Вы находитесь на странице: 1из 40

Segunda-feira, 6 de Maio de 2019 III SÉRIE —

­ Número 86

IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P. Sotmoz – Sociedade Electrotécnica, Limitada.


Sourcing Solution, Limitada.
Super Mais, Limitada.
AVISO Take Away Power Fllow – Sociedade Unipessoal, Limitada.
Tantalum Mineraçâo & Prospecção, Limitada.
A matéria a publicar no «Boletim da República» deve ser Tavfer Holding Moçambique, Limitada.
remetida em cópia devidamente autenticada, uma por cada ZPD Construções, Limitada.
assunto, donde conste, além das indicações necessárias para
esse efeito, o averbamento seguinte, assinado e autenticado:
Para publicação no «Boletim da República». Governo da Província do Maputo

DESPACHO
SUMÁRIO
Um grupo de cidadãos em representação da Associação dos
Governo da Província de Maputo: Camponeses de Macassane – ASSOCAM, requereu o reconhecimento
Despacho. como pessoa jurídica, juntando ao seu pedido os estatutos da sua
constituição.
Governo da Província de Cabo Delagado:
Apreciados os documentos entregues, verifica-se que, se trata de uma
Despachos.
associação que quer prosseguir fins lícitos, determinados e legalmente
Anúncios Judiciais e Outros: possíveis e que o acto da constituição e os estatutos da mesma, cumprem
Associação dos Camponeses de Macassane – ASSOCAM. com o escopo os requisitos exigidos por lei, nada obstando, portanto, o
Associação dos Pescadores Ophela. seu reconhecimento.
Associação Fundo Social dos Funcionários da Secretaria Provincial Nestes termos, e no uso das competências que me são conferidas pelo,
de Cabo Delgado. n.º 1, do artigo 5, da Lei n.º 8/91, de 18 de Julho, reconheço como pessoa
Associação Arte Macua de Cabo Delgado – (AAMCAD). jurídica a Associação dos Camponeses de Macassane – ASSOCAM.
Associação Jovens Para Mudança e Acções Sustentáveis. Governo da Província do Maputo, na Matola, 9 de Junho de 2017. —
Associação Wakani Majovem. O Governador da Província, Raimundo Maico Diomba.
AK-Sabores & Arte – Sociedade Unipessoal, Limitada.
Amal Indústrias, Limitada.
Arvatre, Limitada.
Blue Moon, Limitada.
C2G Moçambique, Limitada. Governo da Província de Cabo Delgado
Capital Foods, Limitada.
Chiyoda Moçambique, Limitada.
Collins-Sistemas de Água, Limitada. DESPACHO
D.M.C. Serviços – Sociedade Unipessoal, Limitada. Um grupo de cidadãos residentes no distrito de Pemba, província
EMI – Elctro Mecânica do Índico – Sociedade Unipessoal, Limitada. de Cabo Delgado,em representação da Associação Pescadoers
Engitech – Manutenção Industrial, Limitada. Ophela, requereu ao Governador da Província de Cabo Delgado o seu
Kheny Consultores – Sociedade Unipessoal, Limitada. reconhecimento como pessoa jurídica, juntando ao pedido os estatutos
Lei & Associados – Sociedade de Advogados, Limitada. e a acta da Assembleia Constituinte.
MJDM Serviços, Limitada. Verificados os documentos entregues, constatou-se que se trata de
Monfer, Limitada. uma associação que prossegue fins lícitos e determinados, legalmente
Mozambican Ruby, Limitada. possíveis e que o acto da constituição e os estatutos da mesma, cumprem
Ngala Investimentos, Limitada. com o escopo os requisitos exigidos por lei, nada obstando, o seu
O & J Gestão de Participação, Limitada. reconhecimento.
Perhestia Trading, Limitada. Nestes termos, e de acordo, com o disposto n.º 1, do artigo 5, da
Quirimbas Islands Adventures, Limitada. Lei n.º 8/91, de 18 de Julho, vai reconhecida como pessoa jurídica a
Regius Synfuels Mining, S.A. Associação Pescadoers Ophela.
Rindzela Consultoria & Serviços – Sociedade Unipessoal, Limitada Governo da Província de Cabo Delgado, em Pemba, 30 de Abril de
Sens Holding, Limitada. 2018. — O Governador da Província, Júlio José Parruque.
2670 III SÉRIE — NÚMERO 86
DESPACHO DESPACHO

Um grupo de cidadãos residentes no distrito de Pemba, província Um grupo de cidadãos residentes no distrito de Pemba, província de
de Cabo Delgado,em representação da Associação Fundo Social dos Cabo Delgado,em representação da Associação Jovens para Mudança
Funcionários da Secretaria Provincial de Cabo Delgado, requereu ao e Acções Sustentáveis, requereu ao Governador da Província de Cabo
Governador da Província de Cabo Delgado o seu reconhecimento como
Delgado o seu reconhecimento como pessoa jurídica, juntando ao pedido
pessoa jurídica, juntando ao pedido os estatutos e a acta da Assembleia
Constituinte. os estatutos e a acta da Assembleia Constituinte.
Verificados os documentos entregues, constatou-se que se trata de Verificados os documentos entregues, constatou-se que se trata de
uma associação que prossegue fins lícitos e determinados, legalmente uma associação que prossegue fins lícitos e determinados, legalmente
possíveis e que o acto da constituição e os estatutos da mesma, cumprem possíveis e que o acto da constituição e os estatutos da mesma, cumprem
com o escopo e os requisitos exigidos por lei, nada obstando, o seu com o escopo e os requisitos exigidos por lei, nada obstando, o seu
reconhecimento. reconhecimento.
Nestes termos, e de acordo, com o disposto n.º 1, do artigo 5, da Lei
Nestes termos, e de acordo, com o disposto n.º 1, do artigo 5, da Lei
n.º 8/91, de 18 de Julho, vai reconhecida como pessoa jurídica
a Associação Fundo Social dos Funcionários da Secretaria Provincial n.º 8/91, de 18 de Julho, vai reconhecida como pessoa jurídica
de Cabo Delgado. a Associação Jovens para Mudança e Acções Sustentáveis.
Governo da Província de Cabo Delgado, em Pemba Matola, 10 de Governo da Província de Cabo Delgado, em Pemba, 20 de Agosto
Julho de 2018. — O Governador da Província, Júlio José Parruque. de 2018. — O Governador da Província, Júlio José Parruque.

DESPACHO DESPACHO

Um grupo de cidadãos residentes no distrito de Pemba, província de Um grupo de cidadãos residentes no distrito de Pemba, província
Cabo Delgado,em representação da Associação Arte Macua de Cabo de Cabo Delgado,em representação da Associação Wakani Majovem,
Delgado, requereu ao Governador da Província de Cabo Delgado o seu requereu ao Governador da Província de Cabo Delgado o seu
reconhecimento como pessoa jurídica, juntando ao pedido os estatutos reconhecimento como pessoa jurídica, juntando ao pedido os estatutos
e a acta da Assembleia Constituinte. e a acta da Assembleia Constituinte.
Verificados os documentos entregues, constatou-se que se trata de Verificados os documentos entregues, constatou-se que se trata de
uma associação que prossegue fins lícitos e determinados, legalmente uma associação que prossegue fins lícitos e determinados, legalmente
possíveis e que o acto da constituição e os estatutos da mesma, cumprem possíveis e que o acto da constituição e os estatutos da mesma, cumprem
com o escopo e os requisitos exigidos por lei, nada obstando, o seu com o escopo e os requisitos exigidos por lei, nada obstando, o seu
reconhecimento. reconhecimento.
Nestes termos, e de acordo, com o disposto n.º 1, do artigo 5, da Lei Nestes termos, e de acordo, com o disposto n.º 1, do artigo 5,
n.º 8/91, de 18 de Julho, vai reconhecida como pessoa jurídica da Lei n.º 8/91, de 18 de Julho, vai reconhecida como pessoa jurídica
a Associação Arte Macua de Cabo Delgado. a Associação Wakani Majovem.
Governo da Província de Cabo Delgado, em Pemba, 20 de Agosto Governo da Província de Cabo Delgado, em Pemba, 20 de Agosto de
de 2018. — O Governador da Província, Júlio José Parruque. 2018. — O Governador da Província, Júlio José Parruque.

ANÚNCIOS JUDICIAIS E OUTROS

Associação dos Camponeses ARTIGO DOIS ARTIGO QUATRO


de Macassane – ASSOCAM (Natureza) (Duração)

