Вы находитесь на странице: 1из 21
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. POLO IFPA-ANANINDEUA DISCIPLINA:

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. POLO IFPA-ANANINDEUA DISCIPLINA: MICROINFORMÁTICA PROFESSORA: RITA DE CÁSSIA FLORÊNCIO ROCHA

POLO IFPA-ANANINDEUA DISCIPLINA: MICROINFORMÁTICA PROFESSORA: RITA DE CÁSSIA FLORÊNCIO ROCHA CONCEITOS INTRODUTÓRIOS

CONCEITOS INTRODUTÓRIOS

1) O QUE É INFORMÁTICA?

É a ciência que estuda o tratamento automático e racional da informação. Utiliza como principal ferramenta o Computador Eletrônico

O desenvolvimento da informática surge da necessidade de auxiliar o homem em seus trabalhos rotineiros e repetitivos, em geral, ligados ao cálculo e ao gerenciamento.

INFORMATIONem geral, ligados ao cálculo e ao gerenciamento. AUTOMATIC INFORMÁTICA 2) O QUE É O COMPUTADOR

geral, ligados ao cálculo e ao gerenciamento. INFORMATION AUTOMATIC INFORMÁTICA 2) O QUE É O COMPUTADOR

AUTOMATICgeral, ligados ao cálculo e ao gerenciamento. INFORMATION INFORMÁTICA 2) O QUE É O COMPUTADOR ?

INFORMÁTICA
INFORMÁTICA

2) O QUE É O COMPUTADOR?

É uma máquina capaz de receber, armazenar, tratar e produzir informação de forma automática, com grande rapidez e precisão.

2.1) Vantagens da utilização do Computador:

- grande velocidade de processamento e disponibilização de informação;

- precisão no fornecimento de informações;

- próprio para a execução de tarefas repetitivas;

- propicia a redução dos custos em várias atividades.

3) CLASSIFICAÇÃO (OU MODALIDADES) DO COMPUTADOR

repetitivas; - propicia a redução dos custos em várias atividades. 3) CLASSIFICAÇÃO (OU MODALIDADES) DO COMPUTADOR

3.1) COMPUTADORES ANALÓGICOS

Representa variáveis por meio de analogias físicas. De forma geral: - manipulam sinais elétricos do tipo contínuo;

- programação acha-se implementada na fiação de circuitos;

- são utilizados, principalmente, para controle de processo e instrumentação;

- possuem característica apropriada para medição por tratar informações analógicas (contínuas).

Analisador Diferencial – computador analógico mecânico projetado para resolver equações diferenciais
Analisador
Diferencial
computador
analógico
mecânico
projetado
para
resolver
equações
diferenciais
Velocímetro
marcador
analógico
que
mede
a
velocidade
de
um
automóvel
ou avião.
Astrolábio –
instrumento
astronômico
utilizado para
medir a altura
dos astros acima
do horizonte.
Outros Exemplos: potenciômetros, amplificadores operacionais, integradores, geradores
de funções etc.

3.2) COMPUTADORES DIGITAIS

Processa informações representadas por combinações de dados discretos ou descontínuos. De forma geral: - manipulam sinais elétricos do tipo discreto;

- programação é elaborada através de uma linguagem de programação;

- são usados em aplicações científicas e comerciais;

- possuem as características de contar.

3

ENIAC – primeiro computador digital Computador Pessoal eletrônico, não tinha sistema operacional e seu
ENIAC
primeiro
computador
digital
Computador Pessoal
eletrônico, não tinha sistema operacional
e seu funcionamento era parecido com
uma calculadora simples de hoje.

3.3) COMPUTADORES HÍBRIDOS

Reúnem as características dos dois anteriores.

HDCP – Hybrid Dual Portable Computer – pode ser utilizado como celular VOIP , handheld,
HDCP – Hybrid Dual Portable Computer –
pode ser utilizado como celular VOIP ,
handheld, computador portátil.

4

Sinal analógico é um tipo de sinal contínuo que varia em função do tempo. Um velocímetro analógico de ponteiros, um termômetro analógico de mercúrio, uma balança analógica de molas, são exemplos de sinais lidos de forma direta sem passar por qualquer decodificação complexa, pois as variáveis são observadas diretamente. Para entender o termo analógico, é útil contrastá-lo com o termo digital.

