Вы находитесь на странице: 1из 6

PERGUNTA:O fator histórico responsável pela existência de uma maioria muçulmana no

território da Bósnia-Herzegovina, encravado no coração da ex-Iuguslávia foi


a) a conquista e dominação da Península Balcânica pelos turcos-otomanos durante a Época
Moderna.
b) a fuga em massa, para aquele território, de eslavos muçulmanos para escapar da
dominação russa depois da Primeira Guerra Mundial.
c) a expansão árabe, durante a Idade Média, que resultou na ocupação parcial das três
Penínsulas da Europa Meridional: a Ibérica, a Itálica e a Balcânica.
d) a criação da atual República da Turquia, depois da Primeira Guerra Mundial, que
obrigou os muçulmanos não-turcos a abandonarem o país.
e) a própria natureza da religião islâmica que, estimulando seus seguidores a intenso
proselitismo, levou-os a ocupar quase todos os lugares onde o catolicismo não se
estabelecera anteriormente.

RESPOSTA:[A]

PERGUNTA:As duas Guerras Mundiais, marcadas pelo expansionismo europeu, deixaram


conseqüências profundas. A implosão do Império Soviético está contribuindo para frear o
perigoso confronto Leste-Oeste. O cotidiano europeu, no entanto, ainda apresenta cenas
sombrias. A Guerra Civil na ex-Iugoslávia, entremeada da brutalidade que gera indignação,
tem raízes remotas e profundas porque:
a) expressa ressentimentos étnico-nacionalistas e diferenças culturais nos Bálcãs.
b) o Pacto Nazista-Soviético colocou os Estados do Báltico sob domínio russo.
c) o colapso do comunismo abriu caminho para a transição capitalista bem sucedida.
d) na federação multinacional iugoslava, o comunismo foi edificado sobre base camponesa,
e não operária.
e) o Tratado de Paz, que consagrou o desmembramento do Império Austro-Húngaro, pôs
fim ao velho antagonismo que dera origem à Primeira Guerra Mundial.

RESPOSTA:[A]

PERGUNTA:O Nazismo e o Fascismo surgiram:


a) do desenvolvimento de partidos nacionalistas, com pregações em favor de um Executivo
forte, totalitário, com o objetivo de solucionar crises generalizadas diante da
desorganização, após a Primeira Guerra Mundial.
b) da esperança de conseguir estabilidade na união das "doutrinas liberais" de tendências
individualistas.
c) com a instituição do parlamentarismo da Itália e na Alemanha, agregando partidos
populares.
d) com o enfraquecimento da alta burguesia e o apoio do governo às camadas lideradas
pelos sindicatos e socialistas.
e) do coletivismo pregado pelos marxistas.

RESPOSTA:[A]
PERGUNTA:Em seu famoso painel "Guernica", Picasso registrou a trágica destruição
dessa cidade basca por:
a) ataque de tropas nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.
b) republicanos espanhóis apoiados pela União Soviética durante a Guerra Civil.
c) forças do exército francês durante a Primeira Guerra Mundial.
d) tropas do governo espanhol para sufocar a revolta dos separatistas bascos.
e) bombardeio da aviação alemã em apoio ao General Franco contra os republicanos.

RESPOSTA:[E]

PERGUNTA:"Esta guerra, de fato, é uma continuação da anterior." (Winston Churchill,


em discurso feito no Parlamento em 21 de agosto de 1941). A afirmativa acima confirma a
continuidade latente de problemas não solucionados na Primeira Guerra Mundial que
contribuíram para alimentar os antagonismos e levaram à eclosão da Segunda Guerra
Mundial. Entre esses problemas identificamos:
a) crescente nacionalismo econômico, aumento da disputa por mercados consumidores e
por áreas de investimentos.
b) desenvolvimento do imperialismo chinês na Ásia, com abertura para o Ocidente.
c) os antagonismos austro-ingleses que giraram em torno da questão Alsácia-Lorena.
d) oposição ideológica que fragilizou os vínculos entre os países, enfraquecendo todo tipo
de nacionalismo.
e) a divisão da Alemanha que levou a uma política agressiva de expansão marítima.

