Вы находитесь на странице: 1из 41

EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE

Profa. Marcia M. Meier


QUÍMICA GERAL II

1
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
Ácidos e bases são dois tipos muito comuns de substâncias encontradas no laboratório
e no mundo cotidiano. Inclusive o equilíbrio entre ácidos e bases tem grande influência
em nossa saúde.

2
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
RELEMBRANDO A TEORIA DE BRONSTED E LOWRY.......

Considere:
HCl(g) + H2O(l) → H3O+(aq) + Cl-(aq)
ácido base Ácido Base
conjugado conjugada

A molécula de HCl doa um próton para a molécula de H2O.


Segundo a definição de Bronsted e Lowry:

Um ácido é uma substância (molécula ou íon) que pode


doar um próton para outra substância.

3
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
RELEMBRANDO A TEORIA DE BRONSTED E LOWRY.......

Considere:
+
NH3(aq) + H2O(l) NH4 (aq) + OH-(aq)
base ácido Ácido Base
conjugado conjugada

A molécula de NH3 abstrai um próton damolécula de H2O


que, logicamente, transformando-se em hidroxíla
Segundo a definição de Bronsted e Lowry:

Uma base é uma substância (molécula ou íon) que pode


receber um próton de outra substância.
A água é surpreendente: atua doando ou recebendo prótons
É anfiprótica! 4
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
QUANDO EXISTE EQUILÍBRIO, estamos
falando de ácidos e bases FRACOS.

VEJA QUAIS SÃO OS FORTES!!


100 % de dissociação!
Ácidos Bases Fortes
Fortes
HCl LiOH HCl + H2O  H3O+(aq) + Cl-(aq)

HBr NaOH
HI KOH
HNO3
HClO4
H2SO4
5
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
Quando um composto se dissolve gerando íons, estes íons individuais
interagem com as moléculas do solvente (solvatação). Se o solvente é
água, o processo é chamado de hidratação. O íon é cercado por
moléculas de água com as quais interagem de forma não covalente,
estas moléculas de solvente são conhecidas como primeira camada de
solvatação. Um segundo grupo de moléculas de água forma ligações de
hidrogênio com as moléculas de água da primeira camada, formando a
segunda camada de solvatação.

(aq)

6
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
Quando o solvente atua como uma fonte de prótons nas reações,
chama-se de solvente prótico.

Quando o solvente não dispõe de átomos de hidrogênio para fonte de


prótons nas reações, chama-se de solvente aprótico.

Doador de prótons = solvente prótico. Então água participa da reação!


Considere:
+
NH3(aq) + H2O(l) NH4 (aq) + OH-(aq)
base ácido Ácido Base
conjugado conjugada

Kb = 1,8 x 10-5
Ou
pKb = 4,75 (pKb = -log Kb )
7
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE

Exercício: calcule pKb e coloque as substâncias em ordem


crescente de basicidade.

Base Kb pKb

nicotina 1,0 x 10-6


morfina 1,6 x 10-6
Ureia 1,3 x 10-14
anilina 4,3 x 10-10

8
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE

9
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE

HX (aq) + H2O H3O+(aq) + X-(aq)

ácido base Ácido Base


conjugado conjugada

Vamos comparar a força da base e base conjugada em remover H+

Se a força da base conjugada (X-) em remover o H+ de H3O+ for MAIOR


que a força da base (H2O) em remover H+ de HX, volta a formar-se o
ácido associado. Portanto o ácido será FRACO!

Se a força da base conjugada (X-) em remover o H+ do íon hidrônio for


MENOR que a força da base (H2O) em remover H+ de HX, o ácido irá
dissociar. Portanto o ácido será FORTE!

10
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
Qual será a base mais forte H2O ou Cl- ?
Considere:
HCl(g) + H2O(l) → H3O+(aq) + Cl-(aq)
Base
base
conjugada

HCl + H2O → H3O+(aq) + Cl-(aq) ou H3O+ + Cl-(aq) → HCl + H2O

O ácido clorídrico é considerado forte, indicando que se ioniza quase


totalmente em água!

