de vir a procurar alguém como as
mesmas características mencionadas.
Vênus em Touro proporciona sensualidade, pois é o amor de Vênus associado às necessidades físicas de
Touro. Aqui temos Vênus em domicílio, o que confere uma situação muito à vontade à expre ssão do amor.
Tende-se a desenvolver a percepção sobre a própria beleza física e de como se a pessoa se apresenta,
valorizando aspectos do conforto físico e mesmo de luxo. Assim, principalmente as mulheres, tendem a dar
muita importância a essas questões e buscam manter uma relação com o outro, pautada pelo contato
físico, colocando-o à vontade. Quanto aos homens que tenham esse posicionamento, os mesmos tendem a
procurar mulheres com características taurinas, que sejam sensuais, mais passivas e femininas.
O posicionamento de Vênus em Gêmeos alia a natureza do amor ao intelecto, à comunicação e à agilidade
que são coisas próprias de Gêmeos. Assim essas pessoas valorizam os relacionamentos onde possam ser
mantidas condições de diálogo, de sociabilidade, de ve rsatilidade. A vida doméstica não é o foco, mesmo
para o caso de mulheres. Quanto aos sentimentos os mesmos tendem a ser muito dinâmicos, com
possibilidade de a pessoa vir a ter dificuldade em se aprofundar nos relacionamentos de forma mais
duradoura, daí, serem rotulados de volúveis. Os relacionamentos têm que ser renovados, pois sob o risco
de existirem mais de um, mesmo simultâneos.
Vênus em Câncer atribui o amor à sensibilidade própria de Câncer, o que confere a quem tem esse
posicionamento, uma natureza muito sensível ligada ao lar e aos valores da família. Assim a pessoa protege
não só a família como a todos a quem ama. Com relação ao amor existe certo conservadorismo, pois são
tradicionais e o relacionamento é encarado com muita responsabilidade e com vínculos de casamento. O
amor tende a ser maternal, principalmente nos mapas de mulheres, com tendências de proteger o outro,
fazendo com que o mesmo se sinta amparado. No entanto, podemos dizer que não há uma relação forte de
paixão. Assim este posicionamento faz com que se busque no outro, atributos relacionados à vida
doméstica. Os homens buscam mulheres maternais.
No caso de Vênus em Leão, temos o amor aliado ao romantismo. Como os relacionamentos são idealizados,
as pessoas com esse posicionamento tendem a ser generosas e leais, porém eles têm necessidades de
serem respeitados, sob o risco de não sentirem afeição pelo outro e virem a romperem com o
relacionamento. Como o orgulho é uma característica de Leão, se o mesmo for ferido, acaba tendo uma
dimensão muito grande. Dentro desse processo de idealização, buscam a relação com pessoas teatrais,
conhecidas, populares, pois necessitam ser admirados buscando o destaque e reconhecimento.
Já Vênus em Virgem, a pessoa tende à disciplina, crítica e exigente, porém os relacionamentos são
pautados pela confiança, lealdade, honestidade. Existe uma necessidade de que o relacionamento também
se desenvolva dentro de um sentido prático, sendo que o serviço ao outro seja uma forma construtiva de
se relacionar.
Esse mesmo sentido prático pode conferir eficiência e limpeza nas relações, sendo bons amantes, sendo
que o puritanismo exteriorizado, na intimidade pode ser transformado em sensualidade. Como o senso
44
analítico é fator relevante para Virgem, há de se estar atento para que o outro não seja alvo de críticas, sob
o risco de criarem problemas nos relacionamentos.
Com Vênus em Libra nós temos novamente o amor vinculado a um signo de ar, indicando que pode não
haver muita paixão envolvida, pois as necessidades estão mais vinculadas a fatores mentais do que físicos,
emocionais ou espirituais. Assim, os relacionamentos amorosos tendem a ser pautados pela idealização na
busca da paz e harmonia, pois tudo tem quem estar correto, justo e honesto. O que se busca é um
relacionamento agradável e não necessariamente apaixonado. Embora as mulheres aparentem femininas,
no íntimo podem ser distantes e convencionais, não tendo muita emoção. Apesar de poderem ser
distantes, há tendência a serem sentimentais, ao menos exteriorizam isso. Da mesma forma que buscam
uma relação sincera, buscam também harmonia.
Vênus em Escorpião associa o amor à profundidade de Escorpião, determinando uma grande intensidade
nas emoções, havendo a necessidade de grandes paixões, em qualquer atividade e m que desenvolvam,
principalmente nos relacionamentos. Naturalmente o sexo aqui toma proporções mais intensas. As
relações por serem intensas e profundas, são norteadas por vínculos e o sentimento de posse, ciúme e se
vierem a se sentirem ameaçados, até de manipulação. No entanto tendem a ser leais nos relacionamentos.
Essa configuração indica pouca sociabilidade. Para mapas de mulheres, as mesmas tendem a manifestarem
sua sexualidade, enquanto nos mapas de homens, fazem com que estes busquem mulheres ativas e fortes.
Para Vênus em Sagitário temos a busca da união do amor com o idealismo nos relacionamentos. Em razão
deste idealismo ser muito elevado, pode existir certa dificuldade em se encontrarem de forma plena nos
relacionamentos, podendo vir se não lidarem bem com as situações, fugirem das situações da realidade
para um mundo de outras possibilidades idealizadas. Quando encontram ressonância aos seus ideais são
justos e generosos para com o outro. Não são afeitos a elogios, pois são francos, dizendo o que sentem sem
rodeios. Os homens tendem a buscar mulheres com os mesmos atributos, ou seja, honestas, francas,
diretas e idealistas.
No caso de Vênus em Capricórnio, temos o aqui amor associado à segurança material e à responsabilidade,
havendo muita seriedade nos relacionamentos. Há muita cautela e somente quando se sentem seguros e
estruturados nos relacionamentos podem se sentirem um pouco mais confortáveis em expressarem seus
sentimentos. Desta forma, isso somente poderá ser evidenciado se houver uma relação de
comprometimento. Caso contrário não se sabe muito das intenções e o que pensam. Há muita dificuldade
em se expressarem e é comum a procura do outro que possa oferecer alguma forma de sustentação a sua
vida, na carreira ou ao provimento material, em detrimento do amor profundo. Os homens são atraídos por
mulheres com características capricornianas, convencionais e distantes.
Com Vênus em Aquário temos uma associação do amor livre e anticonvencional. Essa liberdade não
oferece espaço a sentimentos de ciúme e vínculos e valorizam as amizades, com desprendimento e
aceitação do outro qualquer que seja ele ou ela. No entanto, por não haver vínculo s, podem ocorrer
distanciamentos e frieza nas relações. No caso de homens, os mesmos se sentem atraídos por m ulheres
aquarianas, ou seja, inteligentes, criativas, independentes, liberais, porém esse desprendimento deve ser
encarado com maturidade sob o risco de criarem problemas nos relacionamentos.
Finalmente temos Vênus em Peixes, que vincula o amor ao idealismo romântico muito intenso. Assim a
necessidade emocional é muito grande, conferindo uma supersensibilidade a quem tem esse
posicionamento. Este idealismo romântico, no entanto, é muito difuso, podendo determinar ilusão quanto
aos relacionamentos, pois há grande tendência a enganos, por falta de discernimento. As emoções embora
sejam intensas, por serem difusas criam dificuldades nas expressões. Pode existir uma compaixão nos
relacionamentos, porém é comum que o altruísmo, a conciliação e a dedicação se conf ronte com o
egoísmo determinado pelo sentimento de autopiedade e pelos conflitos viv idos. Os homens neste caso
sentem atração por mulheres piscianas, com um comportamento sensível e emocional.

45
Estudos complementares e exercícios de fixação

46
15. Marte nos signos
Marte está associado à energia, luta, esporte, competição, audácia, coragem, força, desejo, sexualidade.
Como já vimos, Marte representa a necessidade de procurar a afirmação, buscar aquilo que se quer. No
caso de homens irá mostrar a atitude para firmar a masculinidade e força. No caso de mulheres, o tipo de
parceiro por quem ela se sente atraída, assim como as suas próprias qualidades masculinas projetadas no
homem.
Vamos ver Marte em Áries. Esse posicionamento associa a afirmação de Marte com a impulsividade de
Áries. Essa combinação proporciona muita competitividade e muita coragem, sendo pessoas diretas e
assertivas. Homens com essa configuração são impetuosos e apreciam os jogos de conquista, embora isso
não esteja tão presente quando os mesmos se relacionam de forma estável. Já as mulheres se sentem
atraídas por homens com os mesmos atributos, ou seja, buscam que seja corajoso, valente, ousado,
aventureiro, independente.
Marte em Touro alia a necessidade de afirmação com as questões materiais ou tudo que pode se r tangível,
bem como confere um forte impulso sexual, embora controlado. Assim, mais nos casos de homens, há a
necessidade de que a pessoa demonstre o quanto ela pode prover ou comprar, podendo ocorrer a
necessidade de vir a acumular recursos materiais e financeiros, sendo que os relacionamentos ficam
subordinados a essa condição. Assim pode ocorrer de serem possessivos e ciumentos. No caso de
mulheres, embora sejam também determinadas, tendem a ter atração por homens que ofereçam conforto
e de certa forma o domínio.
O posicionamento de Marte em Gêmeos associa a necessidade de afirmação com o intelecto, à
comunicação e à agilidade que são coisas de Gêmeos. Com relação à energia sexual esse posicionamento
não proporciona muita intensidade, dada às características do elemento ar. Essas pessoas valorizam os
relacionamentos onde possam ser mantidas condições de diálogo, de sociabilidade, de versatilidade. No
caso do homem o mesmo tende a demonstrar o quanto ele é inteligente e talentoso o que coaduna com
mapas de mulheres que tem a mesma posição, ou com Vênus em outros signos de ar. No caso de mulheres
elas se sentem atraídas por um homem com características geminianas.
Marte em Câncer funde a necessidade de afirmação com a sensibilidade de Câncer, o que atribui algo
bastante complexo. A vontade é difusa e inconsciente, não tendo muita noção do que se está fazendo. Esse
posicionamento intensifica o impulso sexual, havendo o desejo de ser procurado por outros. Necessitam
dos outros, mas estes devem ser dependentes também da relação. Este posicionamento para homens
indica que os mesmos são sensíveis, conhecendo as necessidades femininas, sendo compreensivos e gentis,
assim como protetores para com elas. No caso de mulheres, as mesmas se sentem atraídas por homens
que apresentam características cancerianas, ou seja, que sejam apegados ao lar e à família e, com isso, há a
sensação de conforto emocional e físico.
No caso de Marte em Leão, temos a necessidade de afirmação aliado ao romantismo. Isso denota um forte
impulso sexual. Há tendência também à impetuosidade e determinação. São geralmente fieis e honestos e
esperam igual comportamento dos outros. No mapa de homem indica alguém que tende a impressionar o
outro pelo senso dramático e pela generosidade, a depender de quanto eles desejam o outro. Nos mapas
de mulheres faz com que as mesmas procurem alguém com características leoninas, ou seja, calorosas e
generosas, bem como a façam brilhar em sua companhia.
Já Marte em Virgem, temos aqui a necessidade de afirmação matizada com um comportamento exigente e
pragmático, analisando o outro. A análise envolve o desempenho em diversos aspectos, inclusive o
desempenho do outro no campo da sexualidade. Isso não significa que o impulso sexual seja especialmente
forte com essa configuração, muito pelo contrário, pois a sexualidade é espontânea e não parece que não
pode ser medida com se fosse tangível. No caso de homens há de ser dada atenção para essas questões,
sob o risco de se sentirem oprimidos. Para as mulheres, este posicionamento indica que sentem atração
por homens que apresentam características virginianas, ou seja, que sejam analíticos, metódicos, práticos,
disciplinados, críticos e exigentes.
Com Marte em Libra a necessidade de afirmação está vinculada a fatores mais mentais, envolvendo a
conversa sobre sexualidade, com refinamento, porém como muito tradicionalismo, o que faz com que essa
47
questão não seja tão ardente. Quem tem esse posicionamento tende a considerar o sexo como algo
romântico e formal.
No caso de mulheres com esse posicionamento, tendem a se sentirem atraídas por homens com
características diplomáticas, harmoniosos, convencionais.
Vênus em Escorpião associa a necessidade de afirmação com a profundidade de Escorpião, o que confere
uma intensa força emocional. Assim a necessidade sexual é muito intensa, tanto emocional como física,
sendo que as mesmas se misturam. Homens com essa configuração tendem a ser passionais, expressando
muita energia magnética, provocando impressões nas pessoas. Não permitem serem man ipulados e
tendem a ser muito possessivos. As mulheres com esse posicionamento tendem a ser apaixonadas e
sentem atração por homens intensos e podem sentir-se desejadas e procuradas, pois há muita atração
física envolvida nos relacionamentos.
Para Marte em Sagitário temos a necessidade de afirmação com o idealismo nos relacionamentos. Isso
mostra que a pessoa ama filosoficamente. As relações são pautadas pelas aspirações, idealismo ou mesmo
por atividades associadas à liberdade de pensamento e ação que leve m ao autodesenvolvimento ou
autoaperfeiçoamento, estimulando o outro. Com relação ao sexo são muitos francos e diretos, sendo que
as relações são mantidas dentro de padrões morais. As mulheres com esse posicionamento são atraídas
por homens que tenham qualidades morais, integridade e honestidade, bem como exerçam algum tipo de
auxílio em seu aperfeiçoamento e evolução (professor, por exemplo).
No caso de Marte em Capricórnio, temos aqui a necessidade de afirmação associado à necessidade de
controle. Neste caso existe um forte componente sexual, mas o mesmo é mantido sobre controle, somente
revelado quando houver intimidade. Assim podemos ter pessoas que passam anos sem darem vazão ao
desejo sexual, pois a capacidade de domínio é grande, porém podem ser muito ativas se as condições
permitirem. Homens com essa configuração são cautelosos em sua afirmação, até que se sintam seguros,
pois tem temor de serem rejeitados, embora necessitem de admiração. Assim é difícil expressar seus
sentimentos e se deixar levar. As mulheres com essa configuração, também dotadas da mesma energia,
sentem-se atraídas por homens sérios, estruturadores e frios, do tipo capricorniano.
Marte em Aquário tem uma fusão da necessidade de afirmação com a liberdade e anticonvencionalismo.
Assim a atitude em relação ao sexo é muito avançada, aberta, embora não tenha um impulso sexual forte,
sendo que sexo assume mais uma forma de relacionamento, desprovido de vínculos emocionais. Os
homens com esse posicionamento abordam o assunto de forma i ntelectual, sendo atraídos pela conversa
onde possam expressar sua inteligência, embora tenha uma dose de imprevisibilidade. As mulheres com
esse posicionamento tendem a ser atraídas por homens igualmente não convencionais, assim como
tendem a se comportar como tal.
Concluindo, temos Marte em Peixes, que vincula a necessidade de afirmação ao idealismo romântico
intenso, sendo dificultoso conhecer os anseios da pessoa que tem essa configuração. Apreciam sensações
diferentes, incluindo as sensuais. O sentimento de fuga determinado por Peixes encontra o amor e o sexo
como vetor adequado para canalizar esse desejo. Como sexo e espiritualidade, de certa forma são energias
similares, apesar de opostas, essa canalização pode ser expressa também pela manifestação d a própria
espiritualidade. Pode haver tendência a procurar relacionamentos ocultos ou proibidos. De qualquer forma
essa posição confere a quem a possui muita imaginação e sensibilidade psíquica. Os homens com essa
configuração normalmente apresentam sensibilidade e suavidade nos relacionamentos. Para mulheres com
esse posicionamento, tendem a ser atraídas por homens com tendências espirituais e artísticas, mas
também pode ser uma pessoa fraca, confusa, sonhadora, utópica e dependente da relação, necessitando
mais ser amparado.

48
Estudos complementares e exercícios de fixação

49
16. Considerações adicionais sobre Vênus e Marte
No que se refere aos relacionamentos, às emoções e à sexualidade, devemos sempre observar Vênus e
Marte.
Vênus diz respeito às necessidades emocionais, indicando tudo o que deixa a pessoa bem consigo mesma.
Marte representa a necessidade de procurar a afirmação, buscar aquilo que se quer.
Assim deve-se analisar a posição dos dois planetas no mapa, verificando como os mesmos estão
posicionados, ou seja, se estão em aspectos tensos, ambos ou com outros planetas, assim como os
elementos envolvidos.
Se eles não tiverem em elementos compatíveis, por exemplo, Marte em água e Vênus em fogo, ou vice -
versa (formando quadraturas), principalmente se envolverem signos fixos, ocorrerão desajustes e
sentimento de frustração, havendo a necessidade de conscientizar. Aliás, todos os aspectos de dificuldade s
são estímulos a se fazer o trabalho de superá-la pela conscientização, que é o autoconhecimento, como já
mencionado.
Vênus mostra o ego feminino e Marte o masculino, sendo que Vênus nos mapas de mulheres tem a haver
com o modo procurado para se atrair o outro, estando relacionado à aparência, como ela se apresenta ao
parceiro que busca. Já para os homens Vênus está relacionado ao tipo de mulher idealizado, que o atrai.
Marte irá mostrar a atitude para firmar, no caso de homens, a masculinidade e força, ou, no caso de
mulheres, o tipo de parceiro que a atrai, assim como as suas qualidades masculinas projetadas no homem.
Pelo conceito de Jung, Marte se relaciona a animus nos mapas de mulheres e Vênus à anima para mapas de
homens.
Assim as mulheres têm o lado masculino, representado por Marte, assim como o Sol, que são projetados
no homem, enquanto o lado feminino dos homens é projetado pelo arquétipo de Vênus nas mulheres.
Para ambos os sexos, Vênus indica a forma que se dá e recebem afetos, assim como indica os gostos
emocionais, os prazeres e o senso de estética e de onde provem a satisfação da vida. Então Vênus tem a
ver com o prazer e o signo e a casa relaciona como podemos obter isso, assim como os aspectos vão dar a
tônica de que atitude diante do amor e todos os relacionamentos sociais.
Assim Vênus em signos mais intimistas, como os de água (Câncer, Escorpião e Peixes) a pessoa terá menos
facilidade em transitar nos meios sociais, diferentemente de Vênus em signos de ar (Gêmeos, Libra e
Aquário), que terão facilidade nos relacionamentos.
Para ambos os sexos, Marte indica como a pessoa manifesta seus desejos e como atua p ara consegui-los,
assim como se afirma, uma ambição, por exemplo, sendo o sexo provavelmente o maior dos desejos. Assim
Marte é a própria manifestação da energia sexual e a forma como isso é conduzido, estimulado e liberada é
demonstrado pela posição nos signos, casas e aspectos formados.
Por exemplo, se tivermos Marte em Capricórnio ou em aspecto com Saturno, a sexualidade pode ser muito
controlada; se estiver com Peixes ou com aspecto com Netuno pode haver indefinições e dificuldades de
como lidar com ela ou, ainda, se estiver em Aquário ou com aspecto com Urano, pode vir a ser exacerbada.
No que se refere à sexualidade, deve dar atenção também para a Lua, principalmente se estiver em
Escorpião. Isso impõe necessidades físicas e emocionais muito fortes, independente do local onde Vênus e
Marte estiverem posicionados, podendo amplificar ou conter a natureza da Lua.
Então, no caso de mulheres, Vênus está relacionada à sexualidade, indicando a abordagem dada ao
relacionamento que conduz ao sexo, enquanto que Marte indica a energia sexual, a libido. Vênus se
relaciona à intriga amorosa e está associada mais a imagens idealizadas e Marte ao ato propriamente dito.
Já no caso de homens, Vênus está relacionado aos ideais sobre o amor e idealização sexual em termos
românticos e Marte é exatamente sexual, sendo essa separação mais nítida entre os dois arquétipos.
Se Vênus e Marte estiverem no mesmo signo e principalmente em conjunção, há sempre uma necessidade
de interação com o sexo oposto, nem sempre sexual, a depender do signo onde estiverem. Denotam

50
também uma grande capacidade artística, ainda que não seja manifestada em uma arte específica, pois é
associada à energia da emoção (Vênus) com a ação (Marte), considerando que o sexo é energia da criação e
Vênus é energia do amor, da emoção e da estética.
Com relação à posição de Vênus e Marte nos elementos (Fogo, Ar, Água e Terra) é interessante fazermos
alguns comentários também, embora um tanto genéricos, o que sempre deve ser analisado à luz de outros
planetas, principalmente Sol e Lua, signo do ascendente e aspectos envolvidos:

Elemento fogo (Áries, Leão e Sagitário)


Com Vênus e Marte em elemento fogo a pessoa tende a ter um comportamento extrovertido , o que a
torna mais espontânea e solta, sem, contudo, se envolver profundamente, pois como tende a
autossuficiência, os relacionamentos são encarados com impessoalidade. Especialmente Marte em fogo é
muito direto.
A energia sexual é muito ativa para esses signos, principalmente em Leão. No caso de Áries é grande o
impulso, mas pode não ser dada sequência ao iniciado, enquanto que Sagitário por ser mutável, pode ser
irregular na ação, tendo a ter flutuação na motivação.

