Вы находитесь на странице: 1из 22

PYCHARM

Configurando Atalhos de Teclado


O PyCharm é um IDE centrado no teclado. A maioria de suas ações (navegação,
refatoração, depuração, etc.) pode ser executada sem o uso de um mouse, o que permite
aumentar drasticamente a velocidade de codificação.

Keymaps predefinidos
Se você já usou outro IDE por algum tempo e memorizou seus atalhos de teclado
favoritos, pode escolher um dos keymaps predefinidos do PyCharm que correspondam
às principais combinações desse IDE..

Você pode escolher o mapa de teclado na primeira inicialização do PyCharm ou a


qualquer momento mais tarde na página Keymap das configurações do PyCharm (Ctrl +
Alt + S).

Se você está começando do zero, sem experiência em outros IDEs, recomendamos usar
o mapa de teclado padrão.

Configurando atalhos de teclado e atalhos do mouse


Keymaps predefinidos não são editáveis. Quando você adiciona ou modifica
qualquer atalho, uma cópia do mapa de teclas pré-definido atualmente
selecionado é criada automaticamente.

Para configurar atalhos de teclado e atalhos do


mouse
1. Abra a caixa de diálogo Configurações / Preferências pressionando Ctrl + Alt +
S ou escolhendo Arquivo | Configurações para Windows e Linux ou PyCharm |
Preferências para macOS e clique em Keymap.
2. Selecione um dos Keymaps pré-configurados, que você deseja usar como base
para o novo e clique em Copiar. Aceite o nome padrão ou altere-o conforme
necessário.

PYTHON 1
PYCHARM

No painel de conteúdo das ações, selecione a ação desejada.Para encontrar uma


ação por nome, digite o nome no campo de pesquisa

.Conforme você digita, o painel de conteúdo


mostra ações com os nomes correspondentes.

3. Para encontrar uma ação por atalho, clique em e, quando a caixa de diálogo
Localizar Atalho abrir, comece pressionando as teclas. O painel de conteúdo
mostrará apenas as ações com os atalhos correspondentes. Clique com o mouse
em algum lugar fora da caixa de diálogo Localizar atalho para fechá-lo.

4. Configurar atalhos de teclado.: Para fazer isso, siga estas etapas:


1. Clique com o botão direito do mouse na ação selecionada e escolha Adicionar
atalho de teclado.
2. Na caixa de diálogo aberta, pressione as teclas a serem usadas como atalhos.
As teclas são imediatamente refletidas no campo First Stroke. Opcionalmente,
marque a caixa de seleção ao lado de Second Stroke e pressione as teclas para
serem usadas como atalhos de teclado alternativos. Conforme você pressiona
as teclas, o campo Visualizar exibe a combinação sugerida de
pressionamentos de teclas,e o campo Conflitos exibe avisos, se algumas das
teclas já estiverem atribuídas às outras ações.

3. Clique em OK com o ponteiro do mouse para criar um atalho e vinculá-lo a


uma ação. É importante usar o ponteiro do mouse, porque quando você pressiona
qualquer tecla enquanto esta caixa de diálogo está aberta, o pressionamento de
tecla é interpretado como o atalho.

4. Configure mouse shortcuts. To do that, follow these steps:

1. Clique com o botão direito do mouse na ação selecionada e escolha


Adicionar atalho do mouse no menu de contexto. A caixa de diálogo
Inserir atalho do mouse é aberta

2.Na seção Click Count, clique em um botão de opção para escolher um


único clique ou clique duplo.

3.Passe o ponteiro do mouse sobre a seção Clique em Pad e clique no


botão do mouse desejado. Use os modificadores Alt, Ctrl e Shift para
diversidade. À medida que você clica, o campo Visualização de atalhos
exibe o atalho sugerido e o campo Conflitos exibe avisos, se alguns dos
atalhos já estiverem atribuídos às outras ações.

