Вы находитесь на странице: 1из 21
CURSO DE ENFERMAGEM DA FACULDADE DE MEDICINA ABC CENTRO DE ESTUDOS EM ENFERMAGEM “Maria Belén

CURSO DE ENFERMAGEM DA FACULDADE DE MEDICINA ABC CENTRO DE ESTUDOS EM ENFERMAGEM “Maria Belén Salazar Posso” – FMABC

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM MÓDULO DE METODOLOGIA DE PESQUISA

MODELO DE ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

♦ Objetivo: Padronização do Projeto de Pesquisa para o Curso de Especialização: Gerenciamento em Enfermagem
♦ Objetivo: Padronização do Projeto de Pesquisa para o Curso de Especialização:
Gerenciamento em Enfermagem
♦ Elaboração: Profª Dra. SandraTerezinha Amarante
• As normas instituídas neste “MODELO” devem ser seguidas para a
elaboração do Projeto de Pesquisa do Trabalho de Conclusão de Curso.
• Os alunos que planejarem coletar dados com seres humanos deverão, além
destas normas obedecer aos critérios do Comitê de Ética em Pesquisa da
Faculdade de Medicina da Fundação do ABC.
Normas para a Padronização da Apresentação do Projeto de Pesquisa
1. A apresentação do Projeto de Pesquisa deve ser a demonstrada a seguir;
2. As margens devem ser obedecidas: superior: 3 cm, esquerda: 3,5 cm, direita e inferior: 3 cm.
No início de cada capítulo (ex.: INTRODUÇÃO, OBJETIVO) estas devem ter mais 5 cm;
3. o parágrafo deve estar 1,25 a 1,3 cm da margem direita;
4. o tamanho da letra deverá ser o ARIAL 12, com espaçamento entre parágrafos de 1,5;
5. o tamanho da letra dos capítulos deverá ser 14 em negrito e centralizado;
6. as páginas deverão ser numeradas a partir da PÁGINA DE ROSTO no canto superior direito,
com números arábicos, até os ANEXOS, mas só devem ser grafados os números, a partir da
introdução;

7. o levantamento bibliográfico deve conter no mínimo 10 referências recentes (últimos 5 anos);

8. todos os autores referenciados no texto devem estar relacionados nas Referências Bibliográficas, com a obediência à norma de Vancouver;

9. as páginas devem ser referenciadas no texto, quando for usada a citação do autor, sua abreviatura é “p.”;

10. a redação deverá contemplar a dissertação, com linguagem formal, sóbria e não poderá comportar gírias;

11. um parágrafo deve ter ligação como o outro;

12. a INTRODUÇÃO deverá conter no mínimo 10 páginas;

13. A partir da INTRODUÇÃO todas as páginas deverão estar numeradas, inclusive os ANEXOS.

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM MÓDULO DE METODOLOGIA DE PESQUISA

MODELO DE ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

CONTEÚDO

CAPA => (VIDE MODELO, Letra-Tamanho 16, tipo: ARIAL BLACK))

PÁGINA DE ROSTO => (VIDE MODELO => idem para capa)

SUMÁRIO => (VIDE MODELO)

I. INTRODUÇÃO (delimitação do problema, justificativa, revisão da bibliografia) => (VIDE MODELO)

II. OBJETIVO(S) => (VIDE MODELO)

III. METODOLOGIA => (VIDE MODELO)

3.1 – Método e Técnicas

3.2 – Local/Campo

3.3 – População/amostra

3.4 – Instrumento de Coleta de Dados

3.5 – Descrição da Coleta e Análise dos Dados

3.6 – Ética em Pesquisa com Seres Humanos (depende da técnica a ser

usada)

IV. CRONOGRAMA => (VIDE MODELO)

V. ORÇAMENTO FINANCEIRO => (VIDE MODELO)

VI. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS => (VIDE MODELO)

VII. ANEXOS => (VIDE MODELO)

Atenção: Os modelos apresentados, de redação, não devem ser copiados e servem apenas para orientar o conteúdo a ser redigido.

FUNDAÇÃO DO ABC FACULDADE DE MEDICINA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM

NOME DOS ALUNOS(AS)

TÍTULO DO TRABALHO

SANTO ANDRÉ

20

FUNDAÇÃO DO ABC FACULDADE DE MEDICINA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM

NOME DOS ALUNOS(AS)

TÍTULO DO TRABALHO

Projeto de Pesquisa do trabalho de Conclusão de Curso apresentado para o Curso de Especialização em Enfermagem como requisito para obtenção do título de especialista.