Certifico, para efeitos de publicação, que A associação é uma pessoa colectiva de A existência da Associação dos Camponeses
por escritura de trinta de Junho de dois mil de Macassane, é por um tempo indeterminado
direito privado, as associações adquirem per-
e dezassete, exarada de folhas uma a folhas e tem o seu início a partir do reconhecimento.
catorze, do livro de notas para escrituras sonalidade jurídica pelo reconhecimento.
diversas número cento e sessenta e quatro A, ARTIGO CINCO
deste Cartório Notarial da Matola, à cargo ARTIGO TRÊS
(Objectivos)
do notário Arnaldo Jamal de Magalhães, foi
(Sede)
constituída a Associação dos Camponeses de Para a realização dos seus objectivos a as-
Macassane – ASSOCAM. A Associação dos Camponeses de sociação propõe-se a:
CAPÍTULO I Macassane-ASSOCAM, tem uma sede em a) Promover acções de conservação e
Da denominação, natureza, sede, Macassane, localidade de Tinonganine, Posto preservação do meio ambiente;
duração e objectivos Administrativo de Bela Vista, distrito de b) Promover acções de uso sustentável
Matutuine, província de Maputo, e é de âmbito dos recursos naturais;
ARTIGO UM c) Organizar as formas de acesso e
(Denominação) distrital, podendo estabelecer abrir delegações
exploração dos recursos naturais
ou qualquer outra forma de representação onde pela comunidade;
O presente estatuto é da associação deno-
minada Associação dos Camponeses de julgado necessário para o cumprimento dos seus d) Promover a criação de emprego
Macassane – ASSOCAM. objectivos dentro do distrito. a nível da comunidade;
6 DE MAIO DE 2019 2671
e) Promover a resolução de conflitos Dois) A admissão para membro efectivo Três) Os trabalhos da Assembleia Geral
resultantes do uso dos recursos da associação é pedida pelo interessado, e são dirigidos por uma mesa constituída por
naturais locais; apresentada a direcção. um presidente, um vice-presidente e um
f) Promover acções de formação em secretário(a), eleitos, dentre os membros da
programas de educação comunitária ARTIGO DEZ associação que pertençam a direcção ou ao
no uso e conservação dos recursos (Membro honorário) Conselho Fiscal.
naturais; Três) A Mesa da Assembleia Geral é eleita
Um) São membros honorários as pessoas indi-
g) Promover a parceria com o sector em reunião ordinária e mantém-se exercício até
viduais ou colectivas que tenham contribuído nove reuniões ordinárias, podendo nos termos
privado para o uso e exploração dos
de forma relevante, pelo seu idealismo, ser reeleita nos termos do número anterior.
recursos naturais;
h) Promover intercâmbio com outros motivação e acção para o desenvolvimento da Quatro) Compete ao presidente da mesa,
grupos e associações que com ela Associação dos Camponeses de Macassane, e convocar e presidir a Assembleia Geral e zelar
se relacionem; na prossecução dos seus objectivos. para que as deliberações tomadas respeitem a
Dois) A atribuição do título a membros lei e os estatutos da associação.
CAPÍTULO II honorários é proposta por um mínimo de dez
membros fundadores no pleno gozo dos seus ARTIGO QUINZE
ARTIGO SEIS
direitos, devendo ser votado pela Assembleia-
(Funcionamento)
(Membros) Geral da Associação dos Camponeses de
Macassane. Um) A Assembleia Geral reúne ordinaria-
Um) A associação é constituída por um
mente, uma vez por ano e extraordinariamente
número ilimitado de membros, podendo estas ARTIGO ONZE
sempre que convocado por dois terços dos
serem pessoas individuais, maiores de dezoito
(Membros beneméritos) respectivos membros.
anos ou pessoas colectivas.
Dois) A Assembleia Geral estará regular-
Dois) São membros das todas pessoas singu- Um) São membros beneméritos as pessoas
mente constituída quando estiver presente um
lares ou colectivas, nacionais ou estrangeiros individuais ou colectivas que de modo signi-
número correspondente á metade mais um
que tenham expressamente aceite de livre ficativo, contribuíram através de doações
membro da associação.
vontade os estatutos da associação e sejam financeiras, bens materiais ou serviços para a
Três) No caso de Assembleia Geral não
admitidos pela Assembleia Geral. prossecução dos objectivos da associação.
reunir a hora marcada por insuficiência de
Três) Adesão a membros da associação Dois) A nomeação para membro benemérito
quórum, a mesma poderá reunir 30 minutos
é voluntária e pressupõe a aceitação dos pre- é proposta por um mínimo de cinco membros
depois com uma presença de pelo menos um
sentes estatutos. fundadores no gozo dos seus direitos, devendo
terço dos membros.
ser votado pela assembleia geral da associação.
ARTIGO SETE Quatro) As deliberações da Assembleia
CAPÍTULO III Geral são tomadas por maioria absoluta
(Categorias dos membros)
de votos dos membros.
Um) Os membros da associação agrupam- Da organização e funcionamento
ARTIGO DEZASSEIS
-se nas seguintes categorias: ARTIGO DOZE
a) Fundadores; (Competências)
(Órgão)
b) Efectivos; Compete a Assembleia Geral as linhas
c) Honorários; Os órgãos da Associação dos Camponeses
fundamentais de actuação da associação em
d) Beneméritos. de Macassane – ASSOCAM são os seguintes:
especial:
Dois) Podem ser acumuladas pela mesma a) Assembleia Geral;
a) Eleger e confirmar os membros dos
pessoa, individual ou colectiva, mais do que b) Conselho de Direcção;
órgãos sociais;
uma categoria de membro tipicamente no c) Conselho Fiscal.
b) Deliberar sobre a alteração dos esta-
número anterior. tutos ou extinção da associação
ARTIGO TREZE
por maioria absoluta de votos de
ARTIGO OITO (Duração e limitação dos mandatários) membros.
(Membros fundadores)
Um) A duração dos mandatos dos órgãos é
ARTIGO DEZASSETE
São membros fundadores as pessoas indi- de cinco anos.
viduais ou colectivas que tenham subscrito Dois) Os membros não podem ser eleitos (Conselho de Direcção)
a acta de constituição de associação. para mais de dois mandatos consecutivos. O Conselho de Direcção é composto por
um secretário-geral, vice-secretário geral e
ARTIGO NOVE ARTIGO CATORZE
um vogal.
(Membros efectivos) (Assembleia Geral)
ARTIGO DEZOITO
Um) São membros efectivos as pessoas Um) A Assembleia Geral é o órgão máximo
(Funcionamento)
individuais ou colectivas que tenha sido da Associação dos Camponeses de Macassane.
admitidas para associação em conformidade Dois) A Associação dos Camponeses de O Conselho de Direcção reúne-se duas vezes
com as disposições dos estatutos e, após a Macassane, é constituída por todos os membros por mês e extraordinariamente sempre que
Assembleia Constitutiva. em pleno gozo dos seus direitos. as circunstâncias o exijam.
2672 III SÉRIE — NÚMERO 86
ARTIGO DEZANOVE ARTIGO VINTE E DOIS Associação dos Pescadores
(Competências) (Filiação)
Ophela
Compete ao Conselho de Direcção da As- A Associação dos Camponeses de Macassane, Certifico, para efeitos de publicação, no
pode associar-se ou filiar-se em organizações Boletim da República, que no dia dezassete de
sociação representá-la, incumbindo-se desig-
Dezembro de dois mil e dezoito, foi constituída
nadamente de: nacionais ou estrangeiras que prossigam fins
uma associação de Direito moçambicano, com
semelhantes.
a) Garantir o cumprimento dos objectivos NUEL 101086119, denominada Associação dos
da associação; CAPÍTULO IV Pescadores Ophela, abreviadamente designada
(OPHELA), a cargo de Paulina Lino David
b) Definir funções, actividades e remu-
ARTIGO VINTE E TRÊS Mangana, conservadora/notária superior, cujo
neração do pessoal recrutado para o presidente é o senhor Siricate Selemane e
o secretariado executivo e exercer (Fundos)
secretário o senhor Buana Ahate Amade, que
acções disciplinares sobre o mesmo; Os fundos da Associação dos Camponeses de se regerá pelas cláusulas seguintes:
c) Elaborar anualmente os relatórios e as Macassane, poderão ser produto de:
CAPÍTULO I
contas do exercício, bem como o a) Quotas e jóias membros;
programa de acção e o orçamento Da denominação, objectivos, sede,
b) Doação, subsídios, legados e quais-
duração e fins
para o ano seguinte; quer outras subvenções de pessoas
d) Representar a associação junto de singulares, colectivas, privadas ARTIGO UM
organismos oficiais e privados; ou públicas, nacionais ou estran- Denominação
e) Submeter a Assembleia Geral a pro- geiros;
Um) Associação de Pescadores Ophela,
posta de eleição de membros hono- g) Venda de quaisquer bens ou serviços
adiante abreviada por OPHELA, é uma pessoa
rários e beneméritos; que a associação realize para fins
colectiva de direito privado, de interesse social
f) Propor a associação a realização de de manutenção. e sem fins lucrativos.
assembleias gerais extraordiná- Dois) A Associação de Pescadores Ophela,
ARTIGO VINTE E QUATRO
rias; goza de personalidade jurídica, autonomia
(Saída dos membros voluntários) administrativa, financeira e patrimonial.
g) Submeter a Assembleia Geral os
assuntos que entender pertinentes Um) Os membros podem sair da associação ARTIGO DOIS
para a sua apreciação; por sua livre vontade.
Objectivos
h) Assegurar o controlo e o bom funcio- Dois) Essa decisão deve ser comunicada
namento do secretariado executivo; ao órgão de gestão com antecedência mínima São os objectivos desta associação, os
de 15 dias. seguintes:
i) Estabelecer relações de cooperação
Resolver os problemas relacionados
com os organismos congéneres, CAPÍTULO V com actividade pesqueira;
nacionais e estrangeiros. Melhorar o nível de vida dos seus as-
ARTIGO VINTE E CINCO
sociados e a comunidade em geral.
ARTIGO VINTE (Dissolução)
ARTIGO TRÊS
(Conselho Fiscal) A associação dissolve-se por:
Sede
É constituído por um presidente, um vice- a) Impossibilidade de realizar o seu
-presidente e um vogal. objecto; A Associação de Pescadores Ophela, tem a
b) Diminuição do número de membros sua sede no bairro de Josina Machel, distrito de
ARTIGO VINTE E UM abaixo do número mínimo de dez pemba, província de Cabo Delgado, podendo
estabelecer, manter ou encerrar delegações
desde que tal redução dure mais
(Competências) ou outras formas de representação associativa
de cento e oitenta dias;
noutros distritos por deliberação da Assem-
Compete ao Conselho Fiscal o controle e c) Fusão da outra associação; bleia Geral.
a fiscalização da associação designadamente: d) Decisão da Assembleia Geral tomada
por dois terços dos seus membros. ARTIGO QUATRO
a) Examinar a escrituração e os docu-
Duração
mentos, e fazer a verificação dos ARTIGO VINTE E SEIS
valores patrimoniais; A duração da Associação de Pescadores
(Aprovação do regulamento interno) Ophela e de período indeterminado, con-tando-
b) Dar parecer sobre o relatório e as contas
do exercício, bem como sobre o se o seu início a partir da data da sua escritura
O regulamento interno da associação deverá
pública.
programa da acção e o orçamento ser aprovado até cento e oitenta dias da data
para o ano seguinte; da realização. ARTIGO CINCO
c) Dar parecer sobre quaisquer assuntos Âmbito de actuação
ARTIGO VINTE E SETE
que os outros órgãos sociais sub-
(Vigência e omissões) Para a realização dos seus fins, a associação
metam a apreciação;
de pescadores Ophela, propõe-se a:
d) Verificar o cumprimento dos estatutos O presente estatuto entra em vigor na data a) Apresentar e defender junto dos órgãos
e do regulamento interno e alterar a do seu reconhecimento jurídico submete- do Estado a quem competência
direcção e Assembleia Geral sobre se a legislação em vigor na República lhe couber os pontos de vista e
quaisquer anomalias registadas. de Moçambique enquanto nele for omisso. interesses da associação;
6 DE MAIO DE 2019 2673
b) Participar e dar parecer na discussão Dois) O pedido de admissão para membro b) Pagar as jóias e as respectivas quotas
das políticas, programadas de da associação será dirigido ao Conselho de mensais;
desenvolvimento da pesca, quer Direcção. c) Contribuir para o bom nome da as-
para a associação, quer para a Três) A admissão de membro é feita, a título sociação, bem como na realização
comunidade em geral; provisório, pelo Conselho de Direcção após a das suas actividades, para o desen-
c) Incentivar a participação activa dos conferência dos requisitos e, definitivamente, volvimento desta;
seus membros no processo de após aceitação pela Assembleia Geral. d) Exercer com zelo, dedicação, dina-
desenvolvimento socio-económico mismo e competência os cargos
da província; ARTIGO OITO para os quais for eleito;
d) Promover a capacitação e a formação e) Prestar contas pelas tarefas a que for
Qualidade de membro e registo
técnica e profissional dos seus incumbido;
membros e contribuir para o seu Um) A qualidade de membro só produz f) Cuidar e utilizar racionalmente os bens
progresso contínuo; efeitos depois de o candidato cumprir o seu da associação;
e) Negociar junto de parceiros a prestação dever previsto na alínea b) do artigo 10 deste g) Prestigiar a associação e manter fide-
de serviços, créditos, doações, estatuto. lidade aos seus princípios;
subvenções ou empréstimos para Dois) A qualidade de membro da associação h) Suportar todos os encargos relativos ao
a associação em geral e/ou seus de pescadores Ophela é intransmissível; aproveitamento e utilização racio-
membros; Três) A associação terá na sua sede um nal dos recursos pesqueiros;
f) Dinamizar o correcto aproveitamento registo actualizado dos seus membros. i) Comunicar à Assembleia Geral qual-
do recurso (pesqueiro) explorado quer incompatibilidade que o
pelos seus associados, e a comu- CAPÍTULO III impeça de votar em deliberações
nidade em geral, através de intro- que lhe digam respeito;
Dos direitos e deveres dos membros
dução, uso e divulgação de tecno- j) Comunicar à Assembleia Geral qual-
logias adequadas; ARTIGO NOVE quer impedimento que o impeça
g) Promover intercâmbios, trocas de expe- de exercer os cargos dos órgãos
Direitos dos membros
riências com outras associações sociais, e executar as actividades
e organizações afins, nacionais Constituem direitos dos membros da as- da associação.
ou internacionais com interesses sociação:
mutuamente vantajosas. a) Participar em todas actividades da ARTIGO ONZE
associação; Perda de qualidade de membro
CAPÍTULO II
b) Participar nas discussões das questões
Dos membros da vida da associação; A qualidade de membro se perde:
c) Votar para a eleição dos titulares dos a) Pela renúncia expressa pelo membro;
ARTIGO SEIS
órgãos sociais da associação; b) Pela expulsão;
Membros d) Ser eleito para titular dos órgãos c) Pela extinção da associação.
Os membros da Associação de Pescadores sociais da associação;
e) Ser informado dos planos e das activi- ARTIGO DOZE
Ophela, podem ser:
dades da associação e verificar Infracções disciplinares
a) Membros fundadores – São os que
as respectivas contas;
tenham assinado a escritura pública Toda a conduta ofensiva aos parceiros esta-
f) Protestar em fórum próprio as decisões
na constituição da associação; tuários, ao regulamento interno, as delibera-
dos órgãos sociais, sempre que
b) Membros efectivos – São aqueles que ções da Assembleia Geral constitui infracções
forem contrários aos princípios
forem admitidos após a constituição disciplinar a serem reguladas.
prescritos nos presentes estatutos e
oficial da associação;
demais deliberações da Assembleia
c) Membros contribuintes – São aquelas ARTIGO TREZE
Geral;
pessoas singulares ou colectivas,
g) Usufruir dos benefícios que advenham Penas a aplicar
nacionais ou estrangeiras, que pelas
das actividades em comum dos
suas acções de auxílio humano, Um) Aos membros que não cumpram os
membros;
material ou financeiro contribuem seus deveres ou abusem dos seus direitos serão
para a realização das actividades e, h) Beneficiar da utilização dos bens da
sujeitos as seguintes penas:
consequente, desenvolvimento da associação que se destinem para o
uso comum dos membros; a) Repreensão simples;
associação;
i) Ter apoio nas suas necessidades e b) Repreensão registada;
d) Membros honorários – São todos
interesses pelas estruturas da as- c) Suspensão das suas funções por um
aqueles que, embora não sendo
sociação; período de seis meses a um ano;
membros de facto, se distinguem
j) Solicitar a sua exoneração da as- d) Afastamento dos cargos directivos;
por acções excepcionais prestadas
sociação. e) Expulsão.
à associação.
Dois) Serão expulsos da associação com
ARTIGO SETE ARTIGO DEZ advertência prévia, os membros prevaricadores
Deveres dos membros que:
Admissão dos membros
a) Não cumpram com o estabelecido nos
Um) São membros da Associação de São deveres dos membros da associação: presentes estatutos e regulamentos
Pescadores Ophela todos aqueles pesca- a) Observar as disposições dos presentes da associação;
dores, maiores de dezoito anos independen- estatutos, o regulamento e o pro- b) Faltarem ao pagamento de jóias, ou
temente do sexo que adiram aos princípios desta grama da associação e cumprir deixarem de pagar as suas quotas
Associação, e são admitidos por deliberação da com as deliberações dos órgãos por um período superior a noventa
Assembleia Geral. sociais; dias;
2674 III SÉRIE — NÚMERO 86
c) Ofender o prestígio e o bom nome da ARTIGO DEZASSETE k) Deliberar sobre aplicações dos resul-
associação ou dos seus membros ou tados líquidos da actividade anual
Funcionamento da Assembleia Geral
lhes causarem prejuízos. da associação;
Três) A aplicação da pena de expulsão Um) As sessões ordinárias realizam-se l) Deliberar sobre as questões relacio-
implica a perda de todas as contribuições na segunda quinzena dos meses de Julho ou nadas com a organização, reorga-
feitas pelo membro na associação. Dezembro de cada ano para discutir: nização, funcionamento, cisão e
dissolução da associação.
a) Discutir ou aprovar o relatório de
CAPÍTULO IV Dois) As deliberações sobre quaisquer
actividades desenvolvidas e sob
Dos órgãos, composição responsabilidades do Conselho questões referidas no número e alíneas prece-
e competências dentes só serão válidas quando tomadas por
de Direcção;
pelo menos três quartos dos membros com
ARTIGO CATORZE b) Aprovar as contas e orçamento;
direito a voto.
c) Eleger os corpos directivos.
Órgãos da associação
Dois) As sessões extraordinárias se reali- ARTIGO DEZANOVE
A associação tem como órgãos: zam sempre que tenha sido solicitada a sua Eleições
a) Assembleia Geral; convocação:
b) Conselho de Direcção; Um) As eleições para os órgãos sociais da
a) Pelo Conselho de Direcção;
c) Conselho Fiscal. associação realizam-se de 2 em 2 anos, na base
b) Pelo Presidente da Mesa da Assembleia
de voto secreto e individual.
Geral;
ARTIGO QUINZE Dois) O mandato do Conselho de Direcção
c) Pelo Conselho Fiscal; é de dois anos, renováveis uma vez na base
Assembleia Geral d) Por um terço dos membros em pleno de voto.
gozo dos seus direitos. Três) No acto das eleições não é reconhecido
Um) A Assembleia Geral é uma reunião
de todos os membros, sendo assim o órgão Três) A solicitação referida no número ante- aos membros o direito de se fazerem representar.
máximo da associação, com as suas delibera- rior será dirigida à Mesa da Assembleia Geral Quatro) A lista dos candidatos deverá ser
ções de cumprimento obrigatório para todos a quem compete registar tal convocatória. proposta, e apresentada pelo Conselho de
os membros. Quatro) Verificando-se o estabelecido na Direcção, com antecedência mínima de 15 dias.
Dois) A Assembleia Geral reúne-se ordina- alínea b) do número dois do presente artigo, Cinco) Somente podem ser eleitos os
riamente duas vezes por ano, e extraordina- para que a Assembleia Geral convocada membros fundadores e efectivos e em pleno
riamente sempre que necessário. possa deliberar se torna necessária a presença gozo dos seus direitos.
Três) A Assembleia Geral é dirigida pela de pelo menos um terço dos membros. ARTIGO VINTE
mesa da Assembleia Geral que é composta por
um presidente e um secretário. ARTIGO DEZOITO Competências do Presidente da Mesa
Quatro) Às sessões da Assembleia Geral da da Assembleia Geral
Competências da Assembleia Geral
associação poderão participar mas sem direito
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral
de voto os membros contribuintes e hono- Um) Compete à Assembleia Geral:
tem as seguintes competências:
rários. a) Eleger o presidente, o secretário e a) Convocar as reuniões da Assembleia
ARTIGO DEZASSEIS os vogais da Assembleia Geral, o Geral, indicando a ordem dos
Conselho de Direcção e o Conselho trabalhos;
Formas de convocação
Fiscal; b) Presidir as reuniões da Assembleia
Um) As sessões da Assembleia Geral são b) Traçar e aprovar o programa e as linhas Geral;
convocadas com antecedência mínima de gerais de actuação da associação; c) Investir os membros nos cargos para
quinze dias por meio de aviso postal, expedido c) Apreciar e votar o relatório anual de os quais forem eleitos, assinando
para cada um dos membros, devendo constar a actividades e contas do Conselho de conjuntamente com eles os respec-
data, a hora e o local da reunião bem como a Direcção e o relatório do Conselho tivos autos e posse, que mandará
respectiva agenda. Fiscal; lavrar;
Dois) As deliberações da Assembleia Geral d) Aprovar e alterar os estatutos bem d) Assinar as actas das sessões da
contrárias à lei ou aos estatutos, seja por virtude como o regulamento interno da Assembleia Geral.
de irregularidades havidas na convocação dos associação;
membros ou no funcionamento da Assembleia ARTIGO VINTE E UM
e) Admitir novos membros;
Geral são anuláveis. Competências do secretário
f) Aplicar pena de expulsão aos membros
Três) São anuláveis as deliberações tomadas
que não cumpram com os seus São competências do secretário:
sobre matéria estranha à ordem do dia, salvo se
deveres ou abusem dos seus direitos,
todos os membros comparecerem à reunião da a) Lavrar as actas das sessões da As-
de acordo com o n.º 2 do artigo 13
Assembleia Geral e todos concordarem com sembleia Geral;
um adiamento. destes estatutos;
b) Redigir a correspondência presente à
Quatro) A comparência de todos os g) Destituir membros dos órgãos sociais;
Assembleia Geral e enviar mesma;
membros sanciona quaisquer irregularidades h) Definir o valor da jóia e das quotas a c) Colaborar com o Presidente da Mesa
de convocação desde que nenhum deles se pagar por cada membro, bem como da Assembleia Geral;
oponha à realização da AG. a periodicidade do seu pagamento; d) Organizar o arquivo da associação;
Cinco) As deliberações da Assembleia i) Aprovar o plano económico e financeiro e) Preencher as fichas dos membros e
Geral só serão válidas quando aprovadas pela da associação e controlar a sua fazer a entrega dos cartões dos
maioria dos membros presentes. execução; membros;
Seis) As deliberações da Assembleia Geral j) Deliberar sobre outras matérias de f) Elaborar convocatórias para os
só podem ser alteradas, substituídas e revogadas importância para a associação desde encontros ou outras formas de
por nova deliberação da Assembleia Geral. que constem da respectiva agenda; comunicação aos membros.
6 DE MAIO DE 2019 2675
ARTIGO VINTE E DOIS c) Assinar os cartões de identidade dos Dois) O Conselho Fiscal é composto por
membros, bem como quaisquer um presidente, um secretário e um relator.
Conselho de Direcção
outros documentos; Três) O Conselho Fiscal se reúne uma vez
Um) O Conselho de Direcção dirige, admi- d) Indicar o seu substituto nas suas por mês e extraordinariamente sempre que
nistra e representa a associação em juízo ausências e impedimentos. necessário.
ou fora dele. Dois) As deliberações do Conselho de Direc- Quatro) O Conselho Fiscal só pode deliberar
Dois) O Conselho de Direcção se reúne ção são tomadas por maioria dos membros com a presença de mais da metade dos seus
uma vez por mês e extraordinariamente presentes, e o presidente, além do seu voto, tem membros sendo um deles o respectivo presi-
sempre que for necessário. direito a voto de desempate.
dente.
Três) O Conselho de Direcção é composto
ARTIGO VINTE E CINCO Cinco) Os membros do Conselho Fiscal
por um presidente, um secretário, um tesoureiro
podem participar nas reuniões do Conselho
e dois vogais. Competências do secretário
de Direcção mas sem direito a voto.
ARTIGO VINTE E TRÊS São competências do secretário:
ARTIGO VINTE E NOVE
a) Lavrar as actas das sessões do Conselho
Competências do Conselho de Direcção
de Direcção; Competências do Conselho Fiscal
Compete ao Conselho de Direcção: b) Redigir a correspondência presente
ao Conselho de Direcção e enviar Compete ao Conselho Fiscal:
a) Administrar e gerir as actividades da
associação, de modo a garantir a a mesma; a) Examinar a actividade económica
realização dos seus objectivos; c) Colaborar com o presidente do Con- em conformidade com os planos
b) Garantir o cumprimento das dispo- selho de Direcção; estabelecidos;
d) Organizar o arquivo do Conselho de b) Analisar os relatórios de actividades
sições legais, estatutárias e das
Direcção;
deliberações da Assembleia Geral; e contas do Conselho de Direcção,
e) Elaborar convocatórias para os encon-
c) Elaborar e submeter ao Conselho bem como as propostas do plano
tros ou outras formas de comunica-
Fiscal e aprovação da Assembleia de actividades e orçamento para o
ção aos membros.
Geral, os relatórios de actividades exercício seguinte, emitindo poste-
e contas, bem como o programa ARTIGO VINTE E SEIS riormente os devidos pareceres
de actividades e orçamento para o antes de serem submetidos à análise
exercício seguinte; Tesoureiro
e aprovação da Assembleia Geral;
d) Adquirir os bens necessários para o Compete ao tesoureiro: c) Conferir os saldos de caixa, balancetes
seu funcionamento e para o fun- a) Movimentar os fundos da associação, mensais, receitas e despesas, exami-
cionamento da associação e con- arrecadando receitas, satisfazendo nando periódica e cuidadosamente
tratar serviços para a associação; as despesas autorizadas pelo a escritura da associação para veri-
e) Representar a associação em quais- Conselho de Direcção, assinando
quer actos ou contratos perante as ficar a sua exactidão e a legalidade
todos os recibos de quotas e de
autoridades ou em juízo, bem como dos pagamentos;
quaisquer receitas da associação;
perante outros parceiros; d) Verificar se está a ocorrer o correcto
b) Fiscalizar, cobrar e depositar dinheiros
f) Administrar e gerir o fundo da as- em estabelecimentos de crédito aproveitamento dos meios da as-
sociação e contrair empréstimos que tenham sido designados pelo sociação bem como o uso dos
para a associação; Conselho de Direcção, sendo uma fundos;
g) Elaborar planos periódicos de acti- das assinaturas a do Presidente ou e) Fiscalizar a disciplina e a remuneração
vidades, tendo como base o plano seu mandatário legalmente insti- de prestação de serviço no âmbito
anual e demais deliberações da tuído; da alínea d) do artigo 23 dos
Assembleia Geral; c) Prestar contas aos membros quando presentes estatutos;
h) Executar as deliberações da Assembleia for solicitado em devido fórum. f) Analisar as reclamações dos membros
Geral; da associação, relativamente às
i) Contratar serviços para funções ARTIGO VINTE E SETE
decisões e actuações do Conselho
específicas da associação; Vogais de Direcção;
j) Executar as demais competências g) Apresentar o relatório de prestação de
Um) Aos vogais compete colaborar com
prescritas na lei e nos presentes
o Conselho de Direcção em todas as activi- contas do seu trabalho nas sessões
estatutos, e responder pelo cum-
dades da associação dentro das atribuições da Assembleia Geral;
primento das obrigações da as-
do conselho. h) Zelar, em geral, pelo cumprimento por
sociação.
Dois) São competências dos vogais: parte do Conselho de Direcção dos
ARTIGO VINTE E QUATRO a) Auxiliar o presidente, substituindo-o Estatutos, regulamento e demais
nas suas ausências ou impedi- deliberações da Assembleia Geral.
Presidente do Conselho de Direcção mentos;
Um) Ao Presidente do Conselho de Direc- b) Substituir o presidente em algumas CAPÍTULO V
ção compete em especial: tarefas quando incumbido por este.
Do fundo social
a) Orientar a acção do Conselho de ARTIGO VINTE E OITO
Direcção, dirigir os seus trabalhos ARTIGO TRINTA
e convocar as suas reuniões; Conselho Fiscal
Fundo social
b) Assinar em nome da associação todos Um) O Conselho Fiscal é o órgão de
os actos e contratos que serão verificação e fiscalização das actividades e Constituem fundo social da associação:
posteriormente sancionados pela contas bem como os procedimentos de funcio- a) As jóias e quotas colectadas aos
Assembleia Geral; namento da associação. membros;
2676 III SÉRIE — NÚMERO 86
b) As contribuições suplementares do presente artigo, somente são válidas com ARTIGO TRÊS
anuais cobradas e cada sócio ao o voto favorável de três quartos do número
(Âmbito e aplicação)
fim de cada campanha, com um de todos os membros.
valor fixado, destinadas a cobrir Um) O presente regulamento é extensivo a
ARTIGO TRINTA E QUATRO todos os inscritos no Fundo Social da Secretaria
os encargos da associação;
Casos omissos
Provincial, igualmente considerados membros
c) Donativos, legados, subsídios e
e beneficiários do fundo social.
quaisquer outras contribuições
Único. Em tudo que for omisso nos presentes Dois) Não serão considerados membros e
de entidades parceiras;
estatutos recorrer-se-á a legislação aplicável na beneficiários do Fundo Social da Secretaria
d) Produto de venda de quaisquer bens República de Moçambique. Provincial os inscritos não contribuintes, assim
da associação ou serviços prestados como os que registam atraso na contribuição
Está conforme.
que a associação aufira na reali- num período igual ou superior a 3 meses,
zação dos seus objectivos; Conservatória dos Registos de Pemba,
membro inactivo.
e) Os financiamentos obtidos pela as- 17 de Dezembro de 2018. — O Conservador,
Três) O presente instrumento aplica-se aos
sociação; Ilegível.
membros e é extensivo a seguintes matérias:
f) Quaisquer outros rendimentos que a) Estrutura
resultem de alguma actividade pro- b) Cotização;
movida pela associação, ou que lhe c) Estatuto de beneficiário do fundo
forem atribuídos. social;
d) Deveres do beneficiário do fundo
CAPÍTULO VI Associação Fundo
social;
Social dos Funcionários
e) Aplicação dos fundos;
Das disposições finais da Secretaria Provincial
f) Gestão dos fundos;
ARTIGO TRINTA E UM
de Cabo Delgado
g) Prestação de contas.
Alterações dos estatutos Certifico, para efeitos de publicação, no
Boletim da República, que no dia vinte e ARTIGO QUATRO
Único. As deliberações sobre a alteração nove de Novembro de dois mil e dezoito, (Estrutura)
dos estatutos exigem o voto favorável de três foi constituída uma sociedade comercial por
quartos dos membros da associação. quotas de responsabilidade limitada, com O Fundo Social da Secretaria Provincial tem
NUEL 101079864, denominada Fundo Social os seguintes órgãos:
ARTIGO TRINTA E DOIS dos Funcionários da Secretaria Provincial de a) Chefe da Comissão para Assuntos
Cabo Delgado, a cargo de Paulina Lino David Sociais;
Um) A elaboração dos regulamentos
Mangana, Conservadora/Notária Superior, b) Chefe Adjunto da Comissão para
compete ao Conselho de Direcção.
na qual tem como presidente o senhor Pinto Assuntos Sociais;
Dois) Os regulamentos somente são válidos
Augusto Polini e vice presidente Cidália c) Subcomissões de trabalho:
após aprovação pela Assembleia Geral. Ermelinda Macuácua Muhai, que se regerá pelas d) Subcomissão de Datas Festivas
Três) Enquanto não forem aprovados os cláusulas seguintes: e Comemorativas;
regulamentos, as disposições e estes inerentes e) Subcomissão de Situações Desastrosas.
emanarão do Conselho de Direcção. ARTIGO UM
Quatro) As sanções a aplicar aos membros (Denominação e origem)
ARTIGO CINCO
que violem os presentes estatutos serão (Competências do Chefe da Comissão para
Um) O Fundo Social dos Funcionários da
estabelecidas no regulamento interno da as- Assuntos Sociais)
Secretaria Provincial de Cabo Delgado é uma
sociação.
verba monetária dos funcionários da Secretaria Um) São competências do Chefe da
ARTIGO TRINTA E TRÊS Provincial ou outros interessados, que destina-se Comissão para Assuntos Sociais:
para acções de solidariedade entre os membros
Extinção a) Coordenar a divulgação e sensibilização
inscritos.
dos funcionários para angariação de
Um) A associação extinguir-se-á da seguinte Dois) O fundo social provém de uma contri-
novos membros;
buição mensal acordada pelos membros e ou
maneira: b) Gerir as quotas resultantes das contri-
de doações.
a) Por deliberação dos membros em buições dos membros ou doações;
Assembleia Geral; ARTIGO DOIS c) Garantir a movimentação criteriosa da
b) Por decisão judicial; conta onde depositam-se os valores
(Objectivos)
c) Nos demais casos previstos na lei. resultantes das quotas resultantes
São objectivos fundamentais do Fundo Social das contribuições dos membros ou
Dois) O processo resultante da dissolução da Secretaria Provincial, designadamente: doações;
será feito por uma comissão liquidatária a) Assegurar o convívio entre membros, d) Assegurar a prestação de contas de
composta por cinco membros eleitos pela em caso de celebração de datas três em três meses da gestão dos
Assembleia Geral, que determinará os seus festivas ou comemorativas; valores das quotas resultantes
poderes, modos da liquidação e destino dos b) Garantir assistência aos membros, das contribuições dos membros e
bens. em caso de situações desastrosas doações;
Três) As deliberações sobre a dissolução ou como doença, morte ou calami- e) Convocar reuniões dos membros
prorrogação da associação, no caso da alínea a) dades. contribuintes;
6 DE MAIO DE 2019 2677
f) Convocar novas eleições, nos termos b) Planear e organizar as actividades a ARTIGO DOZE
do presente regulamento; desenvolver na respectiva área; (Colectivo)
g) Auscultar e propor lista de candidatos a c) Executar as actividades dentro das
novas eleições, ouvido o colectivo, atribuições constantes no presente Um) O Colectivo é o órgão com a função
sem prejuízo da integração de de analisar e emitir parecer sobre matérias
Regulamento.
candidatos voluntários. inerentes ao órgão e é convocado e dirigido
d) A Subcomissão de datas festivas e
pelo Chefe da Comissão para Assuntos Sociais.
Dois) O Chefe da Comissão para Assuntos comemorativas é composta pelo Dois) O Colectivo reúne-se sempre que
Sociais é o candidato mais votado nas eleições. terceiro mais votado, podendo as necessidades e circunstâncias das matérias
Três) Nos impedimentos ou ausências, o solicitar auxílio ao quinto mais assim o exigirem.
substituto é o Chefe Adjunto da Comissão para votado e demais membros idóneos Três) O Colectivo tem a seguinte composição:
Assuntos Sociais.
e responsáveis. a) Chefe da Comissão para Assuntos
ARTIGO SEIS Sociais;
ARTIGO NOVE b) Chefe Adjunto da Comissão para
(Competências do Chefe Adjunto Assuntos Sociais;
(Competências da Subcomissão
da Comissão para Assuntos Sociais) c) Elementos eleitos que compõem as
de Situações Desastrosas)
Um) São competências do Chefe Adjunto da subcomissões de trabalho.
Comissão para Assuntos Sociais: São competências da Subcomissão de
ARTIGO TREZE
Situações Desastrosas:
a) Efectuar o registo e controlo das contri-
a) Prestar apoio e assistência ao membro (Quotização)
buições dos membros ou doações;
b) Movimentar a conta onde depositam- em caso de situações desastrosas Um) As quotizações efectuam-se mensal-
se os valores das quotas resultantes como doença, morte ou calami- mente, no valor de 50,00MT, após o pagamento
das contribuições dos membros ou dades; de vencimento mensal do membro.
doações; b) Planear e organizar as actividades a Dois) É permitido o pagamento adiantado
c) Garantir a elaboração do dossier de desenvolver na respectiva área; das quotizações.
prestação de contas trimestrais Três) A falta de pagamento da quota por
c) Executar as actividades dentro das
da gestão dos valores das quotas período igual ou superior a 3 meses implica
atribuições constantes no presente
resultantes das contribuições dos multa correspondente ao valor da quota mensal.
Regulamento. Quatro) A quota mensal pode ser actualizada
membros e doações;
d) A Subcomissão de Situações Desas- por acordo entre membros contribuintes, numa
d) Garantir a elaboração de convocatórias
trosas é composta pelo quarto mais reunião onde estão presentes pelo menos 75%
e outros actos necessários ao
votado, podendo solicitar auxílio de funcionários em situação regular.
funcionamento da Comissão para
ao quinto mais votado e demais Cinco) Os valores resultantes da quotização
Assuntos Sociais.
membros idóneos e responsáveis. e ou doação são depositados na conta bancária
Dois) O Chefe Adjunto da Comissão para criada em nome do Fundo Social da Secretaria
Assuntos Sociais é o segundo mais votado nas ARTIGO DEZ Provincial, devendo apresentar talão de depósito
eleições. ao Chefe ou Adjunto da Comissão para Assuntos
(Eleição da Comissão para Assuntos Sociais para registo e passagem de recibo.
ARTIGO SETE
Sociais)
(Competências das Subcomissões ARTIGO CATORZE
Um) É eleita a Comissão para Assuntos
de trabalho) (Estatuto de Beneficiário do Fundo Social)
Sociais os primeiros cinco candidatos que
São competências das Subcomissões de reúnam mais votos expressos, numa reunião Um) Serão considerados beneficiários do
trabalho: onde estão presentes pelo menos 75% de Fundo Social da Secretaria Provincial todos
a) Prestar assessoria e apoio técnico membros em situação regular de forma periódica membros contribuintes, designadamente os
ao Chefe e respectivo Adjunto da de dois em dois anos. membros que estejam na situação regular.
Comissão para Assuntos Sociais; Dois) Em caso de empate dos candidatos em Dois) Considera-se situação regular os
b) Planear e organizar as actividades a seguintes casos:
qualquer das posições dos votos expressos, há
desenvolver nas respectivas áreas; uma segunda volta, na qual participam os dois a) Estar devidamente inscrito no Fundo
c) Executar as actividades dentro das Social, mediante preenchimento
candidatos empatados.
atribuições constantes no presente de ficha de inscrição e pagamento
Regulamento. ARTIGO ONZE inicial de 100,00MT;
b) Ter contribuições em dia;
ARTIGO OITO (Eleição em caso de vacatura) c) Não registar atraso de pagamento
de quotas num período igual ou
(Competências da Subcomissão de Datas Um) A eleição do novo Chefe da Comissão superior a 3 meses.
Festivas e Comemorativas) para Assuntos Sociais, por morte, incapacidade
Três) Não serão considerados beneficiários
São competências da Subcomissão de Datas permanente, transferência, renúncia ou
do Fundo Social da Secretaria Provincial os
Festivas e Comemorativas: destituição, deve ter lugar dentro dos trinta membros inativos, os seguintes casos:
a) Organizar e executar as actividades dias subsequentes.
a) Os membros que ainda não perfizeram
a desenvolver sobre as datas festi- Dois) Não há eleição para Chefe da Comissão seis meses de contribuição;
vas e comemorativas e garantir para Assuntos Sociais se a vacatura ocorrer nos b) Os membros que tenham perdido o
a passagem condigna das datas sessenta dias antes do fim do mandato, devendo estatuto de beneficiário por motivos
festivas e comemorativas ou de permanecer o substituto legal até à realização de atraso num período igual
aniversário dos membros; das eleições. ou superior a 3 meses.
2678 III SÉRIE — NÚMERO 86
Quatro) A perda de estatuto não confere Três) Em caso de doença do membro que resultantes das contribuições dos membros
retorno dos valores, senão, a possibilidade de implique o seu internamento em período igual e doações, em reunião por si convocada para
reaquisição do estatuto, por via de regularização ou superior a 7 dias em unidade sanitária ou o efeito.
de pagamentos. transferência para unidade sanitária fora do ARTIGO DEZANOVE
Cinco) Em caso de transferência da Secretaria local da sua residência, o membro beneficiário
Provincial, o funcionário contribuinte perde o (Disposições finais)
receberá o valor de 1.000,00MT.
estatuto de membro beneficiário e lhe é pago Quatro) Em caso de doença de membro Um) Em caso de dissolução ou extinção do
um valor de 1.000,00MT, salvo se manifestar familiar do primeiro grau, a que se referem as fundo docial, por decisão de pelo menos 75% dos
por escrito vontade de manter aquele estatuto e disposições do Estatuto Geral dos Funcionários membros contribuintes em situação regular, o
cumprir com os seus deveres. saldo existente na Conta Bancário a que se refere
e Agentes do Estado em vigor, que implique o
ARTIGO QUINZE seu internamento em período igual ou superior a o n.o5 do artigo 4 do presente Regulamento será
7 dias em unidade sanitária ou transferência para distribuído entre os contribuintes na proporção
(Deveres do beneficiário do fundo social) unidade sanitária fora do local da sua residência, das suas contribuições para o Fundo Social.
São os deveres do membro beneficiário o membro receberá o valor de 750,00MT. Dois) Passados doze meses após o
do Ffundo social, os seguintes: Cinco) Nas situações previstas nos números funcionamento do fundo social, o presente
a) Pagar regularmente as quotas; 2 e 3 do presente artigo, o membro para além regulamento deverá ser revisto de forma a
b) Defender os interesses dos membros dos valores a que tem direito de receber, poderá incorporar situações de empréstimos de valores,
beneficiários do fundo; requerer um empréstimo até 100% daqueles aos contribuintes para aquisição de bens e
c) Guiar-se pelas ideias e normas que valores. demais finalidades.
norteiam a criação do fundo; Seis) Na situação prevista no número ante- Três) As dúvidas resultantes da aplicação
d) Denunciar qualquer tentativa de má rior, o membro deverá reembolsar o montante ou interpretação do presente regulamento serão
aplicação do fundo; referente ao empréstimo até quatro prestações resolvidas por deliberação de mais da metade
e) Participar, salvo escusa fundamentada, mensais, a partir de 30 dias após a recepção dos membros contribuintes.
nas celebrações de datas festivas e do valor emprestado, com juros de 10%. Quatro) O presente regulamento entra em
comemorativas ou de aniversário Sete) Nas situações previstas nos números vigor passados 15 dias após a data da sua
dos membros financiadas pelo anteriores do presente artigo, sempre estará aprovação.
fundo; dependente da disponibilidade orçamental da Está conforme.
f) Empenhar-se pela valorização do conta bancária do Fundo Social da Secretaria
fundo. Conservatória dos Registos de Pemba,
Provincial na data do pedido.
4 de Dezembro, de 2018. — O Conservador,
ARTIGO DEZASSEIS Oito) Em casos de necessidade de realização
Ilegível.
de um convívio entre membros, o fundo a ser
(Aprovação dos pedidos de apoio) gasto não poderá ultrapassar 30% do fundo
Um) O Fundo Social da Secretaria Provincial disponível na conta bancária, devendo a despesa
destina-se a assistência aos membros em caso ser aprovada por mais de metade dos membros
de doença, morte, calamidades, mediante do coletivo.
apresentação de pedido escrito, a ser aprovado Associação Arte Macua
por mais de metade dos membros do colectivo. ARTIGO DEZOITO de Cabo Delgado – (AAMCAD)
Dois) Em caso de empréstimo solicitado (Gestão dos fundos)
pelo membro, o valor a ser emprestado e o Certifico, para efeitos de publicação, no
número de prestações para o reembolso devem Um) Compete ao Chefe da Comissão para Boletim da República, que no dia dezassete de
ser aprovadas por mais da metade dos membros Assuntos Sociais da Secretaria Provincial Dezembro de dois mil e dezoito, foi constituída
do colectivo. coadjuvado pelo adjunto a coordenação da uma associação de Direito moçambicano, com
Três) A aprovação a que se referem os gestão das quotas resultantes das contribuições NUEL 101086100, denominada Associação
números anteriores será dada por assinatura de dos funcionários ou doações. Arte Macua de Cabo Delgado – (AAMCAD),
cada um dos membros do colectivo, bastando Dois) A actividade de gestão ou movi- abreviadamente (OPHELA), a cargo de Paulina
Lino David Mangana, conservadora/notária
o Chefe da Comissão para Assuntos Sociais mentação de conta onde se depositam os
superior, cujo o presidente é o senhor Fahamo
recolha e arquive as assinaturas. valores resultantes das quotas resultantes das
Alide e vice presidente o senhor Abudo Mussa
contribuições dos funcionários ou doações,
ARTIGO DEZASSETE que se regerá pelas cláusulas seguintes:
não confere o direito a qualquer remuneração.
(Aplicação dos fundos) Três) Todos os pedidos de apoio deverão CAPÍTULO I
ser traduzidos por escrito, com indicação do
Um) Em caso de morte do membro, a ARTIGO PRIMEIRO
solicitante e os motivos da solicitação, devi-
sua família do primeiro grau da linha recta,
damente fundamentados conforme situações (Denominação e natureza)
designada como tal, pelas disposições do
Estatuto Geral dos Funcionários e Agentes do previstas no presente regulamento.
O presente estatuto estabelece regras funda-
Estado em vigor sobre a matéria ou na ficha Quatro) Para o levantamento de valores mentais da organização e funcionamento da
de inscrição referida na alínea a), do n.º 2, depositados na conta a que se refere o n.º 5 do Associação Arte Macua de Cabo Delgado-
do artigo 14, receberá quantia monetária artigo 4 do presente regulamento é obrigatório -Pemba, abreviadamente designada por
no valor de 3.000,00MT. que o processo seja instruído com documento (AAMCAD), é uma colectividade de direito
Dois) Em caso de morte de membro familiar contendo a aprovação de mais da metade dos privado, não-governamental de âmbito social,
do primeiro grau, a que se referem as disposições membros do colectivo. sem fins lucrativos, dotadas de personalidade
do Estatuto Geral dos Funcionários e Agentes do Cinco) Trimestralmente o Chefe da Comissão jurídica, autonomias administrativas, patri-
Estado em vigor sobre a matéria, o funcionário para Assuntos Sociais da Secretaria Provincial moniais e financeira, que se regerá pelos
beneficiário receberá o valor de 1.000,00MT. prestará contas da gestão dos valores das quotas presentes estatutos.
6 DE MAIO DE 2019 2679
ARTIGO DOIS ARTIGO SEIS CAPÍTULO V
(Sede, delegação e representações) (Fundo social) Dos direitos, deveres, Infracções
A Associação Arte Macua, tem ligado a sua Constituem fundo social da Associação e Penas dos membros
sede no bairro de Eduardo Mondlane, distrito AAMCAD: ARTIGO NOVE
de Pemba, cidade, província de Cabo Delgado. a) O montante das multas, jóias e quotas
Podendo estabelecer delegações e outras formas (Direitos dos associados)
colectadas aos associados;
de representação em qualquer ponto do ter- b) Donativos legados, subsídios e quais- Todos os membros tem direito a:
ritório nacional. quer outras contribuições das enti- i) Possuir o cartão de identificação de
dades nacionais e estrangeiras;
ARTIGO TRÊS membro;
c) Os financiamentos obtidos pela as-
ii) Participar nas reuniões e nas
(Declaração) sociação;
Assembleias da AAMCAD;
d) Quaisquer outros rendimentos que
A Associação Arte Macua de Cabo Delgado iii) Eleger e ser eleito para os Órgãos da
resultem de alguma actividade pro-
(AAMCAD), é constituída por um tempo AAMCAD;
movida pela associação ou que lhe
indeterminado, contando o seu início a partir iv) Auferir benefícios das actividades
for atribuída.
da data da sua criação. ou serviços da AAMCAD,
CAPÍTULO IV ser informado das actividades
CAPÍTULO II
Dos membros desenvolvidas pela Associação e
ARTIGO QUATRO verificar as respectivas contas;
Podem ser membros da Associação Arte v) Usar bens da Associação que se
(Objectivos)
Macua de Cabo Delgado – (AAMCAD), todos destinam a utilização comum dos
A Associação Arte Macua de Cabo Delgado nacionais ou estrangeiras que estejam em
membros da AAMCAD;
– (AAMCAD), tem como objectivos: pleno gozo dos direitos civis, e que revelam
vi) Fazer reclamações e propostas
a) Contribuir no processo de desen- expressamente a sua adesão à associação e aos
que julgar convenientes para o
volvimento socioeconómico, cul- seus princípios/objectivos, desde que aceite e a
sua conduta moral e cívica vão de acordo com desenvolvimento AAMCAD;
tural da província em particular
disposto nos presentes estatutos. vii) Recordar das decisões da Associação
e do país em geral;
junto da entidade estatal competente
b) Promover acções que contribuem
ARTIGO SETE sempre que julgar lesados os
para a resolução que afectam ou
impedem o desenvolvimento dos (Categorias dos membros)
objectivos económicos e sociais da
jovens no seu bairro; AAMCAD;
Os membros da AAMCAD, subdividem-se viii) Pedir demissão dos cargos directivos
c) Promover capacidades técnicas
da seguinte maneira: da AAMCAD;
e inovações culturais aos seus
membros; a) Membros fundadores – São todos ix) Solicitar ao Conselho de Direcção,
d) Promover e salvaguardar o desen- aqueles associados que tenham por escrito ou verbalmente
volvimento da cultura artesanal, colaborado na criação da as- quaisquer esclarecimentos sobre
acima de tudo os interesses dos seus sociação/organização; as actividades da organização;
membros juntos do governo e outras b) Membros efectivos – Todos associados x) Renunciar a qualidade de membro da
instituições; que, nos termos deste estatuto e do
AAMCAD;
e) Fazer marketing e comercialização regulamento interno, tenham sido
xi) Participar qualquer infracção esta-
dos produtos dos produtos seus admitidos;
tuária ou disciplinar;
membros, nos mercados internos c) Beneméritos – Aquelas pessoas
xii) Requerer nos parâmetros estatuá-
e externos; singulares ou colectivas, nacionais
ou humano para concretização dos rios, a convocação da Assembleia
f) Promover exposição intercambio, bem
como a realização de acções de objectivos da associação; Geral extraordinária.
formação e informações, tendo em d) Membros honorários – São os que
ARTIGO DEZ
vista a elevação das condições de se distinguem por serviços excep-
vida dos membros e a população em cionais prestados à associação. (Deveres dos membros)
geral e o aumento das oportunidades
ARTIGO OITAVO Constituem como deveres dos membros:
de auto-emprego.
(Admissão) i) Pagar as jóias e as quotas mensais desde
CAPÍTULO III o mês da sua admissão inclusive;
Um) Podem ser admitidos para membros ii) Observar as disposições dos presentes
Da património e fundo social
da AAMCAD, todas pessoas voluntariamente,
estatutos e cumprir as deliberações
ARTIGO CINCO expressem por escrito o seu interesse, cabendo
dos órgãos sociais da AAMCAD;
a sua admissão a deliberação da Assembleia
(Património) iii) Contribuir para o bom nome e desen-
Geral da AAMCAD.
volvimento da AAMCAD e para
Um) O património da Associação Arte Dois) O pedido de admissão para membro
da AAMCAD, será dirigido ao Conselho de realização dos seus objectivos;
Macua de Cabo Delgado (AAMCAD),
é composta pelo universo de bens adquiridos Direcção, que submetera a Assembleia Geral iv) Exercer os cargos para qual for eleito
no exercício das suas actividades ou herdadas para ratificação. com zelo, dedicação e competência;
e que em seu nome estarão registadas. Três) A qualidade de membros só produz v) Prestar contas das tarefas e respon-
Dois) Os bens compreendem os móveis e efeitos depois de a candidato cumprir com os sabilidades de que for incumbido;
imóveis e ainda os meios financeiros disponíveis seus deveres previstos na alínea a) do artigo vi) Participar nas assembleias gerais
na associação. nono do presente estatuto. e outras reuniões da associação;
2680 III SÉRIE — NÚMERO 86
vii) Cuidar e utilizar racionalmente constituída pela totalidade dos seus membros ii) Elaborar e submeter Conselho
todos os bens da associação; em pleno gozo dos seus direitos, reunindo-se Fiscal à aprovação da Assembleia
viii) Prestigiar e manter fidelidade aos em sessões ordenarias uma vez por ano. Geral o relatório balanço e contas
princípios da AAMCAD. Dois) As sessões da assembleia Geral são anuais bem como o programa de
dirigidas pela Mesa da Assembleia, composta actividades para o ano seguinte;
ARTIGO ONZE
por, presi-dente, vice presidente e secretário;
iii) Representar a associação em quais-
(Perda de qualidade de membro) Três) As sessões ordenárias da Assembleia
quer actos ou contactos perante
Geral são convocadas pelo Presidente da
A perda de qualidade de membro da As- as autoridades ou juiz;
Mesa da Assembleia um mínimo de 15 dias
sociação Arte Macua de Cabo Delgado, pode iv) Administrar o fundo social da as-
de antecedências e com a indicação da agenda
ser determinado por: sociação e contrair empréstimos;
de trabalho.
a) Exoneração; Quatro) A Assembleia Geral ainda em v) Decidir sobre os programas e projectos
b) Exclusão. sessões extraordinárias mediante convocatória em que a associação deve participar;
ARTIGO DOZE do Conselho Fiscal ou a pedido de um numero vi) Propor a alteração dos presentes
superior a um terço dos seus membros. estatutos.
(Exoneração) Cinco) A Assembleia Geral realiza-se
Um) A exoneração é da competência do estando presentes 50% dos membros inscritos, ARTIGO DEZOITO
Conselho de Direcção da AAMCAD e só sendo necessária a presença de pelo menos
(Reunião do Conselho de Direcção)
se torna efectiva a pois a deliberação da As- 75% dos membros, nas assembleias com fins
sembleia Geral devendo o membro participar eleitorais. O Conselho de Direcção da Associação
a sua decisão trinta (30) dias antes. Seis) São nulas todas as deliberações Arte Macua de Cabo Delgado (AAMCAD),
Dois) Os membros da Conselho de Direcção tomadas sobre matérias que não constem da reúne-se ordinariamente uma vez por mês ou
e de Conselho Fiscal da AAMCAD só poderão agenda de trabalho fixado na convocatória, extraordinariamente por convocatória do seu
exonerar se a pois a provação pela Assembleia salvo se, estando presentes todos os membros
presidente se tal for necessário.
Geral, da contas e relatórios de gestão referentes da assembleia no pleno gozo dos seus direitos,
ao exercícios. concordarem por unanimidade na sua inclusão. ARTIGO DEZANOVE
ARTIGO TREZE ARTIGO DEZASSEIS (Conselho Fiscal)
(Exclusão) (Competências da Assembleia Geral) Um) O Conselho Fiscal da Associação Arte
Serão excluídos da Associação Arte Macua Compete a Assembleia Geral da AAMCAD: Macua de Cabo Delgado, composta por três
de Cabo Delgado (AAMCAD), os membros membros eleitos trienalmente pela Assembleia
a) Definir os estatutos e suas alterações
que: Geral.
para serem submetidas à aprovação
i) Sejam condenados juridicamente pela Dois) O Conselho Fiscal é constituído por
pelo órgão competente;
prática de crimes dolorosos em pena um presidente, vice-presidente e um secretário.
b) Aprovar o regulamento e os planos,
superior a oito anos de prisão maior;
bem assim as suas alterações; Três) O Conselho Fiscal reúne-se uma vez
ii) Tenham cometido infracção grave e
culposa aos estatutos e regulamento c) Eleger ou demitir os membros do por mês.
da associação Arte Macua de Conselho de Direcção e do Con- Quatro) Os membros do Conselho Fiscal
Cabo Delgado de Pemba, de que selho Fiscal da AAMCAD; podem participar nas reuniões do Conselho
resultem prejuízos para a mesma d) Apreciar e deliberar sobre os relatórios de Direcção mas sem direito do voto.
e cuja exclusão seja deliberada em e contas dos Conselhos de Direcção
Assembleia Geral por maioria de e pareceres do Conselho Fiscal; ARTIGO VINTE
dois terços (2/3) dos seus membros. e) Decidir sobre o montante do capital
(Competências do Conselho Fiscal)
social inicial e de entrada mínima
ARTIGO CATORZE a subscrever por cada membro, Compete ao Conselho Fiscal da AAMCAD:
(Morte) bem como sobre a forma de sua
i) Examinar as actividades económicas
realização;
Em caso de morte do membro, os seus f) Dissolver a associação por decisão e sociais da associação em confor-
direitos e deveres podem ser exercidos pelos pelo menos, três quartos dos seus midade com os planos estabele-
seus herdeiros. membros; cidos;
g) Resolver os casos omissos no regu- ii) Analisar a situação financeira e econo-
CAPÍTULO VI
lamento da associação. mia da associação e dar parecer
(Órgão social) sobre relatórios das actividades
ARTIGO DEZASSETE
Os Órgãos sociais da associação Arte Macua da associação elaboradas pelo
de Cabo Delgado, são os seguintes: (Conselho de Direcção) Conselho de Direcção;
a) Assembleia Geral; iii) Verificar se esta a realizar-se o cor-
O Conselho de Direcção da Associação
b) Conselho de Direcção; Arte Macua de Cabo Delgado (AAMCAD), é recto aproveitamento dos meios de
c) Conselho Fiscal. constituída por 5 membros: Presidente, vice- produção da associação ou se há
-presidente, secretário, tesoureiro e conselheiro, desvios de fundos;
ARTIGO QUINZE
eleitos trienalmente pela Assembleia Geral iv) Zelar, em geral, pelo compromisso,
(Assembleia Geral) com as seguintes competências: por parte do Conselho de Direcção,
Um) A Assembleia Geral é o mais alto órgão i) Dirigir a execução dos objectivos eco- dos estatutos, regulamentos e deli-
da Associação Arte Macua de Cabo Delgado, nómicos da associação; berações da Assembleia Geral.
6 DE MAIO DE 2019 2681
CAPÍTULO VII lavrada de folhas 62 verdo a 65 do livro de notas d) Reciclagem da matéria orgânica para
para escrituras diversas n.º 212, do Cartório criação de hortas, jardins verticais
Das disposições finais Notarial de Pemba, a cargo de Rui Lágrimas e telhados verdes para a redução
ARTIGO VINTE E UM Inácio Ezequiel Chichango, conservador/ da carga térmica em residências ou
/notário superior, foi constituída uma associação edifícios;
(Dissolução) denominada Associação Jovens para Mudança e) Promover o intercâmbio a outros níveis
e Acções Sustentáveis, pelos associados: entre grupos e associações que com
Em caso de dissolução da Associação Eliseu Patrício Machatine Tauzene, Joaquina
Arte Macua de Cabo Delgado (AAMCAD), ela se relacionam.
António Muroto, Evaldino Elias Fatil, Issufo
a Assembleia Geral reunir-se à extraordi- Amade, Lucas Domingos, Faito Jaime Trinta, CAPÍTULO II
nariamente para decidir o destino a dar aos João António Pinto, Ivo Agostinho Mucopote,
bens da associação nos termos da lei, sendo sua Raúl da Silva, Armando Chomela e Leonilde Dos membros
liquidatária uma comissão de cinco membros a Fazine Chachine, que se regerá pelas cláusulas
ARTIGO CINCO
seguintes:
decidir pela Assembleia Geral.
Um) São membros fundadores aqueles
CAPÍTULO I
ARTIGO VINTE E DOIS que participaram na criação da organização
Da denominação, sede e fins e subscreveram a sua acta de constituição.
(Fusões) Dois) São membros da associação todas as
ARTIGO UM
pessoas singulares ou colectivas, nacionais ou
A Associação Arte Macua de Cabo Delgado, Denominação estrangeiras que tenham expressamente aceite
poderá fundir-se em outras associações do
Os jovens para mudanças e acções susten- de livre e espontânea vontade os estatutos da
mesmo ramo de actividades sob deliberação associação e sejam admitidas pela Assembleia
tável designada JOMAS é uma pessoa colectiva
da Assembleia Geral. de direito privado, dotada de personalidade Geral.
jurídica, sem fins lucrativos constituída por Três) A Assembleia Geral poderá conferir
ARTIGO VINTE E TRÊS
jovens universitários até aos 35 anos de idade. distinção a membros honorários e beneméritos
(Uniões) pelos seus actos a favor da associação jovens
ARTIGO DOIS
para mudanças e acções sustentáveis (JOMAS).
A Associação Arte Macua de Cabo Delgado, Sede
poderá associar-se com outras do tipo, a nível ARTIGO SEIS
A Associação Jovens para Mudanças e
local ou provincial dando a origem a uniões.
Acções Sustentáveis (JOMAS) cita na cidade Actividades

