Вы находитесь на странице: 1из 45

Prof.

Osvaldo Malta Callegari


Instrumentos de Análise e
Divulgação Externa
 Balanço Patrimonial;
 Demonstração de Resultado do
Exercício;
 Demonstração de Origem e
Aplicação de Recursos;
 Demonstração de Mutação do
Patrimônio Líquido;
 Notas Explicativas.
Balanço Patrimonial

Deve evidenciar, com clareza, a


situação do patrimonial da empresa,
num dado momento. Através dele
pode-se identificar a saúde
financeira e econômica da empresa
no fim do exercício social ou em
qualquer data.
Balanço Patrimonial
ANO 1 ANO 2 ANO 3
Aplicação de Recursos VALOR AV AH (1-2) VALOR AV AH (2-3) VALOR AV AH (1-3)
ATIVO 1.265.000,00 100,00 43,52 1.815.500,00 100,00 75,10 3.179.000,00 100,00 151,30
Circulante 615.000,00 48,62 30,57 803.000,00 44,23 31,01 1.052.000,00 33,09 71,06
Disponível 20.000,00 1,58 50,00 30.000,00 1,65 50,00 45.000,00 1,42 125,00
Aplicações Financeiras 45.000,00 3,56 40,00 63.000,00 3,47 100,00 126.000,00 3,96 180,00
Clientes 150.000,00 11,86 40,00 210.000,00 11,57 10,00 231.000,00 7,27 54,00
Estoques 400.000,00 31,62 25,00 500.000,00 27,54 30,00 650.000,00 20,45 62,50

Realizável a Longo Prazo 100.000,00 7,91 10,00 110.000,00 6,06 20,00 132.000,00 4,15 32,00
Clientes 100.000,00 7,91 10,00 110.000,00 6,06 20,00 132.000,00 4,15 32,00
0,00
Permanente 550.000,00 43,48 64,09 902.500,00 49,71 121,05 1.995.000,00 62,76 262,73
Investimento 200.000,00 15,81 20,00 240.000,00 13,22 200,00 720.000,00 22,65 260,00
Imobilizado 300.000,00 23,72 100,00 600.000,00 33,05 100,00 1.200.000,00 37,75 300,00
Diferido 50.000,00 3,95 25,00 62.500,00 3,44 20,00 75.000,00 2,36 50,00
Origem de Recursos
PASSIVO 1.265.000,00 100,00 43,52 1.815.500,00 100,00 75,10 3.179.000,00 100,00 151,30
Circulante 616.000,00 48,70 75,81 1.083.000,00 59,65 63,55 1.771.250,00 55,72 187,54
Fornecedores 280.000,00 22,13 80,00 504.000,00 27,76 10,00 554.400,00 17,44 98,00
Empréstimos 150.000,00 11,86 100,00 300.000,00 16,52 5,00 315.000,00 9,91 110,00
Impostos/Salários 186.000,00 14,70 50,00 279.000,00 15,37 223,24 901.850,00 28,37 384,87

Exigível a Longo Prazo 150.000,00 11,86 20,00 180.000,00 9,91 100,00 360.000,00 11,32 140,00
Financiamentos 150.000,00 11,86 20,00 180.000,00 9,91 100,00 360.000,00 11,32 140,00

Patrimônio Líquido 499.000,00 39,45 10,72 552.500,00 30,43 89,64 1.047.750,00 32,96 109,97
Capital Social 219.000,00 17,31 0,00 219.000,00 12,06 150,00 547.500,00 17,22 150,00
Lucros Acumulados 280.000,00 22,13 19,11 333.500,00 18,37 50,00 500.250,00 15,74 78,66
Demonstração de
Resultado do Exercício

