Вы находитесь на странице: 1из 4
Proc nº 123456/12.8 Acção Administrativa Especial Data: 19/05/2012 Intervenientes Autores: Associação de Consumidores de Água de

Proc nº 123456/12.8

Acção Administrativa Especial

Data: 19/05/2012

Intervenientes

Autores: Associação de Consumidores de Água de Lisboa; Associação Ambientalista Bode Verde Contra-Interessado: Federação Portuguesa de Motonáutica Réu: Agência Portuguesa do Ambiente

Assunto: Notificação do despacho e despacho saneador

Fica notificado, na qualidade Mandatário do Réu/Demandada, nos autos acima identificados, do teor do todo o douto despacho, cuja cópia se anexa.

Fica ainda notificado para, em 15 dias, apresentar rol de testemunhas, requerer outras provas, alterar os requerimentos probatórios que haja feito, bem como a gravação da audiência final e ou a intervenção do colectivo (Art.º 512 do C.P.C)

Em virtude do requerimento das Partes, em conformidade com o artigo 91.º/2 CPTA, e por haver matéria de facto controvertida carecida de apuramento da verdade, determina-se, ao abrigo do artigo 90.º/1 CPTA, a abertura de um período de produção de prova, nos termos do artigo 87.º/1/c) CPTA.

Lisboa, 19 de Maio de 2012

O oficial de justiça

Proc nº 123456/12.8 Acção Administrativa Especial Data: 19/05/2012 Intervenientes Autores: Associação de Consumidores de Água de

José Diligente Justo

Tribunal Administrativo de Circulo de Lisboa 111 Av. D.Joao II, Bloco G piso 6-8, n° 1.08.01 I, 1050-113 Lisboa lit 218367100 Fax: 211545188 E-mail: lisboa.tac@tribunais.org.pt

I – SANEAMENTO DO PROCESSO Nos termos dos artigos 27.º/1/a) e 89.º/1, ambos do CPTA, e

I SANEAMENTO DO PROCESSO

Nos termos dos artigos 27.º/1/a) e 89.º/1, ambos do CPTA, e em conjugação com os artigos 9.º/2, 10.º/1 e 2, 11.º/1 e 2, 13.º, 16.º, 31.º/1, 46.º/1 e 2/a), 50.º/1, 51.º/1, 55.º/1/c) e f), 57.º, 78.º/1 e 2, 79.º/1 e 2, 83.º/1 e 2, e 85.º/1, 2, 3 e 4, todos do CPTA, e artigo 4.º/1/l) ETAF não se identificam fundamentos que obstem ao prosseguimento do processo e impliquem uma absolvição da instância.

Ao abrigo dos poderes conferidos por lei ao relator, conforme artigo 27.º/1/d) CPTA, e atendidos os artigos 4.º/1/b), 12.º/2 1ª parte, 28.º/1 e 2 1ª parte, 47.º/1 e 4/b) e 61.º/1, todos dos CPTA, determina-se, nos termos do artigo 28.º/3, e ouvidas as Partes, a apensação dos processos apresentados pela Associação de Consumidores de Água de Lisboa e pela Associação Ambientalista Bode Verde.

II BASE INSTRUTÓRIA

Existem dispositivos de tratamento de água, nomeadamente quanto à salubridade da mesma para consumo humano, no troço compreendido entre a barragem de Castelo de Bode e a cidade de Lisboa?

Que tipo de motores de explosão são utilizados nas embarcações que participam na prova?

A espécie de peixe-gato existente nas águas da albufeira da barragem de Castelo de Bode é rara?

Tribunal Administrativo de Circulo de Lisboa 111 Av. D.Joao II, Bloco G piso 6-8, n° 1.08.01 I, 1050-113 Lisboa lit 218367100 Fax: 211545188 E-mail: lisboa.tac@tribunais.org.pt

4º A espécie de peixe-gato existente nas águas da albufeira da barragem de Castelo de Bode

A espécie de peixe-gato existente nas águas da albufeira da barragem de Castelo de Bode é nocivo para a fauna e floras envolventes? E para o Ser Humano no caso de consumo?

Foram instalados dispositivos ou infra-estruturas na albufeira da barragem de Castelo de Bode nas imediações da zona onde se desenrola o evento que sirvam como contra-medidas a eventuais desastres ecológicos?

De que forma as infra-estruturas de apoio à navegação afectam o uso e o estado da massa da água?

Houve algum estudo de impacto ambiental da realização do evento na zona supra referenciada?

Sendo a albufeira da barragem de Castelo de Bode classificada como de águas públicas, de serviço público e de utilização protegida é o evento supra referido, enquanto actividade secundária, comprometedor do uso principal associado à barragem de Castelo de Bode?

Existe uma efectiva referenciação da intensidade da utilização das águas da albufeira da barragem de Castelo de Bode?

Tribunal Administrativo de Circulo de Lisboa 111 Av. D.Joao II, Bloco G piso 6-8, n° 1.08.01 I, 1050-113 Lisboa lit 218367100 Fax: 211545188 E-mail: lisboa.tac@tribunais.org.pt

III – ALEGAÇÕES Por delas não terem prescindido, notifico as partes nos termos e para os

III ALEGAÇÕES

Por delas não terem prescindido, notifico as partes nos termos e para os efeitos do disposto no 91º, nº 2 CPTA, para alegações de facto e de direito, no dia 21 de Maio de 2012, em horário a determinar.

Notifique,

Lisboa, 19.05.2012

Tribunal Administrativo de Circulo de Lisboa 111 Av. D.Joao II, Bloco G piso 6-8, n° 1.08.01 I, 1050-113 Lisboa lit 218367100 Fax: 211545188 E-mail: lisboa.tac@tribunais.org.pt

Похожие интересы