4.Clique em OK ou pressione Enter para criar um atalho e ligá-lo com


uma ação

Se um conflito for relatado, uma mensagem de aviso será exibida. Você


pode escolher uma das seguintes opções:

PYTHON 2
PYCHARM

 Remove: para remover todas as outras ligações e preservar a nova.


 Leave : para preservar todas as ligações, incluindo a nova.
 Cancel :para retornar à definição do mapa de teclado.

Embora você possa ignorar o conflito e ligar um atalho com várias ações, é estritamente
recomendado evitar a vinculação de duas ações com o mesmo atalho, porque a ordem
de execução dessas ações não está definida.

Evitando conflitos com atalhos globais do sistema


operacional
Os mapas de chave predefinidos não cobrem todas as plataformas, versões e
configurações possíveis. Experimente as combinações de teclas que você usa e faça os
ajustes necessários. Além disso, verifique se as teclas de função estão ativadas em seu
sistema e verifique o seguinte:

OS atalho Ação do sistema Ação PyCharm


Mostrar pesquisa do Spotlight
Conclusão básica de
macOS ⌃Space Selecione a fonte de entrada
código
anterior
Ctrl+Alt+S Janela de sombra configuração
Código de
Ctrl+Alt+L Tela de bloqueio
reformatação
Ctrl+Alt+T Terminal de lançamento Cercar com
Ubuntu Desfazer / refazer
Ctrl+Alt+Left
Ctrl+Alt+Right Alternar entre espaços de trabalho operações de
navegação
Alt+F7 Mover janela Localizar usos
Alt+F8 Redimensionar janela Avaliar expressão

Localização de mapas-chave definidos pelo usuário


Todos os mapas de chaves definidos pelo usuário são armazenados em arquivos
de configuração separados no subdiretório config / keymaps no diretório de
perfil PyCharm:

 Windows and *NIX systems: <User home>/.PyCharm<xx>/config/keymaps


 macOS: ~/Library/Preferences/PyCharm<xx>/keymaps/

Cada arquivo keymap contém apenas diferenças entre os mapas de chave atual e pai.

PYTHON 3
PYCHARM

Configurar um ambiente
virtual 
O PyCharm torna possível usar a ferramenta virtualenv para criar
um ambiente virtual isolado específico do projeto . O objetivo principal dos
ambientes virtuais é gerenciar configurações e dependências de um projeto
específico, independentemente de outros projetos do Python. virtualenvA
ferramenta vem com o PyCharm, portanto, o usuário não precisa instalá-lo.
Para criar um ambiente virtual # 
1. Abra o diálogo Adicionar Interpretador do Python de qualquer forma:
o Quando você está no Editor , a maneira mais conveniente é usar
o widget Python Interpreter na barra de Status. Clique no widget e
selecione Adicionar Interpretador ...

o
o selecione Projeto <nome do projeto> | Intérprete de Projeto . Clique
no  ícone e selecione Adicionar .
2. No painel esquerdo do diálogo Add Python Interpreter , selecione Virtualenv
Environment . As ações a seguir dependem de o ambiente virtual existir antes.
Se o novo ambiente for selecionado:
o Especifique a localização do novo ambiente virtual no campo de texto ou
clique  e encontre a localização no seu sistema de arquivos. Observe
que o diretório em que o novo ambiente virtual deve estar localizado
deve estar vazio!
o Escolha o intérprete base na lista ou clique  e localize o interpretador
base no seu sistema de arquivos.