Orientador:

SANTO ANDRÉ

20

SUMÁRIO

I - INTRODUÇÃO

--

II - OBJETIVO(S)

--

III - METODOLOGIA

--

3.1 – Tipo de Estudo

--

3.2 – Local/Campo

--

3.3 - População/amostra

--

3-4 - Instrumento de Coleta de Dados

--

3.5 - Descrição da Coleta e Análise dos Dados

--

3.6 - Ética em Pesquisa com Seres Humanos

--

IV - CRONOGRAMA

--

V – ORÇAMENTO FINANCEIRO

--

VI - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

--

VII - ANEXO(S)

--

I - INTRODUÇÃO

CONTEÚDO:

DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA: Explicar de maneira clara e compreensível qual a dificuldade que se procura resolver, limitando o seu campo (não ser genérico) e apresentando suas características. JUSTIFICATIVA: Explique a relevância de se desenvolver o estudo proposto. Comente a possível repercussão científica e social dos resultados que pretende alcançar. Deve ficar claro porque vale a pena gastar recursos (de qualquer tipo) para fazer o estudo, e o que os resultados a serem obtidos podem acrescentar ao que já se sabe ou não sobre o assunto.

REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA: Dissertar sobre o que existe sobre a temática escolhida, usando referências científicas, de fonte e autores graduados, que sejam pesquisadores sérios. Atenção:

Deve ter o menor número de citações, e concentradas as idéias do(a) autor(a)=>ALUNO(A). Citações no texto que contenham menos do que 03 linhas, deverão estar inseridas entre aspas e com a letra normal no corpo do texto, com nome do autor, ano e página de onde extraiu. Citações que contenham mais que 04 linhas deverão estar destacadas em negrito, tamanho da letra ARIAL 10, com recuo de 4 cm, sem aspas, com a página de onde foi extraído e com espaço simples. Exemplo abaixo:

Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação , Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação, Citação. (Autor, ANO p. --)

II – OBJETIVO(S)

Deve(m) direcionar toda a pesquisa e principalmente o instrumento de coleta de

dados; a conclusão irá confrontar os resultados obtidos, com (os) mesmo(s);

O verbo que inicia ou que define a descrição do(s) mesmo(s), quando estiver no

começo do parágrafo, deve iniciar no infinitivo. Devem ser precisos, facilitando o desenvolvimento do projeto e a interpretação dos resultados.

Podem se referir a: freqüência, incidência, prevalência, classificação (normal/anormal, doente/sadio, risco de adquirir a doença, prognóstico da doença (uma vez estabelecida); efeitos das intervenções para prever ou tratar doenças, avaliação de custo-benefício, entre outros.

“ATENÇÃO, OS EXEMPLOS SERVEM PARA DIRECIONAR O QUE REDIGIR E NÃO DEVEM SER COPIADOS SEM A AVALIAÇÃO DE ADEQUAÇÃO À “SUA” PESQUISA”

III- METODOLOGIA

3.1 – Tipo de Estudo

EXEMPLO DE REDAÇÃO PARA MÉTODOS QUANTITATIVOS:

O método a ser utilizado será o quantitativo, com a técnica exploratória, descritiva simples, com coleta de dados primários; através do qual procuraremos compreender a realidade estudada.

3.2 – Local de Estudo

EXEMPLO DE REDAÇÃO PARA MÉTODOS QUANTITATIVOS:

Este estudo será realizado em um hospital geral, filantrópico e de ensino da região do Grande ABC, em duas unidades de internação cirúrgicas. Esta Instituição possui 280 leitos 23 especialidades médicas, Atendimento Externo de Urgência, Emergência e Ambulatorial, Maternidade, Bloco Cirúrgico e Obstétrico, Unidades Críticas e Semi-Críticas de Adultos, Pediatria e Neonatologia. As unidades de internação têm 20 leitos cada e são divididas em clínica cirúrgica geral e especializada.

3.3 – População

EXEMPLO DE REDAÇÃO PARA MÉTODOS QUANTITATIVOS:

A população deste estudo será constituída pela equipe de enfermagem de unidades de internação, em todos os plantões (manhã, tarde, noturno, tanto no plantão par como no ímpar).

