Вы находитесь на странице: 1из 30

Plano aula – Auxiliar de

Engenharia e Arquitetura

Nome do professor: Pedro Licerio

Turma: Tarde e Noite


Traçando metas

 Qual a intenção com essas aulas ?


 O que pretendo ensinar ?
 Qual o meu objetivo?
Objetivos a serem
alcançados
 Leitura e compreensão de projetos
 Conhecimento dos principais comandos do AutoCad
 Brienfing x Perfil do Cliente
 Tendências e Inovações
 Entendimento de medidas e cotas
 Materiais de construção
Métodos de avaliação

 Atividades em sala
 Apresentações de trabalho
 Prova
AutoCad – O que é? De onde
veio? Para quê é utilizado ?
AutoCad – O que é? De onde
veio? Para quê é utilizado ?
 Teve inicio com a indústria aeroespacial e
automobilística na década de 60
 Cad – Desenho auxiliado por computador
 Software aberto, permitia compatibilidade
com várias áreas de atuação
 Com o avanço da venda dos computadores
a base de microprocessadores, o sistema
deixou de ser exclusivo para as grandes
empresas
 Passou por várias versões até os dias atuais
AutoCad – O que é? De onde
veio? Para quê é utilizado ?
 Desenvolvido e Comercializado
pela AUTODESK
 Poderosa ferramenta nos
campos: Engenharia,
Arquitetura, design de interiores,
engenharia mecânica,
engenharia geográfica e ramos
da indústria
 Na engenharia civil é utilizado na
geração de projetos
arquitetônicos, elétricos,
hidráulicos, estruturais etc.
Layout AutoCad
Layout AutoCad
Elementos encontrados
 Barra de Título
 Barra de Menus
 Barra de Ferramentas
 Caixa de Ferramentas
 Área de Trabalho
 Área de Diálogo.
Barra de título

 Nome do Software e sua versão


 Indicação de gravação no disco
 Extensão: DWG.
Barra de menus
 O menu Arquivo contém comandos de criação, abertura e salvamento de arquivos, de impressão e
plotagem dos desenhos, de importação e exportação de informações etc;
 - O menu Editar contém comandos para copiar e colar informações, para desfazer e/ou refazer
ações etc;
 - O menu Visualizar contém comandos que permitem a visualização do desenho de várias formas e
em seus vários aspectos;
 - O menu Inserir contém comandos de inserir blocos, figuras etc;
 - O menu Formatar contém comandos de formatação de cor, linha, texto, cota etc;
 - O menu Ferramentas contém comandos auxílio na utilização da ferramenta AutoCAD.
 - O menu Desenhar contém comandos para a criação de desenhos primários (linhas, formas
geométricas, textos, dimensionamentos etc);
 - O menu Cota contém comandos que permitem cotar o desenho;
 - O menu Modificar contém os comandos de edição que alteram os elementos selecionados, sem,
no entanto, gerar novos objetos, como é o caso dos comandos Mover, Copiar, Escala etc.
Barra de Ferramentas

 Não é completa, contem comandos e configurações


usadas recentemente
 Agilidade para alterações simples e configurações
rápidas
Área de trabalho
 Análoga a prancheta
do desenhista
 Espaço máximo de
trabalho que o
desenhista pode utilizar
 Espaço máximo
endereçável dentro do
sistema de
coordenadas
cartesianas
 Está na ordem de 1020
Caixa de Ferramentas
 Contém 34 ícones que correspondem a vários
comandos ou opções
 Acionamento rápido, poucos cliques
 Dividida em dois grupos de comandos: desenhar e
modificar
Área de Diálogo
 Área situada na parte inferior da tela
 Exibe mensagens e solicitações do sistema, comandos a
serem utilizados.
 Comandos podem ser digitados pelo usuário na área
de diálogo, através do menu superior ou lateral, ou
ainda pela barra ou caixa de ferramenta
 Comandos digitáveis não tem forma idêntica ao texto
da opção correspondente no menu, embora seja
suficiente próxima.
Importante

 Sempre procure
ler as
mensagens que
o sistema está
enviando
Dispositivos de entrada
de comandos de texto
 Em uma configuração mínima, o usuário poderá
acionar comandos usando uma das seguintes formas:
 Digitando o comando completo, terminado com
<Enter> ou <Espaço>;
 Digitando uma abreviação do comando ou digitando-o
parcialmente;
 Deslocando o cursor com o mouse e clicando sobre o
comando; o usuário
Teclas de função
 A seguir temos um resumo do significado
das teclas de controle e de função:
 F1: Ajuda
 F2: Janela de Texto
 F3: Liga e desliga Osnap
 F6: Mostrador de Coordenadas.
 F7: Liga e desliga a grade (Grid On / Off)
 F8: Liga e desliga o travamento
Ortogonal
 F9: Liga e desliga o SNAP (Snap On / Off)
 F10: Liga e desliga o POLAR
Mouse
Principais comandos
Line(LINE)

 Cria um segmento de reta


 Cada segmento pode ser
editado separadamente
PolyLine(PLINE)
 Comando Polyline permite a
criação de uma seqüência
múltipla de linhas. Neste momento
é importante salientar a diferença
de Linha e Polilinha.
 As Linhas podem ser criadas em
seqüência, porém são segmentos
independentes. Podemos colorir,
apagar ou mover qualquer
segmento da seqüência de linhas,
pois apenas o segmento
selecionado será modificado.
Rectangle(RECTANG)

 Cria um retângulo no
qual é possível
dimensionar no tamanho
desejado
Arc(ARC)

 Cria um arco que pode ser definido


a partir de três pontos ou de outros
parâmetros, como, por exemplo, a
localização do seu centro e o
comprimento do raio. X
Offset (OFFSET)
 Comando de criar uma
cópia de uma entidade e
posiciona essa cópia de
forma paralela ao objeto
original. Para criar essas
paralelas precisamos
fornecer para AutoCAD o
deslocamento dessa
paralela do objeto original e
o lado que ela ficará.
Mirror (MIRROR)
 O comando Espelhar é
utilizado para criar imagens
simétricas. Através do
espelhamento temos
recursos para não precisar
desenhar várias vezes as
mesmas figuras ou objetos
que estão simétricas.
Trim (TRIM)
 O comando Aparar apara linhas
desnecessárias em um desenho,
desde que estejam relacionadas
à um limite. Para que possamos
aparar segmentos temos que
fornecer ao comando objetos
que funcionam como “limites de
corte” e que devem estar visíveis
na tela. A partir desse limite, o
Aparar corta os objetos desde o
ponto selecionado até o limite
especificado. Podemos utilizar o
Aparar para transformar círculos
em arcos e assim por diante.
Hatch (HATCH)
 O comando Hachuras
coloca padrões de Hachuras
em uma área fechada
definida por limites. Quando
definimos um padrão de
Hachura, podemos definir
uma escala que se adapte
ao projeto e um ângulo em
relação ao padrão pré-
definido pelo usuário.