Вы находитесь на странице: 1из 17

Iniciando

Participantes
• No menu Tools, selecione Audio Wizard para testar o áudio.
• O apresentador precisa lhe dar o microfone antes que se inicie a fala.
• Pressione o botão com o símbolo de uma mão para solicitar o microfone.

• Para falar, pressione a tecla Ctrl em seu teclado.

Apresentadores

• Use o menu Insert, para importar o conteúdo da apresentação.

• No menu Tools, selecione Share Aplications para compartilhar as


aplicações.
• Clique com o botão direito do mouse sobre o nome dos participantes para ter
controle sobre os mesmos.
Áudio 2:
“Análise dos circuitos de proteção MHC-RG22/RG33”

Elaborado por:
-Manuel Costa
-Mauricio Rizzi

CSD – Treinamento Jan/04


Análise dos circuitos de proteção de saída de áudio
Este treinamento visa identificar e explicar o funcionamento das proteções
relacionadas ao circuito de áudio dos aparelhos MHC-RG22/RG33.

Proteção contra
Sobre Carga

Mute

Controle,
Chaveamento
de proteção

Detecção de
proteção Proteção contra
Excesso de
temperatura

CSD – Treinamento Jan/04


Defeitos característicos do IC501 “Power Amp”
Alguns defeitos são característicos dos componentes ligados ao IC amplificador de
potência (IC501), destacaremos alguns pontos a serem verificados antes de ser
realizada a troca do próprio IC.

Caso o resistor R512 esteja “aberto”, o IC


501 não possuirá mais a referência do terra
em seu pino 13.
A falta de terra no pino 13 provoca a
flutuação das tensões no IC onde sinais de
amplitude mais elevada podem levar ao mau
funcionamento ou até mesmo a queima do IC
amplificador de potência.
Este defeito muitas vezes é gerado por
curto-circuito no amplificador de potência.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
Outro ponto muito importante a ser
verificado são os filtros formados pelo
resistor R503,C504 (canal L) e R553,
C554 (canal R).
Este filtro está ligado diretamente a
entrada do IC amplificador de potência,
onde alteração nos valores destes
componentes pode introduzir ruído que
será amplificado pelo IC e realimentado á
sua entrada dada a realimentação
existente no circuito.
Devemos nos assegurar que não existam
capacitores com fuga ou resistores com
seus valores alterados.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
Proteção “Over Load”
Este item aborda o funcionamento da proteção por “excesso de carga”. Se torna
importante saber analisar o funcionamento do circuito de modo a localizar estágios que
possam apresentar falha.

Nota: o circuito de áudio é composto pelos


canais L e R, onde qualquer medida ou lógica de
funcionamento é válida para ambos os canais.
A análise deve ser feita em cima do fluxo dos
sinais de controle gerenciados pelo
Microprocessador e também sobre a
polarização dos transistores que atuam como
chaves de controle.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
Os transistores que detectam o “Over Load” são Q501 (canal L) e Q551 (canal R). Ambos
coletores destes transistores são polarizados através do diodo D502 com tensão de 11,6V.
Através da figura posso verificar que o nível de sinal DC nos pinos 6 e 7 do IC 501 deve ser
zero volts. No caso de sobrecarga o transistor Q501/Q551 detecta um nível DC positivo em
sua base e passa a conduzir (coletor para emissor).

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
Seguindo o sinal de áudio L e R rumo ao Relay RY2 verifica-se os transistores Q809 e Q810.
As duas saídas de áudio estão interligadas pelos resistores R808 e R809 que por sua vez
estão conectados na base de Q810. Quando os transistores Q501/Q551 estão conduzindo a
tensão de 11,6V polarizará a base de Q810 fazendo-o conduzir.

Este provocará a condução de Q809 que ao conduzir satura novamente Q810.


Note que um transistor provoca a condução do outro deixando o aparelho “memorizado”.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
Seguindo o sinal dos coletores de Q809 e
Q810 verifica-se que os mesmos estão
aterrados e conectados a base de Q805.
A tensão na base de Q805 diminui e o mesmo
começa a conduzir. Com a condução de Q805,
polariza-se a base de Q 806 e Q813.

