Вы находитесь на странице: 1из 5

PARA PREENCHIMENTO DO “MEU NEGÓCIO - MINI-PLANO DE NEGÓCIOS” QUE

ESTÁ LOCALIZADO ENTRE AS PÁGINAS 8 E 15 DO EDITAL 2010,


UTILIZE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

PARTE A “INFORMAÇÕES GERAIS”

Um dos sócios da empresa, de preferência o maior cotista, ou aquele que será


efetivamente o responsável pelo gerenciamento da empresa, deverá preencher esta parte
do formulário com seus dados para contatos. Assim, o endereço, telefone, e-mail,
escolaridade e ocupação principal deverão ser desta pessoa, mesmo para empresas já
existentes.

PARTE B “CRIAÇÃO DA EMPRESA”

1. RAMO DE ATIVIDADE

Descrever o que a empresa pretende fazer, em qual ramo de atividade pretende atuar.
Tomar cuidado para não obter um ramo de atividade muito genérico, como por exemplo:
ramo industrial; porém não precisa ser muito específico, como por exemplo: “indústria de
artefatos de couro, no setor calçadista, do segmento infanto-juvenil, masculino”. Também
não é necessário a classificação do CNAE neste momento, nem preencher o documento
com termos técnicos da área contábil.

2. OBJETIVOS DO EMPREENDIMENTO

Descrever o porquê a empresa está sendo montada. É para o candidato manifestar a


opinião dele, lembrando sempre que todos os empreendimentos, com exceção das
Instituições de Caridade são criados para proporcionar renda para os investidores, porém
somente isto não basta, é necessário que os sócios tenham uma visão de longo prazo, e
um objetivo mais sublime que apenas ganhar dinheiro, sendo isto conseqüência do
trabalho empresarial bem sucedido. Um bom exemplo de objetivo do empreendimento é:
proporcionar à comunidade acesso à diversão, ou à tecnologia, ou ainda à alimentação
mais rápida e barata.

3. COMPOSIÇÃO DA SOCIEDADE

Citar os nomes de todos os sócios, a função de cada um na empresa, e qual o percentual


de participação financeira de cada um no empreendimento. Se existirem sócios
investidores, que não terão atuação no dia-a-dia da empresa, estes também devem estar
relacionados neste item, sendo que na função aparecerá a palavra “investidor”.
4. METAS ESTABELECIDAS

Lembrar sempre que as metas devem ter prazos, portanto os espaços para as datas
devem estar preenchidos. Tais metas não podem ser muito superiores há 6 meses, afinal
este documento é apenas um “pontapé inicial” para o Plano de Negócio que o empresário
estará fazendo durante o período de incubação. Cuidado com metas impossíveis de
serem cumpridas. Na geração de empregos, inclui também os sócios que efetivamente
trabalharão na empresa.

PARTE C “ASPECTOS MERCADOLÓGICOS”

1. OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO

Descrever resumidamente como surgiu a idéia de montar este tipo de negócio,


especificando porque escolheu este tipo de atividade, e se tem algum conhecimento
técnico ou de mercado do segmento escolhido.

2. DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS

Descrever resumidamente quais os principais produtos que a empresa pretende fabricar,


e estimar as quantidades de produtos a serem fabricados e vendidos por mês. Se a
empresa possuir produtos e prestação de serviços agregados, descrevê-los
separadamente, como se fossem duas atividades independentes, e estimar as
quantidades separadamente. Se a empresa for fabricante de um produto sob encomenda
do cliente, tipo serviços terceirizados, descrever a atividade, e estimar as quantidades na
mesma unidade que o cliente efetua o pedido, por exemplo: se o cliente comprar horas de
produção, esta será a unidade que irá nortear as quantidades.

3. CONCORRENTES DIRETOS

Identificar e citar pelo menos três empresas que fabricam os mesmos produtos ou que
prestam os mesmos tipos de serviços, procurando atingir o mesmo grupo de
consumidores. Analisar cada um dos concorrentes procurando identificar pelo menos 3
pontos fortes em cada um deles (coisas que os consumidores valorizam nos produtos ou
nos serviços prestados por estes concorrentes). Identificar também pelo menos 3 pontos
fracos em cada um deles (coisas que levariam o cliente a trocar de fornecedor destes
produtos ou serviços prestados, se tivessem uma alternativa).

4. VANTAGENS COMPETITIVAS

Comparar os produtos ou serviços prestados pela empresa com os produtos de pelo


menos três concorrentes diretos, segundo os critérios apresentados pela tabela: preço,
qualidade, prazo de entrega, serviços pós-venda (assistência técnica), condições de
pagamento, localização da empresa, métodos de venda, reputação da empresa,
participação no mercado e outros. Atribuir notas de 1 a 4 para cada um dos critérios
relacionados com os concorrentes, incluindo-se a própria empresa, sendo nota 1 para o
pior desempenho no critério específico, e 4 para o melhor desempenho. Não repetir notas
para o mesmo critério. Pode-se também incluir pequenos comentários sobre as razões
que levaram o concorrente a ter aquela nota atribuída naquele critério específico.
A partir do resultado desta análise, o empreendedor poderá identificar quais critérios
deverão ser utilizados para alavancar os negócios em termos de mercado.

5. CLIENTES

Identificar quem serão os clientes potenciais da empresa e efetuar uma breve estimativa
do tamanho do mercado. Para isto, em primeiro lugar indicar qual o tipo de cliente que a
empresa está procurando atingir: indústrias, atacadistas, varejistas, empresas prestadoras
de serviços, empresas agrícolas e outras.