ARTIGO VINTE E QUATRO de pemba, bairro Eduardo Mondlane, podendo


Para a prossecução do seu objecto a as-
criar delegações e operar em todo o território da
sociação propõe-se:
(Omissões) cidade de pemba, província de cabo delegado
por simples deliberação da direcção, após a) Fazer-se representar junto dos órgãos
Todos casos omissivos nos presentes esta- parecer favorável do Conselho Fiscal. do poder participando na elabora-
tutos serão com as necessárias adaptações, ção, alteração dos comunicados
pelas deposições da legislação aplicável ARTIGO TRÊS de Diplomas Legislativos que
as associações em geral na Republica de Declaração visem na melhoria de meios de
Moçambique. conservação do meio ambiente e
A associação de jovens para mudanças e
urbanização sustentável;
acções sustentáveis (JOMAS) é constituído
ARTIGO VINTE E CINCO b) Promover programas de educação
por um tempo indeterminado, contando desde
ambiental, conscientizando e infor-
(Entrada em vigor) o data de sua criação.
mando a população sobre novas
O presente estatuto entra em vigor após a sua ARTIGO QUATRO práticas, atitudes e tecnologias que
aprovação pela Assembleia Geral da Associação agridem menos o meio ambiente;
Fins e Âmbito
Arte Macua de Cabo Delgado (AAMCAD), c) Realizar, promover e participar em
Para a realização dos fins da associação conferências, debates, seminários,
Está conforme. jovens para mudanças e acções sustentáveis mesas redondas ou quaisquer outras
Conservatória dos Registos de Pemba, (JOMAS) propõe-se em especial: formas de intervenção social;
17 de Dezembro de 2018. — O Conservador, a) Fortalecer relações de cooperação com d) Fomentar o intercâmbio com outras
Ilegível. entidades oficiais e particulares associações e organizações nacio-
e associações emergentes, que nais ou estrangeiras com actividade
se propunham a trabalhar para o consentâneas com os objectivos
desenvolvimento da restauração prosseguidos pela associação;
ecológica e urbanização sustentável
e) Colaborar com organismos não-gover-
em Moçambique;
namentais em actividades refe-
b) Desenvolver estudos e divulgar a
Associação Jovens importância da conservação do
rentes ao planeamento territorial;
para Mudança e Acções meio ambiente, da gestão dos f) Divulgar o trabalho da associação;
g) Organizar um banco de dados sobre
Sustentáveis – (JOMAS) resíduos sólidos pelas comunidades
moçambicanas; as matérias que constituem objecto
Certifico, para efeitos de publicação, no c) Promover e executar construções da sua actividade;
Boletim da República que por escritura pública resilientes e sustentáveis através da h) Proporcionar a criação de um escrit-
de treze de Dezembro de dois mil e dezoito, reciclagem da madeira de pallete; ório para actividades dos membros.
2682 III SÉRIE — NÚMERO 86
ARTIGO SETE ARTIGO DEZ f) Conferir distinção de membro hono-
rário ou benemérito, sempre que as
Direitos Mandato
circunstâncias o justifiquem;
Constituem direitos dos membros, os Os órgãos sociais são eleitos durante a 1ª g) Aprovar o relatório anual de activi-
seguintes: Assembleia Geral, por um período inicial de 2 dades bem como o relatório anual
a) Participar na vida da associação e anos, podendo ser reeleitos por vários mandatos de contas e o orçamento da associa-
seguidos, sem limite, desde que, para tal, a ção;
contribuir na definição das suas
Assembleia Geral assim o delibere. h) Deliberar sobre todos os assuntos não
políticas e estratégias;
b) Votar e ser eleito para os órgãos sociais inclusos no âmbito de competência
ARTIGO ONZE
da associação; dos restantes órgãos sociais.
c) Ter a posse de cartão de membro e Assembleia Geral
ARTIGO CATORZE
representar a associação jovens Um) A Assembleia Geral é o órgão máximo
para mudanças e acções susten- da JOMAS, composto por todos os seus Direcção
táveis (JOMAS) em contactos membros e presidido pelo Presidente da Mesa
A direcção é composta por um Presidente da
com organismos nacionais e inter- da Assembleia Geral.
associação, Presidente da Mesa da Assembleia
nacionais, com vista à angariação Dois) A Assembleia Geral é constituída
Geral, vice-presidente, secretário geral, vice-
de apoios e definição de possíveis por um presidente, um vice-presidente e dois
-secretário geral, chefes de departamentos,
áreas de cooperação; relatores.
e tesoureiro.
d) Receber informação periódica da ARTIGO DOZE
direcção sobre as actividades desen- ARTIGO QUINZE
volvidas pela associação; Funcionamento
e) Formular propostas de projectos que se Funcionamento
Um) A Assembleia Geral reúne ordina-
coadunem com os fins e actividades riamente uma vez no primeiro trimestre de A direcção reúne-se ordinariamente pelo
da associação jovens para mudanças cada ano e extraordinariamente, sempre que for menos duas vezes por mês e extraordinariamente
e acções sustentáveis JOMAS. convocada pelo Presidente, por seu substituto sempre que as circunstâncias o exijam.
legal.
ARTIGO OITO Dois) A Assembleia Geral estará regular- ARTIGO DEZASSEIS
Deveres mente constituída quando estiver presente um Competências
número correspondente à metade mais um dos
São deveres dos membros: membros da associação. Compete à Direcção do JOMAS representá-
a) Cumprir cabalmente com o estabelecido Três) No caso de a Assembleia Geral não -la, incumbindo-se designadamente de:
nos estatutos e regulamentos da reunir à hora marcada por insuficiência de a) Garantir o cumprimento dos objectivos
associação; quórum, a mesma poderá reunir 30 minutos da associação;
b) Contribuir para o bom nome e efectiva depois, com a presença de qualquer número b) Definir as funções, actividades e
realização dos objectivos da as- de membros. remuneração do pessoal recrutado
sociação; Quatro) As deliberações da Assembleia
para o secretariado executivo e
c) Cumprir as deliberações dos órgãos Geral são tomadas por maioria simples de votos,
exercer acções disciplinar sobre a
sociais; exceptuando-se nos casos referentes à alteração
mesma;
d) Pagar regular e atempadamente as dos estatutos e da extensão da associação.
c) Elaborar anualmente os relatórios e as
quotas e joias; Cinco) A convocação das reuniões ordinárias
contas do exercício, bem como o
e) Participar em todas as reuniões da ou extraordinárias será feita mediante edital,
programa de acção e o orçamento
Assembleia Geral; com pauta dos assuntos a serem tratados, a ser
fixado na sede da entidade, com antecedência para o ano seguinte;
f) Participar na divulgação das activi- d) Representar a associação junto de
mínima de oito (5) dias e divulgado a todos
dades realizadas pela associação; organismos oficiais e privados;
os associados por correspondência pessoal
g) Representar a associação em actos e) Submeter à Assembleia Geral a
ou correio electrónico.
públicos ou oficiais, quando para proposta de eleição de membros
tal sejam indigitados; ARTIGO TREZE honorários e beneméritos;
h) Informar a direcção sobre quaisquer f) Propor à associação a realização de
Competências
anomalias ou danos causados aos assembleias gerais extraordinárias;
interesses da associação; Compete à Assembleia Geral definir as g) Submeter à Assembleia Geral os
i) Defender o bom nome e o prestígio da linhas fundamentais de actuação da JOMAS, assuntos que entender pertinentes
associação. em especial: para sua apreciação;
a) Eleger e destituir os membros dos h) Assegurar o controlo e o bom funcio-
CAPÍTULO III
órgãos sociais; namento do secretariado executivo;
Da organização e funcionamento b) Deliberar sobre a alteração dos esta- i) Estabelecer relações de cooperação
tutos ou extinção da associação, por com organismos congéneres, nacio-
ARTIGO NOVE
maioria favorável de 2/3 de votos nais e estrangeiras.
Órgãos dos membros;
Compete ao Presidente:
c) Deliberar sobre a aquisição onerosa
Os órgãos da JOMAS são os seguintes: e alienação de bens imóveis; a) Representar a associação judicial
a) Assembleia Geral; d) Aprovar o regulamento interno; e extrajudicialmente;
b) Direcção; e e) Deliberar sobre a contracção de b) Cumprir e fazer cumprir este estatuto
c) Conselho Fiscal. empréstimos; e os demais regimentos internos;
6 DE MAIO DE 2019 2683
c) Convocar e presidir as reuniões da ARTIGO DEZOITO CAPÍTULO VI
Directoria;
Competências ARTIGO VINTE E DOIS
d) Dirigir e supervisionar todas as acti-
vidades da associação; Compete ao Conselho Fiscal o controlo e Vigência
e) Assinar quaisquer documentos rela- a fiscalização da associação, designadamente: O presente estatuto e o regulamento interno
tivos às operações activas da as- a) Examinar a escrituração e os docu- entram em vigor na data da assinatura da
sociação. mentos e fazer a verificação dos escritura e submetem-se à legislação em vigor
Compete ao 1.º secretário: valores patrimoniais; em Moçambique em tudo quanto neles esteja
b) Dar parecer sobre o relatório e as omisso.
a) Secretariar as reuniões das assembleias
contas do exercício bem como sobre Está conforme.
gerais e da directoria e redigir atas;
programa da acção e o orçamento
b) Manter organizada a secretaria, com Conservatória dos Registos de Pemba,
para o ano seguinte;
os respectivos livros e correspon- 10 de Janeiro de 2018. — A Técnica, Ilegível.
c) Dar parecer sobre quaisquer assuntos
dências.
que os outros órgãos sociais sub-
Compete ao 2.º secretário: metam à sua apreciação;
Colaborar com o 1º secretário, bem como d) Verificar o cumprimento dos estatutos
substituí-lo em suas faltas e impe- e do regulamento interno e alertar
dimentos. à Direcção e a Assembleia Geral
sobre quaisquer anomalias regis-
Associação Wakani Majovem
Compete ao tesoureiro:
tadas. Certifico, para efeitos de publicação, no
a) Arrecadar e contabilizar as contri-
Boletim da República, que por escritura
buições, rendas, auxílios e donativos ARTIGO DEZANOVE pública de treze de Dezembro de dois mil
efectuados à associação, mantendo e dezoito, lavrada de folhas 60 a 62 verso,
em dia a escrituração; Associação e cooperação
do livro de notas para escrituras diversas
b) Efectuar os pagamentos de todas as A JOMAS pode associar-se ou filiar-se em n.º 212, do Cartório Notarial de Pemba, a cargo
obrigações da associação; organizações nacionais ou estrangeiras que de Rui Lagrimas Inácio Ezequiel Chichango,
c) Acompanhar e supervisionar os prossigam fins semelhantes. conservador/notário superior, foi constituída
trabalhos de contabilidade da as- uma associação denominada Associação Wakani
sociação, contratados com profis- CAPÍTULO IV Majovem, pelos associados: Manuel Domingos
Makambi, Arrifo Manuel, Manuel Rachide,
sionais habilitados, cuidando para Dos fundos Dover de Queroz Rachide, Regina Cunhihene
que todas as obrigações fiscais e Raipo Marrune, Nelson Martins António Mário,
trabalhistas sejam devidamente ARTIGO VINTE
Ana Calisto, Ana Manuel Jamisse, Joana
cumpridas em tempo hábil; São considerados fundos da JOMAS: Agostinho, Sefo Abudo Nhausequessa, que se
d) Apresentar relatórios de receitas e regerá pelas cláusulas seguintes:
a) O produto das quotas e da jóia dos
despesas, sempre que forem soli-
membros; CAPÍTULO I
citadas;
b) Doações, subsídios, legados e quais-
e) Apresentar o relatório financeiro para ARTIGO UM
quer outras subvenções de pessoas
ser submetido à Assembleia Geral; singulares, colectivas, privadas ou (Denominação e natureza)
f) Apresentar semestralmente o balancete públicas, nacionais ou estrangeiras; O presente estatuto estabelece regras funda-
de receitas e despesas ao Con- c) O produto das vendas de quaisquer mentais da organização e funcionamento da
selho Fiscal Publicar anualmente bens ou serviços que a associação Associação Wakani Majovem, abreviadamente
a demonstração das receitas e realize para, fins de manutenção. designada por AWAMA, é uma colectividade
despesas realizadas no exercício; de direito privado, não-governamental de
g) Elaborar, com base no orçamento CAPÍTULO V âmbito social, sem fins lucrativos, dotadas
realizado no exercício, a proposta de personalidade jurídica, autonomias admi-
Das penalidades nistrativas, patrimoniais e financeira, que se
orçamentária para o exercício
seguinte a ser submetida à direc- Os associados dos jovens para mudanças e regerá pelos presentes estatutos.
toria, para posterior apreciação da acções sustentáveis (JOMAS) serão passíveis ARTIGO DOIS
Assembleia Geral; de punições, mediante decisão da Comissão de
Ética da associação, por conduta em desacordo (Sede, delegação e representações)
h) Manter todo o numerário em esta-
belecido de crédito; com este estatuto. A Associação Wakani Majovem, tem ligado
i) Conservar sob sua guarda e respon- a sua sede no bairro de Josina Machel, distrito
ARTIGO VINTE E UM de Pemba-cidade, província de Cabo Delgado.
sabilidade, todos os documentos
relativos à tesouraria; As penalidades a serem indicadas Podendo estabelecer delegações e outras formas
de representação em qualquer ponto do ter-
j) Assinar, em conjunto com o presidente,
As penalidades a serem indicadas pela ritório nacional.
todos os cheques emitidos pela
Comissão de Ética da JOMAS e aplicadas
associação. ARTIGO TRÊS
pela directoria da JOMAS, observando-se a
ARTIGO DEZASSETE gravidade e a natureza da infracção, são as (Declaração)
seguintes:
Conselho Fiscal
A Associação Wakani Majovem, é cons-
a) Advertência; tituída por um tempo indeterminado, contando
Conselho Fiscal é constituído por um pre- b) Suspensão; o seu inicio a partir da data da sua criação.
sidente, e um vogal. c) Exclusão. CAPÍTULO II
2684 III SÉRIE — NÚMERO 86
ARTIGO QUATRO ARTIGO OITO vi) Fazer reclamações e propostas que
julgar convenientes para o desen-
(Objectivos) (Categorias dos membros)
volvimento associação;
A Associação Wakani Majovem, tem como Os membros da associação Wakani Majovem vii) Recordar das decisões da associa-
objectivos: subdividem-se da seguinte maneira: ção junto da entidade estatal
competente sempre que julgar
a) Contribuir para o bem-estar da comu- i) Membros fundadores – São todos
lesados os objectivos económicos
nidade do bairro Josina Machel; aqueles associados que tenham
e sociais da associação;
b) Promover acções que contribuem colaborado na criação da as-
viii) Pedir demissão dos cargos direc-
para a resolução que afectam ou sociação/organização; tivos da associação;
impedem o desenvolvimento dos ii) Membros efectivos – Todos associados ix) Solicitar ao Conselho de Direcção,
jovens no seu bairro; que, nos termos deste estatuto e do por escrito ou verbalmente quais-
c) Promover eventos no bairro assim regulamento interno, tenham sido quer esclarecimentos sobre as acti-
como palestras educativas nas admitidos; vidades da organização;
seguintes áreas saúde, educação, iii) Beneméritos – Aquelas pessoas x) Renunciar a qualidade de membro da
cultura e desporto; singulares ou colectivas, nacionais associação;
d) Saneamento e o meio; ou humano para concretização dos xi) Participar qualquer infracção esta-
e) Sensibilização da comunidade para objectivos da associação; tuária ou disciplinar;
aderência de boas práticas na gestão iv) Membros honorários – São os que xii) Requerer nos parâmetros estatuários,
de resíduos sólidos. se distinguem por serviços excep- a convocação da Assembleia Geral
cionais prestados à associação. extraordinária.
CAPÍTULO III
ARTIGO NOVE ARTIGO ONZE
Da património e fundo social
(Admissão) (Deveres dos membros)
ARTIGO CINCO Constituem como deveres dos membros:
a) Podem ser admitidos para membros
(Património) da Associação Wakani Majovem, i) Pagar as jóias e as quotas mensais desde
todas pessoas voluntariamente, o mês da sua admissão inclusive;
Um) O património da Associação Wakani
expressem por escrito o seu inte- ii) Observar as disposições dos presentes
Majovem, é composta pelo universo de bens
resse, cabendo a sua admissão a estatutos e cumprir as deliberações
adquiridos no exercício das suas actividades ou dos órgãos sociais da associação;
herdadas e que em seu nome estarão registadas. deliberação da Assembleia Geral
da associação; iii) Contribuir para o bom nome e desen-
Dois) Os bens compreendem os móveis e volvimento da associação e para
b) O pedido de admissão para membro
imóveis e ainda os meios financeiros disponí- realização dos seus objectivos;
da Associação, será dirigido ao
veis na associação. iv) Exercer os cargos para qual for eleito
Conselho de Direcção, que sub-
com zelo, dedicação e competência;
ARTIGO SEIS metera a Assembleia Geral para
v) Prestar contas das tarefas e respon-
ratificação;
(Fundo social) sabilidades de que for incumbido;
c) A qualidade de membros só produz vi) Participar nas assembleias gerais
Constituem fundo social da Associação efeitos depois de a candidato e outras reuniões da associação;
Wakani Majovem: cumprir com os seus deveres pre- vii) Cuidar e utilizar racionalmente
vistos na alínea a) do artigo nono todos os bens da associação;
a) O montante das multas, jóias e quotas
do presente estatuto. viii) Prestigiar e manter fidelidade
colectadas aos associados;
b) Donativos legados, subsídios e quais- aos princípios da associação.
CAPÍTULO V
quer outras contribuições das enti- ARTIGO DOZE
dades nacionais e estrangeiras; Dos direitos, deveres, infracções
c) Os financiamentos obtidos pela as- e penas dos membros (Perda de qualidade de membro)
sociação; ARTIGO DEZ A perda de qualidade de membro da
d) Quaisquer outros rendimentos que Associação Wakani Majovem pode ser deter-
(Direitos dos associados)
resultem de alguma actividade pro- minado por:
movida pela associação ou que lhe Todos os membros tem direito a: a) Exoneração;
for atribuída. i) Possuir o cartão de identificação de b) Exclusão.
membro;
CAPÍTULO IV ARTIGO TREZE
ii) Participar nas reuniões e nas as-
Dos membros sembleias da associação; (Exoneração)
iii) Eleger e ser eleito para os órgãos da Um) A exoneração é da competência
ARTIGO SETE
associação; do Conselho de Direcção da associação e
Podem ser membros da Associação Wakani iv) Auferir benefícios das actividades ou so se torna efectiva a pois a deliberação da
Majovem, todos nacionais ou estrangeiras que serviços da associação, ser infor- Assembleia Geral devendo o membro participar
estejam em pleno gozo dos direitos civis, e mado das actividades desenvol- a sua decisão trinta (30) dias antes.
que revelam expressamente a sua adesão à vidas pela associação e verificar Dois) Os membros da Conselho de Direcção
associação e aos seus princípios/objectivos, as respectivas contas; e de Conselho fiscal da associação só poderão
desde que aceite e a sua conduta moral e cívica v) Usar bens da associação que se exonerar se a pois a provação pela Assembleia
vão de acordo com disposto nos presentes destinam a utilização comum Geral, da contas e relatórios de gestão referentes
estatutos. dos membros da associação; ao exercícios.
6 DE MAIO DE 2019 2685
ARTIGO CATORZE ARTIGO DEZOITO ARTIGO VINTE E UM
(Exclusão) (Competências da Assembleia Geral) (Conselho Fiscal)