Elemento ar (Gêmeos, Libra e Aquário)


Com Vênus e Marte em elemento ar a pessoa não é propriamente sensual e não necessita de sensações
físicas intensas, sendo que as questões de amor e sexo são mais associadas à mente e à comunicação,
havendo muito diálogo, sem envolvimento emocional.
Isso pode resultar em certa frieza e indiferença em relação ao outro.
Assim a energia do sexo (Marte) não é particularmente ativa, estando essencialmente estimulad a pela
mente e qualquer tipo de diálogo relacionado ao assunto.

Elemento água (Câncer, Escorpião e Peixes)


Com Vênus e Marte em elemento água a pessoa tem dificuldades em saber o que querem, dependendo de
estímulos externos e vivenciarem através de experiências, pois existe uma passividade envolvida.
Assim tende a ser atraída por alguém quem a estimule e a motive, gostando de ser procurada e que o outro
seja receptivo a sua natureza.
No caso Vênus é mais passivo do que Marte, desejando que a outra pessoa tome as iniciativas.
Assim a pessoa que tem essa condição, tende a ser extremamente sensíve l, associando sexo com
sentimentos e segurança emocional, intensificando a intuição em relação aos sentimentos alheios. Isso
resulta no desenvolvimento da simpatia e da compaixão, pois se identifica com o sofrimento alheio
compreendendo-o.

Elemento terra (Touro, Virgem e Capricórnio)


Com Vênus e Marte nos signos de terra, há uma visão realista diante do amor e sexo, estando o mesmo
relacionado ao atendimento de necessidades básicas, não se envolvendo muito emocionalmente com essas
questões.
O elemento terra está vinculado ao corpo físico e seus instintos e sentidos, sendo ass im atribuídos a quem
tem Marte e principalmente Vênus em terra, o atributo mais acentuado da sensualidade, mas mantida sob
controle, que é próprio do elemento Terra. Touro é reservado, Virgem tende a reprimir e Capricórnio tende
à seriedade.

Essas pessoas tendem a encarar amor e sexo mais como uma obrigação e daí terem certa visão prática e
mecanicista dessas funções, excetuando um pouco o caso de Touro que é pouco mais consciente das
necessidades instintivas dos outros. No entanto, se por um lado existe um pouco de frieza, por outro eles
são aptos a tomar conta de forma eficiente e prática das necessidades do outro.

51
Assim podemos compreender um pouco dessas estruturas psicológicas no que diz respeito ao
comportamento envolvendo amor e sexo, e entendermos como as pessoas podem ser compatíveis ou não
com as diferentes naturezas apresentadas.
Será possível conciliar comportamentos diferentes como aqueles que apresentem uma tendência
concentrada em signos de água, com o de fogo, ou de terra com ar? Naturalmente a análise não pode estar
circunscrita a simplificações, mas aqui estamos avançando um pouco mais na identificação dos aspectos
que deverão merecer a análise dos relacionamentos mais aprofundada.

Estudos complementares e exercícios de fixação

52
17. Os planetas sociais - Júpiter e Saturno e os geracionais – Urano, Netuno e
Plutão
Os planetas sociais são Júpiter e Saturno, e os geracionais, Urano, Netuno e Plutão, descobertos em 1781,
1846 e 1930, respectivamente. Assim, são planetas que foram descobertos recentemente em comparação
aos demais, que são denominados clássicos.
Júpiter e Saturno são chamados sociais, pois pelo período de revolução em torno do Sol permanecem um
pouco mais de tempo em cada signo, influenciando o comportamento de grupos de pessoas.
Assim, Sol, Lua, Mercúrio, Vênus e Marte são chamados pessoais, ligados aos impulsos que se manifestam
na vida pessoal, orientados ao ego e à energia psíquica, sendo que a consciência tem um acesso mais fácil à
sua estrutura de funcionamento.
Já Júpiter e Saturno levam o indivíduo para além da esfera da consciência do ego pessoal, fazendo com que
se estabeleça o contato com o transpessoal.
Júpiter ou Zeus é o deus protetor da humanidade, enquanto que Saturno ou Cronos é o deus do tempo, o
devorador de seus filhos, o limitador, mas também o estruturador. Na realidade, Cronos continua a devorar
os seus filhos, que somos todos nós, pois somos reféns do destino da morte pelo envelhecimento.
Se Júpiter expande, Saturno restringe, Júpiter representa o impulso masculino e Saturno o feminin o, O
primeiro rege os céus e as tempestades e o outro as regiões mais interiores do inconsciente pessoal, com
seu lado sombrio.
Porém os dois levam ao processo de consciência, sendo necessários para a realização pessoal, por meio da
dicotomia de luz e sombra.
Júpiter é ligado ao impulso religioso, relacionado à esperança e crescimento por meio de um ordenamento
e um significado maior da existência humana e de todas as coisas da criação.
Júpiter rege o nosso desejo de expansão, mental ou física, e é visto como sendo de influência positiva,
sendo considerado o grande benfeitor, porém como ele expande pode, dependendo das circunstâncias dos
aspectos que estiverem envolvidos, vir a determinar exageros na expressão da pessoa, com as dificuldades
decorrentes de um comportamento inadequado.
Júpiter onde quer que esteja no mapa, no signo e na casa, demonstra como a pessoa busca o sentido da
vida.
Júpiter em Áries expande a necessidade de afirmação, acrescentando extroversão, impetuosidade,
autoconfiança, mas pode conferir egoísmo e necessidade de exercer dominação.
Júpiter em Touro acrescenta solidez à estabilidade de touro, ampliando o senso de fidelidade, mas pode
intensificar o materialismo, a sensualidade e o apego.
Júpiter em Gêmeos amplificam a necessidade de conhecimento e de agilidade mental, mas que se levadas
em excesso pode gerar problemas de comunicação e dificuldade em fixação em uma determinada linha de
pensamento.
Em Câncer confere expansão dos instintos protetores em relação à família, mas que pode lev ar à
possessividade.
Já em Leão, pode conferir grande generosidade, respeito e dignidade, mas também ao luxo e ao apego aos
adornos e riquezas, levando a pessoa a corroer sua própria imagem.
Júpiter em Virgem fará com que se procure o autodesenvolvimento pelo meio do trabalho ou por meio do
servir com senso pragmático e útil, mas a expansão pode ficar condicionada aos padrões de exigências
demasiadas impostas pelo método e pela crítica.
Júpiter em Libra confere delicadeza, senso de justiça, lei e ordem, mas pode determinar um
comportamento evasivo diante das situações.

53
Em Escorpião, confere grande intensidade nos assuntos profundos próprios do signo, com capacidade de
investigação sobre a natureza humana e conhecimento espiritual, o que pode lavar também a e xcesso da
sexualidade, possessividade e submissão aos domínios da emoção.
Júpiter em Sagitário expande o sentimento de liberdade e conhecimento do mundo, conferindo otimismo,
fé e amor ao aprendizado, mas que pode vir exagerar no entusiasmo com que encara a vida e perder aquilo
que a pessoa valoriza.
Em Capricórnio, amplifica o senso do trabalho prático, de determinação, rigor e disciplina, mas que pode vir
a conferir ambição excessiva pelo poder e domínio.
Júpiter em Aquário confere o amor à liberdade, onde a fé é depositada na força do coletivo e da liberdade
social, mas que pode levar à excentricidade e ao individualismo.
Finalmente, em Peixes, confere sensibilidade, compaixão, imaginação, criatividade, ampliando o que há de
melhor neste signo, mas pode também levar ao exagero das dificuldades.
Como falamos Saturno é o oposto de Júpiter em suas características, pois restringe e limita a vida.
Saturno é o grande senhor da fronteira e na realidade é um mestre da vida. Até Júpiter vivemos no mundo
da realidade pessoal e objetiva e Saturno faz a divisão entre o mundo objetivo e a realidade subjetiva da
vida, nos impulsionando a descobrir quem de fato somos nós.
Saturno, disfarçado como portador da dor e da limitação, é o mestre que nos apresenta onde nós temos
que estar atentos para aprender e vencermos nossas dificuldades, nos fornecendo os elementos
necessários para que avancemos rumo ao processo de nossa evolução e onde quer que ele se encontre,
nos indicará o que deve ser feito.
Saturno em Áries vai conferir prudência ao espírito de liberdade e afirmação ariana, pedindo paciência e
cautela. A pessoa deve pensar antes de agir, sendo necessário que aprenda a controlar seu próprio
impulso, sob o risco de se arrepender dos atos. Pode se sentir vítima das situaçõe s, sobrecarregada por
responsabilidades sendo incapaz de progredir.
Em Touro pode conferir sentimento de restrição com as coisas materiais e de apego à segurança em
demasia. A pessoa pode vir a trabalhar duro sem recompensa ou se entregar à estagnação. É n ecessário
que aprenda a se aceitar como sendo útil e importante para a vida e se valorizar como trabalhador.
Em Gêmeos, as frustrações, medos e restrições estão geralmente na própria mente. A pessoa pode
acreditar que é incapaz de se comunicar livremente, mas na realidade pode sobrecarregar os outros com
uma perspectiva sombria da vida. É necessário que ganhe autoconfiança e tenha um olhar para as coisas
positivas da vida.
Saturno em Câncer pode conferir temores e limitações em aceitar a responsabilidade da casa e família,
necessitando que a pessoa a assuma e seja mais sensível a estas questões.
Em Leão limita a fluidez do amor e do prazer, obscurecendo o entusiasmo leonino. A pessoa pode evitar a
se expor, por medo do ridículo e da rejeição, sendo necessári o que aprenda a ser espontânea.
Saturno em Virgem possibilita um grande aprendizado através do trabalho prático, detalhista e
estruturador, porém pode conferir muita insegurança e introversão, sendo que a pessoa pode se r
supercrítica com relação a si própria, havendo a necessidade de que supere essas limitações e que pode se
sobressair naquilo que faz.
Em Libra, as qualidades como charme, diplomacia e delicadeza muitas vezes ficam escondidas, sendo que
por temor em ser simpático, a pessoa reprime suas características agradáveis, podendo se tornar rudes,
sendo necessário que saiba como lidar com estas questões.
Saturno em Escorpião confere temor na demonstração dos sentimentos, podendo vir a negá-los, incluindo
a sexualidade. Embora sensível a tudo em sua volta, pode vir a aparentar indiferença e frieza. A pessoa
deve aprender a deixar fluir suas emoções de maneira amorosa e sensível.

54
Em Sagitário o desejo de liberdade e mudança fica impedido, sendo que a pessoa se sente limitada em seu
otimismo natural, tornando-a melancólica e deprimida. A pessoa deve aprender a vencer as limitações
procurando aprender e adquirir conhecimento, expressando a sua capacidade e otimismo.
Saturno em Capricórnio dota o indivíduo com uma natureza séria e de ideais materialistas, o q ue o faz
voltar-se ao lado pragmático da vida, perdendo a visão de que faz parte de um todo maior. É necessário
que aprenda a se doar, sem o uso dos outros e desejar algo em troca.
Em Aquário, Saturno impõe responsabilidades ao indivíduo fazendo com que si nta limitado na expressão de
sua liberdade e independência. Há a necessidade que saiba que a verdadeira liberdade e independência
devem ser obtidas com disciplina e responsabilidade.
Saturno em Peixes reprime o fluxo das emoções tão necessárias a serem extravasadas pelos piscianos. A
pessoa tem medo de perder o controle sobre si e daquilo que está abaixo da superfície do nível de
consciência. Há a necessidade que a pessoa enfrente com seriedade e tenha o domínio do inconsciente.
Quanto a Urano, Netuno e Plutão, são chamados geracionais, pois suas trajetórias são lentas em torno do
Sol, permanecendo um grande tempo em cada signo e afetam gerações inteiras.
Estes três planetas têm por função desestruturar formas objetivas, no sentido de criar o novo, cada u m a
seu modo.
Urano está associado com ideais da liberdade, igualdade e fraternidade, com a verdade e a justiça, assim
como a qualquer tendência progressista, requerendo transcender com o passado ou qualquer estrutura
antiga. No entanto é propenso a distorções, pois pode conferir uma excentricidade que ultrapassa aos
limites que devem ser respeitados, sob o risco de se viver utopias e a estrangular a própria noção de
realidade.
Netuno, assim como Vênus e a própria Lua é outra energia de anima, representando uma parte nossa que
se adapta e se molda em fusão com o outro. Como já vimos a Lua ganha identidade refletindo o outro e
Vênus dá com a intenção de receber de volta. Netuno tende a perder a própria identidade, dissolvendo o
ego e vivendo a unicidade. Assim Netuno está associado com as coisas do mundo etérico, que não podem
ser medidas e avaliadas com os meios da razão cognitiva.
Outro princípio que leva à desestrutura é Plutão, que remete à destruição e morte de velhos padrões
abrindo caminho para a regeneração e o novo. Plutão e Netuno, ambos os deuses dos mundos
subterrâneos, na medida em que subvertem no sentido de que procuremos o novo, Netuno corroendo
vagarosamente e Plutão de forma abrupta, impondo intriga e dor, mas que deve ser detidamente
analisado, pois as causas são ocultas e desvendá-las significa a possibilidade da aceitação do processo do
despertar para um mundo de novas possibilidades.
Os significados destes planetas por signos, na análise de mapas individuais, não tem grande relevância,
devendo merecer a análise em suas posições por casas, assim como quando estiverem envolvidos em
aspectos com planetas pessoais e sociais.

Estudos complementares e exercícios de fixação

55
18. Exercícios orientados para Análise Preliminar de um Mapa
Não se pode obter a síntese pelas técnicas de análise aqui apresentadas, pois síntese não se ensina. Isso
depende de capacidade intuitiva inata, porém é uma habilidade que pode ser desenvolvida pelo exercício e
experiência.

O objetivo do curso não é capacitá-lo como astrólogo, mesmo porque isso envolveria anos de estudo em
um curso regular.

A nossa intenção é fornecer os elementos básicos para que possa ser compreendida a mecânica da
astrologia.

No entanto, para a fixação dos conceitos discorridos, passamos ao exercício orientado.

Diretrizes gerais

Existem algumas diretrizes que podem ser utilizadas, para as quais recomendo que sejam seguidas,
registrando o resultado de cada fase em folhas de papel:
1. Inicialmente considere a leitura geral do mapa, atentando para a pontuação por elementos, modos (nos
signos e nas casas) e hemisférios apresentados, pois estes darão uma informação, embora genérica, das
características da pessoa, a serem (re)ratificadas quando forem considerados os demais fatores.
2. Veja os planetas angulares (casas 1, 4, 7 e 10), pois são mais ativados.
3. Analise o Sol por signo, casa e aspectos formados com outros planetas.
4. Analise o Ascendente, verificando o elemento, signo, aspectos, regente do mapa e sua posição por
signo, casa e aspectos formados (conjunções são fortes).
5. Analise a Lua por signo, casa e aspectos formados com outros planetas.
6. Analise o Meio do Céu, verificando o elemento, signo, aspectos, regente do mapa e sua posição por
signo, casa e aspectos formados (conjunções são fortes).
7. Levante e analise todos os planetas, iniciando pelos pessoais, sociais e geracionais, por signos, casas e
aspectos, estados cósmicos, anotando por casas afins (de mesmos elementos) que representam os
diferentes assuntos abordados, lembrando que para as casas que não tenham planetas, deve -se
verificar a posição do regente da casa.
8. Após todos os registros serem efetuados, agrupe as folhas por triangulações, considerando as casas dos
quatro elementos (trígono de fogo, terra, ar e água).
9. Transcreva os registros considerando todos os relacionamentos obtidos, ve rificando redundâncias e
eventuais situações conflitantes, que não se anulam, mas que devem ser avaliadas considerando como
manifestações situacionais. Nesta fase é que deverá ser efetuada uma análise sintetizada do mapa,
verificando os fatores mais relevantes que deverão merecer atenção, ou seja, os tons dominantes que
determinam os temas.

Observações: Veja os aspectos reduzidos, aplicativos e separativos, as quadraturas com planetas pessoais
que indicam desafios primordiais na vida, assim como as conjunções. Planeta na casa 1 é sempre forte e
mais ainda quando próximo do Ascendente, mesmo quando estiver na casa 12. A posição do Saturno por
casa é sempre importante.

Exercício 1

Vamos considerar um exemplo hipotético de um mapa e utilize a Tabela de Correlações entre Signos, Casas
e Planetas (Apêndice 1), Natureza dos planetas e harmonia planetária (Apêndice 2) e Correlações de
Aspectos entre Planetas (Apêndice 3).

56
Exercício 2
Convidamos a fazer o exercício utilizando o seu próprio mapa, considerando as Casas 1, 7 e 5, localização
do Sol, da Lua, de Marte, de Vênus, assim como Saturno, Urano, Netuno e Plutão e os aspectos entre os
mesmos. Para analisar as relações profissionais e de questões materiais, considere as Casas 2, 6 e 10.

57
Bibliografia

Astrologia da Personalidade - Rudhyar, Dane / Pensamento.

Astrologia da Transformação, A - Rudhyar, Dane / Pensamento.

Astrologia Esotérica - Alan Leo / Roca.

Astrologia Ritmos e Ciclos Cósmicos - Goodavage, Joseph F. / Pensamento.

Caibalion, O - Três Iniciados / Pensamento.

Cálculo Astrológico - Hélio Amorim / Centro Astrológico de São Paulo.

Ciência da Astrologia e as Escolas de Mistérios, A - Lindemann, Ricardo / Teosófica.

Ciclo de Lunação, O - Rudhyar, Dane / Pensamento.

Curso de Interpretação Astrológica (Vol. 1 ao 7) - Hélio Amorim / Centro Astrológico de São Paulo.

Doze Casas, As - Sasportas, Howard / Pensamento.

Elementos da Astrologia - Huntley, Janis / Ediouro.

Luz e Sombra - Elementos Básicos de Astrologia - Mascheville, Emma Costet de / Teosófica.

Manual do Astrólogo - Frances Sakoian e Louis S. Acker / Ágora.

Normas Práticas para a Interpretação do Mapa Astral - Stephen Arroyo / Pensamento.

Prática da Astrologia, A - Dane Rudhyar / Pensamento.

Teoria Geral dos Aspectos (Vol. A e B) - Hélio Amorim / Centro Astrológico de São Paulo.

58
Apêndice 1 - Tabela de Correlações entre Signos, Casas e Planetas

Planeta (ator que O papel a ser desempenhado


Onde / Situação (Casa)
desempenha o papel) (Signo)
A pessoa pela(o): Busca: Visando:

Cardinal
Fogo
A auto afirmação pelo uso da A expressão da própria
a

A
Vontade do seu ser interior

I
iniciativa e impulso. individualidade.

Terra
Fixo
Emoção, sentimento, reações A consolidação do controle sobre A relação com as posses e seus
b

II
e hábitos inconscientes. a matéria física. próprios valores.

Comunicação e pensamento, Cardinal Mutável O conhecimento e estudo, pelo A relação com o uso da
C
c

Ar

III
aprendizado, escrita, análise e dinamismo mental, versatilidade comunicação verbal e escrita e
discriminação. e curiosidade. com aprendizado.

Sentimento de amor e afeto, A proteção e segurança


Água

O seio da família, a origem e a


D
d

IV
com desejo de perfeição e doméstica, com sensibilidade e
mãe.
harmonia. introspecção.

As relações de amor e
Fogo
Fixo

Energia e vigor, sexualidade e A autoridade, autoconfiança e o


e

V
romances, relações com filhos
determinação. poder e pela criatividade.
e com o prazer.