Sinal Digital é um sinal com valores discretos (descontínuos) no tempo e em amplitude. Isso significa que um sinal digital só é definido para determinados instantes de tempo, e que o conjunto de valores que pode assumir é finito.

Sendo assim, entre zero e o valor máximo, o sinal analógico passa por todos os valores intermediários possíveis (infinitos), enquanto o sinal digital só pode assumir um número pré-determindado (finito) de valores.

O que se ganha convertendo um sinal analógico para digital? A grande vantagem do sinal digital sobre o analógico é que ele não está sujeito a distorções e degradação quando é processado ou reproduzido. Cada vez que é feita uma geração de um sinal analógico ocorre um aumento de ruído. No digital isso não acontece. A outra grande vantagem diz respeito à gravação do sinal. No digital ela é feita como uma memória, permitindo acesso randômico imediato a qualquer ponto.

4) TIPOS DE COMPUTADORES (CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO PORTE)

Supercomputadores •Processam rapidamente enormes quantidades de informações Mainframes •Manipulam quantidades
Supercomputadores
•Processam rapidamente enormes quantidades de informações
Mainframes
•Manipulam quantidades imensas de informações;
•Possuem terminais espalhados em áreas físicas diferentes.
Minicomputadores
. Estão entre os Mainframes e os Supercomputadores em relação ao processamento de
informações e armazenagem de dados.
. Manipulam mais dados do que os microcomputadores.
Estações de Trabalho
. Conhecido como "computador pessoal";
. Diferem dos demais computadores devido a aquiteura e o sistema operacional.
Computadores Pessoais
•Podem ser chamados de Microcomputadores ou micros
•São pequenos computadores encontrados nos escritórios, nas salas de aula e
nos lares.

5

5) ORGANIZAÇÃO DO COMPUTADOR

HARDWARE SOFTWARE PEOPLEWARE COMPUTADOR
HARDWARE
SOFTWARE
PEOPLEWARE
COMPUTADOR
HARDWARE Parte física do computador
HARDWARE
Parte física do
computador
SOFTWARE Programas que "dão vida" ao computador
SOFTWARE
Programas que
"dão vida" ao
computador

6) FUNCIONAMENTO DO COMPUTADOR

PEOPLEWARE Usuários
PEOPLEWARE
Usuários

O computador não é uma máquina com inteligência. É uma máquina com grande capacidade para processamento de informações.

PROCESSAMENTO DE DADOS • Meios para fornecer informações ao computador • Tratamento da Informação •
PROCESSAMENTO
DE DADOS
• Meios para fornecer
informações ao
computador
• Tratamento da
Informação
• Apresentação
das informações
resultantes do
processamento
ENTRADA DE
DADOS
SAÍDA DE DADOS

7) HARDWARE BÁSICO DE COMPUTADOR

7.1) UNIDADES DE ENTRADA E/OU SAÍDA

Os equipamentos utilizados para introduzir informações no computador e para lhes dar saída denominam-se equipamentos periféricos de entrada/saída ou unidades de entrada/saída. Alguns desses dispositivos para entrada e para saída e, por isso, são unidades conhecidas como dispositivos de entrada/saída ou, abreviadamente E/S.

7.1.1) Unidades de Entrada

São periféricos que, somente, enviam informações ao computador. A seguir, alguns destes são mostrados.

a) Teclado (Keyboard): é o dispositivo mais utilizado nos computadores. Possui um

conjunto de teclas alfabéticas, numéricas, de pontuação, de símbolos e de controles. Quando uma tecla é pressionada, o teclado envia um código eletrônico à CPU, que o interpreta, enviando um sinal para outro periférico que mostra na tela o caractere correspondente.

O teclado do computador é semelhante ao teclado de uma máquina de escrever, com

algumas teclas especiais.

de uma máquina de escrever, com algumas teclas especiais. b) Mouse : dispositivo de entrada equipado

b) Mouse: dispositivo de entrada equipado com dois ou três botões. É utilizado para posicionar uma seta nas opções da tela, executando-a em seguida com um clique de seu botão, facilitando a operação.

com um clique de seu botão, facilitando a operação. c) Scanner : dispositivo de entrada que

c) Scanner: dispositivo de entrada que captura fotos, imagens, textos ou desenhos, transferindo-os para arquivos gráficos, o que permite a sua visualização na tela do computador, onde podem ser trabalhados (editados) e depois impressos de volta para

o papel, ou armazenados em disco.

