Вы находитесь на странице: 1из 1

Filosofia

 –  10º  Ano                                                                                                                                                                                                                                                                                                          A  Dimensão  Religiosa  


   

FILOSOFIA  DA  RELIGIÃO  


 
“A  filosofia  da  religião  é  tão  antiga  quanto  a  própria  filosofia.  Contudo,  a  expressão  «filosofia  
da   religião»   só   começou   a   ser   usada   a   partir   do   séc.XIX,   sob   influência   de   Hegel.   A   filosofia   da  
religião   não   se   ocupa   (…)   de   esclarecer   as   dinâmicas   sociais   da   religiões,   ou   a   diversidade   das  
religiões   ao   longo   dos   tempos   ou   os   factores   psicológicos   que   levam   as   pessoas   a   aderir   a   uma   e  
outra   religião.   Estes   aspectos   são   estudados   por   essas   disciplinas   e   não   pela   filosofia,   que   se  
ocupa   da   avaliação   crítica   das   afirmações   práticas   e   religiosas.   Assim,   a   sociologia   da  
religião  estuda,  entre  outras  coisas,  a  contribuição  das  religiões  para  a  coesão  social;  a  história  
estuda,   por   exemplo,   o   papel   da   religião   nos   conflitos   internacionais;   mas   a   filosofia   ocupa-­‐se,  
entre  outras  coisas,  da  questão  de  saber  se  Deus  existe,  se  a  fé  se  opõe  à  razão  ou  se  a  noção  de  
um  ser  omnipontente  é  coerente.    
A   filosofia   da   religião   e   a   religião   também   são   coisas   diferentes.   Por   exemplo,   um   dos  
problemas   centrais   da   filosofia   da   religião   é   «Será   que   Deus   existe?».   Este   não   é   um   problema  
religioso,   pois   quase   todas   as   religiões   se   baseiam   na   crença   de   que   Deus   existe   (o   Budismo   é  
uma  exceção,  pois  não  aceita  a  existência  de  deuses).  O  que  essas  religiões  fazem  é  justificar  a  
crença   na   existência   em   Deus,   que   aceitam   à   partida   ser   verdadeira.   Porém,   os   filósofos   da  
religião  tanto  podem  ser  crentes  como  agnósticos  ou  ateus.    
Alguns  dos  temas  centrais  da  filosofia  da  religião  são  os  seguintes:  
1. A  existência  de  Deus:  discussão  dos  argumentos  a  favor  e  contra  a  existência  de  Deus.    
2. Os   atributos   de   Deus:   a   natureza   e   implicações   das   propriedades   de   Deus,   como   a  
omnipotência,  omnisciência,  suma  bondade,  etc.    
3. O   problema   do   mal:   a   questão   de   saber   se   é   possível     compatibilizar   a   existência   de  
Deus  com  a  existência  do  mal.    
4. Epistemologia   da   fé   religiosa:   a   questão   de   saber   se   é   aceitável   ter   fé   na   ausência   de  
provas  da  existência  de  Deus  e  a  questão  de  saber  qual  é  exatamente  a  natureza  da  fé.    
5. Milagres:  a  discussão  da  sua  existência  ou  inexistência  e,  admitindo  que  Deus  intervém  
no  mundo,  tanto  pela  criação  como  pelos  milagres,  como  se  dá  tal  intervenção;  a  questão  
de  saber  se  as  experiências  místicas  constituem  provas  a  favor  da  existência  de  Deus.    

ALMEIDA,  A.,  MURCHO,  D.,  (2006),  Textos  e  Problemas  de  Filosofia.  Lisboa:  Plátano  Editora,  p.156.  

 
 
 
 
 
 
 
 
Professora    Joana  Inês  Pontes