Вы находитесь на странице: 1из 32

Sistema Endócrino

Farmacologia da
Glândula Tireóide
MSc: Janira Alves

Recife, 2019
 Exerce diversos efeitos e importantes para manter a homeostasia;

 Atividades nas quais há o envolvimento dos hormônios produzidos na tireoide:

 Regulam crescimento;
 O metabolismo;
 E gasto de energia (desde o consumo de oxigênio até a contratilidade cardíaca).

Produz os hormônios:
 T3 (triiodotironina)
 T4 (tiroxina)
 rT3 (triiodotironina reversa)

Células C parafoliculares
Secretam Calcitonina
FISIOLOGIA DA GLÂNDULA TIREÓIDE
SÍNTESE E SECREÇÃO DOS HORMÔNIOS DA TIREÓIDE

Importante!
A posição e a orientação do Iodo na
estrutura determinam a forma específica
do hormônio.

3,5,3´,5´- Tetraiodotironina (tiroxina T4)

3,5,3´- Triiodotironina (T3)

Hormônio circulante individuo normal:


• 90%  T4;
• 9%  T3;
5´ Desiodação
• 1%  rT3.
• Maior parte ligados a proteínas
plasmáticas.
 Iodeto componente crucial;
Produz e armazena
 Concentrações intracelulares 500
vezes a concentração no plasma

 Enzima tireoide peroxidase;

 Iodeto reativo intermediário;

 Tireoglobulina proteína sintetizada


pelas céls. Foliculares e secretada pela
superf. Apical no espaço colóide:

 Organificação;

 Monoiodotirosina (MIT),
 Diiodotirosina (DIT);

 Acoplamento;

 MIT + DIT: T3
 DIT + DIT : T4

Sintetizam e  Armazenadas: na luz do folículo 


secretam Colóide;
 Endocitose;
Produz e armazena  Diferença com outras glândulas:
o Sintetizam, armazenam e secretam;
o Níveis constantes no plasma;
o Independentes das flutuações no
fornecimento do iodo na dieta.

Sintetizam e
secretam
METABOLISMO DOS HORMÔNIOS DA TIREÓIDE

 Maior parte circula lig. a proteínas plasmáticas;


o Globulina de ligação da tireóide (TBG) e a transferrina

 T4 predominante no sangue  T3 possui 4 vezes mais atividade fisiológica


no tecidos alvo;

 T4 Sérica é inativada por:


• Desamidação;
• Descarboxilação ou conjugação;
• Excreção pelo fígado.

 T4 sofre desiodação  Produz forma mais ativa T3  ação catalítica da


enzima iodotironina 5´ desiodinase.

 # subtipos da enzima #
- Tipo I: Expressa no fígado e nos rins  Sérica
- Tipo II: Na hipófise, no cérebro e na gordura marrom  Intracel.  local
- Tipo III: Conversão na rT3 biologicamente inativa.
METABOLISMO DOS HORMÔNIOS DA TIREÓIDE

Conversão de T4 em T3  Fígado;

Agentes farmacológicos  atividade da enz. Citocromo P450  T4 para T3;

T4  ½ vida plasmática 6 dias e a T3  Apenas 1 dia.

Observação:

T4  ½ vida plasmática 6 dias (longa)  Alterações nas suas funções  agentes


farmacológicos  Depois de um período de 1 a 2 semanas.
EFEITOS DOS HORMÔNIOS DA TIREÓIDE SOBRE OS TECIDOS-ALVO

 Exercem efeitos praticamente em todas células do organismo;

 Maior porém a nível de transcrição gênica;

 Ações mediadas pela ligação do hormônio a receptores de hormônio


tireoidiano (TR)
EFEITOS DOS HORMÔNIOS DA TIREÓIDE SOBRE OS TECIDOS-ALVO

Entrada na célula

 Hormônio livre

 Difusão passiva e transporte ativo (TA);


 Classes de TR: TRα e TRβ
 Podem ser expressos com
múltiplas isoformas.

Múltiplas combinações de TR + Variabilidade de distribuição tecidual

Cria especificidade tecidual para efeitos do hormônio


EFEITOS DOS HORMÔNIOS DA TIREÓIDE SOBRE OS TECIDOS-ALVO
EFEITOS DOS HORMÔNIOS DA TIREÓIDE SOBRE OS TECIDOS-ALVO

 Capacidade de infra regular a expressão gênica do TSH  Produz


retroalimentação negativa do hormônio sobre o eixo hipotálamo- hipofisário-
tireoide;

 Possui efeitos ñ genômicos sobre metabolismo da mitocôndria;

 Interage com receptores de membrana plasmática estimulando a transdução de


sinais intracelulares;

 Na lactância p/crescimento e desenvolvimento do sistema nervoso.

