Вы находитесь на странице: 1из 56
por conteúdo 1 a Etapa – 1997 a 2010 Professor Rodrigo Penna www.fisicanovestibular.com.br

por conteúdo

por conteúdo 1 a Etapa – 1997 a 2010 Professor Rodrigo Penna www.fisicanovestibular.com.br
1 a Etapa – 1997 a 2010
1 a Etapa – 1997 a 2010

Professor Rodrigo Penna

www.fisicanovestibular.com.br

2

ÍNDICE – 194 questões separadas por assunto, com gabarito.

COMENTÁRIOS

3

CINEMÁTICA – 22 QUESTÕES

LEIS DE NEWTON – 18 QUESTÕES

HIDROSTÁTICA – 12 QUESTÕES

ESTÁTICA – 4 QUESTÕES

TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA – 12 QUESTÕES

GRAVITAÇÃO UNIVERSAL – 3 QUESTÕES

5 10 14 17 18 21
5
10
14
17
18
21

TEMPERATURA, DILATAÇÃO E TRANSMISSÃO DO CALOR – 6 QUESTÕES

DILATAÇÃO E TRANSMISSÃO DO CALOR – 6 QUESTÕES COMPORTAMENTO DOS GASES IDEAIS – 8 QUESTÕES CARGA

COMPORTAMENTO DOS GASES IDEAIS – 8 QUESTÕES

CARGA ELÉTRICA, ELETRIZAÇÃO E LEI DE COULOMB – 9 QUESTÕES

CAMPO ELÉTRICO – 4 QUESTÕES

CALORIMETRIA, MUDANÇA DE FASE E 1ª LEI DA TERMODINÂMICA – 11 QUESTÕES

ONDAS – 18 QUESTÕES

ÓPTICA – 19 QUESTÕES

ONDAS – 18 QUESTÕES ÓPTICA – 19 QUESTÕES LEIS DE OHM, CORRENTE E POTÊNCIA ELÉTRICA –

LEIS DE OHM, CORRENTE E POTÊNCIA ELÉTRICA – 7 QUESTÕES

ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES E CIRCUITOS – 9 QUESTÕES

ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES E CIRCUITOS – 9 QUESTÕES CAMPO MAGNÉTICO – 7 QUESTÕES FORÇA MAGNÉTICA –

CAMPO MAGNÉTICO – 7 QUESTÕES

CAMPO MAGNÉTICO – 7 QUESTÕES

FORÇA MAGNÉTICA – 9 QUESTÕES

– 7 QUESTÕES FORÇA MAGNÉTICA – 9 QUESTÕES LEI DE FARADAY E LENZ – 7 QUESTÕES

LEI DE FARADAY E LENZ – 7 QUESTÕES

ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO – 3 QUESTÕES

7 QUESTÕES ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO – 3 QUESTÕES FÍSICA MODERNA – 10 QUESTÕES 22 24 26 29

FÍSICA MODERNA – 10 QUESTÕES

22

24

26

29

33

38

40

41

42

44

46

49

51

52

GABARITO POR ASSUNTO E FORMULÁRIO

54

www.fisicanovestibular.com.br

3

Obs: algumas questões foram classificadas em mais de uma parte do programa. E a classificação pode ser diferente, variando conforme a interpretação pessoal.

MUITO PROVÁVEL >= 5LEGENDA

Probabilidade

Total de questões

Vetor velocidade e vetor aceleração

Torque

Trabalho = F.d.cos 0

Teorema da Energia Cinética

Carga elétrica

Conceito de Diferença de Potencial

Corrente elétrica

Centro de Massa

Instrumentos ópticos simples

Mudança de Fase Conceitos, classificações Aplicação direta da Equação da onda

Dualidade onda/partícula

Efeito Fotoelétrico, noção de fótons

Blindagem

Potência

Noções de Relatividade

Leis de Ohm, Resistência

1ª Lei da Termodinâmica

4,01

12,01

20101997

4,00,5

6,00,5

8,00,5

194,020

1,01

4,51

1,01

3,51

7,01

8,01

3,51

6,01

4,01

7,01

3,01

10,51

4,51

1,51

4,01

5,81

2,80,33

3,30,33

15

4,01

9,51

3,51

9,31

4,71

8,01

5,011

3,30,5

4,51

15

1,01

1,51

3,01

15

2,51

3,511

2,81

15

1,51

2,01

15

1,00,5

15

15

1,51

2,01

2,01

15

1,01

Totais

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

1,0

1,0

1,0

1,0

1,0

1,0

1,0

Vale entre 1997 e 2007

Totais2008

8,0

8,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

0,0

COMENTÁRIOS

Física "Moderna"

Ondas Eletromagnéticas

Indução Eletromagnética

Força Magnética

Campo Magnético

Eletrodinâmica

Eletrostática

Óptica

Ondas

Termodinâmica

Gravitação

Trabalho e Energia

Corpo Rígido

Hidrostática

Forças e Leis de Newton

Cinemática

2007

Átomo de Rutherford-Bohr

Forças em cargas ou num fio

Leis de Faraday e Lenz

Espectro

Campo criado por corrente num fio

Linhas de Indução, ímã e bússola

Potência elétrica

Circuitos simples

Campo Elétrico, Linhas de Força

Lei de Coulomb

Eletrização

Visão

Dispersão e cores

Reflexão, Refração

Lentes, Espelhos, imagens

Som

Dilatação

Gases

Temperatura e Calor: conceitos

Lei da Gravitação, Gravidade

Conservação da Energia, Ec e Eg

Difração e Interferência

Reflexão e Refração

1

1

1

1

1

1

1

0,5

11

1

1

1

0,5

0,5

1

0,5

1

0,5

0,5

1

0,5

1

1

0,5

Calor específico, Capacidad. Térmica

1

1

1

Teorema de Stevin, vasos, Pascal

Empuxo

Densidade, Pressão, Patm

Equilíbrio

2ª Lei, MCU

MRU, MRUV, Movimentos

Vetor força

3º Lei

+ 0,5

1 + 0,5

0,5

0,5

1

0,5

0,33

1

1

Equilíbrio, Inércia: 1ª Lei

0,5 1 0,5 0,33 1 1 Equilíbrio, Inércia: 1ª Lei 1 0,5 1 0,5 1 1

1

0,5

1

0,5

1

1

1

0,5

1

1

0,5

1

0,5

0,5

1

1 + 0,5

1

1

0,5

0,5

0,5

1 1
1
1

PROVÁVEL >=3,5 e <5

+ 1

1 + 1

1

1

1

1

1

1

1

1

MENOS PROVÁVEL >1 e <3,5

1 1 1 1 1 1 1 MENOS PROVÁVEL >1 e <3,5 0,5 4,0 0,5 +
0,5 4,0 0,5 + 0,5 6,0 11 6,0 0,5 3,5 1,0 1
0,5
4,0
0,5 + 0,5
6,0
11
6,0
0,5
3,5
1,0
1
0,5
0,5

1,8

4,0

7,5

4,5

1,5

4,8

2,0

1,5

8,0

6,0

2,0

1,5

1,5

3,5

6,0

2,5

3,0

8,0

4,0

4,0

3,3

9,5

2,0

4,0

4,0

2,8

5,0

3,3

4,0

8,3

11,0

3,0

0,5

0,5

1

1

1

1

1

1

1

1

1

1

1

0,5

0,5

1

1

1

0,66

2

1 + 0,33

1

0,5

0,5

1

2009

www.fisicanovestibular.com.br

4

Como a própria planilha mostra bem, até 2007 a distribuição de conteúdos na UFMG era mais

previsível, mas a prova trazia 15 questões. Agora não: só 8. Precisaremos alguns anos para estabelecer um

novo padrão. Mas, o número de questões por assunto mostra a freqüência de cada um deles!

E, embora estivesse na reunião da COPEVE de 2007 quando foi falado explicitamente que questões

Mas, é bom
Mas, é bom

abordando dois temas não seria uma tendência, eu diria que é sim. Tirando-se a questão sobre Circuitos,

da prova de 2009, quase todas as de 2010 relaciona dois ou mais itens em cada resposta.

lembrar que este tipo de questão, também, já havia antes.

Nota-se pela tabela que, praticamente, não houve repetição de conteúdo nos três últimos anos. E

poderá ser assim por muitos anos, posto que o programa é grande para somente 8 questões. Conteúdos

mais “raros” apareceram em 2010.

Além disto, cabe ressaltar a absoluta ênfase conceitual e qualitativa, com poucas questões

ênfase conceitual e qualitativa , com poucas questões quantitativas , dentre estas a maioria envolvendo

quantitativas, dentre estas a maioria envolvendo proporcionalidade. Esta sim, uma realidade de décadas!

Compensa muito estudar para a prova da UFMG por esta apostila, porque o estilo de questões

praticamente não tem se alterado e também porque são repetitivas. Explicando melhor: como o programa

é o mesmo e o estilo de questões idem, é comum encontrar em um ano questões parecidas com outras

anteriormente aplicadas.

Porém, e isto de tudo é o mais importante, nada, nada substitui o ESTUDO, com afinco, a

dedicação pessoal de cada estudante. Este é o caminho para a sua aprovação: horas e horas intermináveis,

por mais que pareçam chatas e indigestas, de estudo, solitário e intenso!

chatas e indigestas, de estudo, solitário e intenso! quanto mais próximo de 1 (100) melhor .

quanto mais próximo de 1 (100) melhor.