Serão excluídos da Associação Wakani Compete a Assembleia Geral da Associação Um) O Conselho Fiscal da Associação
Majovem, os membros que: Wakani Majovem; Wakani Majovem, composta por três membros
i) Sejam condenados juridicamente pela a) Definir os estatutos e suas alterações eleitos trienalmente pela Assembleia Geral.
prática de crimes dolorosos em pena para serem submetidas à aprovação Dois) O Conselho Fiscal é constituído por
superior a oito anos de prisão maior; pelo órgão competente; um Presidente, vice-presidente e um secretário;
ii) Tenham cometido infracção grave e Três) O Conselho Fiscal reúne-se uma vez
b) Aprovar o regulamento e os planos,
culposa aos estatutos e regulamento por mês.
bem assim as suas alterações;
da Associação Wakani Majovem, Quatro) Os membros do Conselho Fiscal
c) Eleger ou demitir os membros do
de que resultem prejuízos para a podem participar nas reuniões do Conselho de
Conselho de Direcção e do Con-
mesma e cuja exclusão seja deli- Direcção mas sem direito do voto.
berada em Assembleia Geral por selho Fiscal da associação;
maioria de dois terços (2/3) dos d) Apreciar e deliberar sobre os relatórios ARTIGO VINTE E DOIS
seus membros. e contas dos Conselhos de Direcção
e pareceres do Conselho Fiscal; (Competências do Conselho Fiscal)
ARTIGO QUINZE e) Decidir sobre o montante do capital Compete ao Conselho fiscal da Associação
(Morte) social inicial e de entrada mínima Wakani Majovem:
a subscrever por cada membro,
Em caso de morte do membro, os seus i) Examinar as actividades económicas
bem como sobre a forma de sua e sociais da associação em
direitos e deveres podem ser exercidos pelos realização;
seus herdeiros. conformidade com os planos esta-
f) Dissolver a associação por decisão belecidos;
CAPÍTULO VI pelo menos, três quartos dos seus ii) Analisar a situação financeira e econo-
membros; mia da associação e dar parecer
ARTIGO DEZASSEIS g) Resolver os casos omissos no regu- sobre relatórios das actividades
(Órgão social) lamento da associação. da associação elaboradas pelo
Os órgãos sociais da associação Wakani Conselho de Direcção;
ARTIGO DEZANOVE
Majovem, são os seguintes: iii) Verificar se esta a realizar-se o cor-
(Conselho de Direcção) recto aproveitamento dos meios de
a) Assembleia Geral;
b) Conselho de Direcção; produção da associação ou se há
O Conselho de Direcção da Associação
c) Conselho Fiscal. desvios de fundos;
Wakani Majovem, é constituída por 5 membros:
iv) Zelar, em geral, pelo compromisso,
Presidente, vice-presidente, secretário, tesou-
ARTIGO DEZASSETE por parte do Conselho de Direcção,
reiro e conselheiro, eleitos trienalmente pela
dos estatutos, regulamentos e deli-
(Assembleia Geral) Assembleia Geral com as seguintes compe-
berações da Assembleia Geral.
Um) A Assembleia Geral é o mais alto órgão tências:
da Associação Wakani Majovem, constituída i) Dirigir a execução dos objectivos CAPÍTULO VII
pela totalidade dos seus membros em pleno económicos da associação;
Das disposições finais
gozo dos seus direitos, reunindo-se em sessões ii) Elaborar e submeter Conselho
ordenarias uma vez por ano. Fiscal à aprovação da Assembleia ARTIGO VINTE E TRÊS
Dois) As sessões da Assembleia Geral são Geral o relatório balanço e contas
(Dissolução)
dirigidas pela Mesa da Assembleia, composta anuais bem como o programa de
por, Presidente, vice-presidente e secretário. actividades para o ano seguinte; Em caso de dissolução da Associação
Três) As sessões Ordenarias da Assembleia- iii) Representar a associação em quais- Wakani Majovem, a Assembleia Geral reunir-
geral são convocadas pelo Presidente da quer actos ou contactos perante -se à extraordinariamente para decidir o destino
Mesa da Assembleia um mínimo de 15 dias a dar aos bens da associação nos termos da lei,
as autoridades ou juiz;
de antecedências e com a indicação da agenda sendo sua liquidatária uma comissão de cinco
iv) Administrar o fundo social da as-
de trabalho. membros a decidir pela Assembleia Geral.
sociação e contrair empréstimos;
Quatro) A Assembleia Geral ainda em
v) Decidir sobre os programas e pro-
sessões extraordinárias mediante convocatória ARTIGO VINTE E QUATRO
do Conselho Fiscal ou a pedido de um numero jectos em que a associação deve
participar; (Fusões)
superior a um terço dos seus membros.
Cinco) A Assembleia Geral realiza-se vi) Propor a alteração dos presentes A Associação Wakani Majovem, poderá
estando presentes 50% dos membros inscritos, estatutos. fundir-se em outras associações do mesmo ramo
sendo necessária a presença de pelo menos de actividades sob deliberação da Assembleia
75% dos membros, nas assembleias com fins ARTIGO VINTE
Geral.
eleitorais. (Reunião do Conselho de Direcção)
Seis) São nulas todas as deliberações ARTIGO VINTE E CINCO
tomadas sobre matérias que não constem da O Conselho de Direcção da Associação
(Uniões)
agenda de trabalho fixado na convocatória, Wakani Majovem, reúne-se ordinariamente
salvo se, estando presentes todos os membros uma vez por mês ou extraordinariamente A Associação Wakani Majovem, poderá
da assembleia no pleno gozo dos seus direitos, por convocatória do seu presidente se tal for associar-se com outras do tipo, a nível local
concordarem por unanimidade na sua inclusão. necessário. ou provincial dando a origem a uniões.
2686 III SÉRIE — NÚMERO 86
ARTIGO VINTE E SEIS ARTIGO QUARTO c) O remanescente dos dividendos será
da pertença dos sócios, e em caso
(Omissões) (Objecto)
de prejuízos, estes serão suportados
Todos casos omissivos nos presentes esta- Um) A sociedade tem por objecto a prestação pelos sócios.
tutos serão com as necessárias adaptações, de serviços de catering e decoração de eventos
pelas deposições da legislação aplicável designadamente: ARTIGO NONO
as associações em geral na República Interdição ou morte da sócia única
a) Providenciar e fornecer refeições
de Moçambique.
colectivas prontas para o consumo, Um) Por interdição, incapacidade ou morte
ARTIGO VINTE E SETE incluindo bebidas e toda logística do sócio único, a sociedade não se dissolve e
de materiais e staff necessários continuará com os representantes do interdito,
(Entrada em vigor) para o efeito; incapaz ou herdeiro da falecida, devendo
O presente estatuto entra em vigor após a sua b) Serviços de transporte de alimentos e estes nomear um dentre si que a represente na
aprovação pela Assembleia Geral da Associa- lavagem de louca; sociedade.
ção Wakani Majovem. c) Confeitaria, Dois) Na impossibilidade ou urgência de tal
Está conforme. d) Serviços de culinária; nomeação, em tempo útil, poderão ser pedida
e) Decoração de eventos, noite, pro- a nomeação judicial de um representante, cuja
Conservatória dos Registos de Pemba,
dução de convites e brindes para competência será do mesmo modo definida.
10 de Janeiro de 2018. — A Técnica, Ilegível.
casamentos, festas e eventos.
ARTIGO DÉCIMO
Dois) Por decisão da única sócia, a sociedade
pode exercer outras actividades permitidas Casos omissos
por lei, bem como adquirir participações,
Os casos omissos serão regulados pelas
maioritárias ou minoritárias, no capital social
disposições legais aplicáveis e em vigor na
AK-Sabores & Arte de outras sociedades, nacionais ou estrangeiras,
Republica de Moçambique.
– Sociedade Unipessoal, independentemente do ramo de actividade.
Limitada Está conforme.
ARTIGO QUINTO Conservatória dos Registos de Pemba,
Certifico, para efeitos de publicação, no 23 de Abril de 2019. — A Técnica, Ilegível.
(Capital social)
Boletim da República, que no dia seis de
Junho de dois mil e dezoito, foi constituída O capital social da sociedade, integralmente
uma sociedade por quotas de responsabilidade realizado em dinheiro, é de 20.000,00MT (vinte
limitada com o NUEL 101014851, denominada mil meticais), correspondente a cem por cento
AK-Sabores & Arte – Sociedade Unipessoal, do capital social pertencente à sócia única Amal Indústrias, Limitada
Limitada, a cargo de Yolanda Luísa Manuel Zaharai Abdul Suamade Invita.
Mafumo conservadora/notária superior, pela Certifico, para efeitos de publicação, que
sócia única Zaharai Abdul Suamade Invita, que ARTIGO SEXTO
por acta de catorze de Março de dois mil e
se regerá pelas cláusulas seguintes: (Suprimentos) dezanove da sociedade comercial por quotas
de responsabilidade limitada sob a firma
ARTIGO PRIMEIRO Os sócios poderão realizar suprimentos à
Amal Indústrias, Limitada matriculada na
sociedade, caso os termos, condições e garan-
Denominação Conservatória de Registo das Entidades Legais
tias dos mesmos tenham sido previamente
sob o n.º 100292041, com capital social de
A sociedade adopta a firma de AK-Sabores aprovados por deliberação da assembleia
& Arte – Sociedade Unipessoal, Limitada. duzentos e setenta e nove mil e quinhentos
geral.
meticais, o sócio Ayob Mahomed Salim cedeu
ARTIGO SEGUNDO ARTIGO SÉTIMO parcialmente a sua quota no valor nominal de
Gestão e representação 279.500,00MT (duzentos e setenta e nove mil
(Sede)
e quinhentos meticais) correspondente a 100%
Um) A sociedade tem a sua sede no Bairro A gesta, gerência e vinculação da sociedade do capital social sendo dividida e cedida da
Cimento, Rua Avenida 25 de Setembro de em juízo e fora dele activa e passivamente, seguinte forma 10% da sua quota á Nazma Banu
cidade de Pemba, Província de Cabo Delgado, compete a única socia, seus representantes Valimahomed, 5% a Ayob Mahomde Salim e
Moçambique. ou mandatários devidamente constituídos.
5% Muhammed Ayob Mahomed Salim que
Dois) A administração pode, a todo o tempo, entram como novos sócios com todos os direitos
ARTIGO OITAVO
deliberar que a sede seja transferida para e obrigações.
qualquer outro local em Moçambique. Balanço e contas
Em consequência da cedência da quota
Três) Por decisão da administração podem
Anualmente será dado um balanço encer- e de alteração do pacto social, altera-se por
ser criadas e extintas, em Moçambique ou
rado com a data 31 de Dezembro e os lucros conseguinte, o artigo quinto do pacto social,
no estrangeiro, filiais, sucursais, delegações,
líquidos apurados, os quais terão a seguinte passando a ter a seguinte redacção:
escritórios de representação, agências ou outras
aplicação:
formas de representação social. ............................................................
a) Cinco por cento para a constituição
ARTIGO TERCEIRO de reservas obrigatórias, conforme ARTIGO QUINTO
estipulado na lei;
(Duração) Capital social
b) Uma outra percentagem a ser definida
A sociedade é constituída por tempo inde- pelo conselho de gerência, será O capital social, integralmente subs-
terminado. consignada para outras reservas; crito e realizado, é de 279.500,00MT
6 DE MAIO DE 2019 2687
(duzentos e setenta e nove mil e quinhentos sua vez a fazer parte da sociedade e foi também Blue Moon, Limitada
meticais) e corresponde à soma de quatro deliberado a nomeação do senhor Angelo Gotti
quotas desiguais, assim distribuídas: como administrador da sociedade com poderes Certifico, para efeitos de publicação, que
ordinários e extraordinários, desde que estejam por acta da assembleia geral extraordinária, de
a) Uma quota no valor nominal de
cessão total de quotas e unificação das quotas
223.600,00MT (duzentos e dentro da lei. No ponto dois foi deliberado
na sociedade em epigrafe, realizada no dia
vinte e três mil e seiscentos pelos sócios a a alteração da denominação e
dezasseis de Janeiro de dois mil e doze na sede
meticais), correspondente a a mudança de sede na sociedade, fica alterada da mesma, matriculada nos livros de Registo
80% do capital social, per- a denominação para Gottre, Limitada, e a sua das Entidades Legais sob o número seiscentos
tencente à sociedade Capital sede passa a ser na rua do Chai, Quarteirão n.º setenta e quatro a folhas quarenta e um verso do
Foods, Limitada; 1, Loja B.O, n.º 39, cidade de Pemba, província livro C traço quatro, estando presentes os sócios
b) Uma quota no valor nominal de de Cabo Delgado, Moçambique. Kristine Misane e Edgars Misans detentores de
27.950,00MT (vinte e sete uma quota de cinquenta por cento do capital
Em consequência destas deliberações
mil novecentos e cinquenta social para cada respectivamente, deliberaram
ficam alterados os artigos 1.º, 4.º, e 11.º
por unanimidade que a sócia Kristine Misane,
meticais), correspondente a referentes a denominação, sede, capital social cede na totalidade a sua quota a favor do socio
10% do capital social, per- e a administração da sociedade, que passam ter Edgars Misans, e o cessionario unifica as suas
tencente a Nazma Banu a seguinte nova redacção: quotas passando a deter 100% do capital social.
Valimahomed; A cedente aparta se da sociedade e nada dela
c) Uma quota no valor nominal ARTIGO PRIMEIRO tem a ver. Por conseguinte o artigo 4°, do pacto
de 13.975,00MT (treze mil social fica alterado e passa a ter nova redacção
Denominação e sede social
novecentos e setenta e cinco seguinte:
meticais), correspondente a 5% Um) A sociedade adopta a denominação de
ARTIGO QUARTO
do capital social, pertencente a Gottre, Limitada, é uma sociedade comercial
Ayob Mahomed Salim. por quotas de responsabilidade limitada, com (Capital social )
d) Uma quota no valor nominal sede na rua do Chai, quarteirão n.º 1, Loja B.O, O capital social, integralmente subscrito e
de 13.975,00 MT (treze mil n.º 39, cidade de Pemba, província de Cabo realizado em dinheiro, é de dez mil meticais
novecentos e setenta e cinco Delgado, Moçambique. correspondente a 100% do capital social
meticais), correspondente a 5% pertencente ao único sócio Edgars Misans:
do capital social, pertencente a ARTIGO QUARTO Que em tudo o que não foi alterado continuam
Muhammed Ayob Mahomed a vigorar conforme os estatutos da constituição.
(Capital social)
Salim. Está conforme.
Um) O capital social, integralmente subscrito
Maputo, 22 de Abril de 2019. — O Técnico, Inhambane, 11 de Maio de 2012. —
e realizado em dinheiro, é de 100.000,00MT O Ajudante, Ilegível.
Ilegível.
(cem mil meticais), equivalentes a 100% (cem
por cento) do capital social, correspondente a
soma de duas quotas assim distribuídas:
a) Uma quota no valor nominal de
Arvatre, Limitada 50.000,00MT (cinquenta mil C2G Moçambique, Limitada
meticais), correspondente a 50%
Certifico, que para efeitos de publicação, que Certifico, para efeitos de publicação, no
(cinquenta por cento), do capital
por registo de 10 de Abril de 2019, inscrito sob o Boletim da República, que no dia vinte e seis de
social, pertencente ao sócio Angelo
n.º 3166, a folhas 64 verso, do livro E-19 e Acta Março de dois mil e dezanove, foi constituída
Gotti;
da assembleia geral extraordinária n.°1/2019 uma sociedade por quotas de responsabilidade
b) Uma quota no valor nominal de Limitada com NUEL 101126420, denominada
de 6 de Março de 2019, da sociedade Arvatre,
50.000,00MT (cinquenta mil C2G Moçambique, Limitada, a cargo de Yolanda
Limitada, matriculada no Registo de Entidades
meticais), correspondente a 50% Luísa Manuel Mafumo conservadora/notária
Legais de Pemba, sob o número mil setecentos
(cinquenta por cento), do capital superior, pelos sócios:Vinay Kumar Dookee,
cinquenta e sete, à folhas cento oitenta e dois
social, pertencente ao sócio Fabio Gerhard Lewis Hurst,Pierre Du Toit, Carl Philip
verso, do livro C traço quatro, deliberou-se por
Trentin. Malanmarthinus, Gerhardus Odendaal,que se
unanimidade sobre a cessão parcial de quotas, a regerá pelas cláusulas seguintes:
admissão de novo sócio e a nomeação de novo
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
administrador, a alteração da denominação e a ARTIGO PRIMEIRO
mudança de sede na sociedade. Sendo assim, no (Administração da sociedade)
(Denominação, forma e sede social)
ponto um da agenda os sócios Alberto Arvalli
A administração será exercida por um Um) A sociedade tem como sua denomina-
e Fabio Trentin, deliberaram por unanimidade
conselho de administração, eleito em assembleia ção C2G Moçambique, Limitada, e constitui-se
sobre a cessão parcial de quotas e a admissão de
geral. sob forma de uma sociedade por quotas de
novo sócio, onde o sócio Alberto Arvalli por não
De tudo não alterado mantém se conforme as responsabilidade limitada, tendo a sua sede Rua
lhe convier continuar na sociedade cede a sua Jerónimo Romero, Bairro Baixa da cidade de
disposições do pacto social pacto social inicial.
quota na totalidade no valor de 50.000,00MT Pemba, Província de Cabo Delgado, podendo
(cinquenta mil meticais), correspondente a 50% Está conforme.
estabelecer delegações ou outras formas de
(cinquenta por cento), do capital social para o Conservatória dos Registos de Pemba, representação noutras províncias do país
novo sócio o senhor Angelo Gotti, passando por 9 de Abril, de 2019. — O Técnico, Ilegível. ou no estrangeiro.
2688 III SÉRIE — NÚMERO 86
Dois) A sociedade poderá por deliberação ARTIGO SEXTO Dois) É indicado o senhor Vinay Kumar
da assembleia geral transferir a sua sede para Dookee como sócio-gerente da sociedade, cujo
(Cessação de quotas)
outro distrito ou qualquer outro ponto do país. mandato vigorará desde a data da constituição
Um) É livre a cessação total ou parcial de da sociedade até a data da realização da
ARTIGO SEGUNDO quotas entre os sócios. assembleia geral ordinária que aprova as contas
(Duração) Dois) A cessação/aquisição de quotas
relativas ao primeiro exercício e designe o novo
a/de terceiros carece da decisão da socie-
Um) A sociedade estabelece-se por um gerente ou renovendo ou mantendo o actual.
dade mediante a reunião em assembleia geral.
tempo indeterminado.
ARTIGO DÉCIMO
Dois) A sua vigência será contada a partir ARTIGO SÉTIMO
da data da lavração da respectiva escritura (Competências)
(Amortização de quotas)
pelo notariado.
Um) A sociedade poderá a todo o tempo Um) Compete ao gerente representar a
ARTIGO TERCEIRO proceder à amortização de quotas quando: sociedade em juízo, fora dela, activa e pas-
(Objecto) a) As mesmas forem objecto de arresto, sivamente, praticando todos os actos tendentes
penhora ou onerosas de qualquer a realização do objecto social que a lei ou os
Um) A sociedade tem por objecto o exer- presentes estatutos não reservem a assembleia
forma;
cício das seguintes actividades:
b) Os respectivos titulares, nomea- geral.
a) Comércio com importação e exporta- damente, agentes de propriedade Dois) O gerente pode constituir mandatários,
ção de diversas mercadorias; intelectual prestarem a outras para os efeitos do artigo duzentos e cinquenta e
b) Venda de material de construção pessoas singulares ou coletivas seis do Código Comercial.
autorizadas por lei; os serviços cuja prática se rege Três) Para que a sociedade fique obrigada
c) Prestação de serviços na área imo- pela lei moçambicana, reservando bastará a assinatura do sócio-gerente e mais
biliária e aluguer de transporte. aos agentes comerciais por si
um dos sócios.
Dois) A sociedade poderá exercer outras reconhecidos praticar quaisquer
Quatro) Em caso algum a sociedade poderá
actividades conexas ou complementares, que actos ou assinar quaisquer docu-
ser obrigada em actos e contratos estranhos aos
achar necessárias mediante a autorização das mentos relacionados aos tais
serviços; seus negócios designadamente em fianças letras
entidades competentes.
c) Os titulares se dediquem a quaisquer a favor e abonações.
ARTIGO QUARTO actividades que constituam concor-
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
(Capital social) rência desleal ou forem sócios
de outras sociedades dedicadas Será definido o início fiscal e será dado um
Um) O capital social, integralmente subscrito ao objecto idêntico ou análogo balanço encerrado com a data de trinta e um
é realizado em dinheiro num valor total de sem que para tal tenham sido de Dezembro do exercício e os lucros líquidos
100.000,00MT, correspondente a soma de seis expressamente autorizados por apurados, deduzidos 20% (vinte por cento) para
quotas, divididas da seguinte maneira: escrito pela gerência da sociedade.
qualquer outras deduções em que os sócios
a) Do senhor Vinay Kumar Dooke são Dois) As quotas serão amortizadas acordem serão divididas por estes na proporção
1.000, 00MT, correspondentes de acordo com o seu valor contabilístico e serão suportadas as perdas.
a 1% do capital social; do último balanço aprovado.
b) Do senhor Gerhard Lewis Hurst são Está conforme.
25.000, 00MT, correspondentes ARTIGO OITAVO Conservatória dos Registos de Pemba,
a 25% do capital social; (Assembleia geral) 27 de Março de 2019. — A Técnica, Ilegível.
c) Do senhor Pierre Du Toit são
24.000,00MT, correspondentes Um) A assembleia geral reunir-se-á uma
a 24% do capital social; vez por trimestre, mediante uma convocatória,
d) Do senhor Carl Philip Malan são para tratar assuntos tais como:
25.000,00MT, correspondentes a) Apreciação, aprovação, correcção ou
a 25% do capital social. rejeição do balanço e das contas
e) Do senhor Marthinus Gerhardus desse exercício;
Capital Foods, Limitada
Odendaal são 25.000,00MT, b) Divisão sobre a aplicação dos resul- Certifico, para efeitos de publicação, que por
correspondentes a 25% do capital tados; acta de doze de Março de dois mil e dezanove da
social. c) Eleição de novo gerente e determina- sociedade Capital Foods, Limitada, matriculada
Dois) O capital social poderá ser aumentado ção da sua remuneração. na Conservatória de Registo das Entidade
por deliberação da assembleia geral que Dois) A assembleia geral decorrerá sempre Legais sob o n.º 100157748, com capital social
determina as formas e condições do aumento. bastando a presença de dois terços do efectivo de duzentos e vinte e cinco milhões, seiscentos
total. e cinquenta mil meticais, o sócio Mohssin
ARTIGO QUINTO Mahomed Salim cedeu a totalidade da sua
ARTIGO NONO quota no valor nominal de 11.412,50 MT (onze
(Prestações suplementares)
mil e quatrocentos e doze meticais e cinquenta
(Gerência e representação da sociedade)
Não haverá prestações suplementares. centavos) correspondente a 0,005% do capital
Os sócios poderão fazer suprimentos Um) A sociedade é gerida por um gerente social á Muhammed Ayob Mahomed Salim que
à sociedade, ao juro e condições definidas em que pode ser removido caso haja necessidade, entra como novo sócio com todos os direitos
assembleia geral. por deliberação em assembleia geral. e obrigações.
6 DE MAIO DE 2019 2689
Em consequência da cedência da quota Dois) A sociedade tem a sua sede no mil e seiscentos meticais), cor-
e de alteração do pacto social, altera-se por bairro Central, edifício JAT 5, fase 1, Rua dos respondente a 99% do capital
conseguinte, o artigo quarto do pacto social, Desportistas, n.º 833, oitavo andar, na cidade social e pertencente à sócia CME
passando a ter a seguinte redacção: de Maputo, podendo mudar a sede, abrir Engineering FZCO;
............................................................ delegações, sucursais, agências ou quaisquer b) Uma quota no valor de USD1.980,00
outras formas de representação social, sempre (mil novecentos e oitenta dólares
ARTIGO QUARTO que o conselho de administração o julgar norte americanos), correspondente
Capital social conveniente. a 59.400,00MT (cinquenta e nove
Três) Mediante simples deliberação, o mil e quatrocentos meticais),
O capital social, integralmente subscrito conselho de administração poderá transferir a correspondente a 1% do capital
e realizado, é de 225.650.000,00MT
sede da sociedade para qualquer outro local do social e pertencente à sócia Chiyoda
(duzentos e vinte e cinco milhões,
território nacional. Corporation.
seiscentos e cinquenta mil meticais),
e corresponde à soma de três quotas Dois) O capital social poderá ser aumentado
ARTIGO SEGUNDO
desiguais, assim distribuídas: uma ou mais vezes pelos valores que vierem a
a) Uma quota no valor nominal de (Duração) ser propostos pela assembleia geral, de acordo
112.827.175,00MT (cento e com as necessidades de financiamento das
A duração da sociedade é por tempo inde-
doze milhões, oitocentos e actividades contidas no objecto da sociedade
terminado.
vinte e sete mil cento e setenta e bem como de acordo com as modalidades,
cinco meticais), correspondente ARTIGO TERCEIRO termos e condições da sua realização, conforme
a 51% do capital social, per- exigido por lei.
(Objecto)
tencente à sócia Nazma Banu Três) Em todos os aumentos do capital, os
Valimahomed; Um) A sociedade tem por objecto principal sócios têm direito de preferência na subscrição
b) Uma quota no valor nominal o exercício da actividade de prestação de das novas quotas, na proporção das quotas que,
de 112.811.412,50MT (cento serviços na área de engenharia, procurement, então, possuírem.
e doze milhões oitocentos e agenciamento, supervisão de obras públicas e
onze mil quatrocentos e doze privadas e de construção civil, nelas se incluindo ARTIGO QUINTO
meticais e cinquenta centavos), as mais diversas áreas de especialidade; (Divisão e transmissão de quotas)
correspondente a 49,994%%
comércio, importação e exportação de bens,
do capital social, pertencente a Um) A divisão e transmissão de quotas
produtos e equipamentos com aqueles relacio-
Ayob Mahomed Salim; carecem de autorização prévia da assembleia
nados.
c) Uma quota no valor nominal geral.
de 11.412,50MT (onze mil Dois) Por decisão da assembleia geral, a
sociedade poderá exercer outras actividades Dois) Sem prejuízo da autorização exigida
quatrocentos e doze meticais nos termos do número anterior, os sócios, na
e cinquenta centavos), cor- conexas ou subsidiárias ao objecto principal
não referidas no número anterior. proporção das respectivas quotas, gozam do
respondente a 0,005% do
Três) Mediante deliberação da assembleia direito de preferência na alienação total ou
capital social, pertencente a
geral e dentro dos limites da lei, a sociedade parcial da quota a ser cedida.
Muhammed Ayob Mahomed
Três) O sócio que pretender alienar a sua
Salim. poderá participar, directa ou indirectamente, no
quota deverá comunicar a sua intenção por
Maputo, 22 de Abril de 2019. — O Técnico, desenvolvimento de projectos que de alguma
escrito à sociedade e aos restantes sócios.
Ilegível. forma concorram para o preenchimento do seu
A comunicação deverá incluir os detalhes
objecto social, adquirir participações no capital
da alienação pretendida incluindo o projecto
de outras sociedades independentemente do
de contrato.
respectivo objecto social, ou ainda participar
em empresas, associações empresariais, ARTIGO SEXTO
agrupamentos de empresas ou outras formas
(Prestações suplementares e acessórias
Chiyoda Moçambique, de associação, podendo as mesmas ter objecto
e suprimentos)
Limitada diferente ou ser reguladas por lei especial.
Um) Mediante deliberação aprovada pelos
Certifico, para efeitos de publicação, que CAPÍTULO II sócios que detenham a maioria do capital
no dia 29 de Março de 2019, foi matriculada Do capital social social, podem ser exigidas aos sócios prestações
na Conservatória do Registo das Entidades suplementares ou acessórias.
Legais, sob NUEL 100499886, uma sociedade ARTIGO QUARTO Dois) Os sócios poderão conceder à socie-
denominada Chiyoda Moçambique, Limitada. (Capital social) dade os suprimentos de que ela necessite, nos
termos e condições fixadas por decisão da
CAPÍTULO I Um) O capital social, integralmente subscrito assembleia geral, sob proposta do conselho de
e realizado em dinheiro, é de USD198.000,00 administração.
Da denominação, duração, sede (cento e noventa e oito mil dólares norte Três) Se algum dos sócios não contribuir
e objecto americanos), correspondente a 5.940.000,00MT com as prestações suplementares ou acessórias,
ARTIGO PRIMEIRO (cinco milhões, novecentos e quarenta mil no prazo de noventa (90) dias de calendário
meticais), dividido em duas quotas desiguais contados a partir da data da tomada da
(Denominação e sede) entre os respectivos sócios, conforme se segue: deliberação ou qualquer outro prazo maior
Um) A sociedade adopta a denominação a) Uma quota no valor de USD196.020,00 estabelecido pelos sócios, pode a sociedade,
Chiyoda Moçambique, Limitada, e constitui-se (cento e noventa e seis mil e nos termos deliberados pela assembleia geral,
sob a forma de sociedade comercial por quotas vinte dólares norte americanos), excluir o sócio faltoso ou inadimplente e
de responsabilidade limitada, de agora em diante correspondente a 5.880.600,00MT consequentemente amortizar a quota respec-
referida como sociedade. (cinco milhões, oitocentos e oitenta tiva.
2690 III SÉRIE — NÚMERO 86
CAPÍTULO III presidente do conselho de administração ou Cinco) O secretário da mesa da assembleia
mediante solicitação dos sócios, sempre que geral é responsável por assistir o presidente em
Dos órgãos sociais, conselho necessário para deliberar sobre qualquer matéria relação a todos os assuntos acima indicados
de administração e representação para a qual tenha sido convocada. relativamente à assembleia geral.
da sociedade Quatro) A assembleia geral pode reunir-se
sem observância de quaisquer formalidades ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
SECÇÃO I
prévias desde que todos os sócios estejam (Quórum)
Das disposições comuns presentes ou representados e todos expressem
a vontade de constituição da assembleia e de Um) A assembleia geral considera-se
ARTIGO SÉTIMO que esta delibere sobre determinado assunto. regularmente constituída para deliberar em
(Órgãos sociais) Nessas condições, considerando-se válidas as primeira convocação quando estejam presentes
deliberações tomadas, ainda que realizadas fora ou devidamente representados, pelo menos,
Os órgãos sociais da sociedade são a as- da sede social em qualquer ocasião e qualquer cinquenta por cento (50%) do capital social e,
sembleia geral e o conselho de administração. que seja o seu objecto. em segunda convocação, qualquer que seja o
Cinco) As deliberações sobre a modificação número dos sócios presentes.
ARTIGO OITAVO dos estatutos da sociedade e dissolução Dois) Sem prejuízo da maioria exigida no
(Titulares dos órgãos sociais) da sociedade não poderão ser tomadas em n.o 3 seguinte, as deliberações da assembleia
assembleia geral informal, conforme descrito geral serão tomadas por maioria simples dos
Os titulares dos órgãos sociais só podem no n.o 4 do presente artigo. votos presentes ou representados.
ser pessoas singulares, ainda que designados Seis) A assembleia geral será convocada Três) As deliberações da assembleia geral
por sócios que sejam pessoas colectivas. Não pelo presidente do conselho de administração que importem a modificação dos estatutos da
é obrigatório que os órgãos sociais sejam por carta registada com aviso de recepção, ou sociedade ou a dissolução da sociedade serão
compostos pelos sócios. outro meio de comunicação que deixe prova tomadas por maioria qualificada de setenta e
escrita, enviada a todos os sócios da sociedade cinco por cento (75%) dos votos do capital
SECÇÃO II com a antecedência mínima de trinta (30) dias, social.
dando-se a conhecer a ordem de trabalhos e a Quatro) O mandatário do sócio ausente só
Da assembleia geral
informação necessária à tomada de deliberação. poderá votar em deliberações que impliquem
ARTIGO NONO a alteração dos estatutos da sociedade ou a
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO dissolução da sociedade se a carta mandadeira
(Natureza e direito ao voto) contiver poderes especiais para o efeito.
(Representação em assembleia geral)
Cinco) Quando a assembleia geral não
Um) A assembleia geral representa a univer- Um) O sócio que for pessoa colectiva far- possa realizar-se por insuficiente quórum, os
salidade dos sócios e as suas deliberações, se-á representar na assembleia geral pela pessoa sócios serão imediatamente convocados para
quando tomadas nos termos da lei e dos física para esse efeito designada, mediante uma nova reunião, que se efectuará dentro de
estatutos da sociedade, são obrigatórias para simples carta dirigida ao presidente do conselho 30 (trinta) dias, mas não antes de 15 (quinze)
todos os sócios, ainda que ausentes, dissidentes de administração e por este recebida até às dias. As deliberações tomadas nesta segunda
ou incapazes. dezassete (17) horas do último dia útil anterior reunião serão consideradas como válidas,
Dois) A cada um (1) metical do valor à data da sessão. qualquer que seja o número de sócios presentes
nominal da quota corresponde um (1) voto. Dois) Qualquer dos sócios poderá ainda e o quantitativo do capital representado.
Três) Pelo menos um (1) membro do fazer-se representar na assembleia geral por
conselho de administração estará presente e mandatário, outro sócio ou administrador SECÇÃO III
participará nas reuniões da assembleia geral, da sociedade constituído por meio de carta
Do conselho de administração
não tendo, porém, qualquer direito a voto. mandadeira nos termos da lei.
Três) A assembleia geral será conduzida por ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO
ARTIGO DÉCIMO um (1) presidente e um (1) secretário, nomeados
pela assembleia geral, conforme proposta do (Eleição e mandato)
(Reuniões da assembleia geral) sócio maioritário. O presidente e secretário da Um) Os membros do conselho de admi-
Um) As reuniões da assembleia geral mesa da assembleia geral exercerão as suas nistração são eleitos pela assembleia geral com
poderão ser ordinárias ou extraordinárias e serão funções por períodos renováveis de quatro (4) a observância do disposto na lei e nos presentes
realizadas nos termos e com a periodicidade anos. estatutos da sociedade.
Quatro) O presidente da mesa da assembleia Dois) Os membros do conselho de admi-
prevista na lei e de acordo com os presentes
geral é responsável por conduzir as reuniões da nistração exercem as suas funções por períodos
estatutos da sociedade.
assembleia geral, incluindo entre outras: renováveis de quatro (4) anos.
Dois) Haverá reuniões extraordinárias da
assembleia geral sempre que o conselho de a) Rever a agenda de trabalhos da reunião Três) Os membros do conselho de admi-
administração julgue necessário ou quando a da assembleia geral; nistração, embora designados por prazo certo
b) Rever os documentos de suporte rele- e determinado, manter-se-ão em exercício,
convocação seja requerida pelos sócios.
vantes; mesmo depois de terminado o mandato para o
Três) A assembleia geral reúne-se, ordina-
c) Verificar o quórum; qual foram eleitos, até à nova eleição e tomada
riamente, na sede social ou em qualquer outro
d) Garantir a correcta execução das de posse, salvo os casos de substituição, renún-
lugar dentro do território nacional a ser definido deliberações da assembleia geral; cia ou destituição.
pela mesma na sua primeira reunião, uma vez e) Coordenar a assinatura da acta da
por ano. A reunião será ainda realizada uma reunião; e ARTIGO DÉCIMO QUARTO
vez por ano, nos três (3) meses imediatos ao f) Prestar apoio em quaisquer outras
(Composição)
termo de cada exercício para a apreciação, tarefas necessárias para que a
aprovação, deliberação do balanço anual de reunião da assembleia geral se Um) A sociedade é gerida por um conselho
contas e do exercício. A reunião será realizada realize e funcione no seu curso de administração composto por um mínimo de
extraordinariamente quando convocada pelo ordinário. 3 (três) membros, sendo 2 (dois) designados
6 DE MAIO DE 2019 2691
pelo sócio maioritário e 1 (um) pelo sócio c) Preparar todos os relatórios e contas CAPÍTULO IV
minoritário, todos eleitos em assembleia anuais;
Do exercício de contas e aplicação
geral. São desde já nomeados para o cargo de d) Gerir os negócios e realizar todas as
administradores da sociedade os senhores Hideo de resultados
operações relativas ao objecto da
Matsui, Masato Matsubara e Yuichiro Konishi. sociedade; ARTIGO DÉCIMO NONO
Dois) Os membros do conselho de admi- e) Decidir sobre a abertura e encerramento (Balanço e prestação de contas)
nistração são dispensados de prestar caução. de estabelecimentos comerciais;
Três) Os membros do conselho de admi- Um) O exercício social coincide com o ano
f) Elaborar, preparar e apresentar
nistração poderão ou não receber uma civil.
quaisquer relatórios, mediante
remuneração, conforme for deliberado pela Dois) O balanço e contas de resultado
solicitação dos sócios ou da
assembleia geral, à qual cabe também a fixação fecham a trinta e um (31) de Dezembro de cada
da respectiva remuneração, quando aplicável. assembleia geral;
ano e carecem de aprovação da assembleia geral
g) Designar o administrador executivo
até ou antes do dia trinta e um (31) de Março
ARTIGO DÉCIMO QUINTO para os actos de gestão diária da
do ano seguinte.
sociedade;
(Reuniões do conselho de administração) Três) O conselho de administração apre-
h) Representar a sociedade, em juízo ou
sentará as demonstrações financeiras à as-
Um) Os administradores reúnem sempre que fora dele, activa ou passivamente,
sembleia geral, incluindo os ganhos e perdas,
necessário para os interesses da sociedade e, propor ou fazer seguir quaisquer
pelo menos, trimestralmente, sendo convocados acompanhados de um relatório indicando a
acções, confessar, desistir ou situação financeira, comercial e económica da
por qualquer dos membros do conselho de transigir ou comprometer-se em
administração. sociedade, bem como a proposta para repar-
arbitragens voluntárias; tição de lucros e perdas.
Dois) A convocação da reunião será feita
i) Constituir mandatários para deter-
por aviso, devendo a mesma incluir a ordem
minados actos; e ARTIGO VIGÉSIMO
dos trabalhos.
Três) Das reuniões do conselho de admi- j) Agir em nome da sociedade em (Resultados)
nistração, deve ser elaborada a respectiva acta, tudo quanto a ela disser respeito e
desde que não seja da competência Um) Dos lucros apurados em cada exercício
que deverá ser assinada pelos membros do
exclusiva da assembleia geral. deduzir-se-á a percentagem legal estabelecida
conselho de administração, no livro de actas ou
para a constituição do fundo de reserva legal,
em folha solta ou documento avulso, devendo, Dois) Os membros do conselho de admi- enquanto não se encontrar realizada nos termos
nestes casos, a assinatura ser reconhecida nistradores poderão delegar, parcialmente, os da lei ou sempre que for necessário reintegrá-la.
notarialmente, nos termos do n.º 8 do artigo 323 seus poderes a um (1) ou mais administradores, Dois) A parte restante dos lucros será apli-
do Código Comercial. especificando a extensão do mandato e as cada nos termos que forem aprovados pela
Quatro) As decisões do conselho de admi- respectivas atribuições. assembleia geral.
nistração serão tomadas por maioria simples, em
relação às quais o presidente terá direito de voto. ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO CAPÍTULO V
Cinco) O presidente do conselho de admi-
nistração é responsável por conduzir a reunião (Gestão diária) Da dissolução e liquidação
do conselho de administração, incluindo entre A gestão diária da sociedade será confiada da sociedade
outros: a um administrador executivo, designado ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
a) Garantir a correcta execução das
pelo conselho de administração, que também
deliberações do conselho de admi- (Dissolução e liquidação da sociedade)
determinará as suas funções e fixará as
nistração;
respectivas competências e a quem deverá Um) A sociedade dissolve-se nos casos
b) Coordenar a assinatura da acta da
prestar contas. expressamente previstos na lei ou por delibe-
reunião; e
c) Prestar apoio em quaisquer outras ração unânime dos sócios.
ARTIGO DÉCIMO OITAVO Dois) Declarada a dissolução da sociedade,
tarefas necessárias para que a
reunião do conselho de adminis- (Forma de obrigar a sociedade) proceder-se-á à sua liquidação os liquidatários
tração se realize e funcione no seu serão conferidos todos os poderes necessários
Um) A sociedade obriga-se: para o efeito pela assembleia geral.
curso ordinário.
a) Pela assinatura conjunta de dois (2)
ARTIGO DÉCIMO SEXTO CAPÍTULO VI
membros do conselho de admi-
(Competências) nistração; Das disposições finais
b) Pela assinatura do administrador
Um) Compete ao conselho de administração ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
executivo a quem o conselho
exercer os mais amplos poderes, representando (Disposições finais)
de administração tenha confiado
a sociedade em juízo ou fora dele, activa ou
poderes necessários e bastantes As omissões nos presentes estatutos da
passivamente, e praticando todos os demais
por meio de procuração; sociedade serão reguladas e resolvidas de
actos tendentes à realização do objecto social que
a lei ou os presentes estatutos da sociedade não c) Pela assinatura do mandatário a quem acordo com o Código Comercial, aprovado pelo
reservarem à assembleia geral, nomeadamente: o conselho de administração tenha Decreto-Lei n.º 2/2005, de 27 de Dezembro,
confiado poderes necessários e com as alterações introduzidas pelo Decreto-
a) Eleger dentre os seus membros o
bastantes por meio de procuração. -Lei n.º 2/2009, de 24 de Abril, bem como o
presidente do conselho de admi-
nistração; Dois) Em caso algum, a sociedade poderá Decreto-Lei n.º 1/2018, de 4 de Maio e demais
b) Convocar a assembleia geral, sempre ser obrigada em actos ou documentos que não legislação aplicável.
que for necessário deliberar sobre digam respeito ao objecto social, nomeadamente Maputo, 22 de Abril de 2019. — O Técnico,
qualquer matéria; em letras de favor, fianças. Ilegível.
2692 III SÉRIE — NÚMERO 86