11
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
H2O é a base mais forte em relação ao íon Cl- ?
Considere:
HCl(g) + H2O(l) → H3O+(aq) + Cl-(aq)
Base Base
FORTE FRACA

12
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
Qual será a base mais forte H2O ou CH3COO- ?
Considere:
CH3COOH + H2O(l) H3O+(aq) + CH3COO-(aq)
Base
base
conjugada

H+ + H2O → H3O+(aq) ou H3O+ + CH3COO-(aq) → CH3COOH + H2O

O Ka do ácido acético é 1,8 x 10-5

13
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
CH3COO- é a base mais forte em relação a H2O.
Considere:
CH3COOH + H2O(l) H3O+(aq) + CH3COO-(aq)
Base Base
FRACA FORTE

14
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
O que há de incomum nestes dois exemplos?
CH3COOH + H2O(l) H3O+(aq) + CH3COO-(aq)
Base Base
H2O é o
padrão para FRACA FORTE
comparação
da força!

HCl(g) + H2O(l) → H3O+(aq) + Cl-(aq)


Base Base
FORTE FRACA

15
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
Analisando sob outra perspectiva:
CH3COOH + H2O(l) H3O+(aq) + CH3COO-(aq)
Ácido Base Base
FRACO FRACA FORTE

HCl(g) + H2O(l) → H3O+(aq) + Cl-(aq)


Ácido Base Base
FORTE FORTE FRACA
Todo ácido forte, forma uma base Toda base forte, forma um ácido conjugado
conjugada fraca! fraco!

Todo ácido fraco, está em equilíbrio com Toda base fraca, está em equilíbrio com um
uma base conjugada forte, que desloca o ácido conjugado forte, que desloca o
equilíbrio para reagentes. equilíbrio para reagentes. 16
EQUILÍBRIO ÁCIDO BASE
Exercício: complete as reações químicas abaixo e conclua
quais bases são mais fortes em cada par

a) HCN + H2O(l) Ka HCN = 4,0 x 10-10

CN-(aq) + H2O(l)

a) HF + H2O(l)
Kb HF =7,2x 10-4
F-(aq) + H2O(l)

17
Exercício
• Utilize a tabela de ácidos entregue em sala de
aula e determine pKa. Considere soluções 0,10
mol/L de cada um destes ácidos e determine a
concentração de íons hidrônios em equilíbrio,
o pH da solução e o percentual de ionização
de cada ácido.

18
AUTOPROTÓLISE DA ÁGUA

[H3O ][OH-]  

K eq 
pH   log[ H 3 O ]   log[ H ] pOH   log[OH - ]

[H 2O]2
Keq [H2O]2  [H3O ][OH-]

K w  [H3O ][OH-]  1.0 1014

19
AUTOPROTÓLISE DA ÁGUA

• Na maioria das soluções a [H+(aq)] é bem pequena.


• Definimos
pH  log[H3O ]  log[H ] pOH  log[OH-]

• Em água neutra a 25 C, pH = pOH = 7,00.


• Em soluções ácidas, a [H+] > 1,0  10-7, então o pH < 7,00.
• Em soluções básicas, a [H+] < 1,0  10-7, então o pH > 7,00.
• Quanto mais alto o pH, mais baixo é o pOH e mais básica a
solução.

