Вы находитесь на странице: 1из 20
REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO PLANEAMENTO UNIDADE TÉCNICA E ADMINISTRATIVA PARA A COOPERAÇÃO ACP-CE Memorando

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO PLANEAMENTO UNIDADE TÉCNICA E ADMINISTRATIVA PARA A COOPERAÇÃO ACP-CE

Memorando Sobre o Estado da Cooperação entre a República de Angola e a União Europeia

Junho de 2003

Luanda, República de Angola – Bairro Vila Alice, Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2/R Telefone/Fax 320809 – E.mail utaacpce@snet.co.ao

1.- Introdução

O quadro geral de cooperação é formado a base da assinatura de

programas nacionais e regionais de cooperação nos países ACP,

denominados respectivamente de Programas Indicativos Nacionais - PIN,

ou Programas Indicativos Regionais - PIR. A maioria das actividades ou

projectos de cooperação que se inscrevem no quadro do PIN e do PIR, beneficiam de financiamentos do Fundo Europeu de Desenvolvimento - FED, e se enquadram no domínio das subvenções programadas, significa que tais actividades são previamente identificados na concepção de tais programas. O FED financia também acções não programadas como, por exemplo, os fundos

aloucados ao SYSMIN (Ajuda Financeira Especial ao Sector mineiro) e do STABEX (Estabilização das Receitas de Exportação dos Produtos de Base) dos estados ACP.

O FED constitui a parte essencial das contribuições dos estados membros da União Europeia destinados a financiar projectos e programas identificados no quadro do PIN e do PIR. Os engajamentos dos estados membros a este fundo é efectuado com uma periodicidade de cinco anos.

Para se tomar uma decisão de financiamento, todas as acções necessitam

da iniciativa do estado beneficiário. A aprovação e a gestão dos fundos é

feita através de mecanismos que impliquem ao mesmo tempo a decisão do estado beneficiário, os serviços da Comissão e os comités constituídos

pelos estados membros.

Para outras acções que não têm enquadramento nos procedimentos do FED e consequentemente do PIN, existe igualmente a possibilidade de acesso, através dos empréstimos do Banco Europeu de Desenvolvimento - BEI, inscrito no quadro geral da Convenção de Lomé e de Cotonou.

Finalmente a Comissão Europeia dispõe de outros instrumentos para financiar acções precisas nos países em vias de desenvolvimento. São os fundos das linhas orçamentais da Comissão.

Cada linha Orçamental está direccionada a um domínio concreto de intervenção. A título de exemplo, existem as linhas orçamentais para acções de reabilitação, luta contra as minas, ajuda de urgência, etc.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

2

2.-

Desenvolvimento da Cooperação entre Angola e a União

Europeia.

A

República de Angola aderiu a Cooperação entre a União Europeia (UE)

e

os Estados da África, Caraíbas e Pacífico (ACP) em 1985, tendo

subscrito a Convenção de Lomé III, vindo a beneficiar de recursos do 6º Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED). Antes da assinatura do PIN Angola usufruiu do estatuto de país observador e neste altura beneficiou de recursos financeiros que foram utilizados em projectos no sector das pescas (Namibe e Benguela)

Assinou o 1º Programa Indicativo Nacional (PIN) em 1986, que correspondeu a cerca de € 102 milhões Euros para financiar projectos de caracter nacional, a título de subvenções para um período de 5 anos, isto é 1985 - 1990.

Os principais sectores de concentração para o PIN do 6º FED, foram:

- agricultura e desenvolvimento rural

- Saúde e saneamento básico;

- Educação, formação profissional e cooperação cientifica;

- Transportes e comunicações

- Desenvolvimento empresarial;

Deste montante foram programados até à data € 101,9 milhões. Os compromissos assumidos orçam em 97,8 milhões (contratos concluídos), dos quais foram despendidos 96 milhões (pagamentos efectuados), ou seja uma taxa de execução de 94 porcento (percentagem programada do PIN 96 %).