do computador, onde podem ser trabalhados (editados) e depois impressos de volta para o papel, ou

d) Caneta Ótica: É um instrumento cilíndrico bastante parecido com uma caneta comum, que tem um fio semelhante ao de um telefone em uma das extremidades. Quando se encosta a caneta óptica na tela, o computador é capaz de detectar exatamente a posição apontada (em alguns sistemas pressiona-se a caneta na tela, para ativar o interruptor existente em seu interior). A caneta óptica é usada mais comumente para escolher um dos itens mostrados na tela.

mais comumente para escolher um dos itens mostrados na tela. e) Leitor de Código de Barras

e) Leitor de Código de Barras: permite o conhecimento e a transferência do código de barras de forma instantânea à máquina final. O código de barras pode conter desde o nome do produto em questão, como também informações como o preço de custo do mesmo, a procedência, a localização deste na loja, seu fornecedor ou até mesmo seu nome em original em outra língua, caso seja importado.

seu nome em original em outra língua, caso seja importado. f) Joystick : utilizado para controle

f) Joystick : utilizado para controle de cursor, deslocamento de imagens na tela e comando de eventos. Esse tipo de controle manual foi desenvolvido baseado no manche com que o piloto manobra o avião. Geralmente é utilizado para jogos semelhantes aos fliperamas.

7.1.2) Unidades de Saída

jogos semelhantes aos fliperamas. 7.1.2) Unidades de Saída São periféricos que enviam a informação ao usuário

São periféricos que enviam a informação ao usuário após serem processadas. Abaixo, são mostrados alguns destes como exemplo.

a) Vídeo ou monitor de Vídeo : dispositivo de saída que apresenta imagens na tela, incluindo todos os circuitos necessários de suporte interno. Os monitores de vídeo devem ser cuidadosamente escolhidos pois, são um dos maiores causadores de cansaço no trabalho com o microcomputador.

Têm sua qualidade medida em Pixel ou pontos. Quanto maior for a densidade desses pontos (quanto menor a distância entre eles), mais precisa será a imagem.

O monitor pode ser mono ou policromático (monitor em cores). Os monitores

policromáticos possuem diversos graus de qualidades, os principais tipos são:

CGA (Color Graphics Adapter) Processa até quatro cores simultaneamente Possui baixa resolução gráfica
CGA (Color
Graphics Adapter)
Processa até
quatro cores
simultaneamente
Possui baixa
resolução gráfica
EGA (ENHANCED GRAPHICS ADAPTER) Processa até dezesseis cores simultaneamente Possui média resolução gráfica
EGA (ENHANCED
GRAPHICS
ADAPTER)
Processa até
dezesseis cores
simultaneamente
Possui média
resolução gráfica
Super VGA Mostra 256 cores simultaneamente Possui altíssima resolução
Super VGA
Mostra 256 cores
simultaneamente
Possui altíssima
resolução
Monitor EGA
Monitor EGA

Os monitores podem ainda ser classificados quanto a tecnologia em:

VRC - válvula de raios catódicos (CRT - Cathode-ray tube)
VRC - válvula de raios
catódicos (CRT - Cathode-ray
tube)
DEL - diodos emissores de luz (LED - Light emitting diodes)
DEL - diodos emissores de luz
(LED - Light emitting diodes)
VCL - vídeos de cristal líquido (LCD - Liquid-crystal display)
VCL - vídeos de cristal líquido
(LCD - Liquid-crystal display)
VPE - vídeos com painel estreito (TDP - flat panel display)
VPE - vídeos com painel
estreito (TDP - flat panel
display)

b) Impressoras: são dispositivos de saída que passam para o papel o resultado do trabalho desenvolvido no microcomputador como textos, relatórios, gráficos. Para diferentes tipos de impressão existem diferentes tipos de impressoras.

