Вы находитесь на странице: 1из 13
GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

VESTIBULAR PARA INGRESSO NOS CURSOS DOS INSTITUTOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA E INSTITUTOS SUPERIORES DE EDUCAÇÃO DA FAETEC

EDITAL 2012.1

O Presidente da Fundação de Apoio à Escola Técnica Faetec torna público o presente Edital contendo normas, rotinas e procedimentos relativos ao vestibular para ingresso nos Institutos Superiores de Tecnologia e de Educação para o 1º (primeiro) semestre do ano de 2012, na forma abaixo:

1

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1

A realização do processo seletivo ficará sob a responsabilidade da Fundação Dom Cintra.

1.1.1

Os candidatos deverão utilizar a página eletrônica da Faetec www.faetec.rj.gov.br ou entrar em contato pelo

telefone 4063- 6396 da Fundação Dom Cintra para consultas relativas ao Vestibular.

1.2 Este vestibular destina-se ao ingresso de alunos para preenchimento de vagas nos Institutos Superiores de

Tecnologia e Institutos Superiores de Educação da Faetec, para o 1º (primeiro) semestre de 2012.

1.3 Poderão inscrever-se no Vestibular o candidato que já concluiu integralmente ou esteja cursando o último ano do

ensino médio.

1.4 Em cumprimento à Lei Estadual nº 5346/2008, que dispõe sobre o sistema de cotas, fica reservado, para os

candidatos comprovadamente carentes, um percentual de 45% (quarenta e cinco por cento) das vagas oferecidas pelos cursos de nível superior, distribuídos pelos seguintes grupos de cotas:

1.4.1 Rede Pública (RP) - 20% (vinte por cento) para estudantes oriundos da rede pública de ensino que tenham

cursado integralmente todas as séries/anos de escolaridade do 2º segmento/ciclo/série do ensino fundamental ou

estejam cursando o último ano do ensino médio em escolas públicas de todo território nacional.

1.4.2 Negros / Indígenas (N/I) - 20% (vinte por cento) para estudantes negros e indígenas.

1.4.3 Pessoas com deficiência (PD) e filhos de policiais civis, militares, bombeiros militares e de inspetores de

segurança e administração penitenciária, mortos ou incapacitados em razão do serviço - 5% (cinco por cento) para pessoas com deficiência que atendam às determinações do Decreto Federal nº 3298/1999 em seu artigo 4º.

1.4.4 Os candidatos que necessitarem de condições específicas para realizarem a prova (ledor, prova ampliada, auxílio

para transcrição, intérprete de libras, sala de fácil acesso etc.) deverão informá-la(s) no local apropriado do requerimento

de inscrição.

1.4.5 O candidato com deficiência que, no ato da inscrição, não declarar essa condição, não poderá interpor recursos em

favor de sua classificação.

1.4.6 Os candidatos COTISTAS concorrerão ao Vestibular em igualdade de condições com os demais no que se refere à

realização, avaliação, duração, conteúdo, horário e local de aplicação das provas, sendo assegurado aos candidatos com deficiência acesso à sala para essa realização.

1.5 No semestre de ingresso nos cursos oferecidos no presente Edital fica vedada a transferência de instituto

superior/curso /turno da Faetec. Observando-se os respectivos regimentos vigentes, a transferência poderá ocorrer a partir do segundo período do ensino superior via abertura de processo administrativo no Procen (Protocolo Central da Faetec), situado na Rua Clarimundo de Melo, 847, Quintino, devidamente fundamentado o pedido de transferência.

1.6 O resultado deste Vestibular será válido apenas para o preenchimento das vagas indicadas no quadro de vagas

(Anexo II e III), nos cursos oferecidos pelos Institutos Superiores de Tecnologia e de Educação da Faetec, com início no

primeiro semestre do ano de 2012.

1.7 A duração dos cursos está disciplinada nas matrizes curriculares, disponíveis na página eletrônica

www.faetec.rj.gov.br /desup

2. DOS CURSOS E DOS INSTITUTOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

INSTITUTOS

CURSOS

1

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

Instituto Superior de Tecnologia de Duque de Caxias IST CAXIAS - IMBARIÊ

Projeto enviado ao CEE pelo Of. FAETEC/PR nº 0696 de 05-09-2011, solicitando credenciamento da Instuição e autorização de Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais que deu origem ao processo E-03/100.113/2011. Decreto nº 43.137 publicado no D.O.E.R.J de 17/08/2011.

 

-

Curso Superior de Tecnologia em Sistema de

Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi IST PARACAMBI

Informação (Parecer CEE/ 014/2009) - Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental (Parecer CEE/079/2007)

Instituto Superior de Tecnologia em Ciência da Computação de Petrópolis IST PETRÓPOLIS

-

Curso Superior de Formação em Tecnologia da

Informação e Comunicação (Parecer CEE/138/2008)

Instituto Superior de Tecnologia em Ciências da Computação do Rio de Janeiro ISTRIO

-

Curso

Superior

de

Tecnologia

em

Análise

de

Sistemas Informatizados (Parecer CEE/066/2009).

3.