 A Demonstração do Resultado do
Exercício sintetiza as operações de
resultado do período
Receita Operacional Bruta
Vendas de Mercadorias
Vendas de Produtos
Prestação de Serviços
(-) Deduções e Abatimentos
Vendas Anuladas
Descontos Concedidos Incondicionalmente
ICMS
PIS/Faturamento
COFINS
Receita Operacional Líquida
(-) Custos das Mercadorias Vendidas (se empresa comercial)
(-) Custos dos Produtos Vendidos (se empresa industrial)
(-) Custos dos Serviços Prestados (se empresa prestadora de serviços)
Lucro Bruto
(-) Despesas Operacionais
(-) Despesas com Vendas
(-) Despesas Administrativas
(-) Despesas Financeiras Líquidas (mais Receitas Financeiras)
(-) Depreciação
(+) Outras Receitas Operacionais
Lucro ou (Prejuízo) Operacional Líquido
(+) Receitas Não Operacionais
(-) Despesas Não Operacionais
(+/-) Ganhos ou (Perdas) de Equivalência Patrimonial
Lucro antes do Imposto de Renda e Contribuição Social
(-) Provisão para o Imposto de Renda e Contribuição Social
Lucro após Imposto de Renda e Contribuição Social
(-) Participações
Empregados
Administradores
Outras Participações
Lucro Líquido do Exercício
Lucro ou (Prejuízo) Líquido por Ação de Capital
Demonstração de Mutação
do Patrimônio Líquido
Através dessa demonstração é
possível identificar as transações
que provocaram aumentos ou
reduções no Patrimônio Líquido
durante o exercício social, bem
como as transferências internas de
valores entre as contas que
integram esse grupo patrimonial.
Exemplos de operações que alteram o
valor do Patrimônio Líquido:
 integralização de capital ;
 ágio na emissão de ações;
 recebimento de doações e
subvenções para investimento;
 reavaliação de ativos;
 lucro ou prejuízo do exercício;
 distribuição de dividendos;
 correção monetária das contas do
Patrimônio Líquido;
Exemplos de transferências internas
de valores:
 Aumento de capital com utilização
de reservas;
 Apropriações do resultado do
exercício para as reservas de
Lucros;
 Compensação de prejuízos com
reservas.
Notas Explicativas

Lei nº 6.404/76 dispõe em seu artigo


176 que as demonstrações
financeiras devem ser
complementadas por notas
explicativas e outros quadros
analíticos ou demonstrações
contábeis necessários para
esclarecimento da situação
patrimonial e dos resultados do
Demonstrações de Análise
Interna
 Orçamentos;
 Fluxo de Caixa;
 Balancetes.
Orçamentos
 Orçamentos de Investimentos;
 Orçamentos Operacionais;
 Orçamentos de Produção;
 Orçamentos de Resultados;
 Orçamentos de Caixa.
Fluxo de Caixa
Em resumo, os fluxos de caixa
compreendem valores distribuídos
no tempo correspondente às:
 saídas líquidas de caixa ou
investimento líquido;
 entradas líquidas de caixa ou
benefícios monetários líquidos.
Fluxo de Caixa Simples

Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho


Saldo Inicial - 3.400,00 8.700,00 10.500,00 9.000,00 12.000,00
Entradas 5.000,00 12.500,00 16.000,00 17.500,00 19.000,00 22.000,00
1º Venda 5.000,00 5.000,00
2º Venda 7.500,00 7.500,00
3º Venda 8.500,00 8.500,00
4º Venda 9.000,00 9.000,00 12.000,00
5º Venda 10.000,00 10.000,00
Saídas 1.600,00 7.200,00 14.200,00 19.000,00 16.000,00 10.000,00
1º Compra 1.600,00 3.200,00 3.200,00
2º Compra 4.000,00 8.000,00 8.000,00
3º Compra 3.000,00 6.000,00 6.000,00
4º Compra 5.000,00 10.000,00 10.000,00
Saldo Período 3.400,00 5.300,00 1.800,00 (1.500,00) 3.000,00 12.000,00
Saldo Final 3.400,00 8.700,00 10.500,00 9.000,00 12.000,00 24.000,00
Condições de Compras: 20% à vista, Saldo em 30 e 60 dias, em parcelas iguais.
Condições de Vendas: 50% à vista, Saldo em 30 dias.
Fluxo de Caixa Gráfico
R$1.000,00 R$300,00
10/06 25/06

