Вы находитесь на странице: 1из 11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

CIRCUITOS RETIFICADORES

1. Introdução: Os circuitos retificadores são utilizados para conversão da tensão alternada (CA) em tensão contínua (CC). Nestes circuitos são utilizados os diodos retificadores, cuja matéria prima é o material semicondutor (silício).

Comparação entre soldagem em corrente contínua (CC) e corrente alternada (CA):

Corrente contínua • Um arco pode ser mantido com qualquer material condutor e executa soldagem de materiais tais como alumínio, cobre e bronze, bastante refratários à soldagem com CA.

• Possibilita a modificação de certas características do arco, através da mudança de polaridade.

• Quando se tratar de gerador movido por motor de combustão interna, independe- se de circuitos elétricos sendo, portanto, ideal para trabalhos de campo.

Corrente alternada • Não permite o uso de eletrodos nus e obriga a manutenção de um arco mais curto.

• O peso, tamanho e preço de um transformador são de 30% a 40% menores que de um gerador de CC correspondente.

• O transformador não possui peças móveis sujeitas a desgaste e não exige manutenção.

• Hoje já existem eletrodos desenvolvidos especialmente para CA, de excelente qualidade.

2. Diodo Retificador: O diodo é um dispositivo que permite passagem de corrente num único sentido, bloqueando a corrente em sentido contrário.

As principais características dos diodos retificadores são :

tensão de ruptura ( V RM ) : de 100 a 2.500V

tensão direta ( V D ) : 0,6V (diodos de silício)

corrente máxima ( I Dmáx ) : de 1 a 2.500A

Tendo em vista a sua utilização na retificação de tensões relativamente elevadas, costumam ser aproximados pelos chamados diodos ideais, cujas características podem ser comparadas na figura que se segue:

cujas características podem ser comparadas na figura que se segue: figura 2.1 - diodo real figura

figura 2.1 - diodo real

figura 2.2 - diodo ideal

1/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

Observando os dois gráficos, podemos concluir que:

a) as duas curvas características são praticamente iguais, portanto o desempenho de um circuito que

utilize diodos de potência pode ser analisado admitindo que tais diodos sejam ideais;

b) podemos, portanto, neste caso, confundir o “diodo real” com o “diodo ideal”, chamando apenas

por “diodo”;

c) um diodo “inversamente polarizado” se comporta como um “circuito

aberto” ( R D → ∞ );

figura 2.3

figura 2.3

d) um diodo “diretamente polarizado” se comporta como um “curto circuito” ( R D = 0 );

figura 2.4

figura 2.4

3. RETIFICADOR EM MEIA ONDA

O retificador em meia onda é o circuito mais simples entre os circuitos retificadores possíveis. Possui como desvantagem, o fato de que a tensão retificada possui grande ondulação.

fato de que a tensão retificada possui grande ondulação. figura 3.1 vp(t) = √ 2 .

figura 3.1

vp(t) = 2 . Vp . sen(ω.t + α)

vs(t) = 2 . Vs . sen(ω.t + α)

Onde: Vp - tensão eficaz do primário

Vs

- tensão eficaz do secundário

R

- resistor de carga

Observando que vs(t) é uma tensão alternada senoidal, verificamos que o diodo ora estará diretamente polarizado (curto circuito) ora inversamente polarizado (circuito aberto):

a) quando a tensão vs(t) for positiva, o diodo está em curto circuito e v R (t) será igual à vs(t);

b) quando a tensão vs(t) for negativa, o diodo está aberto, a corrente i D (t) é nula e v R (t) é nula;

c) os gráficos da figura 8 representam em detalhe o funcionamento deste circuito:

2/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

+√√√√2.Vp

-√√√√2.Vp

+√√√√2.Vs

-√√√√2.Vs

+√√√√2.Vs

+√√√√2.Vs

R

-√√√√2.Vs

2.Vp + √√√√ 2.Vs - √√√√ 2.Vs + √√√√ 2.Vs + √√√√ 2.Vs R - √√√√
2.Vp + √√√√ 2.Vs - √√√√ 2.Vs + √√√√ 2.Vs + √√√√ 2.Vs R - √√√√

figura 3.2

3/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

- Tensão média no resistor de carga ( Vo ):

v

R

(t)

médio

=

V

0

=

1

2. π

.

π

0

v (t).dt

R

Vo

=

2 . Vs

π

- Corrente média no resistor de carga ( Io ):

Io

=

Vo

e

Vo

=

2 . Vs

 

R

π

Io

=

2 . Vs π . R

 

- Corrente média no diodo:

i D (t)médio =

Io

- Tensão de pico no diodo:

v D (t)máx. =

- 2 . Vs

4/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

4. RETIFICADOR DE ONDA COMPLETA COM TRANSFORMADOR CT (Center Tap)

A finalidade do transformador CT é, além de adequar a tensão disponível vp(t), gerar duas tensões vs 1 (t) e vs 2 (t) opostas, isto é, quando uma for positiva a outra é negativa e vice-versa. Deste modo o circuito se comporta como dois retificadores de meia onda trabalhando alternadamente.

dois retificadores de meia onda trabalhando alternadamente. figura 4.1 vp(t) = √ 2 . Vp .

figura 4.1

vp(t) = 2 . Vp . sen(ω.t + α)

v s1 (t) = 2 . Vs . sen(ω.t + α)

v s2 (t) = 2 . Vs . sen(ω.t + α + 180º)