RESPOSTA:[A]

PERGUNTA:"Os sofrimentos dos combatentes e da retaguarda levaram-nos a associar


espontaneamente o regime capitalista e a guerra, a considerar que esta guerra não era a sua
guerra ; o prestígio das classes dirigentes, que não souberam evitar o conflito, nem abreviá-
lo ou poupar as vidas humanas, debilitou-se tanto mais quanto o enriquecimento rápido e
espetacular de toda uma parte dessas classes contrastava com o luto e a aflição das massas.
Por um momento submergidos, no início das hostilidades, pela vaga nacionalista, os
conflitos de classe reaparecem, mais vigorosos e exacerbados por quatro anos de miséria.
As classes dirigentes têm consciência do fato, e o medo do contágio revolucionário cria em
seu meio um intenso terror que se manifesta na vontade de destruir este novo Estado, onde,
pela primeira vez, o socialismo transporta-se do terreno da teoria para o das realidades. A
união do mundo branco está rompida; doravante não haverá mais neutros; conscientemente
ou não, é em relação à Revolução Russa - objeto de receios e repulsa para uns, de esperança
para outros - que se classificarão governos, partidos e simples particulares." (CROUZET,
M. - HISTÓRIA GERAL DAS CIVILIZAÇÕES 15 - A ÉPOCA CONTEMPORÂNEA) A
partir da descrição do autor, é correto afirmar que:
a) o socialismo seria a única solução para evitar uma luta de classes.
b) o medo do socialismo levaria o empresariado a apoiar ações contrárias, e isso provocou,
mais tarde, o estabelecimento do fascismo e do nazismo.
c) a passagem das idéias do socialismo à prática levou toda a Europa a se conscientizar do
perigo comum.
d) a união do mundo branco rompeu-se e, após a Revolução Russa, provocou reflexos
imediatos na libertação dos povos coloniais.
e) a Europa saiu da guerra mais nivelada politicamente, pois a guerra acabou com as
grandes fortunas, dando chances para uma estabilização sócio-econômica.

RESPOSTA:[B]

PERGUNTA:A paz firmada recentemente entre judeus e palestinos contribuiu para a


diminuição dos conflitos e antagonismos históricos no Oriente Médio. Sobre esses
antagonismos, NÃO podemos afirmar que:
a) as origens do conflito na Palestina remontam ao final da primeira Guerra Mundial, com a
instituição da administração inglesa na região, apoiada pela Liga das Nações, através da
Declaração Balfour (1922).
b) o movimento sionista, com o favorecimento inglês, organizou uma forte corrente
migratória para a Palestina, a partir da década de 20, aumentando a população judia e,
conseqüentemente, os conflitos religiosos.
c) a intervenção da ONU, em 1947, dividindo o território palestino em dois, obteve o
consentimento árabe, o que evitou o conflito militar após a retirada britânica da região, em
1948.
d) a Organização para a Liberação da Palestina, criada em 1964, tinha por objetivo retomar
os territórios ocupados por Israel e, através da guerrilha, fundar um Estado palestino.
e) os acordos firmados em Camp David, em 1979, promovidos pelos Estados Unidos,
selaram a paz em separado entre Israel e Egito, garantindo a este a devolução dos territórios
do Sinai.

RESPOSTA:[C]

PERGUNTA:Sobre os movimentos Fascistas afirma-se: I. Os movimentos fascistas se


enquadram nos totalitarismos de direita, que visam garantir a propriedade privada contra o
avanço político dos comunistas. II. Como o avanço eleitoral dos comunistas é sempre maior
em época de crise econômica e social, o período posterior à 1 ヘ Guerra Mundial foi
propício aos extremismos políticos. III. Na Itália, onde primeiramente se definiu o
totalitarismo de direita, constituiu-se um Estado corporativista, uma ideologia militarista,
expansionista e de exaltação nacional. IV. Na Alemanha os azares da guerra e a depressão
dos anos 30 propiciaram a tomada do poder por Hitler, que definiu um Estado totalitário,
monopartidário intervencionista, militarista, nacionalista, expansionista e acima de tudo,
racista. V. Outros países europeus experimentaram regimes de direita no mesmo período,
como por exemplo a Espanha e Portugal. São corretas as afirmações:
a) I - III e V apenas
b) II e IV apenas
c) I - II e III apenas
d) III e IV apenas
e) todas são corretas
RESPOSTA:[E]

