Вы находитесь на странице: 1из 4

UFRGS / IFCH / DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

HUM 03048 - História Moderna II A


Sala 109 do prédio antigo

PLANO DE ENSINO
Profa. Natalia Pietra Méndez

I - SÚMULA
Revolução comercial. Mercantilismo. Surgimento e desenvolvimento do Estado Nacional. A política e os
conflitos dos Estados modernos europeus. Absolutismo. Os déspotas esclarecidos. A revolução intelectual dos
séculos XVII e XVIII. (Súmula modificada pelos “conteúdos mínimos” introduzidos em 1993.)

II - OBJETIVO

Dando continuidade a História Moderna I, a disciplina aborda diferentes processos de


formação dos estados modernos e algumas transformações culturais que explicam o advento da
sociedade moderna.

III - PROGRAMA E BIBLIOGRAFIA BÁSICA

1. O Estado Moderno: casos


Caso francês
ANDERSON, Perry. Linhagens do Estado Absolutista. 3 ed. São Paulo: Brasiliense, 1995 [1974].
(“França”, p. 84-111.) {940.2 A548}
APOSTOLIDÈS, Jean-Marie. O rei-máquina: espetáculo e política no tempo de Luís XIV. RJ: José
Olympio, Brasília: EDUnB, 1993[1981]. (“A Organização da Cultura”, p. 23-37) {944.033 A645}
Filme O Absolutismo: Ascensão de Luís XIV (França, Roberto Rosselini, 1966)

Caso inglês
HILL, Christopher. O eleito de Deus. Oliver Cromwell e a Revolução Inglesa. São Paulo: Companhia
das Letras,1990. (Cap. I, Oliver Cromwell e a Revolução Inglesa, p. 11-32
HILL, C. De la Reforma a la Revolución industrial 1530-1780. 2 ed. Barcelona: Ariel, 1991 [1967]
3ª Parte, Cap. 1 – La guerra civil, p. 143-151
3ª Parte, Cap. 2 – La revolución en ele gobierno, p. 152-164
3ª Parte, Cap. 7 – La religión y la revolución intelectual, p. 216-238

Outros: PORTUGAL – ITÁLIA - PRÚSSIA – POLÕNIA – ESPANHA - RÚSSIA

2. Mudanças culturais: ciência e educação


VAN DÜLMEN, Richard. Los inícios de la Europa moderna. 1550-1648. 4 ed. Madrid: Siglo XXI,
1990. (Cap. 3, Educação, sistema escolar, ciência protomoderna, p. 273-86) {940.2 D883E}
ROSSI, Paolo. Os filósofosos e as máquinas. São Paulo: Companhia das Letras, 1989 [1962]. (Cap.
2, “A idéia de progresso científico”, p. 63-88) {501 R831}
WRIGHT, Jonathan. Os Jesuítas: missões, mitos e histórias. Rio de Janeiro: Relume, 2006. (p. 175-
218).
Complementar:
BBC. A História da Ciência. DVD Triplo. (Apresentação de Michael Mosley.)
ROSSI, Paolo. A ciência e a filosofia dos modernos. São Paulo: Ed. da UNESP, 1992. (Cap. 3,
Bacon e a Bíblia, p. 59-85) {501 R833s}

3. O Iluminismo – O espaço e o tempo das Luzes; o legado do Iluminismo


RUDÉ, George. A Europa no século XVIII. Lisboa: Gradiva, 1988. (Cap. 10, “O Iluminismo”, p. 229-
254.) {940.25 R915e}
KANT, I. Resposta à pegunta: Que é “Esclarecimento”?. In: __. Immanuel Kant. Textos Seletos.
Rio de Janeiro: Vozes, 1985. p. 100-117.
WOOD, Ellen M. O estado e a soberania popular no pensamento político francês: uma
genealogia da “vontade geral” de Rosseau. In: KRANTZ, F. (org.). A outra história. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar, 1990. p.80-104. {BSCSH}
DARNTON, Robert. Boemia literária e revolução. São Paulo: Companhia das Letras, 1987[1982].
(Cap. 1, “O Alto Iluminismo e os subliteratos”, p. 13-49.) {944.04 D223}

Bibliografia complementar:

Links para vídeo no Youtube, História da Ciência:


Episódio 1 http://www.youtube.com/watch?v=o_jr25zzLTo
Episódio 2 http://www.youtube.com/watch?v=nbBIyX4wlwE
Episódio 3 http://www.youtube.com/watch?v=OkwfIYX4wpU
Episódio 4 http://www.youtube.com/watch?v=n_E4VkN41ls
Episódio 5 http://www.youtube.com/watch?v=-885lqez4ao
Episódio 6 http://www.youtube.com/watch?v=bWr4K_3klPQ

Muitos títulos 100% disponíveis digitalmente nesse site:


https://skydrive.live.com/?cid=179657ea10299fd8&id=179657EA10299FD8!392

BACON, Francis. Novum Organum ou verdadeiras indicações acerca da interpretação da natureza.