A praticidade e o utilitarismo do
Cardinal Mutável

Proteção, expansão, evolução


Terra

serviço, por meio da análise, da As relações com o trabalho e


F
f

e manifestação de crenças e
discriminação, do método e da VI no serviço utilitário e analítico.
fé.
crítica.
Responsabilidade, disciplina, As relações com o outro, com a
A harmonia e o companheirismo,
visão de realidade, limitação e parceria, com o casamento e
G

VII
g

Ar

com diplomacia, sensibilidade e


restrições impostas pela acordos.
imparcialidade.
necessidade de estruturação.
A transformação e o autocontrole,
Mudança, inovação e ruptura, A relação com os valores
Água
Fixo

através do uso do poder, da


VIII
H
h

com desejo de liberdade e coletivos, com o sexo, com a


vontade e de desejos emocionais
independência. morte e a transformação.
intensos.
O processo de aprendizado
Cardinal Mutável

Intuição e percepção não A aspiração e amor à liberdade,


Fogo

abstrato, a filosofia, a religião a


i

IX

sensorial, mas que pode pelo uso da expansividade,


as coisas do exterior e
também iludir e ser iludido. idealismo, otimismo e estudo.
elevadas.
A ambição e a realização, pela A relação com a autoridade,
Terra

Transformação, controle e estrutura, disciplina, com o pai, a carreira e o desejo


J
j

exercício do poder. responsabilidade, praticidade e de reconhecimento social.


seriedade.
A independência e liberdade,
Fixo

pelo meio da originalidade, do As relações com o grupo, as


K
Ar

XI

progresso, da ciência, do amizades, a coletividade.


humanismo e intelectualidade.
As relações inconscientes e
Mutável

A compaixão e caridade, com


Água

psíquicas, no desejo de
XII
L

simpatia, emoção, introspecção,


isolamento, fusão e negação da
intuição e humildade.
identidade.

59
Apêndice 2 - Natureza dos planetas e harmonia planetária
Os planetas têm naturezas benéficas, desafiadoras, variáveis e neutras, exercendo harmonia ou
hostilizando as situações vividas em razão de suas posições nos signos e nas casas, assim como nos
aspectos formados.

Desta forma, em linhas gerais podemos classificar os planetas conforme apresentado:

Benéficos d f
Desafiadores eg h i j
Variáveis ab
Neutro C
Com relação à harmonização (B) e à dissonância (D) envolvidas entre os planetas, podemos representa-las
conforme a tabela:
a b c D e f g h i j
a H H H H H D D D D
b H H H D H D D H D
c H H H D D H H D H
d H H H H H D D H D
e H D D H D D D D D
f H H D H D D D H H
g D D H D D D H D D
h D D H D D D H D D
i D H D H D H D D D
j D D H D D H D D D

São conjunções harmônicas:

aPd - aPf - bPc - bPd - bPf - fPd - fPg - fPh - fPi - fPj
São conjunções desarmônicas:

aPc - aPg - bPe - bPg - bPh - cPe - cPg - dPe - dPg - ePfePg - ePh -
ePi -ePj - gPh- gPi- gPj
São conjunções ambíguas:

aPb - aPc - aPh - aPi - aPj - bPi - bPj - cPh - cPi - dPh - dPi -
dPj-hPi -hPj- iPj

60
Apêndice 3 - Correlações de Aspectos entre Planetas
O Sol representa o poder de expressão da pessoa e os aspectos formados afetarão a natureza da
personalidade e a manifestação de sua vontade. Sol está relacionado também como o corpo físico e as
ações dos aspectos exercerão influência também neste particular.

Unilateralidade. Extremos de temperamento. Visão estreita nos relacionamentos.


aPb
Estômago sensível.
Impulsividade e versatilidade. Mente ágil. Introspecção. Teimosia. Imparcialidade.
aPc
Sistema nervoso e vias respiratórias sensíveis.
Afetividade. Sociável. Conciliador. Erotismo. Egoísmo. Presunção. Sonhos elevados.
aPd Sensorialmente elevado. Rins sensíveis.
Coragem. Força de vontade. Empreendedor. Líder. Competitivo. Nervosismo passageiro.
aPe Dramático. Ferimentos, febres e infecções.
Generosidade. Sorte. Sucesso. Otimismo. Entusiasmo. Exageros. Imaginativo. Propenso à
aPf obesidade.
Trabalhador, busca reconhecimento. Maduro precoce. Problemas com o pai e
aPg autoridade. Ossos, articulações, dentes sensíveis.
Liderança. Originalidade. Talento. Rebeldia. Teimosia. Necessita liberdade. Divórcio.
aPh
Sistema nervoso e vascular sensíveis.
Artístico. Musical. Sonhador. Incerteza do potencial. Dificuldade na autoexpressão.
aPi
Escapismo. Sensível a drogas, bebidas e anestesias.
Obsessão pelo poder. Extremista. Intolerante. Desejos físicos, mentais e espirituais.
aPj
Aparelho excreto, reprodutor e ânus sensíveis.
Magnético. Necessita projetar personalidade. Generoso. Expansivo. Líder. Egocêntrico.
aPk
Dificuldade com autoridade.
Personalidade dominante. Necessidade de brilhos no ambiente social e carreira de
aPl sucesso. Dificuldade com subordinados.
Pelas proximidades das órbitas com o Sol, Mercúrio e Vênus não formam aspectos de trígono, sextil,
quadratura e oposição.
aT b Alegria. Sucesso. Popularidade. Equilíbrio harmonioso entre o ego e a emoção. Lar
aR b confortável. Auxílio externo. Tende ao comodismo.
aT e Coragem. Decisões rápidas. Realizador. Senso de honra. Gosto por aventura e esportes.
aR e Organismo forte.
aT f Possibilidade de riqueza. Intelectual. Visão ampla. Sensato. Felicidade. Contentamento.
aR f Proteção. Preguiça. Apatia.
aT g Capacidade de concentração e organização. Responsabilidade. Vida longa. Pai ou marido
aR g bem sucedido. Sucessos pelo esforço próprio.
aT h Entusiasmo. Talento. Liderança. Dedicação a causas. Intuição. Pressentimento.
aR h Imaginação. Falta de tato. União com autoridade.
aT i Imaginativo. Criativo. Visionário. Músicos, escritores, artistas. Percepção em negócios.
aR i Romântico. Dedicado ao lar e ao parceiro.
aT j Líder. Motivado. Oportunidades. Uso construtivo do poder. Capacidade de recuperação
aR j e concentração. Heranças.
aT k Boa saúde. Capacidade de projeção. Exibicionismo. Boa autoimagem. Proteção.
aR k Sociabilidade. Criatividade. Honestidade.

61
aT l Liderança. Sucesso na carreira. Conciliador. Influência benéfica com os pais. Subestima o
aR l sucesso. Inércia. Preguiça.
Conflito entre a expressão do ego e a emoção, na profissão e lar, refletindo na
aS b personalidade e saúde e nos relacionamentos. Capacidade de realização. Conflito entre
aQ b os pais.
aS e Combatividade. Energia Física. Agressividade. Possíveis atividades de risco. Acidentes.
aQ e Necessita refletir para agir.
aS f Otimismo cego. Exagero (sexo, bebidas). Gosto pelo risco. Leis próprias. Facilidade com
aQ f esportes e leis, podendo transgredir.
aS g Profissionalismo. Pessimismo. Expressão limitada. Dificuldade com pai e autoridades.
aQ g União com diferença de idade. Problemas dentários e ósseos.
aS h Excentricidade. Original em prática. Impulsividade. Frieza. Falta de princípios.
aQ h Nervosismo. Acontecimentos inesperados. Acidentes.
aS i Subestima o seu potencial realizador. Oculta a emoção. Vítima de enganos, fraudes e
aQ i escândalos. Sensível a sofrimentos.
aS j Arrogância. Força de vontade. Dificuldade de direcionar energia construtiva. Necessita
aQ j controlar agressividade.
aS k Ímpeto pessoal. Conflito com pai ou homens. Dificuldade nas relações, trabalho e
aQ k uniões. Dificuldade no lar (mulher). Problemas de saúde superáveis.
aS l Conflito com autoridades ou pais. Tem que se firmar para progredir e ser independente.
aQ l Sucesso efêmero ou obtido com muito esforço.

A Lua representa o inconsciente, padrões de comportamento incorporados à emoção, memória e influência


materna, sendo que os aspectos formados com outros planetas determinam alterações nestes
comportamentos. Nos mapas de mulheres indicam como elas expressam suas qualidades maternais e
femininas e nos dos homens, como são suas reações com as mulheres.

Vínculo entre inconsciente e razão (memória concreta). Ciente de suas reações. Sensível
b P c à opinião externa. Emoção sobre a razão.
Emoção aliada à harmonia. Dons artísticos. Sensibilidade. Amistoso. Feliz nas relações
b P d afetivas. Autoindulgente. Ingênuo.
Capacidade criativa. Liderança. Força de vontade. Acessos de raiva. Ciúmes.
b P e Inconsequências. Ação pela emoção. Inimigos vingativos.
Vaidade. Generosidade. Compreensão. Autovalorização. Autoindulgente. Boa saúde.
b P f Gula. Honestidade. Ação ao bem comum.
Reservado. Trabalhador. Melancólico. Falta de confiança. Carência afetiva dos pais.
b P g Depressão. Realismo prático. Bom senso. Artrite.
Independente. Aversão a convenções. Impulsivo. Individualista. Abordagem incomum da
b P h família. Intuição. Reações inesperadas.
Romântico, sensível, influenciável. Capta energias negativas. Inclinações mediúnicas,
b P i religiosas. Profecias. Sonhos. Musical.
Talento criativo ou emotividade destrutiva. Domínio e controle emocional. Rudeza.
b P j Tirania. Obsessão emocional e sexual.
Popularidade. Conselheiro. Sensível a críticas. Feminilidade. Emotividade evidenciada.
b P k Oscilações de humor. Mãe importante.
Popularidade. Vida pública. Simpático. Emocional vinculado ao status. Auxílio de
b P l mulheres. Mãe importante na carreira.

62
b T c Tino comercial. Discurso fluente. Boa memória. Razão com sentimento. Boa relação
b R c familiar. Esposa inteligente (no homem).
b T d Bom gosto. Talento. Charme. Otimismo. Diplomacia. Uniões felizes. Homens bem com
b R d mulheres. Mulheres femininas.
b T e Energia psíquica e construtiva. Vigor físico. Força emocional. Luta pela proteção da
b R e família. Empreendedor com lucros.
b T f Ligação com o lar e carinhoso com a família. Generoso. Criativo. Compreensão
b R f emocional. Altruísmo. Sorte. Viagens com família.
b T g Responsabilidade. Dignidade. Honestidade. Paciente no lar e no trabalho. Ordenação
b R g nas finanças. Vida longa.
b T h Criatividade. Espiritualidade. Intuição. Lar e pais incomuns. Amizades femininas.
b R h Autoexpressão original e não convencional.
b T i Sensibilidade emocional. Empatia. Supervalorização. Enganos. Habilidades psíquicas.
b R i Visão comercial ampla..
b T j Mediunidade. Regeneração emocional. Coragem e determinação. Controle das emoções
b R j intensas. Mente construtiva.
b T k Mãe importante. Autoexpressão emocional. Comunicabilidade. Criatividade. Gosto pela
b R k família e das tradições.
b T l Tolerante. Tradicional. Compreensão emocional da coletividade. Carreira pública. Vida
b R l doméstica em harmonia.
b S c Nervoso. Raciocínio ligado ao passado. Dificuldade de comunicação com o público. Julga
b Q c pelas emoções.
b S d Tensão emocional, com origem na infância e família. Problemas financeiros, sociais e
b Q d domésticos. Sentimento de inferioridade.
b S e Energia limitada. Nervosismo. Indiscrição. Intolerância. Sarcasmo. Problemas com
b Q e família e mulheres. Crises emocionais. Úlceras.
b S f Gênero e expansivo. Excessos emocionais. Tolerância. Apatia. Preguiça. Pai muito
b Q f tolerante. Problemas: peso, fígado, tumores.
b S g Insegurança. Melancolia. Frustração. Problemas com mãe. Inibido. Preso ao passado.
b Q g Rancor. Constrangimento com sexo oposto.
b S h Imaginação e talento. Dificuldade com sexo oposto. Impulsividade. Infidelidade.
b Q h Ligações incomuns. Rompimentos e infortúnios.
b S i Conflito: realidade x ilusão. Relações complicadas. Fugas: vícios e drogas. Criatividade
b Q i não reconhecida. Mãe distante.
b S j Bloqueios emocionais. Obstrução de criatividade. Rejeição. Ciúme. Intolerância. Deseja
b Q j destruir ligações com passado. Ações drásticas.
b S k Dificuldade de expressão emocional com a família e uniões. Vulnerável e inseguro.
b Q k Relacionamento desafiador com a mãe.
b S l Frustração emocional com lar e profissão. Problemas com pais e família que criam
b Q l dificuldades na carreira.

Mercúrio representa a mente cognitiva e a comunicação, sendo que os aspectos formados com outros
planetas determinam a capacidade pessoal no uso destes comportamentos. Como a natureza de Mercúrio
é ambígua, ele tende a assumir as características dos planetas com quem faz os aspectos, assim como o
signo e casa onde se encontra.

Assertivo, diz e faz a coisa certa na hora certa, com diplomacia. Expressa múltiplos
c P d
talentos artísticos.
Inquietude. Energia mental. Curiosidade. Mente clara e incisiva. Gosta de debates e
c P e
discussões. Habilidade para escrita e julgamento.

63
Otimismo, pensa grande. Entusiasmo. Interesse diverso. Inteligência superior.
c P f Habilidade verbal. Educação, história, relações sociais.
Lógico. Cuidadoso. Sóbrio. Metódico. Responsável. Bom ouvinte. Trabalha só.
c P g Concentração. Pessimismo. Matemática. Engenharia.
Excêntrico. Criativo. Individual. Progressista. Independente não gosta de interferências.
c P h Psicologia. Eletrônica. Ciências.
Sonhador. Sensibilidade extremada. Poético. Gosto por música, dança, natação,
c P i fotografia. Cuidado dobrado com drogas e bebidas.
Investigativo. Mente profunda e persuasiva. Complexo de poder. Química, cirurgia,
c P j exploração, análise, mistérios.
Expressão aberta. Fala sem medo. Inconveniente. Impulsivo. Domina a conversa.
c P k Questionador. Jovial.
Domínio da fala. Mente sintonizada com público. Sucesso nas áreas de comunicação,
c P l educação, teatro e política. Senso de humor.

Não é possível a formação de trígono, quadratura e oposição entre Mercúrio e Vênus.


Charmoso e agradável socialmente. Imaginativo. Imparcial. Recebe cooperação.
c R d Atividades: oratória, literatura, teatro, comunicações.
c T e Leal. Mente forte. Rápido. Corajoso. Debatedor. Dramático. Gosta de crianças, mas
c R e poucos filhos. Artesão, repórter, relações públicas.
c T f Conciliador. Boa índole. Eloquência. Íntegro. Compreensivo. Justo. Viagens longas.
c R f Exterior. Ensino, comunicações, aconselhamentos.
c T g Concentração. Mente disciplinada. Memória. Prático. Lógico. Aproxima-se mais de
c R g velhos. Historiadores. Militares. Cientistas.
c T h Talentoso. Livre. Original. Intuitivo. Progressista. Impaciente com ignorância. Filosofia.
c R h Psicologia, ensino.
c T i Idealista. Sutil. Receptivo ao novo. Meticuloso. Jornalismo. Discursos. Pintura. Poesia
c R i concreta.
c T j Concentração forte e profunda. Vontade com inteligência. Corajoso. Influente,
c R j Diplomático. Análise. Pesquisa. Ensino. Finanças.
c T k Afável. Amistoso. Expressão e comunicação através da escrita, arte e música. Necessita
c R k ocupar mente e mãos. Eterno estudante.
c T l Trabalhador desenvolto. Conselheiro, pois conhece a razão do outro. Carreira definida.
c R l Boa relação com os pais que o ajudam.
c S e Impulsivo. Desperdício mental. Stress. Combativo. Conclusões precipitadas. Dogmático.
c Q e Crítico. Estratégia, Esportes, Teatro.
c S f Pensa grande, confia demais e se decepciona. Blefa. Educação com dificuldade. Intenção
c Q f melhor que atos. Direito. Educação. Literatura
c S g Responsável. Trabalhador. Conservador. Defensivo. Infância difícil. Problemas com pai.
c Q g Insegurança. Depressão. Audição. Dentes.
c S h Mente excêntrica e alerta. Intelectual. Difícil de enganar. Desafia autoridades.
c Q h Arrogante. Ousado. Descontente. Ciência. Filosofia.
c S i Criativo, sensível, imaginativo. Abordagem irreal da relação. Ingênuo ou farsante. Medo
c Q i de competir. Escrita. Música. Pintura.
c S j Descontrole mental. Assume riscos desnecessários. Incisivo. Pesquisa. Investigação.
c Q j Psicologia. Novos métodos de expressão.
64
c S k Egocêntrico. Autoritário. Necessita de comunicação. Falastrão. Não sabe dialogar.
c Q k Trabalha manual e mental. Nervoso. Crítico.
c S l Tímido com público. Dificuldade de expressão do pensamento. Não gosta de
c Q l monopolizar. Centrado nos próprios pensamentos.

Vênus com aspectos afeta a capacidade de manter os relacionamentos, revelando o grau de facilidade na
expressão do prazer e satisfação dos desejos. Nos mapas de homens é a mulher desejada e nos mapas de
mulheres é a forma como se apresenta para o homem.

Sensual. Sensível. Charme com energia. Exigente com o amor. Romances e


d P e relacionamentos fáceis. Espera demais. Nervosismo.
Charme. Generosidade. Extravagância. Popular com sexo oposto. Boa relação com pais.
d P f Imaginativo. Religioso. Honesto. Preguiça.
Disciplina. Bom senso. Harmonia entre dever e responsabilidade. Necessita segurança.
d P g Parceiro mais velho ou casado. Pai rigoroso.
Forte vontade. Tensão. Imprevisível. Ligações incomuns. Inicia e termina romances
d P h repentinamente. Infidelidade. Trabalho original.
Gosto por beleza, arte, música. Romântico. Sonhador. Não prático. Temperamental. Não
d P i vê com clareza. Confia demais. Decepção.
Amor fanático. Emoções intensas. Necessidades físicas. Perversão. Paixões a primeira
d P j vista. Desapontamentos. Combate injustiça.
Sociabilidade. Charme. Boa aparência. Autoindulgência. Senso de humor. Atrai e
d P k influencia pessoas. Popularidade.
Acredita que a vida é fácil e vive dessa forma. Entretenimento. Importa-se com imagem
d P l pública. Carreira: Artes. Relações públicas.
d T e Fiel nas relações. Independente. Talentos inatos. Amante da diversão e por vida familiar.
d R e Gosto por canto, música, teatro.
d T f Elegância. Senso ético. Simpático. Caridoso. Parcerias bem sucedidas. Extrovertido. Altos
d R f ideais. Autoindulgente. Popular.
d T g Sério. Fiel. Econômico. Vantagens obtidas com parcerias com mais velhos. Ascensão
d R g social lenta e firme. Ótimo pai. Solidão.
d T h Grande potencial criativo. Não convencional. Romances e uniões repentinas, mas
d R h podem não ser duradouras. Atrai sexo oposto.
d T i Romântico, imaginativo. Sensível. Compreensivo. Aprecia o belo. Atrai pessoas
d R i refinadas. Não gosta de trabalho pesado. Assistencial.
d T j Engenhoso. Criativo. Liderança. Habilidade financeira. Professor. Pregador. Opiniões
d R j firmes. Dedicado. Intuição. Honesto.
d T k Criativo. Talentoso. Charmoso. Amistoso. Bom anfitrião. Amante dos prazeres. Gosta de
d R k causar boa impressão. Preguiça. Musical.
d T l Sociável. Afável. Atrai os outros com muitos relacionamentos. Conciliador. Bom conceito
d R l profissão. Apoio. Progresso. Artístico.
d S e Impulsivo. Amoroso. Sexualmente desenvolvido. Sentimentos abertos. Critica os outros
d Q e por sua insatisfação. Melhor com o sexo oposto. Boa aparência.
d S f Excessiva emotividade. Exagerado. Otimismo exacerbado. Preguiçoso. Vaidoso.
d Q f Convencido. Muitos romances. Tende a usar os outros e se magoa quando é usado.
d S g Tímido. Sensível. Defensivo. Medo de rejeição. Sacrifica a felicidade. Amargura.
d Q g Problemas com os pais. Tende a melhorar quando se casa e após o retorno de Saturno.
65
d S h Egocêntrico. Mimado. Atraente. Charmoso. Problemas com o sexo oposto. Casamento
d Q h apressado seguido de divórcio. Complexo de inferioridade.
d S i Emoções exageradas. Intuição conflita com sentimento. Idealista. É enganado com
d Q i facilidade. Inseguro. Escapista. Sensível às drogas.
d S j Forte sexualmente. Luxúria. Conquistador. Frustra casos amorosos. Problemas
d Q j financeiros. Desejo de riqueza. Exigente com o parceiro.
d S k Agilidade e graça nos movimentos. Atividades esportistas. Pais tolerantes. Problemas de
d Q k saúde relacionados à Vênus. Causa boa impressão. Atrai pessoas dominadoras.
d S l Caloroso. Amoroso. Impulso criativo e artístico. É garantida a aceitação social, embora
d Q l tenha medo de não ser aceito pelo que realmente é.

