Вы находитесь на странице: 1из 45

AS CIDADES:

PRINCIPAIS ÁREAS DE
FIXAÇÃO HUMANA
Paisagem rural/Paisagem urbana
Como se distingue o modo de vida da
população rural e urbana?
As cidades distinguem-se das áreas rurais envolventes pelo seu modo de vida, que exige
transportes, saneamento básico, comércio e serviços. Estas atividades, geradoras de emprego,
atraem a população e são as razões do êxodo rural em várias do Mundo.

Apesar de cada vez mais, os modos de vida rural e urbano se assemelharem existem, entre
eles, relações de complementaridade, estabelecendo-se uma interação espacial entre ambos.

A cidade exerce influência sobre o campo ao nível de:


•Serviços de apoio à atividade agrícola (bancos, seguros…);
•Serviços de apoio à população rural (hospitais, escolas, assistência técnica…);
•Comércio variado e especializado;
•Divulgação cultural (livros, jornais…).
•…

O campo oferece à cidade:


•Produtos alimentares;
•Mão-de-obra;
•Lazer e recreio.
•…
Critérios para definir cidade

Critério demográfico:
Critério funcional:
morfológico:
misto:

Como
Tem
Assim,
... emcada
Baseia-se
Uma uma
Porenquanto
Considera-se
Outro
Deverá
Geralmente,
exemplo,
aspeto país
conta
também
cidade nocidade
que
éas um tem
no
importante
atipo
nodimensão
cidadesa
número
Japão
possuir
Estado
de sua
deverá
atividades
espaço realidade
mínimo
ter
asão
serviços
são
édodos aprecisos
Utah
grande
definidas
edifícios,demográfica,
esmagadora
dedensidade
habitantes
económicas
densamentee
(EUA) por50 000
considera-
e
povoado,
éum
seextremamente
ou
maioria
um dado
habitantes!da
de sua
habitualmente
das
equipamentos,
nas um
conjunto
vias
funções
número valor variável
população
de
comunicação
misto
e em
serviços
a
como
compartir
altura,
de de
densidade
transportes
critérios.
de
dae e800
construção país
ativa para
aglomeração
adesua
habitantes
tráfego.
em país.
populacional.
aarquitetura,
trabalhar
públicos,
altura para
e com
no comércio,
geralmente
escolas
Dessa
definir
urbana.
grande denos
cidade...
forma,
e hospitais,
densidade serviços
podemos
traçadecomércio
e vias e na
conceções
definir
de indústria.
variado,
cidade
modernas,
comunicação como:
teatros,
e de
por
cinemas
vezes
tráfego, evanguardistas.
museus,
onde tribunais easrepartições
se concentram atividades
administrativas,
industriais, comerciaisentre outros.
e de prestação de
serviços, assim como os poderes político e
administrativo.

Pequena cidade
Comércio em desenvolvimento,
e serviços no centro de
Cidade
Cidade de de
Cidade no Utah,
de Yamanashi,
Berlim,
Hong-Kong,
Shangai, EUA
no Japão
Alemanha
China
China

FA 5A FA 5A S Mapa mundo
Clicar para visualizar o mapa > político
INÍCIO
O QUE É UMA CIDADE ( em Portugal)?

 Lei nº 11/82, de 2 de Junho


ARTIGO 13º
Uma vila só pode ser elevada à categoria de cidade quando conte
com um número de eleitores, em aglomerado populacional
superior a 8000 e possua, pelo menos, metade dos seguintes
equipamentos colectivos:
•Hospitais com serviço de permanência;
• Farmácias;
• Bombeiros;
• Casas de cultura;
• Museu e biblioteca;
• Hoteis;
• Escolas preparatório e secundário; pré-primário e infantários;
• Transportes públicos, urbanos e suburbanos;
• Parques ou jardins públicos.
CIDADE
O QUE É UMA CIDADE?
 Lei nº 11/82, de 2 de Junho
ARTIGO 14º
Importantes razões de natureza histórica, cultural e
arquitectónica poderão justificar uma ponderação diferente dos
requisitos enumerados nos artigos 12º e 13º.
CIDADE (no geral)

Área densamente construída e habitada, com:


• grande número de infraestruturas e
equipamentos sociais e coletivos;
• oferta grande e diversificada de comércio e
serviços.