DOS INSTITUTOS SUPERIORES DE EDUCAÇÃO

INSTITUTOS

Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro ISERJ

Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro ISERJ

Instituto Superior de Educação Prof. Aldo Muylaert ISEPAM

CURSOS

CURSOS

-

Curso Superior em Pedagogia

(Pareceres CEE/RJ/21/2008 e 10/2009)

(Pareceres CEE/RJ/21/2008 e 10/2009)

- Curso Superior em Pedagogia (Parecer CEE/RJ/114/2010)

- Curso Superior em Pedagogia (Parecer CEE/RJ/114/2010)

3.1

O curso do ISERJ é ofertado em 8 (oito) períodos no turno da manhã e em 9 (nove) períodos no turno da noite.

4. DA INSCRIÇÃO

4.1 O período de inscrição está delimitado no calendário (Anexo I).

4.2 As inscrições serão realizadas integralmente por meio da internet pela página eletrônica www.faetec.rj.gov.br com o

intuito de facilitar o acesso dos candidatos à internet, a Faetec também disponibilizará pólos digitais (Faetec Digital) que,

no período de inscrição, funcionarão nos dias úteis de 10h às 17h.

4.3 Não serão aceitas inscrições condicionais ou fora das normas estabelecidas no presente Edital.

4.4 A inscrição poderá ser efetuada pelo próprio candidato ou por seu representante legal, na forma da legislação civil.

4.4.1 Será aplicado, de preenchimento obrigatório, questionário socioeconômico.

4.5 O candidato que solicitar isenção de taxa, deverá aguardar o resultado de sua solicitação, atendendo ao calendário

(Anexo I), para efetivar sua inscrição.

4.6 O candidato deverá acessar a página eletrônica da Faetec www.faetec.rj.gov.br por meio da internet, ler o Edital em

sua integridade, verificar as vagas, os cursos de seu interesse e os endereços dos institutos superiores.

4.7 Efetuar todos os procedimentos necessários para a inscrição e imprimir o boleto bancário no valor R$ 38,00 (trinta e

oito reais), efetuando o pagamento em qualquer agência bancária até a data do vencimento.

4.7.1 A inscrição só será confirmada após o pagamento da taxa de inscrição.

4.7.2 A taxa de inscrição não será devolvida em nenhuma hipótese e só terá validade para o presente Vestibular.

2

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

4.8 A Faetec não se responsabilizará pelos requerimentos de inscrição não processados por motivos de ordem técnica

que impossibilitem a transmissão dos dados, principalmente, no último dia de inscrição.

4.9 Havendo mais de um requerimento de inscrição, para um mesmo candidato, será considerado somente o de data

mais recente, ou se for o caso, o de horário mais recente.

4.10 Para efetivação da inscrição far-se-á necessário o pagamento do boleto bancário gerado pela inscrição mais

recente.

4.11 A inscrição para o preenchimento de vagas contidas neste Edital implicará na aceitação irrestrita das condições

estabelecidas pela Faetec, não cabendo ao candidato qualquer recurso quanto às normas do presente Edital.

5 DA CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO

5.1 O candidato deverá acessar a página eletrônica www.faetec.rj.gov.br no prazo estabelecido no calendário (Anexo

I), para verificação dos dados informados no requerimento de inscrição.

5.1.1 Havendo necessidade de alteração de dados fornecidos pelo candidato no que se refere especificamente às

opções de instituto superior, curso, turno e dados pessoais deverá o candidato solicitar à Fundação Dom Cintra, pelo

endereço eletrônico concurso@domcintra.org.br informando nº de inscrição, CPF e os dados que devem ser corrigidos, no prazo estabelecido no calendário (Anexo I).

5.1.2 O preenchimento de opções equivocadas ou de forma incorreta, especificamente sobre a opção de instituto

superior, curso, turno e endereço do instituto superior, sem correção com a empresa organizadora, antes da realização da prova, implicará a aceitação irrestrita do que está declarado no requerimento de inscrição sem direito a recursos,

validando-se, portanto, o resultado declarado.

5.1.3 Encerrando-se o prazo destinado a correções, as informações contidas no requerimento de inscrição, serão de

inteira responsabilidade do candidato e, para que possa produzir todos os efeitos a que se destinam, deverão obedecer

estritamente às normas deste Edital.

5.2 O candidato, ou seu representante, legal terá acesso ao Cartão de Confirmação de Inscrição CCI, pela página

eletrônica www.faetec.rj.gov.br, de acordo com o período estabelecido no calendário (Anexo I). Este documento não será enviado para o endereço residencial do candidato.

6 DAS INSTRUÇÕES PARA O PEDIDO DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO OU AINDA PRÉ-INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE RESERVA DE COTAS

6.1 A isenção da taxa de inscrição é um benefício concedido aos candidatos que comprovarem insuficiência de recursos

financeiros para este pagamento, mediante o atendimento aos critérios estabelecidos, observando-se as condições contidas no presente Edital.

6.2 A inscrição no sistema de cotas é um direito concedido aos candidatos que comprovarem insuficiência de recursos

financeiros.

6.2.1 Será concedida a isenção de pagamento de taxa de inscrição ao candidato que comprovar, por meio de

documentação, renda mensal familiar igual ou inferior a R$ 960,00 (novecentos e sessenta reais), obtida a partir do

somatório da renda bruta mensal familiar daqueles que residentes no mesmo endereço do candidato.

6.2.2 O requerimento de isenção da taxa de inscrição deverá ser acessado na página eletrônica www.faetec.rj.gov.br,

preenchido e impresso, no período estabelecido no calendário (Anexo I).