20
AUTOPROTÓLISE DA ÁGUA
A auto ionização da água é dependente da temperatura.
Calcule o pH da água a 25 oC e a 60 oC. R.: pH = 7,0 e 6,5

21
RELAÇÃO ENTRE Ka e Kb
• Para um par ácido-base conjugado

K w  K a  Kb
• Conseqüentemente, quanto maior o Ka, menor o Kb. Isto é, quanto mais
forte o ácido, mais fraca a base conjugada.
• Tomando o negativo dos logaritimos:

pKw  pKa  pKb


A soma do pKa de um ácido
(laranja) e do pKb de sua base
conjugada (azul) é constante, e
igual a pKw, que é 13,00 a 25oC. Os
valores das constantes permitem
organizar os ácidos e as bases em
ordem de força em uma única
22
tabela.
RELAÇÃO ENTRE Ka e Kb
pKw  pKa  pKb

Esta equação demonstra a relação de troca entre as forças dos ácidos e


bases conjugadas, onde pKa deve ser baixo e pKb alto, ou vice versa, para
satisfazer a equação.

Exemplo 1:
Para amônia pKb = 4,75
Para amônio pKa = ? Resposta: 9,25

Exemplo 2: Determine o valor de Kb para a reação de cianeto e água.


Para o cálculo considere:
Ácido Fraco: HCN(aq) + H2O(l) ↔ H3O+(aq) + CN-(aq) Ka = 4,0 x 10-10
Base conjugada: CN-(aq) + H2O(l) ↔ HCN(aq) + OH-(aq) Kb = ??? 2,5 x 10-5
2H2O(l) ↔ H3O+(aq) + OH-(aq) Kw = 1,0 x 10-14
Quando somam-se duas equações químicas, multiplica-se os valores de K. 23
RELAÇÃO ENTRE Ka e Kb

Exemplo 3: Determine o valor de Kb do benzoato de sódio a partir das


informações abaixo:

C6H5 COOH(aq) + H2O(l) ↔ H3O+(aq) + C6H5 COO- (aq) Ka = 6,3 x 10-5


C6H5 COO- (aq) + H2O(l) ↔ C6H5 COOH(aq) + OH-(aq) Kb = 1,6 x 10-10

24
RELAÇÃO ENTRE Ka e Kb

Exemplo 4: Qual o pH de uma solução de um sal fracamente básico,


acetato de sódio? Considere uma solução de acetato de sódio, 0,015 mol/L
de NaCH3CO2.

Dado:
Ka do CH3COOH = 1,8 x 10-5

Resposta: Kb: 5,6x 10-10


X = 3,5 10-9 mol/L = [OH-]
pOH: 5,53 pH: 8,46

2-
Exemplo 5: O íon carbonato, CO3 , é uma base em água, formando o
íon hidrogenocarbonato, que por sua vez pode formar ácido carbônico.
Qual é o pH de uma solução de Na2CO3 0,10mol/L?
Resposta: [OH-] = 4,6x10-3 mol/L, pOH 2,34, pH =11,66

25
ESCALA DE pH

pH + pOH =14

26
ESCALA DE pH

Exercite:
Determine o pH de Forte
a) Uma solução de 0,028 mol/L de NaOH; R: 12,45

b) Uma solução de 0,0011 mol/L de Ca(OH)2 R: 11,34 Forte


c) Uma solução de 0,0011 mol/L de amônia, Kb = 1,8 x 10-5.

Fraco
+ -
NH3(aq) + H2O(l) NH4 (aq) + OH (aq)
Início: 0,0011 0 0
Variação: -x +x +x
Equilíbrio: 0,0011-x +x +x

X = [OH-]= 1,41 x 10-4 -log OH = pOH pOH = -log 1,41 x 10-4 = 3,85
pH = 14 -3,85 = 10,15
27
Ácidos Polipróticos
Os ácidos polipróticos são capazes de doar mais de um próton. Para muitos
ácidos polipróticos inorgânicos, como ácido fosfórico, ácido carbônico e
ácido sulfídrico, a constante de ionização de cada perda sucessiva de um
próton é cerca de 104 a 106 vezes menor que a etapa de ionização anterior.