R$800,00 R$600,00 R$700,00

R$900,00

15/06 20/06 30/06


R$200,00 R$200,00 R$200,00
Balancetes
 O Balancete é um resumo ordenado
de todas as contas utilizadas pela
contabilidade.
 Uma técnica bastante utilizada
pelos responsáveis pela
contabilidade para verificar se os
lançamentos contábeis realizados
no período estão corretos.
Balancete de Verificação em 31-01-x1
Cia. Universal
Contas Débitos Créditos
Caixa 1.500.000,00 800.000,00
Capital 1.500.000,00
Móveis e Utensílios 300.000,00
Estoques 500.000,00
Total 2.300.000,00 2.300.000,00

D Caixa C D Capital C

1.500.000 500.000 1.500.000

300.000
700.000
D Móveis C
D Estoques C

300.000 500.000

Balancete de Partidas Dobradas


“Não haverá débito(s) sem crédito(s)” correspondentes”
Análise dos Instrumentos
 Análise Vertical e Horizontal;
 Análise de Índices;
 Análise de Retorno sobre
Investimento;
 Giro do Ativo;
 Análise Setorial;
 Previsão de Falências;
 Ciclo Operacional.
Análise Vertical
 O processo de análise vertical,
também denominado de estrutura,
tem por finalidade avaliar a
proporção de cada componente em
relação ao total de que faz parte.
 No Balanço Patrimonial, a análise
vertical procura evidenciar a
participação (representatividade) de
cada elemento patrimonial do ativo
e passivo em relação ao total.
ATIVO 19x6 19x7

Ativo Circulante 66% 64,4%

Ativo Realizável a Longo 0,6% 1,3%


Prazo
Ativo Permanente 33,4% 34,3%

PASSIVO

Passivo Circulante 33,6% 35,1%

Passivo Exigível a Longo 12,4% 21%


Prazo
Patrimônio Líquido 54% 43,9%
 A análise vertical da Demonstração
do Resultado do Exercício conduz a
evidenciação da estrutura de custos
e despesas da empresa, em relação
ao total das receitas.
Demonstração do Resultado do 19x6 A.V.% 19x7 A.V.%
Exercício
Receita Operacional Bruta 56.689 83.691

(-) Deduções das Vendas (12.466) (17.791)

Receita Operacional Líquida 44.223 100 65.900 100

(-) Custos dos Produtos Vendidos (19.678) (44,5) (41.113) (62,4)

Lucro Bruto 24.545 55,5 24.787 37,6

(-) Despesas com Vendas (2.552) (5,8) (3.402) (5,2)

(-) Despesas Administrativas (8.780) (19,8) (12.170) (18,5)

(-) Outras Despesas Operacionais (425) (0,9) (306) (0,5)

Lucro antes das Despesas Financeiras 12.788 29 8.909 13,4

(-) Despesas Financeiras (8.780) (19,8) (12.843) (19,5)

Lucro Operacional Líquido 4.008 9,2 (3.934) (6,1)

(+) Receitas Não Operacionais 4.848 10,9 6.123 9,3

(-) Despesas Não Operacionais (1.493) (3,4) (1.827) (2,8)

Lucro antes do Imposto de Renda 7.363 16,7 362 0,4

(-) Imposto de Renda e Contribuição Social (1.125) (2,5) (569) (0,8)

Lucro Líquido do Exercício 6.238 14,2 (207) (0,4)


Análise Horizontal

 A análise horizontal ou de
evolução é efetuada sobre
demonstrações contábeis de uma
série de períodos regulares. Para se
analisar uma série de
demonstrações, será necessário,
portanto, que elas se refiram a dois
ou mais períodos iguais.
Balanço Patrimonial Ajustado 19x6 A.H.% 19x7 A.H.%

