Вы находитесь на странице: 1из 26

Simplifique.

Dez práticas para por a alma em ordem


Bill Hybels

Capítulo 6:
De ansioso a tranquilo:
Vencendo os seus temores
Podemos ser bem-sucedidos
na simplificação de áreas
importantes da vida e
ostentar uma bela aparência
exterior. No entanto, se o
medo correr desenfreado sob
nossa superfície, corremos o
perigo de ruir.
Viver em Shalom
Shalom representa saúde, harmonia e
paz.
6 Não andeis ansiosos por coisa alguma; pelo contrário, sejam os vossos
pedidos plenamente conhecidos diante de Deus por meio de oração e
súplica com ações de graças; 7 e a paz de Deus, que ultrapassa todo
entendimento, guardará o vosso coração e os vossos pensamentos em
Cristo Jesus. (Fl 4,6-7)

O medo não pode dominar o coração


daqueles sobre quem Deus reina
plenamente.
Onde está a paz.
Se formos absolutamente sinceros, sem
dúvida identificaremos ao menos alguns
bolsões de medo aninhados nos recessos
do nosso mundo interior.
O medo é uma das principais barreiras
para a paz. Um grande empecilho
quando se pretende levar uma vida
simplificada.
Destruidores da paz.

Todos encontramos destruidores da paz


que nos roubam a shalom almejada por
Deus para seu povo.
Destruidores da paz.
Destruidores da paz são forças ou
circunstâncias que acabam com nossa
tranquilidade.
Alguns possíveis
destruidores de paz.

Pressão financeira;
Ruptura de relacionamentos;
Más notícias inesperadas;
Fracasso moral;
Morte iminente e,
Outros.
O medo construtivo

Em determinadas situações um pouco de


medo ajuda-nos a avaliar as
oportunidades, para não desperdiçarmos
benefícios. Podemos chamar isso de
medo construtivo.

O medo construtivo não nos adverte


apenas de perigos físicos, mas também
de riscos mais profundos, espirituais.
O medo destrutivo
O medo destrutivo é aquela que paralisa uma
vida seja no tempo, no espaço, nas emoções,
na espiritualidade entre outras coisas.

É um tipo de medo não leva à reflexão, apenas


arranca nossa paz tumultuando e complicando
nossa vida.
Vencendo seu medo
Podemos ter esperança de colher as
recompensas de uma vida não
escravizada ou paralisada pelo medo.
Passo 1
Compreenda a origem do medo.

Antes de vencer o medo é preciso


entender de onde ele vem.

Algo que pode ser tranquilo para um,


pode ser o tormento de outro.
Passo 1
Compreenda a origem do medo.
Muitas pessoas passam a vida sendo
atormentadas por um medo enraizado
por um único acontecimento traumático
da infância.
Passo 2:
Exponha as mentiras do medo.
O medo pode produzir um
comportamento paranoico que nos leva a
criar os cenários mais catastrófico
possíveis.

O maligno adora ajudar a colocar em


marcha esses cenários inventados, pois
eles nos consomem, distraem e
desencaminham.
Passo 3:
Enfrente o medo.

Especialistas em gerenciamento de medo


concordam que esse começa a perder
força quando reservamos tempo para
compreender suas origens, expor suas
mentiras e enfrenta-lo.
Passo 3:
Enfrente o medo.
Precisamos enfrentar nossos medos,
nomeando-os pelo que são (e não são),
seguindo os passos de libertação desses
sentimentos destrutivos.
O medo destrutivo é uma batalha
mental. Podemos impor ordem e
disciplina aos nossos pensamentos
entregando esse medo ao poder de Jesus
Cristo.
Passo 4:
Profira palavras de verdade.

Se queremos ter vitória sobre as


mentiras que o medo introduz em nossas
vidas, é fundamental sermos realistaa
quando ele começar a assumir nossa
mente.
Conversa interior:

Paremos de acreditar que não somos


capazes de fazer recuar sentimentos de
pânico com o poder de Cristo e o poder
de palavras realistas, porque de fato
temos essa capacidade.
As escrituras:
Quando estamos cara a cara com nossos
medos, Deus sempre desempenha o
papel que lhe compete, sendo um
parceiro mais que oportuno para essa
jornada.

Para vencer o medo é fundamental


evocar palavras realistas extraídas das
promessas divinas.
Oração:
Apresentamos orações comedida, não
especificas, do gênero “seja feita a tua
vontade”, ao invés de contar para Deus
qual é exatamente nosso desejo.

6 Não andeis ansiosos por coisa alguma;


pelo contrário, sejam os vossos pedidos
plenamente conhecidos diante de Deus
por meio de oração e súplica com ações
de graças; (Fl 4,6)
Conclusão

Nada complica mais rapidamente nossas


vidas do que ficarmos paralisados pelo
medo destrutivo. Isso nos rouba a paz
que satisfaz a alma e é desejada por
Deus para a humanidade
Conclusão

Podemos e devemos nos preparar para


lutar contra esses medos ao invés de nos
permitirmos ser escravizados por eles.

Похожие интересы