Вы находитесь на странице: 1из 6

AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ÍNDICE
Softwares��������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Tipos de Programas de Computador������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Firmware������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Drivers����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������4
Sistema Operacional�����������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������4
Aplicativos���������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������5

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
1
AlfaCon Concursos Públicos

Softwares
Um programa de computador é composto por uma sequência de instruções, que é interpretada e
executada por um processador ou por uma máquina virtual. Em um programa correto e funcional,
essa sequência segue padrões específicos que resultam em um comportamento desejado.
Um programa pode ser executado por qualquer dispositivo capaz de interpretar e executar as
instruções de que é formado.
Quando um software está representado como instruções que podem ser executadas diretamente
por um processador, dizemos que está escrito em linguagem de máquina. A execução de um software
também pode ser intermediada por um programa interpretador, responsável por interpretar e executar
cada uma de suas instruções. Uma categoria especial e notável de interpretadores são as máquinas
virtuais, como a JVM (Máquina Virtual Java), que simulam um computador inteiro, real ou imaginado.
Um programa de computador é escrito em uma linguagem de programação. Esse código escrito
pode passar por um programa que o transforma no executável. Nessa situação temos um software
compilado, deste modo o programa usado para transformar o código-fonte no programa executável
se chama compilador.
No entanto, há outra forma de programa em que o código-fonte é lido diretamente e, no mesmo
momento, as ações descritas nele são executadas. Esse software é escrito em uma linguagem de pro-
gramação interpretada, assim ele não precisa do compilador.

Tipos de Programas de Computador


Qualquer computador moderno tem uma variedade de programas que fazem diversas tarefas.
Eles podem ser classificados em várias categorias, dentre as quais vamos abordar aquelas que são
cobradas nas provas:
→→ Firmwares;
→→ Aplicativos;
→→ Malwares;
→→ Sistema Operacional;
→→ Drivers.
Firmware
Um firmware é também conhecido como um software embutido ou software embarcado, ou mesmo
como software inerente a um hardware. Sua função é determinar o funcionamento lógico de um dispositivo.
Um firmware pode ter desde funções básicas a mais avançadas, mas se comparado com os outros
tipos de software, ele é consideravelmente menor, assim como um driver.
É importante destacar que, como os firmwares são os responsáveis por controlar as peças, cada
firmware é construído para um tipo de peça (dispositivo) específico. Assim, se um firmware desen-
volvido para um dispositivo do tipo A for instalado (inserido/colocado) em um dispositivo do tipo
B, a tendência é que não funcione, ou mesmo que funcione não contará com todas as suas funções e
características, não usando, assim, o todo o potencial.
Atualmente, alguns equipamentos do nosso dia a dia que possuem firmwares são:
→→ Cartão ponto eletrônico;
→→ Celulares/smartphones e tablets;
→→ Modems;
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
2
AlfaCon Concursos Públicos

→→ Smart TVs;
→→ Impressoras multifuncionais com displays;
→→ Smart Watchs.
Citamos apenas alguns exemplos, mas a cada dia mais equipamentos começam a fazer parte da
nossa rotina , ainda mais com o advento da IoT (Internet of Things – Internet das Coisas).
Imagino que a essa altura que alguns exemplos tenham intrigado você. Vamos ao mais simples:
o modem. Quando o usuário acessa pelo navegador o tradicional endereço 192.168.0.1 ou 10.0.0.1
(pode ser outro, se for o caso, o endereço estará especificado em algum adesivo no equipamento)
e digitamos usuário e senha (infelizmente ainda deve ser usuário:admin e senha:admin) na tela
similar a ilustrada na Figura 1, esse usuário está acessando o Firmware do roteador/modem e suas
funções podem variar de acordo com o modelo.

Figura 1: tela de login do gateway da rede.


Na Figura 2, a seguir, é ilustrada a tela com a opção de realizar a atualização do firmware do
roteador. Embora atualmente a maioria dos dispositivos utilize tecnologias que possibilitam a atua-
lização do firmware, ainda existem aqueles que não são atualizáveis.

Figura 2: Tela de atualização do Firmware do Roteador.


Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
3
AlfaCon Concursos Públicos

Outros dispositivos que devem ter chamado a atenção foram os celulares/smartphones. Se você é um
usuário de smartphones com Android, é facilmente verificável nas propriedades de Status do aparelho
qual é a versão do firmware instalado, ou seja, qual a versão do Android. Sim, o Android é um Firmware,
pois ele é específico para a peça (modelo de celular) e, acredite, existem muitas versões de um mesmo
“modelo”. Como atualmente os diferentes modelos de aparelhos e marcas tomaram o mercado, vamos
tomar como exemplo alguns aparelhos mais antigos da Samsung (por terem sido bastante populares).
Vejamos o aparelho Galaxy S5 da Samsung; ele na verdade tinha inúmeros hardwares diferentes como:
→→ S5 Plus
→→ S5 LTE (G900Az e variantes)
→→ S5 Active (SM-G870F)
→→ S5 LTE (G9006V/8V)
→→ S5 LTE-A
→→ S5 Neo
Esses foram alguns exemplos, mas existem muitos outros. O importante é notar que há diferen-
ças no hardware de cada um deles, o que faz necessário que o firmware seja diferente, mesmo que
sutilmente, para cada um.
Uma das grandes frustações dos usuários Android é que o fabricante do aparelho só se preocupa
em atualizar a Versão do Android para o seu modelo de aparelho enquanto este estiver no auge de
vendas. Nesse ponto, você percebe que o Google responsável por desenvolver e manter atualizado o
Android desenvolve constantemente novos recursos e ferramentas em suas novas versões, mas para
que estes estejam disponíveis (atualizáveis) em seu celular, é necessário que o fabricante pegue a versão
Original do Android do Google e faça as adaptações necessárias ao seu modelo de celular, o que em
termos comerciais não é interessante, muito menos viável. Entretanto, existe um grupo de usuários que
ainda pensa em manter seus velhos dispositivos funcionando com o Android mais novo.
O primeiro projeto de manutenção do Android para celulares antigos foi tomado pela Cyanogen,
porém por falta de apoio e por pulverização de seus produtos (todo mundo copiava, redistribuía
sobre outra bandeira e não ajudava) teve seus projetos cancelados, mas não se preocupe hoje você
ainda pode contar com um projeto similar que assumiu o lugar da Cyanogen no mercado; estamos
falando da LineageOS (https://lineageos.org/).
Nos computadores pessoais (seja desktop ou notebook), o firmware mais relevante é o BIOS res-
ponsável pelas rotinas de inicialização do computador.
Drivers
São como manuais das peças. Eles descrevem como comunicar-se com as peças, ou seja, como passar um
comando para a peça, bem como interpretar o que significa determinada informação que a peça fornecer.
Essas informações são usadas de um modo geral pelos sistemas operacionais. Assim é importan-
te observar que sua finalidade é estar entre o Sistema Operacional e o hardware. Desse modo, ele é
específico para a peça e também é específico para o sistema operacional.
Contudo, há um grande ponto a se observar: o Windows possui uma vasta biblioteca de drivers genéri-
cos que ele mantém com o interesse de facilitar a vida do usuário, porém esse tipo de solução não explora o
melhor do hardware e tem grandes chances de não usar corretamente o dispositivo ou todas as suas funções.
Sistema Operacional
Um Sistema Operacional é o principal programa do computador, ele é responsável por gerenciar
o computador (hardware) para viabilizar o uso pelo usuário.

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
4
AlfaCon Concursos Públicos

