Вы находитесь на странице: 1из 4

EXCELENTISSIMO SENHOR DESENBARGADOR PRESIDENTE DO

EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ

Noel Silva Santos, brasileiro, casado, aposentado, inscrito no CPF sob nº


000.000.000-00 e no RG sob n° 00.0000-00 SSP/PR, residente e domiciliado na Rua
Tiradentes, nº 03, Centro, na cidade de Guaratuba – Paraná, por seus procuradores
infra-assinado, inscritos na OAB/PR sob os n°(s) 4789, 9876 e 4678, com endereço
profissional sito na Av. 29 de Abril, 2015, Centro, 83.255.000, na mesma cidade de
Guaratuba – PR onde irá receber intimações, para efeitos do art. 39, I do CPC, data
venia, inconformado com a r. decisão de fl.143, da lavra do eminente Dr. Juíz de
Direito da Vara da Família da Comarca de Guaratuba - PR, proferida nos autos da
AÇÃO DE SEPARAÇÃO LITIGIOSA c/c PEDIDO DE FIXAÇÃO DE ALIMENTOS
PROVISIONAIS,, de nº 000000xxyz, que lhe move Eugenia Ribeiro Santos, com
fundamento no art. 522 e seguintes do CPC, dela interpor, tempestivamente, o
presente

AGRAVO DE INSTRUMENTO COM EFEITO


DEVOLUTIVO
a fim de ver reformada a decisão, pelas anexas razões, requerendo a V. Exa. se
digne em recebê-lo e processá-lo, distribuindo o presente a uma das Colendas
Câmaras deste Egrégio Tribunal.
Outrossim, de acordo com o que dispõe o art. 525 do CPC, anexa os
documentos abaixo relacionados, para a devida formação do instrumento:
1- Cópia da decisão agravada;

2- Cópia da certidão da intimação da decisão agravada;

3- Cópia da procuração outorgada aos advogados da Agravante;

4- Cópia da procuração outorgada aos advogados do Agravado;

5- Cópia da petição inicial e dos documentos que acompanham-na;

6- Cópia da Petição com a Contestação aos autos inicial;

Indica para intimações na forma da Lei Processual Civil a Drª Carine


Rodrigues, inscrito na OAB/PR sob o nº 12345, com escritório na Rua Vieira dos
Santos, nº 153, Centro, Guaratuba- Pr.

Termos em que,

confia deferimento.

Guaratuba, 18 de Outubro de 2010

João Guilherme de Albuquerque Santos


OAB/PR 44345

Maíra Battistella
OAB/PR 9876

Valmor Trentin
OAB/PR 4678
RAZÕES DE AGRAVO DE INSTRUMENTO

Processo nº 000000xxyz
Ação de separação Litigiosa c/c pedido de fixação de Alimentos Provisionais
Comarca de Origem: Guaratuba – PR
Agravante: Noel Silva Santos
Agravada: Eugenia Ribeiro Santos

Egrégio Tribunal
Colenda Câmara

I – DOS FATOS E DAS INCERTEZAS DAS ALEGAÇÕES

O agravante, acima citado, e já qualificado, nos autos da inicial, em


anexo, não se conformando, data vênia, com a decisão proferida também nos autos
da já referida ação em epigrafe, nas FL. de nº (s) 137, 145, 166 quer com

fundamento no art. 522 do Código de Processo Civil, impor AGRAVO DE


INSTRUMENTO, pelas razões que passam a expor:

1- A Agravada se utiliza das disposições do Art 5º da Lei 6.515 de 26 de dezembro


de 1977, para colocar a culpa da já referida ação, ou seja, do divórcio judicial ao
Agravante. Podendo assim, a primeira, se livrar das várias sanções imposta pelo
Poder Legislativo nesta Lei;

2 - Diante desta falsa estória narrado ao juiz ad quo, a Agravada consegui com sede
liminar, deferimento a todos as cautelares pedidas na inicial.

3- Porém, a Agravada tenta neste pleito, se passar por vítima em todo o processo,
alegando que os motivos da separação foram oriundos da culpa exclusiva do
Agravante, pois a mesma alega que sofria de maus tratos juntamente com sua filha ,
como se não bastasse, o mesmo era portador de deficiente mental. Tanto que utiliza
para provar isso 01 (um) um atestado médico.

4- Sobre a alegação de grave enfermidade legal, levamos ao conhecimento do M.M


Julgador que, o documento em que se baseia a Autora é oriundo de pura falsidade
que pode se atestado junto ao Auto de Contestação, também obstante, em anexo.

Provando - se, portanto, as inverdades a cerca do tema que contaminou todo o


certame do processo, o Agravante pede, baseado no Princípio do Contraditório, a
possibilidade jurídica de se reaver as decisões interlocutórias do juízo ad quo.

II – CONTESTAÇÃO ÀS CAUTELARES

5. (Separação de corpos)

6. (alimentos provisórios)

7. (Guarda da filha)