Não há bons livros, ou ótimos professores, listas de fórmulas, macetes que substituam este

trabalho que deve ser só seu. A SUA APROVAÇÃO ESTÁ EM SUAS EXCLUSIVAS MÃOS! E anos sem

estudar como deveria só podem ser compensados com muito estudo!

Recomendo, também, a consulta à coleção “Física no vestibular XXXX: provas e comentários”, da

Editora UFMG, bibliografia excelente, que mostra estatísticas e traz comentários dos autores das

provas. Desta coleção, retirei a informação do percentual de acertos A e discriminação D, estatística que

mostra se a questão separou bem quem sabe de quem não sabe, ou seja, o joio do trigo! Este último,

Bom estudo e mãos à obra!

Professor Rodrigo Penna (02/02/2010)

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA - CINEMÁTICA

5

CINEMÁTICA – 22 questões

1. (UFMG/96) Um ônibus está parado em um sinal. Quando o sinal abre, esse ônibus entra em movimento e aumenta sua velocidade até um determinado valor. Ele mantém essa velocidade até se aproximar de um ponto de ônibus quando, então, diminui a velocidade até parar. O gráfico posição x em função do tempo t que melhor representa esse movimento é

do tempo t que melhor representa esse movimento é Com base nos dados da tabela, pode-se

Com base nos dados da tabela, pode-se afirmar que a aceleração do carro

A) foi constante no intervalo de tempo entre 0 s e 2 s.

B) foi maior, em média, no intervalo de tempo entre 0 s e 1 s do

que entre 1 s e 2 s.

C) foi maior, em média, no intervalo de tempo entre 2 s e 3 s do

que entre 1 s e 2 s.

D) foi maior no intervalo de tempo entre 3 s e 5 s.

(UFMG/96) Uma torneira está pingando, soltando uma gota a cada intervalo igual de tempo. As gotas abandonam a torneira com velocidade nula. Considere desprezível a resistência do ar. No momento em que a quinta gota sai da torneira, as posições ocupadas pelas cinco gotas são melhor representadas pela seqüência

cinco gotas são melhor representadas pela seqüência 4. 2. (UFMG/96) Uma pessoa passeia durante 30 minutos.

4.

cinco gotas são melhor representadas pela seqüência 4. 2. (UFMG/96) Uma pessoa passeia durante 30 minutos.
2. (UFMG/96) Uma pessoa passeia durante 30 minutos. Nesse tempo ela anda, corre e também
2. (UFMG/96) Uma pessoa passeia durante 30 minutos. Nesse
tempo ela anda, corre e também pára por alguns instantes. O
gráfico representa a distância (x) percorrida por essa pessoa em
função do tempo de passeio (t).
5. (UFMG/97) Um barco tenta atravessar um rio com 1,0 km de
largura. A correnteza do rio é paralela às margens e tem
velocidade de 4,0 km/h. A velocidade do barco, em relação à
água é de 3,0 km/h perpendicularmente às margens. Nessas
condições, pode-se afirmar que o barco
A) atravessará o rio em 12 minutos.
B) atravessará o rio em 15 minutos.
C) atravessará o rio em 20 minutos.
D) nunca atravessará o rio.
6. (UFMG/97) A figura mostra uma bola descendo uma rampa. Ao
longo da rampa, estão dispostos cinco cronômetros, C1,
C2,
C5,
igualmente espaçados. Todos os cronômetros são
Pelo gráfico pode-se afirmar que, na seqüência do passeio da
pessoa ela
acionados, simultaneamente (t = 0), quando a bola começa a
descer a rampa partindo do topo. Cada um dos cronômetros
pára quando a bola passa em frente a ele. Desse modo, obtêm-
se os tempos que a bola gastou para chegar em frente de cada
cronômetro.
A) andou (1), correu (2), parou (3) e andou (4).
B) andou (1), parou (2), correu (3) e andou (4).
C) correu (1), andou (2), parou (3) e correu (4).
D) correu (1), parou (2), andou (3) e correu (4).
3. (UFMG/96) Um carro está se deslocando ao longo de uma linha
reta, ao longo do “retão” de uma pista de corrida. A sua
velocidade varia com o tempo de acordo com a tabela.
A figura que melhor representa as marcações dos cronômetros
em um eixo de tempo é
A figura que melhor representa as marcações dos cronômetros em um eixo de tempo é www.fisicanovestibular.com.br
A figura que melhor representa as marcações dos cronômetros em um eixo de tempo é www.fisicanovestibular.com.br

www.fisicanovestibular.com.br

7.

8.

9.

10.

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA - CINEMÁTICA

6

(UFMG/98) Este gráfico, velocidade versus tempo, representa o movimento de um automóvel ao longo de uma estrada reta.

o movimento de um automóvel ao longo de uma estrada reta. A distância percorrida pelo aut

A distância percorrida pelo automóvel nos primeiros 12 s é

A) 24 m.

B) 2,0 m.

C) 288 m.

D) 144 m.

(UFMG/98) Um corpo P é lançado horizontalmente de uma determinada altura. No mesmo instante, um outro corpo Q é solto em queda livre, a partir do repouso, dessa mesma altura, como mostra a figura.

11. (UFMG/01) Um menino flutua em uma bóia que está se movimentando, levada pela correnteza de um rio. Uma outra bóia, que flutua no mesmo rio a uma certa distância do menino, também está descendo com a correnteza. A posição das duas bóias e o sentido da correnteza estão indicados nesta figura:

Considere que a velocidade da correnteza é a mesma em todos os pontos do rio.
Considere que a velocidade da correnteza é a mesma em todos
os pontos do rio. Nesse caso, para alcançar a segunda bóia, o
menino deve nadar na direção indicada pela linha
A) K.
B) L.
C) M.
A: 21%
D:0,39
D) N.
12.

(UFMG/02) Em uma corrida de Fórmula 1, o piloto Miguel Sapateiro passa, com seu carro, pela linha de chegada e avança em linha reta, mantendo velocidade constante. Antes do fim da reta, porém, acaba a gasolina do carro, que diminui a velocidade progressivamente, até parar. Considere que, no instante inicial, t = 0, o carro passa pela linha de chegada, onde x = 0. Assinale a alternativa cujo gráfico da posição x em função do tempo t melhor representa o movimento desse carro.

A: 40%

D:0,55

t melhor representa o movimento desse carro. A: 40% D:0,55 13. (UFMG/02) Observe esta figura: Sejam
t melhor representa o movimento desse carro. A: 40% D:0,55 13. (UFMG/02) Observe esta figura: Sejam

13. (UFMG/02) Observe esta figura:

carro. A: 40% D:0,55 13. (UFMG/02) Observe esta figura: Sejam v P e v Q os

Sejam v P e v Q os módulos das velocidades dos corpos P e Q ,

respectivamente, imediatamente antes de tocarem o chão e t P e t Q os tempos despendidos por cada corpo nesse percurso. Despreze os efeitos da resistência do ar. Nessas condições, pode-se afirmar que

A) v P = v Q e t P > t Q .

B) v P = v Q e t P = t Q .

C) v P > v Q e t P > t Q .

D) v P > v Q e t P = t Q .

(UFMG/99) Uma pessoa lança uma bola verticalmente para cima. Sejam v o módulo da velocidade e a o módulo da aceleração da bola no ponto mais alto de sua trajetória. Assim sendo, é correto afirmar que, nesse ponto,

A) v = 0 e a ≠ 0. B) v ≠ 0 e a ≠
A) v = 0 e a ≠ 0.
B) v ≠ 0 e a ≠ 0.
C) v = 0 e a = 0.
A: 45%
D:0,60
D) v ≠ 0 e a = 0.
A: 58%
D:0,42

(UFMG/00) Júlia está andando de bicicleta, com velocidade constante, quando deixa cair uma moeda. Tomás está parado na rua e vê a moeda cair. Considere desprezível a resistência do ar. Assinale a alternativa em que melhor estão representadas as trajetórias da moeda, como observadas por Júlia e por Tomás.

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA - CINEMÁTICA

7

Daniel está andando de skate em uma pista horizontal. No instante t 1 , ele lança uma bola, que, do seu ponto de vista, sobe verticalmente. A bola sobe alguns metros e cai, enquanto Daniel continua a se mover em trajetória retilínea, com velocidade constante. No instante t 2 , a bola retorna à mesma altura de que foi lançada. Despreze os efeitos da resistência do ar. Assim sendo, no instante t 2 , o ponto em que a bola estará, mais provavelmente, é

A) K.

B)

A: 42% D:0,41
A: 42%
D:0,41

Observação: no original, haviam duas questões sobre a mesma figura, mas elas eram sobre conteúdos distintos. A segunda questão está em Trabalho e Energia.

A: 51%

D:0,50

L.