Marte representa o impulso da iniciativa e seus aspectos indicam a forma com que são manifestadas as
ações construtivas ou negativas envolvendo a liderança, a energia física e sexual. No homem expressa a sua
masculinidade usada para atrair a mulher. Na mulher o tipo de homem que deseja atrair.

Entusiasmo. Energia. Confiança. Decisão. Ambição. Sorte. Riqueza. Liberalidade.


e P f Coragem. Ama esportes. Atração por carreira militar. Exaustão física.
Ação conflita com inibição. Fluxo dificuldade na liberação da energia. Problemas sexuais.
e P g Dificuldade física (ver signo). Econômico. Organizado. Complexo de perseguição.
Corajoso. Produtivo. Ação flui no perigo. Ocupações em atividades que exijam energia e
e P h coragem. Acidentes. Intolerante. Voluntarioso. Fixa as próprias regras e não se submete.
Magnetismo. Poderes psíquicos. Emocional. Imaginativo. Entusiasmo sem controle.
e P i Problemas com drogas e bebidas. Enganos amorosos. Necessidade de sublimação.
Dinâmico. Corajoso. Excessivamente emocional. Desejos obsessivos. Impetuosidade em
e P j controle. Cruel. Brutal. Sádico. Resistente fisicamente. Poder de regeneração.
Autônomo. Aventureiro. Ousado. Confiante. Destemido. Aceita desafios. Esforço físico.
e P k Rápido nas respostas. Dificuldade em cooperar. Atração por atividades ligadas a
esportes, política, direito, teatro.
Decidido. Dominador. Vigoroso. Liderança e autônomo. Não permite interferência.
e P l Impulsividade e energia focalizadas na carreira. Deseja reconhecimento. Não recua.
e T f Entusiasmo. Otimismo. Confiança. Idealista. Visão ampla. Liderança liberal. Renda
e R f estável. Interesse por esportes, política e viagens. Seguro em relação às suas crenças.
e T g Persistente. Disciplinado. Vida organizada. Sabe a hora de agir ou de esperar. Aceita
e R g privações e cresce nas crises. Interesse e respeito pela família e atividades militares.
e T h Energia criativa. Força física. Trabalha com entusiasmo. Atitude positiva. Atividades
e R h livres e originais. Apressado, Impulso sexual romântico e imediato.
e T i Inspirado. Imaginativo. Sensível. Simpático. Busca sempre o melhor nos outros. Pode
e R i sublimar a criatividade. Interesse por enfermagem, teatro, música, medicina, navegação.
Confiança. Coragem. Líder. Energia física e emocional positiva. Reformador soci al.
e T j Deseja auxiliar o próximo. Interesse por atividades relacionadas à tecnologia, medicina,
e R j cirurgia, esportes, indústria.
e T k Corajoso. Independente. Voluntarioso. Arrogante. Expressa-se sem medos. Amigos do
e R k sexo masculino. Mulher viril. Não tolera exigências.
e T l Impulso positivo. Energia. Entusiasmado. Expressão positiva. Otimista. Liderança.
e R l Voluntarioso. Individualista.
e S f Falta de disciplina. Energia mal direcionada. Impaciente. Imediatista. Exagerado.
e Q f Descontente. Talento desperdiçado. Ressentido.
e S g Agressividade conflita com apatia. Não tem noção de tempo. Necessita sublimar a
66
e Q g vontade. Violência física. Egoísmo. Morte prematura de um dos pais. Deve ter atenção
com saúde.
e S h Voluntarioso. Contraditório. Sujeito a acidentes. Violência. Stress. Deve reconhecer suas
e Q h limitações. Romances agitados. Aversão a uniões que limitam.
e S i Imaginação poderosa. Criativo. Desatento. Arruma problemas. Vulnerável a fraudes.
e Q i Deve ter atenção a drogas e álcool, infecção, intoxicação e alergias.
e S j Imponente e vigoroso. Agressivo e violento fisicamente. Se frustrado é grosseiro nos
e Q j relacionamentos. Forte impulso sexual. Instintos criativos a sublimar.
e S k Grande produção física e mental. Competitivo. Temperamento explosivo. Possibilidades
e Q k de disputas e desavenças. Atrai pessoas difíceis. Problemas físicos. Acidentes.
e Sl Destemido, dominador e energético, enfrenta as dificuldades. Objetivos a qualquer
e Q l custo. Polêmico, afasta as pessoas. Dificuldade com autoridades. Pais dominadores.

Júpiter com aspecto faz com que sejam ampliados tudo aquilo que nos tocam, mostrando o que a pessoa
tenta desenvolver plenamente as coisas e expressar o seu melhor, podendo até a vir ultrapassar os limites.

Habilidade nos negócios. Luta constante. A vida parece ser dura. Busca missão a
f P g cumprir. Sorte dentro dos sistemas. Poder intelectual e político.
Generoso. Encorajador. Impaciente, não gosta de restrições. Progressista, interessa-se
f P h pelo novo e respeita o conhecimento. Viagens inesperadas.
Musical, Artístico. Visionário. Imaginativo, expressa sua criatividade de forma ampla.
f P i Exagerado. Idealista. Vida religiosa. Interesse por religiões diferentes. Escapista. Mundo
pessoal.
Líder. Capacidade administrativa. Egocêntrico. Determinado e idealista extremado. Forte
f P j impulso para atingir seus objetivos. Isola-se nos relacionamentos.
Coragem física. Expansivo e amistoso. Altruísta. Tolerantes. Mente aberta. Dogmático.
f P k Fanático. Sorte. Gosto por esportes, viagens, religião, filosofia. Obesidade.
Íntegro e respeitável. Importa-se com sua imagem. Força de vontade. A religião é
f P l importante. Carreiras ligadas a viagens, esportes, leis, ideais. Pais que ajudam na
carreira.
f T g Realista. Propósitos sérios. Poder construtivo. Sorte. Sucesso material. Influência da
f R g tradição familiar. Procura saídas fáceis.
f T h Criativo. Original. Determinado. Prático. Alcança seus objetivos. Deseja liberdade. Não
f R h se prende a convenções. Capacidade mental. Pouco sentimental.
f T i Religioso. Espiritual. Altruísta. Musical. Criativo. Entende o místico e o oculto.
f R i Mediúnico. Ligado à educação, serviço social, aconselhamento, comunicação.
f T j Exuberante. Entusiasmado. Ambicioso. Estimulante. Explora o seu potencial. Tem
f R j inúmeras possibilidades. Aptidão organizacional. Produtivo. Educação. Política.
f T k Expansivo. Charmoso. Atrai as pessoas. Brincalhão. Engraçado. Sociável. Aproveita a
f R k vida. Gosto por religião, filosofia, estudos. Gosto por movimentos. Sucesso nos exterior.
f T l Sorte. Sucesso fácil. Auxílio de amigos e parentes. Facilidade com superiores e
f R l autoridades. Preguiçoso. Gosto por esportes, trabalho social, publicações, ensino.
f S g Materialista. Sem direção e determinação. Sucesso tardio. Não reconhece suas
f Q g limitações. Complexo de não reconhecimento.
f S h Revolucionário e crítico do sistema. Supervalorização. Entusiasmado. Independente.
f Q h Começa de cima. Hipocrisia. Não deve se envolver em especulações.
f S i Talentoso. Criativo. Sem disciplina. Exagerado. Descuidado com finanças e jogos.
f Q i Problemas legais e financeiros. Extremamente emotivo nas relações.

67
f S j Não aceita códigos, impondo a própria lei. Dogmático. Exagerado. Arrogante.
f Q j Extremista. Autoconfiança conflita com dúvidas sobre seu potencial. Explora os outros.
Dramático, amplia os fatos. Necessidade de domínio. Pais que formaram ética e moral.
f S k Deseja corresponder a eles. Inquieto mental e fisicamente. Gostos por profissão de
f Q k escritor e ator.
f S l Aspira recompensa material. Energia. Expressão criativa. Popularidade. Preza lar e
f Q l família. Deseja liberdade. Evita relações íntimas. Gosto por ocupações jupiterianas.

Os aspectos de Saturno indicam onde se adota um comportamento sério e onde a pessoa lida com seus
limites, se os mesmos são exercidos dentro de padrões aceitáveis ou se ela se sente l imitada na sua
expressão. Esses aspectos são importantes quando envolvem planetas pessoais, ASC e MC, assim como se
for o regente do signo solar, signo lunar, ACS e MC ou se estiver domiciliado.

Voluntarioso. Autoconfiante. Pode vir a ser irresponsável. Dificuldades nas casas


g P h envolvidas. Pode solucionar com ação persistente. Respeita tradições. Aberto ao futuro.
Tensão nervosa.
Visão comercial. Planejador. Habilidades matemáticas, políticas e artísticas práticas.
g P i Inspirado e idealista pragmático. Difícil de ser enganado. Questiona tudo. Projetos
impraticáveis.
Ambiciona poder e status. Controlador tanto para o bem como para o mal. Suporta carga
g P j e pressão para atingir seus objetivos. Compreensão intuitiva. Desperta respeito e
admiração.
Sério. Sombrio. Responsável. Difícil sorrir. Confiável. Estável. Firme. Boa estrutura óssea.
gPk Fotogênico. Limita o corpo. Saúde frágil na infância. Vida longa.
Ambicioso. Responsabilidade precoce. Estabelece ritmo de trabalho. Necessidade
g Pl aprender a lidar com autoridade e a obedecer para saber mandar. Com isso pode a se
tornar exemplo.
g T h Força de vontade. Iniciativa. Determinação. Prático. Intuitivo. Libertário. Compreensivo.
g R h Discernimento. Administração. Investigação. Não tolera ignorância.
g T i Visão ampla. Autopreservação. Assume responsabilidades. Pais que dão base moral e
g R i ética. Sublima ideias e sonhos. Não gosta que o superem.
g T j Supera frustrações e limitações. Tolerante. Poderoso. Capacidade de concentração.
g R j Objetivos realistas. Conhece suas deficiências. Não teme concorrência.
g Tk Dedicado. Firme. Trabalhador. Responsável. Sério. Bom líder. Leal. Confiável. Realista.
g Rk Prático. Habilidades matemáticas. Despreza futilidades. Pedante. Não testa ou arrisca.
g Tl Cuidadoso. Paciente. Organizado. Solitário. Não tem tempo para a vida social. Sucesso
g Rl obtido pelo trabalho. Incansável. Batalhador. Respeita autoridade. Maduro. Digno.
Individualista. Drástico. Radical. Apreensivo nas decisões. Inseguro. Agressivo com
g S h autoridades. Trabalhador responsável. É exigida visão progressista e participação em
g Q h grupos e organizações.
g S i Tende a não ter ambição. Assume culpas. Medo do fracasso. Talento para finanças e
g Q i artes, negócios. Idealista. Engana-se com amigos. Tensão emocional. Influência psíquica.
g S j Inseguro. Não admite superiores. Ditatorial. Não aceita perdas. Imprevisível. Medo da
g Q j pobreza. Precipitado nos objetivos. O sucesso ocorre se a ação for planejada.
g Sk Retração. Não relaxa. Cobra amor e amado. Frieza. Trabalho é prioridade. Esconde
g Qk sentimentos. Não se estima. Disfarça a insegurança através de brincadeiras. Solitário.
Não coopera e tem dificuldade de relacionamentos. Isolamento. Melancólico. Sentimento
g Sl de que ninguém o ama. Impressões internas. Dificuldade de amar e ser amado.
g Ql Depressão. Pai dominador.

68
Urano indica talento em todas as áreas onde toca, manifestando em habilidades científicas e inovadoras,
assim como toda forma de distanciamento e rompimentos. Seus aspectos podem representar essas
manifestações, influenciando os assuntos regidos pelos planetas envolvidos, os quais estarão sujeitos a
mudanças súbitas, favoráveis ou desfavoráveis.

Talento artístico. Genialidade. Gentileza. Excêntrico. Bem intencionado. Imaginação


h P i aguda. Identifica-se com as massas. Luta pela liberdade. Pesquisas inusitadas.
Utiliza-se de extremos para a manutenção da liberdade. Respeita todas as formas de
h P j vida. Resistência física. Capacidade regenerativa. Revolucionário. Reformista social.
Sente-se diferente, desejando ser o único. Vive a frente de seu tempo. Vanguarda. Não
h P k convencional. Agitado. Nervoso. Conduta insatisfatória quando jovem. Genialidade.
Individualista. Chama a atenção pública. Não cede às pressões sociais. Carreira
h P l incomum. Pais diferentes. Interesse por atividades relacionadas à informática e à
eletrônica.
h T i Revolucionário. Idealista. Modo de expressa próprio. Desconfia das instituições. Atração
h R i pelo místico. Imaginação criativa. Atração pelo público.
h T j Força de vontade. Resistência. Acolhe o novo. Pensa no bem da humanidade. Idealista.
h R j Persegue os injustos. Consciente dos perigos dos sistemas totalitários.
h T k Destaca-se na área onde atua. Independente. Objetivo e direto, pode vir a ofender os
h R k outros. Mente ágil. Liderança. Exige o direito de ser livre e autêntico.
h T l Liderança. Carreira progressista. Inventividade. Não se limita e não respeita tradições
h R l antiquadas. Possui ritmo próprio. Não se prende a valores materiais.
Tende a se perturbar com facilidade. Conhece seus limites. Ideais confusos e sem
h S i prática. Rebelde ou apático. Pode vir a participar de grupos excêntricos e se envolver
h Q i com drogas e álcool. Medo de ser aprisionado.
h S j Idealista político, luta contra todas as formas de injustiça. Combativo. Imprudente.
h Q j Senso de autopreservação. Explosivo. Complexo de inferioridade.
h S k Líder rebelde. Amante da liberdade. Dificuldades nos relacionamentos que podem ser
h Q k desafiadores. Rebela-se contra os pais. Saída precoce de casa. Dificuldade nas uniões.
Excêntrico. Individualista. Revolucionário. Deseja chocar as pessoas. Linguagem
h S l agressiva. Observações insolentes. Dificuldade com os pais e autoridades. Despreza
h Q l convenções.

Os aspectos de Netuno indicam as áreas em que as influências inconscientes envolvendo a intuição e


inspiração podem tocar a vida da pessoa, oferecendo experiências no campo emocional com manifestação
na expressão artística em todas as suas formas. Indicam também a ilusão, fantasias e enganos.
São aspectos geracionais os formados com Plutão (conjunção, quadratura, oposição, trígono e s êxtil).

Perceptivo. Intuitivo. Encara a vida com idealismo quase idealista, vendo o melhor nos
i P k outros. Talento artístico e musical. Enganoso e pode vir a ser não confiável.
Irresistível. Carismático. Psíquico. Intuitivo. Sensível ao ambiente. Indef inição
i P l profissional. Gosto por cinema, TV, fotografia.
Pressentimentos. Imaginação ativa e criativa. Sensibilidade com as pessoas e sintonizado
i T k com as necessidades alheias. Gosto e talento nas atividades de teatro, cinema,
i R k fotografia, música, política.
i T l Idealista. Passivo. Ama a paz. Auxilia o semelhante. Cidadão do mundo. Absorve
i R l sentimentos e vibrações. Tímido. Magoa-se facilmente. Sacrifica-se.
i S k Evasivo. Manipulador, podendo vir a ser desonesto. Engana-se e é enganado. Atenção
i Q k com drogas e capacidade de absorver energias psíquicas do ambiente.
69
i S l Inseguro e tem dúvidas sobre si mesmo. Não admite seus erros. Mau relacionamento
i Q l com um dos pais que podem ser doentes, fracos ou alcoólatras. Busca a auto imagem.

Plutão fazendo aspectos com os planetas pessoais, ASC e MC, indica as áreas em que pessoa é capaz de
regenerar sua autoexpressão, oferecendo a capacidade de trabalhar com as forças sobrenaturais e
profundas mediantes o uso da vontade. A manifestação de Plutão somente é evidenciada se a pessoa for
suficientemente desenvolvida, sendo necessário que utilize a vontade através da mente não deixando que
as mesmas se transformem em meros desejos. Nas áreas tocadas a vida é alterada por profundas forças
que fogem ao controle pessoal.

j P k Emocional. Dramático. Vigor físico. Controle. Irracional. Atrai fortes e fracos. Poder de
concentração. Deseja impor sua vontade. Dificuldade de se descontrair.
j P l Necessita ser líder. Não permite concessões. Um dos pais extremamente marcante que
tenta dominar. Mudanças de rumo percebidas somente após o ocorrido.
j T k Sensualidade. Magnetismo. Determinado. Encoraja as pessoas, reformando-as e
j R k regenerando-as. Grande conselheiro. Psicólogo. Psicanalista. Líder entusiasmado.
j T l Forte capacidade de liderança exercida de maneira suave e bem aceita pelas pessoas.
j R l Sucesso nas áreas de aconselhamento e orientação. Carreira orientada por amigos.
j S k Personalidade forte. Pode manipular ao extremo. Impõe a sua vontade não respeitando,
j Q k criando tumultos e culpando os outros. Necessita aprender a ser humilde.
j S l Poder na área em que atua somente vem com tempo e dedicação. Pode vir a ser
jQ l derrotado, mas tem a capacidade de renascer como a Fênix. Deve aprender a fazer
concessões, pois se tratar mal as pessoas, tende a viver a solidão.

70
Apêndice 4 - Os Planetas e seus significados

Todos os símbolos astrológicos e astronômicos são constituídos por quatro elementos esotéricos, presentes
nos fundamentos de todas as tradições:

Unidade Espírito Alma Matéria

Elementos de Simbologia

Embora o Sol e a Lua sejam denominados luminares, os mesmos são tratados como PLANETAS.
Abaixo as características de cada planeta:

O Ser Interior – Ego Ativo (EGO)


Simboliza: O espírito manifestado (unidade no espírito).
o
Passo diário: 00 59´ 08´´ - permanece no signo 1 mês.
Revolução: 365 D 5 H 48 M 47 S.
Regência: Domicílio: Leão – Exílio: Aquário.
Exaltação: Áries - Queda: Libra.
Anatomia: Coração, coluna, circulação, vitalidade, olhos (direito no homem e esquerdo na
mulher), sêmen.
Arquétipos:
Realeza, autoridade, sucesso, glória, colocação profissional, honra, luxúria, orgulho,
ostentação, despotismo, crueldade, arrogância, autossuficiência, dinamismo, vigor,
criatividade, fama, dignidade, heroísmo, Luz.

Representa:
A pessoa, pai, marido, figura masculina, impulso de poder, personalidade, ego.
Posicionamento:
Onde a pessoa deseja brilhar, o caminho para a realização, como a pess oa é e como
sente a vida, como expressa a sua individualidade.
Ação: Positiva: Revitalização Negativa: Egoísmo.

Lua – Emoções – Ego Receptivo (ID)


Simboliza: A Alma. O Inconsciente.
o
Passo diário: 13 10´ 35´´ - permanece no signo 2 D 4 H 34 M.
Revolução: 27 D 7 H 34 M 7 S.
Regência: Domicílio: Câncer – Exílio: Capricórnio.
Exaltação: Touro – Queda: Escorpião.
Anatomia:
Olhos (direito na mulher e esquerdo no homem), aparo lacrimal, estômago, útero,
seis, peito, fertilidade, ovários, digestão, mucosas, fluídos, secreções, menstruação.
Arquétipos:
Família, lar, patriotismo, profissões públicas, arte, inspiração, segurança,
inconstância, emotividade, sensibilidade, popularidade, alimentação, vida
doméstica, imaginação, instabilidade, mediunidade, instinto, intuição, sonhos,
inconsciente, as mudanças, lugares públicos, fecundação, pequeno comércio,
passado, origens, infância, memórias.
Representa: Mãe, esposa, figura feminina, local de origem, proteção.
Posicionamento: Onde se sente segurança, onde se está sujeito à instabilidade, como se reage de
forma inconsciente.
Ação: Positiva: Emotividade - Negativa: Instabilidade.
71
Mercúrio – Capacidade de Raciocínio
Simboliza: A Alma e Espírito presos na matéria.
o
Passo diário: 1 24´ - permanece no signo 7 D 2 H
Revolução: 87 D 23 H
Regência: Domicílio: Gêmeos/Virgem – Exílio: Sagitário/Peixes
Exaltação: Aquário – Queda: Leão
Anatomia: Sistema nervoso e respiratório, cérebro, cinco sentidos, mãos, braços, ombros,
cordas vocais.
Arquétipos: Adaptabilidade, comércio, intelecto, razão, agilidade, dissimulação, pequenas
viagens, trânsito, escrita, contratos e documentos, comunicação, ciência, juventude,
mentira, dedução, esquecimento, desonestidade, calúnia, intriga, nervosismo,
ensino, aprendizado, habilidades manuais.
Representa:
Mente (concreta), comunicação, expressão, aprendizagem, trânsito, documentos.
Posicionamento: Local de troca de informações, ensino e aprendizado.
Ação: Positiva: Adaptabilidade - Negativa: Dissimulação.