In: PENSADORES. São Paulo: Abril Cultural, 1973. p. 11-60 {BSCSH}
BENNASSAR, M. B. et al. Historia Moderna. Toledo: Akal, 1994 [1980?]. {BSCSH}
BRIGGS, Asa, BURKE, Peter. A mídia e a esfera pública no início da Europa moderna. In:___ Uma
história social da mídia. Rio de Janeiro: Zahar, 2004. p. 82-113. {302.23 B854S-P}
BROMLEY, J. S. Bandidos no mar, 1660-1720: Liberdade, igualdade e fraternidade entre os
flibusteiros do Caribe. In: KRANTZ, F. (org.). A outra história. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.
{BSCSH}
BURKE, Peter. A fabricação do rei: a construção da imagem pública de Luís VIV. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar, 1994. {944.033 B959f-}
CAMENIETZKI, C. Z., CAROLINO, Luís M. (orgs) Jesuítas, Ensino e Ciência. Caleidoscópio, 2006.
CASSIRER, E. A filosofia do Iluminismo. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1992 [1932] {193 C345 esp.}
CAVALCANTE, Berenice. Os “letrados” da sociedade colonial: as academias e a cultura do
Iluminismo no final do século XVIII. Acervo. Revista do Arquivo Nacional. Rio de Janeiro, v. 8, n.
1/2 (Leituras e leitores), jan./dez., 1995. p. 53-66. [disponível on line]
CHAUNU, Pierre. A civilização da Europa das Luzes. Lisboa: Estampa, 1985. 2 vol.
CORVISIER, André. História Moderna. 4 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995. {900 118460}
CUADERNOS DE HISTÓRIA MODERNA. In: UNIVERSIDAD COMPLUTENSE MADRID. Portal de
Revistas Científicas Complutense. Disponível em: http://www.ucm.es
DARNTON, R. Edição e Sedição: O universo da literatura clandestina no século XVIII. São Paulo:
Companhia das Letras, 1992.
DARNTON, R. O grande massacre de gatos. 2 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988. {944.033 D223g}
ELIAS, Norbert. Sociedade de corte. 2 ed. Lisboa: Estampa, 1995 [1969]. {900 123 152}
FALCON, Francisco J. C. Despotismo Esclarecido. São Paulo: Ática, 1986. {BSCSH}
FEBVRE. Europa. A gênese de uma civilização. Bauru: EDUSC, 2004
FORTES, Luiz R. Salinas. O Iluminismo e os reis filósofos. 6 ed. SP: Brasiliense, 1989. {90786}
FOUCAULT, Michel. A origem da sociedade disciplinaria. In: ___. A verdade e as formas jurídicas.
Nau Editora, 2002.
GARIN, Eugenio. Ciência e vida civil no Renascimento italiano. São Paulo: Ed. da UNESP, 1996.
HABERMAS. Mudança estrutural da esfera pública. Investigações quanto a uma categoria da
sociedade burguesa. (Introdução, p. 13-41)
HARMAN, P. M. A revolução científica. São Paulo: Ática: 1995[1983]. {500 136263}
HENRY, John. A Revolução Científica e as origens da ciência moderna. Rio de Janeiro: Jorge Zahar
Editor, 1988. (Cap. 6, A ciência e a cultura mais ampla, p. 95-202) {509 H522S-P}
HILL, C. As origens intelectuais da Revolução Inglesa. SP: Martins Fontes, 1992 [1965]. {900 121448}
HILL, C. O mundo de ponta cabeça. São Paulo: Companhia das Letras, 1987[1972]. {942.062 H645w}
HILL, C. Uma revolução burguesa? Revista Brasileira de História. n. 7, 1984, p. 7-32. {period.}
HILL, Christopher. A Revolução Inglesa de 1640. 3 ed. Lisboa: Presença, 1985[1940]. {942.062 H645}
MACPHERSON, A teoria política do individualismo possessivo. (Cap. III, Os Niveladores: o sufrágio e
a liberdade, p. 117-169)
MARAVALL, José antonio. Poder, honor y élites en el siglo XVII. 3 ed. Madrid: Siglo XXI, 1989 [1979]
{ñ}
MATTOSO, José. História de Portugal. Lisboa: Estampa, [199-] {BSCSH}
MOUSNIER, Roland. Os progressos da civilização européia. In: ___. Os séculos XVI e XVII (v. 1). In:
CROUZET, Maurice. História Geral das Civilizações (n. 9). São Paulo: Difel, 1968. {909 C952}
POMEAU, René. La Europa de las Luces. Cosmopolitismo y unidade europea en el siglo XVIII.
México: Fondo de Cultura Económica, 1988 [1966] {940.25 P785E}
RAEFF, Marc. La rebelión de Pugachov. In: FORSTER, R., GREENE, J. P. (orgs). Revoluciones y
rebeliones de la Europa moderna. Madrid: Alianza Editorial, 1984 [1972].p.175-217 {ñ}
RIBEIRO, Renato Janine. A etiqueta no Antigo Regime: do sangue à doce vida. 2 ed. São Paulo:
Brasiliense, 1987 [1983]. (Tudo é história) {BSCSH}
SCHAMA, Simon, O desconforto da riqueza: a cultura holandesa na Época do Ouro – uma
interpretação. São Paulo: Companhia das Letras, 1992. {949.2 S528}
SMIT, J. W. La Revolución en los Paises Bajos. In: FORSTER, Robert, GREENE, Jack P. (orgs).
Revoluciones y rebeliones de la Europa moderna. Madrid: Alianza, 1984 [1972]. p. 29-63. {ñ}
SOARES, Luiz Carlos. Ciência, religião e ilustração: as academias de ensino dos dissidentes
racionalistas ingleses no século XVIII. Revista Brasileira de História. v.21, n.41. 2001. p. 173-200.
STONE, L. Causas da Revolução Inglesa: 1529-1642. Bauru: EDUSC, 2000. {942.062 S877C}
STONE, Lawrence. La Revolucion Inglesa. In: FORSTER, R., GREENE, J. (orgs). Revoluciones y
rebeliones de la Europa moderna. Madrid: Alianza Editorial, 1984 [1972]. p. 67-121 {ñ}
THOMPSON, E. P. Costumes em comum. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. (Cap. 2) {942
T469C-P }
WOORTMANN, Klaas. Religião e Ciência no Renascimento. Brasília: Editora da Unb, 1997. (Inovação
e tradição; ciência e misticismo. As ambigüidades do Renascimento. p. 107-129) {COEPPGAS 200
152745}

