Вы находитесь на странице: 1из 31

O Problema da

O Problema da

Justificação do Justificação do Estado Estado
Justificação do
Justificação do
Estado
Estado

A Teoria Contratualista de Lo

A Teoria Contratualista de Lo

Locke - Contextualização

Locke - Contextualização John Locke (1632-1704)

John Locke

(1632-1704)

Aula do Curso “Justice” de Michael Sandel
Aula
do
Curso
“Justice”
de
Michael
Sandel

O Problema da Justificação do Estado

A autoridade do estado é legítima? Se sim, o que legitima a autoridade do estado?

Resposta de Locke

Resposta de Locke Sim. Sim. preservar preservar A A autoridade autoridade do do estado estado é
Sim. Sim.
Sim. Sim.

preservar preservar

A A autoridade autoridade do do

estado estado é é

legítima: legítima:

o o

que que

e e

autoridade autoridade

é é

sua sua

a a

propriedades. propriedades.

legitima legitima

as

suas

a a

finalidade finalidade

de de

tácito, tácito, realizado realizado entre entre indivíduos indivíduos livres livres com com

num num contrato contrato que que implica implica um um consentimento consentimento

(pacto) (pacto) social. social. A A sociedade sociedade civil civil tem tem origem origem

contrato contrato

o o

as suas

 

Hobbe

Hobbe

 

s s

   

1.Concepção 1.Concepção de de

Homem: Homem: o o homem homem é é

naturalmente naturalmente

 

egoísta. egoísta.

“O “O homem homem é é o o lobo lobo

do do homem” homem”

O O Estado Estado de de

2.

2.

Natureza Natureza é é um um

Estado Estado de de Guerra Guerra

regido regido por: por: a) a)

 

Conflitos; Conflitos; b) b) Luta Luta pela pela

sobrevivência; sobrevivência; c) c) Lei Lei

do do mais mais forte; forte; d) d)

Escassez Escassez de de bens bens.

Quais Quais são são os os

3.

3.

direitos direitos dos dos seres seres

humanos humanos no no Estado Estado

 

da da Natureza? Natureza? O O

direito direito de de todos todos a a

tudo tudo (liberdade (liberdade

ilimitada). ilimitada).

4. Origem do Estado:

Teve Teve origem origem num num

contrato contrato de de

submissão submissão entre entre

 

indivíduos indivíduos e e um um

soberano, soberano, A A

necessidade necessidade do do

contrato contrato deriva deriva do do

medo da morte.

5.

5.

Tipo Tipo de de Governo: Governo:

 

Poder Poder Autoritário Autoritário

 

LOCKE

LOCKE

   

Concepção Concepção de de

1.

1.

Homem: Homem: o o homem homem é é

 

um um ser ser racional racional capaz capaz

de de cooperar cooperar com com os os

outros. outros.

2.O 2.O Estado Estado de de

Natureza Natureza não não é é um um

Estado Estado de de Guerra, Guerra,

 

pois pois a a Natureza Natureza é é

pródiga pródiga (abundância (abundância

de de bens). bens).

3.

Qua Quais s s são o os os

3.

direitos direitos dos dos seres seres

humanos humanos no no Estado Estado

da da Natureza? Natureza?

 

a) a) Direito Direito à à VIDA; VIDA; b) b)

Direito Direito à à LIBERDADE; LIBERDADE;

Direito Direito à à

c)

c)

PROPRIEDADE.

Origem Origem do do Estado: Estado:

4.

4.

Teve Teve origem origem num num

acordo acordo ou ou contrato contrato

 

entre entre indivíduos indivíduos

livres livres que que decidiram decidiram

unir-se unir-se para para o o

constituir. constituir.

5.

5.

