Вы находитесь на странице: 1из 20

DIREITO DO TRABALHO

TRIBUNAIS - TÉCNICO

Mércia Barboza
mercia@tce.pe.gov.br
PROGRAMA
1. Dos sujeitos do contrato de trabalho stricto sensu: do
empregado e do empregador: conceito e caracterização; dos
poderes do empregador no contrato de trabalho.

2. Do contrato individual de trabalho: conceito, classificação e


características.

3. Do salário e da remuneração: conceito e distinções;


composição do salário; modalidades de salário; formas e
meios de pagamento do salário; do salário-mínimo; da
gratificação natalina.

4. Da alteração do contrato de trabalho: alteração unilateral e


bilateral; o jus variandi.
PROGRAMA
5. Da suspensão e interrupção do contrato de trabalho:
caracterização e distinção.

6. Da rescisão do contrato de trabalho: das justas causas; da


despedida indireta; da culpa recíproca; da indenização.

7. Do aviso prévio.

8. Da duração do trabalho; da jornada de trabalho; dos


períodos de descanso; do intervalo para repouso e
alimentação; do descanso semanal remunerado; do trabalho
noturno e do trabalho extraordinário.
EMPREGADO
 É toda PESSOA FÍSICA que prestar serviços de
natureza NÃO EVENTUAL,
sob a DEPENDÊNCIA do EMPREGADOR e
MEDIANTE SALÁRIO
(Art. 3º, CLT).

 Acrescente-se a PESSOALIDADE,
a prestação pessoal do serviço,
deduzida a partir da definição de empregador.
REQUISITOS ESSENCIAIS

 Trabalho prestado por PESSOA FÍSICA,

 NÃO-EVENTUALIDADE

 DEPENDÊNCIA JURÍDICA (SUBORDINAÇÃO)

 Mediante SALÁRIO

 PESSOALIDADE
ELEMENTOS NÃO ESSENCIAIS
 LOCAL da PRESTAÇÃO de SERVIÇOS:
NÃO se DISTINGUE entre o trabalho realizado
no ESTABELECIMENTO do EMPREGADOR e
o executado no DOMICÍLIO do EMPREGADO,
desde que esteja caracterizada a relação de
emprego (Art. 6º).

 EXCLUSIVIDADE
NÃO EXIGE que o EMPREGADO preste
serviços a somente UM EMPREGADOR.
OBSERVAÇÃO
A CLT NÃO SE APLICA aos seguintes
empregados (Art. 7º):

 EMPREGADO DOMÉSTICO (Lei 5.859/1972)

 EMPREGADO RURAL (Lei 5.889/1973)

 FUNCIONÁRIO PÚBLICO ESTATUTÁRIO


EMPREGADO DOMÉSTICO
Ao EMPREGADO DOMÉSTICO, assim
considerado aquele que

 presta serviços de NATUREZA CONTÍNUA e


 de finalidade NÃO LUCRATIVA
 à PESSOA ou à FAMÍLIA
 no ÂMBITO RESIDENCIAL destas,
aplica-se o disposto nesta lei (Lei nº 5.859/1972, Art. 1º).
EMPREGADO RURAL
EMPREGADO RURAL

 é toda PESSOA FÍSICA que,


 em PROPRIEDADE RURAL ou PRÉDIO
RÚSTICO,
 presta serviços de NATUREZA NÃO
EVENTUAL
 a EMPREGADOR RURAL,
 sob a DEPENDÊNCIA deste e
 MEDIANTE SALÁRIO (Lei nº 5.889/1973, Art. 2º).
TRABALHADOR AVULSO
TRABALHADOR AVULSO é

 aquele que, SINDICALIZADO ou NÃO,


 presta serviço de NATUREZA URBANA ou
RURAL,
 a DIVERSAS EMPRESAS,
 SEM VÍNCULO EMPREGATÍCIO,
 com a INTERMEDIAÇÃO OBRIGATÓRIA do
ÓRGÃO GESTOR de MÃO-DE-OBRA, nos
termos da Lei nº 8.630/19993, ou
 do SINDICATO da categoria (Art. 9º, Decreto 3.048/1999).
TRABALHADOR TEMPORÁRIO
TRABALHO TEMPORÁRIO é aquele

 prestado por PESSOA FÍSICA


 a uma EMPRESA,
 para atender à NECESSIDADE TRANSITÓRIA
de SUBSTITUIÇÃO de seu PESSOAL
REGULAR e PERMANENTE ou
 à ACRÉSCIMO extraordinário de SERVIÇOS
(Lei nº 6.019/1974, Art. 2º).
ESTAGIÁRIO
ESTÁGIO é

 ATO EDUCATIVO ESCOLAR SUPERVISIONADO,


 desenvolvido no AMBIENTE DE TRABALHO,
 que visa à PREPARAÇÃO para o trabalho produtivo de
EDUCANDOS
 que estejam freqüentando o ENSINO REGULAR
em instituições de educação superior, de educação
profissional, de ensino médio, da educação
especial e dos anos finais do ensino fundamental,
na modalidade profissional da educação de jovens
e adultos (Lei 11.788/2008, Art. 1º).
EMPREGADOR
 É a EMPRESA, individual ou coletiva, que,
ASSUMINDO os RISCOS da ATIVIDADE
ECONÔMICA,
 ADMITE, ASSALARIA e DIRIGE a
PRESTAÇÃO PESSOAL de SERVIÇO (Art. 2º, CLT).

