Вы находитесь на странице: 1из 20

A mitologia dos deuses africanos

(iorubás) e dos deuses greco-romanos


 Aqui você vai encontrar algumas das
características mais importantes de alguns dos
orixás da mitologia afro-brasileira (Iorubá).
 Também poderá verificar algumas semelhanças
entre eles e os deuses da mitologia greco-
romana.
 A partir daqui, você poderá fazer as suas
próprias pesquisas e comparações entre as
diversas mitologias, deuses e deusas de vários
povos (Gregos, Romanos, Egípcios,
Mesopotâmicos, Afro-brasileiros etc.).
OXALÁ
 Oxalá ou Obatalá é o mais
importante dos deuses
iorubás. É o orixá que cria os
seres humanos do barro.
 Foi o primeiro orixá a ser
criado por Olodumaré, o
deus supremo.
 De certo modo podemos
relacioná-lo a Prometeu, um
deus rebelde, que se recusa
a oferecer o sacrifício devido
a outra divindade e sofre as
suas consequências. Oxalá
cria os seres humanos e
Prometeu lhes presenteia
com o fogo sagrado roubado
de Zeus.
IEMANJÁ
 É a mãe poderosa,
guerreira e perigosa.
Orixá dos mares e
também da água doce,
pode ser comparada a
Netuno ou Poseidon.
 Mas representando a
beleza, a fertilidade e o
caráter maternal,
também pode ser
comparada à Hera ou
Juno.
EXU
 Exu é o guardião dos templos,
das casas, das cidades e das
pessoas. Ele é responsável
pela comunicação entre os
seres humanos e os outros
orixás.

 Sua personalidade
contraditória para fazer o bem
e o mal, levou outras crenças
a relacionarem sua imagem
com o diabo das religiões
cristãs. Mas o correto é que
ele é o mensageiro dos outros
deuses, assim como Hermes
ou Mercúrio, na mitologia
greco-romana.
OGUM
 Ogum é um orixá poderoso
por dominar o ferro. É o
deus dos ferreiros e de
todos que usam
instrumentos feitos com
esse material. Por isso
podemos compará-lo a
Hefestos ou Vulcano da
mitologia greco-romana.

 Foi guerreiro e conquistador


temido por onde passava.
Por isso, também pode ser
relacionado ao deus Marte
ou Ares da mitologia greco-
romana.
OXÓSSI
 É o orixá da caça,
protege os caçadores
que garantem alimento
à comunidade. Sua
proximidade com
Ossain, o orixá das
folhas, deu a ele certo
conhecimento sobre as
plantas curativas.

 Podemos relacioná-lo
às deusas caçadoras
Diana ou Artemis da
mitologia greco-
romana.
XANGÔ

 Xangô é um deus
violento, controla os raios
e trovões e os utiliza para
punir os mentirosos e
malfeitores. Por isso
também é visto como
justiceiro.
 Como guerreiro, matava
todos os seus inimigos.
 É muito parecido com os
deuses Júpiter e Zeus da
mitologia greco-romana.
OIÁ-IANSÃ
 Uma orixá guerreira,
ardente, senhora dos ventos
e das tempestades.
 Nenhum orixá masculino
conseguiu dominá-la. É
independente e obedece
apenas à sua própria
vontade.
 Iansã é a única orixá que
enfrenta e controla a
atividade dos espíritos dos
mortos.
 De certo modo podemos
compará-la às deusas Juno
e Hera da mitologia greco-
romana.
OXUM
 Orixá do amor, da fertilidade
e da beleza.
 O poder que exerce sobre as
águas doces coloca em suas
mãos o controle sobre a vida
das plantas, dos animais e
dos seres humanos. E soube
usar esse poder para obrigar
os orixás masculinos a não
tomar decisões sem a sua
participação.
 Podemos compará-la às
deusas Vênus e Afrodite da
mitologia greco-romana.
OBÁ
 Obá é uma guerreira,
forte e agressiva. Uma
orixá pouco conhecida
no Brasil.
 É uma divindade ligada
à água doce em
revolta. É sempre vista
com o sabre e o escudo.
 Podemos relacioná-la
com as deusas Atena e
Minerva da mitologia
greco-romana. Ambas
são guerreiras e leais a
seus seguidores.
OSSAIN

 Ossain tem o conhecimento


sobre o poder medicinal das
ervas. É a divindade da cura.
Todas as cerimônias devem
ser feitas com a sua
presença.
 Era um orixá masculino, mas
conquistou Oxóssi com o
poder de suas folhas e agora
é considerada uma orixá
feminina.
 Pode ser comparada aos
deuses Esculápio ou
Asclépio, filho de Apolo da
mitologia greco-romana, pelo
saber curativo e dos
remédios.
OMOLU
 Omolu ou Obaluaê é o orixá
das doenças contagiosas.
Pune os malfeitores e
insolentes com a varíola. Por
isso é temido por todos que
cruzam o seu caminho. Mas
aqueles que lhe fazem as
devidas oferendas ficam
protegidos.