C) M. D) qualquer um, dependendo do módulo da velocidade de lançamento. 14. (UFMG/03) Um
C) M.
D) qualquer um, dependendo do módulo da velocidade de
lançamento.
14. (UFMG/03) Um pequeno bote, que navega a uma velocidade de
2,0 m/s em relação à margem de um rio, é alcançado por um
navio de 50 m de comprimento, que se move paralelamente a
ele, no mesmo sentido, como mostrado na figura:
16. (UFMG/04) Da janela de seu apartamento, Marina lança
uma bola verticalmente para cima, como mostrado nesta
figura:
Esse navio demora 20 segundos para ultrapassar o bote. Ambos
movem-se com velocidades constantes. Nessas condições, a
velocidade do navio em relação à margem do rio é de,
aproximadamente,
Despreze a resistência do ar. Assinale a alternativa cujo
gráfico melhor representa a velocidade da bola em
função do tempo, a partir do instante em que ela foi
lançada.
A: 51%
D:0,28
A: 40%
D:0,51
A) 0,50 m/s.
B) 2,0 m/s.
C) 2,5 m/s.
D) 4,5 m/s.
15. (UFMG/03) Em um laboratório de Física, Agostinho realiza o
experimento representado, esquematicamente, nesta figura:
Agostinho segura o bloco K sobre uma mesa sem atrito. Esse
bloco é ligado por um fio a um outro bloco, L, que está
sustentado por este fio. Em um certo momento, Agostinho solta
o bloco K e os blocos começam a se movimentar. O bloco L
atinge o solo antes que o bloco K chegue à extremidade da
mesa. Despreze as forças de atrito. Assinale a alternativa cujo
gráfico melhor descreve a velocidade do bloco K em função do
tempo, desde o instante em que é solto até chegar próximo à
extremidade da mesa.
17. (UFMG/05) Um carro está andando ao longo de uma estrada
reta e plana. Sua posição em função do tempo está
representada neste gráfico:
reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico: www.fisicanovestibular.com.br

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA - CINEMÁTICA

8

Sejam v P , v Q e v R os módulos das velocidades do carro, respectivamente, nos pontos P, Q e R, indicados nesse gráfico. Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que

v P < v R <

R <

D) v Q <

A)

B)

<

v

v

Q

P

<

C) v

v Q < v P <

v R . v Q .

v P . v R .

A: 41%

D:0,52

Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que

a velocidade do barco II, medida por uma pessoa que está no barco I, é mais bem representada pelo vetor

A) P .

B) Q .

C)

D)

R .

S .

20. (UFMG/2007)

A: 56%

com

D: 24

18. (UFMG/06) Clarissa chuta, em seqüência, três bolas. P, Q

e R, cujas trajetórias estão representadas nesta figura:

e R , cujas trajetórias estão representadas nesta figura: Uma caminhonete move-se, aceleração constante, ao longo

Uma

caminhonete

move-se,

aceleração

constante, ao longo de uma estrada plana e reta, como representado nesta figura. A seta
constante,
ao
longo
de
uma
estrada
plana
e
reta,
como
representado nesta figura.
A
seta indica o sentido da velocidade e o da aceleração dessa

caminhonete. Ao passar pelo ponto P, indicado na figura, um passageiro, na carroceria do veículo, lança uma bola para cima, verticalmente em relação a ele. Despreze a resistência do ar. Considere que, nas alternativas abaixo, a caminhonete está representada em dois instantes consecutivos. Assinale a alternativa em que está mais bem representada a

a alternativa em que está mais bem representada a Sejam tP, tQ e tR os tempos
Sejam tP, tQ e tR os tempos gastos, respectivamente, pelas bolas P, Q e R,
Sejam tP, tQ e tR os tempos gastos, respectivamente, pelas
bolas P, Q e R, desde o momento do chute até o instante
em que atingem o solo. Considerando-se essas
informações, é CORRETO afirmar que
trajetória da bola vista por uma pessoa, parada, no acostamento
da estrada.
A) tQ > tP
= tR
B) tB R B > tB Q B = tB P B
C) tB Q B > tB R B > tB P B
D) tB R B > tB Q B> tB P B
A: 31%
D:0,32
19. (UFMG/2007) Dois barcos – I e II – movem-se, em um lago,
com velocidade constante, de mesmo módulo, como
representado nesta figura:
A: 22%
D:14
21. (UFMG/2009) Numa corrida, Rubens Barrichelo segue atrás de
Felipe Massa, em um trecho da pista reto e plano. Inicialmente,
os dois carros movem-se com velocidade constante, de mesmos
módulo, direção e sentido. No instante t 1 , Felipe aumenta a
velocidade de seu carro com aceleração constante; e, no
instante t 2 , Barrichelo também aumenta a velocidade do seu
carro com a mesma aceleração. Considerando essas
informações, assinale a alternativa cujo gráfico melhor descreve
o módulo da velocidade relativa entre os dois veículos, em
função do tempo.

Em relação à água, a direção do movimento do barco I é perpendicular à do barco II e as linhas tracejadas indicam o sentido do deslocamento dos barcos.

à do barco II e as linhas tracejadas indicam o sentido do deslocamento dos barcos. www.fisicanovestibular.com.br

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA - CINEMÁTICA

Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA - CINEMÁTICA 9 22. (UFMG/2010) Ângela e Tânia iniciam,

9

22. (UFMG/2010) Ângela e Tânia iniciam, juntas, um passeio de bicicleta em torno de uma lagoa. Neste gráfico, está registrada a distância que cada uma delas percorre, em função do tempo:

Após 30 minutos do início do percurso, Tânia avisa a Ângela, por telefone, que acaba
Após 30 minutos do início do percurso, Tânia avisa a Ângela, por
telefone, que acaba de passar pela igreja.
Com base nessas informações, são feitas duas observações:
I - Ângela passa pela igreja 10 minutos após o telefonema
de Tânia.

II - Quando Ângela passa pela igreja, Tânia está 4 km à sua

frente.

Ângela passa pela igreja, Tânia está 4 km à sua frente. Considerando-se a situação descrita, é

Considerando-se a situação descrita, é CORRETO afirmar que

A) apenas a observação I está certa.

B) apenas a observação II está certa.

C) ambas as observações estão certas.

D) nenhuma das duas observações está certa.

C) ambas as observações estão certas. D) nenhuma das duas observações está certa. www.fisicanovestibular.com.br

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – LEIS DE NEWTON

10

LEIS DE NEWTON – 18 questões

1. (UFMG/97) Uma bola desliza inicialmente sobre um plano

inclinado (trecho 1), depois, sobre um plano horizontal (trecho 2)

e, finalmente, cai livremente (trecho 3) como mostra a figura.

finalmente, cai livremente (tre cho 3) como mostra a figura. Desconsidere as forças de atrito durante

Desconsidere as forças de atrito durante todo o movimento. Considere os módulos das acelerações da bola nos trechos 1, 2

3 como sendo a 1 , a 2 e a 3 respectivamente. Sobre os módulos dessas acelerações nos três trechos do movimento da bola, pode-se afirmar que

e

A) a 1 < a 2 < a 3 .

B) a 1 < a 3 e a 2 = 0.

C) a 1 = a 2 e a 3 = 0.

D) a 1 = a 3 e a 2 = 0.

2. (UFMG/97) Uma pessoa entra num elevador carregando uma caixa pendurada por um barbante frágil, como mostra a figura. O

elevador sai do 6 o andar e só pára no térreo.

A) O maior valor para

suportar é 35 N.

B) O fio não arrebenta porque as forças se anulam.

C) O maior valor para o peso de cada

suportar é 140 N.

D) O maior valor para o peso de cada

o peso de cada

bloco que o fio pode

bloco que o fio pode

bloco que o fio pode

suportar é 70 N. 4. (UFMG/99) Na figura, dois ímãs iguais, em forma de anel,
suportar é 70 N.
4. (UFMG/99) Na figura, dois ímãs iguais, em forma de anel, são
atravessados por um bastão que está preso em uma base. O
bastão e a base são de madeira. Considere que os ímãs se
encontram em equilíbrio e que o atrito entre eles e o bastão é
desprezível.
Nessas condições, o módulo da força que a base exerce sobre o
ímã de baixo é
A) igual ao peso desse ímã.
B) nulo.
C) igual a duas vezes o peso desse ímã.
D) maior que o peso desse ímã e menor que o dobro do seu
peso.
A: 23%
D:0,55
5. (UFMG/99) As figuras mostram uma pessoa erguendo um bloco
até uma altura h em três situações distintas.
um bloco até uma altura h em três situações distintas. Na situação I , o bloco

Na situação I , o bloco é erguido verticalmente; na II , é

arrastado sobre um plano inclinado; e, na III , é elevado utilizando-se uma roldana fixa. Considere que o bloco se move com velocidade constante e que são desprezíveis a massa da corda e qualquer tipo de atrito. Considerando-se as três situações descritas, a força que a pessoa faz é

A) igual ao peso do bloco em II e maior que o peso do bloco em I

e III .

B) igual ao peso do bloco em I , II e III .

C) igual ao peso do bloco em I e menor que o peso do bloco em

II e III .

D) igual ao peso do bloco em I e III e menor que o peso do bloco

em II .

6. (UFMG/00) Um circuito, onde são disputadas corridas de automóveis, é composto de dois trechos retilíneos e dois trechos em forma de semicírculos, como mostrado na figura.