IMPRESSORA PLOTER . impressões com alta qualidade gráfica e grandes dimensões. . Tipos: - Plotters
IMPRESSORA PLOTER
. impressões com alta qualidade gráfica e grandes dimensões.
. Tipos: - Plotters de Corte: trabalham recortando desenhos em papéis especiais. Útil
para trabalhos de adesivação;
-
como cartazes e plantas industriais. Utiliza a tecnologia de impressão a jato de
tinta.
•Há IMPRESSORA plotters que MATRICIAL combinam as categorias de Corte e de Impressão.
Plotters de Impressão: imprimem em materiais de grande dimensão,
• Utiliza a tecnologia da matriz de pontos que funciona por meio de uma cabeça de
impressão contendo um grupo de agulhas que imprimem os caracteres.
•Vantagem da Matriz de pontos: rapidez e preço.
• Desvantagem da matriz de pontos: baixa qualidade de impressão e barulho
•Algumas dessas impressoras gravam os pontos duas ou trÊs vezes para tentar
resolver o problema da má qualidade de impressão.
IMPRESSORA JATO DE TINTA
. Preço mais elevado que das matriciais;
. Injetam gotas de tinta que forma o caracter a ser impresso. As gotas passam por um
eletrodo e recebem carga elétrica;
.
São rápidas. Imprimem muitos caracteres por segundo;
.
Boa qualidade de impressão . Adequada à cores.
IMPRESSORA À LASER
. Utiliza sistema semelhante ao utilizado nas máquinas de xerox, por sensibilização e uso
de toner prar impressão;
.
Possui alta velocidade e alta resolução, tanto na escrita quanto no modo gráfico;
.
Se forem coloridas usam toner e 3 ou 4 cores.
IMPRESSORA TÉRMICA
. são mais rápidas, mais econômicas e mais silenciosas do que outros tipos de
impressoras;
. são utilizadas em aparelhos de fax e em máquinas que imprimem cupons fiscais e
extratos bancários;
. Desvantagem: papel térmico utilizado desbota com o tempo.
IMPRESSORA DE CERA TÉRMICA
. usadas em apresentações empresariais e para prova de cor (criação de documentos e
imagens teste para uma inspeção de qualidade);
. A cabeça de impressão contêm elementos quentes que derretem cada cor de cera no
papel conforme ele rola pela impressora;
. são úteis em lojas comerciais onde são impressas notas de recibo comercial.
IMPRESSORA DYE SUBLIMATION
•usadas em empresas como agências de serviço - empressas onde qualidade
dos dcumentos e super importante;
•são semelhantes as impressoras de cera térmica, exceto pelo uso de filme dye
plástico difusivo ao invés de cera colorida;
•Possue alto custo de impressão.
IMPRESSORA DE TINTA SÓLIDA
•usadas nos setores de embalagem e design industrial. Famosas por imprimir
em uma grande variedade de papéis;
•usam espetos de tinta endurecidos, que são derretidos e espirrados através de
pequenos bocais na cabeça de impressão. O papel é enviado por um
rolamento fusor, que força a tinta sobre o papel;
•ideal para provas e protótipos de novos designs de embalagens de produtos.

7.1.3) Unidades de Entrada e Saída

São periféricos que enviam a informação ao computador e também enviam a informação já processada ao usuário.

a) Placa de Rede: também chamada adaptador de rede ou NIC. É um dispositivo de hardware responsável pela comunicação entre os computadores em uma rede. Sua função é controlar todo o envio e recebimento de dados através da rede.

todo o envio e recebimento de dados através da rede. b) Placa Fax/Modem: placa instalada dentro

b) Placa Fax/Modem: placa instalada dentro do computador com capacidade de realizar conexões pela internet e também de enviar e receber fax.

conexões pela internet e também de enviar e receber fax. c) Memória Auxiliar – secundária: têm

c) Memória Auxiliar secundária: têm por objetivo garantir um armazenamento mais permanente aos dados e programas do usuário, razão pelo qual deve possuir maior capacidade que a memória principal. Possuem maior capacidade e menor custo que as memórias principais Além disso, as memórias auxiliares são NÃO-VOLÁTEIS, isto é, não precisam estar energizadas para manter gravado seu conteúdo.