Collins-Sistemas de Água, denominação D.M.C. Serviços – Sociedade ARTIGO SÉTIMO


Unipessoal, Limitada, adiante designada
Limitada (Balanço e contas)
simplesmente por sociedade, e que tem a sua
Certifico, para efeitos de publicação, que sede na Avenida Vladimir Lenine n.º 568, 2.º Um) O ano social coincide com o ano civil.
por acta de 19 de Março de 2019, exarada na andar, bairro Central, Maputo. Dois) O balanço e as contas anuais encerrar-
sede social da sociedade denominada Collins- Dois) A sociedade são constituídos por
-se-ão com referência a 31 de Dezembro de cada
Sistemas de Água, Limitada, sita em Maputo, tempo indeterminado, contando-se o seu início
ano, e carecem da aprovação da assembleia
matriculada na Conservatória do Registo de a partir da data da assinatura do competente
contrato de sociedade. geral, a qual deverá reunir-se para o efeito até
Entidades Legais sob NUEL 1001109417,
Três) A sociedade poderá mediante simples ao dia 31 de Março do ano seguinte.
procedeu-se na sociedade em epígrafe a prática
do seguinte acto: decisão do sócio único ou da administração,
deslocar a respectiva sede para qualquer outro ARTIGO OITAVO
Deliberar sobre a mudança da sede da local dentro do território nacional provisória ou (Aplicação de resultados)
Collins-Sistemas de Água Limitada. definitivamente, bem como criar ou encerrar
Que, em consequência do operado acto, fica sucursais, filiais, agências ou qualquer outra Dos lucros apurados em cada exercício
assim alterado o artigo segundo dos estatutos forma de representação, onde e quando for deduzir-se-á, em primeiro lugar, a percentagem
da sociedade, passando a ter a seguinte nova julgado conveniente para a prossecução dos legalmente estabelecida para a constituição do
redacção: interesses sociais. fundo de reserva legal, enquanto não estiver
............................................................ realizado nos termos legais ou sempre que seja
ARTIGO SEGUNDO
necessário reintegrá-lo.
ARTIGO SEGUNDO (Objecto)
(Sede) ARTIGO NONO
A sociedade tem por objecto o exercício
A Collins, Limitada tem a sua sede na de prestação de serviços em diversas áreas, (Dissolução e liquidação)
rua Joseph Ki Zerbo, n.º 119, bairro da fornecimento serviços e bens, restauração,
pastelaria, representação de marcas, consultoria Um) A sociedade dissolve-se nos casos e
Sommerschield, em Maputo.
diversa, importação e exportação. nos termos estabelecidos por lei e pelo pelos
Está conforme. presentes estatutos.
Maputo, 19 de Março de 2019. — O Técnico, ARTIGO TERCEIRO Dois) No caso de dissolução por sentença,
Ilegível. (Capital social) proceder-se-á à liquidação, e os liquidatários,
nomeados pela assembleia geral, terão os mais
Um) O capital social, integralmente realizado
amplos poderes para o efeito
em dinheiro, é de 20.000,00MT (vinte mil
meticais), correspondente a uma única quota Maputo, 2 de Abril de 2019. — Técnico,
correspondente a 100% (cem por cento) do Ilegível.
D.M.C. Serviços – Sociedade capital social, pertencente ao sócio único Dina
Unipessoal, Limitada Márcia Abdul Remane Cangy.
Dois) O capital social poderá ser aumentado
Certifico, para efeitos de publicação, que
ou reduzido por decisão do sócio único cabendo
no dia 2 de Abril de 2019, foi matriculada na a este também como e em que prazo deverá ser
Conservatória do Registo das Entidades Legais, feito a sua realização. EMI-Elctro Mecânica
uma entidade denominada D.M.C – Sociedade do Indico – Sociedade
Unipessoal Limitada. ARTIGO QUARTO Unipessoal, Limitada
Dina Márcia Abdul Remane Cangy, casada (Prestações suplementares)
com Munir Mahamudo Omarmia Mangá, Certifico, que para efeitos de publicação,
em regime de comunhão de bens, de Não serão exigíveis prestações suplemen- por acta datada de quinze de Abril de dois mil
nacionalidade moçambicana, titular do tares de capital. O sócio poderá conceder à
e desanove, na cidade de Maputo, teve lugar,
Bilhete de Identidade moçambicano sociedade os suprimentos de que ela necessite,
na sede da EMI-Elctro Mecânica do Índico
n.º 110100160746A, emitido aos 31 nos termos e condições aprovados.
– Sociedade Unipessoal, Limitada, sita no bairro
de Março de 2016 em Maputo, titular
ARTIGO QUINTO Central, Avenida 25 de Setembro, n.º 2700/4,
do NUIT 100817411.
(Cessão de quotas) rés-do-chão C, cidade de Maputo, matriculada
É celebrado, aos 2 de Abril do ano de
sob NUEL 100262991 com capital social de
dois mil e dezanove e ao abrigo do disposto A cessão de quotas depende da decisão
dez mil meticais, reuniu-se em a assembleia
nos artigos 90 e 328 e seguintes do Código do sócio único
Comercial vigente em Moçambique, aprovado geral extraordinária da sociedade no qual
pelo Decreto-Lei n.º 2/2005, de 27 de Dezembro ARTIGO SEXTO esteve presente, o sócio único Mário Alves
e da Lei n.º 5/2014 de 5 de Fevereiro, o presente Simões Folgosa com quota no valor de dez mil
(Administração, gerência e vinculação)
contrato de sociedade de advogados que se rege equivalente a cem por cento do capital social.
pelas cláusulas insertas nos artigos seguintes: A administração, gerência e vinculação Decidiu a cessão da quota no valor de dez mil
da sociedade será confiado ao sócio Dina
meticais, dividindo a sua quota em duas partes
ARTIGO PRIMEIRO Márcia Abdul Remane Cangy que desde já é
iguais sendo uma no valor de cinco mil meticais
nomeada administradora, ficando a sociedade
(Denominação, duração e sede) reserva para si e outra o mesmo valor, que cede
obrigada com a sua assinatura ou de procurador
Um) É constituída, sob forma de sociedade especialmente constituído pela gerência, nos à sócia Mária Zélia Alves Carneiro Simões, e
unipessoal limitada comercial por quotas termos e limites específicos do respectivo a transformação da sociedade unipessoal em
de responsabilidade limitada, que adopta a mandato. sociedade por quotas.
6 DE MAIO DE 2019 2693
Em consequência dessa cessão transforma ARTIGO QUARTO Dois) Cumprido com o disposto no número
a sociedade de unipessoal em sociedade por anterior a parte restante dos lucros serão
(Capital social)
quotas alterando totalmente os estatutos da distribuídos entre os sócios de acordo com a
sociedade passando a ter a seguinte nova Um) O capital social, integralmente subs- percentagem das respectivas quotas.
redacção: crito e realizado em dinheiro, é de dez mil
Mário Alves Simões Folgosa, casado com (10.000,00MT), meticais totalmente subscrito ARTIGO NONO
Mária Zélia Alves Carneiro Simões Folgosa, e realizado, dividido em duas quotas e, (Dissolução)
natural da Cadafaz - Góis, Portugal, de distribuídas da seguinte forma:
nacionalidade moçambicana, portador do a) Uma quota no valor nominal de A sociedade só se dissolve nos termos fixa-
Bilhete de Identidade n.º 110100301334M, 5.000,00MT, equivalente a 50% do dos pela lei ou por comum acordo dos sócios
emitido pelo arquivo de identificação capital social, pertencente ao sócio quando assim o entenderem.
Civil de Maputo, aos 12 de Julho de 2010, Mário Alves Simões Folgosa;
ARTIGO DÉCIMO
residente em Maputo; e b) Uma quota no valor nominal de
Mária Zélia Alves Carneiro Simões, casada 5.000,00MT, equivalente a 50% do (Herdeiros)
com o senhor Mário Alves Simões Folgosa, capital social, pertencente a sócia
Em caso de morte, interdição ou inabilitação
natural de São Tome de Castelo, portadora Mária Zélia Alves Carneiro Simões.
de um dos sócios da sociedade os seus herdeiros
de Bilhete Identidade n.º 110100842192S, Dois) O capital social poderá ser aumentado
emitido a 1 de Fevereiro de 2011. assumem automaticamente o lugar na sociedade
uma ou mais vezes, mediante entradas em com dispensa de caução, podendo estes nomear
Que pelo presente contrato, constituem entre numerário ou em espécie, pela incorporação seu representante se assim o entender desde
sí, uma sociedade por quotas de responsabilidade dos suprimentos feitos a sociedade pelos que obedeçam o preceituado nos termos da lei.
limitada, que irá reger-se pelos seguintes artigos: sócios.
ARTIGO QUINTO ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO
ARTIGO PRIMEIRO
(Divisão e cessão de quotas) (Casos omissos)
(Denominação)
Sem prejuízo das disposições legais em Os casos omissos, serão regulados nos
A sociedade adopta a denominação,
vigor a cessação ou alienação de toda ou parte termos do Código Comercial em vigor e
EMI-Elctro Mecânica do Índico, Limitada,
de quotas deverá ser do consenso dos sócios demais legislação aplicável na República
é uma sociedade comercial por quota de res-
gozando estes do direito de preferência. de Moçambique.
ponsabilidade limitada.
Maputo, 24 de Abril de 2019. — O Técnico,
ARTIGO SEGUNDO ARTIGO SEXTO
Ilegível.
(Duração e a sede) (Assembleia geral)