 Deficiência do hormônio resulta em CRETINISMO

Atraso na formação psicofísica e na maturação


intelectual
EFEITOS DOS HORMÔNIOS DA TIREÓIDE SOBRE OS TECIDOS-ALVO

 No adulto regula o metabolismo corporal geral e o consumo de energia;

 Enzimas reguladas pelo hormônio: Na/K ATPase e outras envolvidas no


metabolismo intermediário tanto anabólico quanto catabólico;

 Em altos níveis pode resultar em ciclo fútil e em consequência aumento da


temperatura corporal;*

 Efeitos semelhantes a estimulação neural simpática:


• Aumento da contratilidade e da frequência cardíaca;
• Excitabilidade;
• Nervosismo;
• Diaforese (sudorese)

 Em baixos níveis resultam em MIXEDEMA

Estado hipometabólico
caracterizado por: Letargia,
Ressecamento da pele, voz
grosseira e intolerância ao frio
EIXO HIPOTALÂMICO-HIPOFISÁRIO–TIREÓIDE

TRH: Hormônio de liberação de


tireotropina;

TSH: Hormônio tireoestimulante;


FISIOPATOLOGIA

 Aumento (Doença de Graves) ou diminuição da secreção (Tireoidite de


Hashimoto) dos hormônios da tireoide;

 Doença de Graves

 Auto Anticorpo IgG dirigido  Contra o


receptor de TSH  IMUNOGLOBULINA
ESTIMULANTE DA TIREOIDE (TSig)

Atua de forma agonista

Ativa o receptor de TSH

Estimulando a síntese e secreção e liberação


do hormônio

X Retroalimentação Negativa
Estimulação continua  Em níveis
hormonais altos Patologia
FISIOPATOLOGIA
 Surgem os sintomas clínicos HIPERTIREOIDISMO;

 Níveis plasmáticos:
• Elevado de hormônio tireoidiano;
• Baixos ou indetectáveis de TSH;
• Elevados de TsIg.
FISIOPATOLOGIA
 Diminuição da secreção (Tireoidite de Hashimoto) dos hormônios da tireoide;
 Doença auto imune
 TIREOIDITE DE HASHIMOTO (Destruição
inflamatória gradual da glândula tireoide)

 Anticorpo específicos dirigido  Contra


proteínas da glândula tireoide
Tireoglobulina e tireoide peroxidase
HIPOTIREOIDISMO

Destruição das células foliculares

Liberação de quant. Excessivas de colóide


armazenado

Níveis transitórios de elevação do hormônio

Glândula é quase totalmente destruída

Surgem os sintomas clínicos


FISIOPATOLOGIA
TRATAMENTO DO HIPOTIREOIDISMO

 Reposição farmacológica com hormônio tireoidiano sintético oral;

 Terapia segura a longo prazo Reposição;

 Levotiroxina  L- isômero de T4;


• Produzido por síntese química e
estruturalmente idêntico ao hormônio
endógeno (T4);

Uso do T3 início de ação mais rápido pode permitir


uma maior recuperação potencialmente fatal

Coma mixedematoso é definido como uma forma de


hipotireoidismo muito severo, que ocasiona
decréscimo da consciência, hipotermia e outros
sintomas relacionados à diminuição da função
tireoidiana, afetando múltiplos órgãos.
TRATAMENTO DO HIPOTIREOIDISMO

 Verificar a eficácia da ação do hormônio:


Por monitoramento através de ensaios dos níveis plasmáticos
• De TSH;
• Hormônios tireoidianos.
• Doses estáveis de levotiroxina  Monitorização dos níveis de TSH a cada 6 meses;
OBS: Alterações dos níveis de TSH, podem ser:
Interações de medicamentos afetando a absorção e o metabolismo
• Colestiramina a absorção do T4;

• Rifampicina e fenitoína aumentam a atividade de certas enzimas P450 hepáticas


e a excreção hepática de T4.
• OBS: Faz necessário a aumentar a dose suplementar de T4 para
• Manter um estado eutireoideo.
CLASSES E AGENTES FARMACOLÓGICOS

TRATAMENTO DO HIPERTIREOIDISMO

Há agentes farmacológicos direcionados


para cada etapa na síntese dos hormônios
tireoidianos
TRATAMENTO DO HIPERTIREOIDISMO
Inibidores da Captação de Iodeto
 Ânions com raio atômico aproximado
do iodeto;