A: 27%

D:0,56

É

correto afirmar que o barbante poderá arrebentar

A) no momento em que o elevador entrar em movimento, no 6 o andar. B)
A)
no momento em que o elevador entrar em movimento, no 6 o
andar.
B)
no momento em que o elevador parar no térreo.
C)
quando o elevador estiver em movimento, entre o 5 o e o 2 o
andares.
D)
somente numa situação em que o elevador estiver subindo.
massa desprezível, como mostra a figura.

A força máxima que o fio suporta sem se arrebentar é de 70 N.

Em relação à situação apresentada, assinale a alternativa correta.

3. (UFMG/98) Dois blocos iguais estão conectados por um fio de

www.fisicanovestibular.com.br

7.

8.

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – LEIS DE NEWTON

11

– UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – LEIS DE NEWTON 11 Ao passar pelo ponto mais

Ao passar pelo ponto mais baixo da trajetória, a força que o assento do avião exerce sobre o piloto é

A) igual ao peso do piloto.

B) maior que o peso do piloto.

C) menor que o peso do piloto.

D)

nula.

A: 31%

D:0,35

9. (UFMG/02) Durante uma brincadeira, Bárbara arremessa uma bola de vôlei verticalmente para cima, como mostrado nesta figura:

Um automóvel está percorrendo o circuito no sentido anti- horário, com velocidade de módulo constante.
Um automóvel está percorrendo o circuito no sentido anti-
horário,
com
velocidade
de
módulo
constante.
Quando
o
automóvel passa pelo ponto P, a força resultante que atua nele
está no sentido de P para
A) K.
B) L.
C) M.
A: 31%
D:0,40
D) N.
(UFMG/01) Uma jogadora de basquete arremessa uma bola
tentando atingir a cesta. Parte da trajetória seguida pela bola
está representada nesta figura:
Assinale a alternativa cujo diagrama melhor representa a(s)
força(s) que atua(m) na bola no ponto mais alto de sua
trajetória.
A: 65%
D:0,38
A: 21%
D:0,50
Considerando a resistência do ar, assinale a alternativa cujo
diagrama melhor representa as forças que atuam sobre a bola
no ponto P dessa trajetória.
10. (UFMG/02) Dois ímãs, presos nas extremidades de dois fios
finos, estão em equilíbrio, alinhados verticalmente, como
mostrado nesta figura:
(UFMG/01) Durante uma apresentação da Esquadrilha da
Fumaça, um dos aviões descreve a trajetória circular
representada nesta figura:
Nessas condições, o módulo da tensão no fio que está preso no
ímã de cima é
A: 40%
D:0,49
A) igual ao módulo da tensão no fio de baixo.
B) igual ao módulo do peso desse ímã.
C) maior que o módulo do peso desse ímã.
D) menor que o módulo da tensão no fio de baixo.
Observação: questão que também envolve o conceito de Atração
Magnética.
11.

(UFMG/04) Daniel está brincando com um carrinho, que corre por uma pista composta de dois trechos retilíneos – P e R e dois trechos em forma de semicírculos – Q e S –, como representado nesta figura:

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – LEIS DE NEWTON

12

– UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – LEIS DE NEWTON 12 O carrinho passa pelos trechos
O carrinho passa pelos trechos P e Q mantendo o módulo de sua velocidade constante.
O carrinho passa pelos trechos P e Q mantendo o módulo de sua
velocidade constante. Em seguida, ele passa pelos trechos R e S
aumentando sua velocidade. Com base nessas informações, é
CORRETO afirmar que a resultante das forças sobre o carrinho
A: 37%
D:0,57
A) é nula no trecho Q e não é nula no trecho R.
B) é nula no trecho P e não é nula no trecho Q.
C) é nula nos trechos P e Q.
14.
D) não é nula em nenhum dos trechos marcados.
A) F i =
F f
e
a i =
a f .
B) F i = F f
e
a i =
C) F i
=
2F f
e
a i
=
2a f .
2a f .
D) F i = 2F f
e
a i = a f .
15.
A linha tracejada, nessa figura, representa a trajetória da pedra,
vista de cima. Observando essa situação, Júlia e Marina
chegaram a estas conclusões:
• Júlia: “O movimento de Tomás é acelerado.”
• Marina: “A componente horizontal da força que o
piso faz sobre Tomás aponta para o centro da
plataforma.”
Considerando-se essas duas conclusões, é CORRETO afirmar
que
A) as duas estão erradas.
B) apenas a de Júlia está certa.
C) as duas estão certas.
D) apenas a de Marina está certa.
A: 20%
D:0,24
A: 65% D:0,49 (UFMG/2007) Um ímã e um bloco de ferro são mantidos fixos numa
A: 65%
D:0,49
(UFMG/2007) Um ímã e um bloco de ferro são mantidos fixos
numa superfície horizontal, como mostrado nesta figura:

Em determinado instante, ambos são soltos e movimentam-se um em direção ao outro, devido à força de atração magnética. Despreze qualquer tipo de atrito e considere que a massa m do ímã é igual à metade da massa do bloco de ferro. Sejam a i o módulo da aceleração e F i o módulo da resultante das forças sobre o ímã. Para o bloco de ferro, essas grandezas são, respectivamente, a f e F f . Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que

12. (UFMG/05) INSTRUÇÃO: As questões 12 e 13 devem ser respondidas com base na situação descrita a seguir. Tomás está parado sobre a plataforma de um brinquedo, que gira com velocidade angular constante. Ele segura um barbante, que tem uma pedra presa na outra extremidade, como mostrado nesta figura:

A: 46%

D: 60

(UFMG/08) Durante uma aula de Física, o professor Domingos Sávio faz, para seus alunos, a demonstração que se descreve a seguir. Inicialmente, dois blocos — I e II — são colocados, um sobre o outro, no ponto P, no alto de uma rampa, como representado nesta figura:

A: 53%

D: 28

de uma rampa, como representado nesta figura: A: 53% D: 28 Em seguida, solta-se o conjunto

Em seguida, solta-se o conjunto formado por esses dois blocos. Despreze a resistência do ar e o atrito entre as superfícies envolvidas. Assinale a alternativa cuja figura melhor representa a posição de cada um desses dois blocos, quando o bloco I estiver passando pelo ponto Q da rampa.

o bloco I estiver passando pelo ponto Q da rampa. 13. (UFMG/05) Quando Tomás passa pelo

13. (UFMG/05) Quando Tomás passa pelo ponto P, indicado na figura, a pedra se solta do barbante. Assinale a alternativa em que melhor se representa a trajetória descrita pela pedra, logo após se soltar, quando vista de cima.

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – LEIS DE NEWTON

13

18. (UFMG/2010) Nesta figura, está representado um balão dirigível, que voa para a direita, em altitude constante e com velocidade v, também constante:

altitude constante e com velocidade v , também constante: Sobre o balão, atuam as seguintes forças:

Sobre o balão, atuam as seguintes forças: o peso P, o empuxo E, a resistência do ar R e a força M, que é devida à propulsão dos motores. Assinale a alternativa que apresenta o diagrama de forças em que estão mais bem representadas as forças que atuam sobre esse balão.

bem representadas as forças que atuam sobre esse balão. 16. (UFMG/08) Devido a um congestionamento aéreo,

16. (UFMG/08) Devido a um congestionamento aéreo, o avião em que Flávia viajava permaneceu voando em uma trajetória horizontal e circular, com velocidade de módulo constante. Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que,

em certo ponto da trajetória, a resultante das forças que atuam no avião é

A: 39% D: 53 A) horizontal. B) vertical, para baixo. C) vertical, para cima. D)
A: 39%
D: 53
A) horizontal.
B) vertical, para baixo.
C) vertical, para cima.
D) nula.
17. (UFMG/09) Observe estes quatro sistemas de roldanas, em
que objetos de mesma massa são mantidos suspensos, em
equilíbrio, por uma força aplicada na extremidade da corda:

Sejam F 1 , F 2 , F 3 e F 4 as forças que atuam numa das extremidades das cordas em cada um desses sistemas, como representado na figura. Observe que, em dois desses sistemas, a roldana é fixa e, nos outros dois, ela é móvel. Considere que, em cada um desses sistemas, a roldana pode girar livremente ao redor do seu eixo; que a corda é inextensível; e que a massa da roldana e a da corda são desprezíveis. Considerando-se essas informações, em relação aos módulos dessas quatro forças, é CORRETO afirmar que

A) F 1 = F 2 e F 3 = F 4 .

B) F 1 < F 2 e F 3 < F 4 .

C) F 1 = F 2 e F 3 < F 4 .

D) F 1 < F 2 e F 3 = F 4 .

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – HIDROSTÁTICA

14

HIDROSTÁTICA – 12 questões

1. (UFMG/97) A figura mostra três vasos V 1 , V 2 e V 3 cujas bases têm a mesma área. Os vasos estão cheios de Iíquidos l 1 , l 2 e I 3 até uma mesma altura. As pressões no fundo dos vasos são P 1 , P 2 e P 3 , respectivamente.

vasos são P 1 , P 2 e P 3 , respectivamente. Com relação a essa

Com relação a essa situação, é correto afirmar que

A) P 1 = P 2 = P 3 somente se os Iíquidos l 1 , l 2 e l 3 forem idênticos.

B) P 1 = P 2 = P 3 quaisquer que sejam os Iíquidos l 1 , l 2 e l 3 .

C) P 1 > P 2 > P 3 somente se os líquidos l 1 , l 2 e l 3 forem idênticos.

D) P 1 > P 2 > P 3 quaisquer que sejam os Iíquidos l 1 , l 2 e l 3 .

2. (UFMG/98) A figura mostra um copo com água no qual foram

colocadas uma rolha de cortiça e uma moeda.

4. (UFMG/00) As figuras mostram um mesmo tijolo, de dimensões 5 cm x 10 cm x 20 cm, apoiado sobre uma mesa de três maneiras diferentes. Em cada situação, a face do tijolo que está em contato com a mesa é diferente.

As pressões exercidas pelo tijolo sobre a mesa nas situações I, II e III são,
As pressões exercidas pelo tijolo sobre a mesa nas situações I,
II e III são, respectivamente, p 1 , p 2 e p 3 . Com base nessas
informações, é CORRETO afirmar que
A) p 1 = p 2 = p 3 .
B) p 1 < p 2 < p 3 .
C) p 1 < p 2 > p 3 .
D) p 1 > p 2 > p 3 .
A: 51%
D: 0,49
5.

(UFMG/00) A figura I mostra uma vasilha, cheia de água até a borda, sobre uma balança. Nessa situação, a balança registra um peso P 1 . Um objeto de peso P 2 é colocado nessa vasilha e flutua, ficando parcialmente submerso, como mostra a figura II . Um volume de água igual ao volume da parte submersa do objeto cai para fora da vasilha.

Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que, na figura II, a leitura da balança
Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que, na
figura II, a leitura da balança é
A) igual a P 1 .
B) igual a P 1 + P 2 .
C) maior que P 1 e menor que P 1 + P 2 .

D) menor que P 1 .

A: 37%

D: 0,08

6. (UFMG/01) Na figura, estão representadas duas esferas, I e II, de mesmo raio, feitas de materiais diferentes e imersas em um recipiente contendo água. As esferas são mantidas nas posições indicadas por meio de fios que estão tensionados.

indicadas por meio de fios que estão tensionados. A: 35% D: 0,20 Sejam P R e

A: 35%

D: 0,20

Sejam P R e P M os módulos dos pesos e E R e E M os módulos dos empuxos que atuam na rolha e na moeda, respectivamente. Nessas condições, pode-se afirmar que

A) E R = P R e E M = P M .

B) E R = P R e E M < P M .

C) E R > P R e E M = P M .

D) E R > P R e E M < P M .

(UFMG/99) A figura mostra um tubo em U, aberto nas duas

extremidades. Esse tubo contém dois líquidos que não se misturam e que têm densidades diferentes.

que não se misturam e que têm densidades diferentes. Sejam p M e p N as

Sejam p M e p N as pressões e d M e d N as densidades dos líquidos nos pontos M e N, respectivamente. Esses pontos estão no mesmo nível, como indicado pela linha tracejada. Nessas condições, é correto afirmar que

A) p M = p N e d M > d N .

B) p M p N e d M > d N .

C) p M = p N e d M < d N .

D) p M p N e d M < d N .

3.

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – HIDROSTÁTICA

15

Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que o empuxo

A) é igual à tensão no fio para as duas esferas.

B) é maior na esfera de maior massa.

C) é maior que o peso na esfera I.

D) é maior que o peso na esfera II.

7. (UFMG/04) Ana lança três caixas – I, II e III –, de mesma massa, dentro de um poço com água. Elas ficam em equilíbrio nas posições indicadas nesta figura:

9. (UFMG/06) José aperta uma tachinha entre os dedos, como mostrado nesta figura:

respectivamente, F e p . p p
respectivamente,
F
e
p
.
p
p

A: 42%

D: 0,54

figura: respectivamente, F e p . p p A: 42% D: 0,54 Sejam E I ,

Sejam E I , E II e E III os módulos dos empuxos sobre, respectivamente, as caixas I, II e III. Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que

A cabeça da tachinha está apoiada no polegar e a ponta, no indicador. Sejam F i o módulo da força e p i a pressão que a tachinha faz sobre o dedo indicador de José. Sobre o polegar,

essas grandezas são,

Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que

A)

B)

C)

D)

F i

F i

F i

F i

>

=

>

=

F p

F p

F p

F p

e

e

e

e

p i

p i

p i

p i
p i
= p p . = p p . > p p . > p p
=
p p .
=
p p .
>
p p .
>
p p .

A: 63%

D: 61

Observação: envolve também Leis de Newton, conteúdo dado antes de Hidrostática.

A) E I > E II > E III . B) E I < E
A) E I > E II > E III .
B) E I < E II = E III .
10.
C) E I = E II = E III .
A: 18%
D: 0,35
D) E I > E II = E III .
8. (UFMG/05) De uma plataforma com um guindaste, faz-se
descer, lentamente e com velocidade constante, um bloco
cilíndrico de concreto para dentro da água. Na Figura I, está
representado o bloco, ainda fora da água, em um instante t 1 e,
na Figura II, o mesmo bloco, em um instante t 2 posterior,
quando já está dentro da água.
A
a transbordar.
Assinale a alternativa cujo gráfico melhor representa a tensão
no cabo do guindaste em função do tempo.
A: 56%
D: 0,45
11.
na
parte
superior,
destampada,
a
qual
é,
aquecida,
como
mostrado
na

(UFMG/2007) Um reservatório de água é constituído de duas partes cilíndricas, interligadas, como mostrado nesta figura:

área da seção reta do cilindro inferior é maior que a do cilindro

superior. Inicialmente, esse reservatório está vazio. Em certo instante, começa-se a enchê-lo com água, mantendo-se uma vazão

constante. Assinale a alternativa cujo gráfico melhor representa a pressão, no fundo do reservatório, em função do tempo, desde o instante em que se começa a enchê-lo até o instante em que ele começa

D: 8

A: 30%

a enchê-lo até o instante em que ele começa D: 8 A: 30% (UFMG/2007) Para se

(UFMG/2007) Para se realizar uma determinada experiência,

em

Figura

coloca-se um pouco de água em uma lata, com uma abertura

seguida,

I;

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – HIDROSTÁTICA

16

depois que a água ferve e o interior da lata fica totalmente preenchido com vapor, esta é tampada e retirada do fogo;

logo depois, despeja-se água fria sobre a lata e observa-se que ela se contrai bruscamente, como mostrado na Figura II.

ela se contrai bruscamente, como mostrado na Figura II . Com base nessas informações, é CORRETO

Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que, na situação descrita, a contração ocorre porque

A) a água fria provoca uma contração do metal das paredes da lata. B) a
A) a água fria provoca uma contração do metal das paredes da
lata.
B) a lata fica mais frágil ao ser aquecida.
C) a pressão atmosférica esmaga a lata.
D) o vapor frio, no interior da lata, puxa suas paredes para
dentro.
A: 42%
D: 55
12. (UFMG/2009) Um estudante enche dois balões idênticos  K
e L , usando, respectivamente, gás hélio (He) e gás hidrogênio
(H 2 ). Em seguida, com um barbante, ele prende cada um desses
balões a um dinamômetro, como mostrado nesta figura:

Os dois balões têm o mesmo volume e ambos estão à mesma temperatura. Sabe-se que, nessas condições, o gás hélio é mais denso que o gás hidrogênio. Sejam E K e E L os módulos do empuxo da atmosfera sobre, respectivamente, os balões K e L. Pela leitura dos dinamômetros, o estudante verifica, então, que os módulos da tensão nos fios dos balões K e L são, respectivamente, T K e T L . Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que

A) T K > T L e E K = E L .

B) T K < T L e E K = E L .

C) T K < T L e E K E L .

D) T K > T L e E K E L .

T L e E K ≠ E L . D) T K > T L e

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – ESTÁTICA

17

ESTÁTICA – 4 questões

1. (UFMG/97) A figura mostra um brinquedo, comum em parques de diversão, que consiste de uma barra que pode balançar em torno de seu centro. Uma criança de peso P 0 senta-se na extremidade da barra a uma distância X do centro de apoio. Uma segunda criança de peso P N senta-se do lado oposto a uma distância X/2 do centro.

senta-se do lado oposto a uma distância X/2 do centro. Para que a barra fique em

Para que a barra fique em equilíbrio na horizontal, a relação entre os pesos das crianças deve ser

A) P N = P o / 2.

B) P N = P o .

C) P N = 2P o .

D) P N = 4P o .

2.

(UFMG/03) Para carregar quatro baldes idênticos, Nivaldo pendura-os em uma barra, como mostrado nesta figura:

Sejam F I as forças que as estacas I e II fazem, e F II
Sejam
F I
as forças que as estacas I e II fazem,
e F II
respectivamente, no trampolim. Com base nessas informações,
é CORRETO afirmar que essas forças estão na direção vertical
e
A)
têm sentido contrário, para cima e para baixo.

4.

B)

C)

ambas têm o sentido para baixo. têm sentido contrário, para baixo e para cima. ambas têm o sentido para cima.

D)
D)

A: 27%

D: 0,34

(UFMG/2010) Para pintar uma parede, Miguel está sobre um andaime suspenso por duas cordas. Em certo instante, ele está mais próximo da extremidade direita do andaime, como mostrado nesta figura:

extremidade direita do andaime, como mostrado nesta figura: Sejam T E e T D os módulos

Sejam TE e TD os módulos das tensões nas cordas, respectivamente, da esquerda e da direita e P o módulo da soma do peso do andaime com o peso de Miguel. Analisando-se essas informações, é CORRETO afirmar que

A) TE = TD e TE + TD = P.