Um) A sociedade é estabelecida por tempo Um) A assembleia geral reunir-se-á ordina-
indeterminado, contando a partir da data cele- riamente uma vez por ano para apreciação e
bração da presente contrato. aprovação do balanço e contas do exercício
Dois) A sociedade, terá a sua sede, na cidade findo e repartição de lucros e perdas. Engitech – Manutenção
de Maputo, bairro Central, Avenida 25 de Dois) A assembleia geral poderá reunir- Industrial, Limitada
Setembro, n.º 2700/4, rés-do-chão, podendo por -se extraordinariamente quantas vezes for
deliberação da assembleia geral, abrir e encerrar necessário, desde que as circunstâncias assim Certifico, para efeitos de publicação, que por
sucursais, filiais, agências ou outras formas o exijam para deliberar sobre qualquer assunto deliberação da assembleia geral extraordinária
de representação social em qualquer parte que diga respeito à sociedade. realizada aos três dias do mês de Dezembro do
do território nacional ou no estrangeiro. ano dois mil e dezoito, da Engitech – Manutenção
ARTIGO SÉTIMO
Industrial, Limitada, sociedade comercial por
ARTIGO TERCEIRO (Administração e gerência) quotas de direito moçambicano, registada na
(Objecto) Conservatória do Registo de Entidades Legais
Um) A administração e gerência da socie-
dade e sua representação em juízo e fora dela, da Matola, sob NUEL 101002020, com a sua
Um) A sociedade tem por objecto social,
activa e passivamente, passa desde já a cargo sede social, sita na rua Oliveira Martins, n.º 155,
as seguintes actividades:
do sócio Mário Alves Simões Folgosa que bairro Hanhane, cidade da Matola, província de
Reparações eléctricas, bobinagem indus- Maputo, procedeu-se, nos termos dos artigos
fica designado administrador com dispensa de
triais e refrigeração, reparação quinto e sexto dos estatutos, à divisão e cessão
caução. A sociedade fica válida e obrigada pela
mecânica, bate chapa, pintura de
assinatura do mesmo. de quotas, bem como ao aumento de capital
automóveis, estação de serviços e
Dois) A sociedade podem ainda se fazer social, nestes termos, procedeu-se, conforme
outros trabalhos de reparação de
representar, por um procurador especialmente previsto no artigo cento e setenta e seis do
veículos a motor.
designado pelos sócios, nos termos e limites Código Comercial, à alteração dos artigos
Dois) A sociedade poderá exercer quaisquer específicos do respectivo mandato. quarto e sétimo dos estatutos da sociedade, que
outras actividades desde que, devidamente
passam a ter as seguintes redacções:
autorizada pela assembleia geral e para as quais ARTIGO OITAVO
se obtenha as nesessárias autorizações legais. ...........................................................
(Lucros)
Três) A sociedade poderá adquirir parti-
cipações financeiras em sociedades a constituir Um) Dos lucros apurados em cada exercício ARTIGO QUARTO
ou constituídas, ainda que tenham um objecto deduzir-se-á em primeiro lugar a percentagem (Capital social)
diferente do da sociedade, assim como associar- legalmente indicada para constituir a reserva
-se com outras empresas para a prossecução legal, enquanto não estiver realizada nos Um) O capital social, subscrito
de objectivos comerciais no âmbito ou não do termos da lei ou sempre que seja necessário e integralmente realizado em dinheiro,
seu objecto. reintegrá-la. é de 4.500.000,00MT (quatro milhões
2694 III SÉRIE — NÚMERO 86
e quinhentos mil meticais), e corresponde ARTIGO SÉTIMO ARTIGO SEGUNDO
à soma de dez quotas desiguais, assim
(Administração e representação (Sede)
distribuídas:
a) Uma quota com valor nominal da sociedade) Um) A sociedade tem a sua sede no bairro
de 900.000,00MT (novecentos de Central, Avenida Zedequias Manganhela,
Um) A sociedade é administrado por
mil meticais), representativa de n.º 267, 4.º andar, Maputo.
20% (vinte por cento) do capital dois administradores, nomeados em as- Dois) Por simples decisão do sócio único
social, pertencente a Alexandre sembleia geral, cuja duração do mandato podendo por deliberação do sócio, transferí-la
Manuel Santos Almeida e Silva; é de um ano, podendo ser renovado. para outras cidades, bem como abrir sucursais,
b) Uma quota com valor nominal de Dois) A sociedade obriga-se pela filiais agências ou quaisquer outras formas
450.000,00MT (quatrocentos e de representação, bem como escritórios ou
assinatura de um dos administradores
cinquenta mil meticais), repre- estabelecimentos permanentes, onde e quando
sentativa de 10% (dez por cento) nomeados e em exercício.
os sócios acharem necessário.
do capital social, pertencente Três) Os administradores estão dis-
a Alexandre Manuel Santos pensados de caução. ARTIGO TERCEIRO
Almeida e Silva;
Está conforme. (Objecto)
c) Uma quota com valor nominal
de 225.000,00MT (duzentos Maputo, 23 de Abril de 2019. — O Técnico, Um) A sociedade tem por objecto principal
e vinte e cinco mil meticais), Ilegível. consultoria e prestação de serviços nas áreas do
representativa de 5% (cinco
meio ambiente, contabilidade, auditoria, gestão
por cento) do capital social,
de recursos humanos e assessoria em análise e
pertencente a Alexandre
gestão de projectos.
Manuel Santos Almeida e Silva;
d) Uma quota com valor nominal Dois) A sociedade poderão ainda desen-
de 900.000,00MT (novecentos Kheny Consultores volver actividades de formação de secretarias
mil meticais), representativa de – Sociedade Unipessoal, e gestores de clientes.
20% (vinte por cento) do capital Limitada Três) A sociedade poderá desenvolver
social, pertencente a Sérgio outras actividades comercias, subsidiárias ou
Pinhal Ribeiro; Certifico, para efeitos de publicação que, complementares do seu objecto social ou outras
e) Uma quota com valor nominal de no dia 4 de Fevereiro de 2019, foi matriculada legalmente permitidas desde que obtidas as
450.000,00MT (quatrocentos na Conservatória do Registo das Entidades necessárias autorizações e participar no capital
e cinquenta mil meticais), Legais sob NUEL 101130363, uma entidade de outras sociedades ou com elas associar- se,
representativa de 10% (dez sob qualquer forma admissível.
denominada Kheny Consultores – Sociedade
por cento) do capital social, Quatro) A sociedade têm ainda por objecto
pertencente a Sérgio Pinhal Unipessoal, Limitada.
a prestação de quaisquer co anexos com o seu
Ribeiro; Por contracto de sociedade nos termos objecto principal.
f) Uma quota com valor nominal do artigo noventa do Código Comercial, é
de 225.000,00MT (duzentos constituída uma sociedade unipessoal de CAPÍTULO II
e vinte e cinco mil meticais), responsabilidade limitada entre Zefanias
representativa de 5% (cinco Do capital social
Valério Matavele de nacionalidade moçambi-
por cento) do capital social, ARTIGO QUARTO
cana, portador do Bilhete de Identificação
pertencente a Sérgio Pinhal
n.º 110100025614P, emitido aos 14 de Janeiro (Capital social)
Ribeiro;
g) Uma quota com valor nominal de de 2015, pelo Arquivo de Identificação Civil
de Maputo, casado e reside no bairro da Polana O capital social, integralmente subscrito
450.000,00MT (quatrocentos e realizado em dinheiro, é de 100.000.00MT
e cinquenta mil meticais), Cimennto, rua de Nachingueia n.º 466, 1.º andar
(cem mil meticais), e correspondente a uma
representativa de 10% (dez DT na cidade de Maputo.
única quota, correspondente uma quota no
por cento) do capital social, Pelo presente contrato de sociedade,
pertencente a Samuel Joaquim valor de 100,000.00MT (cem mil meticais),
outorga e constitui entre si, uma sociedade correspondente a 100% por cento do capital
Mendes Martinho;
por quotas unipessoal limitada, denominada social, pertencente ao sócio Zefanias Valério
h) Uma quota com valor nominal
de 225.000,00MT (duzentos Kheny Consultores – Sociedade Unipessoal, Matavele.
e vinte e cinco mil meticais), Limitada, que se regerá pelos artigos seguintes,
ARTIGO QUINTO
representativa de 5% (cinco e pelos preceitos legais em vigor na República
por cento) do capital social, de Moçambique. (Aumento do capital social)
pertencente a Samuel Joaquim
CAPÍTULO I O capital social poderá ser aumentado uma
Mendes Martinho;
ou mais vezes, mediante deliberação unanime
i) Uma quota com valor nominal de
Da denominação, duração, sede do sócio fundador nos termos do quanto previsto
450.000,00MT (quatrocentos
e objecto na lei das sociedades por quotas e demais legis-
e cinquenta mil meticais),
representativa de 10% (dez lação aplicável.
ARTIGO PRIMEIRO
por cento) do capital social,
(Denominação e duração) CAPÍTULO III
pertencente a Marcelo Pinhal
Ribeiro; Dos órgãos sócias
Um) A sociedade é comercial, e adopta
j) Uma quota com valor nominal
de 225.000,00MT (duzentos o tipo de sociedade unipessoal por quotas e ARTIGO SEXTO
e vinte e cinco mil meticais), denomina-se, Kheny Consultores – Sociedade
(Órgão social)
representativa de 5% (cinco Unipessoal, Limitada.
por cento) do capital social Dois) A duração da sociedade são por tempo São órgãos sociais a assembleia geral,
pertencente a Marcelo Pinhal indeterminado, iniciando a sua actividade na conselho de gerência e representação da
Ribeiro. data de escritura pública da sua constituição. sociedade.
6 DE MAIO DE 2019 2695
ARTIGO SÉTIMO Lei & Associados MJDM Serviços, Limitada
(Gerência) – Sociedade de Advogados,
Limitada Certifico, para efeitos de publicação, que
Um) A gerência da sociedade será exercido por acta datada a três dias do mês de Abril
pelo sócio Zefanias Valério Matavele que fica Certifico, para efeitos de publicação, que por do ano de dois mil e dezanove, exarada na
desde já nomeado sócio gerente e representará a acta de cinco de Março de dois mil e dezanove, sede social da sociedade denominada MJDM
sociedade nas suas relações com terceiros, tanto da sociedade Lei & Associados – Sociedade Serviços, Limitada registada na Conservatória
activa como passivamente. de Advogados, Limitada, com sede na rua C, do Registo Comercial sob NUEL 100584026,
Dois) O conselho de gerência reunir- n.º 46, bairro da Coop, cidade de Maputo, com procedeu-se na sociedade em epígrafe a prática
-se-á sempre que necessário no interesse da o capital social de cem mil meticais, matriculada dos seguintes actos:
sociedade, sendo respetiva reunião convocado na Conservatória de Registo das Entidades Ponto um. Alteração da denominação
pelo sócio gerente, ou o pedido do sócio. Legais sob o NUEL 100865483, deliberaram a da sociedade MJDM Serviços,
cedência parcial da quota no valor de sessenta e Limitada para Flamingo Logistics,
ARTIGO OITAVO
cinco mil meticais que o sócio Yang Lei possui Limitada;
(Contrato do sócio com a sociedade no capital social da referida sociedade e que Ponto dois. Aumento das seguintes acti-
unipessoal) divide em três quotas desiguais, sendo uma no vidades:
Um) O sócio único pode celebrar negócios valor cinquenta e cinco mil meticais, que reserva
a) Serviços de procurement;
jurídicos, com a sociedade, desde que estes para si, e outra de cinco mil meticais que cede a
b) Prestação de serviços de correio
visem a prossecução do respectivo objecto Alcides Malavone Alberto Nobela, e a outra de
e expediente;
social. cinco mil meticais que cede a Américo Carlos
c) Prestação de serviços de transpor-
Dois) Os negócios jurídicos celebrados Marindze, que entram para a sociedade.
tes de cartas e mercadorias;
nos termos do número um do presente artigo Em consequência da divisão e cedência da d) Consultoria e projectos de logís-
deverão obedecer à forma legalmente prescrita quota verificada, fica alterado a redacção do tica e outros afins;
no Código Comercial. artigo quarto dos estatutos da Lei & Associados e) Intermediação despachos adua-
– Sociedade de Advogado, Limitada, o qual neiros, prestação de serviços
CAPÍTULO IV passa a ter a seguinte redacção: de cintagem e acondiciona-
Das disposições finais ............................................................ mento de cargas, mercadorias
ARTIGO NONO e bagagens;
ARTIGO QUARTO f) Venda de material de embalagem;
(Reservas estatutárias e distribuição g) Venda de material de escritório e
(Capital social)
de dividendos) informático;
O capital social, integralmente h) Venda de material e equipamentos
Um) A sociedade constituirá reservas de
subscrito e realizado em dinheiro, de segurança e proteção indi-
investimento a serem definidos em assembleia
é de 100.000,00MT (cem mil meticais), vidual no trabalho.
geral tendo em conta o desempenho e o balanço
correspondente a soma de quatro quotas
anual e real da sociedade, após deduzidos os Dois) Aumento do capital social da sociedade
divididas em partes desiguais assim
impostos, todas reservas legais e da cobertura de cinco mil meticais para duzentos e cinquenta
distribuídas:
dos prejuízos acumulados. mil meticais e alterando a proporção das
Dois) O restante lucro disponível será a) Uma quota no valor nominal de
percentagens dos sócios onde o sócio Mário
distribuído pelo sócio único, na proporção cinquenta e cinco mil meticais,
Luís Joaquim, passa a ser detentor de uma nova
da sua quota, excepto se houver deliberação correspondente a cinquenta
quota no valor nominal de duzentos e vinte e
em contrário, por maioria qualificada, em as- e cinco por cento do capital
cinco mil meticais o equivalente a noventa por
sembleia geral. social, pertencente ao sócio
cento do capital social e a sócia Luísa Carmen
Yang Lei;
ARTIGO DÉCIMO de Jesus Manhiça Joaquim, passando a ser
b) Uma quota no valor nominal de
detentora de uma nova quota no valor nominal
(Dissolução e liquidação) trinta e cinco mil meticais,
de vinte e cinco mil meticais o equivalente a
representativa de trinta e cinco
Um) A sociedade dissolve-se nos termos dez por cento do capital social da sociedade.
por cento do capital social
da lei. pertencente ao sócio Ramgito Que, em consequência dos actos operados
Dois) As liquidações serão feitos na forma Issufo; relativamente a alteração da denominação e
aprovada por deliberação do sócio único. aumento das actividades, fica assim alterado o
c) Uma quota no valor nominal
de cinco mil meticais, repre- artigo primeiro, terceiro e quinto dos estatutos
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO da sociedade, que passam a ter as seguintes
sentativa de cinco por cento
(Casos omissos) do capital social, pertencente redacções:

Um) Os casos omissos serão integrados ao sócio Alcides Malavone ARTIGO PRIMEIRO
segundo a lei das sociedades por quotas e Alberto Nobela; e
(Denominação e duração)
demais legislação aplicáveis em vigor na d) Uma quota no valor nominal
República. de cinco mil meticais, repre- A sociedade adopta a denominação
Dois) Assina o presente instrumento em 2 sentativa de cinco por cento Flamingo Logistics, Limiatada, sob
(duas) vias de igual teor e forma que firmam, do capital social, pertencente a forma de sociedade por quotas de
comprometendo-se, por si e por seus herdeiros e ao sócio Américo Carlos responsabilidade limitada, e constituído
sucessores, a cumpri-lo em todos os seus termos. Marindze. por tempo indeterminado, repor-tando a
Maputo, 23 de Abril de 2019. — O Técnico, Maputo, 17 de Abril de 2019. — O Técnico, sua existência, para todos os efeitos legais
Ilegível. Ilegível. a data da escritura da constituição.
2696 III SÉRIE — NÚMERO 86
ARTIGO TERCEIRO de, Paulino Florindo Vissai, conservador mil meticais), corresponde a uma e única
e notário técnico, em pleno exercício de quota, equivalente a 100% (cem por
(Objecto)
funções notariais, compareceu como outorgante cento) do capital, pertencente a sócia única
A sociedade tem por objecto: Mónica Alexandrina Gonçalves da Silva, Mónica Alexandrina Gonçalves da Silva.
a) Prestação de serviços de cintagem; casada, natural de Gondomar-Portugal, de Que em tudo mais não alterado por esta
transporte de carga; nacionalidade portuguesa, portadora do DIRE
escritura, continuam em vigor as disposições
b) Arquitectura; n.º 060PT00009771J, emitido pelos Serviços de
do pacto social anterior.
c) Engenharia e construção; Migração de Manica, em Chimoio, em dezoito
de Novembro de dois mil e dez e residente nesta Está conforme.
d) Consultoria em logística;
e) Serviços de procurement; cidade de Chimoio, outorgando neste acto em Gondola, 28 de Janeiro de 2018. —
f) Prestação de serviços de correio e seu nome pessoal bem como em representação O Notário C, Ilegível.
expediente; do seu filho (sócio) menor Fernando da Silva
g) Prestação de serviços de transportes Leitão.
de cartas e mercadorias; Verifiquei a identidade da outorgante bem
h) Consultoria e projectos de logística como a qualidade de representação por exibição
e outros afins; do documento acima mencionado por eles foi
dito:
Mozambican Ruby, Limitada
i) Intermediação despachos adua-
neiros, prestação de serviços de Que são os únicos e actuais sócios da Certifico, para efeitos de publicação, que por
cintagem e acondicionamento sociedade. Monfer, Limitada, com a sua sede acta avulsa da assembleia geral extraordinária
de cargas, mercadorias e baga- nesta cidade de Chimoio, constituída por da sociedade em epígrafe, do dia 7 do mês
gens; escritura do dia treze de Outubro de dois mil de Dezembro do ano dois mil e dezoito, foi
j) Venda de material de embalagem; e onze, extraída a folhas cento e dois a cento deliberada a cessão de quotas, e alteração parcial
k) Venda de material de escritório e e sete, do livro de notas número duzentos e dos estatutos da sociedade Mozambican Ruby,
informático; noventa e sete e alterada por escritura do dia Limitada, doravante designada por sociedade,
l) Venda de material e equipamentos dezasseis de Agosto de dois mil e doze, extraída registada na Conservatória do Registo das
de segurança e proteção indi- a folhas sete a quinze, do livro de notas número Entidades Legais, sob o n.º 100662019, nos
vidual no trabalho. trezentos e onze, ambas da Conservatória dos seguintes termos:
Registos e Notariado de Chimoio, com capital
............................................................ social integralmente subscrito e realizado Foi deliberado por unanimidade e proceder
em dinheiro de 250.000,00MT (duzentos e com a cessão de quotas da sociedade, onde o
ARTIGO QUINTO
cinquenta mil meticais), corresponde a soma sócio Gary Denham Seabrooke, manifestou
(Capital social) a vontade em ceder a sua quota no valor de
de duas quotas iguais de valores nominais
Um) O capital social, subscrito e inte- de 125.000.00MT (cento e vinte e cinco mil 1.000.00MT (mil meticais), correspondente a
gralmente realizado em dinheiro, é de meticais), cada equivalentes a 50% (cinquenta 1% (um por cento) do capital social da sociedade,
250.000,00MT (duzentos e cinquenta mil por cento) do capital cada, pertencentes aos pelo valor nominal, livre de quaisquer ónus ou
meticais), e corresponde à soma de duas sócios Mónica Alexandrina Gonçalves da Silva encargos e cuja quitação confere no presente
quotas assim distribuídas: e Fernando da Silva Leitão, respectivamente. acto, para a sociedade Fura Mozambique,
Que pela presente escritura pública e pela Limitada, e esta aceita e entra para sociedade
a) Uma quota no valor nominal de
acta desta data, a representante da menor como nova sócia. A cedência acima realizada,
225.000,00MT (duzentos e
Fernando da Silva Leitão, disse não estar mais procedeu, na sequência da outra sócia, não
vinte e cinco mil meticais),
interessado em continuar na referida sociedade ter manifestado o direito de preferência para
correspondendo a 90% do
com o mesmo, devolvendo para si a totalidade aquisição das quotas.
capital social, pertencente
ao sócio Mário Luís Joaquim; das quotas e consequentemente alterando a Após todas cedências, a sócia Azores
b) Uma quota no valor nominal de denominação social para Monfer-Sociedade Overseas Inc continua titular de uma quota,
Unipessoal, Limitada. no valor de 99.000,00MT (noventa e nove mil
25.000,00MT (vinte e cinco
mil meticais), correspondente a Em consequência desta operação a sócia meticais), correspondente a 99% (noventa e
10% (dez por cento) do capital altera a composição dos artigos primeiro e nove por cento), do capital social da sociedade
social, pertencente a sócia sétimo do pacto social que rege a sociedade, e a Fura Mozambique, Limitada, passa a ser
Luísa Carmen Jesus Manhiça passando a terem as seguintes novas redac- titular de uma quota no valor de 1.000,00MT
Joaquim. ções: (mil meticais), correspondente a 1% (um por
ARTIGO PRIMEIRO cento) do capital social da sociedade.
Maputo, 3 de Abril de 2019. — O Técnico,
Ilegível. Em seguida, e como consequência das alte-
(Denominação social)
rações realizadas, deliberou-se em prosseguir
A sociedade adopta a denominação com a alteração parcial dos estatutos da
de Monfer – Sociedade Unipessoal, sociedade, concretamente no número um,
Limitada. do artigo quinto, que passa a ter a seguinte
Monfer, Limitada ............................................................
redacção:
............................................................
Certifico, para efeitos de publicação, que por ARTIGO SÉTIMO
escritura de vinte e oito de Novembro de dois ARTIGO QUINTO
(Capital social)
mil e dezoito, lavrada das folhas setenta e duas
(Capital social)
á setenta e três do livro de notas para escrituras O com capital, social integralmente
diversas número um, da Conservatória do subscrito e realizado em dinheiro, é de O capital social da sociedade,
Registo Civil e Notariado de Gondola, a cargo 250.000,00MT (duzentos e cinquenta integralmente realizado em dinheiro,
6 DE MAIO DE 2019 2697
é de 100.000,00MT (cem mil Celebram o presente contrato de sociedade da Silva Dário, dois mil e quinhentos meticais,
meticais), correspondendo à soma com base nos artigos que se seguem: o que corresponde a vinte e cinco porcento do
de duas quotas, subscritas pelos sócios capital social, o sócio António Luís Perreira da
CAPÍTULO I Silva Dário, dois mil e quinhentos meticais, o
da seguinte forma:
Da denominação, sede, duração que corresponde a vinte e cinco porcento do
a) Azores Overseas Inc, subscreve uma e objecto capital social e o sócio Edson Luís Pereira da
quota no valor de 99.000,00MT Silva Dário, dois mil e quinhentos meticais, o
(noventa e nove mil meticais), ARTIGO PRIMEIRO que corresponde a vinte e cinco porcento do
correspondente a 99% (noventa e (Denominação e sede) capital social, totalizando cem por cento do
nove por cento), do capital social capital social.
Um) A sociedade adopta a denominação
da sociedade; Ngala Investimentos, Limitada, e tem a sua sede CAPÍTULO II
b) Fura Mozambique, Limitada, subscreve no distrito de Rapale, província de Nampula.
uma quota no valor de 1.000,00MT Dois) A sociedade pode por deliberação Da administração e representação
(mil meticais), correspondente a 1% da assembleia geral, transferir a sua sede ARTIGO SEXTO
para qualquer outro local dentro do território
(um por cento), do capital social da (Conselho de administração)
nacional ou no estrangeiro, regendo se pelo
sociedade. presente contrato e demais legislação aplicável. Um) A administração e representação da
Que em tudo não alterado, mantem se em sociedade em juízo e fora dela activa ou pas-
ARTIGO TERCEIRO
vigor as disposições anteriores. sivamente, será exercida pelo sócio António
Está conforme. (Objecto) Luís Perreira da Silva Dário, que desde já fica
Um) A sociedade tem como objecto social nomeado administrador, sendo suficiente a sua
Maputo, 17 de Abril de 2019. — O Conser-
o exercício das seguintes actividades: assinaturas para obrigar a sociedade em todos
vador, Ilegível. actos e contratos.
a) Produção agro-pecuária e silvícola;
Dois) Os poderes conferidos aos sócios, nos
b) Venda de insumos agrícolas,
termos do número anterior do presente artigo,
nomeadamente pesticidas, fertili-
zantes, sementes, equipamentos ficam limitados as condições estatutariamente
agrícolas e seus acessórios; estabelecidas para os actos a seguir indicados
c) Prestação de serviços na área de e para cuja validade se requer o voto favorável
Ngala Investimentos, de todos os sócios ou seus representantes a
pulverização de campos agrícolas
Limitada e outros; manifestar em assembleia geral, a saber:
d) Fumigações domiciliares, armazéns, a) Contratação de empréstimos;
Certifico, para efeitos de publicação,
fábricas, instituições públicas e b) Constituição de hipotecas, penhoras
que no dia quinze de Maio de dois mil e
outros; e garantias;
dezassete, foi matriculada, na Conservatória do e) Consultoria e formação em boas práti- c) Participação no capital social de outras
Registo das Entidades Legais de Nampula, sob cas agrícolas, uso de fertilizantes sociedades;
o n.º 100856476, a cargo de Sita Salimo, e pesticidas e cuidados no uso e d) Aquisição, alienação ou oneração
conservador e notário superior, uma sociedade manuseamento de pesticidas de bens móveis e imóveis;
por quotas de responsabilidade limitada Dois) Por deliberação do conselho de admi- e) Aumento de capital social;
denominada Ngala Investimentos, Limitada, nistração a sociedade poderá celebrar Joint f) Oneração de quotas sociais;
constituída entre o sócio: Victor Luís Pereira venture ou contratos de associação ou subscrever g) Abertura de contas bancárias e formas
da Silva Dário, solteiro 23 anos de idade, participações minoritárias ou maioritárias no de movimentação.
nacionalidade moçambicana, titular do Bilhete capital social de outras sociedades nacionais ou Três) Os sócios administradores poderão
de Identidade n.° 030106562527S, emitido pela estrangeiras, independentemente do seu ramo delegar no todo ou em parte seus poderes
Direcção de Identificação Civil de Nampula de actividade. mesmo a pessoas estranhas a sociedade, porem
Três) Por deliberação da assembleia geral,
aos 14 de Fevereiro de 2017 e válido até 14 os seus delegados não poderão fazê-lo e nem
a sociedade poderá dedicar-se a qualquer
de Fevereiro de 2022, Edson Luís Pereira obrigar a sociedade em actos e documentos
actividade directa ou indirecta relacionada
da Silva Dário solteiro de 29 anos de Idade, estranhos a ela, em letras de favor, fiança
com a sua actividade principal, desde que tais
nacionalidade moçambicana, titular do Bilhete e abonação.
actividades não sejam proibidas por lei e após
de Identidade n.º 030101068538J, emitido pela obtidas ad necessárias licenças/autorizações. ARTIGO OITAVO
Direcção de Identificação de Nampula, aos 7
CAPÍTULO II (Formas de obrigar a sociedade)
de Junho de 2016, e válido até 7 de Junho de
2023, Luís de Sá e Melo Dário Júnior, 18 anos Do capital social, quotas e prestações Um) A sociedade fica obrigada mediante
de Idade, de nacionalidade moçambicana titular suplementares assinatura:
do Bilhete de Identidade n.º 0301016648441, a) Do Administrador, dentro dos limites
ARTIGO QUARTO
emitido pela direcção de Identificação Civil de estatutariamente estabelecidos.
Nampula, representado pelo seu pai, o senhor (Capital social e quotas) b) Do Director executivo, dentro dos
Luís de Sá e Melo Dário, António Luís Perreira O capital social, subscrito e integralmente limites estabelecidos.
da Silva Dário, solteiro de 33 anos de Idade, realizado em dinheiro, é de dez mil meticais, Dois) Os actos de mero expediente poderão
nacionalidade moçambicana, titular do Bilhete dividido em quatro partes subsequente: ser assinados pelo director-adjunto ou por
de Identidade n.º 110106636667N, emitido O sócio Luís de Sá e Melo Dário Júnior qualquer outro empregado por eles expres-
pela Direcção de Identificação de Nampula, em dois mil e quinhentos meticais, o samente autorizado.
aos 20 de Março de 2017, e válido até 20 de que corresponde a vinte e cinco porcento Nampula, 17 de Abril de 2019. — O Conser-
Março de 2022. do capital social, o sócio Victor Luís Pereira vador e Notário Superior, Ilegível.
2698 III SÉRIE — NÚMERO 86