DISCO RÍGIDO, WINCHESTER, HD, HARD DISC OU DISCO FIXO •principal mídia utilizada; •dispositivo onde são
DISCO RÍGIDO, WINCHESTER, HD, HARD DISC OU DISCO FIXO
•principal mídia utilizada;
•dispositivo onde são armazenados todos os dados que serão usados posteriormente;
•capacidade: 80GB, 120 GB, 160 GB,
DISQUETE, DISCO FLEXÍVEL OU FLOPPY DISC
.
transferem a informação de um computador para outro;
.
são utilizados para fazer cópias de segurança que são guardados fora do computador. É dividido
em trihas e setores;
. capacidade: 1.44 MB
CD-ROM, CD-R, CD-RW
. armazenam grandes quantidades de informações;
.
capacidade: 700 MB
.
o "R" significa que a mída pode apenas gravar e o "RW" significa que a mídia pode gravar e regravar. O
"ROM" significa que a mídia é somente de leitura.
DVD-ROM, DVD-R, DVD-RW
•armazenam grandes quantidades de informações;
•Capacidade: 4.7 GB
•o "R" significa que a mída pode apenas gravar e o "RW" significa que a mídia pode gravar e
regravar. O "ROM" significa que a mídia é somente de leitura.
ZIP DISC
. fisicamente, são semelhantes aos Disquetes porém, possuem maior capacidade de
armazenamento;
.
utiliza um driver chamado ZIP DRIVER;
.
capacidade: 100 MB, 250 MB, 750 MB,
FITA DAT
.
mídia padrão de backup;
.
Capacidade: 20 GB, 40 GB, 60 GB,
FITA MAGNÉTICA (OU BANDA MAGNETICA)
. consiste em uma fita plástica coberta de material magnetizável;
. opode ser utilizada para registro de informações analógicas ou digitais, incluindo aúdio,
vídeo e dados do computador;
. Capacidade: cerca de 1TB,
PENDRIVE - Memporia USB Flash Drive
. são mais rápidos, compactos, com maior capacidade de armazenamento e mais
resistentes (não possuem peças móveis);
. Capacidade: 128 MB, 256 MB, 512 M, 1 Gb,
CARTÕES DE MEMÓRIA
. utilizado em videogames, câmeras digitais, telefones celulares, palms/PDAs, MP3 players, computadores
e outros aparelhos eletrônicos;
. são portáteis e suportam condições de uso e armazenamento mais rigorosos que outros dispositivos
baseados em peças móveis.
. Capacidade: 128 MB, 256 MB, 512 MB,
HD-DVD - Disco Digital Versáti de Alta Densidade ou Disco Digital de Vídeo de Alta Definição
. O HD DVD utiliza um laser azul-violeta de 400 nm para ler informação dos discos enquando os DVD usam um laser
vermelho de 650nm.(O Blu-Ray usam um laser Azul-violeta de 405 nm);
. A pequena duração de ondas reduz a refração e mantém o tamanho menor do laser. Isso permite que os arquivos sejam
lidos com alta densidade na superfície do disco, a habilidade de armazenar arquivos em alta densidade resulta num maior
espaço total de capacidade de armazenamento.
. Capacidade: 15 GB, 30 GB,
BLU-RAY
• é um formato de disco óptico da nova geração de 13 cm de diâmetro (igual ao CD e ao DVD) para vídeo de alta
definição e armazenamento de dados de alta densidade;
• faz uso de um laser de cor azul-violeta, cujo comprimento de onda é 405 nanometros, permitindo gravar mais
informação num disco do mesmo tamanho usado por tecnologias anteriores (o DVD usa um laser de cor
vermelha de 650 nanometros);
• Capacidade: 25 GB, 50 GB,

d)

Impressora Multifuncional: é um equipamento integrado por digitalizador (ou scanner), impressora, copiadora e fax (geralmente por software).

impressora, copiadora e fax (geralmente por software). E) Vídeos com tela sensível ao toque – Monitor

E) Vídeos com tela sensível ao toque Monitor Touch Screen: são monitores sensíveis ao toque dos dedos ou canetas. Trata-se de um recurso comum em celulares e que vêm se tornando popular em computadores e notebooks

e que vêm se tornando popular em computadores e notebooks J 7.2) Outros componentes do Computador

J

7.2) Outros componentes do Computador

a) Gabinete: parte metálica que serve para “guardar” todas as partes internas do computador. GABINETE NÃO É CPU!!!!!!! CPU É OUTRA PARTE DIFERENTE DO COMPUTADOR!!!!!

CPU!!!!!!! CPU É OUTRA PARTE DIFERENTE DO COMPUTADOR!!!!! b) Placa Mãe – Motherboard ou Mainboard: é

b) Placa Mãe Motherboard ou Mainboard: é o elemento mais importante do computador. É ela que contem o microprocessador, a memória RAM, os circuitos de apoio, as placas controladoras, os conectores do barramento PCI e os chipsets (responsáveis pela comunicação da placa mãe com os demais componentes).

