Вы находитесь на странице: 1из 6
Manual de instalação e uso PIC Expert! ® REV.0 – Set/09
Manual de instalação e uso PIC Expert! ® REV.0 – Set/09

Manual de instalação e uso

Manual de instalação e uso PIC Expert! ® REV.0 – Set/09
Manual de instalação e uso PIC Expert! ® REV.0 – Set/09

PIC Expert! ®

Manual de instalação e uso PIC Expert! ® REV.0 – Set/09
Manual de instalação e uso PIC Expert! ® REV.0 – Set/09
Manual de instalação e uso PIC Expert! ® REV.0 – Set/09
Manual de instalação e uso PIC Expert! ® REV.0 – Set/09

REV.0 – Set/09

Conteúdo e Índice

I – Introdução e Recursos 2

II – Ligação no MultiPROG® ou Programador/Debuger Externo

III – Lay Out da Placa 6

Referências 6

Anexo - Esquema Elétrico

5

PIC Expert !®

I- Introdução e Recursos

A placa Pic Expert !® é dedicada ao desenvolvimento e aprendizado em microcontroladores PIC

principalmente o modelo 18F4550 na qual é baseada.

É uma placa avançada com muitos recursos incluindo USB device, LCD Gráfico, entrada para

cartão de memória tipo SD/MMC, etc.

Os exemplos contidos no CD estão escrito em linguagem C e foi usado o compilador Mikro C da MikroEletronica [4], porém nada impede que se use outros compiladores (pode ser necessário adaptar o código mesmo que se use C ) ou outras linguagens de programação mas, por se tratar de um hardware avançado, é recomendada a linguagem C; em Assembly por exemplo seria muito demorado além de bem mais complicado lidar com o cartão SD/MMC a USB ou o LCD gráfico.

À seguir é descrito cada um dos periféricos incorporados:

USB – Possui conector USB tipo “B” e PIC compatível 18F4550 bem como todo circuito necessário e programa exemplo. É compatível com placa demonstração da Microchip PICDEM fsUSB [1] . Pode também usar bootloader através da USB.

LCD Gráfico – Por se tratar de uma placa de nível avançado, seu LCD padrão é do Tipo Gráfico com controladores KS0108B e KS0107B modelo Tech12864G. Também dispõe de entrada para

LCD tipo caracteres (opcional) no conector LCD1. O ajuste de contraste do LCD Gráfico é feito

no trimpot RV1, ajuste-o para melhor visualização no ângulo em que estiver usando.

Displays de 7 Segmentos – Quatro displays de 7 segmentos tipo “catodo comum” estão ligados em

paralelo no PortD do PIC: DSP1 à DSP4 e multiplexados através dos pinos B0 à B3 do PIC ou seja, para acender o DSP1 colocamos à nível 1 o B0 (e à nível 0 os outros), colocando o B1 à nível 1 (e à nível 0 os outros) acende-se o DSP2 e assim por diante. Como os displays não precisam ficar 100%

do tempo aceso podemos habilitar um de cada vez num rápido intervalo de tempo criando assim a

ilusão ao olho humano que estão todos acesos, esta técnica economiza componentes/hardware e energia.

Conector SD/MMC Card – Cada vez mais comuns em nossos aparelhos de uso diário são os

Cartões de Memória: eles são versáteis, baratos e facilmente encontrados então, porque não usá-los também em nossos aplicativos que necessitam gravar grandes quantidades de dados ? Nossa placa

já tem todo o hardware necessário, um conector próprio com circuito alimentação adequada e tudo o

mais para conectá-lo e, da parte de software no CD temos um exemplo de comunicação e

PIC Expert !®

inicialização. O compilador da MikroEletronica – MikroC [2] tem biblioteca específica e também exemplo de uso

Entrada para Teclado PS/2 de PC – Outro recurso interessante do PIC Expert !® é a sua entrada para teclado de PS/2 de PC onde, podemos conectar qualquer teclado padrão de micro, no CD temos um programa exemplo de leitura do tecla e saída no display gráfico.