B) TE = TD e TE + TD > P.

P.

C) TE < TD e TE + TD =

D) TE < TD e TE + TD > P.

Essa barra é homogênea e possui suporte para os baldes, igualmente espaçados entre si, representados, na figura, pelos

pontos escuros. Para manter a barra em equilíbrio, na horizontal, Nivaldo a apóia, pelo ponto médio, no ombro. Nivaldo, então, remove um dos baldes e rearranja os demais de forma a manter a barra em equilíbrio, na horizontal, ainda apoiada pelo seu ponto médio. Assinale a alternativa que apresenta um arranjo possível para manter os baldes em equilíbrio nessa nova

situação. A: 42% D: 0,39
situação.
A: 42%
D: 0,39

3. (UFMG/05) Gabriel está na ponta de um trampolim, que está fixo em duas estacas – I e II –, como representado nesta figura:

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA

TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA – 12 questões

18

1. (UFMG/97) A figura representa um escorregador, onde uma criança escorrega sem impulso inicial. Se ela sair da posição P 1 ultrapassa a posição X; se sair de P 2 , pára em X e, se sair de P 3 , não chega a X.

2 , pára em X e, se sair de P 3 , não chega a X.

Com relação a esta situação, pode-se afirmar que a energia potencial da criança,

A) em P 2 , é igual à sua energia potencial em X.

B) em P 3 , é igual à sua energia potencial em X.

C) em P 3 , é maior do que em X.

D) em P 1 é igual à soma de suas energias potencial e cinética

em X.

2. (UFMG/98) Uma atleta de massa m está saltando em uma cama elástica. Ao abandonar a cama com velocidade v o , ela atingirá uma altura h. Considere que a energia potencial gravitacional é nula no nível da cama e despreze a resistência do ar. A figura mostra o momento em que a atleta passa, subindo, pela metade da altura h.

Na situação I , o bloco é erguido verticalmente; na II , é arrastado sobre um plano inclinado; e, na III , é elevado utilizando-se uma roldana fixa. Considere que o bloco se move com velocidade constante e que são desprezíveis a massa da corda e qualquer tipo de atrito. Comparando-se as três situações

descritas, é correto afirmar que o trabalho realizado pela pessoa

é A) maior em II . B) o mesmo em I , II e III
é
A)
maior em II .
B)
o mesmo em I , II e III .
C)
maior em I .
D)
menor em II .
A: 27%
D: 0,56
4. (UFMG/00) A figura mostra dois blocos de mesma massa,
inicialmente à mesma altura. Esses blocos são arremessados
para cima, com velocidade de mesmo módulo. O bloco I é
lançado verticalmente e o bloco II é lançado ao longo de um
plano inclinado sem atrito. As setas indicam o sentido do
movimento.
A altura máxima atingida pelo bloco I é H 1 e o tempo gasto para
atingir essa altura é t 1 . O bloco II atinge a altura máxima H 2 em
um tempo t 2 . Considere a resistência do ar desprezível.
Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que
A) H 1 = H 2 e t 1 = t 2 .
B) H 1 = H 2 e t 1 < t 2 .
C) H 1 ≠
H 2 e t 1 = t 2 .
2
D) H 1 ≠
H 2 e t 1 < t 2 .
A: 19%
D: 0,05

mgh +

m

v o

Observação: envolve também Leis de Newton (Plano Inclinado).

5. (UFMG/01) Na figura, está representado o perfil de uma montanha coberta de neve.

representado o perfil de uma montanha coberta de neve. Um trenó, solto no ponto K com

Um trenó, solto no ponto K com velocidade nula, passa pelos pontos L e M e chega, com velocidade nula, ao ponto N. A altura da montanha no ponto M é menor que a altura em K. Os pontos L e N estão a uma mesma altura. Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que A) a energia cinética em L é igual à energia potencial gravitacional em K.

B) a energia mecânica em K é igual à energia mecânica em M.

C) a energia mecânica em M é menor que a energia mecânica

em L.

D) a energia potencial gravitacional em L é maior que a energia

potencial gravitacional em N.

A: 35%

D: 0,30

Nessa posição, a energia mecânica da atleta é

A) 2 2 mgh B) 2 2 m v C) o 2 2 m v
A)
2
2
mgh
B)
2
2
m
v
C) o
2
2
m
v o
D) mgh +
2
3. (UFMG/99) As figuras mostram uma pessoa erguendo um bloco
até uma altura h em três situações distintas.

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA

19

6. (UFMG/03) Em um laboratório de Física, Agostinho realiza o experimento representado, esquematicamente, nesta figura:

o experimento representado, esquematicamente, nesta figura: Os blocos K e L são idênticos e cada um

Os blocos K e L são idênticos e cada um tem massa m. A altura da mesa é H e o bloco L, inicialmente em repouso, está a uma

altura h

condições, imediatamente antes de o bloco L atingir o solo, a

do solo. A aceleração da gravidade é g. Nessas

energia cinética do conjunto dos dois blocos é

A) mg(H-h).

B) mgh.

C) mgH.

D)

mg(H+h).

A: 38%

D: 0,40

Observação:

figura,

questão está em Cinemática.

7.

no original, haviam duas questões sobre a mesma

segunda

mas

elas

eram

sobre

conteúdos

distintos.

A

(UFMG/03) Para chegar ao segundo andar de sua escola, André pode subir por uma escada ou por uma rampa. Se subir pela escada, com velocidade constante, ele demora 10 s; no entanto, se for pela rampa, com a mesma velocidade, ele leva 15 s. Sejam W E o trabalho realizado e P E a potência média desenvolvida por André para ir ao segundo andar pela escada. Indo pela rampa, esses valores são, respectivamente, W R e P R . Despreze as perdas de energia por atrito. Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que

9. (UFMG/05) Daniel e André, seu irmão, estão parados em um tobogã, nas posições mostradas nesta figura:

A: 42% D: 0,31 Daniel tem o dobro do peso de André e a altura
A: 42%
D: 0,31
Daniel tem o dobro do peso de André e a altura em que ele está,
em relação ao solo, corresponde à metade da altura em que
está seu irmão. Em um certo instante, os dois começam a
escorregar pelo tobogã. Despreze as forças de atrito. É
CORRETO afirmar que, nessa situação, ao atingirem o nível do
solo, André e Daniel terão
A) energias cinéticas diferentes e módulos de velocidade
diferentes.
B) energias cinéticas iguais e módulas de velocidade iguais.
C) energias cinéticas diferentes e módulas de velocidade iguais.
D) energias cinéticas iguais e módulas de velocidade diferentes.

10.

(UFMG/06) Marcos e Valério puxam, cada um, uma mala de mesma massa até uma altura h, com velocidade constante, como representado nestas figuras:

com velocidade constante, como representado nestas figuras: A) W E ≠ W R e P E
A) W E ≠ W R e P E < P R . B) W
A) W E
≠ W R
e
P E <
P R
.
B) W E
≠ W R
e
P E >
P R
.
C) W E =
W R
e
P E <
P R
.
D) W E =
W R
e
P E >
P R
.
A: 40%
D: 0,47
8. (UFMG/04) Rita está esquiando numa montanha dos Andes. A
energia cinética dela em função do tempo, durante parte do
trajeto, está representada neste gráfico:
Marcos puxa sua mala verticalmente, enquanto Valério arrasta a
sua sobre uma rampa. Ambos gastam o mesmo tempo nessa
operação. Despreze as massas das cordas e qualquer tipo de
atrito. Sejam P M e P V as potências e T M e T V os trabalhos
realizados por, respectivamente, Marcos e Valério.
Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que
A)
T M
=
T V
e
P M
=
P V .
B)
T M
>
T V
e
P M
>
P V .
C)
T M
=
T V
e
P M
>
P V .
D)
T M
>
T V
e
P M
=
P V .
A: 26%
D: 19
11. (UFMG/2007) Antônio precisa elevar um bloco até uma altura h.
Para isso, ele dispõe de uma roldana e de uma corda e imagina
duas maneiras para realizar a tarefa, como mostrado nestas
figuras:

Os pontos Q e R, indicados nesse gráfico, correspondem a dois instantes diferentes do movimento de Rita. Despreze todas as formas de atrito. Com base nessas informações, é CORRETO

afirmar que Rita atinge

A) velocidade máxima em Q e altura mínima em R.

B) velocidade máxima em R e altura máxima em Q.

C) velocidade máxima em Q e altura máxima em R.

D) velocidade máxima em R e altura mínima em Q.

A: 41%

D: 0,58

máxima em R . D) velocidade máxima em R e altura mínima em Q . A:

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA

20

Despreze a massa da corda e a da roldana e considere que o bloco se move com velocidade constante. Sejam F I o módulo da força necessária para elevar o bloco e T I o trabalho realizado por essa força na situação mostrada na Figura I. Na situação mostrada na Figura II, essas grandezas são, respectivamente, F II e T II . Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que

A) 2F I = F II

B)

C) 2F I = F II

D)

russa

representado nesta figura:

e

e

e

e

Observe

T I = T II . T I = T II . 2T I = T II .