PYTHON 4
PYCHARM

Marque a caixa de seleção Herdar pacotes globais de sites se desejar


o
herdar seu diretório global de pacotes de sites. Esta caixa de seleção
corresponde à --system-site-packagesopção da ferramenta virtualenv .
o Marque a caixa de seleção Disponibilizar para todos os projetos , se
necessário.
Se o ambiente existente estiver selecionado:
o Especifique o interpretador requerido: use a lista ou clique  e localize
um no seu sistema de arquivos.
o Selecione a caixa de seleção Disponibilizar para todos os projetos , se
necessário.
1. Clique em OK para concluir a tarefa.
Para qualquer um dos interpretadores Python configurados, você pode:

 Instalar e desinstalar os caminhos do intérprete


 Instalar e desinstalar os pacotes de intérprete
Última modificação: 12 de abril de 2019

Instalar, desinstalar e
atualizar os caminhos intérprete 
O PyCharm possibilita adicionar caminhos ao interpretador

selecionado. Esses caminhos serão adicionados à variável de

ambiente PYTHONPATH. Além disso, o PyCharm indexará esses caminhos e

(potencialmente) resolverá os objetos do código (por exemplo, importações

de pacotes).

Para ver os caminhos do intérprete # 


1. Na página Interpretador do Projeto das configurações do projeto, clique no 
botão.
2. Na lista drop-down, clique em Mostrar todos ... . Os intérpretes disponíveis
aparecem no diálogo Interpretadoresdo Projeto .
3. Selecione o intérprete desejado.
4. Na barra de ferramentas da caixa de diálogo Intérpretes de projeto , clique no
botão  . Os caminhos existentes do interpretador selecionado aparecem na caixa de
diálogo Interpreter Paths .

PYTHON 5
PYCHARM

Para adicionar um caminho intérprete # 


1. Na barra de ferramentas da caixa de diálogo Interpreter Paths , clique em  .
2. Escolha o caminho desejado na caixa de diálogo Select Path .
Para excluir os caminhos do intérprete # 
1. Selecione os caminhos a serem excluídos.
2. Na barra de ferramentas da caixa de diálogo Interpreter Paths , clique em  .
Os caminhos removidos permanecem na lista com a nota "removido pelo usuário".
Para recarregar os caminhos do intérprete # 
 Na barra de ferramentas da caixa de diálogo Interpreter Paths , clique em  .
Última modificação: 12 de abril de 2019

Instalar, desinstalar e atualizar


pacotes 
O PyCharm fornece métodos para instalar, desinstalar e atualizar pacotes

Python para um interpretador Python específico.

Para gerenciar pacotes Python para o interpretador de projetos, selecione

a página Project Interpreter no projeto Settings / Preferences ou

selecione Interpreter Settings no widget Python Interpreter .

PYTHON 6
PYCHARM

Se você selecionar um SDK do Python com o ambiente Conda configurado,

o botão Usar Gerenciador de Pacotes Condaaparecerá na barra de

ferramentas da área de pacotes.

Use este botão para gerenciar os pacotes do repositório do ambiente

Conda. Por padrão, essa alternância é desativada e você pode gerenciar

PYTHON 7
PYCHARM

apenas os pacotes disponíveis com o interpretador Python selecionado.

Para instalar um pacote # 


1. Clique em Instalar (  ).
2. Na caixa de diálogo Pacotes Disponíveis que é aberta, visualize a lista dos
pacotes disponíveis.

Para especificar um repositório customizado, incluindo devpi ou PyPi , clique em Gerenciar


Repositórios . 

No diálogo Gerenciar Repositórios que é aberto, clique   para adicionar uma URL de um


repositório local, por exemplo, http: // localhost: 3141 / root / pypi / +

simple / e , em seguida, clique em OK . Na caixa de diálogo Available Packages , clique   


para recarregar a lista dos pacotes.

3. Digite o nome do pacote a ser instalado no campo Pesquisar . A lista é reduzida


para mostrar apenas os pacotes correspondentes.

