Вы находитесь на странице: 1из 53
Manual Técnico de Formador Tipos e Preparação de Tintas UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Ministério

Manual Técnico de Formador

Tipos e Preparação de Tintas
Tipos e Preparação
de Tintas

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

Europeu Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Produção apoiada pelo Programa Operacional Emprego,

Produção apoiada pelo Programa Operacional Emprego, Formação e Desenvolvimento Social (POEFDS), co-financiado pelo Estado Português e pela União Europeia, através do Fundo Social Europeu e Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

Português e pela União Europeia, através do Fundo Social Europeu e Ministério do Trabalho e da
Colecção Formação Modular Automóvel Título do Módulo Tipos e Preparação de Tintas Suporte
Colecção Formação Modular Automóvel Título do Módulo Tipos e Preparação de Tintas Suporte
Colecção Formação Modular Automóvel Título do Módulo Tipos e Preparação de Tintas Suporte

Colecção

Formação Modular Automóvel

Título do Módulo

Tipos e Preparação de Tintas

Suporte Didáctico

Manual Técnico - Formador

Coordenação Técnico-Pedagógica

CEPRA - Centro de Formação Profissional da Reparação Automóvel Departamento Técnico Pedagógico

Direcção Editorial

CEPRA - Direcção

Autor

CEPRA - Desenvolvimento Curricular

Maquetagem

CEPRA – Núcleo de Apoio Gráfico

Propriedade

Instituto de Emprego e Formação Profissional Av. José Malhoa, 11 - 1000 Lisboa

Edição 1.0

Portugal, Lisboa, 2005/11/21

Depósito Legal

234377/05

Copyright, 2005 Todos os direitos reservados IEFP

234377/05 Copyright, 2005 Todos os direitos reservados IEFP UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Ministério do Trabalho
234377/05 Copyright, 2005 Todos os direitos reservados IEFP UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Ministério do Trabalho

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu

reservados IEFP UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Produção

Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

Produção apoiada pelo Programa Operacional Emprego, Formação e Desenvolvimento Social (POEFDS), co-financiado pelo Estado Português e pela União Europeia, através do Fundo Social Europeu e Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

Índice

Índice

ÍNDICE

APRESENTAÇÃO DO MODELO

OBJECTIVOS GERAIS

E.1

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS

E.1

PRÉ-REQUISITOS

E.3

PERFIL DO FORMADOR

E.4

PLANO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DOS TEMAS

E.5

MEIOS NECESSÁRIOS

E.7

EXPLORAÇÃO PEDAGÓGICA

1 - TINTAS

1.1

- DESENVOLVIMENTO TEMÁTICO

1.1

- ACTIVIDADES

1.2

- TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS

1.3

2 - PREPARAçÂO DE TINTAS

2.1

- DESENVOLVIMENTO TEMÁTICO

2.1

- ACTIVIDADES

2.2

- TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS

2.4

3 - FICHAS E INFORMAÇÃO TÉCNICA SOBRE TINTAS

3.1

- DESENVOLVIMENTO TEMÁTICO

3.2

- ACTIVIDADES

3.3

AVALIAÇÃO

EXERCÍCIOS PRÁTICOS E GUIAS DE AVALIAÇÃO

A.1

PÓS-TESTE

A.5

CORRIGENDA DO PÓS-TESTE

A.9

BIBLIOGRAFIA

C.1

APRESENTAÇÃO DO MÓDULO
APRESENTAÇÃO DO MÓDULO

APRESENTAÇÃO

DO

MÓDULO

APRESENTAÇÃO DO MÓDULO
Objectivos Gerais e Específicos

Objectivos Gerais e Específicos

OBJECTIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS

No final deste módulo, o formando deverá ser capaz de:

OBJECTIVOS GERAIS

Identificar e distinguir tipos e características de tintas, e identificar e utilizar as diferentes técnicas e procedimentos de preparação de tintas.

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS

1. Distinguir resinas, solventes, pigmentos e aditivos e sua função na tinta.

2. Identificar as características e propriedades das tintas: extracto seco, poder de cobertura, viscosidade, espessura de filme, etc.