Estes montantes corresponderam a cerca de 62 projectos, destacando-se os seguintes sectores beneficiários (em milhões de €):

1. Desenvolvimento rural (39,4)

2. Reabilitação comunitária (26)

3. Saúde (24,26)

4. Saneamento (apoio à ELISAL 13)

5. Infra-estruturas (Estrada Lubango – Namibe - 13,67)

6. Apoio institucional (2,66)

7. Educação e formação (2,25)

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

3

8.

Bolsas de Estudo e estágios (0,3)

9. Feiras e seminários (0,08)

As principais áreas geográficas de concentração foram:

- Luanda, Kuanza Sul, Huila, Cunene, Namibe e Benguela.

Os projectos de maior relevância são:

Número contabilistico: 6.ACP.ANG.074 Título: Programa de Reabilitação nas Províncias Vitimas do Conflito Armado Executor: ONG's europeias e nacionais Localização: País Montante: 16.000.000,00 Euros

Objectivos:

- Melhoramento das condições de vida das populações deslocados, com

programas de reabilitação no meio urbano e rural;

- Apoio as autoridades provinciais na definição de políticas de reabilitação;

- Formação de quadros das ONG locais;

Número Contabilístico: 6.ACP.ANG.025 Título: Reabilitação do Hospital Américo Boavida Executor: Diversos Localização: Luanda Montante: 22.425.000,00

Objectivos: Melhorar a assistência hospitalar da região de Luanda, restituindo ao complexo hospitalar Amércio Boavida o seu papel de estabelecimento de referência nacional e universitária e as suas capacidades de acolhimento e de funcionamento.

Número Contabilístico: 6.ACP.ANG.050 Título: Acções Prioritárias para o Saneamento Básico da Cidade de Luanda Executor: Diversos Localização: Luanda Montante: 13.000.000,00 Euros

Objectivos: Melhoramento do serviço público de recolha de resíduos sólidos, sistemas de esgotos e limpeza das fossa sépticas.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

4

Cooperação Regional SADC

Número contabilistico: 6.ACP.RPR.486

Título: Reabilitação de grandes eixos viários na região do sudoeste de Angola

– Namibe - Serra da Leba - Lubango. Executor: Diversos Localização: Huíla/Namibe

Objectivos:

- Reabilitação de uma parte das estradas do sul do pais, em particular a estrada Lubango/Namibe. Este eixo constitui uma ligação de grande importância entre a zona costeira do Namibe com preponderância nas actividades de pesca

a zona interior da Huila, cuja actividade principal é a agricultura. O traçado Namibe/Lubango faz parte do grande eixo internacional Luanda/Windhoek e é importante na ligação entre três sedes provinciais do sudoeste de Angola.

Angola beneficiou igualmente de fundos não programáveis, fora do âmbito do PIN, no valor de € 18,78 milhões, para projectos de emergência.

Relativamente ao 7º FED assinado em 1992, para um período de cinco anos (1990 – 1995), o montante global dos recursos disponíveis elevaram- se a € 115 milhões.

Os principais sectores de concentração do PIN do 7º FED foram:

- ambiente;

- agro-pecuária

- pescas

- serviços às comunidades rurais e piscatórias

- continuidade nos sectores de concentração do PIN do 6º FED.

Desde modo foram programados até à data € 114 milhões (99%), sendo 81,7 milhões o montante dos compromissos assumidos (contratos assinados), tendo sido despendidos € 62 milhões (pagamentos efectuados). A diferença existente entre os fundos programados e os fundos assumidos por via contratual, deve-se ao facto dos contratos de execução do PAR (€ 55 milhões) terem atingido apenas, nesta data cerca de € 24.617.524,00 (os montantes referidos do 7 º FED destinaram-se ao financiamento de 70 projectos).