PYTHON 8
PYCHARM

4. Se necessário, selecione as seguintes caixas de seleção:


o Especifique a versão : se esta caixa de seleção estiver marcada, você
poderá selecionar a versão desejada na lista de versões disponíveis. Por padrão, a versão
mais recente é obtida.
o Opções : Se esta caixa de seleção estiver marcada, você pode digitar as
opções no campo de texto.
o Instalar no diretório de pacotes de site do usuário <path> : Se esta
caixa de seleção for deixada limpa (por padrão), os pacotes serão instalados no diretório
atual do pacote do interpretador. Se a caixa de seleção estiver marcada, os pacotes serão
instalados no diretório especificado. Esta opção não está disponível para ambientes
Conda.
5. Selecione o pacote de destino e clique em Instalar Pacote .
Para desinstalar um pacote # 
1. Na lista de pacotes, selecione os pacotes a serem removidos.
2. Clique em Desinstalar (  ). Os pacotes selecionados são removidos do disco.
O PyCharm rastreia inteligentemente o status dos pacotes e reconhece as

versões desatualizadas, mostrando o número da versão do pacote

atualmente instalada (coluna Version ) e a última versão disponível

(coluna Versão mais recente ). Quando uma versão mais nova de um pacote é

PYTHON 9
PYCHARM

detectada, o PyCharm a marca com o sinal de seta   e sugere a

atualização.

Por padrão, a coluna Última versão mostra apenas versões estáveis dos

pacotes. Se você deseja estender o escopo das últimas versões disponíveis

para qualquer versão de pré-lançamento (como beta ou release candidate ),

clique em Mostrar versões anteriores .

Para atualizar um pacote # 


1. Na lista de pacotes, selecione o pacote a ser atualizado.

2. Clique em Atualizar (  ). Observe que clicar em Aplicar não leva ao upgrade


de pacotes. Este botão utiliza apenas todas as alterações realizadas no pacote.

PYTHON 10
PYCHARM

Os pacotes selecionados são atualizados para as versões mais recentes disponíveis.


Última modificação: 12 de abril de 2019

Configurar um interpretador

Python 
No PyCharm, você não está limitado a usar apenas um único interpretador

Python. Você é capaz de implementar vários e assim escolher qual

intérprete você deseja usar para qualquer projeto específico.

PyCharm suporta:

 Intérpretes Python padrão (consulte as versões suportadas )

 Outras implementações em Python

( IronPython , PyPy , Jython , CPython )

 Ambientes Virtuais : Virtualenv , Pipenv e Conda .

 Interpretadores Python remotos ( SSH , Vagrant , WSL (somente para

PYTHON 11
PYCHARM

Windows) ).
Suportado apenas no PyCharm Professional.
 Interpretadores baseados no Docker ( Docker , Docker Compose ).
Suportado apenas no PyCharm Professional.
Os intérpretes de Python podem ser configurados nos seguintes níveis:

 Projeto atual : o interpretador Python selecionado será usado para o

projeto atual.

A configuração do interpretador Python nesse nível é descrita abaixo. Você

pode criar um novo intérprete ou usar um dos intérpretes existentes .

 Novo projeto : o interpretador Python selecionado será usado para o

novo projeto, em vez do padrão.

Consulte a seção Criar um projeto puro em Python .

Criando um novo interpretador de projeto 


Para adicionar um novo intérprete ao projeto atual:

1. Abra o diálogo Adicionar Interpretador do Python de qualquer forma:

o Quando você está no Editor , a maneira mais conveniente é

usar o widget Python Interpreter na barra de Status . Clique no widget e

selecione Adicionar Interpretador ...

o Se você estiver no diálogo Configurações /

Preferências (  Ctrl+Alt+S ), selecione Projeto <nome do projeto> | Intérprete de

Projeto . Clique no  ícone e selecione Adicionar .

2. Escolha o tipo de interpretador para adicionar e executar as

configurações específicas:
o Virtualenv

No painel esquerdo do diálogo Add Python Interpreter , selecione Virtualenv

Environment . As ações a seguir dependem de o ambiente virtual existir

PYTHON 12
PYCHARM

antes.

Se o novo ambiente for selecionado:

o Especifique a localização do novo ambiente virtual no campo

de texto ou clique  e encontre a localização no seu sistema de

arquivos. Observe que o diretório em que o novo ambiente

virtual deve estar localizado deve estar vazio!

o Escolha o intérprete base na lista ou clique  e localize o

interpretador base no seu sistema de arquivos.

o Marque a caixa de seleção Herdar pacotes globais de sites se

desejar herdar seu diretório global de pacotes de sites. Esta

caixa de seleção corresponde à --system-site-packagesopção

da ferramenta virtualenv .

o Marque a caixa de seleção Disponibilizar para todos os projetos ,

se necessário.

