Вы находитесь на странице: 1из 4

DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04)

DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04) EExxeerrccíícciioo 0044 Questão 01 Dois blocos,
DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04) EExxeerrccíícciioo 0044 Questão 01 Dois blocos,

EExxeerrccíícciioo 0044

Questão 01
Questão 01

Dois blocos, A e B, com A colocado sobre B, estão em movimento sob ação de uma força horizontal de 4,5 N aplicada sobre A, como ilustrado na figura.

de 4,5 N aplicada sobre A, como ilustrado na figura. Considere que não há atrito entre

Considere que não há atrito entre o bloco B e o solo

e que as massas são respectivamente m A = 1,8 kg e m B

= 1,2 kg. Tomando g = 10 m/s 2 , calcule

a) a aceleração dos blocos, se eles se locomovem juntos.

b) o valor mínimo do coeficiente de atrito estático para

que o bloco A não deslize sobre B.

Questão 02
Questão 02

Dois corpos, A e B, atados por um cabo, com massas

m A = 1 kg e m B = 2,5 kg, respectivamente, deslizam sem

atrito no solo horizontal sob ação de uma força, também horizontal, de 12 N aplicada em B. Sobre este corpo, há um terceiro corpo, C, com massa m C = 0,5 kg, que se desloca com B, sem deslizar sobre ele. A figura ilustra a situação descrita

deslizar sobre ele. A figura ilustra a situação descrita Calcule a força exercida sobre o corpo

Calcule a força exercida sobre o corpo C.

Questão 03
Questão 03

Um bloco de massa 5 kg está parado sobre um plano inclinado de um ângulo de 30° com a horizontal, preso a uma mola, de constante elástica k = 100 N/m, como mostra a figura. O atrito entre o bloco e o plano pode ser desprezado.

O atrito entre o bloco e o plano pode ser desprezado. a) Represente as forças que

a) Represente as forças que atuam na caixa e escreva

quem exerce cada uma das forças.

b) Calcule a deformação da mola nessa situação.

Questão 04
Questão 04

Calcule a aceleração do sistema abaixo quando o

que forma

um ângulo com

superfície e o corpo existe um coeficiente de atrito

cinético ˜.

Dados: F = 10 N; M = 2 kg; = 60; ˜= 0,1; cos 60° = 0,5; sen 60° = 0,9 e g = 10 m/s 2 .

corpo de massa M é puxado por uma força

horizontal. Sabendo-se que entre a

v

F

Questão 05
Questão 05

Na caixa da figura a seguir existem duas forças

é constante e

aplicadas,

v

F

1

v

e F

2

. O módulo da força

v

F

1

diferente de zero. Inicialmente, o módulo de mas aumenta em seguida.

de zero. Inicialmente, o módulo de mas aumenta em seguida. v F 2 é nulo, Com

v

F

2

é nulo,

Com relação a uma mudança em seu módulo, o que

a presença da força seguintes forças?

a) Na força gravitacional sobre a caixa

b) Na força de atrito estático entre a caixa e o chão

c) Na força normal que o chão faz na caixa

d) No módulo da força de atrito estático máximo entre a

caixa e o chão

provoca em cada uma das

v

F

2

Questão 06
Questão 06

Um corpo de peso 30 N repousa sobre uma superfície horizontal de coeficiente de atrito estático 0,4. Por meio de uma mola de massa desprezível, de comprimento

natural 20 cm e constante elástica 20

N

m

, prende-se

esse corpo em uma parede como mostra a figura. A máxima distância a que podemos manter esse corpo da parede e em equilíbrio será de

manter esse corpo da parede e em equilíbrio será de a) 26 cm b) 40 cm

a) 26 cm

b) 40 cm

c) 80 cm

d) 90 cm

e) 100 cm

Questão 07
Questão 07

Um trator utiliza uma força motriz de 2000 N e arrasta, com velocidade constante, um tronco de massa 200 Kg ao longo de um terreno horizontal e irregular.