3. Distinguir tipos de secagem de tinta em função da resina.

4. Distinguir tintas, MS, HS, VHS ou UHS e tintas aquosas.

5. Distinguir tintas de acabamento pertencentes a sistemas monocamada (de

brilho directo), bicamada (base fosca mais verniz) e tricamada (base mais base mais verniz).

6. Seleccionar sistemas de tintas de acabamento em função da cor e efeito pretendido (metalizado, nacarado, texturado, etc).

7. Definir e interpretar o conceito de viscosidade.

8. Indicar unidades de viscosidade e proceder à conversão utilizando tabelas de conversão.

9. Utilizar copos DIN e Ford para medir viscosidades de tintas.

10. Identificar o efeito da temperatura sobre a viscosidade da tinta, e proceder à compensação desse efeito em função da temperatura ambiente.

11. Seleccionar diluentes, catalisadores e aditivos, para uma determinada tinta por consulta das fichas técnicas e em função da temperatura e humidade ambiente.

12. Identificar as proporções ou percentagem de mistura por consulta da ficha técnica e/ou pictogramas na rotulagem.

13. Identificar a quantidade de tinta pronta a aplicar para cada situação.

Objectivos Gerais e Específicos

Objectivos Gerais e Específicos

14. Determinar a quantidade de cada um dos componentes a misturar, para a obtenção da quantidade necessária de tinta pronta a aplicar, de acordo com as proporções da mistura indicadas pelo fabricante.

15. Adicionar catalisadores, diluentes e aditivos respeitando proporções ou percentagens

16. Interpretar a informação pictogramizada em fichas técnicas, fichas de toxicidade e rotulação.

Pré-Requisitos

Pré-Requisitos

PRÉ-REQUISITOS

Módulo(s)

obrigatório(s)

Competências

prévias

Módulo(s)

aconselhado(s)

Competências

desejáveis

- Física, Química e Matemática

- Identificar os diversos tipos de ferramentas de pintura

Perfil do Formando

Perfil do Formando

PERFIL DO FORMADOR

Habilitações / Certificação profissional

 

Competências técnicas/ Experiência profissional

 

Competências

pedagógicas

- 9º Ano

-

Experiência profissional mínima 3 anos nas seguintes unidades:

-

Curso de formação pedagógica de formadores

- Certificado de aptidão

 
 

• Tipos de tintas

 

profissional como formador

• Preparação de tintas

Plano Geral de Desenvolvimento dos Temas

Plano Geral de Desenvolvimento dos Temas

PLANO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DOS TEMAS

Unidades Temáticas (Capítulos)

 

Objectivos

 

I. Tintas

• Distinguir resinas, solventes, pigmentos e aditivos e sua função na tinta

• Identificar as características e propriedades das tintas: extracto seco, poder de cobertura, viscosidade, espessura de filme, etc.

• Distinguir tipos de secagem de tinta em função da resina

• Distinguir tintas, MS, HS, VHS ou UHS e tintas aquosas

• Distinguir tintas de acabamento pertencentes a sistemas monocamada (de brilho directo), bicamada (base fosca mais verniz) e tricamada (base mais base mais verniz)

• Seleccionarsistemasdetintasdeacabamento

em

função

da

cor

e

efeito

pretendido

(metalizado, nacarado, texturado, etc)

Plano Geral de Desenvolvimento dos Temas

Plano Geral de Desenvolvimento dos Temas

II. Preparação de tintas

• Definir e interpretar o conceito de viscosida- de

• Indicar unidades de viscosidade e proceder

conversão utilizando tabelas de conver- são

à

• Utilizar copos DIN e Ford para medir viscosi- dades de tintas

• Identificar o efeito da temperatura sobre a viscosidade da tinta, e proceder à compen- sação desse efeito em função da temperatu- ra ambiente

• Seleccionar diluentes, catalisadores e aditi- vos, para uma determinada tinta por consul- ta das fichas técnicas e em função da tem- peratura e humidade ambiente