Ativo

1.1 Disponível 9.886 100 8.581 86,8

1.2 Direitos Realizáveis a Curto Prazo 8.081 100 10.705 132,5

1.3 Estoques 11.048 100 14.926 135,1

1.0 Ativo Circulante (1.1 a 1.3) 29.015 100 34.212 117,9

2.0 Ativo Realizável a Longo Prazo 264 100 701 265,5

3.1 Investimentos 492 100 679 138

3.2 Imobilizado Técnico (Líquido) 14.234 100 17.582 123,5

3.0 Ativo Permanente (3.1 a 3.2) 14.726 100 18.261 124

Total Geral do Ativo 44.005 100 53.174 120,8


Passivo 19x6 A.H.% 19x7 A.H.%

4.1 Fornecedores 4.377 100 4.287 97,9

4.2 Empréstimos e Financiamentos 1.030 100 2.548 247,3

4.3 Salários e Encargos Sociais 2.911 100 3.151 108,2

4.4 Impostos a Pagar 2.315 100 3.915 169,1

4.5 Contas a Pagar 4.139 100 4.631 111,8

4.0 Passivo Circulante (4.1 a 4.5) 14.772 100 18.532 125,4

5.1 Empréstimos e Financiamentos 4.092 100 8.826 215,6

5.2 Outras Obrigações 1.361 100 2.432 178,6

5.0 Passivo Exigível a Longo Prazo 5.453 100 11.258 206,4

6.1 Capital Social 7.878 100 10.552 133,9

6.2 Reservas de Capital 6.107 100 6.175 101,1

6.3 Reservas de Lucros 6.930 100 5.484 79,1

6.4 Lucros Acumulados 2.865 100 1.173 40,9

6.0 Patrimônio Líquido (6.1 a 6.4) 23.780 100 23.384 98,3

Total Geral do Passivo e PL 44.005 100 53.174 120,8


Demonstração do Resultado do Exercício 19x6 A.H.% 19x7 A.H.%

Receita Operacional Bruta 56.689 100 83.691 147,6

(-) Deduções das Vendas (12.466) 100 (17.791) 142,7

Receita Operacional Líquida 44.223 100 65.900 149

(-) Custos dos Produtos Vendidos (19.678) 100 (41.113) 208,9

Lucro Bruto 24.545 100 24.787 100,9

(-) Despesas com Vendas (2.552) 100 (3.402) 133,3

(-) Despesas Administrativas (8.780) 100 (12.170) 138,6

(-) Outras Despesas Operacionais (425) 100 (306) 72

Lucro antes das Despesas Financeiras 12.788 100 8.909 69,6

(-) Despesas Financeiras (8.780) 100 (12.843) 146,2

Lucro Operacional Líquido 4.008 100 (3.934) (98,1)

(+) Receitas Não Operacionais 4.848 100 6.123 126,2

(-) Despesas Não Operacionais (1.493) 100 (1.827) 122,3

Lucro antes do Imposto de Renda 7.363 100 362 4,9

(-) Imposto de Renda e Contribuição Social (1.125) 100 (569) 50,5

Lucro Líquido do Exercício 6.238 100 (207) (3,3)


Análise de Índices
 Em suma, o instrumental de análise
de índices, com os indicadores
financeiros, objetiva detectar
situações, verificar a tendência dos
acontecimentos e dar subsídios para
que a administração da empresa
enfatize os esforços corretivos nas
direções necessárias.
Indicadores de Liquidez
 Os indicadores de liquidez procuram
evidenciar a condição da empresa
de saldar suas dívidas. São
indicadores extraídos apenas do
Balanço Patrimonial
Índice de Liquidez
Imediata
Disponibilidades
ILI = --------------------------
Passivo Circulante

Índice de Liquidez
Corrente
Ativo Circulante
ILC = --------------------------
Passivo Circulante
Índice de Liquidez Seca
Ativo Circulante - Estoques
ILS = ------------------------------------------------
Passivo Circulante