2 Interfaces seriais RS232 UART – Temos 2 entradas seriais RS232 para comunicação onde uma está ligada diretamente à UART por Hardware do PIC (Serial 1/PL10) e outra esta ligada aos pinos C0 e C1 (Serial 2/PL13) esta é chamada “por software” onde o programa do PIC interpreta os dados.

Sensor de Temperatura – Um Circuito integrado sensor de temperatura modelo LM35, que fornece em seu pino de saída 0,01 Volt à cada grau Centígrado de temperatura ( o C) é ligado ao Jumper J4 da Placa que determina se ele irá conectado à uma das entradas A/D do PIC: Port A0 ou no Port E0.

Driver para Motor de Passo – através do conector PL2, localizado à esquerda da placa, podemos ligar / controlar motores de passo tipo “Unipolar”. Neste conector esta disponível também alimentação se o motor for de 5 volts (pino 2/”M5”) mas Atenção: devido à limitação de corrente da USB do computador não ligue motores que consumam mais de 100mA; operação com correntes maiores deve usar fonte externa de capacidade adequada. Um ótimo site para referência de como controlar motores de passo: www.rogercom.com .

Teclado – Na parte direita inferior da placa temos 5 teclas, sendo 4 ligadas no PortA A1 à A4 do PIC e uma conectada no PortB B2 (S2) que serve para entrada no modo BootLoader quando usando com programa PICDEM fsUSB[1].

Conversor A/D – Um trimpot é ligado no jumper J5 que determina se ele é conectado ao Port A0 ou ao Port A5 do PIC. Isto para maior flexibilidade de uso e compatibilidade com o PICDEM fsUSB [1].

LEDs – Para sinalizações e aplicações mais simples, temos 8 LEDs ligados no PortD do PIC, sendo de D0 à D7 e habilitados quando o jumper J11 / Liga Displays/LEDs se encontra na posição LEDs. Cada um deles acende ao mantermos o pino correspondente do PIC à nível lógico “1” (+5volts).

RELÉ – Algumas aplicações demandam maior corrente ou manuseamento de correntes alternadas (ex. 127Volts /220 Volts) para isto já temos implementado na placa um relé com seus contatos disponíveis no conector PL8 que é do tipo KRE (parafusado) onde podemos ligar fios de maior bitola diretamente.

Saída PWM – Com o PWM ( Pulse Width Modulation ou Modulação por Largura de Pulso) podemos gerar um nível analógico 0 à 5 Volts de acordo com um valor digital. Na placa temos a saída PWM1 do PIC – Port C2 – ligada à um transistor como buffer e saindo no conector PL7 / PWM Out. Esta saída também pode ser ligada à um resistor/aquecedor da placa como veremos em seguida.

Aquecedor – Como visto acima, a saída PWM pode gerar uma tensão controlada em sua saída, no caso da placa PIC Expert!® a saída PWM1 Port C2, está ligada à um transístor como buffer (amplificador de corrente) que pode ser ligada ao Resistor R25 (33 ohms) que passa à esquentar proporcionalmente à tensão nele aplicada funcionando então como Aquecedor. Para ligar o PWM no resistor R25 basta ligar o jumper J6/ Liga Aquecedor.

PIC Expert !®

Uma dica: o resistor/aquecedor R25 está localizado ao lado do sensor de temperatura CI3 então podemos fazer software que mede a temperatura conforme controlamos a tensão neste resistor via PWM.

Conector de Expansão – Neste conector PL14, temos Todos os IOs (pinos do PIC) diretamente ligados, permitindo assim que sejam ligadas placas opcionais e circuitos externos montados por terceiros, isto dá um enorme flexibilidade de uso pois, não ficamos “amarrados” aos periféricos que a placa fornece. Importante salientar que como está ligado diretamente nos pinos do PIC ao usar pinos que coincidam com os em uso com algum periférico este deve ter seu jumper aberto (não colocado) para que não conflitem e também, ao usar os pinos de programação e Debug: B6, B7 e Vpp/Reset (pino1) seu circuito não pode carregá-los com resistência menor que 10K.