Vênus – Afeição (O pequeno benéfico)


Simboliza: O Espírito buscando a libertação da matéria.
o
Passo diário: 1 12´ - permanece no signo 18 dias
Revolução: 7 M 10 D 7 H
Regência: Domicílio: Touro/Libra – Exílio: Escorpião/Áries
Exaltação: Peixes - Queda: Virgem
Anatomia: Pescoço, queixo, bochechas, paladar, rins, ovário, órgãos internos de reprodução,
órgãos sensoriais, feições.
Arquétipos: Beleza, prazer, harmonia, sorte, recreação, sensualidade, acontecimentos felizes,
relacionamentos, ornamentos, afeto, união, associação, casamento, sociabilidade,
futilidade, festas, moda, comodismo, ternura, amor, depravação, vaidade, conforto,
elegância, sensibilidade.
Representa:
Sorte, proteção de saúde, atitudes para atrair relações (na mulher), tipo de mulher e
relação desejada (no homem), necessidade social e de afeto, senso de valores.
Posicionamento: Como a pessoa expressa afeto, sente-se apreciada, dá de si mesmo e percebe os
valores.
Ação: Positiva: Sociabilidade - Negativa: Futilidade

Marte – Energia (O pequeno maléfico)


Simboliza: A força criadora do Espírito lançando-se na ação.
o
Passo diário: 00 45´ - permanece no signo 1 M 26 D 10 H
Revolução: 1 A 10 M 22 D
Regência: Domicílio: Áries/Escorpião – Exílio: Libra/Touro
Exaltação: Capricórnio - Queda: Câncer
Sangue, adrenalina, músculos, cabeça, rosto, órgãos genitais e excretores, bílis, nariz,
Anatomia:
orelhas, unhas, tecidos fibrosos, peito do homem.
Arquétipos: Acidente, luta, cirurgia, esporte, raiva, ódio, desejo, competição, crime, perigo,
queimadura, violência, audácia, coragem, força, empreendimentos, vitória, iniciativa,
ato sexual.
Acidente, disputa, coragem. Atitude de conquista (mapas de homens). Tipo de
Representa:
homem que atrai (no de mulheres).
Posicionamento: Como se afirma e expressa desejos. Onde foca a energia.
Ação: Positiva: Iniciativa - Negativa: Belicosidade.

72
Júpiter – Expansão – (O Grande Benéfico)
Simboliza: Consciência da Alma unindo à matéria.
o
Passo diário: 00 12´ - permanece no signo 11 M 26 D
Revolução: 11 A 10 M 12H
Regência: Domicílio: Sagitário/Peixes – Exílio: Gêmeos/Virgem
Exaltação: Câncer – Queda: Capricórnio
Anatomia: Sangue arterial, coxas, quadris, nádegas, tecidos gordurosos, fígado, pâncreas,
vesícula.
Arquétipos: Generosidade, confiança, grandeza, legalidade, religião, filosofia, filantropia,
otimismo, excesso, obesidade, fartura, expansão, oportunidades, fertilidade, justiça,
estudos superiores, viagens longas, sacerdócio, mestres, aristocracia, fortuna,
estrangeiro, ostentação, o ilícito e o ilegal, presunção, ,indulgência, extravagância.
Representa: Fortuna, sorte, viagens, prestígio, pai protetor.
Posicionamento: Como o indivíduo procura crescer e progredir e ter fé.
Ação: Positiva: Confiança - Negativa: Depressão

Saturno – Responsabilidade (O Grande Maléfico)


Simboliza: Manifestação consciente da Alma
o
Passo diário: 00 05´ - permanece no signo 2 A 6 M
Revolução: 29 A 5 M 17 D
Regência: Domicílio: Capricórnio/Aquário – Exílio: Câncer/Leão
Exaltação: Libra – Queda: Áries
Pele, ossos, articulações, juntas, joelhos, cotovelos, cartilagens, dentes, audição,
Anatomia:
esqueleto, tendões, unhas, proteínas e sais minerais do organismo.
Arquétipos: Austeridade, avareza, ambição, amadurecimento, estabilidade, medo, amargura,
sofrimento, isolamento, conservadorismo, severidade, cobrança, velhice, sabedoria,
tempo, disciplina, objetividade, responsabilidade, dever, fadiga, ódio, apatia,
imobilidade, gelo, limitação, restrição, trabalho, perda, depr essão, método, pobreza,
remorso, silencia, magreza, obstáculos, preocupações.
Representa: Pai, avô, pessoa mais velha, dificuldades, segurança.
Posicionamento: Onde a pessoa se firma e se preserva pela responsabilidade.
Ação: Positiva: Estruturação - Negativa: Restrição

Urano – O despertador (O exercício da liberdade)


Simboliza: Almas unidas pela matéria e dirigidas pelo Espírito.
o
Passo diário: 00 00´ 42´´- permanece no signo 7 A 11 M 22 D.
Revolução: 83 A 9 M 3 D.
Regência: Domicílio: Aquário – Exílio: Leão.
Exaltação: Escorpião - Queda: Touro.
Anatomia: Sistema nervoso, impulsos elétricos, tornozelo, movimentos involuntários, telepatia,
hipnose.
Arquétipos:
Individualidade, atitudes não convencionais, inovação, revolução, rebeldia, inesperado,
independência, liberdade, ocultismo, aviação, era espacial, informática, intuição,
comunidades, rompimento, anarquia, intuição, progresso.
Representa:
Habilidades técnicas, mudanças bruscas, amizades, liberdade, criatividade, originalidade.
Posicionamento: Como a pessoa expressa a individualidade, criatividade, liberdade, os tipos de amigos
que procura.
Ação: Positiva: Renovação - Negativa: Desordem.

73
Netuno – Intuição (O Contato transcendental)
Simboliza: A matéria penetrando a Alma.
o
Passo diário: 00 00´ 24´´ - permanece no signo 13 A 6 M 22 D.
Revolução: 163 A 8 M 13 D.
Regência: Domicílio: Peixes – Exílio: Virgem
Exaltação: Câncer - Queda: Capricórnio
Anatomia: Fluídos orgânicos, ectoplasma, aura, funções telepáticas.
Arquétipos: Mar, drogas, bebida, fumo, imagens, fotografia, cinema, poesia, artes, casos, sonho,
fantasia, mediunidade, vício, traição, morbidez, perversidade, união platônica,
romantismo, misticismo, veneno, desvanecimento, compreensão, imaginação, inspiraç ão,
o inconsciente, energia psíquica, renúncia, ilusionismo, mágica, utopia.
Representa: Desfavorecimentos ou sacrifícios, falta de definição, inspiração artística, intuição,
fenômenos psíquicos, impulso espiritual ou escapista.
Posicionamento: Onde e como a pessoa tende a se enganar ou enganar os outros. Onde procura o ideal
espiritual.
Ação: Positiva: Iniciativa – Sublimação: Escapismo

Plutão – Transformação (Poder destrutivo e Iluminação final)


Simboliza: O Espírito liberto da Alma após o domínio da matéria.
o
Passo diário: 00 00´ 11´´ - permanece no signo 13 a 40 A
Revolução: +/- 250 A
Regência: Domicílio: Escorpião – Exílio: Touro
Exaltação: Leão – Queda: Aquário
Anatomia: Genitália, aparelho reprodutor, aparelho excretor, ânus, crescimentos anormais (verrugas,
tumores), amputações.
Arquétipos: Poder, força, coragem destemida, medo, pavor, pânico, riqueza, guerras, manipulação,
corrupção, crime, terror, sexo, orgasmo, submundo, morte, mistérios, poder oculto,
masmorras, apodrecimento, imoralidade, erotismo, luxúria, metamorfose, reprodução,
genética, DNA, reencarnação, renovação, transformação, vingança, sadismo, vício,
masoquismo, anormalidade, lodo, esgoto, obsessão, morte para renascer, término de
ciclos, iluminação superior.
Representa:
Fases de transformação, coragem. Impulso destruidor, transformador ou reformador.
Posicionamento: Onde: ocorrerão transformações; têm tendências ocultistas; pode ser usada a força de
vontade; encontrará a complexidade e a resolução isola da de seus problemas.
Positiva: Destruição transformadora.
Ação:
Negativa: Transformação destrutiva.

74
Apêndice 5 – Mais informações sobre as Casas e seus significados
Como já comentado, as casas são subdivisões da eclíptica considerando a própria Terra, iniciando-se a 0º de
Áries, sendo em número de 12 e correlatas com a natureza de cada signo do Zodíaco.
Vimos também que as Casas Angulares são as I, IV, VII e X, mantendo a relação com os Signos Cardinais:
Áries, Câncer, Libra e Capricórnio.
As Casas imediatamente seguintes às Angulares são denominadas Sucedentes e são as II, V, VIII e XI,
mantendo correlação com os Signos Fixos: Touro, Leão, Escorpião e Aquário.
O terceiro grupo de Casas são as Casas Cadentes e são as III,VI, IX, XII e corre sponde aos Signos Mutáveis:
Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes.
As casas, pela sua natureza, Angular, Sucedente e Cadente, denotam significados, conforme apresentado:

Atitude, iniciativa, agilidade.


Angulares:
Relaciona-se ao indivíduo e ao presente: ao Eu, à Família, ao Outro, à Sociedade.
Consolidação, concentração, conservação.
Sucedentes:
Relaciona-se a manutenção do passado: aos Valores, aos Filhos, à Transformação, aos Amigos.
Questionamento, análise, expansão e universalização.
Cadentes: Relaciona-se com a adaptação do passado com vistas ao futuro: ao Aprendizado, ao Trabalho, ao
Pensamento, à Transcendência.

Ca s a s Angul a res , Sucedentes e Ca dentes

As Casas podem ser agrupadas por quadrantes, tendo os seguintes significados:


o
1 . Quadrante: Intuição, autoconsciência, crescimento orgânico.
o
2 . Quadrante: Instinto, espontaneidade, integração pessoal.
o
3 . Quadrante: Consciência social, relacionamentos.
o
4 . Quadrante: Identidade social, ideologia e espiritualidade.

Ca s a s Di s tri buída s nos Qua dra ntes

75
As Casas podem ainda agrupadas por elementos (triplicidade), tendo os seguintes significados:
Casas de fogo: Triângulo da vida e do espírito. Correspondem: I - Corpo, V - Alma, IX - Mente.
Casas de terra: Triângulo da matéria. Correspondem: II - Posses, VI - Trabalho, X - Posição social.
Casas de Ar: Triângulo do relacionamento. Correspondem: III - Parentes, VII - Parceiros, XI - Amigos.
Triângulo do destino. Correspondem: IV - Velhice, Família, VIII - Transformação, morte,
Casas de Água:
XII - Confinamento, carma.

Ca s a s Agrupa da s Pel os El ementos

Quanto à polaridade, as Casas podem ser Positivas (+) ou negativas ( -).

Ca s a s Pos i ti va s e Nega ti va s

As Casas Positivas externam situações e indicam a busca da vontade e desejos e as Casas N egativas
interiorizam, são receptivas, atraindo situações.

No que tange aos hemisférios, as Casas são distribuídas em quatro hemisférios

Casas Orientais: Autonomia, energia latente, progresso pessoal, egoísmo, independência.


Dependência, exterior, sociabilidade, pouca autosuficiência, resultados obtidos com os
Casas Ocidentais:
outros.
Casas Norte
Inconsciência, introversão, pouca autonomia, subjetividade, pouca liberdade pessoal.
(noturnas):
Casas Sul (diurnas): Consciência, extroversão, autonomia, objetividade, falta de solidez.

Casas Agrupadas por Hemisférios

76
Podem-se também agrupar as Casas por Eixos Zodiacais opostos e complementares:

Casa 1  Casa 7 Eixo do Livre Arbítrio


Casa 2  Casa 8 Eixo do Poder
Casa 3  Casa 9 Eixo da Sabedoria
Casa 4  Casa 10 Eixo do Destino
Casa 5  Casa 11 Eixo da Criação
Casa 6  Casa 12 Eixo do Serviço

Abaixo as características e os significados de cada casa.

Casa I (ASC): Angular / Fogo / Triângulo da Vida.


Analogia: Signo de Áries.
Palavra-Chave: Identidade.
Significados: Indica a personalidade, o temperamento e tendências naturais. É a individualidade e a forma de
expressão. Indica como o vêem e como deseja ser visto. Representa o corpo físico, a saúde e os
primeiros anos da infância. Mostra também a abordagem da vida, as perspectivas, assim como
o começo de todos os empreendimentos.

Casa II: Sucedente / Terra / Triângulo da Matéria.


Analogia: Signo de Touro.
Palavra-Chave: Valores.
Significados: Indica os assuntos financeiros (dinheiro vindo do esforço da pessoa). É o local e a forma como
se ganha e obtém lucros e gasta as posses e investimentos, com exceção de imóveis (ver a casa
4). Indica os talentos e recursos interiores (vocação) e as necessidades de realização, assim
como o senso de auto-estima e os valores.

Casa III: Cadente / Ar / Triângulo do Relacionamento.


Analogia: Signo de Gêmeos.
Palavra-Chave: Percepção.
Significados: Indica o ambiente em que se vive (irmãos, parentes e vizinhos). É a maneira de se comunicar e
a forma de se aprender (formação fundamental e cursos de pequena duração). Aceitação de
novas idéias. São os meios de transportes e pequenas viagens e descolamentos. É o comércio
local. Concepções objetivas da mente (Mente Concreta).

Casa IV: Angular / Água / Triângulo do Destino.


Analogia: Signo de Câncer.
Palavra-Chave: Segurança.
Significados: Indica as origens, as tradições, o lar, a família, a mãe (pode ser também o pai ou seja o genitor
de maior importância). Revela a herança (Não a herança ma terial que é de Casa 8), a
ancestralidade, assim como as raízes psicológicas e a vida privada; Indica o patrimônio (casas e
imóveis). Indica os últimos anos de vida (após os 40 anos), a finalização de todos os assuntos,
a fama póstuma. Revela o ser subjeti vo e a relação de dependência da família.

Casa V: Sucedente / Fogo / Triângulo da Vida.


Analogia: Signo de Leão.
Palavra-Chave: Criatividade.
Significados: Indica os prazeres, as diversões, os romances, o lazer e passatempos, os hobbies, os jogos e
especulações, os filhos. Revela a atitude emocional e o amor que se dá. Indica a originalidade
e as formas de expressão criativa, a capacidade dramática, literária e artística. Reflete os
empreendimentos e os esportes. Corresponde aos assuntos como publicações, política, artes,
gravidez, educação dos filhos e dos jovens (recursos didático-pedagógicos).

77
Casa VI (FC): Cadente / Terra / Triângulo da Matéria.
Analogia: Signo de Virgem.
Palavra-Chave: Dever.
Significados: Indica o trabalho (emprego, empregador, empregados, servidores, inquilinos) e suas relações.
Revela os serviços prestados aos outros, a forma de servir (inclusive a criação de animais
pequenos). São os assuntos de rotina, os métodos, a análise detalhada, a crítica. Reflete os
interesses pela alimentação e dieta e à higiene, aos hábitos, às roupas e tudo o que se
relaciona à saúde. Indica também as tias e tios, o autoajustamento e a mente inconsciente.

Casa VII (DSC): Angular / Ar / Triângulo do Relacionamento.


Analogia: Signo de Libra.
Palavra-Chave: Acordo.
Significados:
Indica as parcerias comerciais (sócios) e conjugais (casamento), associações, negociações e
separações (divórcios), os contratos e os acordos, os processos. Relaciona-se às relações com o
público, fornecedores, clientes, à cooperação dos outros. Indica o que a pessoa procura no
outro (a parte de si mesmo que não é percebida). Mostra a atitude da pessoa no casamento,
assim como o parceiro que a pessoa busca e suas qualidades. Indica os avós. Relaciona-se
também com as pessoas que intermediam as relações (agentes, procuradores, empresários),
assim como os inimigos conhecidos (declarados).

Casa VIII: Sucedente / Água / Triângulo do Destino.


Analogia: Signo de Escorpião.
Palavra-Chave: Regeneração.
Significados:
Indica o apoio que se recebe dos outros (financeiro e físico, moral e espiritual). Está relaciona
às heranças (dinheiro vindo sem o esforço da pessoa), testamentos, custódias, seguros,
pensões, aposentadorias e tributos (impostos, taxas e valores do governo). Relaciona -se
também com os valores de terceiros (da empresa, do outro, do cônjuge, do sócio). Mostra as
questões ocultas, o sono, a pesquisa profunda, a investigação. Envolve assuntos relacionados
aos medos, à espiritualidade, ao ocultismo, ao sexo, à morte, à degeneração e regeneração, à
transformação (espiritual, psicológica e física).

Casa IX: Cadente / Foco / Triângulo da Vida.


Analogia: Signo de Sagitário.
Palavra-Chave: Aspiração.
Significados:
Indica a educação superior (cursos superiores e de longa duração), os estudos profundos, a
religião, a fé, a filosofia, as leis, a ética, os sonhos e as visões. Indica as viagens longas, os
locais do exterior, as coisas estrangeiras, o comércio exterior (importações e exportações). A
divulgação e publicações. São todas as vivências superiores que aprendemos e se incorporam
aos nossos valores. Relaciona-se aos sogros e netos, assim como os parentes do outro. São as
concepções subjetivas da mente (Mente Abstrata ).

Casa X (MC): Angular / Terra / Triângulo da Matéria.


Analogia: Signo de Capricórnio.
Palavra-Chave: Honra.
Significados: Indica o objetivo a ser conquistado, a vocação, a carreira, a profissão, a ambição, o status, a
forma de reconhecimento (reputação, fama, promoção). Relaciona -se ao pai (ou àquele que
tenha representado o arquétipo de realização – diferente daquele posicionado na casa 4). Está
relacionado ao exercício da autoridade e à forma como a pessoa empreende as coisas, como
ela realiza, como as pessoas a veem e como a avalia, assim como a influência que ela exerce
sobre o círculo social.

78
Casa XI: Sucedente / Ar / Triângulo do Relacionamento.
Analogia: Signo de Aquário.
Palavra-Chave: Comunidade.
Significados: Indica a capacidade de desenvolver amizades e de como se relaciona com os mesmos. Envolve
todos os relacionamentos não emocionais (amigos, conhecidos, amigos dos amigos, etc).
Relaciona-se também aos ideais maiores, aos objetivos sociais, ao amor que se receb e, os
interesses comunitários. Mostra a maneira como usa as pessoas (e é usado); Indica as
pequenas e grandes organizações, as entidades, os clubes, grupos, associações, sindicatos,
grêmios. Mostra os filhos adotivos, enteados.

Casa XII: Cadente / Água / Triângulo do Destino.


Analogia: Signo de Peixes.
Palavra-Chave: Inconsciente.
Significados: Indica as forças e fraquezas desconhecidas ou ocultas. Relaciona -se aos estados depressivos,
frustrações, tristezas, sofrimentos, limitações, restrições, inibições, exílios, bastidores,
isolamentos, confinamentos (prisões, hospitais, instituições mentais), obstáculos, segredos,
autodestruição e casos clandestinos. Indica as coisas escondidas aos outros. Indica também os
inimigos secretos. Relaciona-se à consciência interior (mente subconsciente ou inconsciente).
Corresponde aos débitos espirituais (carma). Indica a capacidade de fusão com o universo, a
espiritualidade, simpatia, caridade, serviço à humanidade, desprendimento.