A – Processador B – Memória RAM (DDR) C – Slots de Expansão – (C1

A Processador

B Memória RAM (DDR)

C Slots de Expansão (C1

PCI, C2- AGP, C3 CNR)

D Plug de Alimentação ATX

E Conectores IDE e Drive de

Disquete (E1 drive de disquete,

E2 HD e CD/DVD)

F Bios e bateria (F1 bateria; F2 chip Flash Rom )

G Conectores de teclado, mouse, impressora, USB e

outros.

H Furos de encaixe

I Chipset (I1 Ponte Sul; I2 Ponte Norte)

Observações Gerais:

- O socket para o processador (item A) é desenvolvido para um modelo de processador

específico.

-

O conector de encaixe de memória RAM varia conforme o tipo de memória.

-

Os slots de expansão PCI são usados para placas de rede, placas de som, modens, PCI

e

etc. O slot CNR é usado para modens. O slot AGP é usado exclusivamente para placas

de vídeo.

- O chipset Ponte Sul é responsável pelo controle dos dispositivos de entrada e saída. O chipset Ponte Norte controla a velocidade com que o processador se comunica com

a memória e com os componentes da placa mãe, controla a freqüência de operação da memória, do barramento AGP e etc.

Placa Mãe Onboard - possuem um ou mais dispositivos de expansão integrados reduz o custo
Placa Mãe
Onboard
- possuem um ou mais
dispositivos de expansão
integrados
reduz o custo do
computador; pode
comprometer o
desempenho do
computador; difícil
manutenção
Placa Mãe Offboard - não possuem dispositivos integrados a placa principal preço mais elavado; dispositivos
Placa Mãe
Offboard
- não possuem
dispositivos integrados a
placa principal
preço mais elavado;
dispositivos funcionam
independentes do
processador.

c) Placa de Vídeo: comandam as imagens que aparecem no monitor. Atualmente, praticamente todas as placas de vídeo possuem o padrão Super VGA, ou seja suportam resoluções superiores a 800x600 pontos.

d) Placa de Som: são utilizadas para o áudio dos computadores, que processam as entradas

d) Placa de Som: são utilizadas para o áudio dos computadores, que processam as entradas e saídas de áudio para as máquinas.

processam as entradas e saídas de áudio para as máquinas. e) Placa de Rede: responsável pela

e) Placa de Rede: responsável pela comunicação de dois ou mais computadores.

pela comunicação de dois ou mais computadores. f) Placa de Fax/Modem: permite a comunicação entre os
pela comunicação de dois ou mais computadores. f) Placa de Fax/Modem: permite a comunicação entre os

f) Placa de Fax/Modem: permite a comunicação entre os computadores, possibilitando o fluxo de informações. Permite ao usuário se comunicar com o mundo exterior através da internet. Faz com que o computador possa conversar com outro computador através da internet.

possa conversar com outro computador através da internet. g) Microprocessador: é o cérebro do computador. Cada

g) Microprocessador: é o cérebro do computador. Cada tipo de processador tem características que o diferenciam de outros modelos, por exemplo, a quantidade de pinos. A placa mãe deve ser desenvolvida para aceitar determinados processadores. A freqüência de operação do microcomputador determina a sua velocidade de processamento.

h) Memória: tipos de memórias: RAM: memória de acesso aleatório. São voláteis, ou seja, todos

h) Memória: tipos de memórias:

RAM: memória de acesso aleatório. São voláteis, ou seja, todos os dados serão perdidos com desligamento da fonte. É rápida, quanto maior a memória RAM, melhor e mais possibilidades de trabalhar com maiores informações. CACHE: ponte de acesso entre a memória RAM e o HD. É volátil. É extremamente rápida. ROM: memória secundária não-volátil. Contêm instruções de inicialização.

