You are on page 1of 22

Juventude nos anos 60

• De 1960 à 1969, em cada um dos cinco


continentes, em quase todos os 145 países
de vários sistemas políticos, o mundo
conheceu a rebeldia dos jovens. Ao lado
das guerras, as manchetes dos jornais
falavam da odisséia de 519 milhões de
inconformados.
Juventude nos anos 60
• Os jovens lutaram com todas as armas para
destruir o velho e impor o novo. Foram anos de
luta e recusa, pacífica ou violenta.

• Como afirmaram, era preciso deixar de ser objeto


para ser sujeito da História. De eterna ameaça
romântica e simbólica eles passaram a ser
destruidores de tudo o que estava estabelecido e
consagrado: valores e instituições, idéias e tabus.
Música
• A década de 60 foi a década do
rock and roll .

• Nos EUA começaram a surgir


artistas mais preocupados em
passar mensagens importantes
através da música, voltada para
o protesto social, durante o
conflito no Vietnã, surgindo
assim a música folk, com Bob
Dylan e outros.
Música
• Do rock ao estilo
antigo a grande
novidade no início da
década foram os Beach
Boys, banda a início
dirigida basicamente à
comunidade de
surfistas, mas que
terminou por ter uma
inesperada
repercussão.
Música
• Mas a mudança, no
entanto, veio da
Inglaterra, de
Liverpool. Os Beatles
foram um sucesso sem
precedentes usando a
fórmula de juntar o
apelo fácil de músicas
cativantes a grande
presença, bom humor
e algum cinismo em
entrevistas, que
chamavam a atenção
da imprensa.
Música
Música
• Os Rolling Stones
alcançam status de
superastros do rock com
a força de uma única
música, "Satisfaction",
que chegou ao topo das
paradas de sucesso, antes
nos EUA do que na
Inglaterra.
Movimento Hippie
• Hippies são todos jovens
manifestantes que se
originaram nos EUA, nos anos
60.

• Eles introduziram o espírito


de liberdade, esperança de um
mundo melhor, paz, felicidade,
mudança e revolução.
Movimento Hippie
• Suas manifestações eram feitas de maneiras
pacíficas, contrariando qualquer tipo de guerra, daí a
frase muito usada na época: “Faça amor, não faça a
guerra”.

• Os hippies desejavam apenas expressar suas opiniões


contrárias ao capitalismo que valorizava, o
consumismo, a ambição, a ganância, o
individualismo, a submissão das mulheres aos
homens e a sociedade, levando as sociedades à
desigualdade social e a violência.
Movimento Hippie
• O uso abusado das drogas
LSD era uma maneira de
libertar-se das opressões
sociais e políticas, “buscar a
liberdade saindo da
realidade”.

• Tinham uma linguagem e


literatura própria, e não se
importavam com o uso
correto da língua, criando
gírias e termos para se
comunicarem.
Movimento Hippie
• Em relação ao estilo hippie, vestiam-se com roupas leves,
largas, coloridas, com desenhos psicodélicos, floridos ou
com símbolos de paz e amor. Queriam se sentir livres e
confortáveis em suas roupas.
Movimento Hippie
• A religião era muito
forte na cultura hippie.
Religiões como
budismo, Hare Krishna
tinham muitos adeptos.

• A música foi muito


importante, pois ela
servia não só como
entretenimento, mas
continha e simbolizava
os ideais do movimento.
Movimento Hippie
• O movimento mais
relacionado ao hippie que
ocorreu no Brasil foi o
chamado Tropicalismo.

• Foi um movimento cultural


do fim da década de 60 que,
usando deboche,
irreverência e improvisação,
revolucionou a música
popular brasileira.
Jovem Guarda
• A expressão Jovem Guarda designou um programa da TV
Record, estreado em setembro de 1965 e findo em 1969,
comandado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléia;
mas tem sido comumente empregada para definir gênero musical
também conhecido como iê-iê-iê, a versão brasileira do rock
internacional.
Tropicália
• O tropicalismo teve por
base a tentativa de revelar
as contradições próprias da
realidade brasileira
mostrando o moderno e o
arcaico, o nacional e o
estrangeiro, o urbano e o
rural, o progresso e o
atraso, em suma, o
movimento não chegou a
produzir uma síntese destes
elementos, mas buscou
traduzir a complexidade
fragmentária da nossa
cultura.
Tropicália
• Buscando "mastigar" e "triturar" tudo,
liderado por Gilberto Gil e Caetano
Veloso, buscavam incorporar à MPB
elementos da música pop, sem esquecer
aqueles nomes que prestaram um
importante papel no movimento
evolutivo da nossa música.

• O deslanchar desse movimento foi no II


Festival da Música Popular Brasileira,
promovido em 1967 pela TV Record,
com a apresentação de Domingo no
parque, de Gil e Alegria, Alegria, de
Caetano Veloso.
O Tropicalismo propunha:
• Atualização da linguagem musical brasileira em relação
ao á Europa e os EUA.

• Crítica aos valores éticos, morais e estéticos da cultura


brasileira;

• Rejeição à tendência lírica da MPB através de uma


linguagem mais realista e atual;

• Descompromisso total com os estilos, com os modismos,


com as coisas feitas e esgotadas;

• Adoção de uma visão latino-americana inserida na


realidade cotidiana.
Moda
•Uma das características dos
anos 60 foi o futurismo,
nesta década o homem pisou
na lua e criou a moda com
características espaciais e
futuristas.

•A juventude descobriu a
moda e pela primeira vez na
história surge o conceito de
moda jovem, ampliando a
massa consumidora.
Moda
• O look mais marcante da
década foi a minissaia e
o tubinho usados com
botas brancas.

• E na moda masculina, os
paletós sem colarinho, e
o cabelo de franjão, foi
muito influenciada pelos
Beatles.
Moda
•Na maquiagem o foco
estava nos olhos, sempre
muito marcados. Os
batons eram clarinhos ou
mesmo brancos e os
produtos preferidos
deviam ser práticos e
fáceis de usar.
By Majanc

www.mmajanc.blogspot.com