• Identificar as proporções ou percentagem de mistura por consulta da ficha técnica e/ou pictogramas na rotulagem

• Identificar a quantidade de tinta pronta a apli- car para cada situação

• Determinar a quantidade de cada um dos componentes a misturar, para a obtenção

da quantidade necessária de tinta pronta

aplicar, de acordo com as proporções da mistura indicadas pelo fabricante

a

• Adicionar catalisadores, diluentes e aditivos respeitando proporções ou percentagens

III. Fichas e informação sobre tintas

• Interpretar a informação pictogramizada em fichas técnicas, fichas de toxicidade e rotu- lação

Meios Necessários

Meios Necessários

INSTALAÇÕES

- Área oficinal igual ou superior a 180 m 2

- Área da sala de formação igual ou suoerior a 40 m 2

- Existência de separação entre oficina e sala de formação

- Pé direito (área oficinal) mínimo de 4 m

- Dimensões mínimas das portas de entrada (largura x altura) – 0.8 x 2.0 m

- Dimensões mínimas do acesso de veículos (largura x altura) – 2.5 x 3.0 m

- Pavimento de tipo liso (cimento, mosaico)

- Bom estado de conservação do chão, paredes e tecto

- Boa iluminação natural

- Boa iluminação artificial

- Potência eléctrica instalada igual ou superior a 40 KVA

- Número de tomadas monofásicas igual ou superior a 6 unidades

- Capacidade por circuito de tomadas monofásicas de 10 A com ligação terra

- Tomadas monofásicas do tipo CEE

- Número de tomadas trifásicas igual ou superior a 6 unidades

- Capacidade por circuito de tomadas trifásicas de 10 A a 22 A

- Tomadas trifásicas do tipo CEE 32 A 3F+N+T

- Existência de água

- Existência de escoamento de água (área oficinal)

- Existência de instalações sanitárias

- Existência de um bom circuito de ventilação

- Existência de condições de segurança de equipamentos

- Existência de condições de segurança do trabalho

- Existência de acesso para transporte de carga

- Existência de acesso por parte de transportes colectivos de passageiros

- Existência de exaustor de fumos, gases ou poeiras

Meios Necessários

Meios Necessários

EQUIPAMENTOS

- Agitador pneumático para latas de tinta

- Armário guarda roupa

- Armário para ferramentas

- Armário para lixas

- Balança electrónica, precisão 0,1g, pesagem até 6kg

- Balança inteligente

- Bancada de preparação de tintas

- Bancada de preparação de tintas com tampo em inox

- Bancada para a cabine luz

- Bancada para leitor e balança

- Cabine de luz com 5 tipos de iluminante

- Cadeira para formador

- Caixotes para o lixo com rodas

- Compressor

- Estante em cantoneira

- Expositor de catálogos de tintas

- Forno de secagem de paineis de ensaio

- Grupo móvel de aspiração

- Leitor de microfichas

- Máquina de ensaio de lamelas

- Máquina de lavar pistolas

- Pistola de gravidade HVLP aparelhos

- Pistola de gravidade para ensaio de cores

- Pistola de sopro

- Pistola de sucção para ensaio de cores

- Pistola para afinação de cores

- Pistola Venturi com 3 secadores

- Relógio de parede

- Secretária para formador

Meios Necessários

Meios Necessários

- Suporte para rolo de papel para desengorduramento

FERRAMENTAS

- Abre latas

- Adaptador p/aspirador

- Adaptador p/conduta extensível

- Adaptador p/saída de diluente para bidão de 200 l

- Alicate ajustável 240 mm, caixa fechada, punhos revestidos em PVC, corpo em aço Cromo- Vanadio

- Alicate de pontas direitas

- Alicate de pressão bico de pato 180 mm

- Alicate universal 180 mm

- Almotolia de plástico 200 cc

- Balde resistente a ácidos e diluentes 5 l

- Caixa metálica para ferramentas

- Caixa para microfichas

- Caixa plástica c/medicamentos p/1ºs socorros

- Caixa plástica empilhável p/transporte

- Copo em plástico graduado c/capacidade de 250 ml

- Espátulas (jogo)