79
Apêndice 6 - Roda da Fortuna
A Roda da Fortuna é determinada através de cálculos envolvendo o Ascendente a posição da Lua no
momento do nascimento do Sol no horizonte.
A Roda da Fortuna projeta um subtom de comportamento à personalidade, conferindo à pessoa um
aspecto que ela gostaria de externar, havendo alegria e realização dos ideais. No entanto há necessidade
de que se tenha harmonia consigo mesmo (Ascendente, Sol e Lua integrados), a fim de que isso possa ser
manifestado e realizado a plenitude do potencial, atraindo sucesso.
O signo onde ela está localizada indica como as vantagens poderão ser auferidas, enquanto que a casa
mostra o ambiente e os assuntos tratados. Pode-se também considerar os aspectos envolvidos com
planetas, os quais interferirão positiva ou negativamente na busca da conquista.

Abaixo o significado da Roda da Fortuna nos signos:

Áries – Indica alegria ao ter autoconfiança e ter iniciativa. Guia-se pela intuição.
Touro – Reconhece a utilidade das coisas, procurando o que é sólido e real e aproveita seu po tencial.
Gêmeos – Indica que aprendizado, a comunicação, os contatos o estimulam.
Câncer – Satisfação em poder proteger a si e aos outros, exteriorizando o seu sentimento interior.
Leão – Prazer está quando posiciona-se no centro, comandando sem rigidez e ser reconhecido pelo seu
potencial criativo.
Virgem – Satisfação está no sentir-se útil, sentido de ordem, pureza, no valor do trabalho e função.
Libra – Alegria no relacionamento e cooperação, nas companhias, na confiança do apoio do outro.
Escorpião – Satisfação pelo processo regenerativo, pelo conhecimento profundo da vida. Forte
envolvimento sexual ou espiritual.
Sagitário – Necessidade de liberdade, procurando novos espaços físicos e mentais para expandir-se. Evita
situações onde se sente limitado.
Capricórnio – Necessidade de sentir que a vida ter estrutura e forma e tomar atitudes para a construção de
algo na vida.
Aquário – Alegria ao experimentar o novo, sem limitações e tradições. Quer conhecer tudo e perceber que
nada é igual.
Peixes – Satisfação ao sintonizar com as forças cósmicas, sendo capaz de penetrar no incompreensível e
perceber a unidade em todas as coisas. Adapta-se a qualquer situação.

Nas casas, a Roda da Fortuna mostra as seguintes interpretações:


Casa 1 - Benefícios quando focaliza objetivos em uma só direção. Deve olhar para si mesmo.
Casa 2 – É beneficiado quando descobre aquilo que realmente tem valor, define o que quer e faz uso de sua
vocação.
Casa 3 – Satisfaz quando se comunica nos relacionamentos e é compreendido.
Casa 4 – A satisfação é obtida quando pode proteger e nutrir, assim quando se estabelece sua próprias
bases.
Casa 5 – Satisfação quando se usa a criatividade multiplicando e realizando seus sonhos.
Casa 6 – Satisfação através do trabalho e da habilidade em ser prestativo, conhecendo os detalhes das
situações e momentos da vida.
Casa 7 – Benefícios obtidos através dos outros, sentindo-se feliz quando é aceito pela sociedade.
Casa 8 – Benefícios através das transformações, através da análise dos valores do outro, valorizando-o.
80
Casa 9 – Satisfação quando descobre algo além da rotina, assim como uma realidade cósmica com sentido
religioso e filosófico.
Casa 10 – Benefícios quando realiza suas ambições e é aceito pela comunidade, necessitando dar seqüência
a seu esforço.
Casa 11 – Satisfação quando se torna consciente da evolução humana, sentindo que existe uma meta a ser
alcançada, vivendo a independência e i futuro.
Casa 12 – Satisfação quando se sintoniza com seu Eu espiritual e entende que existem forças que movem o
Universo.

81
Apêndice 7 - Nódulos Lunares
Os Nódulos Lunares são pontos onde a órbita da Lua cruza a Eclíptica. O Nodo Norte da Lua (Cabeça do
Dragão) tem a natureza de Júpiter e o Nodo Sul (Cauda do Dragão) a natureza de Saturno.
O Nódulo Norte relaciona-se com as condições de crescimento, confiança, ganhos, onde as coisas são
recebidas e absorvidas. Carmicamente representa as características que deverão ser aprimoradas na
personalidade, assim como as novas experiências e realizações que serão proporcionadas à pessoa.
Constitui-se, desta forma, uma saída para o carma da pessoa, devendo verificar a localização no Mapa, pois
é aí que devem estar concentrados os esforços para a realização.
O nódulo sul é um ponto de liberação, o local onde se devem dar as coisas, sendo que carmicamente
simbolizado como comportamentos, bloqueios, talentos, cujos efeitos ainda são sentidos na atual vida. Está
relacionado com Saturno e tem ação dificultadora. A localização no Mapa indica onde é sempre mais difícil
se trabalhar com as questões apresentadas.
Deve-se sempre ser desenvolvida a posição Norte, pois ela não está condicionada como o seu oposto Sul,
que é uma faculdade herdada, com tendência a nos controlar e fazer com que tenhamos difi culdade com
os assuntos apresentados pelo signo e casa envolvidos.
O Nódulo Norte representa o futuro e o Sul o passado. Se estivermos apegados aos condicionamentos
passados podemos desperdiçar as vantagens de desenvolvimento possibilitadas para o futuro.
Os aspectos de planetas com os Nódulos interferem nas suas atuações.
A interpretação dos Nódulos nas casas e nos signos pode ser efetuada conjuntamente, conforme
apresentado:

Nódulo Norte em Áries ou Casa 1  Nódulo Sul em Libra ou Casa 7


A pessoa deve fazer as coisas por si mesma, sem esperar ajuda, desenvolvendo a sua autossuficiência. Pode
ter tendências agressivas e crescimento individual. Em vidas passadas a pessoa se submeteu aos outros,
esquecendo de si mesma, sendo que na atual vida é deve afirmar a sua própria identidade e acreditar em
seu potencial para se tornar líder.

Nódulo Norte em Touro ou Casa 2  Nódulo Sul em Escorpião ou Casa 8


A pessoa deve desenvolver atividades financeiras e viver com seus próprios recursos, assim como viver a
sua vida sexual dentro de sua realidade. Em vidas anteriores a pessoa não desenvolveu interesses próprios,
sendo que agora seu desafio é realizar-se em algo que considere significativo e não culpar os outros pelos
seus fracassos.

Nódulo Norte em Gêmeos ou Casa 3  Nódulo Sul em Sagitário ou Casa 9


Deve desenvolver a expressão de sentimentos através da troca de idéias, com o contato social e ambiente
próximo, pois em vida passadas reuniu um conhecimento que deve ser colocado em prática, necessitando
difundir o acumulado e ser humilde na aceitação de novos ensinamentos.

Nódulo Norte em Câncer ou Casa 4  Nódulo Sul em Capricórnio ou Casa 10


Deve procurar desenvolver a ligação com a família ou com um dos pais sem deixar a carreira em segundo
plano. Em vidas anteriores a pessoas foi autoritária e superprotetora exercendo domínio sobre os outros,
devendo nesta vida aprender a não ser o centro das atenções e entender e expressar suas emoções.

Nódulo Norte em Leão ou Casa 5  Nódulo Sul em Aquário ou Casa 11


Deve procurar usar o coração em tudo o que faz, sendo criativo. Fortes ligações com filhos e afetos. No
passado a pessoa não concretizou seus grandes ideais, sendo que agora tem por missão transformar os
sonhos em planos que devem ser elaborados entes de serem materializ ados, sendo requerida
autodisciplina.

82
Nódulo Norte em Virgem ou Casa 6  Nódulo Sul em Peixes ou Casa 12
Deve aprender a trabalhar e servir, fazendo coisas que os outros não querem fazer. Deve ter atenção à
proteção ao seu organismo para não adoecer. Em vidas passadas a pessoa sofreu muito, razão pela qual
tende a ter uma visão negativa da vida, sendo que na vida atual pode vir a exercer atividades que exijam
espírito de sacrifício para combater a autopiedade.

Nódulo Norte em Libra ou Casa 7  Nódulo Sul em Áries ou Casa 1


Deve aprender a colaborar e fazer as coisas com os outros evitando o egoísmo. Em vidas passadas a pessoa
foi individualista e com personalidade forte, sendo que nesta vida tem que aprender a compartilhar, ser
compreensivo e companheiro.

Nódulo Norte em Escorpião ou Casa 8  Nódulo Sul em Touro ou Casa 2


Deve aprender a lidar com os recursos dos outros, a se interessar por ocultismo e ver a sexualidade com
profundidade. No passado a pessoa foi excessivamente apegada às coisas materiais e qu e agora necessita
aprender que o dinheiro é necessário para servi-la, sendo necessário a transformação de seus valores.

Nódulo Norte em Sagitário ou Casa 9  Nódulo Sul em Gêmeos ou Casa 3


Deve procurar a não desafiar as leis e a considerar as religiões, ser ético e utilizar o conhecimento de forma
objetiva. Em vidas anteriores a pessoa teve a mente agitada, sendo curiosa, necessitando aprender a
ordenar o seu pensamento, aprofundá-lo e colocá-lo em prática, pois tende a ter muitas idéias ao mesmo
tempo.

Nódulo Norte em Capricórnio ou Casa 10  Nódulo Sul em Câncer ou Casa 4


Deve procurar o êxito profissional sem que isso leve a dificuldades com a família. Em vidas passadas a
pessoa dependeu muito da família, tanto financeira como emocionalmente, não amadurecendo, havendo
agora ter que aprender as necessidades da família para amadurecer e adquirir posição social. Tende a
melhorar na segunda metade da vida.

Nódulo Norte em Aquário ou Casa 11  Nódulo Sul em Leão ou Casa 5


Deve aprender a fazer amigos, envolvendo-se com grupos, equipes, a ser fraterno, tendendo a ser
humanitário e ter independência emocional. Em vidas passadas teve foi muito orgulhosa dos talentos,
sentindo-se superior, sendo que agora ter que ser fraterna em relação aos outros.

Nódulo Norte em Peixes ou Casa 12  Nódulo Sul em Virgem ou Casa 6


Deve aprender a servir a humanidade, em instituições, em posições de bastidores, com o uso de
compaixão. Em vidas anteriores a pessoa foi muito crítica, tendendo nesta não se sentir valorizado. Tem
que saber que a solução para os seus problemas está no seu próprio interior e no serviço altruísta.

83
Apêndice 8 - Configurações de Mapas
Além dos fatores já apresentados existem outros componentes que podem ser utilizados na
interpretação de um mapa, que são: Os formatos do mapa, As formatações planetárias, Stellium, Os
hemisférios e Elementos e modos apresentados, Planetas sem aspectos.

Formatos de Mapas

Esta técnica parte da observação de como os planetas estão agrupados ou distribuídos ao longo dos
signos e casas, considerando os seguintes:

Feixe – Os planetas estão contidos dentro de 120 graus e em quatro ou cinco casas.
Denota tenacidade, determinação e atitudes honestas nas áreas ocupadas, sendo
um especialista nestes assuntos.

Tigela – Também um formato restrito, estando todos os planetas


confinados dentro de 180 graus (metade do mapa). Se os planetas caírem
inteiramente acima ou abaixo da linha do Ascendente ou se todos caírem
no lado esquerdo (oriental) ou direito (ocidental) tem uma força maior. As
pessoas são reservadas, tendendo ao acúmulo de experiências Se os
planetas estiverem acima da linha do Ascendente a pessoa pode ser
extrovertida no nível social, mas com dificuldades de relacionamento no
nível pessoal.

Balde – Muito similar à tigela, porém tem um planeta que está situado na esfera
oposta do mapa, formando uma alça, o que permite um caminho para o outro
mundo. As pessoas, neste caso, dirigem seus esforços para a finalidade apontada
pelo planeta avulso, pois ele quem irá direcionar a concretização dos objetivos.

Locomotiva – Todos os planetas estão situados dentro de 240 graus (espaço de


dois trígonos), com os restantes 120 graus vazios. As pessoas, neste caso, têm a
personalidade autodirecionadas, sendo o planeta líder (na direção horária) é
aquele que puxa para a ação. No entanto, o planeta que está no final pode ser
tão forte quanto o primeiro, principalmente se ele for mais forte do que o líder.

Gangorra – Não é comum nas últimas décadas. Os planetas estão divididos em


dois grupos relativamente equilibrados, criando diversos aspectos de oposição,
causando uma luta permanente por equilíbrio que raramente é alcançado, pois
o indivíduo oscila de um extremo ao outro.

84
Borrifo – Revela planetas normalmente isolados (admite-se conjunções)
salpicados por todo o mapa, deixando poucas casas vazias. A pessoa tende a
dispersar seus interesses, sendo talentosa e capacitada, mas com dificuldades
de concentração. No entanto, confere muito equilíbrio, conhecimento e
compreensão da vida.

Indefinido – Todos os planetas tendem a se posicionarem dentro de 210 graus,


deixando aproximadamente um espaço de 150 graus, indicando serem
necessários muitos ajustes na vida da pessoa que, com frequência, enfrenta
problemas, falta de direcionamento e de realizações.

Formatações Planetárias

Esta técnica parte da observação de como os planetas estão agrupados ou como figuras que eles formam
pelos aspectos angulares, considerando os seguintes:

Quadratura em T (T-Square) – Indica uma dificuldade e falta de desembaraço. As


pessoas são muito tensas e a realização pode estar ausente nas áreas ocupadas
pelos planetas, exigindo um trabalho árduo para torná-las produtivas. O planeta do
meio (focal) é o mais tenso. A casa oposta (vazia) não deve ser esquecida.

O ponto focal deve ser utilizado como chave para a concretização. Normalmente as pessoas com essa
configuração (que podem ser proeminentes, pois se sentem desafiadas), procuram pe ssoas que tenham um
ou mais planetas na região que preencha a posição vazia da cruz em seu mapa.
Grande Trígono – Os três trígonos denotam talento, autossuficiência, uma energia
que flui em harmonia, pois todos os planetas estão no mesmo elemento. No entanto,
pode levar a acomodação. Se estiverem em signo de fogo, fornece suficiência de
afirmação espiritual. Em terra, suficiência material e de sobrevivência. Se em ar,
suficiência mental e social. Se em água, suficiência emocional ou psíquica.

Grande Cruz (Cruz Cósmica) – O seis aspectos (quatro quadraturas e duas oposições)
determinam dificuldades extremas de serem dominadas, trazendo conflitos e
desafios, tendendo a repetir os mesmos erros (mais fortes quando mais angulares
forem assim quando caírem em casas angulares). A Cruz cardinal indica crises
constantes relativas a assuntos imediatos, exigindo decisões e atitudes.

A Cruz Fixa indica teimosia, o que impede o alcance dos objetivos, exigindo persistência e determinação. A
Cruz mutável indica nervosismo e depressões.

Yod (Dedo de Deus) – Envolvendo dois quincúncios e um sextil. Indica sensibilidade


espiritual ou vida interior intensa, havendo uma necessidade de se comunicar como
forma de extravasar seu desconforto. O planeta que forma os dois quincúncios
(ponto focal) indica as energias que devem ser regeneradas, sendo o local de ajuste
e de saída.

As manifestações negativas devem ser eliminadas através da expressão mais elevada, transformando -se e
criando-se um novo padrão de pensamento.

85
Stellium

A concentração de três ou mais planetas dentro de um mesmo signo ou numa mesma casa forma um
stellium, indicando uma força considerável, podendo vir até a governar um mapa.
Essa força, no entanto, pode vir a não ser utilizada positivamente, especialmente se existirem aspectos de
dificuldades envolvidos com os planetas. A concentração de energia também pode levar a uma
especialização, mas também a um confinamento, pois foca as questões associadas ao signo e à casa
envolvidos e limitando a expressão em outras áreas.

Hemisférios

A distribuição dos planetas por hemisférios fornece características gerais da pessoa e deve ser considerada
a maior quantidade de planetas localizados nos diferentes quadrantes, analisando conforme apresentado:
 Concentração acima da linha do horizonte (hemisfério meridional), indica que a vida da pessoa é mais
objetiva e orientada para o social, havendo uma necessidade de se exteriorizar e traçar objetivos de
vida, para a obtenção de reconhecimento.
 Concentração abaixo da linha do horizonte (hemisfério setentrional), indica tendência à introversão,
com acentuada intuição. A pessoa tende a ser reservada e discreta em relação a sua intimidade.
 Concentração ao lado do Ascendente (hemisfério oriental), indica autonomia, se ndo que a pessoa toma
suas próprias decisões, valorizando a liberdade.
 Concentração ao lado do Descendente (hemisfério ocidental), indica dependência da ação do outro, não
havendo muito controle quanto ao destino. Os resultados são obtidos quando são trabalhados com a
participação dos outros.

Elementos e Modos

A ausência ou excesso de elementos e modos também determinam características gerais a serem


consideradas na análise de um mapa, considerando ausência pontuação igual ou inferior a 2 e excesso igual
ou superior a 8, lembrando que os planetas têm pontuação equivalente a 1 e os luminares a 2.

Excesso Falta

Fogo (onde se a ge Impulsivi dade; Egocentrismo; Medo de ameaças e competição; Pessimismo;


conforme a vontade) Inquietação; Impulsividade; Admi ra ção ou ressentimento em relação à iniciativa.
Irri ta bilidade.
Terra (onde s e liga às Ava reza ; Utilitarismo; Valorização de Des leixo com bens e s eu próprio corpo; Incapacidade
coi s as materiais) a pa rências; Obsessão; Ma terialismo; de s e prover; Distanciamento de s uas origens;
Vi s ão estreita; Pessimismo; Teimosia. Ins tabilidade.
Ar (onde s e expressa, Superficialidade; Subjetividade; Fa l ta de percepção; Irreflexão; Nã o cooperativo;
rel a ciona-se, ensina e Autori tarismo; Diletantismo; Exa ustão Di fi culdade de se comunicar; Mi tificação do intelecto;
a prende) fís i ca; Sistema nervoso frágil. Di fi culdade de a justamentos.

Água (onde se usa o Sensibilidade extremada; Insegurança; Fa l ta de compaixão; Antipatia; Dificuldade de


i ns tinto e a emoção) Infl uenciável; Descontrole; Ca rência; expressão dos s entimentos; Insensibilidade; Medo de
Má goa ; Incapacidade de suportar s ofri mento e da dor; Problemas emocionais, físicos e
pres sões. Escapismos. ps i cológicos; Negação de sua natureza emocional.

Ca rdi nal (onde s e Egocentrismo; Obstinação insana. Nã o tem condições para enfrentar os obstáculos; falta
toma m a titudes) de i niciativa.

Fi xo (onde se Orgul ho excessivo; Rotineiro e obstinado; Ações e pensamentos s em s olidez e firmeza; Falta de
cons erva m as Intra nsigente; Necessidade exagerada de pers istência.
s i tuações) pos ses e a cúmulo.
Mutá vel (onde Comporta mento i nstável; Vida emocional Fa l ta de diplomacia e pouca ca pacidade de adaptar à s
ocorrem a justes e nã o discreta; Ati vidades va riadas em s i tuações.
i ns tabilidades) ra zã o de não possuir estrutura.

86
Apêndice 9 – Exercício para cálculo de mapa
Em razão da época em que vivemos, onde os recursos de tecnologia de informática são de fácil e crescente
acesso e a custos cada vez mais baratos, não se espera que ninguém venha a confeccionar mapas utilizando
a metodologia que passaremos a demonstrar, mas é importante que se tenha o embasamento teórico de
como são efetuados os diferentes cálculos de um mapa, a fim de que sejam compreendidos os mecanismos
utilizados.

Há diferentes métodos para se calcular um mapa, como a regra de três, logaritmos, tabela de passos dos
planetas, sistema Placidus, etc, sendo que os mais simples são a regra de três e uso de tábuas de logaritmos
que eliminam operações matemáticas mais complexas.

Os cálculos visam à elaboração do mapa e consideram os seguintes fatores:


a) posições dos planetas para a hora de nascimento;
b) pontas (cúspides) das casas do tema natal;
c) aspectos formados entre os planetas.

Materiais e dados necessários


Para o cálculo de um mapa são necessários Tábuas de Efemérides, Tábua de casas, tabelas de longitudes
(encontradas em um Atlas geográfico), Tabela de horas de verão e Tabela de fusos horários.

Quanto às informações, são requeridos: data (dia, mês e ano) e hora (exata) do nascimento, cidade e
estado de nascimento, além de dados pessoais (nome, endereço, estado civil, profissão, formação,
atividades culturais), com o objetivo de nortear posteriormente o processo de análise.

Conceitos básicos
Para fazermos cálculos considerando números compostos de 60 partes, necessitamos fixar conceitos de
operações aritméticas sexagesimais, pois operaremos com horas, minutos e segundos (que são as medidas
do tempo), assim como grau, minutos e segundos (que são as medidas dos ângulos ou arco).