MEMÓRIA RAM
MEMÓRIA RAM
MEMÓRIA CACHE
MEMÓRIA CACHE
MEMÓRIA ROM
MEMÓRIA ROM

i) Bios: é um tipo de chip (Flash ROM) que contêm um software chamado BIOS (Basic Input Output System); responsável por controlar os dispositivos e manter informações de data e hora. É considerada um tipo de memória não-volátil.

e hora. É considerada um tipo de memória não-volátil. j) Bateria: têm a função de manter

j) Bateria: têm a função de manter as informações da Flash-ROM (EEPROM) armazenadas enquanto o computador está desligado, em placas mães antigas. Nas placas mães atuais possuem a função manter o relógio interno funcionando.

possuem a função manter o relógio interno funcionando. k) Drive: portas de entrada do computador; unidades

k) Drive: portas de entrada do computador; unidades de leitura e gravação de disco.

l) Cooller: mantém a ventilação e o resfriamento das máquinas. m) Estabilizador: são equipamentos eletrônicos

l) Cooller: mantém a ventilação e o resfriamento das máquinas.

mantém a ventilação e o resfriamento das máquinas. m) Estabilizador: são equipamentos eletrônicos

m) Estabilizador: são equipamentos eletrônicos responsáveis por corrigir a tensão da rede elétrica para fornecer aos equipamentos uma alimentação segura, confiável e protegida. Eles protegem os equipamentos contra sobretensão, subtensão e transientes. A grande maioria dos estabilizadores também possuem um filtro de linha interno.

também possuem um filtro de linha interno. n) Nobreak: sistema de alimentação que entra em ação,

n) Nobreak: sistema de alimentação que entra em ação, alimentando os dispositivos a ele ligado quando há interrupção no fornecimento de energia. Sua alimentação é provida por uma bateria que fica sendo carregada enquanto a rede elétrica está funcionando corretamente. A autonomia da bateria é, em geral, entre 10 e 15 minutos, dependendo da quantidade de equipamentos utilizados e do modelo do nobreak.

de equipamentos utilizados e do modelo do nobreak. o) Fonte de Alimentação: provê energia ao computador.

o) Fonte de Alimentação: provê energia ao computador. Existem vários padrões de fontes de alimentação que diferem-se no tamanho, tipo de conector e tensões que podem fornecer. Fontes AT: são instaladas em gabinetes e em placas-mãe AT. Esta fonte de alimentação fornece quatro tensões, +5 V, +12 V, -5 V e -12 V, e usa um conector de 12 pinos, geralmente dividido em dois conectores de seis pinos. O problema é que esses dois

conectores de seis pinos podem ser inseridos em qualquer um dos lados do conector de 12 pinos encontrado na placa-mãe. Fontes ATX: são instaladas em gabinetes e em placas-mãe ATX. Existem várias variações do padrão ATX. Existem três principais diferenças entre fontes de alimentação AT e ATX. Primeiro, uma nova linha de tensão está disponível nas fontes de alimentação ATX, de +3,3 V. Segundo, fontes de alimentação ATX utilizam um único conector de 20 pinos. E terceiro, a fonte de alimentação ATX tem um fio chamado power-on, permitindo que a fonte de alimentação seja desligada por software.

que a fonte de alimentação seja desligada por software. Conexão de uma fonte de alimentação AT

Conexão de uma fonte de alimentação AT em uma placa mãe AT

p) Barramentos

de alimentação AT em uma placa mãe AT p) Barramentos Conexão de uma fonte de alimentação

Conexão de uma fonte de alimentação ATX em uma placa mãe ATX

p.1) Barramentos Internos (Slots Internos)

IDE: utilizado para conectar unidades de armazenamento internas. Ex.: HD, Drive CD-ROM, gravadoras, etc.

Somente dois dispositivos podem ser conectados em um barramento IDE.

dois dispositivos podem ser conectados em um barramento IDE. SCSI: conecta dispositivos internos com uma maior

SCSI: conecta dispositivos internos com uma maior taxa de transferência. Geralmente é utilizado em servidores.

de transferência. Geralmente é utilizado em servidores. PCI: utilizado em computadores modernos, possui maior

PCI: utilizado em computadores modernos, possui maior velocidade e suporta Plug-and- Play.

é utilizado em servidores. PCI: utilizado em computadores modernos, possui maior velocidade e suporta Plug-and- Play.

