Вы находитесь на странице: 1из 9

cima de intensidade B e um campo gravitacional g.

O atrito que age Questão 47


no cilindro impede o seu escorregamento ladeira abaixo. (ITA 2005) Uma bicicleta, com rodas de 60 cm de diâmetro externo,
a) Determine o valor da corrente elétrica i que impede o rolamento
tem seu velocímetro composto de um imã preso em raios, a 15 cm
do cilindro ladeira abaixo nessa situação, considerando que o
plano do enrolamento seja paralelo ao plano inclinado; do eixo da roda, e de uma bobina quadrada de 25 mm2 de área,
b) Ajustando convenientemente a posição do cilindro, determine o com 20 espiras de fio metálico, presa no garfo da bicicleta. O imã é
valor mínimo dessa corrente i que impede que o cilindro role capaz de produzir um campo de indução magnética de 0,2 T em
ladeira abaixo. toda a área da bobina (veja a figura). Com a bicicleta a 36 km/h, o
prof. Renato Brito pede que você determine a força eletromotriz
Questão 44 máxima gerada pela bobina:
(ITA 2005) Quando uma barra metálica se desloca num campo a) 2 x 105 V
magnético, sabe-se que seus elétrons se movem para uma das b) 5 x 103 V
extremidades, provocando entre elas uma polarização elétrica. c) 1 x 102 V
Desse modo, é criado um campo elétrico constante no interior do
d) 1 x 101 V
metal, gerando uma diferença de potencial entre as extremidades
e) 2 x 101 V
da barra. Considere uma barra metálica descarregada, de 2,0m de
comprimento, que se desloca com velocidade constate de módulo
v = 216 km/h num plano horizontal (veja figura), próximo à
superfície da Terra. Sendo criada uma diferença de potencial (ddp)
de 3,0 x 10–3 V entre as extremidades da barra, o prof. Renato Brito Questão 48
pede que você determine o valor do componente vertical do campo (ITA 2008) A figura mostra uma bobina com 80 espiras de 0,5 m2 de
de indução magnética terrestre nesse local: área e 40  de resistência. Uma indução magnética de 4 teslas
é inicialmente aplicada ao longo do plano da bobina. Esta é então
a) 6,9 x 106 T
girada de modo que seu plano perfaça um ângulo de 30 º em
b) 1,4 x 10–5 T relação à posição inicial. Nesse caso, o prof. Renato Brito pede que
você determine o valor da carga elétrica que deve fluir pela bobina:
c) 2,5 x 105 T
d) 4,2 x 10–5 T
e) 5,0 x 10–5 T

Questão 45 a) 0,025 C b) 2,0 C c) 0,25 C d) 3,5 C e) 0,50 C


A figura mostra uma barra condutora de comprimento L se
movendo paralelamente a um plano horizontal com velocidade Questão 49
horizontal constante V. Nessa região, age um campo magnético (ITA 2011) Uma bobina de 100 espiras, com seção transversal de
uniforme B cuja direção que forma um ângulo  com a normal N área de 400 cm2 e resistência de 20 , está alinhada com seu
ao plano horizontal. plano perpendicular ao campo magnético da Terra, de 7,0 × 10−4 T
na linha do Equador. Quanta carga flui pela bobina enquanto ela é
B B B N virada de 180º em relação ao campo magnético?
 a) 1,4 × 10−4 C b) 2,8 × 10−4 C
−2
c) 1,4 × 10 C d) 2,8 × 10−2 C
e) 1,4 C
v
Questão 50
O prof. Renato Brito pergunta: (ITA 2006) Num meio de permeabilidade magnética 0, uma
a) Qual a fem (em volts) induzida entre as extremidades da barra corrente i passa através de um fio longo e aumenta a uma taxa
condutora ? constante i/t. Um anel metálico com raio a está posicionado a
b) Para qual valor de  a fem induzida é máxima ? Qual esse uma distância r do fio longo, conforme mostra a figura. Se a
resistência do anel é R, o prof. Renato Brito pede que você
valor máximo max ?
determine a corrente induzida no anel. Admita a <<< r.
c) Para qual valor de  a fem induzida é mínima ? Qual esse valor
máximo min ?