Com Q813 conduzindo a tensão em seu


coletor que era de 4,3V passa a ser 0V.
O coletor deste transistor está conectado no
pino 84 do IC601 (System Control). Este pino
tem a função “Protector Sensor” e na
ausência da tensão de 4,3V indicará
“PROTECTOR” no display do aparelho.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
Com Q806 conduzindo ocorrerá o
corte de Q807. Com o corte de
Q807 o emissor de Q808 deixa de
estar ligado ao terra o que leva o
seu coletor a um estado de “alta
impedância”.
Nesta situação o Relay RY2 no pino
5 deixa de estar aterrado e o relay
abre.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
A base do transistor Q808 está conectada ao pino 17 do IC202. Este pino é o
SPK relay. Quando houver 4,7V neste pino o relay deve ser acionado. Na falta do
nível de 4,7V o relay será desarmado.

Sempre que a proteção for acionada o aparelho memoriza esta situação e só


voltará a funcionar quando for efetuado o reset, ou seja, desligar e ligar o
aparelho após detectada e solucionada a falha do aparelho.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
Proteção por “Excesso de Temperatura”

Este item é válido somente para o MHC-RG33.


No circuito de proteção por excesso de temperatura a
base do Q582 é polarizada com +B onde o mesmo passa a
conduzir e provoca o corte do transistor Q583.
Esta é a condição normal de funcionamento, pois o coletor
do transistor Q583 está conectado nos coletores de Q501
e Q551.
Com o aumento excessivo da temperatura na Sensor Board
a resistência do TH501 (PTC) diminui, fazendo com que
Q582 corte. A partir deste ponto a base do Q583 passa a
estar polarizada onde o mesmo passa a conduzir drenando
corrente dos coletores de Q501 e Q551.
Nesta situação a proteção é acionada.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
Este item é válido somente para o MHC-RG33.
Na condição normal de funcionamento o transistor
Q584 está conduzindo, pois sua base está polarizada
com +B.
Com a condução de Q584, seu coletor está aterrado
fazendo com que o FAN não acione.

Para acionamento do FAN o transistor Q803 tem de


estar polarizado, ou seja, tenho de ter nível DC no
coletor do Q584.

Com o aumento da temperatura a


resistência do TH501 (PTC) diminui fazendo
com que Q584 corte. Nesta condição o
coletor do Q584 polarizará a base de Q803
que começa a conduzir levando o seu coletor
a terra e aciona o FAN.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
SPK Mute e SYS Mute
SPK MUTE (Seção Headphone)
Na condição inicial de
funcionamento, o pino 19 do IC 202
fornece a base do Q330 4,8V.
O mesmo se mantém polarizado
(PNP) até que o pino 19 cesse o
fornecimento da tensão de 4,8V.

Com o transistor Q330 polarizado o circuito fornece tensão positiva suficiente para a
polarização dos transistores Q331 e Q332, nesta condição estou levando meu sinal de
áudio para terra.
Após a inicialização do aparelho, a tensão de 4,8V fornecido pelo IC 202 é cortado
fazendo com que o transistor Q330 corte. Com Q330 em corte o circuito não fornece
tensão positiva suficiente para polarização dos transistores Q331 e Q332.
Nesta condição o sinal de áudio é liberado para o headphone.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
STK MUTE (Mute IC 501)
A base do transistor Q504 está polarizada com a tensão de 4,8V fornecido pelo pino 19
do IC202.
A polarização do Q504 promove a condução de Q503 que polariza com +B a base do
transistor Q581 que conduz e fornece –36V ao pino 12 do IC501.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
SYS Mute

O pino 3 do IC601 está conectado a base do


Q314 que aterra a base do Q313 fazendo-o
conduzir polarizando com 12V as bases dos
transistores Q315 e Q316.
Esta é a condição inicial do aparelho onde o
mesmo inicia em MUTE. Após o aparelho ser
inicializado o IC601 não fornece mais a
tensão de 4,9V e os transistores Q315 e
Q316 entram em estado de corte, nesta
condição o sinal de áudio não é levado a terra.

Para garantir o corte de Q315 e Q316 utiliza-se tensão negativa afim de


garantir que o nível de tensão em suas bases não provoquem a condução.

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03
OBRIGADO!!!
CSD – Suporte & Treinamento 2004
Treinamento Técnico

CSD – Treinamento Jan/04


Nov/03