Вы находитесь на странице: 1из 6

Tecnologia TTL

Rodrigo Wobeto de Araujo 993045-0

Samuel Cristiano de Ávila, 993831-1

Resumo: este artigo comenta um pouco sobre o tecnologia CMOS (“ Complementary MOS”).
funcionamento de um dispositivo TLL, as classes de Hoje em dia, a grande maioria dos circuitos com
dispositivos com sua velocidade de chaveamento e níveis de integração em larga escala, tais como
potência dissipada. Também é mensionado os memórias e microprocessadores, utilizam a
parametros de sua configuração.
tecnologia CMOS. No entanto, devido à grande
popularidade dos CI’s TTL, a maioria das famílias
Palavra-chave: Tecnologia TTL, Lógica
transistor-transistor, Portas lógicas. CMOS são projetadas de modo a serem parcial ou
mesmo totalmente compatíveis com a família
TTL.
1. HISTÓRIA

Existem varias maneiras de projetar 2. CIRCUITOS INTEGRADOS


dispositivos eletrónicos lógicos. No anos 30, os
laboratórios da Bell conceberam o primeiro
Componentes electrónicos, integrados
dispositivo lógico recorrendo a relês. O primeiro
num único dispositivo, que implementam funções
computador digital, “Eniac”, desenvolvido nos
lógicas elementares ou outras funções mais
anos 40, utilizava circuitos lógicos baseados em
complexas.
tubos de vácuo. A invenção do díodo
Exemplo: 74LS08
semicondutor e do transistor bipolar permitiu o
desenvolvimento de sistemas computacionais de
menor dimensão, maior rapidez e maior
capacidade de processamento. Nos anos 60, o
desenvolvimento tecnológico permitiu a
integração de díodos, transistores e outros
componentes eletrónicos num único dispositivo, o
circuito integrado (CI). Surge, assim, a primeira
família de CI’s, baseados no mesmo tipo de
circuitos internos e com características de entrada
e saída semelhantes, com capacidade de
implementar diferentes tipos de funções lógicas.
De entre os vários tipos de circuitos O circuito 74LS08 da série 74, sub-família TTL-
internos dos CI’s, consequentemente de famílias LS, disponibiliza um conjunto de 4 portas AND
lógicas, destaca-se a família TTL (“Transistor – de duas entradas.
Transistor Logic”), introduzida nos anos 60 e
utilizada em larga escala. No entanto, 10 anos 3. DISPOSITIVOS
antes da invenção do transistor bipolar, foi
patenteado o transistor MOSFET (“ metal-oxide 1. TTL Padrão
semicondutor field effect transistor (MOSFET)”
ou apenas transistor MOS. Na altura, era reduzida A figura a seguir mostra uma porta NAND
a sua aplicabilidade devido à dificuldade de TTL. O transistor de entrada com múltiplos
fabrico e a velocidades reduzidas de operação. emissores é típico das portas e outros dispositivos
Com os desenvolvimentos tecnológicos nesta área na série 7400. Cada emissor atua como um díodo;
assiste-se, atualmente, à substituição da tecnologia portanto Q1 e o resistor de 4kΩ atuam como uma
TTL pela tecnologia MOS e, particularmente, pela porta AND de duas entradas. O resto do circuito
inverte o sinal de forma que o circuito total atua de saída é rapidamente carregada ou descarregada
como uma porta NAND de duas entradas. Os por meio da baixa impedância de saída.
transistores de saída (Q3 e Q4 ) formam uma Uma porta TTL padrão tem uma dissipação
conexão poste totem (um npn em série com um de potência de cerca de 10mW e o tempo de
outro); este tipo de estágio de saída é típico na atraso de propagação é o tempo que a saída de
maioria dos dispositivos TTL. Com um estágio de uma porta leva par mudar após as entradas terem
saída poste de totem, ou o transistor superior ou o mudado. O tempo de atraso de propagação de uma
inferior está conduzindo. Quando Q3 está porta TTL padrão é aproximadamente 10ns.
conduzindo, a saída é alta; quando Q4 está Esta série é numerada de acordo com a
conduzindo, a saída é baixa. seguinte tabela:
Número do Descrição
dispositivo
7400 Quatro portas NAND de duas
entradas
7402 Quatro portas NOR de duas entradas
7404 Seis inversores
7408 Quatros portas AND de duas
entradas
7410 Três portas NAND de duas entradas
7411 Três portas AND de três entradas
7420 Duas portas NAND de quatro
entradas
7421 Duas portas AND de quatro entradas
7425 Duas portas NOR de quatro entradas
7427 Três portas NOR de três entradas
7430 Porta NAND de oito entradas
7486 Quatro portas OR-exclusivo de duas
entradas
As tensões de entrada A e B são ou baixa
(idealmente aterradas) ou altas (idealmente +5V). Qualquer dispositivo da série 7400
se A ou B é baixa, a base Q1 é abaixada para funciona em uma faixa de temperatura de 0 a
aproximadamente 0,7V. isto reduz a tensão de 70°C e em uma faixa de alimentação de 4,75 a
base de Q2 para quase zero. Em conseqüência, Q2 5,5V. Isto é adequado para aplicações comerciais.
entra em corte. Com Q2 aberto, Q4 entra em corte, A série 5400, desenvolvida para