O & J Gestão d) Realização de investimentos na área maior, natural de Matola, residente no bairro
de Participação, Limitada imobiliária; de Malhampsene, quarteirão n.º 178, portador
e) Comercialização de combustível; do Bilhete de Identidade n.º 110101942107A,
Certifico, para o efeito de publicação, f) Comercialização de óleo e lubrificantes; emitido aos 11 de Outubro de 2017, pela
que por acta de dia nove de Abril de dois direcção Nacional de Identificação Civil de
g) Reparação de pneus;
mil e dezanove, reuniu-se a assembleia geral Maputo, que se rege pelas cláusulas constantes
h) Lavagem de viaturas;
extraordinária da sociedade O &J Gestão de nos artigos seguintes:
Participação, Limitada, na sua sede social, sita i) Venda de peças/ou sobressalentes de
Avenida Dom Alexandre dos Santos, talhão viaturas e motorizadas; CAPÍTULO I
trezentos trinta e nove, parcela seiscentos e j) Venda a retalho de produtos alimen- Da denomição
sessenta, casa número três nesta cidade de tares diversos de mercearia;
ARTIGO PRIMEIRO
Maputo com o capital social de 30.000,00MT k) Representação de marcas patentes;
(trinta mil meticais), registrada na Conserva- l) Realização de trabalho de consultoria. Denominação
tória do Registo Comercial de Maputo sob
Ponto 2. Nomeação de mandatário para A sociedade adopta a denominação de
NUEL 100689022, com a presença de tosos os
assinatura de contas. Perhestia Trading, Limitada, que se regerá
sócios, designadamente: O sócio José Sarmento
pelos presentes estatutos e demais legislação
Machado, detentor de uma quota de no valor No concernente ao segundo ponto da agenda,
aplicável.
nominal de 15.000,00MT (quinze mil meticais), todos os sócios e a sociedade deliberaram por
correspondente 50% do capital social; a sócia unanimidade em nomear os senhores Ofélia ARTIGO SEGUNDO
Ofélia Alfredo Manjate Machado, detentora de Alfredo Manjate Machado, José Sarmento Duração
uma quota no valor nominal de 15.000,00MT
Machado, para gerir e administrar todas as contas
(quinze mil meticais) correspondente a 50% A sua duração é por tempo indeterminado
bancárias tituladas pela sociedade, podendo contando-se o seu início a partir da data do
do capital social com a seguinte ordem de
trabalhos: individualmente proceder a movimentação, presente contrato.
levantamentos, assinatura de cheques, consulta
Agenda: ARTIGO TERCEIRO
de saldos e extractos, entres outros.
a) Revisão do objecto da sociedade;
Ponto 3. Nomeação do administrador. Sede
b) Nomeação de mandatários para efeitos
de assinaturas de contas bancárias; No que concerne ao terceiro ponto da agenda Um) A sede localiza-se, no bairro da Matola-
c) Nomeação de administrador. os presentes deliberaram renovar o mandato de -Godinho, província da Matola.
Analisados os requisitos para a realização da Ofélia Alfredo Manjate Machado, por mais três Dois) Quando devidamente autorizada pelas
assembleia geral extraordinária nomeadamente anos, como administradora da sociedade. entidades competentes, a sociedade poderá abrir
a regularidade da convocatória e quórum para ou fechar filiais, sucursais, agências ou outras
Em tudo quanto não foi alterado, matem-se formas de representação em território nacional
que a mesma pudesse proceder verificou-se que
a disposições dos estatutos. ou no estrangeiro de acordo com a deliberação
a assembleia geral extraordinária reunia todos
os requisitos para que pudesse deliberar uma Nada mais havendo a tratar, foi encerrada tomada para o efeito, pela assembleia geral.
vez que havia existência de quórum suficiente a sessão e lavrada a presente acta que vai ser Três) A representação da sociedade no
e encontravam-se presente todos os sócios estrangeiro poderão ainda ser confiadas
assinada pelos sócios pelos presentes.
representando a totalidade do capital social. mediante contrato, á entidades públicas ou
O Técnico, Ilegível. privadas legalmente constituídas ou registadas.
Desse modo atento ao disposto no número 2
do artigo 128 do Código Comercial vigente, ARTIGO QUARTO
os presentes concordaram por unanimidade
que a mesma se poderia realizar e deliberar Objecto
validamente sobre os assuntos constantes da Um) A sociedade tem por objecto principal:
ordem do trabalho.
a) Logística na área de transportes de
Debruçando-se sobre agenda da reunião, Perhestia Trading, Limitada mercadoria de toda classe incluindo
decidiram: recursos minerais, prestação de
Certifico, para efeitos de publicação, que
Ponto 1. Revisão do objecto da sociedade. serviços na área de procurement,
por contrato de sociedade celebrado nos e limpeza;
No concernente ao primeiro ponto da agenda,
termos do artigo 90, do Código Comercial b) Limpezas em edifícios e em equipa-
todos os sócios e a sociedade deliberam por
unanimidade em estender as áreas do objecto e registada na Conservatória de Registo das mentos industriais.
da sociedade, em consequência fica alterado Entidades Legais da Matola com número Único Dois) Os sócios poderão admitir outros
a redacção do artigo 3 dos estatutos que passa da Entidade legal 101138321 dia vinte e três sócios mediante os seus consentimentos nos
a ter a seguinte nova redacção: de Abril de dois mil e dezanove é constituída termos da legislação em vigor.
uma sociedade de responsabilidade limitada Três) A sociedade poderá, associar-se
............................................................ com outras Empresas, quer participando no
entre Adozinda Maria Alberto da Silva, casada,
ARTIGO TERCEIRO seu capital requer em regime de participação
natural de Maputo, residente na, cidade da
não societária e interesse, segundo quaisquer
A sociedade tem objecto: Matola, quarteirão n.º 25, casa n.º 244, portador
modalidades admitidas por lei.
a) Participar em sociedade; do Bilhete de Identidade n.º 100101911012B, Quatro) A sociedade poderá exercer activi-
b) Prestação de serviços diversos; emitido aos 25 de Janeiro de 2012, pela dades em qualquer outro ramo, desde que
c) Comercialização de produtos agrí- Direcção Nacional de Identificação Civil de os sócios resolvam explorar e para os quais
colas e alimentares; Maputo, e Ivânia Percina Nhantumbo, solteira obtenham as necessárias autorizações.
6 DE MAIO DE 2019 2699
CAPÍTULO II Parágrafo segundo. O balanço e a conta de Neste contexto fica alterado o artigo quarto
resultados de cada exercício serão encerrados dos estatutos que passa a ter a seguinte nova
Do capital social
com referência a 31 de Dezembro e carecem de redação:
ARTIGO QUINTO aprovação da gerência, que para o efeito se deve ARTIGO QUARTO
O capital social, é de 100.000,00MT faze-lo não após um de Abril do ano seguinte.
Capital social
(cem mil meticais) subscrito em dinheiro e já Parágrafo terceiro. Caberá aos gerentes
realizados, correspondentes a 100% do capital decidir sobre aplicação dos lucros apurados, O capital social, integralmente subscrito,
social. é realizado em dinheiro, no valor de
dedução dos impostos e das provisões legal-
a) Adozinda Maria Alberto da Silva, uma 200.000,00MT (duzentos mil meticais),
mente estipuladas.
quota de 5.000,00MT (cinco mil equivalente a 100% (cem porcento) do capital
social, correspondente a soma de duas quotas,
meticais), correspondente a 5% do ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO
distribuídas da seguinte maneira:
capital social;
Parágrafo primeiro. A sociedade só se a) Reiner Friederich Gessner, uma quota
b) Ivânia Percina Nhantumbo, com uma
dissolve nos termos da lei. no valor nominal de 100 .000,00MT
quota de 95,000,00MT (noventa e
(cem mil meticais), correspondente
cinco mil meticais), correspondente
ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO a 50% (cinquenta porcento) do
à 95% do capital social.
capital;
Em tudo o mais que fique omisso regularão b) Andreas Wilhelmus Vonk, uma quota
ARTIGO SEXTO
as disposições legais vigentes na República de no valor nominal de 100.000,00MT
Não são exigíveis prestações suplemen- Moçambique. (cem mil meticais), correspon-
tares do capital, mas os sócios poderão fazer dente a 50% (cinquenta porcento)
Está conforme.
suprimentos de que a sociedade carecer, ao juízo do capital.
e demais condições a estabelecer. Matola, 24 de Abril de 2019. — A Conser-
Em tudo não alterado continuam em vigor as
vadora, Ilegível. disposições do pacto social anterior.
CAPÍTULO III
Está conforme.
Da administração gerência
Conservatória dos Registos de Pemba,
e representação 10 de Abril de 2019. — A Técnica, Ilegível.
ARTIGO SÉTIMO
Quirimbas Islands
Parágrafo único. A administração e a repre- Adventures, Limitada
sentação da sociedade em juízo e fora dele activa
e passivamente serão exercidas pelo sócio- Certifico, para efeitos de publicação, que
-gerente, Ivânia Percina Nhantumbo. por deliberação em acta de dezoito de Março Regius Synfuels Mining, S.A.
de dois mil e dezanove, a sociedade Quirimbas
ARTIGO OITAVO Certifico, para efeitos de publicação, que no
Islands Adventures, Limitada, com sede com
dia vinte e três de Abril de dois mil e dezanove,
Parágrafo único. Os actos de mero expediente no Avenida 25 de Setembro, n.º 628, cidade foi matriculada na Conservatória do Registo de
poderão ser individualmente assinados pela de Pemba, província de Cabo Delgado, com Entidades Legais sob NUEL 101138348, uma
gerência ou por qualquer empregado da socie- o capital social de 20.000,00MT, (vinte mil entidade denominada Regius Synfuels Mining,
dade devidamente autorizado pela gerência. meticais), matriculada na Conservatória S.A., que se regerá pelas cláusulas constantes
de Registo de Entidades Legais, sob dos artigos seguintes:
ARTIGO NONO
NUEL 101086003. CAPÍTULO I
É proibido aos gerentes e procuradores
Encontravam-se presente os sócios:
obrigarem a sociedade em actos estranhos aos Da denominação, sede, duração
negócios da mesma, quando não devidamente a) Reiner Friederich Gessner, com a quota e objecto
conferidos os poderes de procuradores com de 10.000,00MT, correspondente
ARTIGO PRIMEIRO
poderes necessários conferidos para repre- a 50% do capital social;
sentarem a sociedade em actos solenes. (Denominação)
b) Andreas Wilhelmus Vonk, com a com
a quota de 10.000,00MT, corres- A sociedade adopta a denominação social de
ARTIGO DÉCIMO
pondente a 50% do capital social. Regius Synfuels Mining, S.A., e é constituída
Por interdição ou falecimento dos sócios, a sob a forma de sociedade anónima regida pelos
Estando representada a totalidade do capital
sociedade continuará com os seus herdeiros ou presentes estatutos e pela demais legislação
social, os sócios demonstraram a vontade de aplicável.
seus representantes legais em caso de interdição
os quais nomearão um que a todos represente dispensar as formalidades estatutárias relativas
ARTIGO SEGUNDO
na sociedade, enquanto a sua quota se mantiver ao aviso convocatório nos termos do artigo 128
indivisa. do Código Comercial, manifestando a vontade (Sede)
da assembleia se constituir e deliberar sobre Um) A sociedade tem a sua sede sita na
CAPÍTULO IV
a seguinte ordem de trabalhos: Avenida Mártires da Machava, n.º 1569,
Das disposições gerais 2.º andar, flat 3, bairro da Polana Cimento,
Ponto um. Aumento de capital social.
cidade de Maputo.
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO Pelos sócios foi deliberado por unanimidade Dois) A sociedade poderá, mediante delibe-
Parágrafo primeiro. O ano social coincide o aumento do capital social de 20.000,00T para ração do Conselho de Administração, transferir
com o ano civil. 200.000,00MT. a sua sede para qualquer outro ponto do país.
2700 III SÉRIE — NÚMERO 86
Três) A sociedade poderá, por deliberação Dois) O aumento do capital social, mediante designadamente o preço e demais condições
do Conselho de Administração, criar, transferir incorporação de lucros ou de reservas livres, é de pagamento, prazo e o nome do adquirente,
ou encerrar agências, delegações, sucursais ou proposto pelo Conselho de Administração com devendo o Conselho de Administração notificar,
quaisquer outras formas de representação social, parecer do Conselho Fiscal. por escrito, os demais accionistas.
no país ou no estrangeiro. Três) Não pode ser deliberado o aumento Dois) Num prazo de 15 (quinze) dias a
de capital social enquanto não se mostrar contar da recepção da carta referida no número
ARTIGO TERCEIRO integralmente realizado o capital social inicial anterior, os preferentes deverão informar, por
ou proveniente de aumento anterior. carta registada, o accionista interessado em
(Duração)
Quatro) A deliberação do aumento do capital vender as suas acções se exercem ou não o seu
A sociedade é constituída por tempo inde- direito de preferência, sendo a falta de resposta
social deve mencionar, pelo menos, as seguintes
terminado, contando o seu início a partir da data entendida como renúncia a esse direito.
condições:
da sua constituição. Três) Sendo vários os accionistas interes-
a) A modalidade do aumento do capital; sados em exercer o seu direito de preferência, as
ARTIGO QUARTO b) O montante do aumento do capital; acções transmitidas serão entre eles distribuídas
c) O valor nominal das novas participações na proporção do número de acções que cada
(Objecto) sociais; um deles detiver na data de expedição da carta
Um) A sociedade tem por objecto o exer- d) As reservas a incorporar, se o aumento referida no número dois supra.
cício da actividade mineira, nomeadamente: do capital for por incorporação Quatro) Os accionistas gozam, ainda, de um
de reservas; direito especial de opção de compra, em caso
a) Reconhecimento;
e) Os termos e condições em que os de transmissão gratuita, entre eles ou a favor
b) Prospecção e pesquisa;
accionistas ou terceiros participam de terceiros, entre vivos, de quaisquer acções
c) Mineração;
no aumento; representativas do capital social da sociedade,
d) Tratamento e processamento; direito esse ao qual se aplicará, com as neces-
e) Comercialização ou outras formas de f) O tipo de acções a emitir;
g) A natureza das novas entradas, se as sárias adaptações, o disposto nos números um
dispor do produto mineral; a três supra, ficando, desde já, definido que o
f) Importação e exportação de materiais e houver;
preço devido pelo exercício do referido direito
equipamento conexos à actividade h) Os prazos dentro dos quais as entradas
de opção de compra será determinado de acordo
de mineração; devem ser realizadas;
com o valor contabilístico das acções em apreço.
g) A realização de investimentos e empre- i) O prazo e demais condições do exer-
Cinco) Se nenhum dos accionistas exercer o
endimentos ligados a indústria cício do direito de subscrição e
direito de preferência ou de opção de compra,
de minas, desde que permitidos preferência; e no prazo, condições e nos termos previstos
por lei e mediante deliberação da j) O regime que será aplicado em caso nos números anteriores, a transmissão de
Assembleia Geral. de subscrição incompleta. acções poderá ser feita livremente, desde que
Dois) Por deliberação do Conselho de Cinco) Em qualquer aumento do capital (i) o transmitente celebre o negócio jurídico
social, os accionistas gozam de direito de prefe- respectivo no prazo de trinta dias contados do
Administração, a sociedade poderá igualmente
rência, na proporção das acções que possuírem termo do prazo para o exercício do direito de
dedicar-se a outras actividades conexas ou
à data do aumento, a ser exercido nos termos preferência e/ou de opção e (ii) o adquirente das
complementares ao seu objecto principal
gerais. acções seja aquele que foi anunciado na carta a
permitidos por lei.
Seis) O direito de preferência prescrito que se refere o número dois e, bem assim como,
CAPÍTULO II no número anterior poderá ser suprimido ou os termos e condições da transmissão sejam
limitado por deliberação da Assembleia Geral idênticos aos que foram comunicados na carta
Do capital social, acções e obrigações supra mencionada em dois.
tomada pela maioria necessária a alteração dos
Seis) Sem prejuízo do cumprimento da
ARTIGO QUINTO estatutos.
comunicação prevista no número um do
Sete) Os accionistas terão direito de prefe-
(Capital social) presente artigo, nas transmissões a seguir
rência na subscrição de qualquer aumento de
indicadas não haverá direito de preferência nem
Um) O capital social, integralmente subscrito capital em dinheiro na proporção das acções direito de compra, sendo as mesmas livres, não
e realizado em dinheiro, é de 100.000,00 MT que possuírem na data fixada para a subscrição. se aplicando, consequentemente, o previsto no
(cem mil meticais), dividido e representado Oito) Se algum accionista não desejar presente artigo a este propósito:
por duas mil acções, com o valor nominal exercer o direito de preferência conferido neste
a) Transmissões a favor de pessoas
de 50,00MT (cinquenta meticais) cada. artigo, a sua posição será rateada pelos demais
colectivas em que o transmitente,
Dois) Poderá haver títulos de uma, cinco, accionistas de acordo com o estabelecido no directa ou indirectamente, detenha
dez, cinquenta, cem, quinhentas e mil acções. número anterior e com os respectivos pedidos a totalidade do capital social e dos
Três) As acções são nominativas e podem de subscrição. direitos de voto;
ser convertidas em acções ao portador, a reque- Nove) O capital que não for subscrito nos b) Transmissões a favor de pessoas
rimento e à custa dos accionistas. termos previstos nos números anteriores poderá colectivas ou físicas que detenham,
Quatro) Os títulos são assinados pelo ser subscrito por não accionistas. directa ou indirectamente, a tota-
Presidente do Conselho de Administração e lidade do capital social e dos
por 1 (um) Administrador, podendo as suas ARTIGO SÉTIMO direitos de voto do transmitente;
assinaturas ser apostas por chancela. (Transmissão de acções) c) Transmissões a favor de pessoas
colectivas ou físicas, cujo capital
ARTIGO SEXTO Um) O accionista que desejar vender a social com direito de voto, seja
totalidade ou parte das suas acções a terceiro detido directamente, pela mesma
(Aumento do capital social)
deverá comunicar, por carta registada, ao pessoa colectiva ou física que
Um) O capital social poderá ser aumentado Conselho de Administração o número de acções detém a totalidade do capital social
uma ou mais vezes, por deliberação da As- a alienar, bem como, todas as condições em com direito de voto do accionista
sembleia Geral. que será efectuada a projectada transmissão, transmitente.
6 DE MAIO DE 2019 2701
Sete) Para efeitos do cumprimento do Dois) Para efeitos do disposto no número f) Tratar de qualquer outro assunto para
dever de comunicação previsto no número anterior, só têm direito de voto os accionistas que tenha sido convocado;
um supra, o Conselho de Administração que tenham, pelo menos, cem acções registadas g) Deliberar sobre a criação de acções
da sociedade disponibilizará ao accionista em seu nome até dez dias antes do dia marcado preferenciais;
transmitente, mediante pedido formulado por para a reunião da Assembleia Geral. h) Deliberar sobre a chamada e a restitui-
este, a identificação dos demais accionistas Três) A cada cem acções corresponderá ção das prestações suplementares;
da sociedade. um voto. i) Deliberar sobre a propositura e a
Quatro) Os accionistas possuidores de um desistência de quaisquer acções
ARTIGO OITAVO
número de acções que não atinja o fixado no contra os administradores ou contra
(Acções próprias) número três deste artigo poderão agrupar-se os membros dos outros órgãos
de forma a, em conjunto, complementar o sociais;
A sociedade só poderá adquirir acções
número necessário ao exercício do direito de j) Deliberar sobre a fusão, cisão ou
próprias ou fazer operações sobre elas, nos casos
voto, fazendo-se representar por um deles, transformação da sociedade;
admitidos por lei.
sendo este o único a participar nas reuniões da k) Deliberar sobre a dissolução, liquida-
ARTIGO NONO Assembleia Geral. ção ou prorrogação da sociedade;
Cinco) No caso de existirem acções em l) Deliberar sobre a remuneração dos
(Obrigações) membros dos titulares dos órgãos
compropriedade, os comproprietários terão de
Um) A sociedade poderá, nos termos da ser representados por um deles e só esse poderá sociais, sob proposta do Conselho
lei e mediante deliberação do Conselho de assistir e intervir nas assembleias gerais. de Administração, podendo, para o
Administração, emitir quaisquer modalidades Seis) As assembleias gerais representam efeito, designar uma comissão de
ou tipos de obrigações. a universalidade dos accionistas e as suas vencimento;
Dois) Por simples deliberação do Conselho deliberações, quando tomadas nos termos da m) Deliberar sobre outros assuntos
de Administração, ouvido o Concelho Fiscal, lei e dos presentes estatutos, são obrigatórias que não estejam, por disposição
a sociedade poderá adquirir obrigações para todos os accionistas. estatutária ou legal sucessivamente
próprias, ficando suspensos os respectivos em vigor, na competência de outros
direitos enquanto as obrigações pertencerem ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO órgãos da sociedade.
à sociedade. (Representação) Dois) As matérias elencadas na alínea c)
Três) A sociedade poderá praticar com do número anterior encontram-se sujeitas a
as obrigações próprias todas e quaisquer Um) Os accionistas com direito de voto aprovação por não menos de oitenta por cento
operações em direito permitidas, que se podem fazer-se representar na Assembleia Geral, dos votos representativos da totalidade do
mostrem convenientes ao interesse social, e, nos termos previstos no Código Comercial. capital social.
nomeadamente, proceder à sua conversão, nos Dois) Os accionistas que sejam pessoas
casos legalmente previstos, ou amortização, colectivas deverão indicar, por carta dirigida ARTIGO DÉCIMO QUINTO
mediante simples deliberação do Conselho ao presidente da mesa, quem os representará
(Convocação das assembleias gerais)
de Administração. na Assembleia Geral.
Três) Os membros do Conselho de Admi- Um) As assembleias gerais serão convocadas
ARTIGO DÉCIMO nistração e do Conselho Fiscal ou Fiscal pelo presidente da respectiva mesa, ou por
(Suprimentos) Único, deverão estar presentes nas reuniões quem o substitua, salvo nos casos específicos
da assembleia geral e poderão participar nos previstos na lei.
Os accionistas podem prestar suprimentos
seus trabalhos, mas não terão, nessa qualidade, Dois) A convocação é feita por aviso convo-
à sociedade, nos termos e condições estabele-
direito a voto. catório, anunciado com uma antecipação de
cidas pela Assembleia Geral, sob proposta do
trinta dias em relação à data prevista para a
Conselho de Administração. ARTIGO DÉCIMO QUARTO realização da reunião e pode sê-lo também
CAPÍTULO III (Competência) por carta registada, expedida com a mesma
antecipação dirigida aos accionistas que tenham
Dos órgãos sociais Um) Compete à assembleia geral: averbado ou depositado em seu nome as acções
ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO a) Apreciar o relatório do conselho de que garantem, pelo menos, o exercício de um
administração, discutir e votar o voto em Assembleia Geral.
(Órgãos sociais) balanço, as contas e o parecer do Três) A Assembleia Geral reúne-se sob
São órgãos da sociedade: Conselho Fiscal e deliberar sobre forma ordinária até trinta e um de Março de
a) A Assembleia Geral; a aplicação dos resultados dos cada ano para os fins previstos no artigo décimo
b) O Conselho de Administração; e exercícios: segundo, alínea a) e trienalmente até trinta e
c) O Conselho Fiscal ou Fiscal Único. b) Eleger a mesa da Assembleia Geral, um de Dezembro para proceder a eleições para
os membros do Conselho de Admi- os cargos e órgãos sociais; podendo ainda, em
SECÇÃO I nistração e Fiscal; qualquer dos casos, deliberar sobre quaisquer
c) Deliberar sobre quaisquer alterações aos matérias constantes da respectiva convocatória.
Da Assembleia Geral
presentes estatutos, e relativamente Quatro) Na convocatória pode fixar-se
ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO a quaisquer aumentos de capital da igualmente uma segunda data para a reunião
sociedade; da assembleia, para o caso de ela não poder
(Constituição e voto) reunir-se na primeira data por falta de quórum,
d) Fixar as remunerações dos membros
Um) A Assembleia Geral é constituída pelos do conselho de administração e do desde que as duas datas estejam separadas por
accionistas ou seus representantes com ou sem Conselho Fiscal; um período superior a quinze dias.
direito de voto e pelos membros do Conselho e) Deliberar sobre a emissão de obri- Cinco) As convocatórias devem conter, pelo
de Administração, quando convidados. gações; menos, as menções e indicações exigidas na lei.
2702 III SÉRIE — NÚMERO 86
Seis) Os accionistas poderão reunir em ARTIGO DÉCIMO NONO c) Representar a sociedade em juízo e
Assembleia Geral, sem observância de fora dele, activa e pas-sivamente,
(Suspensão)
quaisquer formalidades prévias, desde que e resolver judicial e extra-judi-
todos os accionistas estejam presentes ou Um) Quando a Assembleia Geral estiver em cialmente sobre os direitos e
representados e todos manifestem vontade de condições de funcionar, mas não seja possível, interesses da sociedade, podendo
que a assembleia se constitua e delibere sobre por motivo justificável, dar-se início aos para isso confessar, transigir e
determinado assunto. trabalhos ou, tendo sido dado início, os mesmos comprometer-se em árbitros;
não possam, por qualquer circunstância, d) Dar execução e fazer cumprir os
ARTIGO DÉCIMO SEXTO concluir-se, será a reunião suspensa para preceitos legais e as deliberações
(Constituição e deliberação) prosseguir em dia, hora e local que forem da Assembleia Geral;
no momento indicados e anunciados pelo e) Nomear mandatários da sociedade,
Um) A Assembleia Geral considera-se nor- Presidente da Mesa. mediante procuração, especificando
malmente constituída e poderá validamente Dois) A Assembleia Geral só poderá os respectivos poderes;
funcionar em primeira convocatória desde que suspender a mesma reunião duas vezes, não f) Criação de participação em parcerias,
estejam presentes ou representados accionistas podendo distar mais de trinta dias entre as consórcios, agrupamentos comple-
que possuam, pelo menos, cinquenta e um sessões. mentares de empresas, quaisquer
por cento do capital social e, em segunda modalidades e formas de associação
convocatória, qualquer que seja o número SECÇÃO II
empresarial, em Moçambique ou no
de accionistas e o capital representado, sem Do Conselho de Administração estrangeiro;
prejuízo das disposições legais imperativas em g) Apresentação de propostas de distri-
contrário e do disposto no número seguinte. ARTIGO VIGÉSIMO buição de dividendos.
Dois) As deliberações da Assembleia
Geral deverão obter, para serem válidas, a (Composição e duração do mandato) ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO
aprovação dos votos correspondentes a setenta Um) A administração e representação (Reuniões do Conselho de Administração)
por cento do capital social, salvo quanto às da sociedade compete a um Conselho de
matérias elencadas na alínea c) do número um Administração composto por um mínimo de Um) O Conselho de Administração só
do artigo décimo segundo, que carecem dos três e um máximo de cinco membros eleitos poderá deliberar desde que esteja presente ou
votos correspondentes a oitenta por cento do pela Assembleia Geral. representada a maioria dos seus membros.
capital social. Dois) Os membros do Conselho de Dois) O Conselho de Administração reúne-
Três) Sem prejuízo do estabelecido no Administração poderão ser ou não accionistas -se trimestralmente e sempre que for convocado
número anterior e salvo disposição legal que e serão eleitos por um período de 3 (três) anos, pelo seu presidente.
exija maioria qualificada, as deliberações da podendo ser reconduzidos, por um ou mais Três) Os administradores podem fazer-
Assembleia Geral serão tomadas por maioria mandatos, sem prejuízo da sua destituição -se representar nas reuniões do conselho por
simples dos votos emitidos. antecipada em caso de violação da lei e dos qualquer outro administrador mediante simples
presentes estatutos, a qualquer altura, pela carta dirigida ao presidente, mas o mandato só
ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO será válido para uma reunião.
Assembleia Geral.
(Mesa da Assembleia Geral) Três) A Assembleia Geral que proceder Quatro) As deliberações do Conselho de
à eleição dos membros do Conselho de Administração constarão de actas assinadas
A Mesa da Assembleia Geral é composta por todos os que hajam participado na reunião.
Administração, designará de entre os mesmos,
por um presidente e um secretário, eleitos pela
o respectivo presidente.
Assembleia Geral por um período de 3 (três) ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO
Quatro) O Conselho de Administração
anos, podendo ser reeleitos.
poderá delegar a gestão corrente da sociedade (Vinculação da sociedade)
ARTIGO DÉCIMO OITAVO a um ou dois administradores, devendo a
Um) Para obrigar a sociedade serão neces-
delegação, bem como a eventual repartição de
(Reuniões da Assembleia Geral) sárias as seguintes assinaturas:
funções pelos administradores constar de acta
do conselho. a) De dois administradores;
Um) A Assembleia Geral reunirá ordina-
b) De um administrador nos termos
riamente na sua sede ou em qualquer outro
ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO dos poderes que lhe tenham sido
local previamente indicado, no primeiro
delegados pelo Conselho de Admi-
trimestre de cada ano, e extraordinariamente (Competência)
nistração;
a pedido do Conselho de Administração ou do
Um) Compete ao Conselho de Administração, c) De mandatários, em conformidade
Conselho Fiscal ou Fiscal Único, ou ainda a
além das atribuições gerais resultantes da lei e com os poderes constantes dos
requerimento escrito de um ou mais accionistas
dos presentes estatutos: respectivos mandatos.
que representem, pelo menos, vinte e cinco por
cento do capital social. a) Gerir, com os mais amplos poderes, Dois) Os actos de mero expediente poderão
Dois) O requerimento referido no número todos os negócios sociais e efectuar ser assinados por um só administrador.
anterior é dirigido ao Presidente da Mesa da as operações relativas ao objecto Três) Até a data da realização da primeira
Assembleia Geral e deve indicar com precisão social, sem prejuízo das limitações reunião da Assembleia Geral e Conselho de
os assuntos a incluir na ordem do dia e justificar resultantes da aprovação das maté- administração a sociedade será representada
ainda a necessidade da reunião da assembleia. rias estabelecidas nas alíneas b) pelos senhores:
Três) A cada reunião da Assembleia Geral e c) seguintes; a) Felício Pedro Zacarias – Presidente
deverá ser lavrada uma acta no respectivo livro, b) Deliberar sobre o plano de negócios do Conselho de Administração;
a qual será assinada pelo presidente e pelo e aprovação de propostas de orça- b) Jacobus Strydom van Wyk – Admi-
secretário da Mesa da Assembleia Geral ou por mento financeiro e de explora- nistrador;
quem os tiver substituído nessas funções, salvo ção, de relatórios de gestão e das c) Christiaan Luyt Jordaan – Admi-
se outras exigências forem estabelecidas por lei. demonstrações financeiras; nistrador.
6 DE MAIO DE 2019 2703
SECÇÃO III CAPÍTULO IV Rindzela Consultoria
Do Conselho Fiscal ou Fiscal Único Do exercício e aplicação & Serviços – Sociedade
dos resultados Unipessoal, Limitada
ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO
ARTIGO VIGÉSIMO OITAVO
(Composição) Certifico, para efeitos de publicação que,
(Ano social) no dia 2 de Abril de 2019, foi matriculada
Um) A fiscalização da sociedade incumbe a na Conservatoria do Registo das Entidades
O ano social é o ano civil, devendo ser
um Conselho Fiscal composto por três membros Legais sob o NUEL 101129748, uma entidade
dado um balanço, relatório anual e contas
efectivos ou a um Fiscal Único. com referência a 31 de Dezembro de cada denominada Rindzela Consultoria & Serviços
Dois) A Assembleia Geral que eleger ano que devem ser submetidos à apreciação – Sociedade Unipessoal, Limitada.
os membros do Conselho Fiscal designará da Assembleia Geral nos três primeiros meses
o respectivo presidente e vogais. Por contracto de sociedade nos termos
de cada ano.
Três) Os membros do Conselho Fiscal do artigo noventa do Código Comercial, é
podem ser ou não accionistas, porém, um ARTIGO VIGÉSIMO NONO constituída uma sociedade unipessoal de
dos membros efectivos será revisor oficial de responsabilidade limitada entre Zefanias
(Aplicação dos resultados)
contas ou técnico de contabilidade devida- Valério Matavele de nacionalidade
mente habilitado. Efectuado o balanço anual, os lucros terão a moçambicana, portador do Bilhete de
Quatro) Os membros do Conselho Fiscal seguinte aplicação: Identificação n.º 110100025614P, emitido
serão designados por três anos, podendo ser a) Pelo menos dez por cento para o fundo aos 14 de Janeiro de 2015, pelo arquivo de
reeleitos. de reserva legal, enquanto este não Identificação Civil de Maputo, casado com
Cinco) Em caso de designação de Fiscal estiver realizado ou sempre que seja Kétmia Mahangue, em regime de comunhão
Único, este deverá ser uma sociedade de audi- necessário reintegrá-lo; de bens adquiridos, e reside no bairro da Polana
toria devidamente habilitada. b) O restante para dividendo aos accio- Cimennto, rua de Nachingueia n.º 466, 1.º andar
nistas, salvo se a Assembleia Geral direito na cidade de Maputo.
ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO deliberar, por maioria de setenta
por cento de votos correspondentes ARTIGO PRIMEIRO
(Competência) ao capital social, afectá-lo à cons-
tituição e ou reforço de reservas (Denominação social)
Um) Além das atribuições constantes da
legais.
lei, compete especialmente ao Conselho Fiscal Nos termos da lei vigente na República
ou Fiscal Único: CAPÍTULO V de Moçambique, no presente contracto de
a) Emitir parecer acerca do balanço, sociedade e nos demais preceitos legais apli-
Da dissolução e liquidação cáveis, é constituída uma sociedade por quotas
inventário e das contas anuais;
da sociedade
b) Chamar a atenção do Conselho de responsabilidade limitada, que adopta a
de Administração para qualquer ARTIGO TRIGÉSIMO denominação Rindzela Consultoria & Serviços
assunto que deva ser ponderado (Dissolução)
– Sociedade Unipessoal, Limitada.
e pronunciar-se sobre qualquer
matéria que lhe seja submetida por A sociedade dissolver-se-á nos casos e ARTIGO SEGUNDO
aquele órgão. termos estabelecidos pelo Código Comercial.
(Sede social)
Dois) O Conselho Fiscal ou fiscal Único ARTIGO TRIGÉSIMO PRIMEIRO A sociedade tem a sua sede no Bairro
pode ser assessorado por técnicos especial-
(Liquidação) Central, Avenida Zedequias Manganhela,
mente designados ou contratados para esse
n.º 267,4 andar, Maputo, podendo por delibe-
efeito e ainda por empresas especializadas em Em caso de dissolução ou liquidação da
sociedade, o acto será feito por uma comissão ração do sócio, transferi-la para outras cidades,
consultoria e auditoria.
liquidatária, composta por três membros, bem como abrir sucursais, filiais agências ou
ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO eleitos pela Assembleia Geral. quaisquer outras formas de representação,
bem como escritórios ou estabelecimentos
(Reuniões e deliberações) CAPÍTULO VI permanentes, onde e quando os sócios acharem
Um) O Conselho Fiscal reúne-se ordina- Das disposições gerais e transitórias necessário.
riamente uma vez por trimestre e, extraordi-
nariamente, sempre que for convocado por ARTIGO TRIGÉSIMO SEGUNDO ARTIGO TERCEIRO
qualquer dos seus membros ou a pedido do (Norma transitória) (Duração e regime)
Conselho de Administração.
Os membros dos órgãos sociais manter-se- A sociedade é constituída por tempo inde-
Dois) Para o Conselho Fiscal poder deliberar
ão obrigatoriamente em funções, exercendo terminado, sendo a sua existência considerada a
é necessário que esteja presente ou devidamente
plenamente o seu mandato, até serem eleitos
representada a maioria dos seus membros. partir da data da assinatura do presente contracto
ou designados os novos membros, ou até que
Três) As deliberações serão tomadas por social, e em tudo reger-se-á exclusivamente
tomem posse dos respectivos cargos.
maioria de votos dos membros presentes, tendo pelos dispositivos da lei moçambicana.
o presidente voto de qualidade. ARTIGO TRIGÉSIMO TERCEIRO
ARTIGO QUARTO
ARTIGO VIGÉSIMO SÉTIMO (Direito subsidiário)
(Objecto)
(Auditoria das contas)
Em tudo o que não esteja especialmente
previsto neste contrato de sociedade, serão Um) A sociedade tem por objecto principal
A Assembleia Geral pode cometer a uma aplicadas subsidiariamente as normas cons- consultoria e prestação de serviços nas áreas
sociedade de auditores externos a verificação tantes do Código Comercial. de contabilidade, auditoria, gestão de recursos
das respectivas contas, sem prejuízo das Maputo, Abril de 2019. — O Técnico, humanos e assessoria em análise e gestão de
competências do Conselho Fiscal. Ilegível. projectos.
2704 III SÉRIE — NÚMERO 86
Dois) A sociedade poderá ainda desen- ARTIGO NONO Electrotécnica, Limitada matriculada na
volver actividades de formação de secretarias Conservatória das Entidades Legais sob
(Foro)
e gestores de clientes. o n.º 100383462 foi pelos sócios deliberado
Três) A sociedade poderá desenvolver Fica eleito o foro de Maputo para dirimir por unanimidade instituir a figura do Fiscal
outras actividades comercias, subsidiárias ou qualquer questão relacionada ao presente único nos seus órgãos sociais, pelo que, e
complementares do seu objecto social ou outras contrato. sendo o pacto social omisso, são acrescentados
legalmente permitidas desde que obtidas as Assina o presente instrumento em 2 (dois) dois novos artigos, que passam a ter a seguinte
necessárias autorizações e participar no capital vias de igual teor e forma que firmam, compro- redacção:
metendo-se, por si e por seus herdeiros e
de outras sociedades ou com elas associar-se, ............................................................
sucessores, a cumpri-lo em todos os seus termos.
sob qualquer forma admissível.
Maputo, 23 de Abril de 2019. — O Técnico, ARTIGO VIGÉSIMO
Quatro) A sociedade tem ainda por objecto
a prestação de quaisquer co anexos com o seu Ilegível. (Conselho fiscal)
objecto principal.
A fiscalização da actividade da socie-
ARTIGO QUINTO dade será exercida por um fiscal único
eleito anualmente pela assembleia geral
(Capital social) ordinária.
Sens Holding, Limitada
O capital social, integralmente subscrito ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO
e realizado em dinheiro, é de 50.000,00MT Certifico, para efeitos de publicação, que por
(cinquenta mil meticais) e correspondente acta de cinco de Março de dois mil e dezanove (Auditoria às contas)
a uma única quota correspondente: da sociedade Sens Holding, Limitada, com
Um) Sem prejuízo da competência do
sede em Maputo, matriculada na Conserva-
Uma quota no valor de 50,000.00MT fiscal único, as contas de cada exercício
tória do Registo de Entidades Legais sob
(cinquenta mil meticais), corres- social serão sujeitas a uma auditoria a ser
NUEL 100859866, deliberaram a acréscimo
realizada por entidade de reconhecida
pondente a 100% por cento do de actividade económica e consequentemente
capacidade técnica na matéria, devendo
capital social, pertencente ao sócio alteração parcial dos estatutos no seu artigo
o respectivo relatório ser apresentado
Zefanias Valério Matavele. 3º o qual passa a ter a seguinte nova redacção:
aos sócios na assembleia geral anual de
............................................................ aprovação de contas.
ARTIGO SEXTO
Dois) Os resultados dessa auditoria
ARTIGO TERCEIRO
(Aumento do capital social) serão sempre dados a conhecer ao fiscal
Um) A sociedade tem por objecto único.
O capital social poderá ser aumentado uma principal: Maputo, 22 de Abril de 2019. — O Técnico,
ou mais vezes, mediante deliberação unanime
a) Desenvolvimento e venda de Ilegível.
do sócio fundador nos termos do quanto previsto
software;
na lei das sociedades por quotas e demais legis- b) Venda de e produção de ener-
lação aplicável. gias renováveis;
c) Venda de equipamentos infor-
ARTIGO SÉTIMO
máticos e de telecomunica-
ções; Sourcing Solution, Limitada
(Assembleia geral)
d) Importação e exportação de
Um) A assembleia geral reunirá ordina- Certifico, para efeitos de publicação, que por
todo tipo de equipamento e
riamente uma vez por ano, para apreciação do deliberação em acta de onze de Fevereiro do
de quaisquer bens, produtos e
relatório de contas da gerência no exercício serviços que tem haver com o ano dois mil e dezanove, na sociedade Sourcing
findo e do orçamento para o ano seguinte. objecto principal; Solution, Limitada, com sede na Avenida
Dois) A assembleia geral reunirá extra- e) Gráfica e serigrafia; Marginal, bairro de Maringanha, cidade de
ordinariamente sempre que para tal seja f) Actividades mineiras. Pemba, matriculada sob NUEL 101105970,
Dois) A sociedade poderá desenvolver com o capital social de 20.000,00MT, estiveram
convocada pelo conselho de gerência ou
outras actividades conexas, subsidiárias ou presentes:
justificadamente pelo sócio.
Três) A assembleia geral será convocada complementares do seu objecto principal ou a) Mark David Hearthcote-Hacker,
com antecedência mínima de quinze dias, que mesmo dele completamente distintas, desde que detentora de uma quota no valor
devidamente autorizada pela assembleia geral e nominal de 12.000,00MT (doze
verbalmente, quer pela forma escrita.
nos termos da lei. mil meticais), correspondentes a
ARTIGO OITAVO Maputo, 10 de Abril de 2019. — O Técnico, 60% (sessenta por cento) do capital
Ilegível. social;
(Gerência)
b) Susan Anne Hearthcote-Hacker,
Um) A gerência da sociedade será exercida detentora de uma quota no valor
pelo sócio Zefanias Valério Matavele que fica nominal de 8.000,00MT (oito mil
desde já nomeado sócio gerente e representará a meticais), correspondentes a 40%
sociedade nas suas relações com terceiros, tanto Sotmoz – Sociedade (quarenta por cento) do capital
activa como passivamente. social, verificando-se estar reunida
Dois) O conselho de gerência reunir-
Electrotécnica, Limitada a totalidade do capital social,
-se-á sempre que necessário no interesse da Certifico, para efeitos de publicação, que nas qualidades em que intervêm,
sociedade, sendo respetiva reunião convocado por acta de vinte e oito de Março de dois mil manifestaram a sua vontade no
pelo sócio gerente, ou o pedido do sócio. e dezanove na sociedade Sotmoz – Sociedade sentido de que a assembleia se
6 DE MAIO DE 2019 2705
constituísse e deliberasse, sem Segunda. Raulina Alberto Maracane Gomes, ARTIGO QUINTO
prévias formalidades para a sua casada sob o regime de separação de bens (Capital social)
convocação, sobre a seguinte ordem com Victor Pedro Gomes, de nacionalidade
de trabalhos. O capital social, integralmente subscrito em
moçambicana, residente na rua Samora Machel
Cessão de quotas e admissão de novo sócio. dinheiro é de vinte mil meticais correspondente
n.º 2967, casa n.º 8, cidade da Matola, titular
à soma de duas quotas desiguais, distribuídas de
A sócia Susan Anne Hearthcote-Hacker do Bilhete de Identidade n.º 110103990491N, seguinte forma:
decidiu ceder a totalidade da sua quota ao socio
emitido aos 11 de Dezembro de 2009, pela
Mark David Hearthcote-Hacker e abandonou a) Uma quota no valor nominal de
Direcção Nacional de Identificação Civil de 10.500,00MT, correspondente
a sociedade, por sua vez o sócio Mark David
Hearthcote-Hacker cedeu 5% da sua quota a Maputo. a cinquenta e dois vírgula cinco
favor do novo sócio admitido Pedro Mariano O presente contrato é regido pelas cláusulas porcento (52,5%) do capital social,
Ferreira. pertencente a sócia Derce Lize
constantes dos artigos seguintes:
Em consequência fica alterado o artigo Víctor Gomes;
quarto dos estatutos que passa ater a seguinte ARTIGO PRIMEIRO b) Uma quota no valor nominal de
nova redacção: 9.500.00MT, corresopondente
(Denominação) a quarenta e sete vírgula cinco
............................................................ porcento (47.5%) do capital social
A sociedade adopta a denominação Super pertencente a sócia Raulina Alberto
ARTIGO QUARTO
Mais, Limitada, e é regida pelo presente instru- Maracane Gomes.
Capital social mento e demais legislação aplicável.
ARTIGO SEXTO
O capital social, integralmente
subscrito e realizado em dinheiro, é de ARTIGO SEGUNDO
(Divisão e cessão de quotas)
20.000,00MT dividido da seguinte forma: (Duração) Um) É livre a cessão total ou parcial de
a) Mark David Hearthcote-Hacker, quotas entre os sócios ou a favor de uma socie-
com uma quota no valor A sociedade é constituída por tempo inde-
dade maioritariamente participada por qual-
nominal de 15.000,00MT, terminado, contando o seu início a partir da data
quer um deles.
correspondentes a 95% do da sua constituição. Dois) A cessão de quotas a favor de terceiros
capital social; carece do consentimento prévio da sociedade,
b) Pedro Mariano Ferreira, com uma ARTIGO TERCEIRO
dado por escrito e prestado em assembleia geral.
quota no valor nominal de Três) É nula qualquer divisão, cessão, alie-
(Sede social)
5.000,00MT, correspondentes nação ou oneração de quotas que não aberve
a 5% do capital social. Um) A sociedade tem a sua sede social na o previsto nos números anteriores.
Em relação a representação da sociedade, Avenida Cardeal Dom Alexandre dos Santos,
foram indicados os senhores Mark David ARTIGO SÉTIMO
n.º 4755, primeiro andar, bairro das Mahotas,
Hearthcote-Hacker e Pedro Mariano Ferreira
cidade de Maputo. (Administração e representação)
como representantes da sociedade.
Dois) Mediante deliberação da assembleia Um) A sociedade é administrada e repre-
De tudo não alterado mantém-se em vigor as
geral a administração poderá deslocar a sentada por um ou mais administradores a
disposições do pacto social inicial.
sede social para qualquer outro local, dentro eleger pela assembleia geral por mandatos de
Está conforme.
do território nacional e poderá ainda abrir dois anos, os quais são dispensados de prestar
Conservatória dos Registos de Pemba, caução.
sucursais, agências, delegações, filiais ou outras
dezoito de Fevereiro, de 2019. Dois) Até a deliberação da assembleia
formas de representação no território nacional
A Técnica, Ilegível. geral em contrário, fica nomeada como admi-
ou no estrangeiro.
nistradora da sociedade a sócia Raulina Alberto
Maracane Gomes.
ARTIGO QUARTO
Três) A sociedade ficará obrigada pela
(Objecto social) assinatura do administrador ou procurador
especialmente constituido pela administração,
Super Mais, Limitada Um) A sociedade tem por objecto o comércio nos termos e limites especificos do respective
geral de produtos alimentares. mandato.
Certifico, para efeitos de publicação que,
Dois) Mediante deliberação da adminis- Quatro) Os actos de mero expediente poderão
no dia 25 de Março de 2019, foi matriculada
tração a sociedade pode ainda exercer acti- ser individualmente assinadas por empre-
na Conservatória do Registo das Entidades
vidades conexas, complementares ou aces- gados da sociedade devidamente autorizados
Legais sob o NUEL 101126005 uma entidade
pela gerência.
denominada Super Mais, Limitada. sórias das actividades referidas no número
É celebrado o presente contrato de sociedade, anterior mediante autorização das entidades ARTIGO OITAVO
nos termos de artigo 90 do Código Comercial, competentes.
(Assembleia geral)
entre: Três) A sociedade poderá participar e adqui-
Primeira. Derce Lize Victor Gomes, solteira, rir participações no capital social de outras Um) A assembleia geral é constituida por
maior, natural da cidade de Maputo, de todos os sócios e pelos membros da mesa da
sociedades, ainda que estas tenham um objecto
nacionalidade moçambicana, residente na assembleia geral.
social diferente da sociedade e pode associar-se
Rua 30 de Janeiro, casa n.º 1077, cidade Dois) A assembleia geral poderá reunir-
seja qual for a forma de associação com outras se extraordinariamente quantas vezes forem
da Matola, titular do Bilhete de Identidade
n.º 110103990490P, emitido aos 15 de Julho de empresas ou sociedades, para a prossecução necessárias desde que as circunstâncias assim o
2015 pela Direcção Nacional de Identificação dos seus interesses, mediante deliberação dos exijam para deliberar sobre quaisquer assuntos
Civil de Maputo; sócios. que digam respeito a sociedade.
2706 III SÉRIE — NÚMERO 86
ARTIGO NONO ARTIGO TERCEIRO Tantalum Mineraçâo
(Dissolução) Objecto social & Prospecção, Limitada
A sociedade só se dissolve nos termos fixa- A sociedade tem por objecto: Certifico, para efeitos de publicação, que
dos pela lei ou por comum acordo dos sócios a) Catering; por escritura pública datada de dois de Abril
quando assim o entenderem. b) Confeição de refeições; de dois mil e dezanove, lavrada de folhas
c) Fornecimento de comidas e bebidas: cento e onze a cento e treze do livro de notas
ARTIGO DÉCIMO
d) Take away e outras actividades simi- para escrituras diversas número quinhentos e
(Casos omissos) lares; dezoito traço A, do Quarto Cartório Notarial
e) Comércio geral com importação e de Maputo, perante mim, Batça Banu Amade
Os casos omissos serão regulados pela
exportação. Mussá, notária do referido cartório, a sociedade
legislação vigente e aplicável na República
Tantalum Mineraçâo & Prospecção, Limitada,
de Moçambique. Um) A sociedade poderá vir a exercer outras
uma sociedade constituída e regulada pela lei de
Maputo, 22 de Abril de 2019. — O Técnico, actividades desde que o sócio único assim o
moçambique, com o capital social de cinquenta
Ilegível. delibere e obtenham a respectiva autorização
mil meticais, com sede em Maputo na Avenida
das autoridades competentes.
25 de Setembro, n.º 1230, 3.º andar Bloco 5,
Dois) A sociedade poderá participar e
matriculada na Conservatória do Registo das
adquirir participações no capital social de
Entidades Legais sob o n.º 100042118, e as
outras sociedades, ainda que estas tenham
sócias deliberaram por unanimidade proceder
objecto social diferente do da sociedade, bem
Take Away Power Fllow procederam a alteração do artigo quarto dos
como pode associar-se, seja qual for a forma de
– Sociedade Unipessoal, associação, com outras empresas ou sociedades,
estatutos da sociedade Tantalum Mineraçâo
Limitada para desenvolvimento de projectos.
& Prospecção, Limitada, o qual passa a adoptar
a seguinte redacção:
Certifico, para efeitos de publicação que, ARTIGO QUARTO ............................................................
no dia 27 de Agosto de 2018, foi matriculada
Capital social ARTIGO QUARTO
na Conservatória do Registo das Entidades
Legais sob NUEL 101038238, uma entidade Um) O capital da sociedade, integralmente (Capital social)
denominada Take Away Power Fllow subscrito e realizado em dinheiro é de cinquenta
O capital social, totalmente subscrito
– Sociedade Unipessoal, Limitada. mil meticais, constituído por uma única quota,
e realizado, é de cinquenta mil meticais,
pertencente a Mateus Aida Tembe.
Nos termos do artigo noventa do Decreto- encontrando-se dividido em duas quotas
Dois) O capital social poderá ser aumentado
-Lei n.º 2/2005, de 27 de Dezembro Código desiguais, distribuídas da seguinte forma:
mediante a deliberação de assembleia geral,
Comercial, decidiu estabelecer o presente con- a) Uma quota com o valor nominal
alterando-se o pacto social, para o que se obser-
trato de sociedade o seguinte outorgante: de quarenta e nove mil e sete-
varão as formalidades estabelecidas na lei das
centos e cinquenta meticais,
Mateus Aida Tembe, solteiro, maior, natural sociedades por quotas.
representando noventa e nove
de Maputo, de nacionalidade moçambicana,
ARTIGO QUINTO vírgula cinco por cento do
nascido a vinte e cinco de Fevereiro de mil capital social pertencente à
novecentos e noventa e três, residente na Administração e gerência sócia Pacific Wildcat Resources
Matola, bairro de Tsalala, com o Bilhete Um) A administração será exercido pelo (Pty) Ltd; e
de Identificação n.º 100102389671P, senhor Mateus Aida Tembe, que desde já é b) Uma quota com o valor nominal de
constitui uma sociedade por quotas de nomeado administrador. duzentos e cinquenta meticais,
responsabilidade limitada, que se regerá Dois) Para obrigar a sociedade é suficiente correspondentes a zero vírgula
pelas cláusulas seguintes: a assinatura de um dos administradores que cinco por cento do capital social
poderá designar um ou mais mandatários pertencente ao sócio Faizal
ARTIGO PRIMEIRO estranhos à sociedade, e nestes delegar total Jusob.
ou parcialmente os seus poderes. Está conforme.
Denominação e sede
Maputo, 12 de Abril de 2019. — O Ajudante
A sociedade adopta a denominação de Take ARTIGO SEXTO
da Notária, Ilegível.
Away Power Fllow – Sociedade Unipessoal, Balanço e prestação de contas
Limitada, com sede na Matola, bairro do
Um) O ano social coincide com o ano civil.
Fomento, Avenida Avenida vinte e cinco de
Dois) O balanço e a conta de resultados
Setembro, número trezentos e trinta, podendo
encerram-se a 31 de Dezembro de cada ano.
abrir delegações e sucursais em qualquer ponto
Tavfer Holding Moçambique,
do território nacional e no estrangeiro. ARTIGO SÉTIMO
Limitada
ARTIGO SEGUNDO Casos omissos
Certifico, para efeitos de publicação, que
Duração
Em todos os casos omissos, regularão as por escritura de vinte de Março de dois mil
disposições da lei das sociedades por quotas e quinze, exarada de folhas cento e quinze
A duração da sociedade é por tempo inde- e restante legislação comercial em vigor na a folhas cento e dezassete, do livro de notas
terminado e o seu começo conta-se para todos República de Moçambique. para escrituras diversas número trezentos e
efeitos a partir da data da escrituração da cons- Maputo, 24 de Abril de 2019. — O Técnico, quarenta e dois, traço D, deste cartório notarial,
tituição. Ilegível. a cargo do notário Sérgio João Soares Pinto, foi
6 DE MAIO DE 2019 2707
celebrada uma escritura de cedência de quotas e solteiro, residente na cidade de Maputo, milhões de meticais, correspondente à soma
alteração parcial dos estatutos da tavfer holding Avenida Martires da Machava, n.º 805, de três quotas desiguais assim distri-
moçambique, limitada, em que os sócios de 9.º andar. buídas:
comum acordo alteram o artigo quinto, o qual Terceiro. Pércio Vasco Andela a) Uma quota de quatro milhões e quin-
passará a ter a seguinte nova redacção: Muendane, titular do Bilhete de Identidade hentos mil meticais correspondente
n.º 100104957021L, emitido aos 9 de Setembro a quarenta e cinco porcento do
................................................................. de 2014, pelos serviços de Identificação capital social pertencente ao sócio
ARTIGO QUINTO Civil de Maputo, solteiro, residente na cidade Afonso Crisologo Desmond Dupont
da Matola. Rui Santos;
(Capital social) Que pelo presente contrato de sociedade b) Uma quota de quatro milhões e quin-
outorga e constitue uma sociedade por quotas hentos mil meticais correspondente
O capital social, integralmente subs-
de responsabilidade limitada, que se regera pelas a quarenta e cinco porcento do
crito e realizado em dinheiro, é de dois capital social pertencente ao sócio
clausulas seguintes:
milhões de meticais, correspondente José Dimas Fernandes;
à soma de duas quotas subscritas e ARTIGO PRIMEIRO c) Uma quota de um milhão de meticais
distribuídas pelos sócios do seguinte correspondente a dez porcento do
Denominação
modo: capital social pertencente ao sócio
A sociedade adopta a denominação de Pércio Vasco Andela Muendane.
a) António Fernando Costa, com uma
quota no valor nominal de um ZPD Construções, Limitada, e tem a sua sede
ARTIGO QUINTO
milhão novecentos e noventa Avenida Samora Machel, Bairro Tchumene
Q. 25. Balanço e contas
e oito mil meticais;
b) Ana Isabel Ferreira Carvalho, com ARTIGO SEGUNDO Um) O exercício social coincide com o ano
uma quota no valor nominal civil.
Duração
de dois mil meticais. Dois) O balanço e contas de resultados
A sua duração será por tempo indetermi- fechar-se-ão com referência a 31 de Dezembro
Está conforme.
nado, contando-se o seu início a partir da data de cada ano.
Maputo, 23 de Abril de 2019. — A Notária da constituição. ARTIGO SEXTO
Técnica, Ilegível.
ARTIGO TERCEIRO Gerência