OBSERVAÇÃO
Nada impede que o empregador seja
PESSOA NATURAL, JURÍDICA ou ainda
ENTE DESPERSONALIZADO.
EMPREGADOR
EQUIPARAM-SE ao empregador,

 os PROFISSIONAIS LIBERAIS,
 as INSTITUIÇÕES DE BENEFICÊNCIA,
 as ASSOCIAÇÕES RECREATIVAS ou
 outras INSTITUIÇÕES SEM FINS
LUCRATIVOS,

que ADMITIREM TRABALHADORES como


EMPREGADOS. (Art. 2º, § 1º)
GRUPO ECONÔMICO
 Sempre que UMA ou MAIS EMPRESAS,
tendo, embora, cada uma delas,
PERSONALIDADE JURÍDICA PRÓPRIA,
estiverem sob a DIREÇÃO, CONTROLE ou
ADMINISTRAÇÃO de outra,
 constituindo GRUPO INDUSTRIAL,
COMERCIAL ou de QUALQUER outra
atividade ECONÔMICA,

 serão SOLIDARIAMENTE RESPONSÁVEIS a


EMPRESA PRINCIPAL e cada uma das
SUBORDINADAS. (Art. 2º, § 2º).
SUCESSÃO DE EMPREGADOR
 Com a TRANSFERÊNCIA DA TITULARIDADE do
negócio de um proprietário para outro, o NOVO
PROPRIETÁRIO ASSUME TODOS os DIREITOS e
DÍVIDAS existentes.

 Qualquer ALTERAÇÃO na ESTRUTURA JURÍDICA


da EMPRESA NÃO AFETARÁ os DIREITOS
ADQUIRIDOS por seus EMPREGADOS (Art. 10).

 A MUDANÇA na PROPRIEDADE ou
na ESTRUTURA JURÍDICA da EMPRESA
NÃO AFETARÁ os CONTRATOS DE TRABALHO
dos respectivos EMPREGADOS (Art. 448).
QUESTÃO
01. (Técnico Administrativo – TRT/23ª – 2007- FCC) Considere as assertivas a respeito de
empregado e empregador.

I. Empregado é toda pessoa física ou jurídica que prestar serviços de natureza não
eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário.
II. Não haverá distinções relativas à espécie de emprego e à condição de trabalhador,
nem entre o trabalho intelectual, técnico e manual.
III. Equiparam-se ao empregador para efeitos exclusivos da relação de emprego, os
profissionais liberais, as instituições de beneficência e as associações recreativas.
IV. Considera-se empregador a empresa, individual ou coletiva, que assumindo os riscos
da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação pessoal de serviços.

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho, está correto o que se afirma APENAS
em
A) I, II e III.
B) I e III.
C) I e IV.
D) II, III e IV.
E) II e IV.

RESPOSTA: D
QUESTÃO
02. (Analista Administrativo – TRT/24 – 2006 – FCC) Quatro
empresas possuem personalidade jurídica própria, mas estão sob a
direção de outra empresa constituindo um grupo industrial. Neste
caso, é correto afirmar que, para efeitos da relação de emprego,

A) não haverá qualquer tipo de responsabilidade entre as empresas,


uma vez possuírem personalidade jurídica própria.
B) será responsável apenas a empresa principal, por exercer a direção
do grupo industrial.
C) não haverá qualquer tipo de responsabilidade entre as empresas,
uma vez tratar-se de grupo industrial e não comercial.
D) serão solidariamente responsáveis a empresa principal e cada uma
das subordinadas.
E) serão solidariamente responsáveis apenas as quatro empresas
subordinadas, excluindo-se a empresa principal.

RESPOSTA: D
QUESTÃO
03. (Analista Administrativo – TRT/24 – 2006 – FCC) Considere as seguintes assertivas:

I. A empresa que assumindo os riscos as atividade econômica, admite, assalaria e dirige a


prestação pessoal de serviço é considerada empregadora.
II. Empregado é toda pessoa física ou jurídica que presta serviços de natureza não-
eventual a empregador, sob subordinação deste e mediante salário.
III. Empregado é toda pessoa física que presta serviços de natureza não eventual a
empregador, sob a subordinação deste e mediante salário.
IV. Como regra, o requisito pessoalidade do empregador é fundamental para a sua
conceituação.

Está integralmente correto o que se afirma APENAS em


A) I e II
B) I, II e IV
C) I e III
D) I, III e IV
E) III e IV

RESPOSTA: C
QUESTÃO
04. (Técnico Administrativo – TRT/24 – 2006 – FCC)
Considera-se empregado toda pessoa física

A) que prestar serviços de natureza não-eventual a


empregador, sob a dependência deste e mediante salário.
B) ou jurídica, que prestar serviços de natureza não-eventual a
empregador, sob a dependência deste e mediante salário.
C) que prestar serviços de natureza eventual a empregador,
sob a dependência deste e mediante salário.
D) ou jurídica, que prestar serviços de natureza eventual a
empregador, sob a dependência deste e mediante salário.
E) que prestar serviços de natureza eventual ou não-eventual
a empregador, sob a dependência deste e mediante salário.

RESPOSTA: A

Оценить