Вы находитесь на странице: 1из 72

Introdução à Pedologia

Eder de Souza Martins


Pesquisador da Embrapa
eder@cpac.embrapa.br
Conceitos
Aula 1
Fatores de formação do
solo e pedogênese
Processo de formação do solo
O C o n s t i tu iç ã o o r g â n ic a s e m e s t a g n a ç ã o d e á g u a

H C o n s t i tu iç ã o o r g â n ic a e m á g u a e s t a g n a d a
A H o r iz o n t e m in e r a l d e s u p e r f í c ie

E H o r iz o n t e m in e r a l d e p e r d a d e a r g ila , m a t é r i a
o r g â n i c a e ó x id o d e f e r r o

B H o r iz o n t e m in e r a l d ia g n ó s t ic o d e s u b s u p e r f íc ie
F H o r iz o n t e m in e r a l r i c o e m f e r r o e a lu m ín i o ( p li n t it a
o u p e t r o p li n t i ta )
C H o r iz o n t e m in e r a l, r e la t i v a m e n t e p o u c o a lt e r a d o
p e lo i n t e m p e r i s m o

R R ocha
HIERARQUIA

Níveis de organização em diferentes escalas


espaciais e temporais
Rocha grande escala
Clima
Relevo
Solo
Organismo pequena escala
Fluxo de tempo
Fluxo de matéria
e energia

Propriedades
emergentes
PAISAGEM
RELAÇÃO DIRETA DA DIVERSIDADE DOS
ELEMENTOS

Rocha
Relevo
Solo
Ecossistemas
Material de Origem
Composição química da
crosta
Tipos de Intemperismo
Minerais cuja alteração é
muito lenta (quartzo, biotita) Desintegração Minerais Resistentes (p.
progressiva exemplo quartzo)

Desintegração Minerais cuja alte-ração é


lenta Alteração
(alteração física) (feldspato, muscovita) Minerais de síntese
Minerais herdados (minerais
Rocha Decomposição e de argila)
Minerais facilmente alteráveis
(augita, hornblenda, olivina Recristalização
calcita)
Produtos da decomposição
Decomposição (insolúveis) (óxidos de Fe e
Decomposição
Al)

(alteração química)
Solução
Materiais solúveis (Ca3+, K+,
Solução
Fe2+, SO4)
Reações de Hidrólise
Formação de minerais

Borda e camada da mica Vermiculit


intemperizada a

Camada de mica
Mica intemperizada Cátions hidratados
trocáveis
Cátions hidratados
Plano preferencial de trocáveis
intemperismo
Cátions hidratados
k k k k k k
➥ trocáveis Cátions hidratados
k k k trocáveis
Camada 2:1
k k k k k k k k k k k k
k k k
Cátions hidratados
k k k k k k k k k k k k trocáveis
Principais classes de solos
do Bioma Cerrado

CAMARGO, M.N.; KLAMT, E.; KAUFFMAN, J.H. Classificação de solos


usada em levantamentos pedológicos no Brasil. Boletim Informativo da
S.B.C.S. v. 12, n. 1, p. 11-33, 1987.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos (Rio de Janeiro, RJ).


Sistema brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro, Embrapa
Produção de Informação, 1999. 412p.
Latossolo Vermelho-Amarelo
Latossolo Vermelho
Paisagem de Latossolo
Neossolo Quartzarênico
Paisagem de Neossolo Quartzarênic
Paisagem de Neossolo Quartzarênic
Argilossolo Vermelho
Paisagem de Argilossolo Vermelh
Nitossolo Vermelho
Cambissolo
Paisagem de Cambissolo
Plintossolo
Paisagem de Plintossolo
Gleissolo Háplico
Paisagem de Gleissolo Háplic
Neossolo Litólico
Paisagem de Neossolo Litólico
Guia de Identificação
das classes de Solos do
Bioma Cerrado
Classificação Brasileira de Solos
Classificação de Camargo et al (1987) Classificação de Embrapa (1999)
Aluvial NEOSSOLO FLÚVICO
Areias Quartzosas Marinha distrófica NEOSSOLO QUARTZARÊNICO Órtico solódico
Areias Quartzosas Hidromórfica NEOSSOLO QUARTZARÊNICO Hidromórfico
Areias Quartzosas profundas NEOSSOLO QUARTZARÊNICO Órtico típico
Bruno Não-Cálcico LUVISSOLO
Cambissolo CAMBISSOLO
Latossolo Ferrífero Húmico LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico húmico
Latossolo Roxo Distrófico LATOSSOLO VERMELHO Distroférrico típico
Latossolo Vermelho-Amarelo LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO
Latossolo Vermelho-Escuro LATOSSOLO VERMELHO
Planossolo PLANOSSOLO HÁPLICO
Podzol ESPODOSSOLO
Podzólico Vermelho-Amarelo ARGISSOLO VERMELHO-AMARELO
Podzólico Vermelho-Escuro ARGISSOLO VERMELHO Distrófico
Regossolo NEOSSOLO REGOLÍTICO
Halomórfico PLANOSSOLO NÁTRICO
Litólico NEOSSOLO LITÓLICO
Vertissolo VERTISSOLO
Afloramento de Rocha Afloramento de Rocha
CAMARGO, M.N.; KLAMT, E.; KAUFFMAN, J.H. Classificação de solos usada em levantamentos pedológicos no Brasil. Boletim Informativo da S.B.C.S. v.
12, n. 1, p. 11-33, 1987.
EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos (Rio de Janeiro, RJ). Sistema brasileiro de classificação de solos. Rio de Janeiro, Embrapa Produção de
Informação, 1999. 412p.

Оценить