6.2.3 Os candidatos que solicitarem a pré-inscrição no sistema de reserva de cotas deverão obrigatoriamente participar

do processo de isenção da taxa de inscrição, apresentando a documentação citada no presente Edital.

6.2.4 O candidato que tiver o pedido de isenção da taxa de inscrição do vestibular e a pré-inscrição no sistema de cotas

aceito, estará automaticamente inscrito, devendo acessar o seu Cartão de Confirmação de Inscrição (CCI) e imprimi-lo por meio da página eletrônica www.faetec.rj.gov.br na data estabelecida no calendário (Anexo I).

6.2.5 O candidato que tiver o pedido de isenção de taxa de inscrição do vestibular e a pré-inscrição no sistema de cotas

negado, deverá acessar a página eletrônica www.faetec.rj.gov.br na data estabelecida no calendário (Anexo I), efetuar

todos os procedimentos necessários para a inscrição, imprimir o boleto bancário no valor de R$ 38,00 (trinta e oito reais), efetuando o pagamento em qualquer agência bancária até a data do vencimento.

6.3 Ao requerimento preenchido deverão ser anexadas cópias da documentação comprobatória de TODAS as pessoas

que moram na mesma casa e das situações descritas no requerimento de inscrição, sendo considerada válida, para efeito de identificação, a documentação especificada no item 6.4.

3

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

6.4 DA DOCUMENTAÇÃO COMPROBATÓRIA PARA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DE PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO:

a. certificado ou histórico escolar ou original da declaração de conclusão do ensino médio ou equivalente. Para aqueles que estão cursando o último ano do ensino médio, declaração de previsão de conclusão do mesmo;

b. documento de identidade, dentro da validade, com foto e assinatura, para os maiores de 18 anos e certidão de nascimento para os menores de 18 anos;

c. certidão de casamento dos pais ou do candidato se for casado;

d. em caso de falecimento dos pais, certidão de óbito;

e. em caso de separação, certidão com averbação ou declaração de próprio punho de um dos pais;

f. carteira de trabalho (cópias das páginas referentes à identificação e aos contratos de trabalho) das pessoas empregadas, desempregadas, das que nunca trabalharam e dos trabalhadores da economia informal. As cópias das carteiras deverão ser identificadas com o nome da pessoa a que pertencem; em caso de desemprego recente, apresentar rescisão do contrato de trabalho;

g. contracheque ou recibo de pró-labore de pagamento de serviços prestados ou declaração do empregador para as pessoas que trabalham no mercado formal;

h. declaração de próprio punho informando os rendimentos de trabalho autônomo (mercado informal) com carnê do INSS, em caso de contribuição;

i. comprovante de rendimento fornecido pelo INSS referente à aposentadoria, ao auxílio-doença ou à pensão. Na falta destes, extrato bancário atualizado e identificado referente ao benefício recebido; e

j. comprovantes das seguintes despesas: pagamento do financiamento ou do aluguel da casa, conta de energia elétrica e conta do telefone fixo com valor e endereço.

6.4.1 Poderão ser entregues comprovantes de outras despesas como: plano de saúde, condomínio, IPTU, mensalidade escolar, conta de telefone celular bem como outros documentos que comprovem a situação econômico-financeira relatada no formulário; 6.4.2 No caso da INEXISTÊNCIA de qualquer dos documentos relacionados acima, deverá ser anexada JUSTIFICATIVA, por escrito, informando o motivo de não ter sido enviada tal documentação;

6.5 A entrega do requerimento preenchido pelo candidato ou seu representante legal, com os documentos específicos

que comprovem a solicitação de isenção de pagamento da taxa de inscrição, deverá ser realizada, somente via SEDEX,

para a Caixa Postal 68561 CEP 21941-972 RJ, até a data-limite, conforme calendário (Anexo I).

6.6 O requerente não deverá anexar nenhum documento original, considerando que, os documentos anexados ao

requerimento não serão devolvidos. Da mesma forma, não serão aceitos protocolos de quaisquer documentos.

6.7 Somente serão analisados os requerimentos de isenção de inscrição entregues no período definido no calendário

(Anexo I) e que estejam com a documentação exigida anexada.

6.8 O preenchimento do requerimento de isenção de taxa de inscrição será de inteira responsabilidade do candidato ou

representante legal e, em nenhuma hipótese, serão admitidas alterações após a entrega. O preenchimento deverá ser feito integralmente pela internet.

6.9 A concessão de isenção da taxa de inscrição será determinada em função da análise das informações contidas no

requerimento e da documentação apresentada pelo candidato ou seu representante legal.

6.10 A documentação encaminhada pelo candidato ou seu representante legal, será analisada por uma comissão da

Fundação Dom Cintra, responsável pelo processo seletivo, que emitirá parecer sobre a situação de cada candidato

quanto ao pedido da taxa de isenção.

6.11 O resultado do pedido de isenção de taxa de inscrição será divulgado na página eletrônica www.faetec.rj.gov.br

conforme calendário (Anexo I).

6.12 A solicitação de isenção da taxa de inscrição implicará a aceitação irrestrita das condições estabelecidas pela

Faetec, não cabendo ao candidato qualquer recurso quanto às normas contidas neste Edital.

6.13 Componentes da mesma família que residam no mesmo domicílio e venham a solicitar isenção do pagamento da

taxa devem enviar individualmente os documentos necessários e informar no requerimento de solicitação, nome e grau

de parentesco do outro solicitante.