Questão 46
(ITA 2006) Uma haste metálica de comprimento 20,0 cm está
i
d a
situada num plano xy, formando um ângulo de 30º com relação ao
eixo Ox. A haste movimenta-se com velocidade de 5,0 m/s na
Questão 51
direção do eixo Ox e encontra-se imersa num campo magnético
Um quadrado feito com arame condutor e um fio muito longo e fino
uniforme B cujas componentes, em relação a Ox e Oz (em que z é pelo qual passa uma corrente são dispostos sobre uma superfície
perpendicular a xy) são, respectivamente, Bx = 2,2 T e Bz = –0,50 T. lisa, não magnética e dielétrica, como mostra a figura. O quadrado
O prof. Renato Brito pede que você determine o módulo da força é então puxado para a direita com velocidade constante,
eletromotriz induzida na haste. perpendicular ao fio. Determine a força eletromotriz no quadrado
em função da distância e identifique o sentido da corrente no
a) 0,25 V b) 0,43 V c) 0,50 V d) 1,10 V e) 1,15 V quadrado.
Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 10
Questão 54
v ITA 2001 Uma barra metálica de comprimento L = 50,0 cm faz
contato com um circuito, fechando-o. A área do circuito é
i perpendicular ao campo de indução magnética uniforme B.
A resistência do circuito é R = 3,00 , sendo de 3,75 x 10–3 N a
intensidade da força constante aplicada à barra, para mantê-la em
x a movimento uniforme com velocidade v = 2,00 m/s. Nessas
condições, o prof. Renato Brito pede que você determine o módulo
Questão 52 de B :
(ITA-SP) O circuito da figura abaixo é constituído de um ponteiro
metálico MN, com uma das extremidades pivotada em M e a outra
extremidade, N, deslizando sobre uma espira circular condutora de
raio MN = 40 cm. R é um resistor ligando entre os pontos M e A.
A espira é aberta num ponto ao lado da extremidade A, e o circuito
AMN é fechado. Há um campo magnético uniforme de intensidade
B = 0,5.T perpendicular ao plano da página, saindo dela.

a) 0,300 T b) 0,225 T c) 0,200 T d) 0,150 T e) 0,100 T

Questão 55
(ITA 1991) Um trilho metálico em forma de U está ligado a uma
barra condutora móvel AB. Este conjunto é submetido a um campo
magnético B = 40T perpendicular ao papel e dirigido para dentro
dele. Conforme mostra a figura, a largura do U é L = 2 cm.
No instante inicial, o ponteiro tem sua extremidade N sobre o ponto O prof. Renato Brito pede que você determine a tensão induzida
A e se a partir então descrever um movimento circular uniforme, na barra AB e o sentido da corrente, sabendo-se que a barra se
com frequência f = 0,2 Hz e no sentido horário, o prof. Renato Brito move com velocidade constante v = 20 cm/s.
pede que você determine: A
a) a fem induzida no circuito fechado;
b) o sentido da corrente induzida no resistor R.

Questão 53 – O helicóptero do capitão Nascimento !  R B L


V
O “caveirão do ar”, helicóptero blindado norte-americano que a
Secretaria de Segurança Pública do Rio adquiriu para o BOPE,
chegou em outubro/2008. O veículo, que custou R$ 8 milhões, é B
totalmente à prova de balas inclusive nas pás da hélice, tem
a) 1,6 V e a corrente tem sentido horário.
capacidade para seis atiradores e pode transportar um total de 15
b) 1,6 V e a corrente tem sentido anti-horário.
pessoas. O governo do Rio informou que a compra ocorreu como
c) 0,16 V e a corrente tem sentido horário.
uma espécie de resposta às tentativas dos criminosos em atingir os
d) 0,16 V e a corrente tem sentido anti-horário.
helicópteros em outras oportunidades.
e) 0,32 V e a corrente tem sentido anti-horário.

Questão 56
(ITA 2008) A figura abaixo mostra um circuito formado por uma
barra fixa FGHJ e uma barra móvel MN, imerso num campo
magnético perpendicular ao plano desse circuito. Considerando
desprezível o atrito entre as barras e também que o circuito seja
alimentado por um gerador de corrente constante I, o que deve
acontecer com a barra móvel MN?