Se os clientes forem empresas, preencher a tabela “perfil do cliente para o caso de


empresas”, apontando pelo menos 5 possíveis clientes, com os seguintes dados:
denominação do cliente, localização da empresa do cliente, faturamento mensal
estimado, volume de compras dos produtos ou serviços prestados pela empresa e
segmento de mercado ao qual o cliente está inserido.

Se por acaso, uma parte dos produtos são vendidos para outras empresas e uma parte
dos produtos ou serviços são vendidos para consumidores finais (pessoas físicas), a
empresa deverá preencher as duas tabelas, indicando o percentual de produtos ou
serviços destinados a cada tipo de cliente especificamente.

6. FORNECEDORES

Identificar pelo menos 4 fornecedores de matéria-prima ou insumos para a empresa


operar, indicando o tipo de matéria-prima ou insumo, o nome do fornecedor, o preço pago
pelo material, o prazo de entrega médio e as condições de pagamento conseguidas.

7. MARKETING

A empresa deverá apontar quais estratégias de marketing ela irá utilizar para fazer com
que os clientes potenciais tomem ciência da existência do produto ou do serviço. É
necessário que a empresa estime também qual o valor que estará sendo investido, nos
primeiros 6 meses, em cada estratégia de marketing escolhida. Cuidado que todas as
empresas necessitam reservar uma verba para esta finalidade.

PARTE D “ASPECTOS OPERACIONAIS”

1. MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

Descrever todas as máquinas, equipamentos, mobiliário, ferramentas e outros, que a


empresa estará adquirindo e incorporando no seu ativo nos primeiros 6 meses, indicando
também a quantidade de cada um, se os equipamentos serão utilizados na produção ou
na administração da empresa e o valor do investimento (quanto foi pago pelo
equipamento).

2. PESSOAL

Relacionar os cargos necessários para o funcionamento da empresa, indicando a


quantidade de pessoas em cada uma das funções, os conhecimentos necessários para
que uma pessoa ocupe uma função específica, e qual o salário mensal (incluindo os
encargos sociais) que cada função irá receber mensalmente. Aqui devem ser incluídos
também, os sócios que trabalham na empresa e que irão receber pró-labore.

3. OUTRAS INFORMAÇÕES OPERACIONAIS

Indicar a área necessária para a empresa, a demanda de energia elétrica em HP, se a


empresa necessitará de água no processo de fabricação, se a atividade requer licença da
Vigilância Sanitária, e da ANVISA. Indicar ainda quanto tempo os sócios da empresa irão
dedicar ao negócio, e quando a empresa poderá iniciar as atividades.

PARTE E “ASPECTOS ADMINISTRATIVOS E FINANCEIROS”

1. CUSTOS TOTAIS

Estimar os valores mensais a serem despendidos com: matéria-prima, salários,


combustíveis, embalagens, despesas administrativas, comissões pagas para vendedores,
impostos sobre vendas e outros custos decorrentes.

2. DETERMINAÇÃO DOS PREÇOS DE VENDAS

Estimar para cada um dos principais produtos ou serviços vendidos, os gastos unitários
com: matérias-primas, custos de produção (salários, insumos, energia etc.) despesas
administrativas, comissões de vendedores, IR sobre Lucro e o Lucro líquido esperado. A
soma destes valores dará o preço de venda esperado, que deverá ser comparado com os
produtos ou serviços oferecidos pelos concorrentes. Lembrar que no caso de serviços
prestados, a unidade de venda poderá ser a hora de serviço.

3. PROJEÇÃO DE VENDAS

Estimar o valor das vendas mensais para 6 meses, dos principais produtos ou serviços da
empresa, incluindo-se as quantidades vendidas (baseado no tamanho do mercado
definido no item 5 da parte C), o preço unitário (retirado da tabela de determinação dos
preços de vendas – item anterior) e o valor total.

4. PROJEÇÃO DOS RESULTADOS

Estimar os resultados a serem obtidos pela comercialização dos principais produtos e


serviços da empresa, considerando as receitas totais de vendas por produto/serviço, os
custos totais por produto/serviço extraídos do item 2 e os resultados por produto/serviço,
que é o resto da subtração dos custos totais da receita total.

5. FLUXO DE CAIXA MENSAL

Estimar a composição do fluxo de caixa de 6 meses, considerando os valores mensais de


entrada, saídas e o saldo. Considerar ainda o saldo inicial.

6. INVESTIMENTOS PREVISTOS

Estimar os investimentos iniciais necessários para a compra de máquinas e


equipamentos, para as instalações (elétrica, ar comprimido, fundações para máquinas
etc), para o capital de giro (valores que devem estar disponíveis para a empresa saldar
seus compromissos financeiros até o efetivo recebimento dos valores pelas vendas
realizadas) e para a pré-operação (valores despendidos com testes, registros, pré-séries,
amostras etc).

7. ORIGEM DOS RECURSOS

Definir de onde virão os recursos para a efetiva implantação do empreendimento,


especificando a fonte e o montante de cada fonte.

PARTE F “RESTRIÇÕES LEGAIS E DOCUMENTOS ANEXOS”

Os empreendedores devem estar cientes de que após a entrevista e a efetiva aprovação


da empresa na Incubadora, os documentos relacionados (ver edital 2010 – pág. 7) devem
ser apresentados no menor tempo possível para que o “Termo de Adesão” possa ser
elaborado.

X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X
X