Вы находитесь на странице: 1из 12

ESCOLA SECUNDÁRIA C/3º CICLO EB DANIEL SAMPAIO

FICHA-GUIA

LÍNGUA PORTUGUESA

Visita de Estudo à cidade de Lisboa (21/01/2011)

9º Ano de Escolaridade

Nome_________________________________Nº____________ Turma______________________

A presente actividade tem por objectivos:

- Desenvolver a capacidade de aquisição e aplicação de técnicas de pesquisa;

- Incrementar a capacidade de recolha e de tratamento da informação;

- estimular a capacidade de observação e de organização do trabalho;

- Aperfeiçoar a capacidade de elaboração de sínteses e de relatórios.

E ainda:

- Conhecer/identificar vultos da Literatura Portuguesa;

- Aprofundar conhecimentos vários relacionados com alguns autores e obras do Programa.

Visita de estudo à cidade de Lisboa

Uma viagem ao passado é a nossa proposta para a visita de hoje. Apanhem a máquina do tempo
e dêem um salto à Lisboa do século XIX. Não acreditam que seja possível? Pois fiquem a saber
que existem muitos locais que pararam no tempo e, com um pouco de criatividade e de
imaginação, irão descobrir como se vivia antigamente numa outra Lisboa e quais foram os locais
mais frequentados por eminentes figuras da nossa literatura, onde, na maior parte dos casos,
deixaram a sua marca indelével. Terão também oportunidade de conhecer locais e/ou
monumentos intimamente ligados à história de Portugal e aos grandes feitos do povo que somos,
tendo, por isso, inspirado uma vasta e importante produção literária.

Língua Portuguesa Página 1


Temos muito para ver! Desde jardins esquecidos, a prédios e monumentos imemoriais, até
às lojas que pararam no tempo

Esta viagem começa pela manhã, por isso entrem na vossa máquina do tempo e
programem-na para vos conduzir em direcção ao Terreiro do Paço. Aí, olhem à volta com
muita atenção e, entre os edifícios dos Ministérios, descubram o Café-Restaurante Martinho
da Arcada. Após terem descoberto quem, de entre os nossos escritores, o costumava(m)
frequentar e aí escreveu/escreveram uma boa parte da sua obra e cujo(s) nome(s) devem
registar, subirão, certamente, a Rua Augusta em direcção ao Rossio.

Agora, com a ajuda dos vossos professores acompanhantes, e de acordo com o percurso
e as paragens que decidirem fazer, observem, investiguem e tomem nota de:

- Quem costumava frequentar o Café Nicola e quem viveu nesse edifício;

-Como se chama o teatro que, além de Nacional, também tem nome de rainha (aproveitem
e vejam o que está em cartaz);

- O nome pelo qual já foi conhecida a Avenida da Liberdade;

- A rua que tem nome de escritor e conduz ao Chiado;

- Quem frequentava a Brasileira e ainda hoje aí tem a “sua mesa e a sua chávena de
café”;

- Quem é o/a artista que criou a escultura em bronze que, indiferente a qualquer intempérie
nos faz sempre companhia na esplanada do café;

- O nome do Largo que homenageia o escritor de Os Lusíadas;

- Onde se situa aquela que foi a última morada de Fernando Pessoa e é hoje a Casa-
Museu F.P;

- Qual o nome do teatro, de estilo neoclássico e inspirado no teatro della Scalla de Milão,
que podemos encontrar aí bem perto e que tipo de espectáculos mais comummente leva a
cena;

- Que monumentos vários podemos admirar em Belém, e estão intimamente ligados com
os feitos históricos que motivaram a escrita da Epopeia, cujo estudo iremos iniciar.

Nota: Registem tudo aquilo que considerarem importante, mesmo que não solicitado, e não
se esqueçam de que deverão documentar a vossa investigação, sempre que possível,
fotografando todos os locais de interesse e recolhendo qualquer documento e/ou
prova das vossas afirmações.

Depois… depois é só apanhar a máquina do tempo e regressar a casa!

Um excelente e proveitoso dia!!!!!

