Вы находитесь на странице: 1из 7

AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ÍNDICE
Estrutura Organizacional – Conceitos Iniciais�����������������������������������������������������������������������������������������������2
Definição de Organização������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Abrangência da Organização�������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Estrutura Organizacional�������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������3
Conceito de Estrutura Organizacional����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������3
Estrutura Formal e Informal��������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������3
Estrutura Formal����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������3
Estrutura Informal�������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������3
Componentes (Elementos) da Estrutura Organizacional��������������������������������������������������������������������������������������������4
Leitura Obrigatória������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������4
Especialização���������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������4
Hierarquia����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������4
Autoridade���������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������5
Centralização/Descentralização/Delegação������������������������������������������������������������������������������������������������������������������5
Delegação�����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������6
Cadeia de Comando/Escalar ou Linha de Comando����������������������������������������������������������������������������������������������������6
Amplitude Administrativa/Controle������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������6
Organograma����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������6
Formalização����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������6
Responsabilidade���������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������6

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
1
AlfaCon Concursos Públicos

Estrutura Organizacional – Conceitos Iniciais


Definição de Organização
A expressão “organização” é usada em vários sentidos e ocasiões, para identificar empresas, efi-
ciência, sistema administrativo, estrutura de autoridade, ciência etc. Nesta disciplina, o termo será
empregado no sentido de capacidade de criar organismos, estruturas e sistemas devidamente in-
tegrados e constituídos, de compatibilizar elementos componentes necessários, constituindo a
base para as atividades administrativas e operacionais.
A organização consiste em agrupar adequadamente atividades e pessoas de maneira lógica para
a realização do que foi planejado, determinando as atividades necessárias ao alcance dos objeti-
vos planejados, designar cargos e tarefas, alocação dos recursos necessários e coordenar esforços.
Para Maximiano (2000), organização corresponde a grupos de pessoas orientadas para realização
de objetivos ou finalidades, que podem ser classificadas em duas categorias principais: produtos e
serviços. Em outras palavras, organizar é desenhar/montar a estrutura da empresa/instituição de
modo a facilitar o alcance dos resultados.
Para Chiavenato (2003), as organizações existem desde a época dos faraós e imperadores chineses,
portanto estaria ligada à existência da civilização. Então, a organização não é uma instituição isolada
e voltada exclusivamente para si própria. Destarte, Organização é a coordenação de diferentes ativi-
dades de contribuintes individuais com a finalidade de efetuar transações planejadas com o ambiente
[...] a organização depende das suas diferenças individuais e do sistema de recompensas e contribui-
ções da organização. A organização atual, em um meio ambiente, e a sua existência e sobrevivência
dependem da maneira como ela se relaciona com este meio.

DICAS
Para Chiavenato, a palavra “organização” pode assumir dois significados:
Função administrativa Entidade social
Organização como função administrati- Organização como uma entidade social:
va é parte integrante do processo administra- é a organização social dirigida e estrutura-
tivo: nesse sentido, organização significa o ato da para o alcance de objetivos específicos. É
de organizar, estruturar e integrar os recursos uma entidade social porque é constituída por
e os órgãos incumbidos de sua administração pessoas. É dirigida para objetivos porque é es-
e estabelecer suas atribuições, bem como as truturada (desenhada) para alcançar resulta-
relações entre eles. Além da organização, o de- dos – como gerar lucros (empresas em geral)
nominado “processo administrativo” engloba ou promover o bem comum (organizações do
as funções de planejamento, direção e controle. governo).

Abrangência da Organização
→→ A organização pode ser estruturada em três níveis diferentes:
˃˃ Nível global: organização que abrange a empresa como uma totalidade. É o chamado “desenho
organizacional”, que pode assumir três tipos: linear, funcional e linha-staff. Esses três tipos de
organização serão estudados no próximo capítulo.
˃˃ Nível departamental: abrange cada departamento da empresa. É o chamado desenho departa-
mental ou simplesmente departamentalização. Os diversos tipos de departamentalização serão
estudados no capítulo subsequente.
˃˃ Nível das tarefas e operações: focaliza cada tarefa, atividade ou operação especificamente. É o
chamado desenho dos cargos ou tarefas. É feito por meio da descrição e análise dos cargos.
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
2
AlfaCon Concursos Públicos

