Вы находитесь на странице: 1из 2

Meditação Sobre Efésios 1

No texto de Efésios encontramos a seguinte passagem:

Efésios 1:7-12
Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a redenção dos nossos delitos, segundo as
riquezas da sua graça, que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e
prudência, fazendo-nos conhecer o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito,
que nele propôs para a dispensação da plenitude dos tempos, de fazer convergir em
Cristo todas as coisas, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra, nele,
digo, no qual também fomos feitos herança, havendo sido predestinados conforme o
propósito daquele que faz todas as coisas segundo o conselho da sua vontade, com o fim
de sermos para o louvor da sua glória, nós, os que antes havíamos esperado em Cristo;
Redenção, significa: resgate; salvação; resgate da humanidade por Jesus Cristo.
Latim – redemptione
Em Jesus, nós temos a redenção, ou salvação ou o resgate. Se fomos resgatados é
porque estávamos presos, impossibilitados de ir e vir conforme a nossa vontade. E ser
resgatados exige um ato externo a nós. Um ato que não sobrevem da nossa vontade,
mas da vontade de outro; alguém que tenha condições de resgatar-nos, tirar-nos da
prisão em que estávamos.
Um bom exemplo disso são as situações de resgate por seqüestro, onde o seqüestrador
não negocia com a vítima, mas sim com alguém que seja próxima dela, alguém que ame
a vítima o suficiente para pagar o preço que for por sua libertação.
No nosso caso, éramos presas de Satanás, estávamos presos em seu laço e o nosso
destino era a morte certa. E ele, Satanás, não negociou conosco o preço do nosso
resgate, por ele ficaríamos para sempre em seu poder.
Porém, para o nosso deleite existia alguém próximo de nós, alguém que amou o mundo
de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito para todo aquele que Nele crê não pereça,
mas tenha a vida eterna. Como no caso do seqüestro, a nossa vida foi negociada e
Aquele que ama nossas almas, não poupou esforços, informado a respeito do preço do
nosso resgate, tanto o Pai quanto o Filho concordaram com o valor exigido por nossas
vidas. E, principalmente, em pagá-lo.
-O valor? – SANGUE – o seu próprio sangue, o sangue de um justo que não
experimentou o pecado. Que sendo Filho de Deus não lhe aprouve o ser igual a Deus,
antes a si mesmo se esvaziou e se humilhou sendo obediente até a morte e morte de
cruz. E foi na cruz a nossa redenção, o nosso resgate! E o que motivou Jesus a pagar
esse preço?
O seu amor por nós.
Pois em Romanos 5:8 está escrito: “mas Deus prova o seu próprio amor por nós pelo fato
de ter Cristo morrido por nós, quando ainda éramos pecadores.”
O nosso resgate, a nossa salvação veio de Deus, é um dom gratuito, é inerente a Deus e
nós a recebemos por meio de Jesus Cristo, Seu Filho.
O meu resgate foi feito, eu sou uma pessoa livre porque Deus me amou e pagou o preço
por mim. O que eu posso fazer é reconhecer o ato de justiça praticado por Deus em
relação a mim. Porque eu não tinha condições de pagar pelo resgate ou negociar a minha
libertação, foi necessário que alguém pagasse por mim, negociasse por mim a minha vida
e falasse em meu favor, isso requereu um grande amor. E um grande sacrifício.
Uma lição eu tiro dessa passagem bíblica: eu sou amada por Deus e por Jesus Cristo e
eu tenho o meu valor estipulado: o Sangue do Cordeiro, que tira o pecado do mundo tirou
o meu pecado.
Nada pode me separar do amor de Cristo! Nada pode nos separar do amor de Jesus!
Aleluia!

Que a paz do Senhor esteja com todos!


Por: Maria Helena de Castro