Segundo o fabricante Bell Helicopter, o comprimento total do par de


hélices vale 14 m, de ponta a ponta, e o seu rotor atinge uma
freqüência de rotação de 300 RPM em pleno vôo. Considerando
que a componente vertical do campo magnético terrestre valha

0,5 x10 4 T, o prof. Renato Brito pede que você determine:
a) A f.e.m. induzida entre a extremidade e o centro das hélices do
“caveirão do ar” em pleno vôo; a) Permanece no mesmo lugar.
b) Move-se para a direita com velocidade constante.
b) A f.e.m. induzida entre a extremidade e as extremidades opostas
c) Move-se para a esquerda com velocidade constante.
das hélices do “caveirão do ar” em pleno vôo.
d) Move-se para a direita com aceleração constante.
e) Move-se para a esquerda com aceleração constante.

Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 11
Questão 57 Questão 60
Um travessão metálico de massa M está apoiado num par de trilhos Na figura abaixo, uma barra condutora de resistência nula se move
condutores, horizontais, compridos, separados por uma distancia L com velocidade constante v perpendicularmente a um par de fios
e ligados a uma fonte de corrente I constante. Um campo paralelos conectados entre si por resistores R e r, com R > r.
magnético uniforme B age perpendicularmente ao plano do papel Sabendo que a distância entre os fios vale L e o campo magnético
como mostra a figura. Desprezando atritos e admitindo que o uniforme vale B, o prof. Renato Brito pede que você determine o
travessão parte do repouso, o prof. Renato Brito pede que você sentido e o valor da corrente elétrica através da barra.
determine:
B
R L r
V

Questão 61
Na figura abaixo, temos dois quadrados de lado L de metal, sendo
que apenas os trechos verticais apresentam resistências R, R e r
respectivamente, com R > r. Os trechos horizontais tem resistência
a) a velocidade atingida pelo travessão no instante t > 0; nula. Considere que o campo magnético uniforme perpendicular ao
b) o sentido de deslocamento da barra; plano dos quadrados aumente a uma taxa constante B/t. O prof.
c) o mínimo campo magnético Bmin que torna iminente o Renato Brito pede que você determine as corrente elétricas em
escorregamento da barra em repouso em relação aos trilhos, se cada resistor.
o coeficiente de atrito estático entre eles vale E.

Questão 58 B
R R r
Sobre trilhos de resistência desprezível, uma barra de cobre, de
resistência R, desloca-se para a direita com velocidade constante
V, devido à ação de uma força F, exercida por um operador.
Considere a existência de um campo magnético uniforme B, L L
perpendicular ao plano da folha, entrando na mesma. Sobre a Questão 62
corrente elétrica i que percorrerá o circuito, pode-se afirmar que:
Na figura abaixo, a distância da barra condutora ao resistor R varia
com o tempo segundo a lei d = d o + v.t e o campo magnético
v uniforme local varia conforme a lei B = Bo + k.t. O prof. Renato
Brito pede que você determine a corrente elétrica que passa pelo
resistor em função do tempo t.

a) Terá intensidade (F·V / R)1/2, percorrendo o circuito no sentido B


anti-horário.
b) Terá intensidade (F·B / R)1/2, percorrendo o circuito no sentido R L
anti-horário. V
c) Terá intensidade (F·V / R)1/2, percorrendo o circuito no sentido
horário.
d) Terá intensidade (F·B / R)1/2, percorrendo o circuito no sentido d
horário. Questão 63
e) Não haverá corrente, pois a barra desloca-se com velocidade Seja uma barra prismática metálica deslizando sobre dois trilhos
constante. paralelos, com atrito, com velocidade v constante para a direita,
conforme as figuras abaixo. O esquema que melhor representa a
Questão 59 força de Lorentz agindo sobre a corrente elétrica que percorre a barra
Na figura, uma barra condutora ab se desloca sem atrito sobre está representado em:
trilhos retilíneos. Um campo magnético uniforme de intensidade a) b)
B = 0,95T está entrando no plano da página. Você pretende,
v v
usando esse dispositivo, fazer uma maquina de ginástica, na qual a
pessoa faz exercícios puxando a barra para frente e para trás com
uma velocidade media V = 3,5 m/s. Qual deve ser a resistência R
B B
do circuito para que, ao deslocar a barra, a taxa média de
realização de trabalho pela pessoa seja igual a 250 J/s = 250 W ?
c) d)
v v