Estrutura Organizacional
Conceito de Estrutura Organizacional
Segundo Cury (1994), a estrutura é o arranjo dos elementos constituídos de uma organização, ou
seja, é a forma mediante a qual estão integrados e se apresentam os elementos componentes de uma
empresa.
A estrutura organizacional é o espelho da organização, uma vez que ela reflete tudo o que a
empresa determina. Segundo Oliveira (2004, p.82) a estrutura organizacional é um instrumento
essencial para o desenvolvimento e para a implementação do plano organizacional nas empresas,
ela está delineada de acordo com os objetivos e estratégias estabelecidos, ou seja, a estrutura é
uma ferramenta básica para alcançar as situações almejadas.
A estrutura organizacional é importante porque nela estão componentes como delegação de poder,
processo decisório, comunicação (horizontal e vertical), especialização, participação, centralização e for-
malismo. Desse modo, é possível um controle que garanta um bom andamento organizacional, e que as
pessoas na organização sejam responsáveis pelo seu adequado e eficiente funcionamento.
VASCONCELOS (1989) entende estrutura como o resultado de um processo no qual a autori-
dade é distribuída, as atividades são especificadas (desde os níveis mais baixos até a alta administra-
ção) e um sistema de comunicação é delineado, permitindo que as pessoas realizem as atividades e
exerçam a autoridade que lhes compete para o alcance dos objetivos da organização.
Estrutura organizacional: forma pela qual as atividades de uma organização são divididas, orga-
nizadas e coordenadas. (Stoner, 1992, p. 230).
Segundo Luporini e Pinto (1985), a estrutura organizacional é concebida com o agrupamento
das atividades necessárias para a realização dos objetivos e planos, a atribuição dessas atividades
especializadas, a delegação e coordenação de autoridade. A estrutura organizacional pode ser en-
contrada de duas formas: formal e informal.

Estrutura Formal e Informal


Estrutura Formal
Este modelo de estrutura apresenta-se como sendo aquela deliberadamente planejada e formal-
mente representada.
Para Luporini e Pinto (1992), organização formal é como a estrutura organizacional que, por sua
vez, é reconhecida como agrupamento das atividades necessárias para realizar objetivos e planos,
a atribuição dessas atividades a setores especializados, a coordenação da autoridade. A estrutura
formal é definida na empresa por ter formalidade e padrões quanto à forma de divulgação e pre-
paração de normas; pode ser encontrada em comunicados, instruções e, por fim, a apresentação
sob forma gráfica e ou descrita.
Estrutura Informal
Este tipo de estrutura não é planejado, surge naturalmente da interação social das pessoas ligadas
à organização. Para Soares (1990), a estrutura informal é a rede de relações sociais e pessoais que não
é estabelecida pela estrutura formal, surge das interações sociais das pessoas. Stone (1999), acrescen-
ta que a estrutura informal corresponde a relacionamentos não reconhecidos formalmente entre os
membros de uma organização. Esse relacionamento interpessoal dentro da organização é muitas
vezes representado no organograma da empresa por meio de linhas pontilhadas. Para Lacombe
(2003), na organização informal, as pessoas interagem com quem elas se identificam mais, e não com
quem a hierarquia manda; essa modalidade de estrutura envolve muito mais as emoções do que os
procedimentos ou as regras.
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
3
AlfaCon Concursos Públicos

Componentes (Elementos) da Estrutura Organizacional


Para Robbins (2002:401) existem seis elementos básicos a serem focados pelos administradores
quando projetam a estrutura de suas organizações. São eles:
˃˃ a especialização do trabalho;
˃˃ a departamentalização;
˃˃ a cadeia de comando;
˃˃ a amplitude de controle;
˃˃ a centralização e a descentralização; e
˃˃ a formalização.

Leitura Obrigatória
Especialização
Para Chiavenato, como consequência do princípio da divisão do trabalho, surgiu a especiali-
zação: cada órgão ou cargo passou a ter funções e tarefas específicas e especializadas. Os neoclás-
sicos adotaram essas colocações e passaram a se preocupar com a especialização dos órgãos que
compõem a estrutura organizacional.
Consequência da divisão do trabalho: cada unidade ou cargo passa a ter funções e tarefas especí-
ficas e especializadas.
A especialização pode se dar em dois sentidos: vertical e horizontal.
A horizontal representa a tendência de criar departamentos especializados no mesmo nível
hierárquico, cada qual com suas funções e tarefas. Exemplo: gerência de Marketing, gerência de
Produção, gerência de Recursos Humanos.
A vertical caracteriza-se pelos níveis hierárquicos (chefia), pois, na medida em que ocorre a es-
pecialização horizontal do trabalho, é necessário coordenar essas diferentes atividades e funções.
Exemplo: Presidência, Diretoria-Geral, Gerências, Coordenadorias, Seções.
Hierarquia
Hierarquia, segundo Fayol (apud MAXIMIANO, 2000), é a série de chefes que vai da autorida-
de superior aos agentes inferiores, e que, na maioria das organizações, os gerentes agrupam-se em
três níveis principais. Executivos que formam a alta administração e têm autoridade sobre todos os
demais gerentes. Gerentes intermediários são responsáveis pela coordenação dos grupos de trabalho,
cuidam da parte especializada da organização, como produção, finanças, atendimento ao cliente,
são os gerentes que transformam os objetivos da alta administração em objetivos específicos. Abaixo
dos gerentes estão os supervisores, que chefiam grupos formados por funcionários operacionais, são
os supervisores que transmitem as ordens e asseguram que elas sejam executadas.
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
4
AlfaCon Concursos Públicos