7 DOS DOCUMENTOS PARA A PRÉ-INSCRIÇÃO NO SISTEMA DE COTAS

7.1 Além dos documentos solicitados para o pedido de isenção de pagamento da taxa de inscrição, para solicitar pré-

inscrição no sistema de cotas, o candidato que concorre às vagas do vestibular deverá apresentar também os seguintes documentos, de acordo com a categoria de cotas em que se enquadre:

4

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

7.1.1 Candidato oriundo de escolas públicas (RP): histórico escolar completo do ensino fundamental e médio ou

declaração de previsão de conclusão para aqueles que estão cursando o último ano do ensino médio.

7.1.2 Candidato negro ou pertencentes a povos indígenas (N/I) : autodeclaração.

7.1.3 Pessoas com deficiência física (PD): laudo médico original de que conste o tipo, grau ou o nível de deficiência,

com expressa referência ao código correspondente ao Cadastro Internacional de Doenças (CID) vigente, que atendam às determinações do Decreto Federal nº 3298/1999 em seu artigo 4º, com validade de até seis meses, dentro do prazo estabelecido no calendário (Anexo I). 7.1.3.1 Não serão consideradas como deficiência as disfunções visual e auditivas passíveis de correção simples pelo uso de lentes ou aparelhos específicos conforme às determinações do Decreto Federal nº 3298/1999 em seu artigo 4º. 7.1.3.2 O não encaminhamento do laudo médico com CID/CIF, no prazo estabelecido no Edital, implicará a participação e classificação no processo seletivo nas mesmas condições dos demais candidatos, não se admitindo recurso ou

contestação sobre o resultado.

7.1.4 Filho de policiais civis e militares, bombeiros militares e inspetores de segurança e administração

penitenciária, mortos ou incapazes em razão do serviço: certidão de óbito juntamente com decisão administrativa

que reconheceu a morte ou incapacidade em razão do serviço.

7.2 Componentes da mesma família que residam no mesmo domicílio e venham a solicitar isenção do pagamento da

taxa e a pré-inscrição no sistema de cotas deverão enviar individualmente os documentos necessários e informar no

requerimento de solicitação, nome e grau de parentesco do outro solicitante.

7.3 O requerente não deverá anexar nenhum documento original, considerando que os documentos anexados ao

requerimento não serão devolvidos. Não serão aceitos protocolos de quaisquer documentos.

7.4 Somente serão analisados, pela comissão da empresa organizadora da presente seleção, os requerimentos de

isenção de taxa de inscrição entregues no período definido no calendário (Anexo I).

7.5 A entrega do requerimento preenchido pelo candidato ou seu representante legal, com os documentos específicos

que comprovem a solicitação no sistema de reserva de cotas, deverá ser realizada, somente via SEDEX, para Caixa

Postal 68561 CEP 21941-972 RJ, até a data-limite, conforme calendário (Anexo I).

8 DAS PROVAS

8.1 DA PROVA OBJETIVA

8.1.1 A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, será composta de duas partes, com base nos conteúdos

adquiridos no ensino médio e terá duração de 4 (quatro) horas , incluindo-se a marcação do cartão resposta e redação, assim caracterizadas:

Parte I Língua Portuguesa (24 questões)

a) Estruturada sobre o foco da leitura, terá como objetivo fundamental avaliar a capacidade de o candidato de ler,

compreender e interpretar textos de linguagem verbal e visual, essenciais a todas as áreas e conteúdos adquiridos ao longo do ensino médio. b) Serão avaliadas, dentre outras, as seguintes habilidades: compreensão, análise e interpretação de textos, identificação de tema e tese de um texto, distinção entre fato e opinião acerca do fato, inferência, identificação de informações explícitas, inferência de informações implícitas, estabelecimento de relações entre partes de um texto e reconhecimento de diferentes formas de tratar a informação sobre o dado tema ou temas. Parte II Matemática (24 questões)

a) Estruturada sob o foco da resolução de problemas, terá como objetivo fundamental avaliar a capacidade de o

candidato observar, estabelecer relações, utilizar diferentes linguagens, argumentar, validar processos, raciocinar de forma intuitiva, indutiva, dedutiva; realizar estimativa e desenvolver estratégias de resolução de problemas, essenciais a

todas as áreas e conteúdos adquiridos ao longo do ensino médio.

8.1.2 Todas as questões terão 5 (cinco) alternativas e 1 (uma) única opção correta, valendo 1(um) ponto cada questão,

no total de 48 (quarenta e oito) pontos, sendo considerado reprovado o candidato que:

a) obtiver nota 0 (zero) em qualquer uma das duas partes da prova.

b) obtiver menos de 15 (quinze) pontos no somatório das duas partes da prova.

8.2 DA REDAÇÃO

8.2.1 Os candidatos considerados reprovados de acordo com item 8.1.2, não terão as redações corrigidas.

5

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

8.2.2 O candidato aprovado na prova objetiva com o somatório das duas partes, terá sua redação corrigida sendo a

mesma de caráter eliminatório e classificatório, valendo 20 (vinte) pontos, e sendo considerado reprovado o candidato que obtiver nota 0 (zero) na redação.

8.2.3 A redação deverá ser apresentada em, no mínimo, de 15 (quinze) e, no máximo, 20 (vinte) linhas, e versará sobre

tema atual.

