Вы находитесь на странице: 1из 34

NORMAL E PATOLOGICO

Profª Vanda Oliveira

v.pires07@gmail.com

3 de Abril de 2013

Normal

Deriva do nomos grego e norma latino (cujo significado é lei), surgiu no século XVIII, em

1759, significando aquilo que não se inclina nem para direita, nem para a esquerda que se

conserva num justo meio-termo.

Temática tratada desde a Grécia Antiga, o termo só resurgiu quando, com o mov. Da

Revolução Francesa, a burguesia funda uma

nova ordem capaz de funcionar como norma

para toda a sociedade: a ordem económica

capitalista. Com isso a medicina adoptou uma

nova postura normativa.

A partir da segunda metade do século XIX surgiram novos padrões de normalidade no

âmbito da medicina geral e mental , bem

como no âmbito das nascentes ciências humanas Sociologia e Psicologia.

Buscava-se intervir sobre o individuo, so seu corpo, sua mente e não apenas sobre o ambiente fisico , para com isso normalizá-lo para a produção.

O homem, tal como máquina, podia ser consertado e programado.

Listar as possibilidade normais de rendimento do homem , suas capacidades e parâmetros de funcionamento social normal

passou a ser tarefa de Psiquiatria, Psicologia

e Sociologia.

Normalidade e patologia

No século XIX , a indentidade entre os fenomenos vitais normais e patológicos apresentavam-se como um dogma cientificamente endossado pela Biologia e pela Medicina. (Canguilhem, 1943)

A distinção entre o normal e patológico era de natureza quantitativa tanto para os fenómenos

orgánicos quanto para os mentais.

Postivismo de Comte (1984) tinha como objectivo determinar as leis da normalidade capazes de fundamentar uma doutrina politica de base cientifica.

Em 1943 Georges Canguilhem defendeu a sua tese de doutorado sobre o normal e o patológico.

Normal e patológico são fenómenos qualitativamente diferentes em termos e opostos que implicam forças em luta.

Critica ao pensamento da época , segundo o qual os fenómenos patológicos seriam meras variações quantitativas dos fenómenos normais.*

Estado patológico e estado de saúde

O conteúdo do estado patológico não pode ser deduzido do conteúdo da saúde.

O estado patologico é uma nova dimensão da vida , uma estrutura individual modificada.

O patologico implica uma relação com um meio novo , mais limitado já que o doente não consegue mais responder ás exigências do meio normal anterior.

O fracasso da teoria positivista decorre sobre o facto de ela se apoiar no argumento da

variação quantitativa para distinguir os dois

fenómenos e não conseguir definir esta

mesma variação utilizando termos

qualitativos como exagero e desarmonia para

designar o patológico.

Portanto o que parecia ser simples aumento ou diminuição da quantidade passava a ser

visto como uma alteração do todo.

Normal X Anormal

Saúde X patologia

O anormal não se caracteriza pela ausencia de normalidade, ou seja, o patológico também seria normal já que a experiência do ser humano também inclui a doença. O patológico implica uma certa forma de

viver , pois não haveria vida sem normas de

vida.

A qualidade que diferencia o estado de saúde do estado patológico seria a abertura a

eventuais modificações , pois esta abertura

estaria presente na saúde e ausente no

estado patológico

Saúde e doença

A doença constitui portanto uma norma de vida inferior , incapaz de se transformar em

outra norma de vida. Doente:

Aquele que perdeu a capacidade normativa por não poder instituir normas diferentes sob novas condições.

Saúde: caratacteriza-se pela possibilidade de ultrapassar a norma que define o normal

momentaneo e instituir novas regulações

para novas situações.

Canguilhem (1943) não postula a existência do patológico em si , pois este só pode ser

aprecidado numa relação **.

Norma: sempre individual , ou seja, não é a média, mas sim uma noção-limite que define

o maximo de capacidade de um ser.

A média por si só é incapaz de estabelecer o normal ou anormal para determinado

individuo. **** ilustrar com caso Napoleão

A fronteira entre o normal e o patológico pode ser impreciso para diversos individuos

considerados simuntaneamente, mas preciso

para um único individuo considerado

sucessivamente *.

Conceito de saúde e doença na

medicina

Aos médicos interessa diagnosticar e curar, fazer voltar ao normal.

Definição médica de normalidade é tomada, sobretudo, da fisiologia por isso não se considera que a doença seja uma nova forma

de vida.

“ o homem faz a sua dor e a sua doença,

julgando se estas deixaram de ser normais ou voltaram a sê-lo”. Canguilhem (1943) Mas o que significa “voltar a ser normal”? Uma terapeutica deve respeitar o novo modo de vida instaurado pela doença , não agindo de forma intempestiva no sentido de voltar ao normal.

Novo Trabalho

Novo

Ambiente

Colegas

Novos

Bem- vindo

Bem-

vindo

Descrição Geral de Hoje

1 • Familiarize-se com a sua nova atribuição 2 • Explore o seu novo ambiente 3
1
• Familiarize-se com a sua
nova atribuição
2
• Explore o seu novo
ambiente
3
• Conheça os seus novos
colegas

Objectivos de Aprendizagem

Tecnologia Procedimento Políticas Benefícios

Objectivos de Aprendizagem • Tecnologia • Procedimento • Políticas • Benefícios

NOVO TRABALHO

Novo Trabalho

A curva de aprendizagem da

tecnologia Novo 1 ano 2 anos 3 anos
tecnologia
Novo
1 ano
2 anos
3 anos

Empregado

Quem É Quem

Oportunidade

potencial

Informação de contacto

Jaime

Teresa

Maria

David

Trabalhar para a Mestria

Atingir a Mestria Ganhar Experiência Familiarizar- se Projectos em que Trabalhou
Atingir a
Mestria
Ganhar
Experiência
Familiarizar-
se
Projectos em que Trabalhou

Tempo Despendido

Fazer o Melhor Trabalho

Fazer o Melhor Trabalho • Trabalhar a partir de casa • Trabalhar noutro local • Requisitos

Trabalhar a partir de casa

Trabalhar noutro local

Requisitos de tecnologia

Caso Prático

Jorge

O seu primeiro dia Erros efectuados Êxitos obtidos A moral da história

Debate

O que podemos aprender com Jorge

Procedimentos recomendados Concessões

Resumo

Defina os seus desafios

Tecnológico, bem como pessoal

Definir expectativa realista

A mestria não é atingida de um dia para o outro

Fixar o objectivo

Programas de orientação

Recursos

<Texto do site intranet aqui> <hiperligação aqui>

<Texto do material de leitura adicional aqui> <hiperligação aqui>

Este conjunto de diapositivos e recursos relacionados:

<hiperligação aqui>

PERGUNTAS?

APÊNDICE

Похожие интересы