Вы находитесь на странице: 1из 2

c  

 
 
  

2  


As empresas com carga instalada superior a 75 kW devem constituir e manter atualizado o
Prontuário de Instalações Elétricas.

O prontuário, tornado obrigatório pelo Ministério do Trabalho (NR 10), deve ser disponibilizado
aos trabalhadores que atuam em serviços e instalações elétricas, às autoridades competentes,
aos empregados e às empresas terceirizadas contratadas para prestação de serviços em
eletricidade no estabelecimento da empresa.

A responsabilidade pelo cumprimento da norma é solidária entre contratantes e contratados
envolvidos.

Ô  
       Ô  

Para facilitar o entendimento de como organizar e o quê constar no prontuário, descrevemos os
passos necessários para este procedimento:

1º. Passo - Elaboração de um diagnóstico da NR-10

Nesta fase inicial é analisada a situação da empresa em relação ao cumprimento específico
dos requisitos não técnicos da NR 10, assim como itens relativos à documentação.

2º Passo - Elaboração do Laudo Técnico das Instalações Elétricas, se não existente

Este laudo, que contempla a parte técnica das instalações elétricas, abrange a verificação da
conformidade das instalações com as normas técnicas brasileiras e com a parte técnica citada
na NR 10.

As normas técnicas brasileiras de referência são a NBR-5410 (baixa tensão), a NBR-14039
(média Tensão) e a NBR 5418 (áreas classificadas).

O laudo é elaborado com base nos resultados obtidos com a análise do dimensionamento e
adequação da rede, ensaios e medições, inspeções de quadros e circuitos elétricos, análise
dos projetos, etc.

3º Passo - Relatório Técnico

Elaboração do Relatório Técnico das inspeções realizadas, contendo as informações obtidas
no diagnóstico efetuado na primeira etapa e no Laudo Técnico das Instalações Elétricas.

Alem das informações acima o Relatório Técnico conterá também as recomendações e o
cronograma estabelecido, dentro do prazo dado pela NR 10, para a regularização de quaisquer
dos itens que devam integrar o Prontuário das Instalações Elétricas e que se encontrem
pendentes de adequação.

4º Passo - Elaboração do Laudo do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas, se
não existente.

Neste laudo é apresentado o resultado das inspeções técnicas e medições realizadas no
sistema contra descargas atmosféricas, seu aterramento elétrico e sua conformidade com a
NBR-5419 e NR 10.

5º Passo - Formação do Prontuário

Montagem do prontuário das Instalações Elétricas contendo os seguintes documentos:

1. O Relatório Técnico elaborado na terceira etapa, com as respectivas recomendações e
cronograma de ações de adequação, inclusive sobre a eventual ausência de um ou mais dos
documentos abaixo citados;

2. Os esquemas unifilares das instalações elétricas com as especificações do sistema de
aterramento e demais equipamentos e dispositivos de proteção;

3. A documentação das inspeções e medições do sistema de proteção contra descargas
atmosféricas e aterramentos elétricos;

4. As certificações dos equipamentos e materiais elétricos em áreas classificadas;

5. As normas de procedimento e instruções técnicas e administrativas de segurança e saúde,
implantadas e relacionadas à NR 10;

6. Especificação dos equipamentos de proteção coletiva e individual e o ferramental, conforme
NR 10;

7. Os resultados dos testes de isolação elétrica realizados em equipamentos de proteção
individual e coletiva;

8. Documentação comprobatória da qualificação, habilitação, capacitação e autorização dos
trabalhadores em serviços com eletricidade e dos treinamentos realizados;

As empresas que operam em instalações ou equipamentos integrantes do Sistema Elétrico de
Potência devem incluir ainda no prontuário a descrição dos procedimentos para emergências e
as certificações dos equipamentos de proteção coletiva e individual.

As empresas que realizam trabalhos em proximidade do Sistema Elétrico de Potência devem
constituir o prontuário com todos os documentos acima, inclusive os procedimentos de
emergência e certificações de equipamentos, exceto a documentação relativa ao sistema de
proteção contra descargas elétricas e aterramentos elétricos.

      

Todos os trabalhadores autorizados pela empresa a intervir em instalações elétricas devem
receber como treinamento um Curso Básico de Segurança em Instalações e Serviços com
Eletricidade, com programação definida na própria NR 10 e com carga mínima de 40h.

Os trabalhadores treinados no Curso Básico devem recebem um treinamento de reciclagem a
cada dois anos.

Em relação ao cronograma para adequação de não conformidades à norma, previsto para
constar no Relatório Técnico de instrução ao Prontuário das Instalações Elétricas, cabe
informar que todos os prazos pré-estabelecidos pela NR 10 já estão vencidos.

?

Похожие интересы