 Omolu pode ser relacionado


com o deus Hades, por ser
também um deus da morte.
 Mas como aparece muitas
vezes como curandeiro, capaz
de afastar as doenças que ele
mesmo traz, poderíamos ligá-
lo a Asclépio ou Esculápio o
deus da medicina e cura
greco-romano.
LOGUNEDÉ
 Logum significa caçador.
Filho de Oxóssi e Oxum.
É um orixá andrógino e
vive seis meses na mata
e seis meses embaixo
d'água, alternando assim
a sua sexualidade de
masculina para feminina.
 Logunedé pode
relacionar-se com o deus
Hermafrodito da
mitologia greco-romana,
filho de Hermes
(Mercúrio) e Afrodite
(Vênus).
OXUMARÉ
 Oxumaré é ao mesmo tempo
macho e fêmea, com essa
duplicidade ele carrega todos
os opostos dentro de si.
 É o senhor das forças que
produzem o movimento que
mantém a existência do
mundo. Ele é a serpente que
morde a própria cauda.
 Apesar de não ter a
duplicidade sexual de
Oxumaré, a deusa Íris da
mitologia grega, mensageira
dos deuses, também era
representada pelo arco-íris. O
mesmo simboliza a ponte
entre o mundo dos deuses e o
dos seres humanos.
NANÃ
 É uma divindade muito antiga
e seu nome é um termo de
respeito às pessoas mais
velhas, consideradas sábias.
 Nanã é a senhora das águas
paradas, lamacentas, dos
pântanos. Lembrando as
águas primordiais com a qual
se fez o mundo, o barro com o
qual Obatalá criou os seres
humanos.
 Em alguns lugares da África o
seu culto é confundido com o
de Omolu. Em outros é a sua
mãe.
 Podemos compará-la ao deus
marinho primitivo Nereu,
conhecido por sua virtude e
sabedoria.
ORUNMILÁ - IFÁ
 É o conselheiro, o
adivinho consultado nas
ocasiões importantes da
vida pessoal e coletiva.
Pode ser considerado o
senhor dos oráculos,
conhecedor dos
destinos.
 Desse modo, podemos
compará-lo ao deus
Apolo ou Febo da
mitologia greco-romana,
que também era o
senhor dos oráculos.
OLODUMARÉ
 Olodumaré é o deus
supremo, sabemos muito
pouco sobre ele. Foi ele
quem criou todos os
outros orixás para
governarem e
supervisionarem o
mundo. Julga as
desavenças entre os seus
filhos. Mas é inacessível
aos seres humanos.

 Como o chefe de todos os


demais deuses e deusas
podemos compará-lo a
Zeus, mas não possuem
comportamentos
semelhantes.
Algumas conclusões...
 O que podemos concluir dessa primeira comparação é
que, antes de tudo, os deuses e deusas dessas
mitologias são muito parecidos com os seres humanos.
Suas emoções, seus comportamentos, suas histórias
de amor e ódio podem ter sido vivenciadas de alguma
maneira por qualquer pessoa.
 Portanto, são seres repletos de contradições. São
capazes de fazer o bem e o mal, como as pessoas o
fazem na vida real. São repletos de um amor
incomensurável, mas se são contrariados, podem se
vingar da pior forma possível.
 Essas são características dos orixás – deuses afro-
brasileiros, e também das divindades gregas, romanas,
mesopotâmicas, cristãs e de tantos outros povos.
Faça a sua comparação!
 Você acabou de observar algumas
comparações que podem ser modificadas,
pois depende das características que você
enfatiza em cada divindade.

 Assim, você pode pensar em outras relações


entre os deuses e deusas das várias culturas
que está estudando.
Fontes
 BRANDÃO, Junito de Souza. Mitologia Grega. Vol. 1, 13ª ed.,
Petrópolis, Vozes, 1999.
 JUNIOR, Eduardo Fonseca. Dicionário Antologico da Cultura
Afro-Brasileira.
 VERGER, Pierre Fatumbi. Orixás: Deuses Iorubás na África e
no Novo Mundo. Trad. Maria Aparecida da Nóbrega. Ed.
Corrupio.
 _____________________. Lendas Africanas dos Orixás.
Ilustrações de Carybé. Tradução de Maria Aparecida da
Nóbrega. 4ª ed., Salvador, Corrupio, 1997.
 Vernant, Jean-Pierre. Entre Mito & Política. Trad.: Cristina
Murachco. 2ª ed., São Paulo, Edusp, 2002, pp. 229-294.
 Sociedade Yorubana Teológica de Cultura Afro-Brasileira.
http://www.yorubana.com.br/orixas/