e a base e Q3 é elevada. Como Q3 atua como um aplicações militares, tem as mesmas funções
seguidor de emissor, a saída Y é elevada para uma lógicas que a série 7400, com exceção que ela
tensão alta. trabalha em uma faixa de temperatura de –55 a
Por outro lado, quando A e B são ambas 125°C e em uma faixa de alimentação de 4,5 a
tensões altas, os díodos de emissor de Q1 param 5,5V. Embora os dispositivo da série 5400 possam
de conduzir e o díodo coletor passa a conduzir substituir os dispositivos da série 7400, eles
diretamente. Isto força a base de Q2 a ficar alta. raramente são usados comercialmente em virtude
Por sua vez, Q4 entra em saturação, produzindo de seu custo mais elevado.
uma saída baixa.
São usados transistores em poste de totem 2. TTL de Baixa Potência
porque eles produzem uma impedância de saída
baixa. Ou Q3 funciona como um seguidor de Aumentando as resistência internas, um
emissor (saída alta) ou Q4 é saturado (saída baixa fabricante pode reduzir a dissipação de potência
). Quando Q3 está conduzindo, a impedância de das portas TTL. Dispositivos desse tipo são
saída é aproximadamente 70Ω; quando Q4 está chamados TTL de baixa potência e numerados
saturado, a impedância de saída é somente 12Ω 74L00, 74L01, etc. Esses dispositivos são mais
(isto pode ser calculado a partir de informação na lentos que os TTL padrão em virtude das
folha de dados). De qualquer forma, a impedância constantes de tempo internas maiores. Uma porta
de saída é muito baixa. Isto significa que a tensão TTL de baixa potência tem uma dissipação de
de saída pode mudar rapidamente de um estado potência de 1mW e um tempo de atraso de
para outro porque qualquer capacitância parasita propagação de cerca de 35ns.
4. PARÂMETROS TTL
3. TTL de Alta Velocidade
1. Entradas flutuantes
Diminuindo as resistências, um
fabricante pode abaixar as constantes de tempo Quando uma entrada TTL é alta (idealmente
internas, o que diminui o tempo de atraso de +5V), a corrente de emissor é aproximadamente
propagação. As resistências menores, entretanto, zero. Quando uma entrada TTL é flutuante (não
aumentam a dissipação de potência. Essa variação conectada), não é possível nenhuma corrente de
de projeto é conhecida como TTL de alta emissor por causa do circuito aberto. Portanto,
velocidade. Dispositivos desse tipo são numerados uma entrada TTL flutuante é equivalente a uma
74H00, 74H01, etc. Uma porta TTL de alta entrada alta. Por causa disso, às vezes você vê
velocidade tem uma dissipação de potência de entradas não-usadas deixadas desconcertadas;
cerca de 22mW e um tempo de atraso de uma entrada aberta permite que o restante da porta
propagação de aproximadamente 6ns. funcione corretamente.
Existe uma desvantagem de entradas
4. TTL Schottky flutuantes. Quando você deixa uma entrada aberta,
ela atua como uma pequena antena; portanto capta
Com TTL padrão, TTL de alta tensões parasitas de ruído eletromagnético. Em
velocidade e TTL de baixa potência, os alguns ambientes, a captação de ruído é grande o
transistores entram em saturação forte, fazendo suficiente para causar o funcionamento irregular
com que um excesso de portadores seja dos circuitos lógicos. Por essa razão a maioria dos
armazenado na base. Ao fazer o chaveamento de projetistas prefere conectar as entradas TTL não-
um transistor da saturação para o corte, você tem usadas à tensão de alimentação.
de esperar que os portadores adicionais fluam para
fora da base. O atraso é conhecido como tempo de
atraso de saturação. 5. Tensões de Entrada
Uma maneira de reduzir o tempo de
saturação é usar o TTL Schottky. A idéia é Quando a entrada é 0V (aterrada), ela esta no
fabricar um díodo Schottky em companhia de estado baixo e é designada por VIL. Com
cada transistor bipolar de um circuito TTL. Como dispositivos TTL podemos aumentar VIL até 0,8V
o díodo Schottky tem uma tensão direta de e ainda ter uma entrada em nível baixo. Em outras
somente 0,25 a 0,4V, ele evita que o transistor palavras, a tensão de entrada em estado baixo,
sature completamente. Isto virtualmente elimina o VIL, pode Ter qualquer valor entre 0 e 0,8V.
tempo de atraso de saturação, o que significa uma Entretanto, se a entrada é 5V, é uma entrada
velocidade de chaveamento melhor. Esses alta e pode ser designada por VIH. Essa tensão
dispositivos são numerados 74S00, 74S01, 74S02 pode diminuir até 2V sem ocorrer alteração no
e assim por diante. estado de saída. Em outras palavras, a entrada em
Os dispositivos TTL Schottky são muito estado alto, VIH, é de 2 a 5V.
rápidos, capazes de operar com confiabilidade em
100MHz. O 74S00 tem uma dissipação de
potência de cerca de 20mW por porta e um tempo
de atraso de propagação de aproximadamente 3ns.