Fig. Vista sobre Nova Iorque.

Pág.67
Um pouco de história…
 Na Antiguidade - Expansão do comércio e da produção artesanal, a
fixação do poder político-administrativo e a construção de grandes
templos que se tornaram centros de poder político, religioso e
económico.

Pág.68/69
 Na Idade Média - Na Europa, com a queda do Império Romano e as
sucessivas invasões e guerras, as cidades rodearam-se de muralhas
e outras, também muralhadas, surgiram em lugares estratégicos de
defesa do território.

Fig. Vista sobre Lisboa.

Pág.69
 A partir de finais do século XI - Retomou-se o crescimento
urbano, com a ascensão da burguesia, que impulsionou o
comércio e as oficinas de manufatura.

Fig. Comerciantes (burguesia), século XIV.

Pág.69
 Na Idade Moderna - A intensificação e expansão do comércio e o
desenvolvimento de alguns serviços fizeram aumentar a dimensão
e o número de cidades.

Fig. Comércio numa rua de Londres.

Pág.69
 Na Idade Contemporânea - A industrialização gerou uma intensa
urbanização, nas regiões mais desenvolvidas, incluindo novas
cidades surgidas à volta de minas e indústrias ou projetadas e
construídas para albergar o imenso número de operários.

Fig. Área industrial, Alemanha.


Pág.69
FUNÇÕES URBANAS…
Funções urbanas
Considera-se como "função da cidade" à actividade
principal que leva a considerar esta ou aquela cidade
"especializada" nessa mesma actividade. É claro que em todas
as cidades existem inúmeras actividades (todas as cidades
têm um pouco de todas as funções), contudo, há sempre uma
delas que mais se destaca.

Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa
Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa

Paris - França
Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa

Rio de Janeiro - Brasil


Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa

Shell Island - Singapura


Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa

Ontário - Canadá
Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa

Jerusalém - Israel
Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa

Shangai - China
Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa

Bruxelas - Bélgica
Funções
urbanas

Lazer e Político/
Industrial Residencial Comercial Religiosa Cultural Financeira
turismo Administrativa

Lagos - Nigéria
ÁREAS METROPOLITANAS E MEGALÓPOLIS

O crescimento urbano originou uma intensa suburbanização e surgem,


assim, as áreas metropolitanas.

Espaço que Expansão


inclui a cidade
do espaço
principal
edificado
(metrópole)
para as
e aperiferias,
área numa
suburbana, onde
mancha
se estabelecem
urbana quaserelações
contínuade
que,
forte
muitas vezes, absorve e
interdependência
interliga
(emprego,
cidades comércio,
mais pequenas
serviços,
e faz
etc.),
surgir
com
outras novas.
intensos fluxos demográficos e económicos.

Fig. Cidades da área metropolitana de


Lisboa e proporção da população
nacional residente (2011).

Pág. 70
ÁREAS METROPOLITANAS E MEGALÓPOLIS

Se duas ou mais grandes áreas metropolitanas se interligam, forma-se


uma megalópolis.

Área urbana com grande dimensão e vários focos


polarizadores do desenvolvimento (as metrópoles), fortemente
interligados e interdependentes.

Fig. Vista noturna das principais megalópolis, a nível mundial (2011).

Pág. 70
ÁREAS METROPOLITANAS E MEGALÓPOLIS

A expansão suburbana deveu-se:

 Ao desenvolvimento dos
transportes.
 À expansão do comércio e
serviços, que fizeram aumentar o
custo do solo.
 À saturação do espaço e a
dificuldade de circulação no
centro da cidade.

Fig. Congestionamento, Sidney.


Fig. Comércio numaXangai,
Fig. Viaduto, rua de Lisboa.
China.

Pág. 70
AS MAIORES AGLOMERAÇÕES URBANAS

É na Ásia e América Latina onde se localiza o maior número de


aglomerações urbanas de grande dimensão.

Fig. Capitais e aglomerações urbanas com mais de 5 milhões de habitantes (2011).