8.2.4 Na correção da redação será avaliada: a coesão textual, a clareza na narrativa, a gramática e a ortografia.

9 DA PARTICIPAÇÃO NO VESTIBULAR

9.1 Nenhum candidato fará a prova fora do dia, horário e local indicados no Cartão de Confirmação de Inscrição - CCI.

9.2 No dia da realização das provas, o candidato deverá apresentar-se ao local da prova indicado no Cartão de Confirmação de Inscrição - CCI, munido de documento oficial de identificação (original com foto), caneta esferográfica preta ou azul e com antecedência mínima de uma hora do horário do início da prova.

9.3 O candidato poderá somente retirar-se da sala após 60 (sessenta) minutos decorridos do começo da aplicação da

prova. Os três últimos candidatos deverão permanecer na sala, sendo liberados somente quando todos tiverem concluído ou tenha sido dado por encerrado o tempo da prova.

9.4 O candidato que não observar o disposto no item 9.3 deste Edital, insistindo em sair do local de aplicação das

provas, deverá assinar termo desistindo do Processo Seletivo e caso se negue, deverá ser lavrado Termo de Ocorrência,

testemunhado por 2 (dois) outros candidatos, pelos fiscais e pelo executor local.

9.5 É dever do candidato ler as instruções constantes da folha de respostas, como também do caderno de questões das

provas objetivas,

e da folha específica para redação e ainda verificar se recebeu o caderno de questões

correspondente à seleção para a qual concorre, não se aceitando reclamações posteriores.

9.6 O candidato deverá assinalar na folha de respostas somente uma das opções.

9.7 Na correção da folha de respostas será atribuída a nota 0 (zero) à questão:

a) com mais de uma opção assinalada;

b) sem opção assinalada;

c) com emenda ou rasura.

9.8 Será excluído do Vestibular o candidato que:

a) faltar ou chegar após o período de tolerância ao local de provas;

b) durante as provas, for surpreendido em comunicação com outros candidatos verbalmente, por escrito ou de qualquer

outra forma;

c) utilizar meios fraudulentos para obter aprovação própria ou de terceiros;

d) fornecer ou utilizar, em qualquer documento, informações falsas ou inexatas, a qualquer época, mesmo após a

matrícula;

e) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido ou descortês para com

quaisquer dos fiscais, seus auxiliares ou autoridades;

f) afastar-se do local de provas sem o acompanhamento do fiscal antes de tê-las concluído;

g) deixar de assinar a lista de presença e o respectivo cartão de respostas nos locais apropriados;

h) ausentar-se da sala portando o cartão de respostas;

i) descumprir as instruções contidas no verso do caderno de questões;

j) praticar atos contra as normas contidas neste Edital;

k) solicitar a ida ao banheiro e for surpreendido portando, mesmo que desligado, aparelho celular, será automaticamente

eliminado do processo seletivo;

l) permanecer com o telefone celular ligado durante a aplicação da prova.

9.8.1 É proibido o uso de quaisquer instrumentos de medição ou meios de comunicação na realização da prova e

enquanto o candidato permanecer nas dependências do local.

9.9 O gabarito da prova será divulgado no dia estabelecido no Calendário, estando disponível na página eletrônica

10 DO RECURSO

10.1 O candidato que desejar interpor recurso, poderá recorrer por meio de requerimento, em formulário próprio, disponível na página eletrônica www.faetec.rj.gov.br nos dias estabelecidos no calendário (Anexo I).

6

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

10.2 O recurso deverá sempre ser individual e preenchido pelo requerente. Deve constar de: nome do candidato,

número de inscrição, tipo de processo seletivo, município, instituto superior, curso, forma de organização e turno ao qual concorre.

10.3 O recebimento do recurso, em se tratando de provas objetivas, ocorrerá nos dias estabelecidos no calendário

(Anexo I), devendo conter os dados citados no item 10.2. As questões contra as quais deseja recorrer devem ser

apresentadas em folhas separadas, com a indicação devidamente fundamentada para qual o candidato se julga prejudicado.

10.4

O recebimento de pedidos de revisão da prova de redação ocorrerá no período estabelecido no calendário (Anexo

I).

10.5

Será indeferido liminarmente o recurso que não estiver fundamentado ou for interposto fora do prazo.

10.6

A banca examinadora da Fundação Dom Cintra, constitui última instância para os recursos, sendo soberana em

suas decisões, motivo pelo qual não serão aceitos recursos adicionais ou reclamações posteriores à divulgação final da

classificação.

10.7 Após o julgamento dos recursos interpostos, o ponto correspondente a questões, porventura anuladas, será

atribuído a todos os candidatos, indistintamente, validando-se o resultado com a divulgação da listagem geral com a pontuação dos candidatos.

11 DO RESULTADO FINAL E CLASSIFICAÇÃO

11.1 Na classificação final constarão todos os candidatos aprovados, em ordem decrescente de pontuação (soma dos

pontos obtidos na prova objetiva e na redação).

11.2 No resultado final constarão os candidatos aprovados e classificados nas vagas por instituto superior, curso e

turno, de acordo com a classificação final, sendo feito em duas listagens:

a) na primeira listagem os candidatos aprovados e classificados dentro das vagas para ampla concorrência;

b) na segunda listagem os candidatos aprovados e classificados dentro das vagas para cotistas.