- Espátulas para tintas de água

- Extensão tambor monofásica 10m, 3 tomadas c/terra

- Lupa de ampliação 10x com cabo

- Mangueira p/ar comprimido 3/8” preta

- Mangueira p/ar comprimido 3/8” transparente

- Mangueira transparente p/ água 25 m

- Manómetro p/acoplar ao punho da pistola com regulador pressão

- Pistola de sopro

- Recipiente em alumínio para preparação de tintas

- Sinal - proibição de fumar

- Sinal - protecção obrigatória das mãos

- Sinal - protecção obrigatória dos olhos

- Sinal - protecção obrigatória órgãos respiratórios

Meios Necessários

Meios Necessários

- Suporte de mangueira de agua

- Suporte para filtros de papel

- Suporte para mangueira de ar comprimido

- Suporte para pistola de gravidade (de bancada)

- Suporte para rolo de papel desengordurante

- Tabuleiro de alumínio 300 x 210 x 45

- Termómetro de parede

- Vassoura

- X-acto metálico com jogo de lâminas

- X-acto metálico de corte de alcatifa com lâminas sub.

MATERIAIS

- Activador p/verniz

- Álcool Etílico Puro - 250 ml

- Algodão hidrófilo

- Chapa para ensaio de cores

- Coador papel p/tintas malha 190/195

- Coador para tintas aquosas malha de 125

- Desengordurante (1l)

- Diluente limpeza

- Diluente permacron (1 l)

- Endurecedor HS 3310 (1l)

- Escovilhão 15X180

- Etiqueta Adesiva 25 x 40

- Fita adesiva transparente p/embalagem (50mm)

- Fita de mascaragem lisa

- Fita Teflon 12mm

- Latas 1l vazias com tampa

- Luva latex transparente tamanho 8 1/2

- Luva pvc resist.ácido diluente 8-8 1/2

- Luva pvc resist.ácido diluente 9 a 10

Meios Necessários

Meios Necessários

- Mascara c/filtro carvão activado

- Mascara de papel p/poeiras c/ válvula

- Mascara para pintura mosca

- Massa polir finis.material

- Papel de limpeza e desengorduramento

- Papel de mascaragem 600 mm

- Pré filtros para pintura mosca

- Tinta acab.monoc.permac.série 270

- Tinta aquosa

- Verniz

MATERIAL PEDAGÓGICO

- Recomenda-se a consulta da Mediateca do IEFP

EXPLORAÇÃO PEDAGÓGICA
EXPLORAÇÃO PEDAGÓGICA

EXPLORAÇÃO

PEDAGÓGICA

Tintas

Tintas

1 - TINTAS

Neste capítulo abordam-se os seguintes temas:

DESENVOLVIMENTO

TEMÁTICO

• CONSTITUINTES DAS TINTAS E SUAS CARACTERÍSTICAS

- As resinas ou ligantes

- Os pigmentos e cargas

- Os solventes e diluentes

- Os aditivos

• CARACTERÍSTICAS E PROPRIEDADES DAS TINTAS

- Extracto seco

- Poder de cobertura

- Viscosidade

- Espessura de filme/espessura da camada

• TIPOS DE SECAGEM DE TINTAS

- Tintas de secagem física

- Tintas de secagem química por oxidação

- Tintas de secagem química por polimerização

• TECNOLOGIA DAS TINTAS

- MS

- HS

- VHS ou UHS

- Base aquosa

• SISTEMAS DE TINTAS DE ACABAMENTO

- Monocamada

- Bicamada

- Tricamada

Tintas

Tintas

ACTIVIDADES

1. Quais as características mais exigidas a um solvente?

Alto poder dissolvente, excelente volatilidade e, baixo grau de toxidade e inflamação.

2. O que são e para que servem os aditivos?

São compostos químicos da mais diversa natureza, que se adicionam ás tintas, normalmente em pequenas quantidades, com a finalidade de melhorar determinadas características

3. Qual a razão porque é importante conhecer as caraterísticas e propriedades da tinta?

Para se poder analisar a qualidade da pintura aplicada.