3.4 – Amostra

EXEMPLO DE REDAÇÃO PARA MÉTODOS QUANTITATIVOS:

A amostra será constituída por 10 enfermeiras, 30 técnicos de enfermagem e 25 auxiliares de enfermagem que trabalham nos plantões manhã, tarde, noturno-par e noturno-ímpar de uma unidade de internação “X” do referido hospital.

3.5 – Instrumento de Coleta de Dados

EXEMPLO DE REDAÇÃO PARA MÉTODOS QUANTITATIVOS:

Este estudo utilizará um questionário (ANEXO I) para a coleta de dados. Será composto por 10 questões que abordarão o conhecimento da equipe de enfermagem, e a aplicação dos princípios de assepsia.

3.6 – Descrição da Coleta e Análise dos Dados

EXEMPLO DE REDAÇÃO PARA MÉTODOS QUANTITATIVOS:

Será aplicado um pré-teste para análise da clareza do instrumento, antes da efetivação da coleta de dados.

A solicitação de coleta (ANEXO II) será feita ao responsável pela

Instituição, campo da pesquisa.

Previamente será esclarecido aos sujeitos da pesquisa o objetivo da mesma, sua participação voluntária, a garantia de sigilo de suas respostas e pedido o preenchimento do “Termo de Consentimento Livre e Esclarecido” (ANEXO III).

A coleta será efetuada nos meses de fevereiro e março pela própria

pesquisadora, que acompanhará o preenchimento do questionário, solucionando as dúvidas dos sujeitos.

A apresentação dos dados será realizada através de tabelas e/ou

gráficos, que demonstrarão quantitativamente os dados coletados.

A análise será efetuada após a apresentação de cada tabela e/ou

gráfico.

Os sujeitos que não se enquadrarem nas categorias a serem estudadas, se recusarem a participar ou não responderem o questionário no período de coleta por razões de doença, greves prolongadas ou razões pessoais serão excluídos da pesquisa.

Os sujeitos, que farão parte da amostra não sofrerão danos com a

pesquisa.

população estudada.

Os

benefícios

serão

traduzidos

em

conhecimentos

para

a

Após o a entrega do relatório final, os resultados serão divulgados para a Instituição, campo de pesquisa, que poderá comunicar aos sujeitos, proporcionando a reflexão sobre a realidade em que trabalham, podendo assim, encontrar alternativas para transforma-la, encontrando novas e mais produtivas tecnologias de trabalho.

A

coleta

poderá

ser

suspensa

caso

haja

algum

problema

que

inviabilize o acesso aos sujeitos da pesquisa.

3.7 – Ética em Pesquisa com Seres Humanos

EXEMPLO DE REDAÇÃO PARA MÉTODOS QUANTITATIVOS:

Este estudo utilizará seres humanos, que são os funcionários da equipe de enfermagem do hospital. Obedecendo à Resolução no. 196/96 do Ministério da Saúde será submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Fundação do ABC, filiado ao Conselho Nacional de Pesquisa com Seres Humanos (CONEP), através de carta (ANEXO IV) e Ficha de Rosto para Pesquisa Envolvendo Seres Humanos (modelo-padrão do CONEP, ANEXO V).

IV – CRONOGRAMA

EXEMPLO DE REDAÇÃO PARA MÉTODOS QUANTITATIVOS:

ANO: 2004 MESES FASES E ETAPAS JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ JAN -
ANO: 2004
MESES
FASES E ETAPAS
JUN
JUL
AGO
SET
OUT
NOV
DEZ
JAN
-
Solicitação de Aprovação do Projeto pelo
responsável da Instituição - Local do Estudo
- Solicitação de Aprovação do Projeto
(Comitê de Ética em Pesquisa e Instituição-
Local do Estudo)
-
Complementação de Busca Bibliográfica
-
Complementação e Correção da Introdução
-
Pré-teste
do
Instrumento
de
Coleta
de
Dados
-
Coleta de Dados
- Tabulação dos Dados
-
Análise dos Dados
-
Conclusão
-
Revisão
Final
da
Apresentação
da
Monografia
- Encadernação
- Entrega
X

V - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

DEVEM SER REGISTRADAS DE ACORDO COM A NORMA: NBR 6023/2002 DA ABNT, que regulamenta a Informação e Documentação – Referências – Elaboração” e que substitui a NBR 6023: 2000.