Antigamente o tempo era contado quando o Sol passava pelo meridiano local, sendo que cada localidade
tinha a sua própria hora, no entanto, em razão de necessidades requeridas pelo processo das navegações,
foram estabelecidos horários padronizados, ou seja, os denominados fusos ho rários.

O globo foi dividido em meridianos distantes entre si de 15º, o que corresponde cada um a 1 hora. (360º :
15 = 24 horas).

Como já vimos, a Terra faz o movimento de rotação percorrendo 360º (graus) da circunferência em 24
horas, havendo uma relação entre graus e horas. Desta forma, temos as seguintes correspondências entre
medição dos ângulos em graus e o tempo:

360º = 24 horas
180º = 12 horas
90º = 6 horas
45º = 3 horas
30º = 2 horas
15º = 1 hora
1º = 4 minutos

Convém lembrar que operações com esses tipos de números são feitas da seguinte forma:
Mês Ano
a ta a tual 4 12 2006
Da ta de nascimento 9 8 1951
Ida de ? 4 55

87
Não se pode subtrair 9 dias de 4 dias, a não ser que retiremos da coluna “Mês” o valor de 1 mês e o
transportamos para a coluna “Dia”, transformando-o em 30 dias. O mesmo seria feito se o valor relativo ao
mês a ser deduzido contido na coluna “Mês” fosse menor ao valor do mês da data de nascimento; neste
caso reduziríamos o valor de 1 da coluna “Ano” e somaríamos 12, a fim de permitir a operação aritmética.
No entanto, na operação, seria assim efetuado:

Mês Ano
Da ta atual 4 11 2006
a ta de nascimento 9 8 1951
2
Ida de 5 3 55

Esses tipos de cálculos serão frequentemente usados no processo.

Processo a ser adotado

De posse dos dados e do material, devem ser executados os seguintes passos:

a) Deverão ser levantadas as data e hora exatas do nascimento, assim como o local (cidade, estado e pais);
b) Para o local de nascimento deverão ser levantadas, através da tabela de coordenadas ou de mapa
contido em um Atlas geográfico, a longitude e a latitude correspondente (em graus, minutos e
segundos);
c) Deverá ser pesquisado o fuso horário que rege a localidade do nascimento e se o mesmo corresponde à
longitude do local;
d) É importante também que seja verificado se houve horário de verão na época do nascimento e, em
caso afirmativo, o mesmo deverá ser considerado nos cálculos.

Realização dos cálculos do posicionamento dos planetas


Consideraremos a elaboração de um mapa para uma pessoa que nasceu em 09 de agosto de 1951, às 19
horas 09´ minutos na cidade de Araraquara, Estado de São Paulo.
Deverão ser observados os seguintes passos:
a) Consultamos a tabela de latitudes e longitudes para encontrarmos para Araraquara as seguinte s
coordenadas: Latitude: 21º 47´40´´S e Longitude: 48º 10´32´´ W.
Obs.: O Estado de São Paulo, assim como todo o litoral do Brasil, é regido pelo fuso horário de 3 horas
além do horário zero (Greenwich), entretanto, para cada outro local, principalmente ou tros países,
deverá ser pesquisado consultando um Atlas.
b) Consultamos a tabela de horário de verão (Quadro 1), para verificarmos que não houve para esta data
alteração de horário. O Quadro 1 apresenta somente os horários de verão para o Brasil, até os anos de
2005/2006, sendo que para mapas de outros países e nascimentos ocorridos no Brasil em datas
posteriores, deverão ser objeto de averiguações.
c) Como as Efemérides consideram o horário de Greenwich, devemos acrescentar sobre a hora fornecida
do nascimento as horas relativas ao fuso horário (Quadro 2), conforme a longitude encontrada, ou seja:
19h 09m Hora oficial do registro
3h Fus o que rege o Estado de São Paulo
22h 09m Hora de Greenwich no momento do nascimento

d) A longitude encontrada é 48º 10´32´´, o que corresponde a 3 horas e 12 minutos, conforme


demonstrado:
48º 10´32´´ x 4 minutos = 3 horas e 12 minutos

88
Obs.: Multiplica-se por 4, pois 1º (um grau) corresponde a 4 minutos, conforme já mencionado no item 14.2
(conceitos básicos).
Soma-se, então, o valor de 3 horas e 12 minutos da hora de Greenwich:
19h 9m Hora de Nascimento
3h 12m Tempo correspondente à l ongitude
22h 21m Hora corri gida

e) Consultamos nas Efemérides (Quadro 3), a posição do Sol (Segunda Coluna), a zero hora, para o dia
10/08/1951, sendo 16º 34´22´´ e no dia do nascimento 09/08/1951, a zero hora, a posição é 15º
36´50´´.

Com estes dados fazemos a seguinte operação de subtração, para obtermos o passo do Sol:
Gra u ´ ´´
Di a 10/08/1951 16 34 22
Di a 09/08/1951 15 36 50
Pa s so do Sol - P 0 57 32

Observe que a operação de subtração segue ao processo já comentado, ou seja transforma-se 1 grau em 60
minutos e 1 minuto em 60 segundos, como o caso acima (34 < 36).
O passo de um planeta é a medida em graus do arco que ele percorre em 24 horas e o passo d o dia
09/08/1951 para o dia seguinte é de 57´.
O nosso interesse é o de determinar a posição do Sol para as 22h 21 minutos, que é a hora do nascimento,
acrescida do fuso horário (3h).
Para a solução do problema, podemos utilizar uma regra de três simples, pois se o Sol percorre 57´ em 24
horas, ele percorrerá 53´ em 22h 21 minutos.
Existe outra forma de resolução do problema que é o uso de Tábua de Logaritmos (logs), que possibilita
efetuar as operações de maneira mais simples.
Desta forma, o primeiro logaritmo que vamos procurar é o logaritmo da hora de nascimento acrescida do
fuso horário, ou seja, no caso do exemplo é 22h21m, o qual é denominado Constante. O segundo logaritmo
é o do passo do Sol que é o log de 57´.
Consultando a Tábua de Logaritmos (Quadro 4) temos:

Log cons tante (22h 21m) 0,03093


Log do pa sso do Sol (57´) 1,40250
Res ultado da Soma 1,43343

Vamos agora, procurar na Tábua de Logaritmos o valor que se aproxima de 1,43343 (Antilog) e acharemos o
que corresponde aos 53´.
A este resultado de 53´ somaremos à posição do Sol no dia 09/08/1951 e teremos a longitude exata para a
hora do nascimento.

Pos i ção do Sol em 09/08/1951 zero hora 15º 36´50´´


Tra jetória do Sol da zero hora a té 19h9m 53´
Res ultado da Soma 15º 89´50´´
ou 16º 29´50´´

A posição do Sol no mapa é 16º 29´50´´

f) Procedemos, então, os demais cálculos de posicionamento dos demais planetas, de igual forma,
utilizando o mesmo método descrito.
Abaixo estão demonstrados, em forma de tabela, os dados obtidos das Efemérides e da Tábua de
Logaritmos e os resultantes dos cálculos:

89
g) Uma vez obtidas todas as posições dos planetas, anotamos as mesmas na folha destinada ao desenho
do Mapa, conforme modelo de formulário apresentado (Quadro 5).

Realização dos cálculos do posicionamento das casas


Para o cálculo do posicionamento das casas deverão ser seguidos os seguintes passos:
a) Partimos da Hora Sideral em Greenwich, contida nas Efemérides, ou seja 21h 06 minutos e 43
segundos, somamos à hora legal de nascimento e acrescentamos as 3 horas de fuso.
21h 6m 43s Hora de Greenwich
19h 9m 00s Hora de Nascimento
3h Fus o horário
43h 15m 43s Soma

b) São efetuadas duas correções, pois pelo dia sideral (8) o Planeta Terra não completa uma volta em seu
eixo em 24 horas exatas, mas em 23 horas, 56 minutos e 4 segundos, havendo a necessidade de se
efetuar a correção dos restantes 3 minutos e 56 segundos.
A correção é de aproximadamente 4 minutos para cada 24 horas, ou ainda 1 segundo para cada 6
minutos, perfazendo a seguinte proporção:

c) A primeira correção corresponde ao horário nascimento local (22h:09m – 3h :12m=18h57m).


Desta forma, podemos aplicar a regra de três: Primeiro para as 18 horas: Se 24h está para 4m; 18 está
para X, ou 18 * 4 / 24 = 3 minutos, e em seguida, para os 57 minutos: Se 6 m está para 1s; 57 está para
X, ou 57* 1 / 6 = 9,5 ou 10 segundos.

Assim, temos uma correção de 3 minutos e 10 segundos.

d) A segunda correção corresponde à diferença do fuso horário que é de 3 horas e 12 minutos, sendo
aplicado o mesmo conceito acima. Se 1 hora corresponde a 10 segundos, 3 horas correspondem a 30
segundos e se 6 minutos correspondem a 1 segundo, 5 minutos correspondem a 0,83 de segundo, mas
arredondaremos para 1 segundo.
____________________

(8) O dia sideral é a medida do tempo baseada na observação das estrelas e estas, por estarem muito distantes da Terra, estão
aparentemente sempre na mesma posição. Portanto, para medir o dia sideral utilizamos as estrelas como referência. O conceito de dia
sideral é o período de tempo que leva para uma determinada estrela voltar à mesma posição que estava no início da medição,
considerando um ponto de observação fixo no planeta.
90
Assim, temos uma correção adicional de 31 segundos.
Obs.: Estas correções podem ser efetuadas de maneira mais simples, aplicando -se a Tabela de
Correção do Tempo Médio (Quadro 5).
15
43h m 43s Resultado anterior
3m 10s 1ª correção
31s 2ª correção
18
43h m 84s Soma

e) A hora de nascimento local é 19h09m e como o fuso horário é de 3 horas, na linha de Greenwich são
22h09m, entretanto, considerando a latitude 48º 10´32´´ W, a hora corresponde à 3h e 5 minutos, a
qual deverá ser deduzida dos cálculos:
18
43h m 84s Resultado anterior
12
3h m diferença real de hora (-)
06
40h m 84s Resultado final ou
07
40h m 24s Ou deduzindo 24 horas =
07
16h m 24s = Hora Sideral

f) Obtivemos a Hora Sideral do Nascimento e com ela vamos utilizar a Tábua de Casas ( Quadro 7), que
contém as posições das cúspides das casas. Esta tabela apresenta as latitudes e as correspondentes
horas siderais. Deverão ser obtidas as posições correspondentes à Hora Sideral mais aproximada que
for encontrada na Tábua.

g) De posse das posições obtidas pela Tabela, as mesmas devem ser desenhadas no Formulário Mapa
Astrológico (Quadro 5), posicionando-as a partir da 1ª. ASC até a última. Com o desenho das casas serão
também projetados os inícios e términos de cada signo.

Indicação dos aspectos formados entre os planetas


Uma vez desenhadas todas as casas e posicionados os planetas, segue -se agora a identificação e desenho
dos aspectos formados entre os mesmos, respeitando os limites em ângulos para cada tipo de aspecto,
conforme apresentado na Tabela de Parâmetros de Orbes por Aspectos e Fatores de Análise ( Quadro 8).
A fim de permitir e facilitar as análises dos aspectos recomenda-se que os aspectos de trígono e sextil sejam
traçados na cor azul, conjunção em verde e quadraturas e oposições, em vermelho.

91
Quadro 1
Horário de Verão no Brasil

03.10.1931 11h > 31.03.1932 24h


03.10.1932 0h > 31.06.1933 24h
01.12.1949 0h > 15.04.1950 24h
01.12.1950 0h > 31.03.1951 24h
01.12.1951 0h > 31.03.1952 24h
01.12.1952 0h > 28.02.1953 24h
23.10.1963 0h > 29.02.1964 24h SP,RJ,GB,MG,ES
09.12.1963 0h > 29.02.1964 24h demais estados
31.01.1965 0h > 31.03.1965 24h
01.12.1965 0h > 28.02.1966 24h
01.11.1966 0h > 28.02.1967 24h
01.11.1967 0h > 29.02.1968 24h
02.11.1985 0h > 14.03.1986 24h
25.10.1986 0h > 13.02.1987 24h
25.10.1987 0h > 06.02.1988 24h
16.10.1988 0h > 28.01.1989 24h Menos AM,AC,RO,RR,parte do PA
15.10.1989 0h > 10.02.1990 24h Menos AM,AC,RO,RR,parte do PA
21.10.1990 0h > 16.02.1991 24h BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SP
20.10.1991 0h > 08.02.1992 24h BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SP
25.10.1992 0h > 30.01.1993 24h BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PE,PR,RJ,RS,SC,SP
17.10.1993 0h > 19.02.1994 24h AM (Fuso 4),BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SP
16.10.1994 0h > 18.02.1995 24h BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SP
15.10.1995 0h > 10.02.1996 24h AL,BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SE,SP,TO
06.10.1996 0h > 15.02.1997 24h BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SP,TO
06.10.1997 0h > 14.02.1998 24h BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SP,TO
11.10.1998 0h > 20.02.1999 24h BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SP,TO No Ceará
foi encerrado em 31.10.1999 0h
03.10.1999 0h > 26.02.2000 24h AL,BA,CE,DF,ES,GO,MA,MG,MS,MT,PA,PE,PI,PR,RJ,RN,
RR,RS,SC, SE,SP,TO e Fernando de Noronha
08.10.2000 0h > 17.02.2001 24h Exceto AC, AM, PA, RO e AP - CE entrou com ação na
justiça contra o horário e foi oficialmente excluído em
18.10.2000 (hora não divulgada) - PE e RR excluídos a
partir de 15.10.2000 0h - outra fonte informa a data
do decreto: 13.10.2000 (hora não divulgada). Antes
disso RR ficou alguns dias fora do horário de verão. A
partir de 22.10.2000 0h foram excluídos
SE,AL,PB,RN,CE,PI e MA.
14.10.2001 0h > 16.02.2002 24h Exceto AC, AM, PA, RO, RR e AP. CE entrou com ação
na justiça contra o horário
03.11.2002 0h > 15.02.2003 24h BA,DF,ES,GO,MG,MS,MT,PR,RJ,RS,SC,SP,TO
19.10.2003 0h > 14.02.2004 24h DF,ES,GO,MG,MS,PR,RJ,RS,SC,SP (TO ??)
16.10.2005 0h > 19.02.2005 24h DF,ES,GO,MG,MS,MT, PR,RJ,RS,SC,SP

92
Quadro 2
Fusos Horários Mundiais

93
Quadro 3
Efemérides – Utilizada no Exercício

94
Quadro 4 –
Tábua de Logaritmos
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
0 1,38 1,079 ,90309 ,77815 ,68124 ,60206 ,53511 ,47712 ,42597 ,38021 ,33882
1 3,158 1,3730 1,076 ,90068 ,77635 ,67980 ,60085 ,53408 ,47622 ,42517 ,37949 ,33816
2 2,857 1,3660 1,0720 ,89829 ,77455 ,67836 ,59965 ,53305 ,47532 ,42436 ,37877 ,33750
3 2,661 1,3590 1,069 ,89591 ,77276 ,67692 ,59846 ,53020 ,47442 ,42356 ,37805 ,33685
4 2,556 1,352 1,065 ,89354 ,77097 ,67549 ,59726 ,53100 ,47352 ,42276 ,37733 ,33620
5 2,4594 1,3454 1,3454 ,89119 ,76920 ,67406 ,59607 ,52997 ,47262 ,42197 ,37661 ,33554
6 2,3802 1,3388 1,3388 ,8885 ,76743 ,67264 ,59488 ,52895 ,47173 ,42117 ,37589 ,33489
7 2,3133 1,3323 1,3323 ,8852 ,76567 ,67122 ,59370 ,52793 ,47083 ,42038 ,37517 ,33424
8 2,2553 1,3259 1,3259 ,88420 ,76391 ,66981 ,59251 ,52692 ,46994 ,41958 ,37446 ,33359
9 2,2041 1,3195 1,3195 ,88190 ,76216 ,66840 ,59134 ,52591 ,46905 ,41879 ,37375 ,33294
10 2,1584 1,3133 1,3233 ,87961 ,76042 ,66700 ,59016 ,52489 ,46817 ,41800 ,37303 ,33229
11 2,1170 1,3071 1,3071 ,87733 ,75869 ,66560 ,58899 ,52389 ,46728 ,41721 ,37232 ,33164
12 2,0792 1,3010 1,3010 ,87506 ,75696 ,66421 ,58782 ,52288 ,46640 ,41642 ,37161 ,33099
13 2,0444 1,2950 1,2950 ,84281 ,75524 ,66282 ,58665 ,52187 ,46552 ,41564 ,37090 ,33035
14 2,0122 1,2891 1,2891 ,84056 ,76353 ,66143 ,58549 ,52087 ,46465 ,41485 ,37019 ,32970
15 1,9823 1,2833 1,2833 ,85833 ,75182 ,66005 ,5843 ,51987 ,46376 ,41407 ,36949 ,32906
16 1,9542 1,2775 1,2775 ,86611 ,75012 ,65868 ,58317 ,51888 ,46288 ,41329 ,36878 ,32842
17 1,9279 1,2719 1,2719 ,86390 ,74843 ,65730 ,58202 ,51788 ,46201 ,41251 ,36808 ,32777
18 1,9031 1,2663 1,2663 ,86170 ,74674 ,65594 ,58087 ,51689 ,46113 ,41173 ,36737 ,32713
19 1,8796 1,2607 1,2607 ,85951 ,74506 ,65457 ,57972 ,51590 ,46026 ,41095 ,36667 ,32649
20 1,8573 1,2553 1,2553 ,85733 ,74339 ,65321 ,57858 ,51491 ,45939 ,41017 ,36597 ,32585
21 1,8361 1,2499 1,2499 ,85517 ,74172 ,65186 ,57744 ,51392 ,45852 ,40940 ,36527 ,32522
22 1,8159 1,2445 1,2445 ,85301 ,74006 ,65051 ,57630 ,51294 ,45766 ,40863 ,36457 ,32458
23 1,7966 1,2393 1,2393 ,85087 ,73841 ,64916 ,57516 ,51196 ,45679 ,40785 ,36387 ,32394
24 1,7782 1,2341 1,2341 ,84873 ,73676 ,64782 ,57403 ,51098 ,45593 ,40708 ,36318 ,32331
25 1,7604 1,2289 1,2289 ,84661 ,73512 ,64648 ,57290 ,51000 ,45507 ,40631 ,36248 ,32267
26 1,7434 1,2239 1,2239 ,84450 ,73348 ,64514 ,57178 ,50903 ,45421 ,40555 ,36179 ,32204
27 1,7270 1,2188 1,2188 ,84239 ,73185 ,64382 ,57065 ,50805 ,45335 ,40478 ,36110 ,32141
28 1,7112 1,2139 1,2139 ,84030 ,73023 ,64249 ,56953 ,50708 ,45250 ,40401 ,36040 ,32077
29 1,6960 1,2090 1,2090 ,83822 ,72861 ,64117 ,56841 ,50612 ,45165 ,40325 ,35971 ,32014
30 1,6812 1,2041 1,2041 ,83614 ,72700 ,63985 ,56730 ,50515 ,45079 ,40249 ,35902 ,31951
31 1,6670 1,1993 1,1993 ,83408 ,72539 ,63853 ,56619 ,50419 ,44994 ,40173 ,35833 ,31889
32 1,6532 1,1946 1,1946 ,83203 ,72379 ,63722 ,56508 ,50322 ,44909 ,40097 ,35765 ,31826
33 1,6398 1,1899 1,1899 ,82998 ,72220 ,63592 ,56397 ,50226 ,44825 ,40021 ,35696 ,31763
34 1,6289 1,1852 1,1852 ,82795 ,72061 ,63462 ,56287 ,50131 ,44740 ,39945 ,35627 ,31700
35 1,6143 1,1806 1,1806 ,82592 ,71903 ,63332 ,56177 ,50035 ,44656 ,39869 ,35559 ,31638
36 1,6021 1,1761 1,1761 ,82391 ,71745 ,63202 ,56067 ,49940 ,44571 ,39794 ,35491 ,31575
37 1,5902 1,1716 1,1716 ,83190 ,71588 ,63073 ,55957 ,49845 ,44487 ,39719 ,35422 ,31513
38 1,5786 1,1671 1,1671 ,81991 ,71432 ,62945 ,55848 ,49750 ,44403 ,39643 ,35354 ,31451
39 1,5673 1,1627 1,1627 ,81792 ,71276 ,62816 ,55739 ,49655 ,44320 ,39568 ,35286 ,31389
40 1,5563 1,1584 1,1584 ,81594 ,71120 ,62688 ,55630 ,45960 ,44236 ,39493 ,35218 ,31327
41 1,5456 1,1540 1,1540 ,81397 ,70966 ,62561 ,55522 ,49466 ,44153 ,39419 ,35150 ,31265
42 1,5351 1,1498 1,1498 ,81201 ,70811 ,62434 ,55414 ,49372 ,44069 ,39344 ,35083 ,31203
43 1,5249 1,1455 1,1455 ,81006 ,70658 ,62307 ,55306 ,49278 ,43986 ,39269 ,35015 ,31141
44 1,5149 1,1413 1,1413 ,80611 ,70504 ,62180 ,55198 ,49184 ,43903 ,39121 ,34948 ,31079
45 1,5051 1,1372 1,1372 ,80618 ,70352 ,62054 ,55091 ,49091 ,43820 ,39047 ,34880 ,31017
46 1,4956 1,1331 1,1331 ,80425 ,70200 ,61929 ,54984 ,48998 ,43738 ,38972 ,34813 ,30956
47 1,4863 1,1290 1,1290 ,80234 ,70048 ,61803 ,54877 ,48905 ,43655 ,38899 ,34746 ,30894
48 1,4771 1,1249 1,1249 ,80043 ,69897 ,61678 ,54770 ,48812 ,43573 ,38825 ,34679 ,30833
49 1,4682 1,1209 1,1209 ,79853 ,69746 ,61554 ,54664 ,48719 ,43491 ,38751 ,34612 ,30772
50 1,4594 1,1170 1,1170 ,79653 ,69596 ,61429 ,54558 ,48626 ,43409 ,38678 ,34545 ,3071
51 1,4508 1,1130 1,1130 ,79475 ,69447 ,61306 ,54452 ,48534 ,43327 ,38678 ,34478 ,30649
52 1,4424 1,1091 1,1091 ,79287 ,69298 ,61182 ,54347 ,48442 ,43245 ,38604 ,34412 ,30588
53 1,4341 1,1053 1,1053 ,79101 ,69149 ,61059 ,54241 ,48350 ,43164 ,38531 ,34345 ,30527
54 1,4260 1,1015 1,1015 ,78915 ,69002 ,60936 ,54136 ,48258 ,43082 ,38458 ,34279 ,30466
55 1,4180 1,0977 1,0977 ,78729 ,68854 ,60813 ,54031 ,48167 ,43001 ,38385 ,34212 ,30406
56 1,4102 1,0939 1,0939 ,78545 ,68707 ,60691 ,53927 ,48076 ,42920 ,38312 ,34146 ,30345
57 1,4025 1,0902 1,0902 ,78361 ,68561 ,60569 ,53823 ,47984 ,42839 ,38239 ,34080 ,30284
58 1,3949 1,0865 1,0865 ,78179 ,68415 ,60448 ,53719 ,47893 ,42758 ,38166 ,34014 ,30224
59 1,3875 1,0828 1,0828 ,77996 ,68269 ,60327 ,53615 ,47803 ,42677 ,38094 ,33948 ,30163