Outra consequência do princípio da divisão do trabalho é a diversificação funcional dentro


da organização. A pluralidade de funções imposta pela especialização exige o desdobramento da
função de comando, cuja missão é dirigir todas as atividades para que essas cumpram harmoniosa-
mente suas respectivas missões.
Isso significa que, além de uma estrutura de funções especializada, a organização precisa
também de uma estrutura hierárquica para dirigir as operações dos níveis que lhe estão subordi-
nados. Decorre daí o princípio da hierarquia: o princípio escalar. Em toda organização formal,
existe uma hierarquia que divide a organização em camadas ou níveis de autoridade. À medida
que se sobe na escala hierárquica, aumenta-se o volume de autoridade do administrador.
Autoridade
Autoridade é o direito legal que os chefes ou gerentes têm de influenciar o comportamento de
seus subordinados, bem como de utilizar ou comprometer os recursos organizacionais.
→→ A autoridade se distingue por três características:
1) A autoridade é alocada em posições da organização, e não em pessoas.
2) A autoridade é aceita pelos subordinados.
3) A autoridade desce por meio da hierarquia verticalizada.

Centralização/Descentralização/Delegação
˃˃ CENTRALIZAÇÃO significa que a autoridade para decidir está localizada no topo da orga-
nização, ou seja, a maioria das decisões relativas ao trabalho que está sendo executado não é
tomada por aqueles que o executam, mas em um ponto mais alto da organização.
Vantagens Desvantagens
Decisões mais consistentes com os objeti- Decisões e administradores distanciados
vos, maior uniformidade de procedimentos, dos fatos locais, dependência dos subordina-
aproveitamento da capacidade dos líderes, dos, diminuição da motivação, criatividade,
redução dos riscos de erros, maior controle do maior demora na implementação das decisões
desempenho da organização. e maior custo operacional.
Por outro lado, podemos dizer que DESCENTRALIZAÇÃO significa que a maioria das decisões
relativas ao trabalho que está sendo executado é tomada pelos que o executam, ou com sua partici-
pação. A autoridade para decidir está dispersa nos níveis organizacionais mais baixos. A tendência
moderna se dá no intuito de descentralizar para proporcionar melhor uso dos recursos humanos.
Para Oliveira (2000:190), descentralização é a menor concentração do poder decisório na alta ad-
ministração da empresa, sendo, portanto, mais distribuído pelos seus níveis hierárquicos. Ela pode
levar ainda a um aumento da produtividade pois:
˃˃ a amplitude e/ou profundidade dos cargos crescem;
˃˃ as pessoas são solicitadas a aceitar maior responsabilidade;
˃˃ as perícias em decisão aumentam com a prática e a liberdade para aprender por meio dos
enganos cometidos; e
˃˃ as empresas podem responder mais rapidamente às necessidades dos empregados e dos clientes.
Vantagens Desvantagens
Maior agilidade e flexibilidade nas Perda de uniformidade das decisões, com
decisões, mais adaptadas aos fatos locais; maiores desperdícios e duplicação de recursos;
maior motivação, autonomia e disponibilidade canais de comunicação mais dispersos; difi-
dos líderes; maior facilidade do controle do de- culdade de encontrar responsáveis e controlar
sempenho de unidades e gerentes. o desempenho da organização; não aproveita-
mento dos especialistas.
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
5
AlfaCon Concursos Públicos

Delegação
Já para Chiavenato (2014, p. 166), delegação é o processo de transferir autoridade e responsa-
bilidade para posições inferiores na hierarquia. Muitas organizações encorajam seus gerentes a
delegar autoridade aos níveis mais baixos para proporcionar o máximo de flexibilidade, a fim de
satisfazer as necessidades do cliente e se adaptar ao ambiente.
Em outras palavras, delegação é o processo de transmitir certas tarefas e obrigações de uma
pessoa para outra, em geral, de um superior para um colaborador. Aquele que recebe o poder
delegado tem autoridade suficiente para concluir o trabalho, mas aquele que delega fica com a total
responsabilidade pelo seu êxito ou fracasso.