 Competem com o iodeto pela sua


captação;

 Diminuição de iodeto disponível para a


síntese dos hormônios tireoidianos;

 Efeitos tardios reservas de hormônio


tireoidiano pré- formado no colóide.
Uso incomum Pode causar
anemia aplásica
Também podem ser empregados como
meios de contraste radiopacos

Condição rara em que o organismo Pode causar sintomas de


deixa de produzir uma quantidade hipotireoidismo após exames
suficiente de células sanguíneas radiográficos extensos que utilizam
novas. meio de contraste
Inibidores da Organificação e da Liberação dos Hormônios da Tireóide

Iodetos
 São utilizados dois tipos distintos de iodeto:

 Iodo -131: Isótopo radioativo  Emite partículas β tóxicas para as células;

 Iodeto inorgânico estável Em altos níveis inibe a síntese e a liberação de


hormônio tireoidiano  Efeito de Wolff- Chaikoff

É uma redução dos níveis de hormônios tireoidianos causada pela ingestão de


grandes quantidades de iodo

Efeito reversível e transitório  em alguns dias a síntese e liberação do hormônio


volta ao normal  Não constitui uma terapia a longo prazo útil para tratar o
hipertireoidismo.

OBS: Outras aplicações importantes


• O Iodeto em altas doses diminui o tamanho e vascularidade da glândula

INDICADO A ADMNISTRAÇÃO ANTES DO PROCESSO CIRURGICO,


FACILITANDO NA SUA RETIRADA
Inibidores da Organificação e da Liberação dos Hormônios da Tireóide
Tioaminas
Inibidores da produção dos hormônios da tireoide

Competem com a tireoglobulina pelo


iodo oxidado catalisado pela tireoide
peroxidase

Diminuição seletiva na produção do


hormônio

Atenção!!
Armazenamento do hormônio sob a
forma de colóide

Atenção!!
Tioaminas afetam a produção do fármaco
e não sua liberação.
metimazol
Inibidores da Organificação e da Liberação dos Hormônios da Tireóide
Tioaminas
Inibidores da produção dos hormônios da tireoide

Inibe a tireoide peroxidase e a conversão


de periférica de T4 em T3

Curto tempo de meia vida Mais


administrações

metimazol Inibe a tireoide


peroxidase

Administração uma
vez ao dia
Inibidores da Organificação e da Liberação dos Hormônios da Tireóide
Tioaminas
Inibidores da produção dos hormônios da tireoide

Fármacos
bociógenos

Hipertrofia
Inibidores da Organificação e da Liberação dos Hormônios da Tireóide
Tioaminas

Efeitos adversos
Artralgia
´´ Dor nas juntas´´ Propiltiouracila
Depleções dos níveis
Exantema de protrombina
pruriginoso

Agranulocitose, hepatotoxidade, vasculite


3 principais complicações mas raras

Tempestade
Tiamazol mais tiroidiana e gravidez
utilizado Menos Usa-se o
efeitos colaterais propiltiouracila

Inibe conversão de T4
em T3
Inibidores do Metabolismo Periférico dos Hormônios
da Tireóide

Bloqueadores –Adrenérgicos
Antagonistas beta adrenérgicos  Tratam sintomas do hipertireoidismo
Sudorese, tremor, taquicardia
Exemplo: Esmolol  Rápido início de ação e meia vida de eliminação curta
Tratamento da tempestade tireoidiana
OUTROS FÁRMACOS QUE AFETAM A HOMEOSTASIA DOS HORMÔNIOS DA
TIREÓIDE

Lítio
Utilizado no tratamento do transtorno afetivo bipolar pode causar hipotireoidismo
Em altos níveis inibe a liberação de hormônio tireoidiano das células
foliculares da tireoide
Amiodarona
É um agente antiarrítmico que possui efeitos positivos quanto negativos sobre a função
do hormônio da tireoide.
Em estrutura é semelhante ao horm. da tireoide contem grande quant. de iodo

 Hipotireoidismo wolff-Chaikoff
 Hipertireoidismo Excesso de iodo
 tireoidite auto imune
#excesso na liberação do hormônio

Amiodarona inibe a 5´desiodinase  Diminuição


da conversão T4 em T3 e em aumento das
concentrações de rT3.
OUTROS FÁRMACOS QUE AFETAM A HOMEOSTASIA DOS HORMÔNIOS DA
TIREÓIDE

Corticoides

X
 Cortisol e análogos de glicocorticoides inibem a enzima 5´desiodinase
 Inibem conversão de T4 em T3  Reduz a atividade efetiva do hormônio
Obrigada!!!!