You are on page 1of 2

ARTIGO [1]

Caráter Cristão: Breve Análise de 1 Sm:25

Felipe Lisboa Linhares [2]

O ser humano age em função de construir resultados. Para tanto, pode agir aleatoriamente
ou de modo planejado. Agir aleatoriamente significa "ir fazendo as coisas", sem ter clareza de
onde se quer chegar; agir de modo planejado significa estabelecer fins e construí-los através
de uma ação intencional. Os fins, sem a ação construtiva, adquirem a característica de
fantasias inócuas; a ação aleatória, sem fins definidos, desemboca no ativismo. Ele interfere
no meio ambiente não só devido ao fato de nele estar presente, mas sim em função de
modificá-lo para buscar a satisfação de suas necessidades. Enquanto os demais animais agem
por contigüidade, o ser humano age por intencionalidade; faz a natureza transformada o seu
verdadeiro meio de vida. Mas, ao mesmo tempo em que constrói o seu mundo, constrói-se a si
mesmo com as características do mundo que construiu. A ação sobre o mundo externo nos
configura a esse mundo.
Importa observar que os efeitos negativos da ação humana têm consequências não só
sobre a natureza propriamente dita, mas também sobre o mundo social. Os efeitos positivos e
negativos da ação intencional do ser humano se manifestam, também, no modo de ser e de
estruturar a sociedade, com todas as suas manifestações de satisfatoriedade ou
insatisfatoriedade. Os benefícios e as satisfatoriedades da vida humana, assim como os seus
malefícios e insatisfatoriedades, são resultantes da ação do ser humano, que constrói
resultados, afinal, somos, individual e coletivamente, resultado de nossa ação. Isso significa
que nossa ação, seja ela no nível macro, seja no micro, é política; ela está comprometida com
uma perspectiva de construção da sociedade.
Analisemos uma breve abordagem da história de três personagens principais do texto de 1
Sm:25. São eles Nabal, Abigail e Davi. Neste contexto Saul acabara de morrer e Davi estava
vivendo no deserto com alguns homens que compunham seu exército, pois os mesmos
voluntariamente defendiam os trabalhadores e propriedades de algumas pessoas da região, por
ser um local propício a ação de salteadores. Um desses proprietários era Nabal, homem rico,
de muitas posses, casado com Abigail.
Os versículos relatam que durante o período em que Nabal tosquiava suas ovelhas Davi
enviou mensageiros para lhe pedir mantimentos em troca do serviço de proteção que era feito
no deserto, mas além de não serem atendidos em seu pedido, os mensageiros retornam com
um relato de que Davi era um desconhecido e provavelmente fugitivo do governo. Esta
notícia não é recebida com agrado, já que por todo o povo corria a história do filho de Jessé, o
mais moço, o qual havia matado o gigante filisteu e que também foi ungido por Samuel para
ser o futuro rei de Israel. Então Davi reúne seus homens e resolve ir ao encontro de Nabal
para lhe tirar a vida e de todos de sua casa.
Ao saber desta notícia, Abigail mobiliza seus empregados e vai apressadamente ao
encontro de Davi com alguns mantimentos e clama misericórdia em favor de seu marido, pois
o mesmo é muito insensato. Ela por ser de bom entendimento tenta mostrar a Davi que não
valeria marcar sua história de sucesso e conquista (inclusive seu futuro reinado) com o
derramamento deste sangue.
Davi entende, aceita o pedido feito e retorna ao seu acampamento, bem como Abigail a
sua casa, que ao chegar, encontra se esposo promovendo uma festa em estado de embriagues e
____________________________
[1] Trabalho apresentado à disciplina Caráter Cristão.
[2] Aluno do curso livre em Teologia. Turma Gênesis 2011.
resolve lhe compartilhar o ocorrido somente no dia seguinte, que ouvindo o ocorrido,
endureceu seu coração como uma pedra e veio a falecer alguns dias depois.
É importante destacarmos que a história se refere a personagens que faziam parte do povo
de Israel (contextualizando para a atualidade, no caso a igreja) e em meio aos fatos podemos
observar diversos comportamento que nos fazem refletir sobre o caráter cristão, que não está
ligado ao fato de sermos de um determinado segmento que nos caracterizaria como cristãos
(como é o caso exposto acima).
Encontramos Nabal, um homem materialista que não reconhece o que as pessoas fazem
por ele, totalmente apegado aos bens materiais, com um coração endurecido, insensato, que
por suas escolhas levou a si e aos seus a sentença de morte (que não se consumou). Vimos
Davi, não mais com atitude de pastor de ovelhas, mas de guerreiro, que colocou todo um
futuro promissor em risco só pelo fato de ter sido desrespeitado com um homem arrogante. E
conhecemos Abigail, uma mulher que se mostrou sensível e atuante em proteger a sua casa
(mesmo tendo o esposo que tinha), alertando a Davi do erro que cometeria se prosseguisse em
seu plano.
Podemos dizer que temos aí o exemplo de pelo menos três tipos de caráter dentro do
contexto socioeclesiástico que vivemos. Um totalmente fora dos princípios cristãos, outro
regado pela palavra, mas deixado influenciar pelos impulsos da carne e um terceiro que é
capaz de suportar grandes dificuldades sem negar sua fé e confiança.
É importante estarmos atentos e buscarmos identificar as características de nosso caráter
para que não venhamos a enveredar por caminhos que possam ser de morte, como foi com
Nabal. Todas as escolhas e atitudes estão acompanhadas de consequências que podem ser
coletivas ou não, mas muitas vezes este entendimento passa despercebido e podem causar
efeitos muito piores do que o esperado.
Sejamos como Abigail. Influenciadores a ponto de, como instrumentos do Senhor,
ajudarmos aos Davis e Nabais em suas escolhas, não nos omitindo e sim perseverando e
preservando nossos princípios e valores em Cristo Jesus.

Related Interests