Exemplo:

KURCGANT, P coordenadora. Administração em Enfermagem. São Paulo (SP):

EPU; 1991.

VI – ORÇAMENTO

Todos os custos de impressos, fotocópias e transporte das alunas que

acessarão os sujeitos serão subsidiados pelas pesquisadoras, não incorrendo em

qualquer comprometimento financeiro por parte da Instituição-Campo da Pesquisa.

No.

MATERIAL

QUANTIDADE

VALOR

VALOR SUB-

UNITÁRIO (R$)

TOTAL (R$)

1

- XEROX

300

cópias

0,10

30,00

2

- PAPEL

150

folhas

0,05

7,50

3

- TINTA PARA IMPRESSORA

01 cartucho preto (ref HP Mod.

130,00

130,00

692c)

4

- TRANSPORTE

O transporte das alunas que farão a coleta de dados será o que as mesmas custearão no período de estágio na Instituição- campo de coleta.

5

- ENCADERNAÇÃO

 

01

36,00

36,00

6

TAXA PARA O COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FM ABC

-

 

01

25,00

25,00

 

TOTAL

 

245,50*

VII – ANEXOS

Os ANEXOS que correspondem às cartas deverão constar no PROJETO DE PESQUISA e estarem à parte, sem a identificação como ‘ANEXOS’ para envio às pessoas responsáveis

ANEXO A

QUESTIONÁRIO/FORMULÁRIO/ROTEIRO

ANEXO B TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

Nós, Sandra T. Amarante, XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, docentes e enfermeiras do Curso de Enfermagem da Faculdade de Medicina do ABC e Hospital XXXXXXXXXXXXXXXXXX, estamos desenvolvendo um estudo intitulado: “A importância da padronização das siglas e abreviaturas dos profissionais de saúde em uma instituição de saúde”, com o principal objetivo de ïdentificar, codificar as siglas e abreviaturas utilizadas em um Estabelecimento Assistencial de Saúde e sua taxionomia”; solicitamos a V. Sa. o consentimento para a coleta de dados, cujo projeto, encaminhamos em ANEXO. Esclarecemos que este trabalho tem fins de facilitar a compreensão na prática e no ensino de problemas relacionados à identificação de registros nos prontuários de pacientes atendidos em um Estabelecimento Assistencial de Saúde, que tem dificultado a prática tanto da assistência de enfermagem, quanto do ensino.

Sua participação é voluntária e não envolve riscos ou ônus para você.

Garantimos que suas informações servirão única e exclusivamente com fins de pesquisa e não serão divulgadas a outras pessoas, nem haverá sua identificação ou qualquer dado que o comprometa.

Agradecemos antecipadamente. Atenciosamente,

 

Santo André,

de

de 2004.

 

SANDRA TEREZINHA AMARANTE Pesquisadora Principal

 

Telefone para contato: (011) 0000-0000

 

Autorização

Eu,

,

concordo,

voluntariamente em participar deste estudo. Estou ciente que a minha participação como voluntária envolve uma entrevista pessoal, onde o formulário ANEXO, será utilizado e os benefícios serão traduzidos em conhecimentos para o ensino e a assistência de enfermagem. Fica assegurado, a mim, os seguintes direitos: liberdade para interromper a participação em qualquer fase da entrevista, no momento em que julgar necessário, assegurando-me a confidência de qualquer resposta, quando for solicitado, assim como o sigilo da minha identidade. Declaro que estou ciente que os resultados poderão ser utilizados em publicações e estudos futuros. Caso me recuse a participar desta pesquisa, nada comprometerá minha pessoa.