Cadeia de Comando/Escalar ou Linha de Comando


A cadeia de comando de uma organização mostra, basicamente, quem “manda em quem”. Ou seja,
descreve as linhas de autoridade, desde a cúpula da empresa até o seu nível mais baixo. A cadeia de
comando mostra, portanto, a relação de subordinação dentro da estrutura e mostra como funciona a hie-
rarquia funcional. Essa “estrutura hierárquica” é o que chamamos de “cadeia de comando”.

Amplitude Administrativa/Controle
Amplitude administrativa: também chamada de amplitude de controle ou, ainda, de amplitude de
comando, representa o número de subordinados que um administrador possui sob sua supervisão.
Uma amplitude estreita (menor), com um maior número de níveis hierárquicos, produz uma estrutu-
ra organizacional alta e alongada (verticalizada). De forma contrária, uma amplitude larga (maior), com
poucos níveis hierárquicos, produz uma estrutura organizacional achatada (horizontalizada).
Atualmente, as organizações estão reduzindo seus níveis hierárquicos, no intuito de tornarem-se
mais simples e enxutas. A ideia é aproximar a base do topo, com o objetivo de melhorar a comunica-
ção, ganhar agilidade e, com isso, tornar-se mais competitiva.
Organograma
É um gráfico que mostra a estrutura da uma empresa/instituição, a divisão do trabalho em suas
unidades/departamentos, a hierarquia e os canais de comunicação.
˃˃ Divisão do trabalho: quadros (retângulos) representam cargos ou unidades de trabalho (de-
partamentos). Eles indicam o critério de divisão e de especialização das áreas, ou seja, como as
responsabilidades estão divididas dentro da organização.
˃˃ Autoridade e Hierarquia: a quantidade de níveis verticais em que os retângulos estão agrupados
mostra a cadeia de comando, ou seja, como a autoridade está distribuída, do diretor que tem mais
autoridade, no topo da estrutura, até o funcionário que tem menos autoridade, na base da estrutura.
˃˃ Canais de comunicação: as linhas que verticais e horizontais que ligam os retângulos mostram
as relações/comunicações entre as unidades de trabalho.

Formalização
Grau de controle da organização sobre o indivíduo, definido por normas e procedimentos, limi-
tando a atuação e o comportamento.

Responsabilidade
Dever de desempenhar a tarefa ou atividade, ou cumprir um dever para o qual se foi designado.
O grau de responsabilidade é, geralmente, proporcional ao grau de autoridade da pessoa.
Dessa forma, os cargos de alto escalão possuem maior autoridade e responsabilidade que os
cargos mais baixos.
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
6
AlfaCon Concursos Públicos

Exercícios
01. A estrutura organizacional:
I. Define como as tarefas são distribuídas, agrupadas e coordenadas.
II. É o conjunto de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões das unidades or-
ganizacionais.
III. Influencia significativamente a performance da organização.
IV. Ajusta-se continuamente às estratégias da organização.
Sobre as assertivas, pode-se afirmar:
a) Apenas a assertiva I está correta.
b) Apenas as assertivas I e IV estão corretas.
c) As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
d) Apenas as assertivas I e II estão corretas.
02. A estrutura de uma organização pode ser classificada, pelo nível de formalização, em
formal e informal. Analise as assertivas:
I. A estrutura informal é a rede de relações sociais e pessoais que não é estabelecida pela estru-
tura formal.
II. A estrutura informal é geralmente caracterizada pelo organograma e pelos manuais da or-
ganização.
III. A estrutura formal caracteriza-se pela divisão do trabalho racional e por uma hierarquia de
autoridade.
IV. A estrutura formal é composta de órgãos, cargos, relações funcionais e linhas lógicas de
autoridade.
Sobre as assertivas, pode-se afirmar:
a) As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
b) Apenas as assertivas I e II estão corretas.
c) Apenas as assertivas I e IV estão corretas.
d) Apenas as assertivas I, III e IV estão corretas.
03. A divisão do trabalho dentro das organizações — modo pelo qual um processo complexo é
dividido em tarefas —, quando é implantada de forma vertical, define a departamentalização.
Certo ( ) Errado ( )
04. No organograma das entidades públicas ou privadas, estão presentes tanto a estrutura organi-
zacional denominada formal quanto a estrutura caracterizada como informal.
Certo ( ) Errado ( )
Gabarito
01 - C
02 - D
03 - Errado
04 - Errado

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
7