São exemplos de software desta categoria o Microsoft Windows, GNU Linux e Mac OS, dentre
outros como o próprios Android usado nos tablets, Smartphones e celulares.
Sim, o Android é um Sistema Operacional e, também, é um Firmware, por outro lado, não
podemos dizer o mesmo para o Linux e o Windows, que são sistemas operacionais genéricos, ou seja,
são desenvolvidos para operar em qualquer combinação de peças.
Mais características sobre o que é um Sistema Operacional podem ser estudadas na seção espe-
cífica sobre o assunto, lembrando que caso o assunto não seja pertinente ao seu concurso, o que foi
visto até aqui sobre esse tipo de software é o suficiente.
Aplicativos
São programas que permitem ao usuário fazer uma ou mais tarefas específicas. Aplicativos
podem ter uma abrangência de uso de larga escala, muitas vezes em âmbito mundial; nesses casos, os
programas tendem a ser mais robustos e mais padronizados. Assim como existem aqueles desenvol-
vidos para atender a requisitos específicos de determinado usuário ou empresa.
Nessa categoria, são incluídas as Suítes de Escritório. Uma Suíte de Escritório nada mais é do que
um conjunto de aplicativos que cooperam em termos de uso, pois cada um atende uma necessidade
específica, mas que, em conjunto, atendem uma necessidade maior.
As Suítes cobradas nas provas de concurso são o Microsoft Office e/ou Br Office. Apesar de o
BrOffice em si não existir mais, ele ainda é assim citado nos editais, no entanto as questões costumam
abordar o LibreOffice, que é uma suíte desenvolvida em paralelo ao BrOffice e similar a ele; em
alguns casos também é apresentado o OpenOffice (também chamado Apache Open Office).
Assim, não estranhe questões que citem LibreOffice ou Apache Open Office, tome como base
que são iguais. Como o BrOffice teve como última versão a 3.2, não sendo atualizado após, indica-se
que seja instalado o LibreOffice pela similaridade e referência das questões.
Para baixar a suíte, acesse o site http://www.libreoffice.org/ baixe e instale em seu computador, não
há problema caso já tenha o Microsoft Office, eles não irão atrapalhar um ao outro, contudo durante a
instalação lhe será solicitado qual suíte deseja atribuir como programa padrão para abrir seus arquivos.
Acompanhe a tabela comparativa a seguir.
Editor Microsoft Office Formato Padrão LibreOffice Formato Padrão
Texto Word DOCX Writer ODT
Planilha Excel XLXS Calc ODS
Apresentação de Slides PowerPoint PPTX Impress ODP
Desenho Publisher Draw
Banco de Dados Access Base
Fórmula Equation Math

Malwares
Os malwares são programas como qualquer outros, mas que possuem uma finalidade maliciosa,
por isso do nome Mal = Malicius ware= Software.
Os softwares dessa categoria são classificados de acordo com a sua finalidade, ou podemos
entender que são organizados conforme o tipo de estrago que fazem.
Dada a importância desse conjunto e frequência em provas, ele é abordado em outra seção, mas
vale lembrar que se seu edital não cita o assunto, você não irá encontrá-lo no curso.

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
5
AlfaCon Concursos Públicos

Exercícios
01. Os drivers de dispositivos não podem ser alterados pelo administrador da estação porque o
kernel assina digitalmente todos os drivers instalados automaticamente.
Certo ( ) Errado ( )
No que se refere a conceitos básicos relacionados à informática e modos de utilização das tecno-
logias, julgue o item a seguir.
02. O fabricante de dispositivo de E/S deve fornecer um driver de dispositivo (device driver) espe-
cífico para cada sistema operacional a que dá suporte.
Certo ( ) Errado ( )
03. Alguns computadores atuais têm sua função de Boot gerenciada pelo UEFI, Unified Extensi-
ble Firmware Interface, que é uma especificação que define uma interface de software entre o
sistema operacional e o firmware da plataforma. O que é firmware?
a) É o mesmo que hardware.
b) É o mesmo que software.
c) É um conjunto de instruções operacionais que são programadas diretamente no hardware
dos equipamentos eletrônicos.
d) É um conjunto de interfaces facilitadoras, “user friendly”, para configurações iniciais de um
sistema operacional.
e) É um conjunto de interfaces facilitadoras, “user friendly”, para configurações de Boot.
04. Quando se liga um computador do tipo PC, ele busca na memória ROM um firmware que
contém instruções para a inicialização do computador. Esse firmware é conhecido como
a) Assembly.
b) Setup.
c) Bootstrap.
d) BIOS.
e) BOOT.
Gabarito
01 - Errado
02 - Certo
03 - C
04 - D

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
6