Вы находитесь на странице: 1из 22

IMPERIALISMO

E NEOCOLONIALISMO
Revolução Industrial (recapitulando)
Avanço na produção de energia, na exploração de
matéria-prima, nos transportes e na comunicação, além
dos avanços científicos.

Novas
oportunidades de Estímulo ao
Inovações capitalismo
negócios

Crescimento populacional  Intensificação da


urbanização
Revolução Industrial

 Capitalismo monopolista:
• Aproximação entre bancos e
indústrias  Financiamento da
produção e participação nos
lucros industriais
• Aumento da produção
industrial  Necessidade de
ampliação do mercado
consumidor
• Acúmulo de capitais 
Geração de resultados que
também eram reinvestidos
para produzir mais lucros
Revolução Industrial

 Capitalismo monopolista:
• Aproximação entre bancos e
indústrias  Financiamento da
produção e participação nos
lucros industriais
• Aumento da produção
industrial  Necessidade de
ampliação do mercado
consumidor
• Acúmulo de capitais 
Geração de resultados que
também eram reinvestidos
para produzir mais lucros
Revolução Industrial

 Limites da livre concorrência do liberalismo  Disputa


por espaços no mercado desequilibrada pelas
empresas mais ricas e com maior poder  Processo de
concentração.
• Cartel  Grupo de empresas que acordam em
controlar preços, produção e mercado de
determinados setores e produtos.
• Holding  Empresa que controla várias outras
diferentes empresas, que funcionam independentes
entre si e possuem até alguma autonomia.
• Truste  Fusão de diversas empresas de um mesmo
ramo de atividade produtiva.
Neocolonialismo
• Definição: domínio de vastas áreas do planeta
por parte de nações industrializadas (ING, FRA,
HOL, BEL, ALE, ITA, JAP, EUA, RUS).
• Onde? África e Ásia (Neocolonialismo) e América
(Imperialismo).
• Causas e justificativas:
– Busca de matéria-prima.
– Conquista de mercados-consumidores.
– Acomodação de excedentes populacionais (secundário).
– Estruturação de bases estratégicas (neutralizando a
concorrência).
– O homem branco (europeu) estava em uma missão civilizadora
dos países atrasados (África e Ásia em Geral).
• Diferenças:
COLONIALISMO NEOCOLONIALISMO
Séc XV - XVIII Séc XIX
América África e Ásia
Mercantilismo estatal Monopólios capitalistas apoiados
pelo Estado.
Monopólio comercial Exportação de capitais
Expansão da fé cristã “Missão civilizadora”
Capitalismo comercial Capitalismo financeiro ou
monopolista
A ÁFRICA E O NEOCOLONIALISMO:
A ÁSIA E O NEOCOLONIALISMO:
A ÁSIA E O NEOCOLONIALISMO:

COLÔNIAS INGLESAS

COLÔNIAS FRANCESAS
• Conflitos imperialistas:
A) Guerra dos Bôeres (1899 – 1902):
– África do Sul.
– ING* X Bôeres ou Africânderes (colonos
holandeses e alemães)
– Causa básica: descoberta de ouro e
diamantes na República livre de Transvaal
(fundada pelos bôeres).
– Resultado: ING anexa as Repúblicas de
Orange e Transvaal (fundadas pelos
bôeres) às colônias do Cabo e Natal,
fundando em 1910 a União Sul-Africana.
B) Guerra dos Cipaios (1857 – 1859):
– ING* X IND
– Causa: concorrência inglesa destrói produção local de
tecidos.
– Índia torna-se oficialmente uma colônia britânica.
C) Guerra do Ópio (1841 – 1842):
– ING* X CHI
– Causas:
• CHI tenta proibir o consumo de ópio no país.
• Um carregamento inglês de 20 mil caixas de ópio é
jogado ao mar pelas autoridades chinesas.
– Conseqüências:
• TRATADO DE NANQUIM
– Abertura de 5 portos ao
livre comércio.
– Eliminação do sistema
fiscalizador.
– Hong Kong é entregue à
ING por 155 anos.
• Consequências do
Neocolonialismo:
– Desestruturação de sistemas
produtivos locais.
– Fome endêmica, miséria crônica.
– Submissão econômica das regiões
dominadas.
– Agravamento de conflitos
regionais.
– Desenvolvimento de nações
industrializadas.
– Disputas imperialistas.
– I Guerra Mundial
• A Revolução Meiji (JAP):
– Processo que deu início a industrialização japonesa.
– Até o século XIX – afastado dos europeus.
– Poder nas mãos de aristocracia rural (daimios), amparados por
guerreiros profissionais (samurais).
– Comando do país – xogunato (família Tokugawa).
– Imperador (micado) – poder meramente simbólico.
– 1854: americanos forçam abertura do mercado japonês.
– Nacionalistas iniciam oposição ao governo do xogunato e unem-
se ao imperador Mutsu Ito.
– Centralização política (imperador) impulsiona industrialização.
– Investimentos estatais em setores estratégicos.
– Incentivos aos projetos industriais.
– Bolsas estudantis na Europa (formação e capacitação).
– Emissão monetária.
– Venda de empresas estratégicas estatais (zaibatsu) ao
setor privado para controlar a inflação.
– Imperialismo sobre a China (Manchúria).
A POLÍTICA DO BIG STICK:
– A América não é dos
americanos?
– Claro que é! Mas vocês
são sul-americanos...
• O imperialismo norte-americano:
– Alvos básicos: América Central e Ásia.
– Corolário Roosevelt (Theodore Roosevelt).
– Política do “Big Stick” (grande porrete).
– Intervenções militares na América Latina.
– Exemplos:
• CUBA (1898)
– “auxílio” na guerra de independência contra a ESP.
– Anexação das Filipinas e Porto Rico (indenizações).
– Emenda Platt (constituição cubana) – direito de
intervenção na ilha
– Baía de Guantánamo (área de 117 km
na ilha).
• PANAMÁ (1903):
– Estímulo ao movimento separatista em
relação à Colômbia.
– Direito de conclusão das obras do canal
interoceânico do país.
– Exploração do Canal do Panamá livre
durante todo o século XX.
• NICARÁGUA:
– Intervenção militar no país de 1909 a
1933.
“Dobro e aposto o sudoeste daquela
minha colônia africana ali.”

Оценить