A professora
PARTE A
1. Na transcrição do texto que se segue, o hífen foi omitido 33
vezes, deixando o seu espaço vazio. Identifica esses espaços
vazios do texto e preenche-os com o hífen em falta.

«Mal ouviu a campainha, Mariana levantou se, foi ao guarda


roupa, retirou o casaco azul marinho e vestiu o
apressadamente. Olhou se ao espelho, correu para a mãe, deu
lhe um beijo e disse lhe:

- O João e a Sónia já estão à porta. Vamos até ao Miradouro da


Falésia.

Surpreendida pela pressa, a mãe recomendou lhe:

- Cuidado! Não se afastem muito do Miradouro!

Sempre a correr, Mariana abriu a porta e fechou a ruidosamente.

Sorridentes, os três amigos beijaram se e prepararam se logo para dar início à estimulante
aventura da subida ao Miradouro da Falésia. Meteram pelo caminho do outeiro. Ao longe, avistava
se já a pequena ermida encimada pela vara do pára raios.

- Gosto mesmo deste passeio! – disse a Sónia. No Verão, hei de repeti lo com os meus primos do
Porto.

- Eles vêm cá? – indagou o João. – Se vierem, avisa me. Quero conhecê los.

- Eu apresento tos – respondeu a Sónia. – Mas, primeiro, hás de prometer me que te portas com
juízo com a Patrícia. Olha que ela não é para graças!

Língua Portuguesa Página 3


- Prometo te que seguirei todas as tuas recomendações – respondeu o João com ar sorridente e
descontraído.

- Eh, pessoal! Querem uma maçã? – perguntou Mariana, pousando no muro o saco verde escuro
que levava a tiracolo.

- Atira daí, que sou bom guarda redes – disse o João.

E, quase sem darem por isso, aproximavam se já do Miradouro.

Cansados da subida, os três amigos acomodaram se rapidamente sobre o pequeno muro de


granito que rodeava a velha ermida. À sua frente, estendia se agora um mar tranquilo e quase
infinito. Junto à base da Falésia, as ondas enlaçavam se em ritmos de dança e espraiavam se
preguiçosamente sobre o areal. As gaivotas entrecruzavam se nos ares e prosseguiam as suas
rotas misteriosas. Quase esquecida do tempo, Mariana acompanhava as com um olhar atento até
elas se transformarem em pequenos pontos imóveis sobre a linha do horizonte.

Menos contemplativo, o João distanciara se um pouco das amigas e regressava agora com as
mãos atrás das costas e com um ar misterioso.

- Toma tu e toma tu! – disse, estendendo um amor perfeito a cada uma das colegas. – encontrei
os ali mesmo.»

Filipe Sá

2. Formação de palavras.

A coluna da esquerda é constituída por um conjunto de palavras formadas por derivação.


Identifica o tipo de derivação que está na origem de cada uma delas. Coloca um X na coluna
correspondente.

Palavras derivadas a) por b) por c) por


prefixação sufixação prefixação e
sufixação
desabar
inconfundível
gostoso
desunião
legitimamente
inaplicável
desalmado
desuso
desumano
desejoso

3. Das palavras que se seguem identifica as que são compostas por justaposição e por
aglutinação e escreve-as na coluna respectiva: Mariana; pequeno-almoço; má-língua;
mais-valia; planalto; boquiaberto; baixa-mar; Monsanto; couve-flor; cabra-cega; porco-
espinho; pernalta; malquerença.

a) justaposição b) aglutinação
4. Outros processos de enriquecimento do léxico

De entre as palavras indicadas, identifica os neologismos, as abreviaturas, as siglas e os


acrónimos e assinala com um X a coluna correspondente.

PALAVRAS NEOLOGISM ABREVIATUR SIGLA ACRÓNIM


O A O

TELECONFERÊNCIA

AERONAUTA

EUA

CPLP

VIDEOTEXTO

FOTO

UNICEF

PALOP

MOTO

PNEU

5. Transcreve todos os substantivos presentes neste texto de Filipe Sá e identifica-os quanto à


subclasse, ao género e ao número.

«todos os anos, pelo início da primavera, o laranjal de miráguas oferecia aos nossos olhos o
mesmo deslumbrante espectáculo: uma multidão de pequenas flores da cor da neve emergia da
extensa mancha verde, exalando u perfume raro que se espalhava sobre o casario e se alongava
até às margens do Tejo.