4. Quais os processos de secagem de tintas que existem?

Existem basicamente dois processos de secagem, o processo físico e o processo químico, podendo este último ser por oxidação ou por polimerização

5. Qual a razão porque, a nível internacional, se está a desenvolver um grande esforço para diminuir o conteúdo de solventes nas tintas?

Os solventes são compostos orgânicos voláteis, normalmente conhecidos pelas siglas da sua denominação em inglês, VOC, que tem um efeito muito negativo sobre o meio ambiente.

6. Como é composto o sistema tricamada?

Tricamada é composto por três camadas de tinta diferentes. A primeira é a base fosca que proporciona a cor de fundo, a segunda proporciona o efeito especial, e a terceira, que é o verniz, proporciona o brilho e a dureza.

7. Que tipo de cores se pode obter com um sistema bicamada?

Cores sólidas ou lisas, metalizadas e perla

Tintas

Tintas

Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3
Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3
Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3
Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3
Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3
Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3
Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3
Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 1.3
Preparação de Tintas

Preparação de Tintas

2 - PREPARAÇÃO DE TINTAS

DESENVOLVIMENTO

TEMÁTICO

No capítulo 2 faz-se referência à viscosidade, abrangendo os seguintes temas:

· Importância da viscosidade na aplicação de tintas

· Medição de viscosidade de tintas

· Tabelas de conversão de viscosidade

· Efeitos da temperatura sobre a viscosidade

O final do capítulo é reservado para a preparação de tintas, indicando como identificar as proporções ou percentagem de mistura, como identificar a quantidade de tinta pronta a aplicar para cada situação, determinar a quantidade de cada um dos componentes a misturar e por fim como adicionar catalisado- res, diluentes e aditivos.

Preparação de Tintas

Preparação de Tintas

ACTIVIDADES

1. Defina viscosidade exemplificando?

A viscosidade descreve até que ponto uma substância se mantém inerte a uma força exercida sobre

ela; como exemplo, o óleo tem uma viscosidade maior que a água.

2. Indique 3 defeitos que podem surgir devido a uma viscosidade incorrecta?

Escorridos, casca de laranja e fervidos

3. Em que situações se devem utilizar as tabelas de conversão de viscosidades?

Quando o copo de viscosidade que se possui não é o indicado na ficha Técnica.

4. Indique sucintamente os passos para a medição da viscosidade com copos DIN e FORD.

Filtrar a tinta, nivelar o suporte, tapar o orifício do copo com um dedo, encher o copo, ligar o

cronómetro na altura em que se retira o dedo e, por último, parar o cronómetro no momento em que

o fio de tinta é quebrado e começa a pingar.

5. O que se deve fazer se não for possível regular a temperatura e o fabricante da tinta não fornecer escalas de conversão de viscosidade, aquando de uma medição?

Deve-se utilizar diluentes retardadores se a temperatura ambiente for muito elevada e diluentes aceleradores se a temperatura for muito baixa.

6. O que nos indica a proporção de mistura e a diluição

A proporção de mistura indica-nos a proporção relativa de uma mistura com2 ou mais componentes.

A diluição indica-nos em que percentagem um componente deve ser diluído na mistura.

7. Como é apresentado o rendimento de uma tinta?

O rendimento é apresentado em função da espessura seca aplicada e em metros quadrados por litro.

Preparação de Tintas

Preparação de Tintas

8. Indique sucintamente os passos para mistura de uma tinta e um catalisador com régua de medição.

Colocar a régua no copo, deitar a quantidade de tinta, fazer a leitura do valor na régua, deitar o segundo produto até à segunda escala e, por último, mexer até a mistura ficar homogénea.