AGP: criado para placa de vídeo e é mais veloz que o barramento PCI.

para placa de vídeo e é mais veloz que o barramento PCI. ISA: utilizado em equipamentos

ISA: utilizado em equipamentos antigos, relativamente lento. Não suporta a tecnologia Plug-and-Play.

p.2) Barramentos Externos

a tecnologia Plug-and-Play. p.2) Barramentos Externos SERIAL: utilizados por equipamentos que transferem pouca

SERIAL: utilizados por equipamentos que transferem pouca informação. Antigamente era utilizado em mouse.

pouca informação. Antigamente era utilizado em mouse. PARALELO: utilizado para conectar equipamentos que exigem
pouca informação. Antigamente era utilizado em mouse. PARALELO: utilizado para conectar equipamentos que exigem

PARALELO: utilizado para conectar equipamentos que exigem fluxo de tráfego de dados mais intenso. Ex.: impressoras, scanners.

tráfego de dados mais intenso. Ex.: impressoras, scanners. PS/2: utilizado, atualmente, para conectar o mouse e

PS/2: utilizado, atualmente, para conectar o mouse e o teclado.

utilizado, atualmente, para conectar o mouse e o teclado. USB: está substituindo as portas paralela e
utilizado, atualmente, para conectar o mouse e o teclado. USB: está substituindo as portas paralela e

USB: está substituindo as portas paralela e serial. Pode conectar até 127 dispositivos em filas (um ligado ao outro). Possui alta velocidade e é Universal (todo e qualquer dispositivo poderá ser conectado a esse barramento).

ao outro). Possui alta velocidade e é Universal (todo e qualquer dispositivo poderá ser conectado a
ao outro). Possui alta velocidade e é Universal (todo e qualquer dispositivo poderá ser conectado a

FIREWIRE: encontrado em computadores mais recentes e possui alta velocidade. Pode conectar até 63 dispositivos em fila.

alta velocidade. Pode conectar até 63 dispositivos em fila. PCMCIA (PCCARD): utilizado em notebooks e comum
alta velocidade. Pode conectar até 63 dispositivos em fila. PCMCIA (PCCARD): utilizado em notebooks e comum

PCMCIA (PCCARD): utilizado em notebooks e comum encontrar em quase todo tipo de equipamento nesse formato de barramento como modems, placa de som, placa de rede, etc. Utilizado em notebooks devido à dificuldade de expansão interna nesse tipo de computador.

dificuldade de expansão interna nesse tipo de computador. IRDA: barramento sem fio que funciona como infravermelho

IRDA: barramento sem fio que funciona como infravermelho

8) O que Bit e Byte?

sem fio que funciona como infravermelho 8) O que Bit e Byte? Os transistores são a

Os transistores são a base para a construção dos microchips podendo criar somente informação binária, ou seja, se existir corrente passando, o sinal é 1 (um); se não estiver passando, o sinal é 0 (zero). São estes números que formam o Sistema Binário {0,1}, em que os números 0 e 1 são conhecidos por BIT.

O termo Bit é a sigla Binary DigIT, ou digito binário, pois é baseado em dois números

que identificam:

- Desligado (0)

- Ligado (1)

O Bit é a menor unidade de informação, mas se estiver sozinho não se efetua muita

coisa com ele, daí a necessidade de haver mais bits para poder ler o que esse conjunto de

sinais quer informar.

O Byte é um conjunto de 8 bits equivalente a um caractere (letras, números e

símbolos).

9) TABELA ASCII (American Standard Code for Information Interchange)

É uma tabela padrão de armazenamento de cada código e seu sinal correspondente que foi desenvolvida para controlar os caracteres.

Abaixo, mostra alguns exemplos de representação de letras na tabela ASCII:

LETRA

CÓDIGO BINÁRIO NA TABELA ASCII

 

A

0

1

0

0

0

0

0

1

D

0

1

0

0

0

1

0

0

G

0

1

0

0

0

1

1

1

R

0

1

0

1

0

0

1

0

Z

0

1

0

1

1

0

1

0

10) AS UNIDADES DE MEDIDA

Para calcular a quantidade de dados com que se está trabalhando, processando e/ou guardando (salvando/gravando) em uma memória, deve-se ter conhecimento do que são estas unidades de medida.

As medidas que tratam do armazenamento de dados são as seguintes:

 

MEDIDA

DESCRIÇÃO

 

1 Bit

1/8 de byte (menor sinal) = 0 ou 1

1 Byte

8 bits ou 1 caractere

1 Kilobyte ou Kbyte

Equivale a 1024 Bytes (2 10 =1024)

1 Megabyte ou Mbyte

Equivale a 1024 Kbytes

1Gigabyte ou Gbyte

Equivale a 1024 Mbytes

1

Terabyte ou Tbyte

Equivale a 1024 Gbytes