Assinatura

ANEXO C (CASOS DE CONSULTA DOCUMENTAL)

TERMO DE RESPONSABILIDADE DO PESQUISADOR

Como investigador(a) principal do projeto de pesquisa intitulado: “A importância da padronização das siglas e abreviaturas dos profissionais de saúde em uma instituição de saúde”, que tem por objetivo ‘Identificar e codificar as siglas e abreviaturas utilizadas em um Estabelecimento Assistencial de Saúde e sua taxionomia”, necessito obter informações a partir de prontuários de pacientes atendidos nos meses de maio e junho de 2004, nas unidades: 1)Clínica Cirúrgica 1, 2)Clínica Cirúrgica 2, 3)Clínica Cirúrgica 3, 4)Clínica Médica, 5) MIC, 6)UTI Neonatológica, 7)Berçário de Alto Risco, 8)Maternidade, 9)Maternidade, 10)UTI Adulto 1, 11) UTI Adulto 2, 12)Hospital dia, 13)Emergência, 14)Fisioterapia, 15)Ambulatório do 2 o . Andar, 16) Ambulatório do 3 o . Andar, 16)Hemodinâmica, 16)Setor de Imagem desta organização: Hospital Estadual Mário Covas. Comprometo-me a manter o sigilo das informações coletadas e o anonimato das pessoas cujos documentos forem consultados, assim como o da própria instituição se for de vosso interesse, bem como garantimos que o conteúdo será utilizado exclusivamente para o cumprimento do propósito de pesquisa. Assim sendo, solicitamos vosso consentimento para o acesso aos prontuários e a utilização dos dados pesquisados.

Respeitosamente,

SANDRA TEREZINHA AMARANTE Investigador Principal

Santo André, 22 de Abril de 2004.

ANEXO D

Ilmo. Sr. XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Diretor do XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Santo André - SP

Prezado Senhor,

Santo André, 14 de Abril de 2004.

Nós, Sandra T. AmaranteXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, docentes e enfermeiras do Curso de Enfermagem da Faculdade de Medicina do ABC e Hospital XXXXXXXXXXXX, estamos desenvolvendo um estudo intitulado: “A importância da padronização das siglas e abreviaturas dos profissionais de saúde em uma instituição de saúde”, com o principal objetivo de ïdentificar e codificar as siglas e abreviaturas utilizadas em um Estabelecimento Assistencial de Saúde”; solicitamos a V. Sa. seu consentimento para colhermos os dados nesta Instituição, sob Vossa responsabilidade, de acordo com o Projeto de Pesquisa, que encaminhamos ANEXO. Esclarecemos que este trabalho tem a finalidade de facilitar a compreensão na prática e no ensino de problemas relacionados à identificação de registros nos prontuários de pacientes atendidos neste Estabelecimento Assistencial de Saúde, que tem dificultado a prática tanto da assistência de enfermagem, quanto do ensino; e consiste em pesquisa com integração docente-assistencial, da disciplina: Semiologia e Semiotécnica de Enfermagem e Serviço de Enfermagem do Hospital XXXXXXXXXXXXXXXXX. Informamos, ainda, que após Vossa aprovação, o projeto passará por avaliação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina do ABC, para avaliação das questões éticas e só após estas aprovações, será viabilizado.

Esclarecemos que esta pesquisa consiste em um esforço e integração docente- assistencial de docentes do Curso de Enfermagem da Faculdade de Medicina da Fundação do ABC e enfermeiras do XXXXXXXXXXXXXX. Informamos ainda, que os dados obtidos serão úteis para ambas instituições e que as mesmas não serão identificadas ou qualquer dos sujeitos da coleta de dados no relatório final.

Agradecemos antecipadamente Vossa atenção e colaboração, colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos. Reiteramos votos de consideração e apreço. Respeitosamente,

Sandra Terezinha Amarante DOCENTE RESPONSÁVEL PELA DISCIPLINA SEMIOLOGIA E SEMIOTÉCNICA DE ENFERMAGEM CURSO DE ENFERMAGEM DA FACULDADE DE MEDICINA ABC

PESQUISADORA PRINCIPAL

ANEXO E

Santo André,

de

Ilmo. Sr. Prof. Dr. Elie Fiss Presidente do CEP/FMABC

de 2004.

Referência: Protocolo de Pesquisa para Apreciação

Protocolo: “A importância da padronização das siglas e abreviaturas dos profissionais de saúde em uma instituição de saúde

Venho por meio desta, encaminhar a este Comitê o Protocolo de Pesquisa supracitado. Sem mais para o momento, subscrevo-me com os protestos de estima e apreço.

Atenciosamente,

SANDRA TEREZINHA AMARANTE Investigadora Principal

ANEXO G

CÓPIA DA FOLHA DE ROSTO DO MINISTPERIO DA SAÚDE