Tipo Tipo de de Governo: Governo:

Democrático Democrático (a (a

 

soberania soberania reside reside nas nas

pessoas pessoas / / O O contrato contrato

é é revogável) revogável)

ESTADO DE NATUREZA

ESTADO DE NATUREZA

No estado de natureza a vida humana

caracteriza-se por:

Existência

de determinados

direitos: direito à liberdade pessoal,

1.Estado de

Natureza

direito ao trabalho e

direito

à

propriedade (trabalho);

Os seres humanos são seres:

  • 1. racionais;

  • 2. livres (não há qualquer hierarquia entre eles; não há autoridade superior à vontade individual; têm os mesmos direitos) ;

  • 3. e com capacidade para conhecer os seus direitos naturais, decorrentes da natureza humana;

 Os seres humanos são seres: 1. racionais; 2. livres (não há qualquer hierarquia entre eles;

O estado de natureza não é:

1) um

estado

de

guerra,

pois

a

convivência entre os seres humanos é

orientada pelos valores de igualdade e

de liberdade;

O estado de natureza é:

1) um estado de liberdade;

) O estado de natureza não é:

1) um estado de anarquia (ausência de leis).

Os seres humanos no estado de natureza

regem-se pela lei natural (instituída por

Deus), ou seja, têm o dever de preservar

a sua vida e a dos outros, tal como a

liberdade e a propriedade alheia.

SÍNTESE DO ESTADO DE NATUREZA

É UM ESTADO GOVERNADO PELA LEI NATURAL

ASPECTOS

ASPECTOS

POSITIVOS

POSITIVOS

:

:

É UM ESTADO EM QUE OS HOMEMS SÃO IGUAIS

E LIVRES

É UM ESTADO PACÍFICO (COOPERAÇÃO)

SÍNTESE DO ESTADO DE NATUREZA

É UM ESTADO EM QUE HÁ DESIGUALDADE

ASPECTOS

ASPECTOS

NEGATIVOS

NEGATIVOS

:

:

ECONÓMICA E CONFLITOS DE INTERESSES:

UNS TÊM MUITO E OUTROS MUITO POUCO

LUTA PELA PROPRIEDADE PRIVADA

Síntese:

Para Locke, o “estado de natureza” é: Para Locke, o “estado de natureza” é:  Um
Para Locke, o “estado de natureza” é:
Para Locke, o “estado de natureza” é:
 Um estado de perfeita liberdade;
Um estado de perfeita liberdade;
 Um estado de igualdade;
Um estado de igualdade;
 Um estado regido por uma lei natural.
Um estado regido por uma lei natural.
Em que condições se produz a passagem do estado de natureza à sociedade civil e política?

Em que condições se produz a

passagem do estado de natureza à

sociedade civil e política?

RAZÕES DA NECESSIDADE DA PASSAGEM DO ESTADO DA NATUREZA A UMA SOCIEDADE CIVIL

A necessidade do estabelecimento de um pacto entre os vários indivíduos deve-se a:

  • 1. A existência de conflitos de interesses relacionados com o direito à propriedade privada (luta pela propriedade privada);

  • 2. A existência

de desigualdades sociais, uns têm

muito, e outros têm muito pouco;

  • 3. O perigo de cada um, se for forte, começar a aplicar a sua própria “lei”;

RAZÕES DA NECESSIDADE DA PASSAGEM DO ESTADO DA NATUREZA A UMA SOCIEDADE CIVIL

4. O desejo de preservar as suas vidas e liberdades;

5. O desejo de que exista alguém que tenha poder para garantir o cumprimento da lei natural, isto é, que evite a violação dos direitos naturais e que castigue os infractores.

O ARGUMENTO DE LOCKE:

Premissa Premissa 1 1
Premissa Premissa
1 1
  • Premissa Premissa

Premissa Premissa 2 2
2 2
2 2
Premissa Premissa 2 2
Premissa Premissa 2 2
Premissa Premissa 2 2
Premissa Premissa 3 3
Premissa Premissa
3 3

Conclusão Conclusão

No estado de natureza os indivíduos possuem

determinados direitos que não são totalmente

respeitados. O respeito pelos direitos naturais é um bem.

O Estado vai garantir o pleno respeito dos direitos

naturais.

Logo, o Estado é um bem necessário.

O CONTRATO (PACTO) SOCIAL

O QUE É?

É o acordo entre indivíduos

que, livremente e de mútuo

acordo, abdicam de uma

liberdade individual

em

troca de protecção e

segurança do Estado.

O CONTRATO (PACTO) SOCIAL)

  • 1. Temos o direito natural à liberdade. Logo, o poder político só pode ser exercido sobre nós com o nosso consentimento (pacto);

  • 2. A existência

de

um

Estado (Sociedade Civil) só

pode ter tido origem num pacto (acordo) entre

indivíduos livres que constituir;

decidem

unir-se

para

o

  • 3. Aceita-se

a

autoridade do Estado em

troca da

protecção e segurança que este pode oferecer.

O CONTRATO (PACTO) SOCIAL

CARACTERISTICAS:

O

Estado

é

o

servidor da

vontade dos cidadãos que

tomaram a decisão

de

atribuir-lhe a

defesa

dos

seus direitos;

O CONTRATO (PACTO) SOCIAL

CARACTERISTICAS:

O

contrato

social

é

revogável.

Se

os

governantes

não

respeitarem

os

direitos

dos

cidadãos,

estes

podem

proceder

à

revogação do contrato:

Aula do professor Michael Sandel, de Harvard, no curso

Justice

-

Qual

a

coisa

certa

a

fazer?

Aula do professor Michael Sandel, de Harvard, no curso Justice - Qual a coisa certa a

O CONSENTIMENTO TÁCITO

O QUE É?

A partir do momento em que usufruímos

dos benefícios da acção do Estado

(Sociedade

Civil),

damos

o

nosso

consentimento

tácito

à

existência

do

mesmo. Caso contrário, temos de dizer

não aos benefícios da Sociedade Civil.

Não

viver

é

necessário

dizer que aceitamos

sob

a

“alçada” do

Estado,

numa

sociedade civil.

O CONTRATO (PACTO) SOCIAL

CIDADÃO S
CIDADÃO
S

1.Protecção do Estado;

2.Preservação da Vida e da Propriedade Privada;

•3.Existência de uma lei aceite por todos (pacto social); • 4.Existência de um juíz imparcial e
•3.Existência
de
uma
lei
aceite
por
todos
(pacto
social);
• 4.Existência
de
um
juíz
imparcial e com autoridade
para decidir segundo a lei.
MAIS
VALIA

1. Limitação da Liberdade individual;

2.Perigo de abuso de poder por parte do Estado;

MENOS VALIA
MENOS
VALIA

O CONTRATO (PACTO) SOCIAL

1.Obedecer à Lei

1.

Se

o

estado não

estabelecida e aplicada

respeitar

o

contrato

pelo Estado;

social, os cidadãos têm o

direito

de:

a)

revogar o

contrato

social;

b)

recorrer à desobediência e à rebelião civil;

2.

Direito

 

à

vida,

CIDADÃO S
CIDADÃO
S
DEVERES
DEVERES

liberdade e propriedade.

DIREITOS
DIREITOS
O CONTRATO (PACTO) SOCIAL • 1.Obedecer • 1. Se o estado não estabelecida e aplicada respeitar

O CONTRATO (PACTO) SOCIAL

É o servidor da vontade dos cidadãos.

ESTADO
ESTADO

1.Assegurar

o

respeito

pelos

direitos naturais;

2.Repor

a

ordem

infringida,

punindo os infractores;

3.Respeitar a finalidade para a que foi estabelecido;

4.Defender a paz, a segurança e a propriedade privada;

• 5.Não exercer o poder de forma absoluta. DEVERE S
• 5.Não
exercer
o
poder
de
forma absoluta.
DEVERE
S

1. Detém o poder legal e coersivo para resolver os conflitos;

DIREITO S
DIREITO
S
Objecções à Teoria Contratualista de Locke

Objecções à Teoria Contratualista de Locke

1.

O

consentimento

tácito

é

uma

ilusão,

pois:

 

o

acto

de

consentir

pressupõe um

acto

consciente

(intencional)

e

livre.

Ora

a)

muitos

indivíduos

não

têm

consciência

 

de

ter

dado

qualquer

consentimento;

b)

as

gerações

actuais

não

puderam

opinar

sobre este pacto social;

c) E alguns indivíduos devido às de vida suas condições (circunstâncias) não podem dizer não ao

c)

E alguns indivíduos devido às

de

vida

suas condições

(circunstâncias) não podem dizer

não ao Estado.

2. Os contratos podem ser

injustos:

Argumento:

Se os contratos forem injustos, então não devem ser cumpridos. Ora …

Tarefa: Complete o argumento.