5. TTL Schottky de Baixa Potência

Aumentando as resistências internas bem


como usando díodos Schottky, os fabricantes
chegaram a uma conciliação entre baixa potência
e alta velocidade: Schottky de baixa potência. Qualquer entrada entre 0,8 e 2V é
Dispositivos desse tipo são numerados indeterminada, porque não há nenhuma garantia
74LS00, 74LS01, etc. Uma porta Schottky de de que ela produzirá a tensão correta na saída.
baixa potência tem uma dissipação de potência de
cerca de 2mW e um tempo de atraso de 3. Tensões de Saída
propagação de aproximadamente 10ns.
Idealmente, o estado de saída baixo é 0V
e o estado de saída alto é 5V. Não podemos
conseguir esses valores ideais por causa das Da mesma forma os piores valores altos
quedas de tensão internas dos dispositivos TTL. são:
Com os dispositivos TTL, qualquer VOH.mín=2,7V saída do acionador
tensão de saída de 0 a 0,5V é considerada uma VIH.mím=2V entrada da carga
saída baixa e designada por VOL . Isto significa que Em qualquer caso, a diferença é 0,4V.
a saída em estado baixo, VOL , de um dispositivo Essa diferença é chamada imunidade ao ruído. Ela
TTL, pode Ter qualquer valor entre 0 e 0,4V. representa proteção incluída contra ruído.
Em virtude das quedas de tensões nos Nós precisamos de proteção contra ruído
dispositivos TTL, a tensão de saída em estado alto porque o fio de conexão entre o acionador TTL e
tem valores entre 2,7 e 5,0V e é designada por a carga é equivalente a uma pequena antena que
VOH . capta sinais de ruídos parasitas. Na maioria dos
Qualquer valor entre 0,5 e 2,7V é considerado ambientes a tensão de ruído induzido é menor que
indeterminado. 0,4V, e não obtemos nenhum disparo falso da
carga TTL.
No pior caso, a entrada baixa para a carga
TTL é:
VIL=VOL +Vruído =0,5V+Vruído <0,8V
No pior caso da entrada de estágio alto é:
VIL=VOH -Vruído =2,7-Vruído >2V