Considerando g = 10 m/s 2 , é correto afirmar que

o

coeficiente de atrito cinético ˜ c entre o tronco

e

o

terreno é:

DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04)

DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04) a) 1,0 b) 0,5 c) 0,25

a) 1,0

b) 0,5

c) 0,25

d) zero

Questão 08
Questão 08

As figuras 1 e 2 representam dois esquemas experimentais utilizados para a determinação do coeficiente de atrito estático entre um bloco B e uma tábua plana, horizontal.

estático entre um bloco B e uma tábua plana, horizontal. No esquema da figura 1, um

No esquema da figura 1, um aluno exerceu uma força

no fio A e mediu o valor 2,0 cm para a

atingiu seu

máximo valor possível, imediatamente antes que o bloco B se movesse. Para determinar a massa do bloco B, este foi suspenso verticalmente, com o fio A fixo no teto,

conforme indicado

deformação da mola, quando a força

 

v

horizontal

F

v

F

na figura 2, e o aluno mediu a

deformação da mola igual a 10,0 cm, quando o sistema

descritas,

desprezando a resistência do ar, o coeficiente de atrito entre o bloco e a tábua vale

a) 0,1.

estava

em

equilíbrio.

Nas

condições

b) 0,2.

c)

d) 0,4.

e) 0,5.

0,3.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

SE NECESSÁRIO, ADOTE g = 10 m/s 2 .

Questão 09
Questão 09

O cursor A pode deslizar livremente sobre o eixo horizontal, sem atrito. A mola presa ao cursor tem constante elástica 80 N/m e elongação nula, quando o cursor está diretamente embaixo do suporte B. Determine a intensidade da força P necessária para manter o equilíbrio, quando c = 305 mm. Use: Ë2 =

1,41.

o equilíbrio, quando c = 305 mm. Use: Ë 2 = 1,41. COM BASE NO TEXTO

COM BASE NO TEXTO A SEGUIR, RESPONDAR À QUESTÃO 10.

Acidentes de trânsito causam milhares de mortes todos os anos nas estradas do país. Pneus desgastados (“carecas”), freios em péssimas condições e excesso de velocidade são fatores que contribuem para elevar o número de acidentes de trânsito.

Questão 10
Questão 10

O sistema de freios ABS (do alemão “Antiblockier- Bremssystem”) impede o travamento das rodas do veículo, de forma que elas não deslizem no chão, o que leva a um menor desgaste do pneu. Não havendo deslizamento, a distância percorrida pelo veículo até a parada completa é reduzida, pois a força de atrito aplicada pelo chão nas rodas é estática, e seu valor máximo é sempre maior que a força de atrito cinético. O coeficiente de atrito estático entre os pneus e a pista é ˜e = 0,80 e o cinético vale ˜c = 0,60. Sendo g = 10 m/s 2

e a massa do carro m = 1200 kg, o módulo da força de

atrito estático máxima e a da força de atrito cinético são,

respectivamente, iguais a

a) 1200 N e 12000 N.

b) 12000 N e 120 N.

c) 20000 N e 15000 N.

d) 9600 N e 7200 N.

GGAABBAARRIITTOO

Questão 01
Questão 01

a) 1,5 m/s 2

b) 0,1

Questão 02
Questão 02

Forças que atuam no corpo C:

1)

Peso de C, aplicado pela Terra, com módulo 5,0 N.

2)

Força aplicada pelo corpo B com módulo 5,2 N tendo

uma componente de atrito com módulo 1,5 N

(resultante) e uma componente normal com módulo 5,0

N.

Questão 03
Questão 03

a) As forças que atuam sobre a caixa são o Peso, P,

exercido pela gravidade, a força N, exercida pelo plano,

e a força Fe, exercida pela mola.

N, exercida pelo plano, e a força Fe, exercida pela mola. Aprovação em tudo que você

DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04)

DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04) b) Se a caixa está em
DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04) b) Se a caixa está em

b) Se a caixa está em repouso, temos:

Î F = 0

Î Fx = 0

P sen30° - Fe = 0.

Questão 04
Questão 04

F = m.a

Na direção vertical

N

+ F.sen= m.g

N

+ 10.0,9 = 2.10

N

+ 9 = 20

N

= 20 – 9 = 11 N

Na direção horizontal F.cos- ˜N = m.a 10.0,5 – 0,1.11 = 2.a 5 – 1,1 = 2.a 3,9 = 2.a a = 1,95 m/s 2

Questão 05
Questão 05

A figura a seguir mostra as forças que agem na caixa.