PERGUNTA:"Por outro lado, as guerras foram visivelmente boas para a economia dos
Estados Unidos da América. Sua taxa de crescimento nas duas guerras foi bastante
extraordinária, sobretudo na 2.o Guerra Mundial, quando aumentou mais ou menos 10% ao
ano, mais rápido que nunca, antes ou depois". (Hobsbawn, Eric. A ERA DOS
EXTREMOS. São Paulo: Companhia das Letras, 1995, p. 55). Após as duas Grandes
Guerras, a situação econômica dos EUA, descrita anteriormente, deve-se
a) ao afastamento geográfico dos EUA do cenário da luta, constituindo-se, entretanto, no
principal arsenal de seus aliados.
b) à conquista da Argélia e de Marrocos, que lhe forneciam grande quantidade de matéria
prima.
c) aos investimentos europeus maciços nos EUA durante o período Entre Guerras.
d) à participação na Tríplice Aliança, que congregava os países vencedores da Primeira
Guerra.
e) às reformas tributárias na América Latina, cujos países passaram a enviar para os EUA
maior montante de capitais no período Entre Guerras.

RESPOSTA:[A]

PERGUNTA:Entre as afirmações a seguir, identifique as falsas e as verdadeiras. ( ) Com o


fim da Segunda Guerra Mundial, o norte do Vietnã, sob a liderança de Ho-Chi-Min, torna-
se independente da França. ( ) O processo de descolonização do continente africano
acelerou-se a partir de 1945. Entre as nações européias, que possuíam colônias na África,
estavam a França, Inglaterra, Portugal, Bélgica e Itália. ( ) Depois da Segunda Guerra
Mundial, a Alemanha ficou dividida em duas partes com sistemas políticos e econômicos
opostos. ( ) No período entre as duas guerras mundiais, o mundo assiste à formação da
primeira república socialista: a URSS. ( ) A guerra fria foi a conseqüência da divisão do
mundo em dois blocos. Os capitalistas, liderados pelos Estados Unidos da América do
Norte, e os socialistas, liderados pela União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, na
disputa por novos domínios territoriais.

RESPOSTA:V V V V V

PERGUNTA:O período de 1919 a 1939, pelos componentes que o constituíram, marcados


por esperanças e frustrações, é tido como um dos mais críticos da época contemporânea.
Dos esforços para superar a devastação da Primeira Guerra Mundial, se encaminha para a
recuperação e logo em seguida para o novo conflito mundial. A respeito desse período é
correto afirmar que:
(01) A frustração e o inconformismo do alemães, submetidos às cláusulas do Tratado de
Versalhes, levaram - nos a chamar esse acordo de "Diktat".
(02) A Liga das Nações (ou Sociedade das Nações), criada após a Primeira Guerra
Mundial, recebeu apoio de todas as potências e teve atuação decisiva para evitar todas as
crises internacionais da década de 1930.
(04) A URSS participou ativamente da política internacional européia na década de 1920.
(08) Nesse período houve a vitória das ditaduras do tipo nazi - fascista na Itália e na
Alemanha, além de regimes autoritários em diversos países, como Portugal e Espanha.
(16) A crise de 1929 e a grande depressão econômica que ela gerou, desencadearam
também crises políticas, reacenderam nacionalismos econômicos e políticos, facilitaram a
ascensão de ditaduras e contribuíram para o advento da Segunda Guerra Mundial. soma =
()