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

5

Os sectores que mais beneficiaram com os fundos do 7 º FED são os seguintes (€ milhões):

1. Desenvolvimento Rural – 61,5 ( incluindo o Programa de Apoio a Reconstrução - PAR 55 + Microrealizações 6,5)

2. Saúde (18)

3. Educação e formação – 17, 3(incluindo 8,24 para a reabilitação do Instituto do Tchivinguiro, 2,7 para o Instituto Médio Industrial de Luanda e 6,0 para a formação de professores do ensino de base)

4. Apoio às eleições (4)

5. Apoio institucional (2,5)

6. Bolsas de estudo e estágios (0,3)

7. Infra-estruturas (0,25)

8. Apoio às pequenas e médias empresas (0,22)

As principais áreas geográficas de concentração foram

Luanda, Benguela, Huila, Namibe, Huambo e Bié

Os principais projectos são:

Número contabilistico: 7.ACP.ANG.062

Título:

Executor: Diversos Localização: Huambo, Benguela, Huila e Bié

Montante: 55.000.000,00 Euros

Programa de Apoio a Reconstrução - PAR

Objectivos:

- O PAR, se insere no quadro da mesa redonda que teve lugar em Setembro de 1995 em Bruxelas. O PAR tem como objectivo principal o melhoramento das condições de vida das populações de 31 municípios do planalto central. O mesmo comporta actividades de apoio institucional as autoridades locais (administração municipal e comunal); reabilitação dos serviços dos sectores da educação, água e saneamento e saúde; reposição da administração do estado nos municípios e comunas e criação de condições para o desenvolvimento na região.

Actividades

-

reabilitação

de

escolas

nas

províncias

da

Huila,

Bié,

Huambo

e

Benguela

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

 

6

- reabilitação de centros médicos Huila, Huambo, Bié e Benguela;

- reabilitação de estradas Huíla e huambo

- assistência técnica a 19 municipalidades e comunas do planalto central para a elaboração dos programas de reabilitação municipal

Número contabilistico: 7.ACP.ANG.035

Título:

Executor: Techassist/DMAS Localização: Luanda Montante: 18.000.000,00 Objectivo:

- Ajudar o Ministério da Saúde a definir uma política nacional de saúde e sua implementação inicialmente na província de Luanda,

Saúde Pós-Emergência

Actividades:

- Apoio institucional ao nível central para uma assistência técnica ao Gabinete do Plano do Ministério da Saúde.

- Fornecimento, gestão e boa utilização de medicamentos essenciais

- Apoio ao Programa Integrado de Luanda – PIL.

- Assistência Técnica a Delegação Provincial de Saúde de Luanda

- Reabilitação/construção de infra-estruturas, fornecimento de instrumentos

médicos as unidades sanitárias da periferia da cidade de Luanda e prestação de

cuidados primários de saúde.

- Programa de Luta contra o SIDA.

Número contabilistico: 7.ACP.ANG.061 Título: Reabilitação do Instituto Médio Agrário do Tchivinguiro Executor: Obras de Reabilitação (Mota & Companhia (P) ); Fiscahzação (Studio Bichara (I); Assistência Técnica (Sopex/Ceso/Agri-pró (B,P,P) ) equipamentos e mobiliários Mabilio de Albuquerque (A); DMS Didalab (F); TSE (A) ; Norcros (E) e Famo (P). Localização: Huila Montante: 8.240.000,00 Ecus

Objectivos:

- Dotar o Instituto Médio Agrário do Tchivinguiro de novas performances para a formação de técnicos agrícolas.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

7

Actividades:

- Reabilitação física das instalações

- Fornecimento de equipamentos e mobiliários

- Apoio a gestão e ao ensino

- Relançamento da exploração agrícola

Número contabilistico: 7.ACP.ANG.083

Título:

projecto 7.ACP.RPR.098 - Consolidação dos sistemas educativos nos PALOP.

