Вы находитесь на странице: 1из 21

SISTEMA IMUNITáRIO

Mecanismos de defesa
Mecanismos de defesa não
específicos
Mecanismos de defesa não específicos
(inacta)

Mecanismos de defesa não específicos


(inacta)
Conjunto de processos que confere protecção

contra agentes patogénicos, algumas toxinas,


drogas e células cancerosas.
A defesa não específica, ou imunidade
inata, inclui o conjunto de processos
através dos quais o organismo previne
a entrada de agentes estranhos e os
reconhece e destrói, quando essa
entrada acontece.
A resposta do organismo é sempre a

mesma, qualquer que seja o agente


invasor e qualquer que seja o número de
vezes que este contacta com o
organismo.

Barreiras Anatómicas:
a)A pele e as membranas mucosas.
b)As secreções das glândulas sebáceas e
sudoríparas.
c)Lisozima (lágrimas e saliva)
d)HCl (estômago)
M e d i a d o r e s q u í m i c o s

a)Histamina
b)Sistema Complemento
c)Interferão
d)Pirogénios
e)Reacção inflamatória
As secreções das

glândulas
sebáceas e
sudoríparas
inibem o
desenvolviment
o da maior
parte das
bactérias.
A lisozima presente

nas lágrimas e na
saliva, o ácido
clorídrico produzido
no estômago e o
muco do
revestimento ciliado
das vias
respiratórias
destroem os
microrganismos
e/ou expulsam-nos
Histamina
Substância produzida por basófilos que
circulam no sangue e mastócitos* do
tecido conjuntivo.

Estimula a vasodilatação e aumenta a


permeabilidade dos capilares sanguíneos,
iniciando a reacção inflamatória.

a : Tal como os Basófilos, são importantes nas reacções alérgicas. Povoam apenas os tecid
Sistema de
complemento
a)Grupo de cerca de vinte proteínas que
circulam no sangue na forma inactiva.
b)
c)Quando o sistema de complemento é
activado, por uma série de reacções em
cascata, são levadas a cabo diferentes
acções de defesa não específica, como:
a)abertura de poros na membrana citoplasmática
de células invasoras, que conduzem à sua
lise;
b)atracção de fagócitos e estimulação da
fagocitose.

Interferões
Proteínas produzidas pelas células

infectadas por um vírus e que protegem


outras células de serem infectadas por
ele. Criam um estado de resistência
antiviral.
Pirogénios

São substâncias capazes de produzir febre,


isto é, causar a elevação da temperatura do
corpo por estimulação do centro
termorregulador cerebral.
Pode ser produzida pelos macrófagos

(interleucina -1)
Fagócitos
Células NK
Resposta
inflamatória
 A reacção inflamatória é uma sequência
complexa de acontecimentos que ocorre
quando agentes patogénicos conseguem
ultrapassar as barreiras físicas de defesa do
organismo.

 Envolve mediadores químicos e


fagócitos.

Que fenómenos ocorrem na
resposta inflamatória?
Resposta inflamatória
A reter
 Na defesa não específica pode salientar-se a resposta
inflamatória e a intervenção de interferões.
 Resposta inflamatória - localmente verifica-se:
 vasodilatação dos capilares, o que provoca um maior
afluxo de sangue, daí a vermelhidão que
geralmente se nota na região;
 aumento da permeabilidade da parede dos vasos,
passando maior quantidade de plasma para o
tecido e daí o aumento de volume (edema);
 diapedese de alguns leucócitos (neutrófilos e
monócitos) através da parede dos vasos
sanguíneos;
 fagocitose, destruição das bactérias e reparação do
tecido lesionado.
 A nível sistémico destacam-se:
 febre e aumento do número de leucócitos em
circulação.
 Interferões - moléculas particularmente importantes na
limitação de propagação de certas infecções virais.