T I = 2T II .

o

perfil

F I = 2F II

F I = 2F II

A: 31%

montanha

D: 6,6

12. (UFMG/08)

de

uma

= 2 F I I A: 31% montanha D: 6,6 12. (UFMG/08) de uma Um carrinho

Um carrinho é solto do ponto M, passa pelos pontos N e P e só consegue chegar até o ponto Q. Suponha que a superfície dos trilhos apresenta as mesmas características em toda a sua extensão. Sejam ECN e ECP as energias cinéticas do carrinho, respectivamente, nos pontos N e P e ETP e ETQ as energias mecânicas totais do carrinho, também respectivamente, nos pontos P e Q. Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que

A) ECN = ECP e ETP = ETQ.

B) ECN = ECP e ETP > ETQ.

C) ECN > ECP e ETP = ETQ.

D) ECN > ECP e ETP > ETQ.

A: 34% D: 38
A: 34%
D: 38
> E CP e E TP = E TQ . D) E CN > E CP
> E CP e E TP = E TQ . D) E CN > E CP

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – GRAVITAÇÃO UNIVERSAL

21

GRAVITAÇÃO UNIVERSAL – 3 questões

1.

(UFMG/02) O Pequeno Príncipe, do livro de mesmo nome, de Antoine de Saint-Exupéry, vive em um asteróide pouco maior que esse personagem, que tem a altura de uma criança terrestre. Em certo ponto desse asteróide, existe uma rosa, como ilustrado nesta figura:

Nesta figura (fora de escala), está representada a posição de cada um desses três satélites:

Sejam F I , F II e F III os módulos das forças gravitacionais da
Sejam F I , F II e F III os módulos das forças gravitacionais da
Terra sobre, respectivamente, os satélites I, II e III .
Considerando-se essas informações, é CORRETO afirmar que
A) F I = F II < F III .
B) F I = F II > F III .
C) F I < F II < F III .
A: 45%
D: 54
D) F I < F II = F III .
Após observar essa figura, Júlia formula as seguintes hipóteses:

I) O Pequeno Príncipe não pode ficar de pé ao lado da rosa, porque o módulo da força gravitacional é menor que o módulo do peso do personagem. II) Se a massa desse asteróide for igual à da Terra, uma pedra solta pelo Pequeno Príncipe chegará ao solo antes de uma que é solta na Terra, da mesma altura. Analisando-se essas hipóteses, pode-se concluir que

A) apenas a I está correta. B) apenas a II está correta. C) as duas
A) apenas a I está correta.
B) apenas a II está correta.
C) as duas estão corretas.
D) nenhuma das duas está correta.
A)
à distância entre a Terra e o Sol.
B)
C)

A: 19%

D: 0,35

2. (UFMG/06) O movimento de translação da Terra deve-se, principalmente, à interação gravitacional entre esse planeta e o

Sol. Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que o

módulo da aceleração da Terra em sua órbita em torno do Sol é proporcional

à massa da Terra. ao produto da massa da Terra pela massa do Sol.

D) à massa do Sol.

A: 13%

D: 24

3. (UFMG/2007) Três satélites – I, II e III – movem-se em órbitas circulares ao redor da Terra.

O satélite I tem massa m e os satélites II e III têm, cada um,

massa 2m . Os satélites I e II estão em uma mesma órbita de raio r e o raio

da órbita do satélite III é

r 2
r
2

.

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – TEMPERATURA, DILATAÇÃO E TRANSIMISSÃO DO CALOR

22

TEMPERATURA, DILATAÇÃO E TRANSMISSÃO DO CALOR – 6 questões

1. (UFMG/97) O coeficiente de dilatação térmica do alumínio (Al) é, aproximadamente, duas vezes o coeficiente de dilatação térmica do ferro (Fe). A figura mostra duas peças onde um anel feito de um desses metais envolve um disco feito do outro. Á temperatura ambiente, os discos estão presos aos anéis.

temperatura ambiente, os discos estão presos aos anéis. Se as duas peças forem aquecidas uniformemente, é

Se as duas peças forem aquecidas uniformemente, é correto afirmar que

a) apenas o disco de Al se soltará do anel de Fe.

b) apenas o disco de Fe se soltará do anel de Al.

c) os dois discos se soltarão dos respectivos anéis.

d) os discos não se soltarão dos anéis.

2. (UFMG/99) O comprimento L de uma barra, em função de sua temperatura t , é descrito pela expressão

L = L 0 + L 0 α (t - t 0 ) ,

pela expressão L = L 0 + L 0 α (t - t 0 ) ,
pela expressão L = L 0 + L 0 α (t - t 0 ) ,

A: 51%

D: 0,41

Considere que o material M 1 é o cobre e o outro, M 2 , deve ser escolhido entre os listados nessa tabela. Para que o circuito seja ligado com o menor aumento de temperatura, o material da lâmina M 2 deve ser o

A) aço.

B) alumínio.

C) bronze.

D) níquel.

muito

Nesses

sistemas, a água circula entre um reservatório e um coletor de energia solar. Para o perfeito funcionamento desses sistemas, o reservatório deve estar em um nível superior ao do coletor, como mostrado nesta figura:

5. (UFMG/05) Atualmente, a energia solar está sendo L 0 o seu comprimento à temperatura
5.
(UFMG/05)
Atualmente,
a
energia
solar
está
sendo L 0 o seu comprimento à temperatura t 0 e α o coeficiente
de dilatação do material da barra. Considere duas barras, X e Y,
feitas de um mesmo material. A uma certa temperatura, a barra X
tem o dobro do comprimento da barra Y . Essas barras são,
então, aquecidas até outra temperatura, o que provoca uma
dilatação ΔX na barra X e ΔY na barra Y. A relação CORRETA
entre as dilatações das duas barras é
utilizada
em
sistemas
de
aquecimento
de
água.
A) ΔX = ΔY .
B) ΔX = 4 ΔY .
Δ Y
C) Δ =
X
.
2
A: 51%
D: 0,45
D) ΔX = 2 ΔY .
cobertor de lã. No inverno, a escolha do cobertor de lã justifica-
se, principalmente, porque este
A: 52%
D: 0,60
A) é mais quente que o lençol de algodão.
B) é pior transmissor de calor que o lençol de algodão.
C) se aquece mais rápido que o lençol de algodão.
D) tem mais calor acumulado que o lençol de algodão.

Quando a temperatura das placas aumenta, elas dilatam-se e a lâmina curva-se, fechando o circuito elétrico, como mostrado na figura II. Essa tabela mostra o coeficiente de dilatação linear α de diferentes materiais:

sendo

3. (UFMG/03) No verão, Tia Maria dorme coberta somente por um lençol de algodão, enquanto, no inverno, ela se cobre com um

4. (UFMG/03) Uma lâmina bimetálica é constituída de duas placas de materiais diferentes, M 1 e M 2 , presas uma à outra. Essa lâmina pode ser utilizada como interruptor térmico para ligar ou desligar um circuito elétrico, como representado, esquematicamente, na figura I:

No coletor, a água circula através de dois canos horizontais ligados por vários canos verticais. A água fria sai do reservatório, entra no coletor, onde é aquecida, e retorna ao reservatório por convecção. Na página seguinte, nas quatro alternativas, estão representadas algumas formas de se conectar o reservatório ao coletor. As setas indicam o sentido de circulação da água. Assinale a alternativa em que estão CORRETAMENTE representados o sentido da circulação da água e a forma mais eficiente para se aquecer toda a água do reservatório.

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – TEMPERATURA, DILATAÇÃO E TRANSIMISSÃO DO CALOR

23

7. A) B) C) D) A: 56% D: 0,42 6. (UFMG/06) João, chefe de uma
7.
A)
B)
C)
D)
A: 56%
D: 0,42
6. (UFMG/06) João, chefe de uma oficina mecânica, precisa
encaixar um eixo de aço em um anel de latão, como mostrado
nesta figura:
À temperatura ambiente, o diâmetro do eixo é maior que o do

orifício do anel. Sabe-se que o coeficiente de dilatação térmica do latão é maior que o do aço. Diante disso, são sugeridos a João alguns procedimentos, descritos nas alternativas abaixo, para encaixar o eixo no anel. Assinale a alternativa que apresenta um procedimento que NÃO permite esse encaixe.

A) Resfriar apenas o eixo.

B) Aquecer apenas o anel.

C) Resfriar o eixo e o anel.

D) Aquecer o eixo e o anel.

A: 66%

D: 43

(UFMG/08) Depois de assar um bolo em um forno a gás,

Zulmira observa que ela queima a mão ao tocar no tabuleiro, mas não a queima ao tocar no bolo. Considerando-se essa situação, é CORRETO afirmar que isso ocorre porque

a capacidade térmica do tabuleiro é maior que a do bolo.

a transferência de calor entre o tabuleiro e a mão é mais

rápida que entre o bolo e a mão.

o bolo esfria mais rapidamente que o tabuleiro, depois de os

dois serem retirados do forno.

A: 39% D: 38
A: 39%
D: 38

o tabuleiro retém mais calor que o bolo.

