Вы находитесь на странице: 1из 29

Para Realização do

Exame de Enema Opaco

Quais as atribuições do técnico e/ou tecnólogo em radiologia nesse procedimento?

O que é um enema opaco? Como é dividido o abdome? Qual região abdominal será estudada? É necessário preparo antes do exame? O paciente deve vir acompanhado? Como é realizado o exame?

Atribuições do Técnico e/ou

Tecnólogo em Radiologia Médica

Informar ao paciente e acompanhante o procedimento.

Supervisionar a administração do meio de contraste.

Realizar posicionamentos e aquisição das imagens.

Se faz necessário a presença de um médico durante a realização de qualquer

procedimento que seja utilizado meios de

contraste.

O Que é Enema Opaco

Um exame radiológico contrastado do intestino grosso.

A Divisão do Abdome

A Divisão do Abdome • Superior: Diafragma • Inferior: Promontório Sacral até Sínfise púbica

Superior: Diafragma

Inferior: Promontório Sacral até

Sínfise púbica

Regiões e Quadrantes do Abdome

Região a Ser Estudada

Cólon Transverso

Cólon

ascendente

Reto

Ânus

Còlon

Descendente

Enema Opaco

Indicações: Neoplasias; Pólipos; Úlceras Mucosas; Tumores; Divertículos.

Preparo: Jejum de 8 a 10 horas; Não fumar; Não mascar chicletes; Realizar fleet enema.

Radiografia Simples: Avaliar preparo do

paciente.

Contraste: Sulfato de bário administrado por via retal.

Observação: Na suspeita de fístulas utilizar contraste iodado.

Indicações para o Exame Neoplasias. Pólipos. Ùlceras Mucosas.

Tumores. Diverticulite. Intussuscepção.

Neoplasias

Nova formação celular.

Pòlipos

Pólipo é uma elevação na parede do intestino, geralmente de caráter benigno, que faz

protusão na luz do intestino. Variam de

tamanho e podem aparecer em qualquer parte do intestino grosso. Os pólipos podem se tornar malignos quando permanecem no intestino. Como, na maioria das vezes, não causam sintomas, o único método para seu diagnóstico é através da realização da

colonoscopia que permite a retirada da lesão

e o diagnóstico definitivo.

Ùlceras Mucosas

Colite Ulcerativa é uma doença crônica do intestino caracterizada pela inflamação específica do intestino grosso, sendo mais freqüente no reto. Ela se manifesta com dor abdominal, sangramento retal e diarréia muco-sanguinolenta. Até o momento, não se sabe a causa da doença mas, assim como na Doença de Crohn, acredita-se que se relacione a fatores imunológicos.

Tumores

Câncer de Cólon é um tumor maligno do intestino grosso. Na maioria dos casos, na fase inicial não apresenta sintomas e sua detecção precoce através da colonoscopia pode proporcionar a cura desta doença. Algumas vezes o paciente pode apresentar sangramento nas fezes ou pelo reto, alteração do ritmo intestinal e ainda alteração do aspecto das fezes, o que pode ser um sinal de alerta para que o paciente procure um atendimento especializado.

A prevenção através de exames periódicos ou a procura de um especialista é a única forma

de detecção precoce da doença, que amplia a possibilidade de tratamento e cura do câncer de intestino. É o quarto tumor mais freqüente em mulheres e quinto em homens em todo o Brasil. Na região sudeste é o segundo tumor que mais mata mulheres.

Tumores • Câncer de Cólon é um tumor maligno do intestino grosso. Na maioria dos casos,

Divertículos

Diverticulite é um quadro agudo de inflamação e infecção de um ou mais divertículos. Portanto é uma complicação que ocorre em indivíduos portadores de doença diverticular do cólon e se manifesta com dor

abdominal de intensidade variável, na maioria das

vezes localizada no lado esquerdo do abdome podendo ser acompanhada de febre, mal estar geral e em alguns casos diarréia. Não se sabe o fator

desencadeador desta inflamação apesar de existirem

várias hipóteses para seu aparecimento. Apesar de a população acreditar que grãos e sementes possam ser um dos fatores não há comprovação científica

para este fato.

Intussuscepção

Intussuscepção ou intuscepção (do latim intus , Dentro + sus-cipio, Captar , de sub + capio , Tomar) refere-se a entrada de um segmento de um órgão oco em outra parte do mesmo órgão e é um termo português do Brasil. Em Portugal diz-se invaginação.

Preparo do Paciente

Dieta líquida. Fazer uso de laxantes. Jejum de 8 a 10 horas.

Preparo do Paciente • Dieta líquida. • Fazer uso de laxantes. • Jejum de 8 a
Preparo do Paciente • Dieta líquida. • Fazer uso de laxantes. • Jejum de 8 a

Radiografias Simples

Meios de Contraste

Realizando o Exame

A enfermagem realiza a assepsia,

passagem da sonda

retal e administração do

bário.

Fotos de Sondagens

Rotina de Radiografias

Abdome panorâmico em (DV). Abdome panorâmico em (DD). Localizada em flexura esplênica. Localizada em flexura hepática. Perfil de reto. Incidências adicionais à critério médico.

Abdome Panorâmico em (DV)

Abdome Panorâmico em (DD)

Localizada de Flexura Esplênica

Localizada de Flexura Hepática

Localizada de Reto

Perfil de Reto

Anatomia na Imagem