11.2.1 A classificação do candidato corresponderá a sua posição no resultado final, estritamente dentro das vagas

oferecidas pelo instituto superior/curso/turno, respeitando-se a opção de sua escolha efetivada a época da inscrição, não cabendo recurso ou abertura de processo administrativo, solicitando aproveitamento da classificação obtida

para outro curso/turno/institutos superior, salvo o previsto no item 15.1 do presente Edital.

11.2.2 O candidato cotista que, no resultado final, obtiver classificação dentro do número de vagas oferecidas para

ampla concorrência, será convocado para assumir esta vaga independentemente de estar inscrito no concurso como cotista. 11.2.3 Os candidatos cotistas aprovados e que não atenderem o item 11.2.2 do Edital, serão classificados separadamente obedecendo as mesmas regras de classificação.

11.2.4 No caso de vagas não preenchidas, reservadas a candidatos de um determinado grupo participante do sistema

de cotas, ou no caso de reprovação destes, as vagas a eles reservadas serão preenchidas pelos demais aprovados, obedecendo estritamente à ordem de classificação, distribuídas pelos demais grupos de cotistas, ocorrendo na seguinte

ordem:

candidatos oriundos da rede pública de ensino;

candidatos negros ou pessoas nascidas no Brasil pertencente a povos indígenas;

candidatos com deficiência;

candidatos filhos de policiais civis, militares, bombeiros militares e de inspetores de segurança e administração penitenciária, mortos ou incapacitados em razão do serviço.

11.2.5

Na falta de candidatos cotistas ou no caso de reprovação destes, as vagas a eles reservadas serão preenchidas

pelos candidatos aprovados sem reserva de cotas (ampla concorrência), conforme a pontuação obtida em relação à opção escolhida, obedecendo-se rigorosamente à ordem de classificação na classificação final.

11.3 Será considerado reprovado e eliminado do processo seletivo, o candidato que:

a) obtiver nota 0 (zero) em qualquer uma das duas partes da prova objetiva;

b) obtiver menos de 15 (quinze) pontos no somatório das duas partes da prova objetiva;

c) nota zero na prova de redação;

d) faltar à prova do processo seletivo, conforme calendário (Anexo I).

11.4 Em caso de igualdade de pontos na classificação final serão adotados, sucessivamente, os seguintes critérios de

desempate:

7

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

a) maior número de pontos na redação;

b) maior número de pontos nas questões de Língua Portuguesa;

c) maior número de pontos nas questões de Matemática;

d) idade dos candidatos, da maior para a menor.

11.5 Preenchidas todas as vagas, o candidato cujo número total de pontos for igual ao do ocupante da última vaga

preenchida por critérios de desempate, não terá direito à matrícula.

12 DA DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS

12.1 Os resultados oficiais do Vestibular para ingresso no 1º (primeiro) semestre de 2012 serão divulgados na página

eletrônica www.faetec.rj.gov.br nas datas previstas no calendário (Anexo I).

12.2 A Faetec não se responsabilizará por instituições que divulguem ou repassem informações aos candidatos.

12.3 A Fundação Dom Cintra compromete-se em divulgar, conjuntamente com a Faetec, os resultados do presente

processo seletivo, sendo de inteira responsabilidade do candidato manter - se informado sobre os resultados oficiais da aprovação, classificação, reclassificação e listagem de reprovados ou faltosos, por meio da página eletrônica www.faetec.rj.gov.br O não acompanhamento por parte do candidato acarretará na perda da vaga e na eliminação do

candidato do presente processo de seleção, não cabendo recursos ou processos administrativos com esse fim.

13 DA MATRÍCULA

13.1 Somente será matriculado nos cursos superiores da Faetec o candidato aprovado, classificado e que houver

concluído integralmente o ensino médio ou equivalente, perdendo o direito à vaga o candidato que não apresentar

no ato da matrícula prova desta

13.2 O candidato deverá realizar a matrícula no período estabelecido no calendário (Anexo I), no instituto superior para a

qual foi aprovado e classificado, no horário das 10h às 20h.

13.2.1 O regime de matrícula é realizado por período (semestre) e por disciplina.

13.3 Para matricular-se o candidato deverá apresentar a ficha de matrícula original e cópia dos documentos exigidos

no item 13.3.1.

13.3.1 O candidato ou seu representante legal terá acesso à ficha de matrícula para imprimir na página eletrônica

www.faetec.rj.gov.br devendo entregá-la preenchida no instituto superior para qual está aprovado e classificado na

vaga, juntamente com original e cópia dos seguintes documentos:

a) certidão de nascimento ou certidão de casamento;

b) documento de identidade;

c) CPF- Cadastro de Pessoa Física para maiores de 18 anos,

d) 03 (três) retratos 3 x 4 recentes;

e) certificado do ensino médio (antigo 2º grau), cópia da publicação no DOERJ - Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro - ( alunos concluintes no RJ, após 1984);

f) certidão de conclusão de ensino médio expedida pela Secretaria Estadual de Educação -SEEDUC (Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM );

g) histórico escolar do ensino médio;

h) título de eleitor, para os candidatos maiores de 18 (dezoito) anos com comprovante de quitação eleitoral;

i) certificado de reservista, para os candidatos do sexo masculino, maiores de 18 (dezoito) anos;

j) comprovante de residência;

k) para candidatos com deficiência, apresentar laudo médico original com validade de no máximo seis meses, de acordo com o item 7.1.3 deste Edital.