B B

Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 12
e) extremidade M ou N ? Assim, qual será o pólo positivo dessa
fem ’ induzida na barra, o extremo M ou o extremo N ?
v
d) Pela Lei de Kirchhoff, qual o valor da fem E ?
e) Qual seria o valor da fem E caso sua polaridade fosse oposta à
indicada na figura ?
B
Questão 66
Questão 64 No sistema abaixo, a barra condutora MN, de resistência
Na figura abaixo, uma barra condutora de massa m encontra-se desprezível e massa m = 2 kg, foi abandonada em repouso sobre
inicialmente em repouso sobre um par de trilhos que distam L entre um par de trilhos condutores retilíneos, paralelos, de resistência
si. Um capacitor de capacitância C e carga inicial nula foi inserido desprezível, distantes L = 1 m entre si. A barra está conectada a
no sistema como mostra a figura. Considerando que todas as uma caixa de massa M = 3 kg, através de fio e polia ideais. Nas
resistências elétricas sejam nulas e que o campo magnético local extremidades do trilho, o prof. Renato Brito conectou um gerador de
vale B, o prof. Renato Brito pede que você determine: força eletromotriz E = 20V e resistência interna R = 4 . A
a) A aceleração com que a barra se moverá quando uma força F aceleração da gravidade é g = 10m/s2 e o campo magnético B = 3T
constante for aplicada a ela como mostra a figura; é perpendicular ao plano do sistema.
b) Em quais modalidades de energia o trabalho realizado pelo
operador se converterá. B M
E
R L
B v
C F L g
N M

V
Questão 65 VL
No sistema abaixo, a barra condutora MN, de resistência
desprezível, se desloca com velocidade constante v = 20 m/s,
apoiada em trilhos condutores retos, paralelos e de resistência
desprezível, puxada por uma caixa de massa M = 2 kg. Nas 0
extremidades do trilho, prof. Renato Brito conectou um gerador de 0 t
força eletromotriz E e resistência interna R = 1. A intensidade do
campo gravitacional vale g = 10 N/kg, o campo magnético Sabendo que a velocidade da barra varia, em função do tempo, de
B = 0,5 T é perpendicular ao plano do sistema e a distância entre acordo com o gráfico acima, o prof. Renato Brito pergunta:
os trilhos vale L = 1 m. a) Qual a direção e o sentido da corrente que percorre a barra no
a) Para impedir que o movimento da barra seja acelerado pelo instante t = 0 s ?
peso da caixa suspensa, uma força magnética (Fmag) age b) Qual a aceleração da barra no instante t = 0 s ?
sobre a corrente elétrica i que se estabelece ao longo da barra
c) Quando a barra atingir a velocidade constante (velocidade limite)
metálica MN, se opondo ao movimento V da mesma. Dessa
forma, a barra executa um movimento retilíneo e uniforme VL, qual a direção e o sentido da corrente elétrica através da
escorregando para a direita ao longo do par de trilhos lisos. A barra ?
partir da intensidade do campo magnético B e da força d) Após a barra atingir o movimento uniforme, qual a fem induzida
magnética Fmag que agem na barra, qual o sentido e o ’ induzida na barra ? Qual a polaridade dessa fem induzida ?
valor da corrente elétrica i que atravessa a barra MN ? e) Qual a velocidade limite constante VL atingida pela barra ?
B M
Questão 67
E (FEI-SP) A barra condutora AC da figura, de comprimento
R L L = 50 cm, peso P.=.5.N e resistência elétrica desprezível, cai
v verticalmente com velocidade constante de v, fazendo contato com
g dois trilhos verticais e paralelos com resistências também
N M desprezíveis. Perpendicularmente ao plano dos trilhos existe um
campo de indução magnética uniforme, de intensidade B = 0,5T. O
b) Qual a fem induzida ’ induzida na barra (em volts) ?
prof. Renato Brito pede que você determine a corrente na
c) A polaridade dessa fem ’ induzida na barra MN não está resistência R e a velocidade da barra.
necessariamente relacionada ao sentido da corrente elétrica i
determinada no item a, tendo em vista que essa corrente i é
dada pelo efeito resultante das fem’s ’ e E no circuito elétrico
(superposição). Essa polaridade da fem ’ , na verdade, está
relacionada apenas à ação do campo magnético B sobre os
elétrons livres da barra metálica, empurrando os mesmos ao
longo da barra. Com base na regra da mão direita, esse campo
B, durante o movimento V da barra, tende a empurrar os
elétrons livres (cargas negativas) da barra em direção à sua

Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 13
Questão 68 Questão 71
(ITA 2003) Na figura, uma barra condutora MN (de comprimento L, Duas barras de cobre infinitamente longas e retilíneas,
resistência desprezível e peso Pb) puxada por um peso Pc , homogêneas, de secção transversal constante A, formam um
desloca-se com velocidade constante v, apoiada em dois trilhos ângulo reto no ponto de junção de suas extremidades. Uma terceira
condutores retos, paralelos e de resistência desprezível, que barra de cobre idêntica às anteriores, em contato com os trilhos,
formam um ângulo θ com o plano horizontal. Nas extremidades dos parte do vértice no instante t = 0 e se move para a direita com
trilhos está ligado um gerador de força eletromotriz E com velocidade constante V, conforme a figura de modo a formar um
resistência r. O prof. Renato Brito afirma que os atritos são triângulo isósceles. Dado: resistividade do cobre = 
desprezíveis e que o sistema está imerso em um campo de
indução magnética constante, vertical e uniforme B. Pode-se
afirmar que:

Sabendo que existe um campo magnético uniforme B, entrando


a) o módulo da força eletromotriz induzida é ε = B.Lvsenθ. nessa folha, o prof. Renato Brito pede que você determine:
b) a intensidade i da corrente no circuito é dada por PC.senθ /(B.L). a) A fem induzida  no triângulo num instante qualquer t > 0, em
c) nas condições dadas, o condutor descola dos trilhos quando: função de B, V e t (tem que derivar, não tem jeito).
i ≥ Pb / (B.L.tgθ). b) A corrente elétrica que circula no triângulo num instante
d) a força eletromotriz do gerador é dada por: qualquer t > 0, em função de B, V, A, t e .
E = r.Pc. senθ /(B.L) − B.L.vcosθ.
Questão 72
e) o sentido da corrente na barra é de M para N. (ITA 2001) A figura mostra uma espira condutora que se desloca com
velocidade constante v numa região com campo magnético uniforme
Questão 69 no espaço e constante no tempo. Este campo magnético forma um
Uma barra de comprimento L, massa m e resistência R desliza sem ângulo  com o plano da espira. A força eletromotriz máxima
atrito, descendo com velocidade constante, apoiada em dois trilhos produzida pela variação de fluxo magnético no tempo ocorre quando
condutores paralelos de resistência desprezível, conforme a figura
abaixo. O plano dos trilhos forma um ângulo  com a horizontal e
existe um campo magnético uniforme B vertical, orientado para cima.
O prof. Renato Brito pede que você determine:
a) A intensidade e o sentido (visto de cima) da corrente que
circulará no circuito, em função de m, g, , L e B.
b) A velocidade da barra em função de m, g, R, , B e L.
L
B

a)  = 0º b)  = 30º c)  = 45º d)  = 60º e) n.d.a.

