Вы находитесь на странице: 1из 19

BIOGEOGRAFIA

Ano Lectivo (2010/2011)

Docente responsável: Carlos Neto

Contacto: cneto@campus.ul.pt
1. FACTORES DE DISTRIBUIÇÃO DAS BIOCENOSES, NO ESPAÇO E NO TEMPO
2. OS TERRITÓRIOS BIOGEOGRÁFICOS DO MUNDO DA EUROPA E DE
PORTUGAL.
3. O GRANDES BIOMAS MUNDIAIS
3.1. Floresta tropical sempreverde ou pluvissilva.
3.2. floresta tropical caducifólia.
3.3. Savana.
3.4. Deserto.
3.5. Floresta subtropical latifólia sempreverde ou laurissilva.
3.6. Floresta madeterrânica esclerófila sempreverde.
3.7. Floresta temperada caducifólia.
3.8. Ecossistema de pradaria.
3.9. Floresta sub-boreal sempreverde ou taïga.
3.10. Ecossistema de tundra.
3.11. Ecossistemas litorais.
4. BIOGEOGRAFIA, PROTEÇÃO E CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE (A politica
europeia e Portuguesa em matéria de conservação da natureza).
Objectivos da unidade curricular e competências a adquirir

• Compreender os principais factores (físicos e humanos) que estão na


base da distribuição das plantas e dos animais da Terra.
• Caracterizar as principais formações vegetais do Mundo com especial
incidência sobre as formações vegetais de Portugal.
• Identificar os principais factores de ameaça à biodiversidade e analisar
a política europeia e portuguesa em matéria de conservação da
natureza
1. Silva, S. [Coord. Ed.] (2007) - Colecção Árvores e Florestas de Portugal.
Jornal Público/ Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento/
Liga para a Protecção da Natureza. Lisboa. 9 vol.
2. Moreira, M.E. & Neto, C. (2005) – Parte VI – Vegetação, in C.A.Medeiros
e A.B.Ferreira Ed., Geografia de Portugal, Vol. I – Ambiente Físico: 417-
482, Círculo dos Leitores, Lisboa.
3. Castro, E.B.; González, M.C.; Tenorio, M.C.; Bombín, R.E.; Antón, M.G.;
Fuster, M.G.; Manzaneque, A.G.; Manzaneque, F.G.; Saiz, J.C.M.;
Jurasti, C.M.; Pajares, P.R. & Ollero, H.S. (2001) – Los Bosques
Ibéricos. Una Interpretación Geobotánica. Editorial Planeta, Barcelona.
4 Walther, H. (1979) - Vegetation of the Earth and Ecological Systems of
the Geo-Biosphere. Tradução do original Alemão. Nova Iorque, Berlim,
Springer - Verlag.
5. Archibold, O.W. (1995) - Ecology of World Vegetation. Chapman & Hall,
London, New York.
6. Maarel, E. Van Der (Edit.) (2005) - Vegetation Ecology. Blackwell
Publishing, Oxford, UK.
AVALIAÇÃO

1º Teste meio da cadeira _________________________30%


2º Teste final Período de avaliações ________________50%
Trabalho prático – Final da disciplina (última semana)__20 %
Dia 7 de Maio de 2011 (sábado)

Visita de estudo ao Jardim Botânico da Faculdade de Ciências

Rua da Escola Politécnica

Antigo edifício da Faculdade de Ciências

A Visita será orientada pela Professora Catedrática Maria Eugénia Moreira


Trabalho Prático

Grupos de três a quatro pessoas

41 alunos

Cerca de 11 grupos.
TEMA 1 – FLORESTA ESCLERÓFILA MEDITERRÂNEA
1.2 Zambujais

1.1 Sobrais 1.3 Azinhais


TEMA 2 – FLORESTA CADUCIFÓLIA DAS REGIÕES
TEMPERADAS

2.1 Bosques de carvalho 2.2. Bosques de carvalho


alvarinho (Quercus robur) negral (Quercus pirynaica)
TEMA 3 – FLORESTA SIMICADUCIFÓLIA

3.1 Cercais de carvalho cerquinho (Quercus broteroi)


TEMA 4 – FLORESTA LAURISSILVA (FLORESTA DE
NEVOEIROS – MADEIRA, AÇORES, CABO VERDE,
CANÁRIAS)
TEMA 5 – ECOSSISTEMAS LITORAIS

5.1. Ecossistemas de 5.2. Ecossistemas


praia e dunas de sapal e mangal
TEMA 6 – AS FLORESTAS DE CONIFERAS – PINHAIS DE pinheiro
bravo - Pinus pinaster
TEMA 7 - BIODIVERSIDADE E CONSERVÇÃO DA NATUREZA
Objectivos do trabalho:
Análise do tema do ponto de vista teórico.
No caso dos ecossistemas Analisar simultaneamente as características gerais do
tipo de ecossistema na Europa (ou no mundo) e as características específicas
relativamente a Portugal:
Mundial:
• Características do mesmo tipo de ecossistema a nível mundial
• Distribuição mundial
• Principais ameaças globais
Portugal:
• Distribuição em Portugal
• Características climáticas
• Características geomorfológicas e pedológicas dos biótopos
• Composição florística (no caso das florestas essencialmente do estrato arbóreo
e arbustivo)
• Adaptações das espécies às característicos físicas dos biótopo
• Recursos dos ecossistemas (tipos de exploração que tradicionalmente é feita de
algumas das espécies)
• Protecções legais e principais ameaças
Número de páginas: 6 páginas máximo, incluindo bibliografia.
Não há limite para figuras e fotos.
7 – 9 Março – Férias do Carnaval
4 – 10 Abril – Trabalho de Campo
18 Abril – 1 Maio – Páscoa
7 de Maio (Sábado) – Visita de estudo à Jardim Botânico da Faculdade de Ciências.
Fevereiro Março Abril Maio

Seg 14 21 28 7 14 21 28 4 11 18 25 2 9 16 23 30 6

Ter 15 22 1 8 15 22 29 5 12 19 26 3 10 17 24 31 7

Qua 16 23 2 9 16 23 30 6 13 20 27 4 11 18 25 1 8

Quin 17 24 3 10 17 24 31 7 14 21 28 5 12 19 26 2 9

Sex 18 25 4 11 18 25 1 8 15 22 29 6 13 20 27 3 10

Sab 19 26 5 12 19 26 2 9 16 23 30 7 14 21 28 4 11

Dom 20 27 6 13 20 27 3 10 17 24 1 8 15 22 29 5 12
Teste (meio da cadeira) 29 Março
Ter Sex
Semana 1 15 18
Fev.
Semana 2 22 25
Semana 3 1 4
Semana 4 8 (Carnaval) 11 Março

Semana 5 15 18
Semana 6 22 25
Semana 7 29 1
Semana 8 5 (Campo) 9 (Campo) Abril

Semana 9 12 15
Semana 10 3 6
Semana 11 10 13 Maio

Semana 12 17 20
Semana 13 24 27
Semana 14