Preparação de Tintas

Preparação de Tintas

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.4 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas

Preparação de Tintas

Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 2.5

Preparação de Tintas

Preparação de Tintas

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.6 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.6 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.6 Tipos e Preparação de Tintas
Preparação de Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 2.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

DESENVOLVIMENTO

TEMÁTICO

3 - FICHAS E INFORMAÇÃO TÉCNICA SOBRE TINTAS

Neste último capítulo do módulo são apresentados os vários pictogramas que podem surgir em fichas técnicas, fichas de toxicidade e rotulação.

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

ACTIVIDADES

1. Qual a razão da utilização de pictogramas nas fichas técnicas, fichas de toxicidade e rotulação?

Porque a tradução da informação técnica para a língua de cada país torna-se por vezes difícil, imprecisa e pouco acessível.

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.3

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.4 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.5

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS 3.6 Tipos e Preparação de Tintas
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.7
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.7
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.7
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.7

TRANSPARÊNCIAS

PROPOSTAS

Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.7
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.7
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.7
Fichas e Informação Técnica sobre Tintas TRANSPARÊNCIAS PROPOSTAS Tipos e Preparação de Tintas 3.7
AVALIAÇÃO
AVALIAÇÃO

AVALIAÇÃO

Exercícios Práticos e Guias de Avaliação

Exercícios Práticos e Guias de Avaliação

EXERCÍCIO 1

EXERCÍCIO Nº.1 – MEDIÇÃO DE VISCOSIDADE DE UMA TINTA

- Medir a viscosidade de uma tinta, realizando as tarefas indicadas em seguida, tendo em conta os cuidados de Higiene e Segurança.

EQUIPAMENTOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS

- 1 Filtro para tintas

- 1 Suporte de copos de viscosidade

- 1 Copo de viscosidade

- Tinta em quantidade sufíciente

- 1 Cronómetro

TAREFAS A EXECUTAR

1. FILTRAR A TINTA.

2. COLOCAR O COPO NO SUPORTE E FAZER A NIVELAÇÃO.

3. TAPAR O ORIFICIO DO COPO COM UM DEDO.

4. ENCHER O COPO DE VISCOSIDADE.

5. INICIAR A CRONOMETRAGEM NO MOMENTO INDICADO.

6. PARAR O CRONÓMETRO NO MOMENTO EXACTO.

Exercícios Práticos e Guias de Avaliação

Exercícios Práticos e Guias de Avaliação

GUIA DE AVALIAÇÃO

EXERCÍCIO PRÁTICO N.º 1 – MEDIÇÃO DE VISCOSIDADE DE UMA TINTA

 

NÍVEL DE

EXECUÇÃO

GUIA DE

TAREFAS E EXECUTAR

AVALIAÇÃO

(PESOS)

1 – Filtrar a tinta

 

2

2 – Colocar o copo no suporte e fazer a nivelação

 

4

3 – Tapar o orifício do copo com um dedo

 

2

4 – Encher o copo de viscosidade

 

3

5 – Iniciar a cronometragem no momento indicado

 

4

6 – Parar o cronómetro no momento exacto

 

5

CLASSIFICAÇÃO

 

20

Exercícios Práticos e Guias de Avaliação

Exercícios Práticos e Guias de Avaliação

EXERCÍCIO 2

EXERCÍCIO Nº.2 – MISTURA DE UMA TINTA COM O CATALISADOR

- Misturar a tinta com o catalisador, realizando as tarefas indicadas em seguida, tendo em conta os cuidados de Higiene e Segurança.

EQUIPAMENTOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS

- 1 Ficha técnica da tinta

- Réguas de diluição

- 1 Copo

- 1 Espátula

- Tinta em quantidade suficiente

- Catalisador em quantidade suficiente

TAREFAS A EXECUTAR

1. VERIFICAR AS PROPORÇÕES DE MISTURA NA FICHA TÉCNICA DO PRODUTO.

2. COLOCAR A RÉGUA CORRECTA PARA NO COPO

3. DEITAR A QUANTIDADE DE TINTA NECESSÁRIA E FAZER A LEITURA DO VALOR

4. DEITAR A QUANTIDADE DE CATALISADOR

5. MISTURAR ATÉ A MISTURA FICAR HOMOGÉNEA

Exercícios Práticos e Guias de Avaliação

Exercícios Práticos e Guias de Avaliação

GUIA DE AVALIAÇÃO

EXERCÍCIO PRÁTICO N.º 2 – MISTURA DE UMA TINTA COM O CATALISADOR

GUIA DE

AVALIAÇÃO

(PESOS)