RESPOSTA:01 + 08 + 16 = 25

PERGUNTA:A Segunda Guerra Mundial alterou a correlação de forças no mundo. Entre


as modificações ocorridas, destacam-se:
(01) O declínio da influência européia cuja hegemonia já havia sido comprometida desde a
Primeira Guerra Mundial.
(02) A ascensão dos Estados Unidos e da União Soviética, liderando blocos de interesses
divergentes e originando a chamada "bipolarização" do mundo.
(04) Após a Segunda Guerra Mundial e até recentemente, nenhuma potência européia ou os
Estados Unidos participaram de qualquer conflito bélico.
(08) Após a Guerra - e por causa dela -, houve intensificação das manifestações
anticolonialistas, acelerando-se o processo de descolonização das colônias européias na
África e na Ásia. (16) O final da Segunda Guerra Mundial decretou o desaparecimento dos
Estados autoritários, reorganizando-se o mundo em bases inteiramente democráticas. (32)
Como tentativa de resolver os problemas internacionais, criou-se em 1945 a Organização
das Nações Unidas (ONU). soma = ( )

RESPOSTA:01 + 02 + 08 + 32 = 43

PERGUNTA:"Guernica", a obra-prima de Pablo Picasso, é uma representação das


atrocidades fascistas cometidas na
a) Primeira Grande Guerra.
b) Guerra Civil Espanhola.
c) Revolta dos Boxers.
d) Guerra Franco-Prussiana.
e) Batalha de Estalingrado.

RESPOSTA:[B]

PERGUNTA:
TEXTO I: "O caráter intolerável atingido pelo desemprego entre as duas guerras, na Grã-
Bretanha, deve-se à conjugação da sua amplitude com a sua duração. O desemprego
devastou regiões inteiras: (...) Por toda a parte, lojas fechadas, casas arruinadas, janelas com
tábuas e cartão no lugar de vidros. Únicos ofícios prósperos: o dos corretores de apostas.
Nesta existência sem esperança, recorre-se desesperadamente ao jogo, às apostas."
(Bedarida apud MARQUES, p. 33)
TEXTO II: "Alemanha, 1923: dinheiro vira papel de parede (...) em 1923, no auge da crise
econômica, iniciou-se o ano com o dólar valendo 18.000 marcos. Em julho, a moeda
americana chegou a 160.000 marcos e, em novembro, os alemães precisavam amontoar 2,5
trilhões de marcos para comprar 1 dólar. Naquele mês, em Berlim, um pão, que no começo
do ano já valia fantásticos 250 marcos, passou a custar 200 bilhões de marcos. As donas-
de-casa passaram a ir às compras carregando baldes de dinheiro. " (Veja apud MARQUES,
p. 40)
TEXTO III: "Na Rússia a revolução da classe trabalhadora teve êxito. Mas a desilusão, a
fome e a miséria, que se seguiram à I Guerra Mundial, atraíram muitos recrutas às fileiras
dos revolucionários, em toda parte. (...) Isso ocorreu particularmente na Itália e na
Alemanha. Os capitalistas desses países tiveram pela frente uma classe trabalhadora
revolucionária que lhes ameaçava o poder." (Huberman apud MARQUES, p. 36)
Tomando-se por base a análise dos textos e os conhecimentos sobre o período entre
guerras, pode-se afirmar:
(01) O texto I retrata a situação de sociedades em crise, nas quais as necessidades básicas
não são satisfeitas, e a desesperança leva à busca de dinheiro fácil através do jogo.
(02) No texto II, as referências à utilização do dinheiro como papel de parede e à
quantidade de dinheiro utilizado pelas donas-de-casa nas compras demonstram a
desvalorização da moeda e a crise inflacionária vivida pelos alemães, nos anos
subseqüentes à Primeira Guerra Mundial.
(04) As "fileiras dos revolucionários", referidas no texto III, que ameaçavam o poder dos
capitalistas da Itália e da Alemanha possibilitaram a afirmação do poder socialista na
Europa Central, nos anos trinta.
(08) Os textos I, II e III prenunciam em sociedades diferentes, a evolução da crise
econômica que afetou o mundo nos anos vinte deste século, provocando significativas
transformações econômico-financeiras e sociopolíticas. (16) Os textos I, II e III retratam as
condições sociais que ampliaram a contestação à democracia liberal e favoreceram o
desenvolvimento da proposta fascista como alternativa válida. Soma ( )

RESPOSTA:01 + 02 + 08 + 16 = 27