Вы находитесь на странице: 1из 10

Quimica Geral I Experimental

Relatório de experimento
Propriedades Periódicas

Lucas Castro Fiuza

Rafael Freitas de Oliveira

João Paulo Lima

Salvador

2011
2

Quimica Geral I
Experimental
Relatório de experimento
Propriedades Periódicas

Lucas Castro Fiuza

Rafael Freitas de Oliveira

João Paulo Lima

Doscente: Ronaldo Costa

Salvador
2011
3

1. Objetivo

Caracterizar através de experimentos a variação das propriedades ácido-


básicas e propriedades oxidantes e redutoras de elementos de um período da
tabela periódica.

2. Introdução

Os elementos se organizam de acordo com suas propriedades periódicas: à


medida que o número atômico aumenta, os elementos assumem valores
crescentes ou decrescentes em cada período. As principais propriedades
periódicas são: Raio atômico, Energia de Ionização, Afinidade eletrônica e
Eletronegatividade.

Raio atômico

Essa propriedade se relaciona com o tamanho do átomo, e para comparar esta


medida é preciso levar em conta dois fatores:

- Quanto maior o número de níveis, maior será o tamanho do átomo;

- O átomo que apresenta maior número de prótons exerce uma maior atração
sobre seus elétrons.

Energia de Ionização

Energia necessária para remover um ou mais elétrons de um átomo isolado no


estado gasoso: quanto maior o tamanho do átomo, menor será a energia de
ionização.

- Em uma mesma família esta energia aumenta de baixo para cima;


4

- Em um mesmo período a Energia de Ionização aumenta da esquerda para a


direita.

Afinidade eletrônica

É a energia liberada quando um átomo no estado gasoso (isolado) captura um


elétron. Em uma família ou período, quanto menor o raio, maior a afinidade
eletrônica.

Eletronegatividade

Força de atração exercida sobre os elétrons de uma ligação. Na tabela


periódica a eletronegatividade aumenta de baixo para cima e da esquerda para
a direita.

Essa propriedade se relaciona com o raio atômico, sendo que, quanto menor o
tamanho de um átomo, maior será a força de atração sobre os elétrons.

3. Experimentos

3.1. Materiais utilizados

Cápsula de porcelana
Água destilada
Fenoftaleína
Papel de filtro
Sódio metálico
Pinça
Tubo de Ensaio
Fita de Magnésio
Alumínio
Brometo de Sódio
Solvente Orgânico
5

Iodeto de Sódio
Óxido de Magnésio
Papel Indicador
Pentóxido de Sódio

3.2. Procedimento

3.2.1. Propriedades redutoras dos metais

a) Sódio
Em uma cápsula de porcelana, coloque 10 mL de água destilada e adicione 3
gotas de fenolftaleína. Observe a coloração da fenolftaleína na água.
Obs: Fenolftaleína é um indicador ácido-base que possui coloração vermelha
em meio básico e é incolor em meio ácido.
Cuidadosamente, retire um pequeno pedaço de sódio metálico do recipiente,
utilizando uma pinça, o qual está imerso em querosene e coloque-o sobre um
pedaço de papel de filtro.
Corte com uma espátula um pequeno fragmento de sódio metálico (tamanho
de uma cabeça de palito de fósforo) e observe a superfície metálica recém
cortada. Coloque o pequeno fragmento do sódio na cápsula. Observe a
coloração da solução.

b) Magnésio
- Coloque água destilada até ¼ de um tubo de ensaio e adicione 5 gotas de
fenolftaleína. Observe.
- Coloque um pedaço de fita de magnésio previamente lixado no tubo de
ensaio e observe após 5 minutos.

c) Alumínio
Repita o procedimento do item b, substituindo o magnésio pelo alumínio.
Observe após 5 minutos.

3.2.2. Caráter oxidante dos halogênios


6

a) Obtenção do bromo.
Coloque brometo de sódio 0,1 mol/L em um tubo de ensaio até ¼ do volume.
Adicione 0,5 mL de um solvente orgânico indicado pelo professor, agite o tubo
de ensaio e observe a coloração das duas fases.
Adicione ao tubo algumas gotas de água de cloro e agite com auxílio de um
bastão de vidro. Observe.

b) Obtenção do iodo
Repita o experimento acima utilizando agora uma solução de iodeto de sódio
0,1 mo/L.

3.2.3. Comparação da acidez/ basicidade relativa dos óxidos dos


elementos do 3º Período

a) Magnésio
Coloque 1 mL de água destilada em um tubo de ensaio e adicione uma
pequena quantidade de óxido de magnésio. Agite e verifique o pH da solução
com papel indicador.
Divida a suspensão em duas partes e adicione HCl 6 mol/L em uma das
porções e na outra porção, adicione NaOH 6 mol/L até observar alguma
alteração no sistema.

b) Fósforo
Coloque 1 mL de água destilada num tubo de ensaio e adicione uma pequena
quantidade de pentóxido de fósforo. Verifique o pH da solução com papel
indicador.
7

4. Resultados e Discussões

Foi verificado que quando adicionamos a fita de magnésio no recipiente com


fenolftaleína o mesmo se dissolve após determinado tempo, fato que não
ocorreu com o Alumínio.
No processo para obtenção do bromo e Iodo foi verificado uma coloração
amarronzada.
No experimento com Magnésio foi constatado Ph=2 e com Fósforo Ph=7.
Sendo que o magnésio foi considerado básico e o fósforo Neutro.
8

5. Conclusão
9

a) Sabendo que o sódio é um bom agente redutor e que a fenolftaleína é vermelha na


presença de íons OH, discuta a reação do sódio com a água.

b) Com base nos experimentos realizados, discuta a força redutora do sódio, magnésio e
alumínio.

c) Sabendo que o cloro é um bom agente oxidante, explique a reação deste com os íons
iodeto e
brometo? Por que o cloro é um agente oxidante mais forte que bromo e iodo?

d) Qual a função do solvente orgânico nos experimentos do item 3.2?

e) Discuta o comportamento das propriedades oxidantes dos elementos químicos na


Tabela Periódica.

f) Discuta a variação da acidez/basicidade observada no experimento 3.3.


10

6. Bibliografia