 Questão 73
(FUVEST) O prof. Renato Brito colocou um ímã próximo a um
Questão 70 arranjo, composto por um fio longo enrolado em um carretel e ligado
Um capacitor de capacitância C, conectado a um par de hastes a uma pequena lâmpada, conforme a figura. O ímã é movimentado
metálicas, é abandonado em repouso sobre um par de trilhos para a direita e para a esquerda, de tal forma que a posição x de seu
condutores em forma de U, contido num plano de inclinação  com a ponto médio descreve o movimento indicado pelo gráfico, entre –x0
horizontal. A distância entre os trilhos vale L, o campo magnético e +x0. Durante o movimento do ímã, a lâmpada apresenta
uniforme vertical vale B e todas as resistências são desprezíveis. luminosidade variável, acendendo e apagando. Observa-se que a
O prof. Renato Brito pede que você determine: luminosidade da lâmpada:
a) a aceleração com que o conjunto hastes+capacitor (de massa
m) descerá a rampa. A gravidade local vale g.
b) a corrente elétrica no circuito.

L
B

Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 14
a) é máxima quando o ímã está mais próximo do carretel (x = +x0 ). x
b) é máxima quando o ímã está mais distante do carretel (x = –x0 ).
c) independe da velocidade do ímã e aumenta à medida que ele se
aproxima do carretel. y
d) independe da velocidade do ímã e aumenta à medida que ele se
afasta do carretel.
e) depende da velocidade do ímã e é máxima quando seu ponto
médio passa próximo a x = 0.
bateria
Questão 74
(ITA 2000) A figura mostra a distribuição de linhas de campo
magnético produzidas por duas bobinas idênticas percorridas por a) b)
correntes de mesma intensidade I e separadas por uma distância
ab. Uma espira circular, de raio muito pequeno comparativamente
ao raio da bobina, é deslocada com velocidade constante V ao
B
longo do eixo de simetria, Z, permanecendo o plano da espira B
perpendicular à direção Z. O prof. Renato Brito pede que você
determine qual dos gráficos a seguir representa a variação da
corrente na espira ao longo do eixo Z : c) d)

B B

e)

Questão 76
a) A esse fenômeno da maior concentração dos elétrons numa das
laterais da placa, durante a condução elétrica na presença de um
campo magnético, dá-se o nome de EFEITO HALL. Devido a esse
efeito, surgirá uma tensão elétrica UH entre as extremidades x e y,
denominada tensão Hall. O aparecimento dessa tensão Hall se
b) justifica pelo fato de que:
a) haverá, no interior da placa, um campo elétrico E transversal,
apontando de x para y, causando uma diferença de potencial tal
que VX > VY
b) haverá, no interior da placa, um campo elétrico E transversal,
c) apontando de x para y, causando uma diferença de potencial tal
que VY > VX
d) c) haverá, no interior da placa, um campo elétrico E transversal,
apontando de y para x, causando uma diferença de potencial tal
que VX > VY
d) haverá, no interior da placa, um campo elétrico E transversal,
apontando de y para x, causando uma diferença de potencial tal
e) que VY > VX

Questão 77
Uma plaqueta de prata, com 1 mm de espessura e 1,5 cm de largura,
conduz uma corrente de 2,5 A numa região em que há um campo
magnético uniforme de intensidade 1,25 T perpendicular ao plano da
Questão 75
plaqueta. Sabendo que a densidade média de portadores de carga
Uma bateria, ligada a uma placa metálica, estabelece nessa placa na prata é de 5,85 x 1028 elétrons/m3, o prof. Renato Brito pede que
uma corrente elétrica i. Se essa placa for colocada em uma região você determine a voltagem Hall, nestas circunstâncias:
onde existe um determinado campo magnético B, observa-se que a) 0,334 V. b) 0,565 V.
elétrons se concentram em um dos lados dela, como mostrado na
figura abaixo. Com base nessas informações, o prof Renato Brito c) 0,195 V. d) 0,832 V.
pede que você assinale a alternativa em que melhor estão e) 0,912 V.
representados a direção e o sentido do campo magnético existente
nessa região:

Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 15
Questão 78
Uma placa condutora com largura D = 2 cm está colocada
perpendicularmente a um campo magnético uniforme de intensidade
8000G. Sabendo que a velocidade de migração dos elétrons vale
4 x 10–5 m/s e que 1G (Gauss) = 104 T, o prof. Renato Brito pede
que você determine a tensão Hall medida entre as laterais da fita:
a) o mesmo de i1 e as espiras se atraem.
a) 0,64 V b) 0,32 V c) 0,56C d) 0,48 V e) 0,72V
b) contrário ao de i1 e as espiras se atraem.
c) contrário ao de i1 e a força entre as espiras é nula.
Questão 79
d) contrário ao de i1 e as espiras se repelem.
(ITA 2004) Em 1879, Edwin Hall mostrou que, numa lâmina e) o mesmo de i1 e as espiras se repelem.
metálica, os elétrons de condução podem ser desviados por um
campo magnético, tal que no Questão 82
regime estacionário, há um
(ITA 2008) Considere o transformador da figura, onde Vp é a
acúmulo de elétrons numa das
tensão no primário, Vs é a tensão no secundário, R um resistor,
faces da lâmina, ocasionando
N 1 e N 2 são o número de espiras no primário e secundário,
uma diferença de potencial VH
respectivamente, e S uma chave. Quando a chave é fechada,
entre os pontos P e Q,
qual deve ser a corrente Ip no primário?
mostrados na figura.Considere,
agora, uma lâmina de cobre de
espessura L e largura d, que
transporta uma corrente
elétrica de intensidade i,
imersa no campo magnético
uniforme B que penetra
Questão 83
perpendicularmente a face
ABCD, no mesmo sentido de (ITA 2006) Um fio delgado e rígido, de comprimento L, desliza, sem
C para E. Assinale a atrito, com velocidade v sobre um anel de raio R, numa região de
alternativa correta. campo magnético constante B Pode-se, então, afirmar que:
a) O módulo da velocidade dos elétrons é Ve =VH/(B.L).
b) O ponto Q está num potencial mais alto que o ponto P.
c) Elétrons se acumulam na face AGHD.
d) Ao se imprimir à lâmina uma velocidade V = VH/(B.d) no sentido
indicado pela corrente, o potencial em P torna-se igual ao
potencial em Q.
e) N.d.a.
a) O fio irá se mover indefinidamente, pois a lei da inércia assim o
Questão 80
garante.
(UFPI 2003) A figura mostra um circuito plano, composto de duas
b) O fio poderá parar, se B for perpendicular ao plano do anel,
malhas quadradas idênticas, totalmente imerso em um campo
caso fio e anel sejam isolantes.
magnético constante e dirigido perpendicularmente ao plano do
circuito. L1, L2 e L3 são lâmpadas idênticas. Suponha que durante o c) O fio poderá parar, se B for paralelo ao plano do anel, caso fio
intervalo de tempo t a intensidade do campo magnético aumente e anel sejam condutores.
da quantidade B. A respeito do que ocorre com as três lâmpadas d) O fio poderá parar, se B for perpendicular ao plano do anel,
nesse intervalo de tempo podemos afirmar corretamente que: caso fio e anel sejam condutores.
e) O fio poderá parar, se B for perpendicular ao plano do anel,
L1 L2 L caso fio seja feito de material isolante.

Questão 84 Análise Dimensional


Considere as seguintes grandezas elétricas:
a) as três lâmpadas acendem e o brilho de L 2 é metade do brilho E = campo elétrico
das demais.
b) L1 e L3 acendem igualmente enquanto L2 permanece apagada. B = campo magnético (Teslas)
c) as três lâmpadas acendem e L2 brilha o dobro das demais. R = resistência elétrica
d) L2 acende e as demais permanecem apagadas.
e) as três lâmpadas acendem com igual brilho. C = capacitância
O prof. Renato Brito pede que você determine, respectivamente, as
Questão 81 dimensões das grandezas X e Y, tais que X = R·c e Y·B = E, têm,
(UFPI 2003) As duas espiras de corrente, mostradas na figura, são respectivamente, dimensões de:
planas e paralelas entre si. Há uma corrente i1 na espira I, no
sentido mostrado na figura. Se essa corrente está aumentando com a) corrente elétrica, aceleração.
o tempo, podemos afirmar corretamente que o sentido da corrente b) tempo, carga elétrica.
induzida na espira II é: c) tempo, velocidade.
d) corrente elétrica, velocidade.

Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 16
2m2 g 37) a) zero, b) 24.103 N.m, c)  = 90º, max = 48.103 N.m
B.q. 2gL  2mg  L  38) A
B2 q2 39) 0,4T
40) A
16) a) v 
2E
, b)
2m.E
, c) R 
L m.E
 41) a) 6,03.104 T, b) 9,04.106 N.m
B q.B 2 2 q.B2 42) B
m.g m.g.sen
2.m 2 .m.E 43) a) b) imin 
d) , e) 2.N.B.L 2.N.B.L
q.B q.B 2 44) C
17) E 45) a) B.v.L.cos
18) B b) =0º  max = B.v.L
19) C c) =90º  min = 0
20) B 46) A
21) Demonstração 47) D
22) nula 48) B
23) B.i.(2R) 49) B

24) B.i.R. 2.(1  cos ) = B.i.R.2.sen    o.a 2 i
2 50)
2.r.R.t
25) A
 2i.a2 v
4 Lg 2 51)  , corrente no sentido horário
26) i  ,  em radianos , i  23,1A 4 x.(x  a)
 52) a) 0,05 V, b) de M para A
Use sen   tg  (rad)
53) a) 3,84  102 V b) 0
27) a) 25,2 m/s b) 7,6A c) 0,197 
28) Demonstração 54) D
55) D
29) Nulo ( sen= sen0o = 0)
56) E
 o .i  o .i
30) BP = BABP + BBCP + BCDP = 0 + +0 = B.I.L.t  .M.g
4R 4R 57) a) , b) direita, c) E
M.g I .L
31) a) fazendo =90º e =90º na fórmula dada, encontramos
 .i 58) A
B= o ; 59) 0,398 
2R
  (R  r)
b) fazendo =45º e =45º na fórmula dada e não 60)
esquecendo de multiplicar por 4, visto que o quadrado tem R r
B 3 B (2R  r)
2. 2. o .i. 61) i1  L2   , i2  L2  
4 lados, encontramos a resposta B = ; t (R  2r) t (R  2r).R
L
 .i B (R  r)
c) o i3  L2   (no ramo central)
4L t R(R  2r)
 .i L 62) [ (Bo + k.t).v.L + (do + v.t).k.L ] / R
d) o .
4D L2  D2 63) B
e) Fazendo =0º e =90º na formula dada, encontramos F
64) a) a  2 2
 cons tante
 .i BLC m
B= o ;
4 d b) Uma parte do trabalho realizado pelo operador será
32) 2/3 convertida na energia cinética da barra. A outra parte será
utilizada para aumentar a energia eletrostática do
 .n.i   
33) a) B  o .tg   capacitor.
2..R  n  65)
   a) i = 40A, de M para N;
b) Lim n.tg    Lim n.sen    n.   , assim b)10 V
n  n  n n n
c) Em direção a M. Pólo positivo em N, pólo negativo em M.
substituindo o resultado no resultado na reposta do item a, d)30 V
encontramos: e)Uma polaridade oposta para E seria incompatível com a
 .i     .i  .i situação física proposta.
B  o n.tg    o   o
2..R  n  2..R 2.R 66)
a) i = 5A, de N para M;
34) a) 12 T
b) 9 m/s²
b) 40 T
c) 10A, de M para N;
c) 2 T d) 60V, com o pólo positivo em N e pólo negativo em M;
d) 4 T e) 20 m/s
 .i.  1 1  67) i = 20 A, V = 100 m/s
35) B = o   
4.  b a  68) C
36)  = 2 rad
Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 24
m.g
69) a) i  .tg , anti-horária.
B.L
m.g.R sen
b) v  .
B2L2 (cos )2
m.g.sen
70) a) a 
2 2
B L C  cos2  m

A corrente elétrica no circuito vale:


B.C.L.m.g.sen.cos 
b) i 
B2L2C  cos2  m

71) a) 2.B.V2.t , b)
B.V.A

.  
2 1

72) E
73) E
74) C
75) C
76) D
77) A
78) A
79) D
80) B
81) D
Vs  N2
82) Ip 
R  N1
83) D
84) C

Respeite o Direito Autoral – Tenha vergonha, não tire meu nome das questões – elabore suas listas - Prof Renato Brito - Página - 25