NÍVEL DE

EXECUÇÃO

TAREFAS E EXECUTAR

1 – Verificar as proporções de mistura na ficha técnica do produto

5

2 – Colocar a régua correcta para no copo

4

3 – Deitar a quantidade de tinta necessária e fazer a leitura do valor

3

4 – Deitar a quantidade de catalisador

5

5 – Misturar até a mistura ficar homogénea

3

CLASSIFICAÇÃO

20

Pós-Teste

Pós-Teste

PÓS-TESTE

Em relação a cada uma das perguntas seguintes, são apresentadas 4 (quatro) respostas das quais apenas 1 (uma) está correcta. Para cada exercício indique a resposta que considera correcta, colocando uma cruz (X) no quadradinho respectivo

1 – Qual a função das resinas numa tinta?

a)

Fornecer cor

a) Fornecer cor

b) Fornecer opacidade

b) Fornecer opacidade

c) Servir de suporte para os outros constituintes

c) Servir de suporte para os outros constituintes

d) Facilitar a mistura dos vários componentes

d) Facilitar a mistura dos vários componentes

2 – O extracto seco de uma tinta é maior quanto:

a) Menor for o conteúdo de sólidos

a) Menor for o conteúdo de sólidos

b) Maior for o conteúdo de sólidos

b) Maior for o conteúdo de sólidos

c) Maior o conteúdo de compostos voláteis

c) Maior o conteúdo de compostos voláteis

d) Menor for o brilho

d) Menor for o brilho

3 – Qual o tipo de secagem que se produz por meio de uma reacção química entre dois

componentes?

a) Secagem física

a) Secagem física

b) Secagem química por oxidação

b) Secagem química por oxidação

c) Secagem química por polimerização

c) Secagem química por polimerização

d) Nenhum das respostas anteriores

d) Nenhum das respostas anteriores

4 – Qual a diferença entre uma tinta HS e VHS?

a) A tinta VHS tem um maior conteúdo de sólidos

a) A tinta VHS tem um maior conteúdo de sólidos

b) A tinta VHS tem um menor conteúdo de sólidos

b) A tinta VHS tem um menor conteúdo de sólidos

c) A tinta HS é uma tinta aquosa

c) A tinta HS é uma tinta aquosa

d) A tinta HS liberta menos compostos voláteis

d) A tinta HS liberta menos compostos voláteis

Pós-Teste

Pós-Teste

5 – Qual a característica de uma tinta monocamada?

a) A tinta é aplicada em duas fases

a) A tinta é aplicada em duas fases

b) É uma tinta com efeito metalizada

b) É uma tinta com efeito metalizada

c) É uma tinta que permite obter efeitos especiais

c) É uma tinta que permite obter efeitos especiais

d) A própria resina da tinta proporciona o brilho

d) A própria resina da tinta proporciona o brilho

6 – Se quisermos obter um acabamento com efeito especial, que sistema de pintura se deve utilizar?

a) Monocamada

a) Monocamada

b) Bicamada

b) Bicamada

c) Tricamada

c) Tricamada

d) Nenhuma das anteriores

d) Nenhuma das anteriores

7 – Que propriedades da tinta podem ser influenciadas pela visosidade?

a) O Tempo de secagem

a) O Tempo de secagem

b) A tonalidade da cor

b) A tonalidade da cor

c) O poder de cobertura

c) O poder de cobertura

d) Todas as respostas estão correctas

d) Todas as respostas estão correctas

8 – Qual dos seguintes copos não é utilizado na medição de viscosidades?

a) AFOR

a) AFOR

b) DIN

b) DIN

c) FORD

c) FORD

d) BSB

d) BSB
Pós-Teste

Pós-Teste

9 – Qual o cuidado ter antes de iniciar a medição da viscosidade de tintas?