Ka1 = 7,5 x 10-3 Kb1 = 1,3 x 10-12

Ka2 = 6,2 x 10-8 Kb2 = 1,6 x 10-7


Ka3 = 6,3 x 10-13 Kb3 = 2,8 x 10-2

28
Prevendo a Direção das reações de Neutralização (ácido-base)

Considere:
HCl(g) + H2O(l) → H3O+(aq) + Cl-(aq)
Ácido muito K = 1,0x10-14 Base
b
FORTE Mais forte que Cl - Ka= 1,0 FRACA
Ka muit o elevado! Kb muito pequeno
Kb< ,0x10-14
1

Todas as reações de
transferência de
prótons vão do
ácido e base mais
fortes para o ácido
e base mais fracos!
29
Prevendo a Direção das reações de Neutralização (ácido-base)

Considere:
H3PO4(aq) + CH3CO2-(aq) → H2PO4-(aq) + CH3COOH(aq)
Ácido mais forte Kb= 5,6x10-10
Que CH3COOH! Kb= 1,3x10 -12 Ka= 1,8x10-5
Ka= 7,5x10-3

Reação Produto Favorecida!


Todas as reações de
transferência de
prótons vão do
ácido e base mais
fortes para o ácido
e base mais fracos!
30
Prevendo a Direção das reações de Neutralização (ácido-base)

Exercite: Escreva uma equação iônica balanceada para a reação


que ocorre entre o ácido acético e o bicarbonato de sódio.
Verifique se o equilíbrio está deslocado à esquerda ou à direita.

31
REAÇÕES DE NEUTRALIZAÇÃO
Reações de neutralização produzem sal e água. Para
algumas substâncias também são liberados gases como o
caso do bicarbonato de sódio, por exemplo.
Exercite:
Escreva a equação química balanceada para as reações de neutralização
abaixo e determine o volume de base necessária para neutralizar o ácido:

a) 20 mL de ácido fluorídrico 0,10 mol/L e hidróxido de sódio 0,10 mol/L;


R: 20 mL
b) 20 mL de ácido carbônico 0,10 mol/L e hidróxido de potássio 0,10 mol/L.
R: 40 mL
c) 20 mL de ácido acético 0,10 mol/L e hidróxido de bário 0,10 mol/L.
R: 10 mL
d) 20mL de ácido clorídrico 0,10 mol/L e bicarbonato de sódio 0,10 mol/L.
R: 10 mL
32
TITULAÇÃO
Padronizar é determinar a concentração de uma das espécies envolvidas na
reação de neutralização.
Por exemplo, conhecendo-se a concentração de uma base (padrão), pode-se
determinar a concentração do ácido que irá reagir com esta base.

Este procedimento realizado no laboratório e chama-se titulação.

Para identificar o ponto de neutralização pode-se usar:


- indicadores visuais (substâncias que mudam de cor em função do pH);
- pHmetros (equipamento com sensor sensível ao pH), chamada então de
titulação potenciométrica.

33
TITULAÇÃO e Equilíbrio Químico

HCl(aq) + NaOH(aq) → Na+(aq) + Cl-(aq) + H2O(l)


34
TITULAÇÃO

nP = MP.VP

1:1
1:2
Depende da reação

nD = MD.VD

35
TITULAÇÃO
De acordo com o pH de viragem de cada ácido ou base, deve-se selecionar o
indicador de viragem mais adequado.

36
TITULAÇÃO POTENCIOMÉTRICA
Ao utilizar o pHmetro, pode-se registrar
o pH da solução de concentração
desconhecida durante a titulação e
construir a curva de titulação:

Parte do ácido foi Ponto de equivalência:


neutralizado pela Todo ácido e base
base, mas ainda há reagiram
ácido presente. estequiometricamente

37
TITULAÇÃO DE ÁCIDO FORTE POR BASE FORTE

38
TITULAÇÃO DE ÁCIDO FRACO POR BASE FORTE

39
TITULAÇÃO DE BASE FRACA POR ÁCIDO FORTE

40
TITULAÇÃO resumindo...

41

Похожие интересы