Executor: Ministério da Educação + Assistência Técnica – Dr. Domingos Peterson Localização: Nacional Montante: 6.000.000,00 Euros

Desmultiplicação das acções de formação a nível nacional do

Objectivos:

- Complementar o projecto regional PALOP consolidação dos sistemas educativos nos PALOP, através da formação e aperfeiçoamento de 15.000 professores do ensino de base, em todas as províncias de Angola. Para o efeito os centros de formação serão reforçados do ponto de vista logístico. - O objectivo global do projecto é o melhoramento do nível educativo dos estudantes angolanos.

Actividades:

- Formação de cerca de 15.000 professores do ensino de base.

- Reforço do apoio logístico e material de formação de formadores para o

funcionamento dos centros de formação de professores do ensino de base.

Número contabilistieo: 7.ACP.ANG.064

Título:

Executor: Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra - FDUC

Localização: Luanda Montante 720.320,00 Euros

Formação de Juristas e Acadêmicos da Faculdade de Direito da UAN

Objectivo:

- O objectivo geral do projecto consiste no melhoramento da formação de juristas em Angola. Este objectivo é feito através da introdução de normas académicas mais elevadas para os estudantes assim como, dos professores da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto – FDUAN. Por outro lado será reforçada a formação de nível pré graduação e pós graduação.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

8

Actividades:

- Recrutamento de docentes para ministrarem o ensino na FDUAN em várias disciplinas.

- Reforço da capacidade bibliográfica da FDUAN.

- Intercâmbio de estudantes das respectivas faculdades para a realização de estágios de curta duração.

- Estágio de docentes e intercâmbio de estudantes na FDUC

- Cursos de pós-graduação

Número: 7.ACP.ANG.077 Título: Apoio Institucional à Assembleia Nacional Montante: 492.000,00 Euros Localização: Luanda

Objectivos

- Contribuir para o reforço do sistema democrático em Angola

Resultados:

- Melhoramento das capacidades profissionais dos funcionários da assembleia nacional no desempenho das suas funções

- Melhoria dos aspectos orgânicos e funcionais das estruturas da Assembleia Nacional - Melhoria da gestão dos recursos materiais e financeiros da Assembleia Nacional

- Melhor relacionamento com os outros Orgãos de Soberania e o público em geral

Número contabilístico: 7.ACP.ANG.075 Título: Estudo de Identificação do Apoio da Comissão Europeia no Domínio da Racionalização da Função Pública Montante: 251.584,00 Euros Localização: Luanda

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

9

Objectivos:

- O objectivo do estudo é fornecer informações sobre a situação actual da função pública, e um diagnóstico completo, para a tomada de decisão do Governo e da Comissão Europeia sobre um programa de apoio a reforma da administração pública, apresentado pelo MAPESS ao Governo em 1993, na

perspectiva, também do desenvolvimento das capacidades ao nível descentralizado, incluindo a formulação de políticas de reconversão profissional e o aperfeiçoamento dos quadros da função pública considerando

o programa de reconversão de carreiras, actualmente em curso.

Resultados

- Primeira etapa: diagnóstico aprofundado da situação da administração e

função pública, em termos quantitativos e qualitativos. - Segunda etapa: apresentação das diferentes opções de reforma e racionalização da função publica ( incluindo a análise das orientações do

Governo e da Comissão), bem como, discussão e concertação das propostas com todos os parceiros para uma decisão sobre a opção mais apropriada e viável a adoptar.

- Terceira etapa: na sequência da decisão adoptada em, apresentação do

quadro global de reforma da administração pública (incluindo a reconversão profissional dos funcionários públicos) e preparação do programa susceptível

de ser financiado pela Comissão, tendo em conta os outros possíveis intervenientes.

