Вы находитесь на странице: 1из 3

As vantagens de abrir uma franquia

Você tem vontade de abrir uma franquia, mas não sabe como conseguir o dinheiro
necessário, nem quais as melhores opções? Conheça as linhas de crédito especiais, os
cuidados que deve tomar e confira 10 sugestões de franquias que são perfeitas para
mulheres.

Texto Daniela Folloni / Foto Fabio Heizenreder

Você quer inaugurar o seu negócio se possível amanhã? Falta só um pequeno detalhe: o
dinheiro para começar. Atualmente, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal são as
instituições financeiras que mantêm linhas de crédito especiais para quem deseja investir em
uma franquia. "As taxas são mais baixas e o tempo de pagamento é maior do que para outros
tipos de financiamento a pessoa jurídica", conta Ricardo Camargo, diretor da Associação
Brasileira de Franchising.

Entretanto, você tem de ficar atenta e bem informada para não se endividar. Dez entre dez
especialistas em finanças ou em franquias explicam que o ideal é ter pelo menos 60% do
capital para o investimento e financiar no máximo 40% do valor. "Fazemos essa conta para
minimizar os riscos", esclarece Celina. "Uma porcentagem maior a ser financiada pode
comprometer o sucesso do negócio, pois além das parcelas do empréstimo, o empreendedor
precisa colocar no papel todos os demais custos fixos mensais que ele terá como aluguel,
condomínio (em caso de loja num shopping), folha de pagamentos, impostos, luz, água,
telefone etc."

Antes de mexer no seu bolso, melhor consultar um especialista em finanças e alguns


franqueadores da rede. "A lei determina que o franqueador forneça a relação de seus
franqueadores, inclusive daqueles que saíram do negócio nos últimos dois anos", diz
Camargo. "É sempre bom ouvir as histórias dos investidores que, via de regra, tem retorno
de seus investimentos após 36 meses."

Negócio com sobra de caixa

Abrir uma doceria famosa, uma loja de acessórios ou um outro negócio que admira... e, de
quebra, ganhar dinheiro e status com ele. Já pensou? Apostar em franquias é o caminho para
fazer parte do rol das empreendedoras bem-sucedidas - ganhando 30% mais que os homens.

Confira os depoimentos:

"Há seis anos, larguei meu emprego na área de atendimento ao cliente, em uma agência de
publicidade, para abrir uma franquia da clínica de estética Onodera com minha irmã. Vendi
meu carro e peguei dinheiro emprestado do namorado (que hoje é meu marido). Em um ano,
consegui retorno do investimento e quitei a dívida. Mensalmente, a clínica fecha cerca de
100 pacotes. Ganho cinco vezes mais do que na agência. Mudei de apartamento, comprei
uma Pajero e casa na praia."
KAREN RODRIGUES, 31 ANOS, SP

"Sou farmacêutica e há quatro anos abri a minha unidade da Farmais, pois a taxa de franquia
era baixa. Faço um pouco de tudo, mas procuro me ater às atribuições da minha profissão,
que são cuidar do setor de manipulação de medicamentos e dar assistência farmacêutica.
Para a área administrativa, contratei um gerente. Ganho 80% mais que meus colegas que
trabalham em indústrias do setor."
RENATA CHIAVENATO MAZZA, 28 ANOS, SP

"Sempre sonhei em ter um empreendimento no setor de moda. Resolvi fazer cursos no


Sebrae e, em 2006, meu marido, que é empresário, investiu no meu sonho. Abri uma
franquia da loja de acessórios Morana. Deu tão certo que comprei mais uma. O lucro é
espetacular, tanto que pretendemos abrir a terceira unidade em 2009, quando será
inaugurado outro shopping em Belém.
WALESKA TAVARES ORNELA, 25 ANOS, PA

As muheres estão na frente

Se ficou impressionada com o sucesso de Karen, Renata e Waleska, saiba que casos assim
estão cada vez mais comuns. As mulheres já representam 35% dos franqueados brasileiros e
saem na frente da ala masculina nesse modelo de empreendimento: "Elas conseguem um
faturamento 30% maior que o dos homens no comando da mesma franquia", conta Marcus
Rizzo, dono da consultoria Rizzo Franchise, que pesquisou e identificou as principais razões
da eficiência feminina. "São menos arrogantes na hora de aprender sobre o negócio,
melhores formadoras de equipe pela facilidade de lidar com pessoas, além de mais
envolvidas com o dia-a-dia", avalia.

