Вы находитесь на странице: 1из 2

Guia de Prática de Caldeiras Flamotubulares Página 1 de 2

GUIA DE PRÁTICA DE CALDEIRAS FLAMOTUBULARES


UFMG Prática EMA003-04CD
Curso de Engenharia Mecânica Prática de Caldeiras Flamotubulares - EMA003
Responsável: Estabelecido em 01/12/1998
Prof. Paulo Cesar da Costa Pinheiro Revisado em 01/06/2000
LOCAL: Casa de Caldeiras do Restaurante Setorial II
MATERIAIS NECESSÁRIOS
Caldeira Simili 12HF 01 Aparelho Orsat 01
Termometro oC 01 Norma NBR-12177 ABNT 01
PROCEDIMENTO
1)
MANUSEIO DO MATERIAL
Deve-se tomar os seguintes cuidados:
1)
RESULTADOS ESPERADOS

1) Anotar todos os resultados (temperatura e vazão) dos ensaios realizados.


2) Responder às seguintes questões:
1 - CALDEIRA:
1.1 - Qual o tipo, marca, ano da caldeira?
1.2 - Qual a capacidade de geração de vapor da caldeira? ton/h
1.3 - Qual a pressão de operação da caldeira? E a máxima? kgf/cm2
1.4 - Qual ou quais são os dispositivos de proteção da caldeira? Para que servem?
1.5 - Qual a área de aquecimento? m2
1.6 - Qual a taxa de liberação de energia? ton/h.m2
1.7 - Quais as temperaturas médias estimadas das paredes externas (frente, lateral, costado) oC

2 - SISTEMA DE COMBUSTÃO
2.1 - Qual o combustível utilizado na geração de vapor? E na partida da caldeira? Porque não é
utilizado o mesmo combustível?
2.2 - Qual o tipo de queimador?
2.3 - Qual o fluido de atomizante?
2.4 - Qual a temperatura do combustível na entrada do queimador?
2.5 - Como é feito o preaquecimento do combustível?
2.6 - Qual a pressão do combustível antes do queimador?
2.7 - Qual a pressão do fluido atomizante?
2.8 - Qual a pressão do ar de combustão?
2.9 - Como é feito o controle da proporção ar/combustível?
2.10 - Como é feito o controle da taxa de queima de combustível com a variação da demanda de
vapor?
2.11 - Qual o aspecto da chama na fornalha?

3 - CHAMINÉ
3.1 - Qual o tipo de tiragem?
3.2 - Existe controle da tiragem? Como é realizado?
3.3 - Qual a pressão estática na base da chaminé?
3.4 - Qual o resultado da análise dos gases da combustão?

4 - Com o resultado da análise dos gases e o aspecto da chama, na sua opinião como está a
qualidade da combustão da caldeira?

http://www.demec.ufmg.br/disciplinas/ema003/praticas/pratcald.htm 13/05/2011
Guia de Prática de Caldeiras Flamotubulares Página 2 de 2

5 - Estimar o excesso de ar apenas com os teores de CO e CO2 obtidos na análise dos gases. Isto
confirma ou não a resposta (4). Comentar.

6 - Estimar a eficiência da caldeira, considerando apenas:


- Temperatura das paredes da caldeira.
- Temperatura dos gases de exaustão.
- Teor de CO e CO2 nos gases de exaustão.

7 - Quais outros fatores deveriam ser considerados no cálculo da eficiência?

8 - LINHA DE DISTRIBUIÇÃO DE VAPOR E RETORNO DE CONDENSADO


8.1 - Existe isolamento nas linhas de vapor?
8.2 - Se a vazão de Vapor for a nomimal, qual a velocidade do vapor na tubulação entre a caldeira
e o Barrilete?
(Velocidade eecomendada para o vapor saturado 25-35 m/s)
8.3 - Para que serve o Barrilete de distribuição? Como deve ser dimensionado o seu diâmetro?
Estimar a condensação no Barrilete (kg/h) devido à falta de isolamento térmico. (Obs. Considerar
também as válvulas: Válvula sem flange = 1,2m. Válvula com flange 1,8m).
8.4 - Existem purgadores na linha de vapor? Qual ou quais os tipos utilizados? Para que serve um
purgador? Por que na instalação de purgadores devem ser previstos filtro e válvulas de by-pass?
8.5 - Existem eliminadores de ar na linha de vapor? Onde são instalados e porque?
8.6 - Qual a pressão nas panelas de cocção? Como é realizada a redução da pressão?
8.7 - O que é vapor direto e vapor indireto? Quais os equipamentos do setorial 2 com vapor
indireto? Quais os com vapor direto?
8.8 - O que é condensado? Existe retorno de condensado dos equipamentos que utilizam vapor?
8.9 - Como é feita a alimentação da água da caldeira? Qual a temperatura da água de
alimentação? Qual é a economia de óleo devido a um aumento de 5oC na temperatura da água de
alimentação?
8.10 - O que é vapor de re-evaporação ou vapor flash? Como pode ser produzido e utilizado?
Quantos quilos de vapor flash a 1,4 kgf/cm2 podem ser produzidos com 100kg de condensado a 8,0
kgf/cm2?

9 - Você teria alguma sugestão para economia de energia no sistema de geração e distribuição de
vapor? Qual ou quais? Estimar a economia de energia a ser obtida.
APROVAÇÃO
Executor: Responsável:

Referências:

[1] PINHEIRO, Paulo César da Costa e CERQUEIRA, Sérgio Augusto Araújo da Gama. Método de
Cálculo do Balanço Térmico de Caldeiras. In: XVII SEMINÁRIO DE BALANÇOS
ENERGÉTICOS GLOBAIS E UTILIDADES, 26 a 28 de Setembro 1995, Volta Redonda, RJ,
Anais..., São Paulo: ABM, Associação Brasileira de Metalurgia e Materiais, 1995, p.199-218.
[2] ABNT. NBR 11.096 - Caldeira Estacionária Aquotubular e Flamotubular a Vapor, Rio de
Janeiro, ABNT, 1990.
[3] ABNT. NBR 12.177 - Inspeção de Segurança de Caldeiras Estacionárias Aquotubular e
Flamotubular a Vapor, Rio de Janeiro, ABNT, 1992.

Esta página foi atualizada em 26/Abril/2002


Os direitos autorais desta página são protegidos pela Lei 9.610, de 19.02.1998.

http://www.demec.ufmg.br/disciplinas/ema003/praticas/pratcald.htm 13/05/2011