7. Carga-Padrão

Um dispositivo TTL pode fornecer


corrente (saída alta) ou drenar corrente (saída
baixa). As folhas de dados dos dispositivos TTL
padrão indicam que qualquer dispositivo da série
4. Compatibilidade 7400 pode drenar até 16mA (IOL.máx=16mA), e
pode fornecer até 0,4mA (IOH.máx=-0,4mA). Como
Os dispositivos TTL são compatíveis porque discutido anteriormente, os piores caso de
as janelas de saída baixa e alta se encaixam dentro corrente de entrada TTL
das janelas de entrada baixa e alta. Portanto a são IIL.máx=-1,6mA e
saída de qualquer dispositivo TTL é apropriada IIH,máx=0,04mA. Como as
para acionar a entrada de um outro dispositivo corrente de saída
TTL. máximas são dez vezes
maiores que as correntes
5. Alimentação e Drenagem de entrada, podemos
conectar até dez
Quando uma saída TTL padrão é baixa, emissores TTL a qualquer
existe uma corrente de emissor de saída TTL.
aproximadamente -1,6mA(pior caso). O sinal No estado baixo,
negativo indica que a corrente convencional é a tensão é garantidamente
para fora do dispositivo. 0,4V ou menor. Se você tentar conectar mais de
Entretanto, quando a saída TTL padrão é alta, dez emissores, a tensão de saída pode subir acima
existe uma corrente reversa de emissor de de 0,4V sob condições de pior caso. Se isso
+0,04mA(pior caso). O sinal positivo indica que a acontecer, a operação em estado baixo não será
corrente fluí para dentro do dispositivo. mais confiável. Portanto, dez cargas TTL são o
máximo que o fabricante permite para operação
6. Imunidade ao Ruído em estado baixo garantido.
No estado alto, uma tensão de saída alta
No pior caso existe uma diferença de
0,4V entre as tensões de saída do acionador e as
tensões de entrada necessária para a carga. Por
exemplo, os piores casos de valores baixos são:
VOL.max=0,5V saída do acionador
VIL.max=0,8V entrada da carga
(pior caso) com o acionador fornecendo 0,4mA 1. Portas NAND
para dez cargas TTL de 0,04mA cada. Para essa
corrente de alimentação, a tensão de saída é A porta NAND é a espinha dorsal da
garantida como sendo 2,7V ou maior sob série 7400. Todos os dispositivos nessa série são
condições de pior caso. Se tentar conectar mais de derivados da porta NAND de duas entradas. Para
dez carga TTL, você excederá IOH.máx, e a produzir portas NAND de mais entradas, o
operação em estado alto tornar-se-á não confiável. fabricante usa transistores com mais emissores.