Onde:

Vp - tensão eficaz do primário

Vs

- tensão eficaz do secundário

R

- resistor de carga

Observando que vs(t) é uma tensão alternada senoidal, verificamos que o diodo ora estará diretamente polarizado (curto circuito) ora inversamente polarizado (circuito aberto):

a) quando a tensão vs(t) for positiva, o diodo está em curto circuito e v R (t) será igual à vs(t);

b) quando a tensão vs(t) for negativa, o diodo está aberto, a corrente i D (t) é nula e v R (t) é nula;

c) os gráficos da figura 8 representam em detalhe o funcionamento deste circuito:

5/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

+√√√√2.Vs

-√√√√2.Vs

+√√√√2.Vs

-√√√√2.Vs

+√√√√2.Vs

R

+√√√√2.Vs

R

+√√√√2.Vs

R

+√√√√2.Vs

- √√√√ 2.Vs + √√√√ 2.Vs R + √√√√ 2.Vs R + √√√√ 2.Vs R +

figura 4.2

6/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

- Tensão média no resistor de carga ( Vo ):

v R (t)médio =

Vo

=

-π/2

1 . v R (t) . dt

T

+π/2

Vo

=

2 . 2 . Vs

π

- Corrente média no resistor de carga ( Io ):

 

Io

=

Vo

=

2 . 2 . Vs

 

R

π . R

Io

=

2 . 2 . Vs π . R

   

- Corrente média no diodo:

i D (t)médio =

Io

2

- Tensão de pico no diodo:

vD(t)máx.

=

- 2.2 . Vs

7/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

5. RETIFICADOR DE ONDA COMPLETA COM PONTE DE DIODOS

Os retificadores de onda completa possuem a tensão e corrente na carga com valor médio maior que na retificação em meia onda. Isto será útil se for necessário a utilização de capacitor para filtrar a ondulação na tensão e na corrente, pois o capacitor será de menor valor.

e na corrente, pois o capacitor será de menor valor. Onde: figura 5.1 vp(t) = √

Onde:

figura 5.1

vp(t) = 2 . Vp . cos(ω.t + α)

vs(t) = 2 . Vs . cos(ω.t + α)

Vp - tensão eficaz do primário

Vs - tensão eficaz do secundário

Temos dois percursos possíveis para a corrente. Note que na carga a corrente na carga possui sempre o mesmo sentido que é do ponto A para B:

a) quando a tensão vs(t) for positiva a corrente percorre por D1, pela carga R e por D2;

b) quando a tensão vs(t) for negativa a corrente percorre por D2, pela carga R e por D4.

8/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

+√√√√2.Vs

-√√√√2.Vs

+√√√√2.Vs

R

+√√√√2.Vs

√√√√ 2.Vs + √√√√ 2.Vs R + √√√√ 2.Vs figura 5.2 - Tensão média no resistor
√√√√ 2.Vs + √√√√ 2.Vs R + √√√√ 2.Vs figura 5.2 - Tensão média no resistor

figura 5.2

- Tensão média no resistor de carga ( Vo ):

Vo

=

2 . 2 . Vs

π

- Corrente média no resistor de carga ( Io ):

Io

=

Vo

=

2 . 2 . Vs

 

R

π . R

- Corrente média no diodo:

i D (t)médio =

Io

2

- Tensão de pico reversa no diodo:

v D (t)máx. =

- 2 . Vs

9/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

Exemplo - Para o circuito retificador abaixo, pede-se calcular:

a) tensão eficaz no secundário do transformador;

b) tensão média na carga;

c) corrente média na carga;

d) potência dissipada pela carga.

corrente média na carga; d) potência dissipada pela carga. dados: figura 5.3 Np = 10 Ns

dados:

figura 5.3

Np

=

10

Ns

1

v P (t) =

2 . 120 . cos (377.t + 45º)

a) cálculo da tensão eficaz no secundário do transformador (Vs):

Vp = 120V

Vp

Vs

=

Np

Ns

120

Vs

=

10

1

Vs = 12V

b) cálculo da tensão média na carga (Vo):

Vo

Vo

=

=

2 . 2 . Vs

π

2 . 2 . 12

π

Vo = 10,8V

10/11

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA – SOLDAGEM

CAPÍTULO 4

c) cálculo da corrente média na carga (Io):

Io

=

Vo

 

R

Io

= 10,8

 

10

Io = 1,08A

d) cálculo da potência dissipada pela carga (P R ):

P R

=

Vo x Io

=

10,8 x

1,08

P R = 11,664W

O tipo de retificador representado abaixo é conhecido como retificador monofásico e apresenta a vantagem de fornecer corrente contínua (CC) ou corrente alternada (CA). No caso de necessitar-se corrente alternada, basta utilizar a saída diretamente do transformador.

basta utilizar a saída diretamente do transformador. figura 5.4 Entretanto, quando se deseja somente corrente

figura 5.4

Entretanto, quando se deseja somente corrente contínua, é usual um retificador trifásico, pois o fator de potência é muito maior, além de reduzir problemas de perturbação na rede elétrica.

O controle de corrente nos transformadores com retificadores é normalmente efetuado pelo processo do núcleo magnético de seção variável ou por tiristores.

11/11

Оценить