13.4 Será aceita, no ato da matrícula, extraordinariamente, a declaração de conclusão do ensino médio, ficando

condicionada à apresentação do histórico escolar, num prazo máximo de 30 (trinta) dias e do certificado de ensino médio, num prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias a contar da data da matrícula para o 1º (primeiro)

semestre do ano de 2012, sob pena de cancelamento da matrícula.

13.5 No ato da entrega dos documentos, a cópia será autenticada pelo (a) funcionário (a) do instituto superior que

efetivou a matrícula.

13.6 Será permitida a matrícula por procuração, devendo o procurador apresentar o referido documento outorgado por

instrumento particular e com firma reconhecida em cartório ou na impossibilidade de reconhecimento de firma,

8

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

apresentar junto com a procuração, cópia da carteira de identidade, além de todos os documentos exigidos nos itens anteriores. A procuração ficará retida na secretaria escolar.

13.7 O candidato classificado será eliminado do Vestibular, perdendo automaticamente o direito à vaga e sendo

substituído pelo candidato na ordem imediata da classificação, quando ele ou seu representante legal não comparecer à matrícula no prazo estabelecido.

14 DA RECLASSIFICAÇÃO

14.1 Ocorrendo desistência, indeferimento da matrícula ou expansão de vagas declaradas pela direção do instituto

superior, a Faetec poderá reclassificar os candidatos aprovados, respeitando-se, rigorosamente, a ordem de classificação obtida.

14.2 As reclassificações e respectivas matrículas serão divulgadas na página eletrônica da Faetec www.faetec.rj.gov.br

devendo ser acessada por meio da internet, de acordo com o calendário (Anexo I).

14.3 O período de reclassificação ocorrerá até o início do período letivo.

15 DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

15.1 Quando o número de candidatos aprovados e classificados para determinado curso for inferior a 15 (quinze), a

abertura de turma / turno no instituto superior estará condicionada à análise e ao pronunciamento da Faetec. Neste caso, admitir-se-á o remanejamento dos candidatos, atendendo-se aos seguintes critérios:

a) vagas ociosas em turno invertido ao escolhido, em decorrência de ausência de lista de espera no(s) turno(s);

b) concordância do candidato, que ficará ciente que somente após cursar 01 (um) semestre poderá ser transferido ou

trancar sua matrícula.

15.2 A Faetec divulgará, por meio de sua página eletrônica www.faetec.rj.gov.br sempre que necessário, editais,

normas complementares e avisos oficiais sobre o presente processo seletivo.

15.3 Em hipótese alguma haverá 2ª (segunda) chamada em quaisquer das provas do presente Edital.

15.4 Cabem aos interessados em concorrer a uma vaga na rede de ensino Faetec ler o Edital em sua integralidade,

acompanhar todas as informações sobre convocações para provas, resultados de recursos, listas de aprovados, reclassificações, bem como sobre todas as etapas de matrícula, acompanhando por meio da página eletrônica www.faetec.rj.gov.br

15.5 Será de responsabilidade do candidato a conseqüência decorrente da não atualização do seu endereço/telefone.

15.6 O presente Edital tem validade apenas para o 1º (primeiro) semestre de 2012.

15.7 É prerrogativa da Faetec a ampliação da oferta de vagas, mediante envio de documento assinado pela Direção do

instituto superior.

15.8 Não havendo candidatos aguardando vaga na classificação do vestibular as vagas remanescentes poderão ser

destinadas aos candidatos inscritos na lista de espera do SISU 2012.1.

15.9 Os cotistas amparados pela Lei/RJ 5346/2008 receberão bolsa auxílio durante o período do curso universitário.

15.10 Os casos omissos serão avaliados pela Comissão Organizadora do Vestibular e encaminhados para a solução da

Faetec.

15.11 Para dirimir todas as questões oriundas do presente Edital é competente o foro da cidade do Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro, 23 de Setembro de 2011. Celso Pansera Presidente da Faetec

9

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

Anexo I

Calendário para os Institutos Superiores de Tecnologia e Educação

 

EVENTOS

DATAS

 

LOCAL /HORÁRIOS

 

Período de inscrição

13/10/2011

Pela internet www.faetec.rj.gov.br inclusive finais de semana nos Pólos Faetec Digital: somente dias úteis das 10:00h às 17:00h

 

até

09/11/2011

     

Pelo correio, via SEDEX, para a Caixa Postal 68561 CEP 21941-

 

Pedidos de isenção do pagamento da taxa de inscrição e pré-inscrição no sistema de cotas.

13/10/2011

a

19/10/2011

972-RJ

requerimento para isenção/cotista

e

 

toda documentação constantes nos subitens 6.4 e 7.1

     

Pelo correio, via SEDEX, para a Caixa Postal 68561 CEP 21941-

 

Último dia para postagem do requerimento de isenção/sistema de cotas e da documentação comprobatória.

972-RJ

19/10/2011

requerimento para isenção/cotista

e

 

toda documentação constantes

nos subitens 6.4 e 7.1

 

Resultado do pedido de isenção da taxa de inscrição e cotista

27/10/2011

 

Pela internet www.faetec.rj.gov.br

 

A partir

 

Na internet www.faetec.rj.gov.br

Verificação, pelo candidato, dos dados informados no requerimento de inscrição

de

29/11/2011

 

Período de correção dos dados informados no requerimento de inscrição junto à empresa organizadora.