Nesses dias, era certo e sabido que Madalena sairia muito cedo e avançaria calmamente por
entre as laranjeiras, inspirando sofregamente o odor intenso que delas emanava. Pouco depois,
viria chamar-me, repetindo o seu incansável desafio:

- Tiago, vem ver a alegria da Natureza!»

Filipe Sá

Língua Portuguesa Página 5


Género Número

Substantivos Subclasse

Masc. Fem. Singula Plural


r

6. O grau dos adjectivos

Tendo em conta que alguns adjectivos se distanciam das regras gerais e apresentam formas
próprias nos graus comparativo e superlativo, completa adequadamente:
Comparativo de Superlativo Superlativo relativo
superioridade absoluto
ADJECTIVOS

bom

mau

grande

pequeno

7. Demonstrativos

As frases abaixo integram vários determinantes demonstrativos. Identifica-os e regista-os no


quadro que se segue:

• Este rapaz e aquela rapariga frequentaram a nossa escola.

• Marta, pega nessa toalha e guarda-a naquele armário.

• Ficas a saber que a tal rapariga era filha desta senhora.

• Estas roseiras são para plantar no outro canteiro.

• Os tais rapazes eram frequentadores assíduos daquelas festas.

• Foi o mesmo médico que examinou e operou.

• As outras alunas foram dispensadas do exame.

8. Orações coordenadas

Divide e classifica correctamente as orações coordenadas nas frases seguintes

a. Os guardas não o viram nem o ouviram._______________________________________________________


b. Ou Robinson fala com Sexta-Feira ou este zangar-se-á!
___________________________________________
c. Não bebi, logo vou poder conduzir.___________________________________________________________
d. As feras surpreenderam as presas, contudo não as
apanharam.____________________________________
e. O leão domesticado comerá não só as sopas como também as
galinhas._____________________________
f. Decidimos não ir à festa, no entanto arrependemo-nos.
___________________________________________

Língua Portuguesa Página 7


COTAÇÕES

GRUPO I

1. …………………………………………………………………………………………………………… 6 pontos

2. …………………………………………………………………………………………………………… 2 pontos

3.
3.1. ………………………………………………………………………………………………………………………………. 3
pontos
3.2. ………………………………………………………………………………………………………………………………. 3
pontos
3.3. ………………………………………………………………………………………………………………………………. 3
pontos
3.4. ………………………………………………………………………………………………………………………………. 3
pontos
3.5. ………………………………………………………………………………………………………………………………. 3
pontos

4. …………………………………………………………………………………………………………………………………….. 8
pontos

5. …………………………………………………………………………………………………………………………………….. 3
pontos

1. ……………………………………………………………………………………………………………………………………. 6
pontos
_______________________
___

40 pontos
C

1. ……………………………………………………………………………………………………………………….. 10 pontos

GRUPO II
1.
1.1. …………………………………………………………………………………………………………………………….. 2
pontos
1.2. ………………………………………………………………………………………………………………….. 2 pontos
1.3. ……………………………………………………………………………………………………………………………… 2
pontos
1.4 ………………………………………………………………………………………………………………………………. 2
pontos

2.
2.1. ………………………………………………………………………………………………………………………………. 1
ponto
2.2. ………………………………………………………………………………………………………………………………. 1
ponto
2.3 ……………………………………………………………………………………………………………………………….. 1
ponto
2.4. ……………………………………………………………………………………………………………………………….. 1
ponto
2.5. ……………………………………………………………………………………………………………………………….. 1
ponto
2.6. ……………………………………………………………………………………………………………………………….. 1
ponto

3.
(A) ………………………………………………………………………………………………………………………………… 3
pontos
(B) ………………………………………………………………………………………………………………………………… 3
pontos
________________
________________

20 pontos

GRUPO III

1. ……………………………………………………………………………………………………………………………………….. 30
pontos

__________________
________________
TOTAL
…………………………………………………………………………………………………………. 100 pontos

Língua Portuguesa Página 9


Língua Portuguesa Página 11