Pág. 73/74
GRANDES CIDADES, GRANDES PROBLEMAS

AMBIENTAIS

 Emissão de fumos e
gases poluentes.

 Produção de grande
quantidade de
resíduos urbanos.

Fig. Vista do centro da Resíduos


Fig. cidade deurbanos,
Xangai, ar completamente
numa rua de Novapoluído.
Iorque.

Pág. 76
GRANDES CIDADES, GRANDES PROBLEMAS

ECONÓMICOS E SOCIAIS

 Tráfego rodoviário intenso,


que origina
congestionamentos.
 Falta de planeamento.
 Isolamento e pobreza dos
idosos, sem abrigo e de
muitos imigrantes.
 Expansão de bairros de
habitação precária, nos
países em desenvolvimento. Fig.Fig.
Fig.
Sem
Favela,
abrigo,
RioNova
Congestionamento, dePequim.
Janeiro.
Iorque.

Pág. 76
CIDADES INCLUSIVAS E SUSTENTÁVEIS

As cidades concentram mais de metade da população mundial e são


os centros polarizadores do desenvolvimento. Por isso, promover a
sustentabilidade urbana é a melhor forma de garantir um
desenvolvimento sustentável mundial.

Fig. Central Park, Nova Iorque.

Pág. 77
SUSTENTABILIDADE URBANA

 Correto uso do espaço.


 Sistemas de transporte que garantam a fluidez do tráfego.
 Igualdade de oportunidades e de condições de vida dignas e
saudáveis.
 Empenho e responsabilização das empresas na criação e
manutenção de emprego e na contribuição para o
desenvolvimento da cidade.
 Sustentabilidade ambiental, evitando a ocupação indevida de
solos com aptidão agrícola e florestal, etc.

Fig. São Paulo, Brasil.

Pág. 77
FUNÇÕES URBANAS E ÁREAS FUNCIONAIS

Funções urbanas ÁREAS FUNCIONAIS

Áreas onde predomina uma ou


um conjunto de funções.
 Função comercial.
A localização das diferentes
 Função defensiva. funções é influenciada pelo
 Função industrial. custo do solo, que tende a
diminuir do centro para a
 Função cultural. periferia.
 Função religiosa.
 Função político-
administrativa.
 Função residencial.
Fig. Planta funcional, Coimbra.

Pág. 79
ÁREAS DE COMÉRCIO E SERVIÇOS

O centro ou CBD – Central Business District (área central de negócios)


– em Portugal, designado como Baixa, situa-se geralmente na parte mais
antiga da cidade e concentra as funções mais importantes: comércio e
serviços especializados, centros de decisão, espaços culturais, etc.

Fig. Rossio, Lisboa.

Pág. 79
ÁREAS RESIDENCIAIS

As áreas residenciais têm características próprias e ocupam diferentes


espaços da cidade, consoante o nível social da população.

Fig. Ribeira, Porto.

Pág. 80
ÁREAS INDUSTRIAIS

A função industrial associou-se, desde o seu início, ao espaço urbano.

Nos países
desenvolvidos, a
indústria está a
deslocar-se
progressivamente para
áreas suburbanas e até
rurais, instalando-se
frequentemente em zonas
ou parques industriais.

Fig. Área industrial, Alemanha.


Pág. 81
ÁREAS INDUSTRIAIS

Nos países em desenvolvimento, a


função industrial está em
expansão, fixando-se nas maiores
cidades e constituindo um
importante fator atrativo do êxodo
rural, o que dinamiza os serviços e o
comércio interno e externo.

Fig. Parque industrial, China.

Pág. 81
ÁREAS FUNCIONAIS
ATIVIDADE

1 – Caracteriza as áreas residenciais das cidades.

Fig. Área residencial, Califórnia.

Pág. 80 Verificar resposta


PRINCIPAIS TIPOS DE PLANTA URBANA
PLANTA IRREGULAR

 Típica
Dificulta a circulação
Desenvolve-se
das sem e a
antigas
orientação
obedecer
cidades a na cidade.
nenhuma
islâmicas, em
organização,
zonas medievais em ruas
de
estreitas que, muitasevezes,
cidades europeias nas
resultam emocupação
que tiveram becos sem
saída, escadinhas, etc.
muçulmana.