Cooperação Regional PALOP – PIR/PALOP I

Em 29 de Junho de 1992 a Comissão Europeia e os cinco Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) rubricaram o Iº Programa Indicativo Regional (PIR) no valor de 25 milhões de Euros. Dentro deste Programa foram acordados os seguintes projectos:

- Promoção do Comércio Externo e dos Investimentos, projecto nº 7.ACP.RPR.349 - Angola

- Centro de Formação de Quadros de Enfermagem, projecto nº

7.ACP.RPR.350 - Angola

- Apoio Técnico a Cooperação Regional do Programa, Projecto nº

7.ACP.RPR.382 - Angola

- Formação de Quadros Médios de Estatísticas, Projecto nº 7.ACP.RPR.084 - Guiné Bissau

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

10

- Consolidação

São Tomé e Príncipe

- Centro Regional de Formação de Quadros de Saúde Pública, Projecto nº

7.ACP.RPR.135 - Moçambique

- Centro Regional de Formação em Administração Pública, Projecto nº 7.ACP.RPR.272 – Cabo Verde

- Fundos Bibliográficos, Projecto nº 7.ACP.RPR.437 - Moçambique

dos Sistemas

Educativos, Projecto nº 7.ACP.RPR.098-

Número contabilistico: 7.ACP.RPR.350

Título:

Executor:

Localização: Luanda Montante: 2.600.000,00 Euros

Centro Regional de Formação de Quadros de Enfermagem

lntersalus (E)

Objectivos:

- Constituição de um corpo de quadros de enfermagem capazes de enquadrar,

dirigir, organizar, formar, e gerir equipas de saúde ou de centros de saúde locais.

Actividades:

- Assistência técnica a gestão do projecto é encarregada de implementar um programa de formação de 120 enfermeiros dos PALOP;

- gerir sob a responsabilidade do chefe do projecto o aperfeiçoamento de 14 docentes (formação de formadores);

- compra de equipamentos e documentação;

Numero contabilistico: 7.ACP.RPR.349 Título: Promoção do Comércio Externo e dos Investimentos Executor: Partex - IGE Localização: Luanda Montante: 2.600.000,00 Euros Objectivos: Criar condições para o desenvolvimento do comércio e dos investimentos nos PALOP, com o reforço das capacidades institucionais públicas e privadas e o acompanhamento das políticas de liberalização económica.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

11

Actividades

- Formação de 30 quadros dos PALOP nos domínios do mercado, gestão comercial, transferência de tecnologia e do financiamento do comércio internacional

- Elaboração de manuais sobre criação de empresas, o comércio internacional e os investimentos

- Apoio institucional para apoiar um grupo de trabalho coordenado pelo Coordenador do Projecto e composto por dois representantes de cada país (incluindo o sector privado) no sentido de preparar um quadro legislativo e fiscal para os cinco.

Cooperação Regional SADC

Número Contabilístico: 7.ACP.RPR.146 Título: Programa Regional para o Suporte do Controlo das Doenças Animais. Executor: CIRAD Localização: Sudoeste de Angola (Huila, Namibe, Cunene e Benguela) Montante: 294.000,00 (Assistência Técnica) + 750.000,00 Euros equipamentos

Objectivos

- contribuir para o desenvolvimento rural sustentável e melhoria da segurança alimentar através do melhoramento da situação zoosanitária do efectivo pecuário, com consequente redução da taxa de mortalidade e aumento da produção animal

Actividades

- reforço da capacidade dos serviços de veterinária

- melhorar a assistência veterinária no meio rural

- aumentar a eficácia das campanhas de profilaxia

- assegura a formação e reciclagem de pessoal técnico auxiliar

- apoiar actividades de cooperação regional no controle de epizootias

As ajudas não programáveis alcançaram cerca de € 41 milhões, e destinaram- se às ajudas aos deslocados e outros projectos de emergência.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

12

Quanto ao PIN do 8 º FED, assinado em Fevereiro de 1998 (1995 – 2000), orçamentado em € 167 milhões (Angola perdeu a segunda tranche em cerca de 50,1 milhões), dividido em duas tranches uma de 116,9 milhões e uma 2ª de 50,1 milhões de Euros.