Se o ambiente existente estiver selecionado:

o Especifique o interpretador requerido: use a lista ou clique  e

localize um no seu sistema de arquivos.

o Selecione a caixa de seleção Disponibilizar para todos os

projetos , se necessário.
Clique em OK para concluir a tarefa.

Consulte Configurar um ambiente virtual para mais detalhes.

Quando um interpretador Python remoto é adicionado, os assistentes do

PyCharm são copiados no host remoto. Os helpers PyCharm são

necessários para executar remotamente as tarefas de empacotamento,

depurador, testes e outros recursos do PyCharm. Em seguida, os

esqueletos das bibliotecas binárias são gerados e copiados

localmente. Além disso, todas as fontes da biblioteca Python são coletadas

dos caminhos do Python em um host remoto e copiadas localmente junto

PYTHON 13
PYCHARM

com os esqueletos gerados. O armazenamento de esqueletos e todas as

fontes da biblioteca Python localmente é necessário para que a resolução e

a conclusão funcionem corretamente. O PyCharm verifica a versão de

helpers remotos em cada execução remota, portanto, se você atualizar sua

versão do PyCharm, os novos helpers serão carregados automaticamente e

você não precisará recriar o interpretador remoto.

Configurando um intérprete de projeto


existente 
A qualquer momento, você pode alternar seu interpretador de projeto

usando o widget Interpretador do Python ou no projeto Configurações /

Preferências .

Alterando o interpretador de projeto usando o widget Python Interpreter # 


O widget Python Interpreter está localizado na barra de status . É a maneira

mais conveniente e rápida de trocar o interpretador do projeto. Basta clicar

nele e selecionar o intérprete de destino:

O widget Intérprete do Projeto é mostrado apenas quando pelo menos um

arquivo de projeto estiver aberto no Editor .

Alterando o interpretador do projeto nas configurações do projeto # 


1. Na caixa de diálogo Configurações / Preferências (  Ctrl+Alt+S ),

selecione Projeto <nome do projeto> | Intérprete de Projeto .

2. Expanda a lista dos intérpretes disponíveis e clique no link Mostrar

PYTHON 14
PYCHARM

todos . Como alternativa, clique no  ícone e selecione Mostrar todos .

3. Selecione o intérprete de destino.

Quando o PyCharm pára de suportar qualquer uma das versões

desatualizadas do Python, o intérprete do projeto correspondente é

marcado como não suportado.

4. Opcionalmente, você pode clicar  e digitar um nome de intérprete

alternativo.

O nome do interpretador Python especificado no campo Nome fica visível na lista

de intérpretes disponíveis. Clique em OK para aplicar as alterações.

Última modificação: 12 de abril de 2019

PYTHON 15
PYCHARM

Configurando o projeto e as configurações do


IDE 
No IntelliJ IDEA, você pode definir configurações e estrutura em dois níveis -

o nível do projeto e o nível do IDE.

configurações em nível de projeto e estrutura 


As configurações e a estrutura do nível do projeto são aplicadas apenas ao

projeto atual. Essas configurações são armazenadas junto com outros

arquivos de projeto no diretório .idea .

Se o seu projeto estiver sob um controle de versão, recomenda-se

armazenar arquivos XML com configurações específicas do projeto

(a pasta .idea dentro da pasta do projeto) sob controle de versão, a

exceção é workspace.xml  etasks.xml , que armazenam o usuário

configurações específicas.

Você pode consultar este JetBrains.gitignore no GitHub para ver o que deve

ser ignorado.

Acesse as configurações no nível do projeto # 


 Selecione Arquivo | Configurações para Windows e Linux ou IntelliJ

IDEA | Preferências para macOS.