05 A figura a seguir mostra as forças que agem na caixa. a) A força gravitacional

a) A força gravitacional (peso) é devida à interação com

a Terra. P = m g, não depende da intensidade de

Portanto, a presença dessa força não altera a força gravitacional.

b) A força de atrito estático é a força que impede a caixa

, não

de entrar em movimento, equilibrando a força

v

F

1

. Portanto, a presença dessa força

não altera a força de atrito.

c) Como a caixa está em equilíbrio, a resultante das

forças que agem nela é nula. Então a soma vetorial

dependendo de

v

F

2

dessas forças é nula:

v

N

+

Assim, a presença normal.

F

2 .

v

F 2

+

de

v

P

=

v

F 2

v

0

. Em módulo: N = P +

provoca mudança na

d) A força de atrito máxima tem intensidade F at = ˜N. Se

v

F 2

provoca mudança na intensidade da

normal, também provoca mudança na intensidade na

força de atrito máxima.

a presença de

Questão 06
Questão 06

Letra C.

A máxima distância (d) do bloco à parede ocorre

quando a força de atrito máxima (A máx ) tem a mesma

intensidade da força elástica (Fel).

Assim: A máx = F el

ì P = kx x =

ìP

=

0,4(30)

x

=

0,6m

=

60cm

k

20

d = 60 + 20 = 80 cm.

Questão 07
Questão 07

Letra A. Como o movimento é uniforme, a resultante tangencial é nula. Assim, a componente de atrito tem a mesma intensidade da força motriz; e como o movimento é horizontal, a componente normal tem a mesma intensidade do peso. Então:

Dados: Fmotriz = 2.000 N; m = 200 kg; g = 10 m/s 2 .

F = F = 2.000 at c motriz ⇒ = 2.000 ⇒ ì = 2.000
F
=
F
= 2.000
at
c
motriz
=
2.000
ì
=
2.000
ì
c (2.000)
ì
F at
c N
c
C = 1
N =
P
=
m g
=
2.000
Questão 08

Letra B.

Dados: x 1 = 2 cm; x 2 = 10 cm.

08 Letra B. Dados: x 1 = 2 cm; x 2 = 10 cm. Na Figura

Na Figura 1, o bloco está na iminência de escorregar.

é máxima e, como o bloco

ainda está em repouso, ela tem a mesma intensidade da

A componente de atrito

F

at

força elástica

⎝ ⎠

F

.Pela mesma razão, a componente

⎞ ⎝ ⎠

normal tem a mesma intensidade que o peso

NN

⎞ ⎝ ⎠

PP

do bloco. Sendo k a constante elástica da mola, m a massa do

bloco e g a intensidade do campo gravitacional, temos:

N = P = m g

F at = F

(I)

˜ N = k x 1 (II)

Substituindo (I) em (II):

˜m g = k x 1 (III).

Na Figura 2, o bloco também está em repouso. Assim,

a nova força elástica

Fel = P

k x 2 = m g (IV).

equilibra o peso.

DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04)

DOMUS_Apostila 01 - FÍSICA I - Módulo 04 (Exercício 04) Substituindo (IV) em (III), vem: ˜

Substituindo (IV) em (III), vem:

˜k x 2 = k x 1

˜=

X

1

2

=

X

2

10

˜ = 0,2

Questão 09
Questão 09

L(natural da mola) = 305 mm L(esforçado) = 305.1,41 = 430 mm deformação = x = 430 - 305 = 125 mm = 0,125 m F(elástica) = k.x = 80.0,125 = 10 N

No equilíbrio: P = F.cos 45° =

P = 14,1/2 = 7,05 N

10.1,41

2

Questão 10
Questão 10

Letra D.

Dados: g = 10 m/s 2 -; ˜ e = 0,60; ˜ c = 0,80; m = 1;200 kg.

A força que a pista exerce no veículo tem duas componentes: normal e de atrito. Supondo que a frenagem ocorra em pista horizontal,

a componente normal

(N) v

da força que a pista aplica

no veículo tem intensidade igual à do seu peso

(P) v

.

N = P = m g = 12.000 N.

A componente de atrito estático máxima: F at máx =

˜ e N = 0,8 (12.000)

F at Max = 9.600 N.

A componente de atrito cinético: F at cin = ˜ c N = 0,6

(12.000)

F

at

cin = 7.200 N.