Objecto A gerência e administração da sociedade


bem como a sua representação em juízo e
Um) A sociedade tem por objecto: fora dele, será exercida pelos socios Afonso
a) Construção civil e obras públicas; Crisologo Desmond Dupont Rui Santos, Jose
ZPD Construções, Limitada b) Consultoria e fiscalização, estudos Dimas Fernandes que por sua vez poderão
de projectos de arquitectura; nomear um mandatário, gestor ou administrador
Certifico, para efeitos de publicação que,
c) Comércio geral a grosso e retalho com através de uma procuração ou acta.
no dia 16 de Abril de 2019, foi matriculada
importação e exportação;
na Conservatoria do Registo das Entidades ARTIGO SÉTIMO
d) Prestação de serviços, nas áreas de
Legais sob NUEL 101138062, uma entidade
limpeza, jardinagem, fumigações Assembleia geral
denominada ZPD Construções, Limitada. e outras prestações de serviços não
É celebrado o presente contrato de sociedade, especificadas. Um) A assembleia geral reune-se ordinaria-
nos termos do artigo 90 do Código Comercial, mente uma vez por ano para apreciação e
Dois) A sociedade poderá no entanto exercer aprovação do balanço e contas do exercício
entre: outras actividades conexas complementares findo e repartição de lucros e perdas.
Primeiro. Afonso Crisologo Desmond afins depois de deliberadas em assembleia geral Dois) A assembleia geral poderá reunir-
Dupont Rui Santos, titular do Bilhete de e obtidas as autorização que forem exigidas. -se extraordinariamente quantas vezes forem
Identidade n.º 110103995480A, emetido Três) Por decisão dos sócios a sociedade necessárias desde que as circunstâncias assim o
aos 17 de Junho de 2010, pelos Serviços de poderá criar extinguir sucursais, delegações ou exijam para deliberar sobre quaisquer assuntos
Identificação Civil de Maputo, casado, com qualquer outra forma de apresentação social no que digam respeito a sociedade.
Isabel Maria Nemba Bata Santos, em regime Pais e no Estrangeiro sempre que se justifique a
de comunhao geral de bens, solteira, maior, sua existência bem como transferir a sua sede ARTIGO OITAVO
residente na cidade de Matola, Eestrada para outro lado do território nacional. Omissões
Nacional n.º 4, Condominio Monomutapa,
n.º 26. ARTIGO QUARTO Os casos omissos serão regulados pela
Segundo. José Dimas Fernandes, titular do legislação comercial vigente e aplicável na
Capital social
Bilhete de Identidade n.º 110106475476N, República de Moçambique.
emitido aos 16 de Janeiro de 2017, pelos O capital da sociedade integralmente Maputo, 24 de Abril de 2019. — O Tecnico,
Serviços de Identificação Civil de Maputo, subs-crito e realizado em dinheiro é de dez Ilegível.
FAÇA OS SEUS TRABALHOS GRÁFICOS NA INM, E.P.: NOVOS EQUIPAMENTOS,
NOVOS SERVIÇOS e DESIGN GRÁFICO AO SEU DISPOR

NOSSOS SERVIÇOS: Preço da assinatura semestral:


— Maketização, Criação I Série ......................................................... 8.750,00MT
de Layouts e Logotipos;
II Série ......................................................... 4.375,00MT
— Impressão em Off-set
III Série .......................................................... 4.375,00MT
e Digital;
— Encadernação e Restauração Maputo — Rua da Imprensa n.º 283, Caixa postal 275,
de Livros;
Telef.: +258 21 42 70 25/2 – Fax: +258 21 32 48 58
— Pastas de despachos,
impressos e muito mais! Cel.: +258 82 3029 296,
e-mail: imprensanac@minjust.gov.mz
Preço das assinaturas do Boletim da República Web: www.imprensanac.gov.mz
para o território nacional (sem porte):
Delegações:
— As três séries por ano ......................... 35.000,00MT
Beira — Rua Luís Inácio, n.º 289 – R/C
— As três séries por semestre .................. 17.500,00MT
Tel.: 23 320905 – Fax: 23 320908
Preço da assinatura anual: Quelimane — Av. 7 de Setembro, n.º 1254,
Tel.: 24 218410 – Fax: 24 218409
I Série ...................................................... 17.500,00MT
II Série ....................................................... 8.750,00MT Pemba — Rua Jerónimo Romeiro, Cidade Baixa, n.º 1004,
III Série ....................................................... 8.750,00MT Tel.: 27 220509 – Fax: 27 220510

Preço — 200,00MT
IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P.