Вы находитесь на странице: 1из 4

Topografia II – Engenharia Civil

AULA 03 – AULA 04

PROCESSOS E INSTRUMENTOS DE NIVELAMENTO


NIVELAMENTO:

• Nivelamento.. É uma operação topográfica que consiste em determinar a diferença


de nível entre dois ou mais pontos topográficos.
• Nível. É a distância vertical que separa os pontos topográficos.
Diferença de Nível

Processos de Nivelamento
1. Direto.
a. Simples.
imples. O instrumento é instalado em apenas uma posição no campo,
sendo que deste ponto pode
pode-se
se observar todos os pontos no campo.
b. Composto.. O instrumento é instalado em mais de uma posição. Corresponde
a uma sucessão de nivelamento geométrico simples.

2. Indireto.
a. Trigonométrico. É aquele nivelamento que opera com a realização de
visadas inclinadas, sendo as diferenças de nível determinadas pela resolução
de triângulos, conhece
conhecendo-se
se a base e o ângulo (inclinação/zenital).
b. Estadimétrico. É o nivelamento que opera com visadas inclinadas para
observação do ângulo vertical e também pela determinação dos fios
estadimétricos (FS, FM e FI).
c. Barométrico. Onde a diferença de nível é obt
obtida
ida a partir da medida da
pressão atmosférica entre dois pontos.

Instrumentos de Nivelamento
Os instrumentos de nivelamento estão divididos em 2 categorias.
1. Instrumentos cujo plano de visada é sempre horizontal
a. Princípio de equilíbrio dos líquidos em vasos comunicantes.
Ex. Nível de mangueira: tubo plástico transparente contendo líquido (água).

b. Instrumentos com nível de bolha


Ex: Nível de pedreiro, Nível ótico

2. Níveis cujo plano de visada tem movimento ascendente ou descendente em relação


ao plano horizontal.
Estes instrumentos permitem a determinação do ângulo de inclinação e/ou a
declividade do terreno.
Exemplos:
a. Clinômetros (apoiados na mão). Consiste em um sistema de pendulo vertical e/ou
de bolha de nivelamento horizontal como referencial e uma escala graduada que
mede o ângulo do plano ou linha em graus ou em percentagem de desnível.
b. Eclímetros (montados em tripé). Após serem montados e nivelados no plano
horizontal, pode ser feita a leitura do ângulo vertical no limbo externo graduado
vertical.

c. Teodolitos. (montados em tripé). O teodolito é um instrumento óptico de medida


utilizado na topografia, na geodésia e na agrimensura para realizar medidas de
ângulos verticais e horizontais, usado em redes de triangulação.
d. Níveis. (Montados em tripé). O instrumento possui um plano de visada horizontal,
tendo como base um nível de bolha e parafusos calantes para auxiliar no seu
nivelamento. Com o auxílio de uma mira no local a ser realizada a medida, pode ser
determinada as variações altimétricas no terreno. A precisão do nível de luneta
depende da sensibilidade do rádio e da capacidade de aumento de sua luneta.

Declividade: cociente ou a relação entre a distância nível e a distância horizontal e é


geralmente expressa em porcentagem.
Cota de A = 500 m.
Cota de B = 510 m.

DN = 510 − 500 = 10m


DH = 400m
DN 10
Declividade = i100 = i100 = 2,5%
DH 400

Aplicações dos Nivelamentos


• Projetos de Irrigação - canais e drenos
• Locação de curvas de nível
• Determinação de desníveis (altura de elevação de água para bombeamentos)
• Construções: aplainamento de áreas, nivelamento de pisos
• Determinação de declividades do terreno - estradas, conservação de solos.