Вы находитесь на странице: 1из 18

Poluição dos Solos

Trabalho Elaborado
por:

•Ana Pinto Nº4

•Luís Azevedo Nº15

•Rute Ferreira Nº19

•Patrícia Pinto Nº 21
Introdução
A produção de resíduos tem vindo a
aumentar em quantidade e diversidade
nas últimas décadas em todo o mundo,
como resultado, o aumento da população,
do crescimento económico e do
incremento do poder de compra das
famílias.
Tendo em conta a origem dos detritos,
estes podem agrupar-se em: resíduos
urbanos, resíduos industriais, resíduos
tóxicos, resíduos hospitalares, resíduos
radioactivos e resíduos agrícolas.
Resíduos urbanos
Os resíduos sólidos urbanos incluem
substâncias ou objectos provenientes das
habitações como os restos alimentares,
vidro e papel. Este tipo de resíduos reflete
um enorme desperdício de recursos e são
uma das causas da degradação do
ambiente.
Resíduos Industriais
Os resíduos industriais são gerados em
processos produtivos na indústria, bem
como em actividades de produção e
distribuição de electricidade, gás, ou
mesmo água.
De uma forma geral, as actividades
industriais são as que têm maiores
responsabilidades na produção de
substâncias residuais, sejam elas banais
ou perigosas, como por exemplo óleos,
sucata metálica, baterias, pneus velhos,
escórias, etc.
Resíduos Tóxicos
Este tipo de resíduos são produzidos nos
países desenvolvidos, principalmente
pelos que possuem centrais nucleares.
Como os custos de tratamento destes
resíduos é muito elevado, os países
desenvolvidos exportam-nos para ao
países em desenvolvimento, pagando para
os depositar aí.
Resíduos Hospitalares
São considerados resíduos hospitalares
aqueles que resultam das actividades
médicas desenvolvidas em unidades de
prestação de cuidados de saúde.
Alguns resíduos hospitalares são também
considerados perigosos por poderem
conter germes patogénicos capazes de
contaminarem com doenças graves o ser
humano.
Resíduos Radioactivos
Estes resíduos são perigosos, tanto pela
libertação de radiações como por
envenenamento das águas e do solo.
Estes resíduos são geralmente enterrados
no subsolo dentro de contentores
metálicos. Os recipientes, sujeitos a
grandes pressões, podem abrir fissuras,
acabando por contaminar o meio
envolvente.
Resíduos Agrícolas
Consideram-se resíduos agrícolas os
provenientes de explorações agrícolas,
pecuárias ou similares e são responsáveis
pela poluição dos solos e também das
águas.
Tratamento dos resíduos
O processo de tratamento de resíduos
começa nas nossas casas, com a
separação dos diferentes tipos de lixo.
• A reciclagem é sem dúvida o melhor
destino a dar a alguns resíduos sólidos;
• A compostagem é o processo
bioquímico em que a matéria orgânica
se decompõe em húmos, por processos
naturais;
• As lixeiras a céu aberto são locais de
recepção de lixo sem tratamento, por isso
o lixo aí depositado contamína o solo
podendo atingir as águas subterrâneas;
• Os aterros sanitários, é o processo de
tratamento dos detritos mais utilizado nos
países desenvolvidos. Este processo
alterna camadas de lixo com camadas de
terra, sendo a última camada sempre de
terra, podendo ser relvada e arborizada,
tornando-se num espaço aprazível;
• A incineração, é um processo de queima
de resíduos a elevadas temperaturas,
podendo aproveitar-se o calor para
produzir electricidade, ficando reduzidos a
cinzas que são depositadas em aterros
sanitários. Os gases libertados durante o
processo de queima são purificados antes
de serem libertados para a atmosfera.
Causas da poluição dos
solos
• O uso de produtos químicos na
agricultura, é uma das causas da poluição
dos solos. Eles são usados para destruir
pragas e até ajudam na produção, mas
causam muitos danos ao meio ambiente,
alterando o equilíbrio do solo e
contaminando os animais através das
cadeias alimentares;
• Os aterros- os aterros são terrenos com
buracos cavados no chão forrados com
plástico ou argila onde o lixo recolhido na
cidade é depositado. A decomposição da
matéria orgânica existente no lixo gera um
líquido altamente poluidor, o chorume, que
mesmo com a protecção da argila e do
plástico nos aterros, não é suficiente e o
líquido contamina o solo;
• Lixo Tóxico, é um outro problema
decorrente dos aterros. Como não há um
processo de selecção do lixo, alguns
produtos perigosos são enterrados
juntamente com o lixo comum;
• Lixos Radioactivos, este lixo é produzido
pelas centrais nucleares e causam sérios
problemas à saúde.
Consequências da
poluição dos solos
• Fotossíntese perturbada, ou até
impedida;
• Cadeias alimentares alteradas;
• Desaparecimento de alguns recursos
naturais;
• Algumas espécies em vias de
extinção;
• Agricultura perturbada;
• Libertação de cheiros e gases
perigosos que podem causar graves
Formas de evitar a
poluição dos Solos
Para defender e preservar a qualidade do
solo devemos:
•Tratar lixos e resíduos domésticos e
industriais.
•Colocar o lixo nos recipientes próprios.
•Proteger as florestas.
•Utilizar sempre que possível materiais
reciclados e preferir produtos
ecológicos.
•Colaborar na reciclagem de vidro,
papel, cartão, alumínio e plásticos,
fazendo a separação dos lixos.
Conclusão
Nas nossas actividades diárias em
casa, na escola, no trabalho ou em viagem
produzimos grandes quantidades de
resíduos, mas se todos colaborar-mos na
sua diminuição, o planeta agradece…
Bibliografia
•http://cyberturma.no.sapo.pt/poluicao.htm#PO
LUIÇÃO%20DO%20SOLO;
• http://dn.sapo.pt/2007/06/06/300664.jpg;
• http://www.ub.es/geocrit/sn/fsn-208/fsn-
208_02.jpg;
• http://staticblog.hi-pi.com/gisblogMnt-pt-
bloguepessoal/ascostaferrerira/images/gd/1203
002220.jpg;
•http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/jpg/in
fografia_lix.jpg;
• GOMES Ana, BOTO Anabela Santos, Fazer
Geografia Ambiente e Sociedade, Porto Editora,
1º Edição, Porto, 2006;