Os sectores de concentração são:

- sector primário e desenvolvimento rural;

- estradas e pontes;

- desenvolvimento e reconstrução urbana;

- apoio à formulação de políticas globais e sectoriais, com vista a fase de intervenções de desenvolvimento;

- desenvolvimento do sector privado.

Estão programados até à data cerca de € 87 milhões, dos quais apenas correspondem a compromissos assumidos cerca de € 22 milhões. Dos montantes programados destacam-se os seguintes sectores (€ milhões):

1. saúde – 39 (apoio ao Programa Nacional de Reabilitação de Deficientes Físicos (€ 14) + Programa de Apoio ao Sector da Saúde)

2. Águas 7,6 (abastecimento de Água à Cidade do Tombwa € 7,6)

3. Reinserção Social – 28 (programa de Apoio ao Processo de Paz € 28)

4. Apoio Institucional (apoio Institucional ao Instituto Nacional de Estatística € 1,9)

5. Desenvolvimento Rural – 7,4 (programa de Microrealizações € 7,4).

Entretanto estão na fase de preparação e em curso estudos de identificação de projectos de apoio institucional (Educação, apoio à reforma dos serviços da justiça, função pública, apoio institucional ao Gabinete do Ordenador Nacional do FED).

As principais áreas de concentração são

Namibe, Luanda, Cunene, Moxico, Kuanza Sul, Huambo, Bié Kuando Kubango, Uíge, Malange, Lunda Sul, Lunda Norte, Kuanza Norte.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

13

Os principais projectos são:

Número contabilistico: 8.ACP.ANG.12

Título:

Executores:ONG's Europeias e nacionais e organizações de base das comunidades Localização: Zonas rurais e peri-urbanas das províncias do Kwanza Sul, Bengo, Huila, Namibe e Cunene. Montante: 7.400.000,00 Euros

Programa de Microrealizações - PMR

Objectivos:

- Redução da pobreza e a integração efectiva das comunidades locais no desenvolvimento económico e social duradoiro das regiões em que integram Actividades

Actividades

- Apoio à formação de responsáveis e líderes das comunidades de base;

- Introdução de sistemas de funcionamento das organizações comunitárias de base;

- Apoio a reabilitação ou instalação de pequenos regadios

- Apoio ao abastecimento de água ao gado das zonas pastoris abrangidas pelo programa;

- Apoio a instalação de sistemas regulares de abastecimento de inputs.

- Apoio a reabilitação da pesca artesal

- Apoio ao abeberamento do gado e abastecimento de água as populações

Número contabilístico 7.ACP.ANG.098 e 8.ACP.ANG.015 Título: Programa de Emergência de Apoio ao Processo de Paz. Executor: Agências Internacionais e pelas ONG’s Localização: Nível nacional Montante: 30.000.000,00 Euros

Objectivos: Estabilizar a situação humanitária entre os grupos-alvo, a fim de permitir uma desmobilização ordeira e a realização do processo de reinstalação.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

14

Actividades

- Saúde, Nutrição, Água e Saneamento de Emergência;

- Educação, Protecção e Reinserção de Emergência das Crianças;

- Desminagem Humanitária

- Reinstalação e Retorno

- Logística e transporte

.

Número contabilistico: 8.ACP.ANG.5

Título:

Executor: Mota & Companhia (P) – empreiteiro ; Hydea (I) Fiscalização

Localização: Namibe Montante: 5.052.159,67 Euros para Obras ; 537.000 Euros Fiscalização

Abastecimento de água potável a cidade do Tombwa

Objectivos:

- Construção de infra-estruturas de captação, armazenamento e distribuição de água potável para a cidade do Tombwa.

