You are on page 1of 15

Plantas com indicações ginecológicas

 Medicamentos vegetais são usados no


tratamento de irregularidades menstruais, tensão
pré-menstrual (TPM), dismenorreia e problemas
da menopausa em casos que drogas de ação
mais forte não são indicadas ou são recusadas
pelo paciente.
 TPM: sintomas (físicos e comportamentais)
complexos que geralmente aparecem dias antes
do início da menstruação, tais como os de
natureza congestiva : inchaço e dor nas mamas
(mastodinia), desconforto abdominal,
constipação, edema : tornozelo, olhos e mãos.
 A diminuição da função ovariana que
acontece por volta dos 50 anos de idade é
marcada por problemas físicos e psicológicos
referidos coletivamente como síndrome da
menopausa.
O sintoma mais freqüente e característico são
os fogachos, que ocorrem em cerca de 3/4 das
mulheres afetadas.
Cerca de 50% das mulheres também tem
problemas psicológicos, como nervosismo,
irritabilidade, insônia ou depressão
(Bates, 1981).
OBS: Plantas medicinais não podem substituir
hormônios sexuais indicados por médicos. Faltam
estudos para estabelecer eficácia terapêutica de
forma a satisfazer os padrões atuais.

Entretanto, no tratamento da síndrome da


menopausa e pré-menstrual, preparações de
Agnus castus e Cimcifuga oferecem alternativa às
terapias hormonais de alto risco.
Cimicifuga racemosa (Black cohosh) –
Ranunculaceae – rizoma e raiz dessecados

Contém glicosídeos triterpênicos (acteína,


cimicifugosídeo)
Vitex agnus-castus (pimenta dos monges,
árvore da castidade, alecrim do norte)

frutos maduros secos - Verbenaceae

0,5% de óleo volátil e glicosídeos iridóides


(agnosídeo e aucubina)

Ação farmacológica devido a derivados


bicíclicos diterpeno
Fitoestrógenios : isoflavonas

Como estas substâncias têm fraca afinidade ao


receptor, assume-se que elas não possam
exercer seus efeitos hormonais, uma vez que
estrógenos e progestinas endógenas sejam
predominantes.

Porém, conforme a produção desses hormônios


diminui (menopausa), os fitoestrógenios podem
ajudar a compensar as deficiências hormonais,
moderando os sintomas de sua diminuição.
Altas concentrações estrógenos endógenos –
fitoestrógenios competem pelos receptores
(antagonistas)

Baixas concentrações de estrógenos endógenos-


fitoestrógenios se ligam aos receptores (estimulam)
Glycine max – Soja – Fabaceae – sementes

Isoflavonas : genisteína (13 a 17%),


daidzeína

Ação:estrogénica e antioxidante
prevenção: perda óssea, doença cardíaca
dislipidemia

Indicações: sintomas da menopausa

Posologia: extrato de soja: 400 mg (40 mg em


isoflavonas), 2 vezes / dia
Trifolium pratense - Trevo vermelho -Red clover
(Leguminosae) – capítulo floral

Isoflavonóides: daidzeina, genisteína,


formononetina, biochanina
Flavonóides: kaempferol, isoramnetina, quercetina
e seus glicosídeos

Indicação: alívio sintomas da menopausa (ondas


de calor e suores noturno)

Posologia: 500 mg/dia (40 mg de isoflavonas por


dose)
Efeitos adversos: sensibilidade nas mamas
Contra-indicação: usar com cautela durante
terapia de reposição hormonal com
estrogênios sintéticos e contraceptivos;
neoplasias estrógenios-dependentes.