Como alternativa, pressione  Ctrl+Alt+S ou use o  ícone na barra de

ferramentas.

Acessar a estrutura no nível do projeto # 


 Selecione Arquivo | Estrutura do Projeto . Como alternativa,

pressione  Ctrl+Shift+Alt+S ou clique no   ícone na barra de ferramentas.

-Level IDE (globais) configurações e

PYTHON 16
PYCHARM

estrutura  
As configurações e a estrutura do nível IDE (global) são aplicadas ao projeto

atual e a todos os novos projetos que você cria posteriormente. A lista de

configurações no nível do IDE contém menos opções, mas permite alterar

as configurações do editor, criar escopos personalizados, configurar

inspeções, definir configurações específicas do VCS e assim por diante.

Se você quiser compartilhar as configurações do IDE entre projetos já

existentes, poderá usar o Repositório de configurações ou o plug-

in Sincronização de configurações . Você também pode exportar as

configurações para um arquivo ZIP e importá-lo posteriormente para

outras instâncias do IDE. No entanto, observe que a importação de

configurações pode não funcionar corretamente se você já usa o Repositório

de configurações ou o plug-in de sincronização .

Acesse as configurações no nível do IDE # 


 No menu principal, selecione Arquivo | Outras configurações

| Configurações para novos projetos para Windows e Linux ou Arquivo | Outras

configurações | Preferências para novos projetos para macOS.

Acesse a estrutura no nível do IDE # 


 No menu principal, selecione Arquivo | Outras configurações | Estrutura

para novos projetos .

Restaurar as configurações padrão # 


Para restaurar as configurações padrão do IntelliJ IDEA, você pode remover

o diretório de configuração ( idea.config.path ) quando o IDE não estiver

em execução. O diretório está localizado em:


 WINDOWS

<SYSTEM DRIVE> \ Users \ <NOME DA CONTA DE USUÁRIO> \. <PRODUCT>


<VERSION>

PYTHON 17
PYCHARM

Para obter mais informações, consulte os Diretórios usados pelo IDE para

armazenar configurações, caches, plugins e logs .

Monitore o desempenho do IDE # 


O Activity Monitor é um recurso experimental no IntelliJ IDEA.

Em caso de problemas de desempenho, você pode usar o Activity Monitor

para rastrear a porcentagem de CPU consumida por vários subsistemas e

plug-ins.

 No menu principal, selecione Ajuda | Monitor de atividade . Ele lista

todos os subsistemas e plugins que estão consumindo a CPU no momento

e os organiza em quanto% de CPU eles estão usando.

Última modificação: 3 de abril de 2019

Diretórios usados pelo IDE para armazenar as


configurações, caches, plugins e registros SIGA

A localização dos arquivos IDE depende do sistema operacional,


produto e versão.

Se você precisar alterar os padrões, consulte este documento .

PYTHON 18
PYCHARM

WINDOWS
Todos os arquivos estão localizados sob este diretório por padrão:
 Windows Vista, 7, 8, 10:
<SYSTEM DRIVE> \ Users \ <NOME DA CONTA DE USUÁRIO> \. <PRODUCT>
<VERSION>

 Windows XP:
<SYSTEM DRIVE> \ Documents and Settings \ <NOME DA CONTA DE
UTILIZADOR> \. <PRODUCT> <VERSION>

Caminhos de amostra para produtos diferentes

 IntelliJ IDEA 14 Ultimate Edition:


c: \ Users \ John \ .IntelliJIdea14 \

 IntelliJ IDEA 14 Community Edition:


c: \ Users \ John \ .IdeaIC14 \

 PhpStorm 2016.1:
c: \ Users \ John \ .PhpStorm2016.1 \

 WebStorm 11.0 :
c: \ Users \ John \ .WebStorm11 \

 RubyMine 7.1:
c: \ Users \ John \ .RubyMine71 \

 PyCharm 4.5:
c: \ Users \ John \ .PyCharm45 \

Subdiretórios

Sob esse diretório, você encontrará os seguintes subdiretórios

 config : configuration ( idea.config.path )


 config \ plugins : plugins ( idea.plugins.path )
 sistema : caches, histórico local, etc ( idea.system.path )

PYTHON 19
PYCHARM

 system \ log : logs e dumps de thread ( idea.log.path )


Você pode encontrar mais detalhes sobre o que está armazenado em
cada pasta na   seção de documentação Projeto e Configurações do
IDE .