Número contabilistico: 8.ACP.ANG.13

Título:

Executor: em fase de recrutamento Localização: Luanda

Montante: 1.900.000,00 Euros

Apoio Institucional Nacional Estatística

Objectivos:

O projecto de pretende contribuir para os seguintes objectivos globais:

- Obtenção dos perfis sectoriais e provinciais da pobreza, facilitando a definição da estratégia sectorial para o sector de assistência social e reintegração através da disponibilidade de dados estatísticos fiáveis e com o rigor necessário sobre os índices de preços no consumidor nas cidades onde se realizaram os inquéritos de receitas e despesas (Luanda, Cabinda, Lunda Norte, Benguela, Huila, Namibe e Cunene – províncias de maior expressão demográfica e social) junto dos agregados familiares, contribuindo à determinação das taxas de inflação e ao poder de compra das famílias dos produtos base de sobrevivência, necessários aos processos de decisão;

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

15

- Disponibilidade de dados estatísticos fiáveis sobre a situação do tecido empresarial do país, contribuindo para uma melhor informação da situação das relações de trabalho e do nível de vida das famílias.

- Obtenção de estatísticas sobre o emprego e o desemprego nas zonas urbanas, contribuindo para determinação do perfil da pobreza a partir dos índices de rendimento das famílias, situação das mulheres e das crianças, bem como do peso do sector informal da economia.

Número contabilistico: 8.ACP.ANG.06

Título:

Executores: em fase de recrutamento

Localização: Nacional Montante: 14.000.000,00 Euros

Programa Nacional de Reabilitação Física

Objectivos:

- Melhorar de maneira significativa o tratamento integral das pessoas portadoras de um deficiências motoras e sensorial.

- Contribuir para a transição de um programa nacional, reduzido actualmente a uma oferta de serviços as pessoas amputadas, para um programa de saúde pública de toda a população deficiente.

Número contabilistico: 8.ACP.ANG.08

Título:

Executores: em fase de recrutamento Localização: Luanda, Bié, Huambo, Benguela e Huíla Montante: 25.000.000,00 Euros

Programa de Apoio ao Sector da Saúde

Objectivos:

- Contribuir para melhoria do estado sanitário das populações e reforçar as

capacidades nacionais para definir as estratégias sanitárias, organizar e enquadra no sector da saúde.

Numero contabilistico: 8.ACP.ANG.018 Título: Apoio institucional ao Ministério do Planeamento Montante: 193.830,00 Euros Localização: Luanda

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

16

Objectivos:

- Apoiar e reforçar a capacidade do Ministério do Planeamento em matéria da

programação e gestão económica, para eficácia da aplicação do Programa de

Estabilização e Reconstrução Económica de Médio prazo e da estratégia para

a saída da crise.

Actividades:

- Introdução de melhorias no sistema de gestão macro-económica

- Revisão das bases de dados e do funcionamento do modelo MONDAG

- Formação em gestão

- Orientação das sessões de formação sobre o modelo MONDAG ao pessoal

técnico do Ministério do Planeamento.

- Extensão do uso e funcionamento do modelo as instituições envolvidas na gestão macro;

- Difusão do uso e funcionamento do modelo nos principais sectores da

economia

- Criação de instrumentos complementares de gestão de informação macro- económica

- Produção e divulgação de boletins sobre a economia angolana

- Revisão e actualização dos cenários do Programa de Estabilização e

recuperação económica de 1998 – 2000, verificando a necessidade da sua

extensão temporal

- Produção de informação sobre a economia angolana.

- Coordenação sectorial para a revisão dos indicadores dos cenários do

programa de médio prazo.

- Coordenação com o banco nacional de angola e finanças para acerto dos indicadores macro-económicos do programa de médio prazo;

- Introdução de melhorias no funcionamento do sistema de planeamento do sector público e gestão da informação (PSPMIS)

- Elaboração de pareceres sobre a gestão do programa de médio prazo do

governo

- Promoção e orientação dos trabalhos para a construção duma matriz de

relações inter-sectoriais para economia angolana como parte do MONDAG

- Participação dos trabalhos para a melhoria nas articulações entre as políticas

regionais e sectoriais no quadro dos investimentos públicos.