Fig. Área antiga de Coimbra.

Pág. 83
PRINCIPAIS TIPOS DE PLANTA URBANA
PLANTA ORTOGONAL

 Organiza-se
Usada
Alonga
As
Sem ruasem
os
tornam-se
todas
percursos,
em asmuito
planeamento, pela
quadrícula,
épocas,
quando
ventosas, não
divisão dosé muito
sehá
com
a diagonais,
sua
comum
muitos
terrenos, ou
cruzamentos
por
e
orientação
osser
cruzamentos
planeada.de fácil
nãoemconsiderar
aplicação
ângulo
reto.
e
dificultam
o permitir
sentido dominante
ao divisão
trânsito.regular
do
da
vento.
propriedade.

Fig. Vila Real de Santo António.

Pág. 83
PRINCIPAIS TIPOS DE PLANTA URBANA
PLANTA RADIOCONCÊNTRICA

 Alonga
Dificulta
Sem
Utilizada
Organiza-se
Torna planeamento,
o os
centro
aem divisão
percursos,
acidades
partir
acessível
dos
ade
partir
onde
pois
terrenos
umedeas
se
um porto,
pretende
ponto
facilita
ruas
pelas são
parcelas
(praça,
o em
trânsito,
castelo,
tornar
arco.
monumento,
irregulares.
um
etc.,
permitindo
dado
ou lugar
etc.)
planeada.
acessível
ou
ligar
núcleo
as diversas
ou
central
dar-lhe
áreas
(castelo,
destaque.
da cidade
centro
sem passar
antigopeloda cidade,
centro. etc.), do
qual saem radiais que são
intersetadas por circulares.

Fig. Évora.
Pág. 83
INTER-RELAÇÃO ESPAÇO URBANO/ESPAÇO RURAL

As áreas urbanas e as áreas rurais têm características próprias, que as


tornam interdependentes e complementares.
ÁREAS URBANAS ÁREAS RURAIS

Oferecem:
- forte concentração de Oferecem:
-pessoas
grandee diversidade
atividades de -- predomínio
produtos agrícolas,
de ocupação
económicas;
bens e serviços artesanais
agrícola e
e florestal;
- grande
especializados;
número de especialidades
- pequenos regionais;
aglomerados
-infraestruturas
opções de ensino,
e -populacionais.
espaços de lazer e de
equipamentos;
emprego, diversão, etc. contacto com a natureza,
- boa oferta de comércio e etc.
diversidade de serviços.
Fig. Vinhas do vinho do Porto, Região do
Fig. Vista sobre a cidade do Porto. Douro.

Pág. 84/85
PORTUGAL…

Cidade – emde
O processo Portugal
urbanização foi mais intenso nas décadas de sessenta e
De acordo
setenta do com a Lei
século XX n.º 11/82, Art. 13.º
e, atualmente, e 14.º,
perto considera-se
de três quartos dacidade um
população
aglomerado populacional
reside em áreas contínuo, com
predominantemente um número de eleitores superior a
urbanas.
8000 e, pelo menos, cinco de dez equipamentos coletivos (ex.: instalações
hospitalares com serviço de permanência; farmácias; corporação de
bombeiros, estabelecimentos de ensino, etc.).
Importantes razões de natureza histórica, cultural e arquitetónica poderão
levar a uma ponderação diferente dos requisitos anteriores.

Fig. Cidade de Lisboa.

Pág. 86
PORTUGAL…

O sistema urbano português é


caracterizado por:

 Duas áreas
metropolitanas.
 Extensa mancha de
urbanização difusa no
litoral.
 Uma urbanização linear
no litoral algarvio. Fig. Cidades, nas
AML e AMP
 Uma rede de pequenas e (2011).
médias cidades no
interior. Fig. Cidades, em Portugal
continental (2011).

Pág. 87
ÁREAS FUNCIONAIS
ATIVIDADE

2 – Comenta a
afirmação seguinte.
“A distribuição geográfica
das cidades evidencia
padrões de litoralização
e bipolarização.”

Fig. Cidades, em Portugal continental


(2011).

Pág. 87 Verificar resposta


Fim da apresentação