95
12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23
0 ,30103 ,26627 ,23408 ,20412 ,17609 1,4976 ,12494 ,10146 ,07918 ,05799 ,03779 ,01848
1 ,30043 ,26571 ,23357 ,20364 ,17564 1,4934 ,12454 ,10108 ,07882 ,05765 ,03746 ,01817
2 ,29983 ,26516 ,23305 ,20316 ,17519 ,14891 ,12414 ,10070 ,07846 ,05730 ,03713 ,01786
3 ,29923 ,26460 ,23254 ,20268 ,17474 ,14849 ,12373 ,10032 ,07810 ,05696 ,03680 ,01754
4 ,29862 ,26405 ,23202 ,20219 ,17429 ,14806 ,12333 ,09994 ,07774 ,05662 ,03648 ,01723
5 ,29802 ,26349 ,23151 ,20171 ,17384 ,14764 ,12293 ,09956 ,07738 ,05627 ,03615 ,01691
6 ,29743 ,26294 ,23099 ,20124 ,17339 ,14722 ,12253 ,09918 ,07702 ,05593 ,03582 ,01660
7 ,29683 ,26239 ,23099 ,20076 ,17294 ,14679 ,12213 ,09880 ,07666 ,05559 ,03549 ,01629
8 ,29623 ,26184 ,22997 ,20028 ,17249 ,14637 ,12173 ,09842 ,07630 ,05524 ,03517 ,01597
9 ,29564 ,26129 ,22946 ,19980 ,17204 ,14595 ,12134 ,09804 ,07594 ,05490 ,03484 ,01566
10 ,29504 ,26074 ,22894 ,19932 ,17159 ,14553 ,12094 ,09767 ,07558 ,05456 ,03451 ,01535
11 ,29445 ,26019 ,22843 ,19884 ,17114 ,14510 ,12054 ,09729 ,07522 ,05422 ,03418 ,01504
12 ,29385 ,25964 ,22792 ,19837 ,17070 ,14468 ,12014 ,09691 ,07486 ,05388 ,03386 ,01472
13 ,29326 ,25909 ,22741 ,19789 ,17025 ,14426 ,11974 ,09653 ,07450 ,05353 ,03353 ,01441
14 ,29267 ,25854 ,22691 ,19742 ,16980 ,14384 ,11935 ,09616 ,07414 ,05319 ,03321 ,01410
15 ,29208 ,25800 ,22640 ,19694 ,16936 ,14342 ,11895 ,09578 ,07379 ,05285 ,03288 ,01379
16 ,29149 ,25745 ,22589 ,19647 ,16891 ,14300 ,11855 ,09540 ,07343 ,05251 ,03256 ,01348
17 ,29090 ,25690 ,22538 1,9599 ,16847 ,14258 ,11816 ,09503 ,07307 ,05217 ,03223 ,01317
18 ,29031 ,25636 ,22488 1,9552 ,16802 ,14217 ,11776 ,09465 ,07272 ,05183 ,03191 ,01286
19 ,28972 ,25582 ,22437 1,9505 ,16758 ,14175 ,11737 ,09428 ,07236 ,05149 ,03158 ,01254
20 ,28913 ,25527 ,22386 ,19457 ,16714 ,14133 ,11697 ,9390 ,07200 0,5115 ,03126 ,01224
21 ,28855 ,25473 ,22336 ,19410 ,16669 ,14091 11658 ,09353 ,07165 ,05081 ,03093 ,01193
22 ,28796 ,25419 ,22286 ,19363 ,16625 ,14050 ,11618 ,09316 ,07129 ,05048 ,03061 ,01162
23 ,28737 ,25365 ,22235 ,19316 ,16581 ,14008 ,11776 ,09278 ,07094 ,05014 ,03029 ,01131
24 ,28679 ,25311 ,22185 ,19269 ,16537 ,13966 ,11737 ,09241 ,07058 ,04980 ,02996 ,01100
25 ,28621 ,25257 ,22135 ,19222 ,16493 ,13925 ,11500 ,09204 ,07023 ,04948 ,02964 ,01069
26 ,28562 ,25203 ,22084 ,19175 ,16449 ,13883 ,11461 ,09166 ,06987 ,04912 ,02932 ,01038
27 ,28504 ,25149 ,22034 ,19128 ,16405 ,13842 ,11422 ,09129 ,06952 ,04878 ,02900 ,01007
28 ,28446 ,25095 ,21984 ,19082 ,16361 ,13800 ,11382 ,09092 ,06916 ,04845 ,02867 ,00976
29 ,28388 ,25041 ,21934 ,19035 ,16317 ,13759 ,11343 ,09055 ,06881 ,04811 ,02835 ,00945
30 ,28330 ,24988 ,21884 ,18988 ,16273 ,13717 ,11304 ,09018 ,06846 ,04777 ,02803 ,00914
31 ,28272 ,24934 ,21835 ,18941 ,16229 ,13676 ,11265 ,08981 ,06811 ,04744 ,02771 ,00884
32 ,28214 ,24881 ,21785 ,18895 ,16185 ,13635 ,11226 ,08943 ,06775 ,04710 ,02739 ,00853
33 ,28157 ,24827 ,21735 ,18848 ,16141 ,13594 ,11187 ,08906 ,06740 ,04676 ,02707 ,00822
34 ,28099 ,24774 ,21685 ,18802 ,16098 ,13552 ,11148 ,8869 ,06705 ,04643 ,02674 ,00791
35 ,28042 ,24721 ,21635 ,18755 ,16054 ,13511 ,11109 ,08832 ,06670 ,04609 ,02642 ,00761
36 ,27984 ,24667 ,21586 ,18709 ,16010 ,13470 ,11070 ,08796 ,06634 ,04576 ,02610 ,00730
37 ,27927 ,24614 ,21536 ,18662 ,15967 ,13429 ,11031 ,08759 ,06599 ,04542 ,02578 ,00699
38 ,27869 ,24561 ,21487 ,18616 ,15923 ,13388 ,10992 ,08722 ,06564 ,04509 ,02546 ,00669
39 ,27812 ,24508 ,21437 ,18570 ,15880 ,13347 ,10953 ,08685 ,06529 ,04475 ,02514 ,00638
40 ,27755 ,24455 ,21388 ,18524 ,15836 ,13306 ,10915 ,08648 ,06494 ,04442 ,02482 ,00607
41 ,27698 ,24402 ,21339 ,18477 ,15793 ,13265 ,10876 ,08611 ,06459 ,04409 ,02451 ,00577
42 ,27641 ,24349 ,21289 ,18431 ,15749 ,13225 ,10837 ,08575 ,06424 ,04375 ,02419 ,00546
43 ,27584 ,24296 ,21240 ,18385 ,15706 ,13183 ,10798 ,08538 ,06389 ,04342 ,02387 ,00516
44 ,27527 ,24244 ,21191 ,18339 ,15663 ,13142 ,10760 ,08501 ,06354 ,04309 ,02355 ,00485
45 ,27470 ,24191 ,21142 ,18293 ,15620 ,13101 ,10721 ,08464 ,06319 ,04275 ,02323 ,00455
46 ,27413 ,24138 ,21093 ,18247 ,15576 ,13061 ,10683 ,08428 ,06284 ,04242 ,02291 ,00424
47 ,27357 ,24086 ,21044 ,18201 ,15533 ,13020 ,10644 ,08391 ,06250 ,04209 ,02259 ,00394
48 ,27300 ,24033 ,20995 ,18155 ,15490 ,12979 ,10605 ,08355 ,06215 ,04176 ,02228 ,00363
49 ,27244 ,23981 ,20946 ,18110 ,15447 ,12939 ,10567 ,08318 ,06180 ,04142 ,02196 ,00333
50 ,27187 ,23928 ,20897 ,18064 ,15404 ,12898 ,10529 ,08282 ,06145 ,04109 ,02164 ,00303
51 ,27131 ,23876 ,20849 ,18018 ,15361 ,12857 ,10490 ,08245 ,06111 ,04076 ,02133 ,00272
52 ,27075 ,23824 ,20800 ,17973 ,15318 ,12817 ,10452 ,08209 ,06076 ,04043 ,02101 ,00242
53 ,27018 ,23772 ,20751 ,47927 ,15275 ,12776 ,10413 ,08172 ,06041 ,04010 ,02069 ,00212
54 ,26962 ,23720 ,20703 ,17881 ,15233 ,12736 ,10375 ,08136 ,06007 ,03977 ,02038 ,00181
55 ,26906 ,23668 ,20654 ,17836 ,15190 ,12695 ,10337 ,08099 ,05972 ,03944 ,02006 ,00151
56 ,26850 ,23616 ,20606 ,17791 ,15147 ,12655 ,10298 ,08063 ,05937 ,03911 ,01975 ,00121
57 ,26794 ,23564 ,20557 ,17745 ,15104 ,12615 ,10260 ,08027 ,05903 ,03878 ,01943 ,00091
58 ,26738 ,23512 ,20509 ,17700 ,15062 ,12574 ,10222 ,07991 ,05868 ,03845 ,01911 ,00060
59 ,26683 ,23460 ,20460 ,17654 ,15019 ,12534 ,10184 ,07954 ,05834 ,03812 ,01880 ,00030

96
Quadro 5
Formulário de Mapa Astrológico

97
Quadro 6
Tabela de Correção do Tempo Médio

98
Quadro 7
Tábua de Casas

Quadro 8
Parâmetros de Orbes por Aspectos e Fatores de Análise

Padrão do Mapa Natal 10,0 9,0 5,0 6,0 7,0 0,0 0,0 0,0 0,0 1,0
Revolução 10,0 9,0 5,0 6,0 7,0 0,0 0,0 0,0 0,0 1,0
Interaspectos Revolução 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,5
Interaspectos Sinastrias 10,0 10,0 5,0 7,0 7,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,5
Composto Relacionamento 10,0 9,0 5,0 6,0 7,0 0,0 0,0 0,0 0,0 1,0
Mundial 10,0 9,0 5,0 6,0 7,0 0,0 0,0 0,0 0,0 1,0
Harmônicas 10,0 9,0 5,0 6,0 7,0 0,0 0,0 0,0 0,0 1,0
Pontos Médios 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,5
Cúspides das Casas 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,0
Estrelas 1,0 1,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0
Pontos Arábicos 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,0
Progressão Revol. Solar 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0
Secundária/ASC/MC/Sol 1,5 1,5 1,5 1,5 1,5 1,5 1,5 1,5 1,5 0,5
Secundária Lua 3,0 3,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 0,5
Retificação 8,0 8,0 8,0 8,0 8,0 8,0 8,0 8,0 8,0 0,0
Pontos Sensíveis 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0
Trânsito Diário 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0
Trânsito dos Luminares 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0
Trânsito Planetas Rápidos 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,5
Trânsito Planetas Lentos 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,5
Lunação (Previsão) 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0
Direções (Mapas) 10,0 9,0 5,0 6,0 7,0 0,0 0,0 0,0 0,0 1,0
Direções (Interaspectos) 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,5
Mapas Simbólicas 10,0 9,0 5,0 6,0 7,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0
Interaspectos Simbólicas 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 5,0 0,0
Desenvolvimento Conjunções 10,0 9,0 5,0 6,0 7,0 0,0 0,0 0,0 0,0 1,0

99
Exercício 1
A pessoa, no caso, é Aquariano com Ascende (Casa 1) também em Aquário. Sol em conjunção com Urano e
Mercúrio, também na Casa 1.

Vamos, então, analisar o SOL, com a ajuda da Tabela, efetuando os recortes devidos.

Pelo conceito contido na tabela, o SOL “É o ser Interior, a pessoa, o pai, o impulso de poder, personalidade,
ego. Expressa sucesso, generosidade, honra, autossuficiência, vigor, criatividade, mas também orgulho,
ostentação, despotismo, arrogância”.

Ele expressa esse interior de forma AQUARIANA, ou seja, de forma “Independente, inventivo, tolerante,
individualista, progressista, artístico, científico, lógico, humano, intelectual, altruísta, libertário.
Imprevisível, temperamental, tímido, excêntrico, radical, impessoal, rebelde, frio”.

Manifestando nas coisas da Casa 1 (Ascendente), isto é o próprio “Eu, a Persona, a Indiv idualidade, com a
expressão do Corpo Físico”

Podemos fazer a seguinte assertiva “Trata-se de uma pessoa que anseia pela liberdade, preservando a
sua individualidade”.

Vamos avançar um pouco mais, analisando á Casa 1 (Ascendente), com os planetas Mercúrio e Urano.

Pelos recortes obtidos na Tabela, Mercúrio:

É “Versátil, analítico, curioso, jovial. Expressa adaptabilidade, agilidade, podendo ser também dissimulação,
mentira, desonestidade, intriga, nervosismo”.

Interpretando o mesmo papel (Aquário) e na mesma situação (Ascendente).

Então, trata-se de uma pessoa ágil, jovial, lógico, inteligente, comunicativa e expansiva fazendo muitas
amizades e as valorizando.

Pelos recortes obtidos na Tabela, Urano:

É “Inovador, revolucionário, libertário, Independente. Expressa habilidades técnicas, mudanças bruscas,


amizades, originalidade, independência, insights, mas também individualidade, revolta, revolução, rebeldia,
separação, rompimento, anarquia”.

Interpretando também o mesmo papel (Aquário) e na mesma situação (Ascendente).

Assim, “É inovador, inventivo, questionador e acima de tudo libertador”.

Vimos no encontro passado que as Casas se relacionam por eixos e aqui a 1 se opõe à Casa 7, que
corresponde ao outro. A Casa 1 é a da individualidade e a 7 é o outro que buscamos para parceiros, sócios
ou cônjuge.

No caso no mapa apresentado, a Casa 7 abre em Leão, indicando que:

“A pessoa busca na outra uma relação romântica, de autovalorização, de criatividade, romance, filhos e
prazer” (recorte da Tabela).

Nesta Casa 7, porém, temos dois planetas que indicam a qualidade e como buscamos essa relação, sendo
Lua e Saturno. Vamos, assim, analisar as duas situações.

A Lua, onde é que se situa, demonstra o que buscamos em termos de conforto, segurança, identidade de
lar. No caso em questão (Veja o recorte), a pessoa tende a ser “Emotivo, maternal, protetor, familiar,
provedor. Expressa o passado, segurança, família, lar, memória, inspiração, sensibilidade, popularidade,
sonho, intuição, instinto, mas também inconstância, emotivi dade, instabilidade.”.

100
Saturno, onde é que esteja posicionado, impõe responsabilidades, estruturas e restrições. A pessoa (Veja o
recorte) tende a ser “Responsável, austero, estruturador, objetivo, trabalhador. Expressa amadurecimento,
estabilidade, realização, liderança, autoridade, mas também avareza, ambição, amargura, isolamento,
severidade, rigidez e autoritarismo”, justamente nas relações conjugais.

Observe que Saturno se opõe a Sol, Mercúrio, Urano e ao próprio Ascendente e a Lua se opõe ao Sol.

Isto indica possibilidades de problemas no relacionamento com o outro. O relacionamento aqui tende a ser
conflituoso, pois as responsabilidades impostas pelo outro e ao outro, suprimem a própria busca pela
preservação da individualidade e liberdade.

Se a pessoa busca no outro uma relação de controle e vínculo (Saturno) é assim que o outro atuará sobre
ele. De forma similar também é assim que a pessoa agirá com ou outro.

Esta é uma típica situação de conflito que não é rara de ser encontrada. A pessoa busca no outro aquilo que
também é e enquanto não conscientizar de sua natureza, encontrará problemas para fazer os ajustes
necessários para que possa harmonizar a relação.

No caso, não adianta negar qualquer natureza e expressão dos planetas envolvidos, pois eles fazem parte
da estrutura psíquica da pessoa e o trabalho a ser feito deve contemplar todas as partes.

A separação com o outro de nada adiantará, pois em outra relação o mesmo quadro se repetirá. Até por
que é difícil se separar com Saturno na Casa 7. Mesmo ocorrendo, os vínculos com a pessoa continuará.

No caso de relacionamentos amorosos deve-se também considerar a Casa 5, que abre em Gêmeos, sendo
que neste caso, temos Plutão e Júpiter em conjunção, em Câncer, na Casa 5, demonstrando uma
idealização das relações, bem como, talvez até com identificações de uma parceira com as características
da mãe (no caso de mapa de homens) ou de suprir as necessidades do outro de forma materna (no caso de
mapa de mulheres).

Temos que considerar também a posição de Marte e Vênus, que estão em Peixes, na Casa 2.

Marte em Peixes atribui o gosto por sensações incomuns, muita imaginação, sensibilidade psíquica forte,
suavidade, fantasias, podendo ocorrer fugas dos problemas através do amor e sexo. Pode m ocorrer
também envolvimentos ocultos, caso a relação formal (Casa 7) se torne um fardo.

Nos mapas de mulheres existe a atração por homens com características piscianas, ou seja, que tenha
tendências musicais, artísticas, espirituais, mas que podem também ser sonhadores, utópico s e confusos.

O mesmo pode ser afirmado para Vênus em Peixes, onde a pessoa tende a ser emocional e muito sensível,
idealista, compassivo e romântico, porém sem discernir em suas escolhas, podendo vir a se deixar enganar
por outros. Nas questões das emoções essa pessoa pode ser vaga, não deixando transparecer o que
sentem. No caso de mapa de homem, este buscará alguém também com características piscianas.

Outros aspectos poderiam ser explorados, porém a finalidade aqui é simplesmente fazermos um exercício
para que todos possam compreender como se estrutura a análise de um mapa.

101

Оценить