Índice de Liquidez Geral


Ativo Circulante + Ativo Realizável a Longo Prazo
ILG = -----------------------------------------------------------------
Passivo Circulante + Passivo Exigível a Longo Prazo
Indicadores de Estrutura
 Estes indicadores mostram a
porcentagem dos ativos que foi
financiado com capitais de terceiros
e próprios,ou se a empresa tem
dependência de recursos de
terceiros.
Imobilização do Patrimônio
Líquido
Ativo Permanente
IPL = ------------------------- x 100
Patrimônio Líquido
Participação de Capital de
Terceiros
Capital de Terceiros
PCT = --------------------------- x
100
Patrimônio Líquido
Composição do
Endividamento
Passivo Circulante
CE = ------------------------- x 100
Capital de Terceiros
Imobilização dos Recursos não
Correntes
Ativo Permanente
IRNC = ------------------------------------------------------ x 100
Patrimônio Líquido + Exigível a Longo Prazo
Indicadores de
Rentabilidade:
Giro do Ativo
Receitas Operacionais Líquidas
GA = -----------------------------------------
Ativo Total

Rentabilidade do Ativo
Lucro Líquido
RA = ------------------------- x 100
Ativo Total
Margem Líquida
Lucro Líquido
ML = --------------------------- x
100
Vendas Líquidas
Rentabilidade do Patrimônio
Líquido
Lucro Líquido
RPL = ------------------------- x 100
Patrimônio Líquido
Análise Setorial

Os indicadores são selecionados segundo o


significado e utilidade como instrumentos
de avaliação comparativa de valores:
 entre dois ou mais períodos regulares de
uma empresa;
 entre empresas do mesmo tipo de
atividade;
 de uma empresa em relação ao
respectivo setor.
Análise Padrão de Composição de Endividamento:

0,10 0,25 0,30 Mediana = (0,30+0,35)/2 = 0,325


0,35 0,40 0,60 Mediana = (0,60+0,70)/2 = 0,65
0,70 0,75 0,75 Mediana = (0,75+0,80)/2 = 0,775
0,80 0,90 0,95

32,5% 65% 77,5%


Composição do
Endividamento
A 0,30 G 0,75 Ótimo Bom Regular Ruim
B 0,35 H 0,70
C 0,90 I 0,60 59,76% 72,97 %
D 0,10 J 0,75 Ano 3 Ano 2
E 0,25 K 0,95
65,64% Quanto menor este índice,
F 0,40 L 0,80 melhor.
Ano 1
Previsão de Falências
Termômetro de Kanitz
 O professor Stephen Charles Kanitz,
da Universidade de São Paulo,
desenvolveu um modelo que
permite determinar previamente,
com razoável margem de
segurança, o grau de solvência e
insolvência de uma empresa.
 A Determinação do “fator de
solvência” é o resultado de uma
ponderação estatística de cinco
índices. Os índices considerados
são os seguintes:
I1: índice de rentabilidade do capital próprio
I2: índice de liquidez geral
I3: índice de liquidez seca
I4: índice de liquidez corrente
I5: índice de participação de capital de terceiros

Fator de solvência = (0,05 x I1) + (1,65 x I2) + (3,55 x I3) –


(1,06 x I4) – (0,33 x I5)
Termômetro de Kanitz
+7
+6 Área de
+5
+4
Solvência
+3
+2
+1
0
- 1 Área de
- 2 Penumbra
- 3
- 4
- 5 Área de
- 6 Insolvência
- 7
Ciclo Operacional
 Pode ser definido como todas as
fases operacionais existentes no
interior da empresa, que vão desde
a aquisição de matérias-primas para
a produção até o recebimento das
vendas realizadas.
Ciclo Operacional
Compras de Materiais ou
Matérias-Primas

Recebimento Produção

Vendas
Prazo Médio de Renovação de
Estoque
Estoque
PMRE = ------------------------------------------------ x 360
Custo dos Produtos Vendidos
Prazo Médio de Recebimento de
Vendas
Duplicatas a Receber
PMRV = ------------------------------------------- x 360
Vendas
Prazo Médio de Pagamento de
Compras

Fornecedores ou Duplicatas a Pagar (Média)


PMPC = ---------------------------------------------------------------- x
360
Compras
Ciclo Operacional
Recebimento
Compras Vendas da Venda
PMRE PMRV

PMPC Ciclo de Caixa