Conector para Programador/Debuger – O conector PL3 é para ligação de programador externo e/ou debuger, pode ser utilizado o recomendado MultiPROG ® [3] que é só conectar ou também outros modelos. Seção II temos a pinagem e exemplo de ligações.

Soquete para PICs 28pinos (CI4A) – É possível também usar PICs de 28 pinos (não fornecido), como por exemplo o PIC 18F2550, o soquete para ele fica localizado 'dentro' do soquete de 40 pinos, bastando retirar o PIC de 40 pinos e posicionar o PIC de 28 pinos no soquete adequado CI4A. As ligações são exatamente em paralelo, por exemplo: Port A0 do PIC e 40 e de 28 pinos estão ligados juntos e assim por diante.

Outros recursos de hardware também disponíveis:

Entrada/ Saída de alimentação via terminais localizados ao lado do conector de teclado PS/2 PL6 para facilitar ligações à circuitos externos

Quando usando BootLoader pela serial (mais comum em PICs linha 16F87x) podemos chavear o reset automaticamente através do pino de RTS da porta, então a placa dispõe desta ligação na serial 1 e basta fechar o jumper J2. NOTA: em operação normal ou não uso, não o deixe colocado/ fechado para evitar reset indesejado do PIC.

Conector para ligação de LCD 16x2 – 4 (Opcional) tipo HD 44780 LCD1, conectado ao Port B do PIC (vide esquema ), posicione o Jumper J3 para ligar o LCD.

Jumper de seleção de alimentação J12 – Seleciona se a alimentação virá do conector USB ou do Conector PL3 (MultiPROG® [3] ou Programador / Debuger): se usar ambos conectados (Programador no PL3 e USB do micro/PL9) abra, com cuidado usando um estilete, a trilha central que une os 3 pontos e com um ferro de solda solde o pino central com somente 1 dos pinos laterais do lado desejado que venha a alimentação.

Chave de Reset SW5 – Ao ser acionada provoca reset do PIC.

PIC Expert !®

II - Ligação MultiPROG® [3] ou Programador/Debuger Externo

Na tabela abaixo temos a função de cada pino do conector PL3 que permite ligarmos o MultiPROG®[3] ou outro programador externo/Debuger .

Conector PL3:MultiPROG/ Programador Externo

. Conector PL3:MultiPROG/ Programador Externo Pino Conector Função 6 Vpp – Tensão de Programação

Pino Conector

Função

6

Vpp – Tensão de Programação

9

+5V – Alimentação p/ PIC (Vdd)

8

GND

2

PGD – Program Data

4

PGC – Program Clock

Quando usado com o MultiPROG®[3] podemos gravar/programar ( e debugar ) sem a necessidade de retirar o PIC da placa, para isto basta ligar a saída PL2/ICSP do gravador, com o cabo flat fornecido com ele, no conector PL3 do PIC Expert®.

Nota: Após programado o MPLab mantém a saída em modo reset, dependendo das suas configurações, então para que o programa rode (retirando o PIC do reset) é necessário ir no menu “Programmer -> Release from Reset” ou clickar no ícone de controle do programador mostrado em destaque vermelho abaixo:

do programador mostrado em destaque vermelho abaixo: Caso desejado usar um programador simples tipo JDM ou

Caso desejado usar um programador simples tipo JDM ou outro, na figura abaixo temos o esquema de interligação diretamente no conector de entrada PL3 do PIC Expert®.

Nota: Dependendo do tipo de programador usado, ele pode interferir na linha de reset do PIC fazendo com que não rode o programa depois de gravado (pois mantém o PIC “resetado”) então, pode ser necessário desconectá-lo após cada gravação.

gravado (pois mantém o PIC “resetado”) então, pode ser necessário desconectá-lo após cada gravação. página 5