30/11/2011

 

Enviar email para o endereço eletrônico

a

concurso@domcintra.org.br

05/12/2011

 

Divulgação:

   

dos locais onde serão realizadas as provas;

A partir de

 

Pela internet www.faetec.rj.gov.br

do CCI. (Cartão de Confirmação da Inscrição) para impressão.

12/12/2011

 

Provas Objetivas e Redação

18/12/2011

 

13:00 h às 17:00h (Chegar com 1h de antecedência)

 

Divulgação do gabarito oficial da prova objetiva

19/12/2011

 

Pela internet www.faetec.rj.gov.br

 

20/12/2011

 

Pela internet www.faetec.rj.gov.br

Recebimento de recursos do gabarito das provas objetivas

e

21/12/2011

 

Divulgação:

   

do resultado dos recursos (GABARITO) das provas objetivas; e da listagem geral dos candidatos com a respectiva pontuação nas provas objetivas.

03/01/2012

 

Pela internet www.faetec.rj.gov.br a partir das 14h.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

Divulgação do resultado da redação

10/01/2012

Pela internet www.faetec.rj.gov.br

 

11/01/2011

 

Recebimento de pedido de revisão da pontuação da redação.

a

Pela internet www.faetec.rj.gov.br Até as 21h

13/01/2012

Resultado da revisão da redação

17/01/2012

Na internet www.faetec.rj.gov.br

 

Divulgação:

   

da classificação final; e

19/01/2012

Pela internet www.faetec.rj.gov.br

 

do resultado final.

Período de matrícula dos candidatos aprovados e classificados Obs. Imprimir ficha de matricula

23/01/2012

10:00h às 20:00h No instituto escolhido no ato da

a

inscrição.

27/01/2012

Divulgação da 1ª reclassificação

02/02/2012

Pela internet www.faetec.rj.gov.br

 

06/02/2012

10:00h às 20:00h

Matrícula dos candidatos da 1ª reclassificação

e

No instituto escolhido no ato da inscrição.

07/02/2012

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

ANEXO II DO QUADRO DE VAGAS INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIA

Instituto Superior

   

Turno

   

Curso

 

Manhã

   

Tarde

   

Noite

   

Endereço / Município

Superior

                       

de

SR

R

N/

D

SR

RP

N/I

D

SR

RP

N/I

D

Total

P

I

Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi

Tecnologia em

                         

Sistema de

6

2

2

1

_

_

_

_

6

2

2

1

22

IST PARACAMBI

Informação

Tecnologia em

                         

Rua Sebastião de Lacerda, s/n Bairro da

Fábrica

Paracambi RJ

Gestão

Ambiental

6

2

2

1

_

_

_

_

6

2

2

1

22

Instituto Superior de Tecnologia em Ciências da Computação do Rio de Janeiro IST RIO

Tecnologia em

                         

Análise de

4

2

2

1

4

2

2

1

18

 

Sistemas

_

_

_

_

Rua Clarimundo de Melo, Quintino Bocaiúva

nº 847 Rio de Janeiro

Informatizados

 

RJ

Instituto Superior de Tecnologia em Ciência da Computação de Petrópolis IST PETROPOLIS

Formação em

                         

Tecnologia da

 

Informação e

4

2

2

1

_

_

_

_

4

2

2

1

18

da

Rua Getúlio Vargas, nº 333 Quitandinha

Petrópolis RJ

Comunicação

Instituto Superior de Tecnologia de Duque de Caxias IST CAXIAS IMBARIÊ Rua Almirante Cochrane s/nº Santa Lúcia Imbariê Duque de Caxias RJ

Tecnologia em

                         

Processos

20

8

8

2

-

-

-

-

20

8

8

2

76

Gerenciais

 

TOTAL

40

16

16

6

00

00

00

00

40

16

16

6

156

SR= Estudantes Sem Reserva. RP= Sistema de cotas Estudantes da Rede Pública de Ensino.

N

/ I = Sistema de cotas Estudantes Negros e Povos Indígenas.

D

= Estudantes com deficiência e filhos de policiais civis, militares, bombeiros militares e de inspetores de segurança e

administração penitenciária, mortos em razão do serviço.

12

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA

ANEXO III DO QUADRO DE VAGAS INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO

Instituto Superior

   

Turno

 

Curso

       

Endereço / Município

Superior

 

Manhã

   

Tarde

   

Noite

 

de

SR

RP

N/I

D

SR

RP

N/I

D

SR

RP

N/I

D

Total

Instituto Superior de Educação Prof. Aldo Muylaert ISEPAM

                           

Avenida Alair Ferreira, 37 Turf Club Campos dos Goytacazes RJ

Pedagogia

-

-

-

-

7

2

2

1

13

5

5

1

36

Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro - ISERJ

                           

Rua Mariz e Barros 273 Praça da Bandeira Rio de Janeiro RJ

Pedagogia

4

2

2

4

1 2

2

1

7

2

2

1

30

 

TOTAL

4

2

2

 

1 4

11

 

4

2

20

7

7

2

66

SR= Estudantes Sem Reserva. RP= Sistema de cotas Estudantes da Rede Pública de Ensino. N / I = Sistema de cotas Estudantes Negros e Povos Indígenas. D = Estudantes com deficiência e filhos de policiais civis, militares, bombeiros militares e de inspetores de segurança e administração penitenciária, mortos em razão do serviço.

13