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – COMPORTAMENTO DOS GASES IDEAIS

24

COMPORTAMENTO DOS GASES IDEAIS – 8 questões

1. (UFMG/97) Um mergulhador, na superfície de um lago onde a pressão é de 1,0 atm, enche um balão com ar e então desce a 10 m de profundidade. Ao chegar nessa profundidade, ele mede o volume do balão e vê que este foi reduzido a menos da metade. Considere que, dentro d'água, uma variação de 10 m na profundidade produz uma variação de 1 atm de pressão. Se T S é a temperatura na superfície e T P a temperatura a 10 m de profundidade, pode-se afirmar que

A) T S < T P . B) T S = T P . C)
A) T S < T P .
B) T S = T P .
C) T S > T P .
D) não é possível fazer comparação entre as duas temperaturas
com os dados fornecidos.
Sejam W I , W II e W III os módulos dos trabalhos realizados pelo
gás nos processos I, II e III, respectivamente. Com base nessas
informações, é CORRETO afirmar que
A) W I < W II < W III .
B) W I = W II = W III .
C) W I = W III > W II .
A: 30%
D: 0,23
D) W I > W II > W III .
Observação: Trabalho de um Gás normalmente é dado junto com 1ª
Lei da Termodinâmica e Máquinas Térmicas.
5. (UFMG/02) Um cilindro tem como tampa um êmbolo, que pode
se mover livremente. Um gás, contido nesse cilindro, está sendo
aquecido, como representado nesta figura:
Pode-se afirmar que a relação que melhor descreve a
transformação sofrida pelo gás é
p
A) = constante
T
B) pV = constante
V
C) = constante
T
D)
V
p = constante
Assinale a alternativa cujo diagrama melhor representa a
pressão em função da temperatura nessa situação.
A: 26%
D: 0,53
de volume V a 5,0 m de profundidade. A bolha sobe até a
superfície, onde a pressão é a pressão atmosférica. Considere
que a temperatura da bolha permanece constante e que a
pressão aumenta cerca de 1,0 atm a cada 10 m de
profundidade. Nesse caso, o valor do volume da bolha na
superfície é, aproximadamente,

A) 0,67 V

B) 2,0 V

C) 0,50 V

D) 1,5 V

Observação: a questão também envolve Hidrostática.

A: 37%

D: 0,58

a questão também envolve Hidrostática. A: 37% D: 0,58 2. (UFMG/98) A figura mostra um cilindro
a questão também envolve Hidrostática. A: 37% D: 0,58 2. (UFMG/98) A figura mostra um cilindro

2. (UFMG/98) A figura mostra um cilindro que contém um gás ideal, com um êmbolo livre para se mover. O cilindro está sendo aquecido.

3. (UFMG/99) Um mergulhador, em um lago, solta uma bolha de ar

4. (UFMG/01) Um gás ideal, em um estado inicial i , pode ser levado a um estado final f por meio dos processos I, II e III, representados neste diagrama de pressão versus volume:

www.fisicanovestibular.com.br

6.

7.

A)

B)

C)

D)

8.

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – COMPORTAMENTO DOS GASES IDEAIS

25

(UFMG/04) Um cilindro é fechado por um êmbolo que pode se mover livremente. Um gás, contido nesse cilindro, está sendo aquecido, como representado nesta figura:

está sendo aquecido, como representado nesta figura: Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que,

Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que, nesse processo,

A)

interna é menor que o calor fornecido.

B)

energia interna é igual ao calor fornecido.

C)

interna é igual ao calor fornecido.

D)

energia interna é menor que o calor fornecido.

(UFMG/05) Gabriela segura um balão com gás hélio durante uma viagem do Rio de Janeiro até o pico das Agulhas Negras. No Rio de Janeiro, o volume do balão era V 0 , e o gás estava à

pressão

p 0 e à temperatura T 0 , medida em Kelvin. Ao chegar

a pressão do gás permanece constante e o aumento da sua

a pressão do gás aumenta e o aumento da sua energia

a pressão do gás permanece constante e o aumento da sua

a pressão do gás aumenta e o aumento da sua energia

A: 43% D: 48
A: 43%
D: 48
A: 18% D: 0,53
A: 18%
D: 0,53

ao pico, porém, Gabriela observa que o volume do balão passa

 

6

a ser

V 0 e temperatura do gás,

 

5

9

10 T 0 . Com base nessas

informações, é CORRETO afirmar que, no pico das Agulhas Negras, a pressão do gás, no interior do balão, é

p 0 . 3 4 p 0 . 9 10 p 0 . 5 6
p 0 .
3
4 p 0 .
9
10 p 0 .
5
6 p 0 .

A: 61%

D: 0,43

(UFMG/06) Regina estaciona seu carro, movido a gás natural, ao Sol. Considere que o gás no reservatório do carro se comporta como um gás ideal. Assinale a alternativa cujo gráfico melhor representa a pressão em função da temperatura do gás na situação descrita.

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – CALORIMETRIA, MUDANÇA DE FASE E 1ª LEI DA TERMODINÂMICA

26

CALORIMETRIA, MUDANÇA DE FASE E 1ª LEI DA TERMODINÂMICA – 11 questões

1. (UFMG/97) Um bloco de gelo, dentro de um recipiente de isopor, está à temperatura de -10 o C. Coloca-se um caneco com chope

a uma temperatura de 30 o C sobre o bloco. Após atingir o

equilíbrio térmico, a temperatura do chope é de 5 o C. O gráfico que melhor representa a temperatura do gelo e posteriormente

que melhor representa a temperatura do gelo e posteriormente da água e a temperatura do chope,

da água e a temperatura do chope, em função do tempo, é

4. (UFMG/00) Um bloco de cobre, inicialmente sólido, é aquecido continuamente. Após um certo tempo,
4. (UFMG/00) Um bloco de cobre, inicialmente sólido, é aquecido
continuamente. Após um certo tempo, esse bloco se liquefaz
totalmente e o cobre líquido continua a ser aquecido. Durante
todo o processo, o cobre recebe a mesma quantidade de calor
por unidade de tempo. Assinale a alternativa cujo gráfico melhor
descreve a variação da temperatura do bloco com o tempo.
2. (UFMG/97) Um cozinheiro quer comprar uma panela que
esquente rápida e uniformemente. Ele deve procurar uma panela
feita de um material que tenha
A) alto calor específico e alta condutividade térmica.
B) alto calor específico e baixa condutividade térmica.
C) baixo calor específico e alta condutividade térmica.
D) baixo calor específico e baixa condutividade térmica.
3. (UFMG/98) Coloca-se uma batata para cozinhar em uma panela
com água, inicialmente à temperatura ambiente. O gráfico que
melhor representa a temperatura da água e a temperatura do
interior da batata, em função do tempo, é
A: 62%
D: 0,45
5. (UFMG/01) Um cano de cobre e um de alumínio, ambos de

mesma massa, recebem a mesma quantidade de calor. Observa- se que o aumento de temperatura do cano de alumínio é menor que o do cano de cobre. Isso acontece porque o alumínio tem

A) calor específico maior que o do cobre.

B) calor específico menor que o do cobre.

C) condutividade térmica maior que a do cobre.

D) condutividade térmica menor que a do cobre.

A: 30%

D: 0,57

www.fisicanovestibular.com.br

© Professor Rodrigo Penna – UFMG por conteúdo, 1ª ETAPA – CALORIMETRIA, MUDANÇA DE FASE E 1ª LEI DA TERMODINÂMICA

27

6. (UFMG/02) Uma certa quantidade de gelo, inicialmente a -20 o C, é aquecida até ser totalmente convertida em vapor, a 120 o C. A variação da temperatura em função do calor absorvido durante esse processo está representada neste gráfico:

durante esse processo está representada neste gráfico: Por conveniência, nesse gráfico, o eixo correspondente ao

Por conveniência, nesse gráfico, o eixo correspondente ao calor absorvido não está em escala. Sejam L f e L v os calores latentes de, respectivamente, fusão e vaporização da água e c g e c v os calores específicos, respectivamente, do gelo e do vapor. Com base nas informações contidas nesse gráfico, é CORRETO afirmar que

e > c Al . d Al c Cu > e < c Al .
e
>
c Al .
d Al
c Cu
>
e
<
c Al .
d Al
c Cu
e
<
c Al .
d Al
c Cu
e
c Cu >
c Al .
d Al
A: 33%
D: 0,29

Todas as dimensões estão representadas em escala na figura. Sejam dCu e dAl as densidades e c Cu e c Al os calores específicos, respectivamente, do cobre e do alumínio. Com base nessas informações, é CORRETO afirmar que

A) d Cu <

B) d Cu

C) d Cu <

D) d Cu >

9.

(UFMG/2007) Numa aula de Física, o Professor Carlos Heitor apresenta a seus alunos esta experiência: dois blocos – um de alumínio e outro de ferro –, de mesma massa e, inicialmente, à temperatura ambiente, recebem a mesma quantidade de calor, em determinado processo de aquecimento. O calor específico do alumínio e o do ferro são, respectivamente, 0,90 J / (g o C) e 0,46 J / (g o C). Questionados quanto ao que ocorreria em seguida, dois dos alunos, Alexandre e Lorena, fazem, cada um deles, um comentário:

Alexandre e Lorena, fazem, cada um deles, um comentário: Alexandre : “Ao final desse processo de

Alexandre: “Ao final desse processo de

mesma

aquecimento,

os

blocos