IV– METODOLOGIAS

-A leitura da Bibliografia Básica é obrigatória e deve ser feita com antecedência.


-Procedimentos didáticos: exposição por parte da docente e por parte dos alunos; roteiro de leitura
e discussões; discussões não-dirigidas; uso de recursos áudio-visuais.

V – CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

-Participação em sala de aula nas discussões e apresentação de temas/textos selecionados.


- Apresentação de trabalho voltados para a prática docente como componente curricular e/ou análise
da historiografia escolar voltada ao ensino de história moderna.
-Duas avaliações escritas individuais, em sala de aula, que são as notas fundamentais da disciplina.
--Tanto nas provas quanto nas participações/apresentações orais será avaliado: a capacidade do
aluno de operar com conceitos, periodizações, processos; hierarquização de idéias; desenvoltura e
autonomia na expressão verbal (escrita ou falada), paralelamente ao respeito às idéias do autor.
-Para recuperação de desempenho haverá, ao final do semestre, uma avaliação escrita individual que
substituirá um dos conceitos negativos

VI - CRONOGRAMA

SEMANA DATA CONTEÚDO


1ª 05/08 Apresentação da disciplina; Introdução: Estados Absolutistas
2ª 12/08 França: ANDERSON - APOSTOLIDÈS
3ª 19/08 Exibição e discussão filme “O absolutismo: a ascensão de Luis XIV
4ª 26/08 Inglaterra: HILL
5ª 02/09 Outros casos de estados
6ª 16/09 Aula reserva
7ª 23/09 1ª avaliação
8ª 30/09 Rev. Científica: VAN DÜLMEN
9ª 07/10 Rev. Científica: ROSSI – WRIGHT
10ª 14/10 Iluminismo RUDÉ - KANT
11ª 21/10 SEMANA ACADÊMICA
12ª 28/10 Apresentação de trabalhos
13ª 04/11 Iluminismo: WOOD - DARNTON
14ª 11/11 2ª Avaliação
15ª 18/11 Apresentação de trabalhos
16ª 25/11 Avaliação substitutiva
17ª 02/12 Aula reserva

Оценить