Outra notícia: o sistema de franquias obteve faturamento recorde de 46 bilhões de reais em


2007 - 15,6% a mais em relação a 2006 -, segundo levantamento da Associação Brasileira
de Franchising (ABF) . Além disso, de cada 1 real gasto no varejo, 0,24 vai para a caixa
registradora de uma franquia. Para completar, enquanto 75% dos novos negócios morrem
nos cinco primeiros anos, 8% das franquias vão à falência no mesmo período.

Esse tipo de negócio pode ser, sim, um verdadeiro mapa da mina, mas ele também envolve
riscos e dedicação. "Não há garantia de sucesso para nenhum empreendimento", pondera
Ana Vecchi, da Vecchi Ancona, consultoria especializada na área. "A vantagem da franquia
é ter por trás uma marca conhecida e receber um pacote de experiências testadas e aprovadas
pelo franqueador." Mas esse apoio não será suficiente se não trabalhar com garra para o seu
negócio vingar. "É preciso fazer bem a sua parte para que ambos alcancem o sucesso", avisa
Filomena Garcia, sócia e diretora de novos negócios do Grupo Cherto, especialista em
franchising. Outro alerta: deverá cumprir regras, respeitar aspectos estratégicos
preestabelecidos.

Um negócio para chamar de seu

O cardápio de opções é farto e apetitoso. No Brasil, existem 1 197 redes, num total de 65,5
mil unidades franqueadas. Como encontrar a ideal? Apesar de a maioria dos especialistas
garantir que não existem franquias "melhores para mulheres", NOVA deu um jeito de
garimpar dez que combinem com o estilo feminino de liderar e tenham um mercado
promissor.

Por isso, pedimos aos entrevistados desta reportagem que fizessem suas apostas. "Você deve
levar em conta sua afinidade em relação a uma marca, um produto ou um serviço", explica a
advogada Patricia Barreto Gavronski, sócia do Grupo Machado, especializado em franquias.
O consultor Marcus Rizzo concorda e vai além: "É essencial se apaixonar pelo negócio para
ganhar dinheiro com ele".

Agora, as questões que não querem calar:


- Quanto dá para lucrar?
- Esse valor é bem variável e se trata de uma porcentagem do faturamento médio mensal?
Ou seja, o que vai para o seu bolso depende de quanto gastará com salários dos funcionários,
taxas da franquia, propaganda...
- Quanto custa esse sonho? O dinheiro para começar o negócio é a soma das despesas com
instalação, da taxa de franquia e do capital de giro.

Veja o que significa cada um desses termos:

DESPESAS COM INSTALAÇÃO - Incluem equipamentos, decoração, fachada... e o que


mais necessitar para montar o local da sua franquia.

TAXA DE FRANQUIA - É o valor que você paga ao franqueador para ter direito a abrir
uma unidade do negócio dele.

CAPITAL DE GIRO - É uma reserva que você deve ter para pagar funcionários e arcar
com as despesas enquanto o lucro não vem. O ideal é manter esse dinheiro sempre guardado
para emergências.

10 SUGESTÕES DE FRANQUIAS

Agora que você entendeu melhor o preço de ser uma empreendedora nesse sistema, compare
cada franquia considerada sob medida para as mulheres:

FRANQUIAS SOB MEDIDA PARA MULHERES


LINHA E BAINHA PELLO MENOS

MOLDURA MINUTO CNA IDIOMAS

MORANA QUALITY LAVANDERIA

ONODERA AMOR AOS PEDAÇOS

COMPAINHA DO GRELHADO UNIDAS RENT A CAR