Alterar diretórios padrão IDE utilizados para


configuração, plugins e caches de armazenamento  SIGA

Casos comuns em que você pode precisar alterar os locais


padrão dos arquivos IDE :
 a unidade do perfil do usuário fica sem espaço
 disco é lento e você quer usar HDD ou SSD mais rápido para
caches
 o perfil de usuário padrão aponta para o caminho UNC não
suportado pelo IDE
 diretório inicial está em uma unidade de rede
 o diretório do perfil do usuário não é detectado corretamente
( bug Java 4787931 )
 você quer criar uma instalação portátil em um stick USB
 o diretório inicial é criptografado e torna o IDE lento ou causa
corrupção de caches
 caches devem ser excluídos do backup do diretório inicial
 antivírus ou indexador de pesquisa está examinando o diretório
inicial que afeta o desempenho do IDE
Os locais podem ser alterados editando o arquivo idea.properties . A
maneira mais fácil é usar o Help |Edite as propriedades
personalizadas ... ação do menu. Ele criará uma cópia desse arquivo
no local apropriado para que o arquivo original no subdiretório bin do
IDE permaneça inalterado e não cause conflitos durante as

PYTHON 20
PYCHARM

atualizações do patch.
 

Siga os comentários no arquivo IDE_HOME \


bin \ idea.properties para alterar os padrões, certifique-se de
descomentar as linhas que definem essas propriedades:

 idea.config.path
 idea.system.path
 idea.plugins.path
 idea.log.path
Exemplo:
idea.config.path=c:/work/idea/caches/trunk-config
idea.system.path=c:/work/idea/caches/trunk-system
idea.plugins.path=c:/work/idea/caches/trunk-plugins

 Alterando o local do arquivo idea.properties

 Se necessário, você também pode substituir o local


do arquivo idea.properties usando a variável de ambiente específica
do IDE:

 IDEA_PROPERTIES - IntelliJ IDEA


 CLION_PROPERTIES - CLion
 APPCODE_PROPERTIES - AppCode
 PYCHARM_PROPERTIES - PyCharm
 DATAGRIP_PROPERTIES - DataGrip
 STUDIO_PROPERTIES - Android Studio
 WEBIDE_PROPERTIES - WebStorm
 PHPSTORM_PROPERTIES - PhpStorm
 GOLAND_PROPERTIES - GoLand

PYTHON 21
PYCHARM

 RIDER_PROPERTIES - Rider
Por exemplo: IDEA_PROPERTIES = C: \ Users \ USER \
idea.properties

A ordem em que o IDE lerá os  arquivos idea.properties é a seguinte:


1. Variável de ambiente (% IDE% _PROPERTIES)
2. Diretório de configuração padrão do IDE
3. HOME \ idea.properties (em que HOME é o diretório inicial do
usuário no sistema)
4. IDE_HOME \ bin \ idea.properties
Ao contrário do tratamento de arquivos .vmoptions ,
o arquivo idea.properties com a prioridade mais alta não indefina ou
descarta as variáveis já definidas no local do arquivo com prioridade
mais baixa. Se houver a mesma variável definida em vários arquivos
de propriedades, o valor da variável do arquivo de prioridade mais alta
será usado, assim você poderá substituir os padrões já definidos em
IDE_HOME \ bin \ idea.properties em outro arquivo no padrão IDE
diretório de configuração ou definido através da variável de ambiente
% IDE% _PROPERTIES.

PYTHON 22