- Coordenação e acompanhamento dos trabalhos de avaliação da conjuntura.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

17

Cooperação Regional PALOP

A nível da cooperação regional PALOP um segundo Programa Indicativo

Regional (1995 – 2000) foi rubricado 05.Março.1997 entre a Comissão Europeia e os 5 PALOP e a ele associado um envelope financeiro de 30 milhões de Euros. Neste programa foram definidos os seguintes domínios de concentração:

- estatísticas;

- Justiça;

- Administração pública

- Apoio institucional e desenvolvimento dos recursos humanos,

- Saúde

Número contabilistico: 8.ACP.MTR.04 e 8.ACP.TPS.123

Título:

Executores: em recrutamento Localização: Luanda Montante: 5.000.000,00 Euros

Apoio ao Desenvolvimento do Sistema Judiciário

Objectivos:

- Reforçar as capacidades e melhorar a capacidade de funcionamento dos sistemas judiciários dos PALOP Número contabilistico: 8.ACP.MTR Titulo: Secretariado Técnico para a Coordenação Geral dos Programas PALOP Executor: Amaro Pereira do Couto Localizaçao: Praia – Cabo Verde

Objectivos:Coordenar as acções levadas a cabo pelos Governos no âmbito dos projecto do Programa Indicativo Regional PALOP, a fim de potencializar

as sinergias entre os cinco países de língua oficial Portuguesa e de optimizar

os resultados dos projectos desenvolvidos no âmbito do programa de cooperação regional sobretudo no que respeita às acções de desmultiplicação dos projectos a nível nacional.

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

18

Cooperação Regional SADC

Número contabilistico: 8.ACP.ANG.001 Título: Programa de Monitoria, Control e Fiscalização dos Recursos Marinhos na SADC Monatnte: 3.320.000,00 Euros Executor: SADC Localização: SADC Objectivos: Melhoria da gestão dos recursos pesqueiros na costa dos estados membros da SADC e adequação das actividades pesqueiras com a legislação em vigor.

As ajudas de emergência não programáveis, fora do PIN, alcançaram até à data e ao nível do 8 º FED cerca de € 10 milhões, destinando-se a apoiar as acções da ECHO.

No final de 2002 finalizaram, as negociações para o estabelecimento de uma Estratégia de Apoio ao País e o Programa Indicativo Nacional do 9º com base nos acordos de Cotonou. O PIN do 9º FED terá um envelope financeiro de cerca de 146 milhões de Euros dos quais 117 milhões para o envelope A e 29 milhões para o envelope B. Importa referir que dos 117 milhões de Euros apenas serão programadas 100 milhões. A diferença constituirá uma reserva e poderá ser utilizada de acordo com os mecanismos estabelecidos. Este documento para além de programar os fundos do 9º FED deverá também incluir a programação dos recursos não programados do 7º e 8º FED, nomeadamente:

1. Saúde

(€ 50-60)

2. Educação

(€ 25-30)

3. Boa Governação

( € 0-15 )

4. Sociedade Civil

(

€ 3

)

5. DDRR

(€ 9-39 )

6. Total envelope A

(€ 87–147)

7. Total envelope B

( € 29)

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

19

Cooperação com o Banco Europeu de Investimentos

A nível da cooperação com o Banco Europeu de Investimentos foram postas a disposição de Angola três linhas de Financiamento com recurso aos capitais de risco, a saber:

- PIN do 6º FED 4 milhões de Euros

- PIN do 7º FED 10 milhões de Euros

- PIN do 8º FED 10 milhões de Euros

Projectos financiados ao abrigo das referidas linhas de financiamento.

Angorochas – 2.700.000,00 Euros Roreminas – 356.720,12 Euros

As linhas de financiamento do BEI foram suspensas por razões de vária ordem entre as quais citamos a ausência de ambiente macro- económico estável.

Feito em Luanda em 16 de Junho de 2003

Luanda - República de Angola – Bairro Vila Alice – Rua Tomás Vieira da Cruz nº 2 R –

Telefones: 32 72 76

Fax: 32 08 09

20