a) Iniciar a cronometragem

a) Iniciar a cronometragem

b) Verificar as condições do local e a temperatura ambiente

b) Verificar as condições do local e a temperatura ambiente

c) Fazer a medição com um copo de mergulho

c) Fazer a medição com um copo de mergulho

d) Adicionar à tinta aceleradores ou retardadores

d) Adicionar à tinta aceleradores ou retardadores

10 – Se a temperatura diminuir a viscosidade:

a) Aumenta

a) Aumenta

b) Diminui

b) Diminui

c) Não varia

c) Não varia

d) Todas as respostas anteriores

d) Todas as respostas anteriores

11 – Se numa ficha estiver a seguinte informação figura Indica-nos que:

a) Adicionar 2 partes de endurecedor numa parte de produto

a) Adicionar 2 partes de endurecedor numa parte de produto

b) Para 100 gramas de produto adicionar 50 de endurecedor

b) Para 100 gramas de produto adicionar 50 de endurecedor

c) O endurecedor deve ser sempre metade do produto

c) O endurecedor deve ser sempre metade do produto

d) Juntar o produto e endurecedor em partes iguais

d) Juntar o produto e endurecedor em partes iguais

12 – O que deve ser feito para evitar os desperdícios de tinta?

a) Aplicar várias demãos até acabar a tinta

a) Aplicar várias demãos até acabar a tinta

b) Consultar na ficha técnica qual a proporção de mistura da tinta

b) Consultar na ficha técnica qual a proporção de mistura da tinta

c) Consultar na ficha técnica qual a percentagem de diluição da tinta

c) Consultar na ficha técnica qual a percentagem de diluição da tinta

d) Consultar na ficha técnica do fabricante qual o rendimento da tinta

d) Consultar na ficha técnica do fabricante qual o rendimento da tinta

Pós-Teste

Pós-Teste

13 – O que é indispensável saber para se poder determinar a quantidade de cada um dos componentes a misturar?

a) A pistola de aplicação indicada pelo fabricante

a) A pistola de aplicação indicada pelo fabricante

b) O número de demão indicados pelo fabricante

b) O número de demão indicados pelo fabricante

c) A rentabilidade indicada pelo fabricante

c) A rentabilidade indicada pelo fabricante

d) As proporções de mistura e diluições indicadas pelo fabricante

d) As proporções de mistura e diluições indicadas pelo fabricante

14 – A escolha da régua para medir a proporção dos componentes a misturar depende:

a) Da quantidade de tinta a preparar

a) Da quantidade de tinta a preparar

b) Da proporção de mistura e do tipo de diluição

b) Da proporção de mistura e do tipo de diluição

c) Da viscosidade da tinta

c) Da viscosidade da tinta

d) Nenhuma das respostas está correcta

d) Nenhuma das respostas está correcta

15 – Ao encontrar este pictograma na embalagem de uma tinta deve:

a) Deve lixar à mão a seco

a) Deve lixar à mão a seco

b) Deve lixar à mão com água

b) Deve lixar à mão com água

c) Deve lixar com lixadeira eléctrica a seco

c) Deve lixar com lixadeira eléctrica a seco

d) Deve lixar com lixadeira pneumática a seco

d) Deve lixar com lixadeira pneumática a seco
Corrigenda do Pós-Teste

Corrigenda do Pós-Teste

CORRIGENDA DO PÓS-TESTE

Nº DA QUESTÃO

RESPOSTA CORRECTA

1

c)

2

b)

3

c)

4

a)

5

d)

6

c)

7

d)

8

a)

9

d)

10

a)

11

c)

12

d)

13

d)

14

b)

15

 
Bibliografia

Bibliografia

BIBLIOGRAFIA

CESVIMAP, S.A. – Manual de Pintado de Automóviles, Editorial MAPFRE

SADOWSKI, Fritz – Repintura Automóvel, Spies Hecker GMBH 2000

CEPRA – Medição da Viscosiadade das Tintas

CEPRA – Pictogramas de Pintura