2. Portas NOR

Para obter outras funções lógicas, o fabricante


modifica o projeto básico da porta NAND. Aqui
foram adicionados Q5 e Q6 ao projeto básico da
porta NAND. Como Q2 e Q6 estão em paralelo,
obtemos a função OR, a qual é seguida pela
inversão par obter a função NOR.
Quando A e B são ambas baixas, as bases Q1
e Q5 são levadas ao nível baixo; isto leva Q2 e Q6
8. Tempo de propagação ao corte. Em seguida, Q3 atua como um seguidor
de emissor, e obtemos uma saída alta.
As portas lógicas são dispositivos físicos, Se A ou B é alta, Q1 e Q5 estão em corte,
reais, e como tal não reagem a variações de forçando Q2 e ou Q6 a conduzir. Quando isto
entrada com velocidade infinita. É necessário um acontece, Q4 satura e leva a saída a uma tensão
certo tempo para que uma variação na entrada se baixa.
propague para a saída. É, afinal, este tempo finito Com mais transistores, um fabricante pode
que faz com que os computadores não operem a produzir portas NOR de três e quatro entradas
frequências infinitas. O tempo que uma (nota: uma porta NOR de oito entradas TTL não é
determinada porta demora a reagir não é definido disponível).
com completo rigor, até porque depende, entre
outros factores, das condições de temperatura. Os 3. Portas AND e OR
fabricantes dos CI’s definem, por isso, um limite
máximo para esse tempo. Para produzir a função AND, um outro
Especificações dos fabricantes: estágio emissor comum (EC) é inserido no projeto
• TpLH – tempo máximo de propagação básico da porta NAND. A inversão adicional
quando a saída transita do nível baixo(L) para converte a porta NAND em uma porta AND. As
o nível alto(H). portas AND TTL disponíveis são a 7408 (quatro
• TpHL – tempo máximo de propagação de duas entradas), 7411 (três de três entradas) e
quando a saída transita do nível alto(H) para o 7421 (duas de quatro entradas).
nível baixo(L). Da mesma forma, um outro estágio EC pode
• Tp – tempo de propagação igual ao valor ser inserido na porta NOR.; isto converte a porta
máximo de TpLH e TpHL. NOR em uma porta OR. A única porta OR TTL
disponível é a 7432 (quatro de duas entradas).

6. IDENTIFICAÇÃO DOS CI’ S

A identificação base do CI’s segue o


formato XX FAM NNN, onde:
• XX representa a série 54 ou 74;
• FAM representa a sub-família;
• NNN representa o número da função lógica
implementada no CI.
Exemplo: O circuito integrado 74LS08, pertence à
5. VISÃO PANORÂMICA DA TTL série 74, sub-família TTL-LS e implementa a
função lógica 08 ( 4 portas AND de 2 entradas).
Outras referências são normalmente A B F
adicionadas para definir, entre outras 0 0 1
características, o tipo de invólucro. 0 1 1
1 0 1
7. FUNÇÕES LÓGICAS ELEMENTARES 1 1 0

1. Função Igualdade: 10. Função NÃO OU


F(A)=A (ou Função NOR): F ( A) = A+ B
Tabela de Verdade:
Tabela de Verdade:
A F
A B F
0 0
0 0 1
1 1
0 1 0
1 0 0
6. Função Negação
(ou Complementação ou Inversão ou NOT): 1 1 0

F ( A) = A 11. Função OU EXCLUSIVO


Tabela de Verdade: (ou Função EXCLUSIVE OR):
A F F ( A, B) = A.B + A.B
0 1
Tabela de Verdade:
1 0
A B F
0 0 0
7. Função Intersecção
(ou Função Produto Lógico, ou Função E, ou 0 1 1
1 0 1
Função AND): F ( A) = A.B
1 1 0
Tabela de Verdade:
A B F
0 0 0 8.BIBLIOGRAFIA
0 1 0
1 0 0
1 1 1
• ELETRÔNICA DIGITAL, Princípios e
Aplicações Lógica Combinacional
8. Função Reunião
Malvina Leach, ed. McGRAW-HILL
(ou Função Soma Lógica, ou Função OU, ou
Vol. 1
Função OR): F ( A) = A + B
Tabela de Verdade: • http://www.dmi.ubi.pt/~mario/SL-Capitulo-
A B F 3.pdf
0 0 0
0 1 1
1 0 1 • http://www.estv.ipv.pt/PaginasPessoais/ffranc
1 1 1 isco/sd/07ci.pdf

9. Função NÃO E
(ou Função NAND): F ( A) = A.B
Tabela de Verdade: