Вы находитесь на странице: 1из 9

COEFICIENTE GLOBAL DE

TRANSFERNCIA DE CALOR

Julito Langa
Engenheira de Energias
U Parede Plana

= 1 => 1 = (1)


= 1 2 => 1 2 = (2)


= 2 => 2 = (3)

1 1
= + + (1 & 3)


= 1 1
(5)
+ +

1
= 1 1
(6)
+ +

=
(10)
+ +
() ()
U paredes cilindricas
= 1 = 2 1 (11)

= 2 (12)

= 2 = 2 2 (13)
Integrando

= (14)
2

1 2 = ln (15)
2

1 = (16)
2

2 = (17)
2
Rearranjando as equaes (15) e (17), temos:
1
= 1
(20)
=
ln( )
+
1
+
1
(18)
ln
+ +
2

1
2
= ln( = (19) = 1
(21)

)
+
1
+
1

ln + +


Obs: Se 1 e os tubos sendo feitos com material condutor, ento, U reduz para

1
= = 1 1
= + = (22)
+

Se > ,
Se > ,
Exemplo?
Considerando har=40W/m2k e hgua =1000 W/m2k
40 1000
= = 38,46/2
40 + 1000
Se duplicarmos har e depois hagua teremos:

40 2000
= = 39,2/2
40 + 2000

80 1000
= = 74,07/2
80 + 1000
Onde:
Rp a Resistncia condutiva da parede Plana
Para uma superficie limpa e sem aletas

ou ciclindrica dadas por:
= = = + + (23)

() () =

ln( 2 )
1
= 2

Para superficies sujeitas a deposio de impurezas

" "
= ( + ( + + ( + ( (24)
) ) ) )



Onde: 1
tanh 2 2
= 1 1 = =

=
Fonte: F.Incropera. 7ed.
Quando h deposio significativa
O h na equao (23) de ser substituido por
= 1+ "
Up -> o coeficiente parcial que inlui o
coeficiente convectivo e o fator de deposio

associados a um fluido e sua superficie =
1 + "
adjacente.

= + +

Substituindo temos:
1
= + +
1 + " 1 + "
Desprezando-se Rp uma vez que paredes finas com elevada condutividade
trmica so geralmente utilizadas,
temos:

= +
+ " + "
Fonte: F.Incropera. 7ed.
Para trocadores de calor tubulares no aletados

1 1 1
= =


1 1 " ln( )
1
= + + "
() 2 + +
()

: ( )

=
= (

Resumo:
U pode ser determinado apartir de conhecimento de:
Coeficientes de transferncia de calor nos fluidos quente e frio;
fatores de deposio;
Parmetros geomtricos apropriados;